Page 7

REPÚBLICA JAHUENSE

Jaú, 07 de Junho de 2014

07

ESPELHO engasgado, eu falo por mim e pelo que ouço e leio, acho que a bagunça vai ser grande e, finalmente, o Brasil vai ter como gritar. Agora no Congresso, estão querendo aprovar uma lei correndo contra o manifesto, um absurdo isso. A Anistia Internacional já deu maior ferrada, já mandou recado: “Ô, ‘peralá’, vai aprovar isso”?

“O PT nacional está fadado ao fracasso. O PT local vai para o quiabo também. Este prefeito não emplaca de novo”.

Essa Copa não tem nada de bom para nós? Eu acho que o lado bom da Copa é que vai abrir a caixa de pandora da política do Brasil. E nós temos que gritar, caso contrário não vai acontecer nada. E esta é uma chance para o brasileiro gritar e ser ouvido. A gente grita aqui e nada acontece, pelo menos nós temos essa chance de o mundo escutar. A Copa e esses protestos vão repercutir diretamente nas eleições de 2014? Acho que o PT perde e também acho que o PSDB do Aécio também não decola, o histórico do PSDB, de corrupção. Eu acho que a terceira via é o Campos, ele tem chance de correr por fora, apesar de que não voto em ninguém mais. Você votou nas eleições passadas? Votei no PT em Jaú para tirar o Peruca (apelido do ex-prefeito Osvaldo Franceschi Júnior), daí colocamos o Chupacabra (Rafael Agostini, prefeito atual). O que você diz da administração do PT, nacional e local? O PT nacional está fadado ao fracasso. O PT local vai para o quiabo

“Jaú está precisando de vergonha na cara. O pessoal fica reclamando que a cidade não anda, não sei o quê e não consegue enxergar para o lado de lá do rio, que é Pederneiras. Vai a Pederneiras hoje, a história é outra, a cidade respira progresso”.

panha contra, mas é uma observação. Do que Jaú precisa? Jaú está precisando de vergonha na cara. O pessoal fica reclamando que a cidade não anda, não sei o quê e não consegue enxergar para o lado de lá do rio, que é Pederneiras. Vai a Pederneiras hoje, a história é outra, a cidade respira progresso. Porque Pederneiras percebeu que o rio podia trazer riquezas para a cidade. Estou sabendo que umas firmas de logística de São Paulo compraram uns cinco alqueires, pagaram 12 milhões, para fazer um porto e começar a mexer com container; nunca mais Jaú pega Pederneiras, e Jaú tem o mesmo rio, outra margem...

O que mais você quer falar? Eu já falei bastante, já o mandei o cacete ai... Ah, vá! Já que tem que gritar, grita alto, he he he. Para encerrar, qual seria o esporte ideal para o povo? Eu acho que o esporte bom para a massa seria um que não envolvesse dinheiro, esporte amador, atletismo. Tudo bem, tem o patrocínio e coisa e tal, mas o cara não dá um chute e ganha um rio de dinheiro. Além do que, eu acho que eles, os jogadores, todos são escravos, porque eles são negociados como mercadoria. O jornal República Jahuense procurou entrar em contato com o prefeito e foi informado que ele “um dia conversa com você”.

“Eu acho que nós estamos no começo de uma revolução, porque demora a cair a ficha aqui no Brasil. Mas isso daí parece que está meio engasgado, eu falo por mim e pelo que ouço e leio, acho que a bagunça vai ser grande e, finalmente, o Brasil vai ter como gritar”.

também. Este prefeito não emplaca de novo. O Rafael teve uma chance enorme de fazer a coisa fluir e fazer a coisa andar certo. Só que ele tinha assumido um compromisso com um pessoal antes da eleição, daí ele teve que abraçar gente errada, tem gente errada lá na política com ele e essa gente errada, todo mundo conhece, a cidade é pequena, todo mundo sabe quem é quem na cidade, daí o problema de você abraçar um cara e ir junto com ele, é a identidade que você forma. Como Jaú é pequena, todo mundo vai lembrar-se disso. Isso não é cam-

ANUNCIE AQUI! nse@gmail.com jornalrepublicajahue 13 FONE: 14 99895.86

Jornal República Jahuense - Edição 3