Page 1


GOIÂNIA, NOVEMBRO DE 2014 PROJETO DESENVOLVIDO PARA CONCLUSÃO DO 4 MÓDULO DO CURSO DE DESIGN GRÁFICO DA FACULADE DE TECNOLOGIA SENAC GOIÁS GRUPO COMPOSTO POR: BRUNO VINÍCIUS MOURA EDUARDO COSTA RENNAN PEREIRA QUEIROZ WANDERLEY KAIQUE DA SILVA

Editorial


Sumário

Introdução Marca Conceituação Símbolo Tipográfia Cores Marca final Versões Aplicações

01 01 03 05 07 09 11 13 15


Introdução Este manual tem como função, determinar de forma correta, da utilização dos elementos visuais que compõe a identidade corporativa do Bolos da Tia Vilma. O uso correto das normas, faz com que com o a marca se consolide no mercado, havendo maior pregnância visual resultado do constante apelo visual por parte da marca. Esse manual conta com versão impressa e digital, para maior distribuição do mesmo, em todas plataformas possíveis. Assim, é imprescindível o uso deste manual durante a reprodução de algum símbolo visual que renecessite se aplicado em qualquer superficie.

4


A Marca O Bolos da Tia Vilma, está presente no mercado desde de 2011, trazendo ao público goiano uma nova proposta de bolos feitos de maneira artesanal, e com aquele cuidado especial que só alguém da nossa família faria o mesmo. Desde de jovem a Tia Vilma vem demonstrando seus dotes culinários as pessoas ao seu redor. Dessa maneira, um desejo que levar esse momento nostálgico para todas as pessoas, nasce o Bolos da Tia Vilma. Empresa que preza por produtos de qualidade e enfâse no manufaturado. Dessde modo, Tia Vilma a cada ano cresce e mais e mais clientes desejam desfrutar desses bolos. Se consolidando assim no mercado, e servindo como referência para os concorrentes.

5


Conceituação O processo de conceituação da marca, se iniciou da necessidade de tangibilizar essas características emocionais, presentes em situações nostalgicas, que nos fazem relembrar de momentos únicos de nossas vidas. O Bolos da Tia Vilma, resgata esses valores emocionais e transfere para seus produtos, essas sensações que todos buscam, já que hoje em dia o individualismo está sendo cultuado e a vida moderna não abre espaço para o natural e caseiro. Por isso o imenso sucesso os produtos.

6

Assim os conceitos utilizados foram obtidos à partir de pesquisa conceitual e análises de similares. Os resultados foram decisivos para escolha dos ícones visuais, deveriam ser utilizados durante o processo de criação. A paleta cromática, demonstrada posteriormente aqui neste manual, foi resultado também desta pesquisa, que foi decisivo para a utilização de cores que fugissem do padrão já utilizados no mercado de bolos caseiros, na cidade de Goiânia.


7


8


Símbolo O desenvolvimento do símbolo, foi resultado de um sistema metodológico, onde todas as etapas foram respeitadas. As características conceituais presentes na marca, foram trabalhadas seguindo uma análise imagética, que resultou em uma representação icônica do “bolo caseiro” (imagem 01) e uma “xicara de café” (imagem 02). O símbolo do bolo caseiro, representa todas essas características de produto manufaturado. Nas suas formas, e ângulos de projeção, essas características estão sendo expostas por linhas orgânicas. Já na xicara, há a representação imagética de situações nostálgicas, presente no imaginário dos consumidores. Para elevar o nível de detalhamente foi reduzido para fácil entendimento. As duas formas sobre-exportas resultam em uma forma externa de um coração estilizado. Esse símbolo é resultado de uma análise conceituação, assim o símbolo (imagem 03)

representa todas formas de amor presente na confecção dos bolos caseiros feitos por alguém de grande apreço do consumidor.

imagem 03 imagem 01

imagem 02

9


Paleta Cromática A paleta cromática presente na identidade visual, segue uma identidade visual que foge os padrões já presentes no mercado de bolos caseiro em Goiânia, a cor marrom-claro e a cor laranja, ambas tiradas dos próprios bolos. As cores institucionais, são compostas por uma variação do marrom-escuro, e um verde-pastel. O marrom-escuro, insere o público no contexto de bolo, pela associação da cor da cobertura de chocolate, que é bastante utilizada no mercado. Já o verde-pastel, é a representação do aspecto natural e caseiro, presente na conceituação da marca.

C:30 M:0 Y:40 K:0 R:193 G:220 B:176 hexadecimal: #C1DCB0 Pantone: 7487

C:0 M:60 Y:60 K:80 R:87 G:46 B:24 hexadecimal: #572E18 Pantone: 4625

10


11


12


Tipografia

A tipografia principal, foi baseada no set tipografico da Copse Regular, onde o nome “Tia Vilma” sofre pequenas alterações de espaçamento entre as letras ajustando-a no grid, para resultar em uma maior harmonia. Por se tratar de uma fonte serifada e com hastes largas, o que resulta em uma maior leiturabilidade quando reduzida. Já a tag line “bolos caseiros” é apresentada pela fonte Nexus Rust Script 1.0, que também sofreu pequenas alterações de espaçamento para se ajustar no grid, onde também esta posicionada seguindo o grid. A tipografia do logotipo tem tamanha importância quanto o próprio símbolo. Para isso, o set tipográfico utilizada em todo material corporativo vem acompanhado nesse manual.

Copse Regular abcdefghijklmnopqrstuvwxyz ABCDEFGHIJKLMNOPQRSTUVWXYZ 1234567890!@#$%¨&*()_+

Nexus Rust Script 1.0 abcdefghijklmnopqrstuvwxyz ABCDEFGHIJKLMNOPQRSTUVWXYZ 1234567890 13


Marca final O logotipo na sua composição, apresenta a seguinte lei de gestalt, a de “proximidade”. Elementos ópticos, próximos um do outro tendem a serem vistos juntos e, por conseguinte, a constituírem um todo ou unidades dentro de um todo. Isso cria maior harmonia visual, e contribui para maior pregnância visual. O símbolo, foge das constantes abordagens de tratamento visual já apresentadas pelas concorrentes no mercado. Isso evidência ainda mais o Bolos da Tia Vilma. A aplicação do logotipo deve seguir estritamente as proporções demonstradas no grid logo abaixo. O logotipo é composto pelo ícone visual na parte superior e seu tipograma na parte inferior, ambos possuem características únicas, e que constituem a identidade visual da empresa. Para isso, é necessário que essas características sejam respeitadas.

O logotipo possue dois tipos de assinaturas, ou modos de aplicações: vertical e horizontal. Nos dois casos, são obrigatório o uso do espaço de respiro. Esse espaço de proteção da marca, segue uma proporção demonstrada abaixo. Ela serve para que não haja nenhum inteferência de outros elementos no logotipo, alterando assim sua forma e sua comunicação. Esse espaço deve ser obedecido, tanto em aplicações físicas, como aplicações no meio digital.

x

x 2x

2x

x

x

x

x

Assinatura vertical

14

x

Assinatura horizontal

x


15


Versões de aplicações A marca pode sofrer diversas aplicações, nas mais possiveis aplicações, e para que sua identidade não se perca, várias regras aqui pré determinadas neste manual, devem ser seguidas. Essas constantes aplicações servem para reforçar os conceitos que a identidade corporativa possui.

Inversão de cores. Esta disponível, desde que seja utilizadas apenas as cores institucionais, descritas neste manual. Versão utilizada, quando as cores do background forem as mesmas da institucionais. Assim, o logotipo ficará segregado.

16


Versão Monocromática. Sugerida para aplicações em que a plataforma aceite apenas uma cor, como por exemplo bordados ou em situações que exijam esse tratamento. Ela pode ser feita com as cores institucionais, se for possível usar em mídias sociais

Versão em negativo, para situações onde ficará em evidênci do background, e que tenha limitação para ser monocromática.

Inversão das cores institucionais. Permitida, desde que seja utilizada somente cores institucionais e sigam esse padrão.

Versão outline. Para aplicações que utilizem apenas contornos, como iliuminação ou apresentação com lasers.

17


Reduções Máximas As reduções seguem também um limite para que não haja perca de legibilidade ou leiturabilidade. Isso garante que o público consiga identificar a marca, em situações que exijam esse tratamento

2 cm

2 cm

3 cm

3 cm

0,8 cm

Redução máxima para impressos

110 px

65 px

Redução máxima para plataforma digital 18

170 px

97 px

29 px


19


Aplicações As aplicações, ou pontos de contato, são formas de apresentar ao públicos situações onde a marca Bolos da Tia Vilma, entre em contato com o consumidor, de forma que reforce sua identidade e crie um laço com o consumidor, criando assim maior pregnância imagética. Para isso, temos como ponto de contato, cartões de visita que devem possuir aroma de chocolate ou baunilha em sua composição, reforçando a marca através do olfato e que servirão para o consumidor ter consigo o contato. Temos também papeis timbrados, para serem utilizados em divulgações da marca nos folders, ou possiveis orçamentos. A aplicação da logo em locais estratégicos também é um ponto de contato, assim como a aplicação da mesma no material que o consumidor leva pra casa: a embalagem para produtos menore

20

como possíveis pães de queijo que serão vendidos no proximo ano. Além das mídias sociais que reforçam ainda mais as características da Marca.


Proibições As proibições são formas de prevenir que a marca seja utilizada de maneira errônea, prejudicando assim na pregnância visual da identidade corporativa. Essas probições devem ser levadas em consideração, assim como qualquer tipo de modificação feita direta ou indiretamente na marca. Alterações nas cores institucionais, mudar posição dos elementos, ou proporções são proibições que devem ser levadas à risco. Apliacações em imagens ou cores heterogêneas também resultam na perca de legibilidade, portanto são proibidas. Aplicações de efeitos que fogem os conceitos da marca devem ser evitados, já que n ão constituem as características da marca.

21


22


Considerações Finais Comoo foi proposto, o processo de criação de identidade corporativa ocorre quando a imagem da marca é reforçada sendo utilizada em várias plataformas mantendo suas características essênciais. Para que essa pregnância visual ocorra com mais consistência, é preciso manter exatamente essas características pré determinadas. É essa a proposta apresentada com esse manual de identidade: reforçar o uso correto dos aspectos imagéticos da marca. Por isso ressaltamos o constante uso deste manual como referência na produção de materiais institucionais impressos ou produções digitais para que, independente da aplicação, as características principais da marca permaneçam intactas para o público, criando assim uma unidade visual. Com estes procedimentos, o Bolos da Tia Vilma conseguirá, associada a sua competência e qualidade, consolidar sua imagem positiva no mercado.

23


Manual de identidade Tia Vilma bolos caseiros  

Projeto de cunho acadêmico.

Manual de identidade Tia Vilma bolos caseiros  

Projeto de cunho acadêmico.

Advertisement