Issuu on Google+

nº3 setembro

2013

Comissão de Comunicação: Ana Antunes RTC Lisboa Susana Silva RTC Torres Vedras

Ron D. Burton Presidente de RI Fernando Martins Governador do D1960

PÁG. 1


mensagem Presidente de RI Ron D. Burton - tradução livre -

C

aros Companheiros,

Paul Harris disse que “Este é um mundo em transformação; devemos estar preparados para acompanhar as mudanças. A história de Rotary terá que ser rescrita muitas e muitas vezes”. Ainda que nunca iremos saber o que o rotário Paul pensaria da Era da Internet, penso que poderemos imaginar o que ele diria sobre a ideia de um website de Rotary: que não só devemos ter um, mas que este deve ser o melhor possível – mantendo-se a par com as novidades tecnológicas e sempre correspondendo às necessidades dos rotários. É com orgulho que anuncio que após o redesign que foi levado a cabo durante dois anos desde o conceito até ao site concluído, o novo Rotary.org está agora online e disponível para rotários e utilizadores de internet de todo o mundo. Ele contem diversas ferramentas que nos foram pedidas pelos rotários e acima de tudo um sistema de busca e navegação melhorados, novas maneiras de estabelecer contacto com outros companheiros rotários de todo o mundo e uma experiencia mais personalizada que nos leva até à informação que nos interessa. O novo website de Rotary é na verdade um conjunto de dois sites: uma para a família rotária e outro para todos os que estão interessados em saber mais sobre Rotary. Quando criar uma conta

PÁG. 2

e fizer login como membro, terá acesso a uma série de novas ferramentas. Uma que espero que utilize é o Rotary Club Center, um meio eficiente e eficaz para os clubes definirem as suas metas, registarem o seu progresso e manterem continuidade entre administradores. Poderá ainda criar ou juntar-se a grupos rotários, um fórum interactivo de debate que o ligará a vários rotários com interesses semelhantes aos seus. Poderá trocar ideias e experiencias e ainda beneficiar da experiencia de outros rotários de todo o mundo, a qualquer hora do dia ou noite. Esta é uma ferramenta com um fantástico potencial para melhorar o nosso Serviço, através da troca de ideias com rotários que já tem experiencia em projectos semelhantes àqueles que podemos estar a planear. Para não rotários, o novo site irá mostrar o que Rotary é, e o que faz, sublinhando a natureza única de Rotary e como os clubes rotários fortalecem as suas comunidades. Eles serão capazes de ter uma ideia instantânea de diversos projectos rotários e áreas de serviço, perceber melhor como Rotary funciona e explorar formas de se envolverem. Estou entusiasmado com esta nova janela no mundo rotário e convido-vos a visitar, explorar e aprender – enquanto escrevemos a história de Rotary, muitas e muitas vezes, todos juntos.

Ron D. Burton Presidente, Rotary International


mensagem Governador Fernando Martins

P

elo Conselho de Legislação de

2010, foi criada a Avenida das Novas Gerações. Neste último Conselho de Legislação realizado em Abril passado (2013), a Avenida Novas Gerações passou a chamar-se Avenida de Serviços à Juventude. Independentemente do nome, interessa saber da grande aposta que o Rotary International faz nas Novas Gerações ou Juventude. A importância é tão grande que o RI designou um mês, o de Setembro, como o das Novas Gerações. No ano rotário 2009-10, o então presidente de RI, John Kenny, instituiu o lema “O Futuro do Rotary está em Suas Mãos”. Eu digo que o futuro do Rotary está na Juventude/Novas Gerações. Os jovens do Rotary Kid, Interact ou Rotaract, poderão amanhã integrar Clubes Rotários, é desejável, mas no meu entender não é prioritário. Prioritário sim, é toda a actividade que fazem na comunidade, a compreensão,

o companheirismo, o desenvolvimento da liderança, a prestação de serviços em programas internacionais e a amizade que patenteiam. A visão que tivermos do futuro fará a diferença entre o nosso sucesso ou fracasso. As Novas Gerações são o nosso investimento no futuro. Portanto, vamos começar a construir o futuro. Todos os clubes são incentivados a criarem ou uma comissão de Novas Gerações, ou a incluir as suas actividades em outras comissões, ou criarem um clube de jovens. Os jovens são o nosso futuro. O Rotary precisa de todos, e os jovens fazem a diferença. Façamos a renovação do nosso movimento, porque só assim conseguiremos cumprir e satisfazer o lema do nosso presidente de RI, Ron D. Burton, Viver Rotary, Transformar Vidas.

Fernando Martins Governador Distrital PÁG. 3


mensagem Representante Ricardo Madeira

C

aras Companheiras e companheiros,

Setembro é o mês que Rotary dedica às Novas Gerações e por esse motivo, parte desta edição da Carta Mensal foca-se nas oportunidades que Rotary tem para a Juventude. Já muitas vezes ouvi de companheiros do nosso distrito coisas como “adorava poder fazer uma viagem, mas estou sem dinheiro” ou “acho que preciso de uma aventura, algo diferente para fugir à rotina, mas não sei o quê” ou ainda “queria conhecer uma realidade nova, pessoas novas, sair do meu ambiente por algum tempo”… Em 2006, dois anos antes de ser rotaractista, participei num campo de férias de Rotary no Sul de França. Pelo preço de um bilhete de comboio Viseu – Hendaye (cerca de 90Eur na altura) estive 11 dias no Sul de França com alojamento, refeições e visitas incluídas. Eu e um grupo de mais 10 jovens de várias nacionalidades tivemos a oportunidade de conhecer parte dos Pirinéus, Carcassone, Toulouse e algumas outras localidades, visitámos a Airbus onde vimos a construção do famoso A380, fomos a spas, hotéis, restaurantes de renome e acima disso, criámos relações de amizade que ainda hoje, 7 anos depois, mantemos vivas através das redes sociais. E tudo, pelo custo de um bilhete de comboio… Em Rotary, não precisamos de muito dinheiro para

PÁG. 4

conhecer outras culturas e pessoas ou ter uma grande aventura que nos marcará para sempre. Tudo o que precisamos é de querer! É difícil? … entre campos de férias, intercâmbios de curta, média ou longa duração, trips, oportunidades de voluntariado ou cursos académicos além fronteiras, difícil só se for escolher! Nesta Carta poderão ler sobre alguns destes programas, testemunhos de companheiros que já participaram e perceber um pouco melhor como poderão desfrutar destas oportunidades. Contactem os dirigentes distritais encarregues por estes programas, contactem a Representadoria e pesquisem na internet sobre mais informações. Não há desculpa para não participarem e não duvidem que se abraçarem o desafio, irão ter uma experiencia que vos marcará para sempre. Mas Setembro é também o mês dos novos inícios. Com o fim das férias, os clubes regressam à sua actividade e iniciam ou dão continuidade aos seus projectos nas comunidades. A Representadoria aproveita também este ímpeto para lançar algumas novidades. Antes de mais, o Congresso Nacional 2013 que é com esta carta oficialmente divulgado: programa, preços, todos os detalhes e um concurso que vos permitirá poupar 20% sobre o preço de inscrição! Mas Torres Novas trás também um grande mistério, um segredo que para desvendar precisará de todos nós! Visitem o site http://congressonacional2013.weebly.com/, inscrevam-se atempadamente no Congresso e estejam atentos às novidades sobre este grande mistério que se irá em breve desvendar. Quero ainda salientar o lançamento do novo site de Rotary Internacional no passado dia 26 de


Agosto. Uma ferramenta nova, onde deverão fazer login e ter acesso a uma série de ferramentas personalizadas que permitem uma maior aproximação de Rotary, Rotaract e Interact na gestão dos clubes. Este novo site é reflexo do espirito de Rotary e por isso funciona também como uma rede social, onde podemos participar em fóruns e adicionar os contactos de companheiros de todo o mundo ao nosso perfil pessoal. Há muito para descobrir. Visitem www.rotary.org registem-se e explorem todas as potencialidades desta ferramenta. A equipa da Representadoria continua empenhada em encontrar soluções que facilitem o trabalho dos clubes e potenciem uma acção mais eficiente. Além de tudo o que esta Carta Mensal revela, várias outras novidades estão a ser preparadas para breve. Novas fórmulas de angariação de fundos a nível nacional, plataformas de serviço comunitário, abordagens à comunicação interna e externa e lançamento de incentivos ao envolvimento dos clubes nos eventos e causas distritais, entre várias outras coisas. Mas o esforço da Representadoria só capitaliza resultados se os clubes aderirem, trabalharem e foram pró-activos. Por isso, apelo a que com o reinício da vossa actividade, renovem a energia do vosso clube, trabalhem sempre acreditando que no que estão a fazer e tenham por objectivo transformar o vosso clube e a sua acção naquilo em que acreditam ser o exemplo que todos precisamos.

necessidades que hoje, e cada vez mais, se fazem sentir no nosso País. Partilhem as vossas ideias, projectos e iniciativas através da Carta Mensal e da mailling list do distrito. Organizem actividades conjuntas com outros clubes e desafiem-se a chegar mais longe. É para isso que o Interact e o Rotaract existem: para nos desenvolver enquanto líderes que somos. Entretanto, espero poder encontrar-vos na Red Rentrée Party, organizada pelo Rotaract Club da Amadora já no dia 7 de Setembro! Juntos, vamos dar o pontapé de saída para uma nova vaga de Serviço. Saudações rotaractistas,

Ricardo Madeira Representante Distrital Rotaract e Interact

Em Rotary tudo começa e acaba nos clubes por isso são todos vocês que podem fazer a diferença e apenas com entrega e paixão poderemos dar respostas às nossas comunidades à altura das reais

PÁG. 5


Representadoria Distrital - a equipa -

Ricardo Madeira Representante representadoria@rotaract1960.org

Joana Sousa Secretaria secretaria@rotaract1960.org

Marta Manita Protocolo protocolo@rotaract1960.org

João Halm Tesouraria tesouraria@rotaract1960.org

Alexandre Santos Conselheiro formacao@rotaract1960.org

Rúben Freitas PÁG. 6

Marta Manita Av. Serviços Internos internos@rotaract1960.org

Joana Pires Av. Serviços Internacionais internacionais@rotaract1960.org

André Quaresma Av. Serviços Profissionais profissionais@rotaract1960.org

Cátia Tomé Av. Serviços à Comunidade comunidade@rotaract1960.org

Ana Antunes Susana Silva

Delegado Interact

Comissão de Comunicação

interact@rotaract1960.org

comunicacao@rotaract1960.org


Programa Inscrições Preços Surpresas

PÁG. 7


mensagem clubes organizadores

C O N G R E S S O 2 0 1 3

Mariana Simões Ana Rita Pedro

“Os aromas têm um poder de persuasão mais forte do que palavras, aparências, emoções ou vontade.”

É com grande prazer que nos dirigimos a todos os companheiros na qualidade de presidentes dos clubes organizadores do XXX Congresso Nacional de Rotaract e do XIV Congresso Nacional de Interact do ano de 2013. Este ano surge mais uma oportunidade para fortalecer laços e ligações entre os dois distritos do País. Em Torres Novas poderão explorar a riqueza ribatejana ao mesmo tempo que desfrutarão de um fim-de-semana de companheirismo, descontracção e partilha de experiências, nunca esquecendo a vertente laboral. Assim, endereçamos um convite sincero a todos os interactistas, rotaractistas e rotários no sentido de comparecerem no congresso e usufruírem de tudo o que temos preparado para vos oferecer. Neste encontro de gerações propomos que se viva intensamente o verdadeiro espírito rotário, que tem vindo a ser fortalecido ao longo dos anos e que é a razão para nos dedicarmos de corpo e alma a este movimento. Nós e os restantes membros dos clubes do Entroncamento esperamos por vocês nos dias 18, 19 e 20 de Outubro de 2013, em Torres Novas. Saudações Rotaractistas e Interactistas,

Mariana Simões – Presidente RTC Clube do Entroncamento Ana Rita Pedro – Presidente ITC Clube do Entroncamento PÁG. 8


Inscrições

Programa Completo desde 85€ Sabe tudo e inscreve-te em: http://congressonacional2013.weebly.com

PÁG. 9


C O N G R E S S O 2 0 1 3

PÁG. 10


PÁG. 11


Quadro Social Como Crescer, Reter e Planear

Consulta a Carta Mensal de Agosto em http://issuu.com/rep1960/docs/carta_mensal_-_agosto_2013

PĂ G. 12


Mês das Novas Gerações

Distrito 1960

Juventude Oportunidades Intercâmbios Mobilidade

PÁG. 13


mensagem

N O V A S G E R A Ç Õ E S

PÁG. 14

Presidente da Comissão das Novas Gerações António Freitas

O

serviços e de programas de intercâmbio que enriquecem e promovem a paz e compreensão mundial”. futuro do Rotary está nas Novas

Gerações, na Juventude! Setembro é o mês que Rotary dedica às Novas Gerações: os jovens Rotaractistas e Interactistas, e os jovens participantes no RYLA e nos Programas de Intercâmbio (YEP’s). Foi o Past-Presidente de RI, Luís Vicente Giay, quem introduziu o termo Novas Gerações, na Convenção do RI de 1996 em Calgary, Canadá, pois segundo ele o futuro do Rotary dependeria do envolvimento dos jovens nos programas e actividades do Rotary. O Comp.º Giay defendia que: “A visão que tivermos do futuro fará a diferença entre o nosso sucesso ou fracasso. As Novas Gerações são o nosso investimento no futuro. Portanto, vamos começar a construir o futuro.” As Novas Gerações tornaram-se a 5ª Avenida de Serviços do Rotary em 2010 e a sua definição pode ler-se no Art.º 5.º dos Estatutos prescritos por RI para os Clubes: “Serviços às Novas Gerações - A 5.ª Avenida de Serviços reconhece a mudança positiva trazida pelos jovens através do incentivo a actividades de desenvolvimento de liderança, envolvimento comunitário, prestação internacional de

Mais recentemente, no último Conselho de Legislação de RI, em Abril passado, foi aprovada pelos Delegados presentes a alteração da denominação da 5.ª Avenida de Serviços de Novas Gerações para Juventude. Justificou -se esta mudança, e nada é imutável nem em Rotary nem no Mundo, pela maior abrangência e universalidade do nome Juventude. O termo Novas Gerações, foi introduzido em RI para chamar a atenção para a necessidade de se criar a nova geração de Rotários, já a nova denominação aprovada, Juventude, pretende clarificar o facto de a 5.ª Avenida de Serviço dever encorajar os Rotários para a capacitação dos Jovens. Os Clubes Rotários devem pois comprometerse a envolver os jovens nos seus projectos dos serviços - profissionais, à comunidade e internacionais - e oferecer programas e recursos que os apoiem. Este Mês de Setembro é a altura ideal para se concretizar ou, pelo menos, para se efectivar este comprometimento. Deixo duas ideias de como poderá o Rotary reforçar e praticar o seu compromisso com a Juventude: 1.

Tal como quase todos os Clubes


Rotários homenageiam o Profissional do Ano durante o mês de Outubro, porque não começar-se em Setembro a homenagear o Jovem do Ano? Pode ser porque foi um excelente aluno, porque ganhou um campeonato desportivo ou porque a sua acção social ou comunitária merece este destaque. Cada Clube encontrará o motivo para a homenagem seguramente; 2. Implementação conjunta pelos Rotary/ Rotaract/Interact/Escolas do Projecto FRAD (Frente Rotária Anti-Diabetes). A prevenção da Diabetes Tipo 2 deve começar muito cedo e, quanto mais cedo, melhores serão os resultados. Relembro que 50% dos Diabéticos Portugueses e do Mundo ainda não sabem que o são. Este é um projecto Low Cost ou mesmo No Cost, basta a influência e o voluntarismo para fazer passar a mensagem. Tive o privilégio de ser Rotaractista em Guimarães, já lá vão quase três décadas, mas quis o destino que, passado tanto tempo, fosse convidado para ser Rotário, em Santarém. Muitas vezes me questiono se não tivesse sido Rotaractista, se teria aceite ser Rotário. E a resposta a que chego é sempre a mesma: seguramente que não, pelo menos tão facilmente não! Na Convenção de RI de Lisboa, numa pausa de descanso, sentei-me num sofá, no stand de Portugal, e à minha frente estava um casal de

Companheiros de Manheim, na Alemanha, que pertenciam a um E-Club Internacional, mas tinham aceite e procurado ser Rotários pois a sua filha Rotaractista para isso os incentivou!! São simplesmente dois exemplos mas seguramente muitos outros haverá que sustentam porque sinceramente acredito que o futuro de Rotary está na juventude…

A Comissão Distrital das Novas Gerações dará todo o apoio e está disponível para trabalhar em conjunto com os Clubes para efectivar um maior comprometimento e aproximar mais o Rotary à Juventude, Rotária e não Rotária. Disponham! Seguramente, com uma Juventude mais apoiada e que sinta o comprometimento do Rotary, será mais fácil Viver Rotary e Transformar Vidas… Um Abraço e as mais calorosas Saudações Rotárias,

António Freitas Presidente da Comissão Distrital das Novas Gerações

PÁG. 15


artigo

N O V A S G E R A Ç Õ E S

PÁG. 16

Comissão das Novas Gerações Carlos Brazão

Programa de Intercambio de Jovens É um dos maiores programas de Rotary com milhares de jovens que todos os anos descobrem um mundo novo de oportunidades com a ajuda de Rotary. Jovens que se abrem a uma visão do mundo de paz e amizade, jovens que aprendem que as diferenças são simplesmente diferenças, que adquirem uma bagagem cultural e pessoal que lhes vai a abrir de uma forma significativa as portas do seu futuro pessoal e profissional É um dos programas de maior impacto na zona em que cada Clube se insere não só pela repercussão que se pode conseguir nos mídia mas também pela enorme capacidade de novos contactos que um Clube logra ao contatar com escolas, famílias de estudantes e famílias de acolhimento, abrindo portas a uma expansão do quadro social totalmente nova para o Clube. Até agora Portugal era um dos poucos países que não tinha uma presença efectiva neste fantástico programa mas isso vai mudar e a partir deste ano contaremos com uma organização Distrital de Rotários e Voluntários que se porão todo o seu empenho em promover e facilitar o trabalho dos Clubes

Intercâmbios de longa-duração Os estudantes moram por cerca de um ano em outro país e frequentam uma escola local. No decorrer da experiência, de forma a ampliar a compreensão da nova cultura, moram com duas ou três famílias diferentes, selecionadas criteriosamente pelo Rotary Club anfitrião.

Os intercâmbios de curta duração O Tipo mais comum de intercâmbio de curta duração são estadias em que dois estudantes de intercambio estão com as famílias de cada um durante um peridoo de 3 a 4 semanas em cada uma das casas durante o verão, Intercambiando famílias e ambientes e estando juntos durante esses 2 meses.


Elegibilidade O programa está aberto a estudantes de 15 a 19 anos de idade, que estejam acima da média em seus estudos, sejam atuantes na comunidade e possuam certas qualidades, como facilidade de adaptação e disposição para enfrentar novos desafios. Todos os candidatos precisam ser patrocinados por um Rotary Club local, preencher o formulário de inscrição e ser entrevistados pessoalmente. O programa é totalmente administrado por Rotários, e os custos variam do tipo de intercambio. O facto de ser realizado por Voluntarios (Clubes, Rotarios, Familias) permite que os custos sejam muito inferiores aos de qualquer organização que se dedique a enviar estudantes ao estrangeiro. Contate o Rotary Club local para saber mais informações. Além dos custos ligados à organização do intercambio (entre 300 e 600 euros), os pais ou tutores dos estudantes devem ter em conta: Passagem aérea de ida e volta. Seguro de viagem que cubra despesas médico-hospitalares em casos de acidente ou doença e que atenda aos requisitos dos clubes e distritos que enviam e recebem os participantes. Os documentos de viagem, tais como passaporte e vistos. Dinheiro para despesas gerais, passeios e excursões. Mesada para o estudante de Intercambio Participação em curso de idioma e/ou sessão de orientação. Fundo de emergência para despesas inesperadas Os Intercâmbios de Jovens são administrados localmente e todos os candidatos devem ser patrocinados por um Rotary Club. Neste ano contamos com países de todos o mundo que estao abertos a receber (e enviar) estutantes de Intercambio desde tao distintos como Tailandia o Tawain, tao proximos como Espanha ou Alemanha ou tao atractivos como Brazil ou Estados Unidos Para encontrar o Rotary Club mais próximo, use a ferramenta Localizar Rotary Clubs no site www.rotary.org/pt. Após contatar o clube, este contactará o Estudante a sua Familia para explicar-lhe melhor o programa e iniciar todo o proceso de seleçao.

Comissão de Intercambios: Carlos Brazao (Chair) | RC Portela cbrazao@hotmail.com | 961 838 000 Raymond Parfait | RC Almansil raimond@parfaitnet.com | 912 555 505 Luis Nunes | RC Setubal luisnsnunes@googlemail.com | 918 348 664

PÁG. 17


testemunhos rotaract club amadora

N O V A S G E R A Ç Õ E S

Adriana Serra

Campo de Férias na Alemanha Os campos de férias, oferecem-nos um grande

primeira viagem era normal eu estar tão fasci-

leque de actividades para ocuparmos o nosso

nada. Mas este ano fui para a Alemanha e

tempo livre: jogos desportivos, passeios, festas

pude comprovar que foi realmente fascinante

de convívio, etc… são experiências que ao

e não só por ser a primeira vez. Na ida à Bélgi-

longo de duas semanas enchem as vidas de

ca tive de tudo um pouco, desportos radicais,

todo e qualquer participante. Para além da

passeios turísticos, visita ao Parlamento

actividade física, há que realçar toda a apren-

Europeu, idas ao cinema, “workshops”, e

dizagem proporcionada pelo contacto ente os

muito mais.

participantes, já que os mesmos são de dife-

Este ano na Alemanha, o grupo de participan-

rentes países.

tes era composto por 21 pessoas com idades

Acedermos a um campo de férias no estrangei-

compreendidas também entre os 16 e os 21

ro nunca foi tão fácil como é com a ajuda do

anos, de diferentes nacionalidades (India,

Rotary.

Egipto, Polónia, Itália, Bulgária, Turquia, Dina-

Através dos campos de férias organizados

marca…).

pelos Rotários, tive a oportunidade de convi-

As actividades realizadas neste campo foram

ver com pessoas extraordinárias de culturas completamente diferentes da minha. Fui pela primeira vez a um campo em 2009, na Bélgica. O grupo participante era composto por 20 pessoas, com idades compreendidas entre os 16 e os 21 anos, de diferentes nacionalidades (Turquia, Eslovénia, Egipto, USA, Itália, Suíça, Lituânia…). Achei a experiência fascinante, mas pensei que como era a minha

PÁG. 18


passeios de bicicleta, uma visita à Autostadt, desportos

radicais,

passeios

turísticos

por

Hannover, Hamburg, Bremen… A experiência que eu vivi nestes dois campos é difícil de transmitir simplesmente pela escrita, só quem passa por isto é que sabe o conhecimento, a diversão e as amizades que se fazem. Posso dizer com toda a certeza que foram das melhores aventuras que fiz na minha vida e com um custo quase

simbólico.

Uma

simples

inscrição,

pagamento do bilhete de avião e do seguro. Caros companheiros aproveitem a oportunidade que o Rotary nos proporciona e adiram a estas experiências únicas.

Adriana Serra Rotaract Clube da Amadora

PÁG. 19


Noticias do Dis-

N O V A S G E R A Ç Õ E S

testemunhos rotaract club entroncamento Joana Pires

Decorreu, de 9 a 18 de Agosto, a Two Capitals Trip, organizada pelos clubes Rotaract de Moscovo e S. Petersburgo, que contou com oito participantes de oito diferentes nacionalidades (França, Líbano, Polónia, Sérvia, Macedónia, Turquia, Austrália e Portugal). O programa consistiu em cinco dias em cada uma destas cidades, onde fomos calorosamente recebidos pelos clubes locais. Durante esta viagem tivemos a oportunidade de visitar vários pontos emblemáticos como a Praça Vermelha, o Kremlin, as Catedrais do Cristo Salvador e de São Basílio, o Convento e cemitério de Novodevichy, o Museu da Grande Guerra Patriótrica, a Fortaleza de Petropavlovskaya e o Museu Hermitage, entre muitos outros. Houve ainda tempo para passeios de barco e um passeio nocturno numa das famosas limusines de Moscovo, enquanto vivíamos a cultura e as tradições da Rússia. Foram dez dias de grande actividade e convívio que criaram entre nós, os participantes, fortes ligações e que se traduziram numa enriquecedora troca de culturas de diferentes países e partilha de experiências rotaractistas. As Trips do Rotaract são uma óptima forma de conhecer um novo país, num ambiente multicultural e divertido, ao mesmo tempo que trocamos ideias e informações sobre os nossos clubes. São experiências inesquecíveis!

PÁG. 20

Joana Pires


artigo rotary club lisboa - olivais Sarah Joy Hügler

Nota Prévia: A Companheira Sarah Joy Hügler, sócia efectiva do Rotary Club Lisboa - Olivais, tem uma carreira profissional de sucesso cujo perfil altamente internacional levou a que a Representadoria do Distrito 1960 lhe pedisse um artigo sobre a sua própria experiencia de mobilidade. Com 16 anos, partiu para o México com bolsista do Rotary Youth Exchange Programme. Foi apenas o começo de uma aventura além fronteiras que, entre intercâmbios académicos e experiências profissionais, a levou ainda a Portugal, Serra Leoa, Tanzânia, Mocambique, Brasil e Bélgica. Hoje, enquanto cidadã do mundo, a Cª Sarah apoia causas muito idênticas àquelas que Rotary defende, através do seu trabalho no Programa de Desenvolvimento das Nações Unidas em Nova Iorque. Este artigo, pretende assim ilustrar uma experiência que pode e deve servir de exemplo a todos os jovens que passam hoje por momentos de indecisão ou dificuldade profissional e vêm a internacionalização como uma porta para um futuro melhor.

Carreiras internacionais: A perspectiva de uma cidadã do mundo Sarah Joy Hügler

A possibilidade de abraçar experiências no estrangeiro parece ser uma característica da nossa geração. Nos dias de hoje, podemos escrever o guião da nossa vida sem as restrições sociais, políticas e económicas que marcaram a geração dos nossos avós e até dos nossos pais. Nunca foi possível para tanta gente ter experiências no estrangeiro, aceder a informações sobre programas internacionais e comunicar ao vivo com todo o mundo. Devido a essas possibilidades, a vida profissional de muitos jovens parece-se mais com uma montanha russa do que com uma rotina de vida estável, devidamente planeada, com estabilidade contractual e segurança financeira. Uma vida orientada para atingir a profissão idealizada na infância ou a realização de um plano traçado na juventude. Nos dias de hoje, a vida profissional exige a muitos jovens uma flexibilidade enorme. Em muitos casos, tornou-se quase habitual deixar o país de origem para trás e ganhar experiências internacionais, seja na preparação da entrada ao mercado de emprego, na área académica através do programa de Erasmus, para realizar um estágio numa empresa internacional ou até para cumprir um ano de voluntariado. Mas o que leva tanta gente a escolher uma vida de incerteza e sobressalto? Que desafios e oportunidades nos reserva a busca por uma carreira internacional longe das nossas raízes? PÁG. 21


Desafios profissionais

N O V A S G E R A Ç Õ E S

São sete da manhã, estou a sair da minha casa em Midtown, bem no coração de Manhattan, Nova Iorque. Com os meus ténis nos pés e o telemóvel na mão, começo o dia cruzando Manhattan a pé, da Nona à Primeira Avenida. Durante os 45 minutos que demoro até chegar ao trabalho ligo à minha mãe para ouvir as novidades em casa. O meu escritório fica num dos edifícios altos situados do lado do East river e aqueles que viram o filme “The Intrepreter”, com Nicole Kidman no principal papel, ficam com uma ideia de como é por dentro. Falamos da sede das Nações Unidas, pois claro. Desde muito jovem, o meu sonho foi trabalhar para a ONU em Nova Iorque. Nos meus tempos de aluna de Sociologia na Universidade de Mainz, ou como estudante Erasmus na Universidade Nova de Lisboa, dizia sempre na brincadeira aos meus amigos que um dia queria ser a Secretaria-Geral das Nações Unidas e seguir as pisadas de Kofi Annan. Bem sei que se trata de um sonho irrealista e que que ainda não cheguei ao lugar que um dia foi de Annan, mas confesso que todos os dias sinto um certo orgulho quando entro no edifício.

Sendo relativamente jovem, eu consegui cumprir uma aspiração profissional. As horas de estudo durante o curso, os vários estágios e experiências profissionais ao longo dos últimos anos, as línguas estrangeiras que aprendi e as várias competências que tenho desenvolvido permitiram-me olhar o sonho por dentro: O sonho de uma carreira internacional, com uma experiência na sede das Nações Unidas, ali mesmo na cidade que nunca dorme. Para chegar aqui enfrentei muitos desafios.

Nem sempre as condições de vida foram como em Nova Iorque ou até Bruxelas, onde trabalhei para a Comissão Europeia, preparando reuniões com Embaixadores de PALOP’s e com eles negociando a distribuição de fundos em projectos de cooperação para o desenvolvimento. Na capital da Europa, vivia numa casa bonita, ia de bicicleta ao trabalho, saía de casa sem preocupações sobre segurança à noite. Na chamada Brussels bubble, onde os burocratas das instituições europeias vivem e trabalham, vestem-se fatos caros e bebe-se Aparol Spritz ao fim de um dia de trabalho. Mas foi durante a minha estadia em Serra Leoa (o pais se desenrola o filme “Diamante de Sangue” com Leonardo Di Caprio) que experimentei as condições mais difíceis. Em África, tinha que bombear a água que utilizava para tomar o banho da manhã, aquecendo-a numa panela e derramando-a sobre mim própria. À noite, contávamos apenas com duas horas de electricidade. Logo no meu primeiro dia, recebi uma introdução ao plano de evacuação em caso de distúrbios provocados por rebeldes, na sequência de um acto eleitoral no país. Recebi também um rádio com a obrigação de o utilizar a cada segunda-feira, às 9 da manhã, para avisar as autoridades sobre a minha situação de

PÁG. 22


segurança. Outros episódios marcantes ocorreram nas minhas passagens por Moçambique, Tanzânia ou Brasil onde, ainda estudante, aproveitava a interrupção de verão para adquirir experiências e fortalecer o meu CV. No primeiro mundo ou no terceiro, através do trabalho de campo ou nos corredores das sedes de grandes organizações internacionais, os desafios profissionais são exigentes e ao mesmo tempo estimulantes.

Desafios pessoais Nos folhetos das organizações que oferecem intercâmbios internacionais, é sempre dito que os projectos nos dão a possibilidade de fazer amigos de diferentes nacionalidades. Essas amizades são únicas, não só pelo que delas retiramos, mas também pela forma como as vivenciamos. Um exemplo: Pelo menos uma vez por semana eu costumo partilhar uma refeição com uma amiga. Não é que estejamos no mesmo restaurante, a analisar o respectivo menu e a escolher um vinho em conjunto. Enquanto eu janto, ela toma o seu pequeno-almoço. Enquanto eu olho pela janela e vejo a neve cobrir Nova Iorque, ela sofre com o calor de Manila, nas Filipinas. As duas temos o computador ligado, as duas temos pratos com comida à nossa frente e as duas olhamos pela câmara. Mesmo estando a mais de 10.000km de distância e com algumas horas de diferença, conseguimos manter e aprofundar uma amizade. Mas isso requer criatividade, requer flexibilidade. O que nos une nem sempre são as experiencia que vivemos lado a lado, mas sim as emoções que partilhamos, independentemente de onde nos encontramos.

Quem quer ter uma vida profissional a nível internacional tem também que estar preparado para passar muito tempo longe de casa. Mudar de país como outras pessoas mudam a cor do seu cabelo. Mesmo quando passamos algum tempo na nossa terra, muitas vezes nos perguntamos se este é o lugar onde nos sentimos verdadeiramente em casa ou se será apenas o lugar onde vivem os nossos pais. Um lugar que

PÁG. 23


conhecemos e onde temos coisas nossas, mas que não sentimos como um lar. A partir dos meus 16 anos vivi pouco tempo na Alemanha, o meu país natal. Os meus amigos estão espelhados pelo mundo. Adaptando a célebre frase de Sócrates, o filósofo bem entendido, não sou nem alemã, nem europeia, mas sim uma cidadã do mundo. Tenho um passaporte alemão, mas a minha pátria de afectos não tem fronteiras.

N O V A S G E R A Ç Õ E S

A minha casa já não é um lugar físico onde visito a minha família, mas um estado de espírito. Um sentimento de serenidade, estar à vontade na presença daqueles que me rodeiam, o lugar onde posso ser eu, sem disfarces ou maquilhagem. A minha casa pode ser um espaço, uma relação, um passatempo ou até uma forma de expressão. Tudo o que dá o sentido de pertença e protecção. Por essa razão podemos reduzir os nossos bens a meros 23kg de bagagem, mais 8kg de bagagem de mão. Esta é também uma competência importante para quem quer trabalhar na área internacional. No fundo, o que eu aprendi ao longo destes anos é que a palavra casa não tem que ser necessariamente um espaço físico e não tem que ser necessariamente usada no singular.

Por fim, quem dedica a sua vida a uma carreira internacional tem que ter estofo e uma persistência muito grande. Tem que estar preparado para receber um não em muitas candidaturas e ser paciente ao adquirir as competências profissionais que nos permitem consolidar uma carreira num universo extremamente competitivo. No mercado de emprego existem pessoas muito qualificadas. Pessoas que estudaram em universidades reconhecidas, como Harvard ou Oxford. Pessoas que fizeram estágios em organizações importantes, como as Nações Unidas ou a União Europeia. Pessoas que trabalharam nos quatro contos do mundo e falam fluentemente três ou quatro línguas. Um dia, em conversa com o Embaixador da Alemanha nos Estados Unidos, ele disse que os jovens da nossa geração que estar preparados e para correr uma maratona. Uma maratona profissional onde as pernas irão fraquejar e por vezes as energias nos parecerão esgotadas. Eu respondi que todos os anos costumo correr a maratona de Lisboa (a verdadeira) e por isso estava à altura do desfio.

Tudo somado, uma coisa é certa: Apesar das exigências que enfrentamos ao longo do nosso trajecto, apostar num percurso internacional pode ser altamente compensador. Uma experiência que nos faz olhar a realidade e o mundo de uma outra forma. Uma experiência onde as coisas que nos parecem quotidianas, evidentes e simples, muitas vezes não o são. Mas sobretudo uma experiência que nos faz olhar o mundo com outros olhos, testar os nossos próprios limites e assim conhecermo-nos melhor a nós próprios.

Sarah Joy Hügler PÁG. 24


Noticias do Distrito

Distrito 1960

Notícias Anúncios Projectos Serviço Eventos

PÁG. 25


In

fo rm

aç ão

N O T I C I A S 1 9 6 0

PÁG. 26

mensagem tesouraria distrital João Halm

C

aros companheiros,

Setembro assinala o reinício da maioria das actividades dos clubes Rotaract bem como a renovação do movimento após o período de férias de Verão. Mas Setembro também é o mês, em que de acordo com o Regimento Interno, a Tesouraria da Representadoria contacta os clubes do Distrito por forma a se proceder ao pagamento de quotas. Relembro que o pagamento de quotas apenas se destina a clubes Rotaract, estando os clubes Interact isentos de qualquer pagamento à Representadoria. O valor das quotas a pagar por clube é de 1.85€/mês por cada sócio efectivo do clube, ou seja, por cada membro que conste no relatório do quadro social que a Av. dos Serviços Internos solicitou ao clube. Cada clube deverá receber um e-mail da tesouraria com o valor a pagar. O pagamento das quotas pode ser efectuado em uma ou duas tranches, sendo essa uma escolhe que cabe ao clube. O pagamento das quotas relativas ao segundo semestre do ano rotário 2013-14 terá lugar em Janeiro. É de salientar que os clubes que entrem em incum-

primento por não regularizarem a sua situação financeira com a Representadoria até às datas limites (30 de Setembro e 31 de Janeiro) e sem justificação prévia, terão uma multa de 50% sobre o valor em dívida. Entretanto, Setembro também é o mês de candidatura aos subsídios da Fundação Rotária Portuguesa a projectos de apoio à comunidade. Assim esta candidatura destina-se a apoiar os clubes Rotários, Rotaractistas e Interactistas na execução de projectos educativos, científicos, culturais, humanitários, ambientais e sociais. Cada projecto recebe uma percentagem pré-definida até ao valor máximo de 2.500€. Esta percentagem é definida de acordo com a área do projecto (combate à fome e à pobreza 45%; alfabetização e educação: 40%, promoção à saúde: 10%; recursos hídricos e ambiente 5%). Os impressos de candidatura aos subsídios podem ser obtidos em www.rotaryportugal.pt e deverão ser enviados directamente para a Fundação Rotária Portuguesa. Em caso de alguma dúvida em relação à tesouraria, não hesitem em contactar através de tesouraria@rotaract1960.org Saudações Rotaractistas

João Halm


In

fo rm

aç ão

Visitas Oficiais do Representante Manda a tradição que o primeiro clube a ser visitado seja o clube do Past-Representante e o último, o do Representante actual. Assim, no dia 21 de Setembro iniciar-se-ão as Visitas Oficiais do Representante (VOR) com a visita aos RTC/ITC Entroncamento e o teu clube será em breve contactado para também agendar a sua VOR. As VOR representam um momento de extrema importância para o Distrito e deve também ser um dia especial para o clube visitado. Esta é a forma da Representadoria poder avaliar os clubes, percebendo os seus pontos fortes e as suas necessidades de forma a ajustar a acção do Distrito, focando-a no fortalecimento dos clubes e planeamento sustentável da continuidade da sua acção. Mas as VOR são também um momento de celebração, em que o clube mostra a sua identidade e partilha em ambiente descontraído as suas ideias e projectos. O programa das VOR são da responsabilidade dos clubes visitados, sendo que deve constar de uma reunião com o Representante que poderá ser com todo o clube ou apenas com o Conselho Director. A Representadoria deixa no entanto o desafio aos clubes que além desta reunião, planeiem no decorrer da VOR um momento de companheirismo. Este momento, pode ser um lanche, uma visita a uma IPSS, um passeio pela cidade, um jantar ou qualquer outra actividade que faça sentido para o clube, mas deverá apostar no convívio entre todos os membros do clube e claro, o Representante.

PÁG. 27


ROTARACT PONTA DELGADA

N O T I C I A S 1 9 6 0

PÁG. 28

À semelhança de tantos outros clubes, também o Rotaract Club de Ponta Delgada se associou ao Projecto "Dê um pouco de luz a olhos sem esperança", que tem como objectivo, desde 2010, a recolha de óculos usados para reciclagem e envio para países onde crianças os possam reutilizar. Após a recolha de 7 quilos de óculos, vemos aqui o reconhecimento do nosso trabalho, em particular, dos companheiros do Rotaract Club de Ponta Delgada, Gastão Silveira e Carolina Sousa e da companheira do Rotary Club de Ponta Delgada, Ilda Braz, principais impulsionadores deste projecto em Ponta Delgada.

Ac on

te ce u


In

fo rm

aç ão

Nova Sede da Governadoria A Governadoria do Distrito 1960 tem agora uma nova sede, resultado do trabalho de muitos anos e da parceria com o Rotary Club Vila Franca de Xira, com quem este espaço será partilhado. Este espaço, que é património da Câmara Municipal de Vila Franca de Xira, fica localizado no Forum Cultural da Chasa em Alverca do Ribatejo logo à saída da A1. O espaço conta com um Auditório com capacidade para 210 lugares confortavelmente sentados, Sala de Exposições e Assembleias, 2 Salas de Formação e de reuniões, Sala de Direcção, Secretaria e dois Halls de Exposições. A nova sede da Governadoria estará em breve disponível para receber eventos distritais e iniciativas locais, servindo o Distrito e o seus clubes através de um contrato de comodato por 5 anos renováveis.

PÁG. 29


Ac on

te ce u

ROTARACT SESIMBRA

Entrega de Manuais Escolares

N O T I C I A S

Em colaboração com o Projecto “Roda Livros”, organizado pela Câmara Municipal de Sesimbra desde 2008 com o objectivo de reunir manuais escolares usados que posteriormente serão entregues a famílias carenciadas, o Rotaract Clube de Sesimbra realizou uma pequena recolha, à qual se vieram juntar várias doações particulares, o que nos permitiu, no passado dia 22 de Agosto, contribuir para esta iniciativa com várias centenas de manuais escolares. Dizer também que os manuais que já não podem ser redistribuídos são reaproveitados para reciclagem, o que permite aproveitar o dinheiro da venda do papel para comprar materiais escolares, ou são reencaminhados para Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa, o que torna esta iniciativa verdadeiramente proveitosa!

Campanha “Papel por Alimentos”

1 9 6 0

Também durante o mês de Agosto abraçámos a campanha “Papel por Alimentos”, lançada pelos Bancos Alimentares

com

contornos

ambientais

e

de

solidariedade. No âmbito de um protocolo entre os Bancos Alimentares e uma empresa de reciclagem, o papel angariado é convertido em produtos alimentares. Desta forma, arranjamos uma maneira de nos livrarmos das papeladas que temos em casa armazenadas sem utilidade, ficando assim com mais espaço e ajudando as famílias

portuguesas

em

maiores

dificuldades.

Convidamos todos os Clubes a colaborarem nesta iniciativa: recolham o papel e deixem-no no Banco Alimentar mais próximo! PÁG. 30


Ac on

te ce u

Ciclo de Conversas: “Serviço Através do Companheirismo”

Num desejo de conhecer melhor o movimento de que fazemos parte, o Rotaract Clube de Sesimbra iniciou no mês de Agosto um ciclo de pequenas palestras/conversas de formação interna que se prolongará durante o presente ano Rotário, com uma formação por mês, onde, com a ajuda de palestrantes convidados, procuraremos discutir e descobrir Rotary. Este ciclo iniciou-se no passado dia 27 de Agosto, num ambiente de grande informalidade, que incluiu a celebração do aniversário da Companheira Filipa Pinto. O Companheiro André Quaresma partilhou connosco a sua experiencia no RYLA, dando-nos a conhecer este projecto tão querido a Rotary e importante para a formação e crescimento dos Jovens. Terminámos a nossa “Conversa” com o tradicional cantar dos parabéns pela Escola de Canto – Rotaract Sesimbra Cantorum e o devorar do bolo trazido pela Companheira Filipa!

PÁG. 31


Ac on

te ce u

Noticias do Distrito Doação

N O T I C I A S

Rotary Club Estoi Palace Iternational Fundado em 2008, o Rotary Club Estoi Palace International está localizado no sopé da serra algarvia, afastado das zonas de resorts. Um clube com 18 membros oriundos de 8 nacionalidades, onde o idioma oficial é o inglês, iniciou o seu primeiro projecto de apoio à comunidade na Freguesia de Estoi, angariando fundos, comprando e distribuído um suplemento de leite nos pacotes de ajuda que o Banco Alimentar Contra a Fome providencia mensalmente. Com o numero de pessoas em dificuldade e a necessitar de ajuda a aumentar, a contribuição em leite dos Rotários do Club Estoi Palace manteve o ritmo. A entrega realizada no mês Julho de 2013 foi de 524 litros – 2 litros por cada adulto e 6 litros para cada criança. Um total de aproximadamente 23.000 litros de leite já foi distribuído desde o inicio do programa em Julho de 2009 com um custo actual de aproximadamente 10.000€. Alguns meses após o inicio do Projecto de Apoio ao Leite, uma nova carência foi identificada. Quando o Banco Alimentar iniciou o seu programa de recolha de papel usado para obtenção de créditos através da reciclagem, o Rotary Estoi Palace rapidamente ofereceu balanças portáteis que pudessem ser usadas para pesar os fardos de papel no armazém de Faro do Banco Alimentar. Mensalmente

1 9 6 0

são recolhidas toneladas de papel e cartão que geram receitas e contribuem para o aumento na distribuição da ajuda alimentar. O envolvimento e suporte ao Banco Alimentar estava prestes a subir para um novo nível. Em Abril de 2012, um Rotário Americano sugeriu ao Presidente do Club Estoi Palace que poderia ser possível realizar um “Matching Grant” – programa da

Rotary

Foundation

que

possibilita aos Clubes Rotários Qualificados trabalharem com

PÁG. 32


outros clubes e Distritos Rotários e candidatarem-se a fundos para grandes projectos; uma grande percentagem dos fundos vem directamente da Sede da Rotary Foundation em Chicago. Decidiu-se de imediato desenvolver um plano para proporcionar uma carrinha refrigerada ao Banco Alimentar. O projecto foi descrito da seguinte forma:” O Banco Alimentar da Região do Algarve serve 16.000 pessoas por mês, através de 73 Instituições do Algarve no Sul de Portugal. Existem ainda 13 Instituições, envolvendo cerca de 4,000 pessoas que estão em espera para poderem receber apoio. O Banco Alimentar é organizado e administrado totalmente por voluntários, a maioria dos quais são Portugueses. Todas as doações de comida têm de ser entregues no armazém do Banco Alimentar em Faro e como não há disponibilidade de carrinhas refrigeradas para transporte de perecíveis doados por supermercados, existia um problema. Deste modo, este projecto é precisamente para financiar um veiculo com essas características e especificações determinadas pelo Banco Alimentar. Estima-se que este veiculo possa recolher 1 tonelada de alimentos perecíveis por dia, ou seja, um total de 250 toneladas por ano. Poucos meses depois o projecto foi aprovado com um valor de 42.300€. Nos meses seguintes formaram-se várias parcerias... um Club Rotário do Texas, seguido por um Distrito Rotário do mesmo estado e por um Club na Pensilvânia angariaram fundos. Um grupo internacional de Rotários apreciadores de vinho juntou-se ao grupo dos que apoiaram este projecto. No Algarve também se realizaram iniciativas para angariar fundos para este projecto através de um evento de golfe e de um jantar com prova de vinhos. Contudo, no inicio de 2013, ainda faltavam cerca de 11.500€ (USD15.000) para atingir o objectivo. E então, como que por magia, (e com o apoio do Governador do Distrito Rotário) um Distrito no Brasil juntou-se aos restantes apoiantes e o objectivo foi atingido! Finalmente a angariação de fundos foi completada e o veiculo pode ser encomendado. Mas a espera foi longa para que a carrinha chegasse de Itália. Finalmente, a 28 de Agosto de 2013, mais de 16 meses após o lançamento deste projecto, a carrinha refrigerada foi formalmente entregue ao Banco Alimentar numa cerimónia oficial com a presença das autoridades do Banco Alimentar, dignitários do Rotary e Publico. Este projecto foi comemorado como um trabalho bem feito por todos os envolvidos.

Qual o projecto que se segue? O céu é o limite!

PÁG. 33


ROTARACT PONTA DELGADA

Projecto Ajuda-nos a Ajudar

N O T I C I A S

Este é um projecto ambicioso que visa, numa altura tão conturbada, dar resposta a alguns dos problemas que chegam até nós. Numa primeira fase, a titulo pessoal ou institucional, os interessados podem fazer-nos chegar, via e-mail, um “pedido de ajuda”. Neste “pedido de ajuda”, devem expor a situação actual e indicar o problema que gostariam de ver solucionado. Posteriormente, os vários pedidos serão analisados e daremos resposta a dois deles, mediante a nossa actuação ou recorrendo ao apoio de terceiros, em prazo a definir, mediante as possibilidades internas do clube.

1 9 6 0

PÁG. 34

Pr oj ec to


Ev e

nt o

PÁG. 35


ROTARACT LISBOA - NORTE (E.F.)

Ev e

nt o

Reunião Festiva

No dia 25 de Setembro, acontecerá no Hotel Tiara em Lisboa uma reunião festiva do Rotary Club Lisboa - Norte que terá por tema a reactivação do seu clube Rotaract com palestra do Companheiro António Freitas, Presidente da Comissão das Novas Gerações da Governadoria. Os futuros rotaractistas do Lisboa - Norte serão o centro das atenções nesta reunião que se espera ter grande adesão dos Rotaractistas do Distrito em sinal de apoio a este clube que passa por mais uma importante fase no seu processo de formação. Estão todos convidados para este evento!

PÁG. 36


Noticias Internacionais

Novo Site Novidades

PĂ G. 37


N O T I C I A S R O T A R Y

PÁG. 38

Rotary tem imagem renovada na Web

Quando consultares a página www.rotary.org irás deparar-te com uma imagem mais limpa, dinâmica e verdadeiramente identificável com os valores rotários. Porém, as alterações na página de Rotary vão mais longe do que a simples renovação de imagem. O site apresenta agora novas funcionalidades, permitindo que todos os membros da família rotária criar ou aderir a grupos de discussão, aceder a todo o tipo de documentação oficial e inscrever-se em programas internacionais. O Member Access que existia no site antigo e onde os clubes tinham que fazer login duas vezes por ano, deixou de existir sendo substituído pelo MyRotary. Aqui o registo já não é feito com as credenciais do clube. Em vez disso, todos os membros da família rotária,

devem-se registar com o email e password pessoal. Quando se faz login acede-se a uma área privada do site onde se pode criar um perfil, convidar companheiros para fazer parte da lista de contactos e aceder a informação especifica ao cargo que desempenhamos no clube ou no distrito. Se és Presidente de Clube, poderás ainda gerir a informação do Quadro Social do teu clube, actualizando a mesma junto de Rotary através do link “Actualizar Dados dos Associados”. Aconselhamos vivamente todos os rotaractistas e interactistas a registarem-se e a explorarem esta nova página, que certamente trará maior envolvimento em Rotary. Se tiveres dúvidas, contacta a Representadoria ou o email de apoio ao site de Rotary: contact.center@rotary.org


PÁG. 39


N O T I C I A S R O T A R Y

PÁG. 40

Nos últimos três anos, cem distritos testaram a versão piloto do novo sistema de subsídios da Fundação Rotária, o Plano Visão de Futuro, que foi criado para aumentar a eficácia de Rotary no seu próximo século de Serviço. No passado dia 1 de Julho, todos os distritos do mundo foram migrados para este modelo de estrutura simplificada de subsídios que agora se tornou universal. Haverá três opções: Subsídios Distritais, Globais e Predefinidos. Para obter mais informações, acede ao microsite de subsídios de Rotary. Também no dia 1 de Julho, novos líderes iniciaram os seus mandatos em todos os níveis da estrutura administrativa de Rotary: Anne Matthews, do Rotary Club de Columbia East, EUA, é a primeira mulher a ocupar a posição de vice-presidente. Dong Kurn Lee, do Rotary Club de Seoul Hangang, Coreia, serve como Chair do Conselho de Curadores da Fundação Rotária. Outras mudanças em 2013-14:  Os rotários podem formar clubes satélites, cujos associados se reúnem em local e horário diferentes do clube principal. A mudança, aprovada no Conselho de Legislação de Abril, visa facilitar o desenvolvimento de novos clubes.  Os distritos poderão ter número ilimitado de e-clubs. Esta mudança também foi aprovada no Conselho de Legislação com o objectivo de atrair novos sócios e jovens profissionais.  O nome da quinta Avenida de Serviços, adoptada em 2010, foi mudado de "Serviços às Novas Gerações" para "Serviços à Juventude".

O Conselho Director de RI tem nove directores novos, além do presidente eleito Gary Huang, do Rotary Club de Taipei, Taiwan. Os novos directores para 2013-14 são: Celia Elena Cruz de Giay, do Rotary Club de Arrecifes, Argentina; Mary Beth Growney Selene, do Rotary Club de Madison West Towne-Middleton, EUA; Seiji Kita, do Rotary Club de Urawa East, Japão; Holger Knaack, do Rotary Club de Herzogtum Lauenburg-Mölln, Alemanha; Larry Lunsford, do Rotary Club de Kansas CityPlaza, EUA; P.T. Prabhakar, do Rotary Club de Madras Central, Índia; Sangkoo Yun, do Rotary Club de Sae Hanyang, Coreia; Steven Snyder, do Rotary Club de Auburn, EUA; e Michael Webb, do Rotary Club de Mendip, Inglaterra. Os novos membros do Conselho de Curadores da Fundação Rotária são: Monty Audenart, do Rotary Club de Red Deer East, Canadá; Noel Bajat, do Rotary Club de Abbeville, EUA; e Kalyan Banerjee, do Rotary Club de Vapi, Índia. John Kenny, do Rotary Club de Grangemouth, Escócia, será chair eleito, e Michael McGovern, do Rotary Club de South Portland-Cape Elizabeth, EUA, vice-chair.


Se tens Smartphone Android ou Iphone, procura no market a nova aplicação Take Rotary With You. Esta aplicação centraliza num único espaço toda a informação sobre Rotary online, permitindo consultas fáceis e a qualquer instante. Com esta aplicação, Rotary torna-se mais flexível e ajustado à vida moderna. Encontrarás informação sobre: - Novidades; - Twitter; - Facebook; - Instagram; - Videos; - Webinars; - Manuais de Aprendizagem; - Projectos; - Localizador de Clubes; - Loja Online; - End Polio Now;

PÁG. 41


Conferências do Rotaract com o Presidente de RI

N O T I C I A S R O T A R Y

O Presidente de Rotary International, Ron D. Burton programou uma série de Conferências Presidenciais para as Novas Gerações durante o AR 2013-14. O objectivo desta iniciativa pioneira é juntar jovens líderes e rotários para debater o enquadramento das Novas Gerações em Rotary. Estas Conferências irão: - Criar oportunidades para jovens trabalharem lado-a-lado com rotários em prol de objectivos comuns. - Criar ímpeto para o surgimento de novas estratégias para atrair jovens para Rotary.

Mais informação poderá ser encontrada ao longo do ano no Facebook do Presidente de RI.

PÁG. 42

Conferências Chennai, India 5-6 Outubro Kampala, Uganda 4-5 Novembro Buenos Aires, Argentina 15 Março San Francisco Bay Area, USA 28-30 Março Birmingham, England 14 Abril


PÁG. 43


Oportunidades Eventos Internacionais

N O T I C I A S

All Nations Conference 2013 / Czech Republic Rotaract Trip Quando: 6 a 13 de Setembro de 2013 Onde: Podebrady, República Checa https://www.facebook.com/events/530628580290643/

20º aniversário do Rotaract Basel Quando: 20 a 22 de Setembro de 2013 Onde: Basel. Suiça

R O T A R Y

PÁG. 44

http://schutzgeld.ch/Wordpress/

Rotariada 2013 Quando: 21 e 22 de Setembro de 2013 Onde: Lviv, Ucrânia https://www.facebook.com/ events/408330779275696/


Quizz CN 2013 - Dia 8 de Setembro Sabe mais em http://congressonacional2013.weebly.com/quizz.html

PĂ G. 45


Interact (INTERnational Action)

O primeiro Interact Club foi fundado em 1962, em Melbourne, Flórida, nos EUA, e a forte dinâmica que o programa rapidamente ganhou, levou a uma forte expansão do mesmo para outras partes do mundo. O nome Interact vem da abreviação de 'International Action' ou em português Acção Internacional, sendo este um programa do Rotary cujos objectivos são a prestação de serviços e a compreensão internacional. O Interact é destinado a jovens entre os 12 e os 18 anos e segue os princípios éticos e códigos de conduta rotários. Os Interact Clubs são organizados com o objectivo de proporcionar aos jovens oportunidades para colaborar nas suas comunidades através da prestação de serviços enquanto integrados num programa com grande enfoque internacional.

Estes clubes de jovens realizam projectos diversos em benefício de pessoas de todas as idades, visitando escolas, lares, angariando alimentos para os sem abrigo. Organizam campanhas de doação de sangue e educação rodoviária. Alertam pessoas sobre os perigos do abuso de drogas e formas de evitar a Sida, seguem a tradição rotária de plantação de árvores e promovem a preservação de caminhos naturais e a reciclagem de lixo. A divulgação dos princípios rotários pelo Interact também é uma actividade muito importante. As escolas são também um óptimo lugar para a divulgação dos ideais rotários através dos interactistas. Parte de todos nós assegurar o apoio e interesse necessários a que o Interact tenha um futuro em crescente, sempre respeitando a sua autonomia e indiscutível valor.

*Dados de 30 de Junho 2010

PÁG. 46


Rotaract (Rotary in Action)

Em 1968, os EUA passavam uma época de grandes mudanças sociais com as mulheres a queimarem sutiãs em nome da sua emancipação, exigências de diversos grupos para o fim da guerra do Vietname e em Abril desse ano, o assassinato de Martin Luther King que marcou o início de inúmeras manifestações barulhentas um pouco por todo o país.

Os objectivos fundamentais do Rotaract são o desenvolvimento das capacidades de liderança e da cidadania responsável através da prestação de serviços à comunidade, desenvolvimento das causas de compreensão e da paz, bem como a promoção de altos padrões de ética e responsabilidade como qualidades de liderança.

No meio deste ambiente revolucionário, surgiu um grupo de estudantes empreendedores na Universidade da Carolina do Norte, em Charlotte, nos EUA que pretendia formar um novo clube na UCC que acabaria por ser o primeiro Rotaract Club da história.

Os projectos dos Rotaract são tal como os de Rotary de naturezas diversas, focando-se essencialmente no desenvolvimento pessoal e profissional dos seus membros mas acima disso no apoio à comunidade local bem como internacional.

O Rotaract é assim um braço de Rotary formado por estudantes e jovens profissionais dos 18 aos 30 anos, que partilham com o resto da família rotária o ideal de servir a comunidade, por um mundo melhor.

O Rotaract, ou Rotary em Acção, é assim dos programas melhor sucedidos de Rotary e o Distrito 1960 tem no seio da sua família rotária, um Rotaract forte, activo e dinâmico, com uma vasta obra que devemos conhecer e reconhecer, pois é sem dúvida motivo de orgulho para todos nós!

178

223.629 9.723

*Dados de 31 de Dezembro 2012

PÁG. 47


Procura em www.Issuu.com/rep1960 pelos novos modelos de Acta e Programa Mensal. São só exemplos mas podem-te inspirar….

PÁG. 48


Agenda do Representante

SETEMBRO DIA 07 - SÁBADO Red Rentrée Party DIA 08 - DOMINGO Passeio no Sado DIA 28 - SÁBADO DIA 12 - QUINTA-FEIRA

Seminário Rotário do

Reunião Informal ao RTC Odivelas

Quadro Associativo | Parede

DIA 21 - SÁBADO Visita Oficial do Representante RTC e ITC Entroncamento DIA 24 - TERÇA-FEIRA Reunião RC Abrantes Palestra sobre Interact DIA 25 - QUARTA-FEIRA Reunião Festiva RC Lisboa - Norte Palestra sobre Rotaract

Festim de Verão | RTC Lisboa - Olivais DIA 30 - SEGUNDA-FEIRA Reunião RC Almeirim Palestra sobre Interact Prazo para recepção de materiais do concurso CN2013 Prazo limite de pagamento de quotas à Representadoria

PÁG. 49


A PROVA QUÁDRUPLA Do que nós pensamos, dizemos ou fazemos

É a Verdade? É Justo para todos os interessados? Criará Boa Vontade e Melhores Amizades? Será benéfico para todos os interessados?

PÁG. 50


Carta Mensal | Setembro 2013