__MAIN_TEXT__
feature-image

Page 1

RMC região metropolitana de campinas/ano 15/ no 15

R e v i s t a

Fotógrafo Lucas Gervila

“Abandonamento”

Uma série de intervenções temporárias D i st r ib u i çã o G ra t uita www. revistarmc.com.br


Somos uma empresa especializada em patês. Trabalhamos com uma ampla variedade de sabores, produzidos artesanalmente, com ingredientes de alta qualidade. Preparamos um cardápio sob medida para as suas necessidades.

pitã patês

pitanpates

“Cozinhar é um modo de amar os outros” – Mia Couto 2

revista RMC/2o semestre 2018

revista RMC/1o semestre 2018

1


R e v i s t a

RMC

região metropolitana de campinas/ano 15/ no 15 EDITOR EXECUTIVO Renato Leodário

JORNALISTA RESPONSÁVEL Berna Lopes Mtb. 19303/78/88/SP CONSELHO EDITORIAL Achilli Sfizzo Júnior Alessandro Andreo Claudia Garcia Cleber Poli Eduardo Rodrigues Hélio Soares da Silva Luiz Carlos Schlaschta Milton Morila Bonadio Raquel Rojas Ricardo Ribeiro Sérgio Castro Sônia G. Faraco Pires EDITOR DE ARTE & CULTURA Marcos Rizolli REVISÃO Marcelo Felix CONSELHO JURÍDICO Daniel Pinto COMERCIAL Renato Leodário renato@revistacampinas.com.br INTERNET e EDIÇÃO ON-LINE www.revistarmc.com.br cultura@revistacampinas.com.br Facebook: RevistaRMC Twitter: @revistarmc Flickr: RevistaRMC Instagram: @revistarmc YouTube: RevistaRMC DESIGN GRÁFICO Sueli Rojas

Editorial 2018 chega ao fim, um ano difícil mas com muitas perspectivas boas para 2019, a COPA na Rússia não nos deixou boas lembranças, mas a expectativa para a próxima no Catar/2022 parecem ser boas, estamos em um período de renovação, o mesmo podemos dizer da política, com mudanças significativas, e a esperança é uma característica do povo brasileiro, que ela continue sendo renovada sempre. Por falar em Rússia, nossa matéria de Capa é sobre ‘Abandonamento’, com várias imagens tanto da Rússia como de vários lugares, não deixe de conferir os belos registro fotográficos de Lucas Gervilla; aqui em Americana tivemos a ‘1ª Mostra de Dança’ que lotou o Teatro Municipal; Indaiatuba recebeu a elite do ciclismo brasileiro na 68ª Prova de 1º de Maio; Valinhos comemorou 122 Anos com muita cultura, esporte e lazer; não deixe de ler sobre a 21ª Exposição Nacional de Orquídeas na Associação Campineira; e para 2019 programe-se para visitar no SESC da Avenida Paulista o exuberante trabalho do fotógrafo Sebastião Salgado sobre o garimpo em Serra Pelada. Que o ano que vem, todos possam continuar ou recomeçar seus sonhos com saúde e paz, e que o Brasil seja mesmo um país de oportunidades para todos, a Revista RMC deseja a todos um maravilhoso 2019 repleto de realizações! Um forte abraço e excelente leitura! Renato Leodário Editor Executivo

COLABORADORES Alberto Nasiasene, Alcinéia Barão Martins, Ana Lúcia Freitas Ana Paula Silva, Bárbara Roncada, Cárita Abdal Célia Gonzalez Pinto, Cláudio Bernardo, Cuca Jorge, Darcy Misa Ede Rojas, Edivaldo Gonzalez, Edivaldo Alves Edlene Rodrigues, Elana Garofo, Gabriel Zanardelli Vince Esgalha Isabel Pagano, Jorge Santos, José PBK José Roberto Silva, Karla Ehrenberg, Lais Sansoni Leandro B. Peixoto, Leda Vasconcelos, Loly Demercian Lucy Ribeiro, Marcella Beolchi, Margarete Lopes, Maria Lúcia Ribeiro,Mariana Lapa, Monyca Kühl, Natália Mancio, Paulo Cesar Nascimento, Renata Maccimo, Ricardo Orsi, Rodrigo Lins, Rogério Oliveira, Rogério Parros Cappia, Sônia Maria Rodrigues, Syndi Siqueira, Renato Ferreira da Silva (in Memoriam) e Tatiane Fornari

Os artigos assinados e a publicidade são de inteira responsabilidade de seus respectivos autores e não refletem necessariamente a opinião da revista. Acesso livre pela Internet e, quando impressa, possui 20 mil exemplares e Distribuição Gratuita nas 20 cidades da RMC. Projeto Revista RMC, reconhecido como Produto Cultural por:

Capa: Villa Epecuén na província de Buenos Aires na Argentina, foto de Lucas Gervila

revista RMC/2o semestre 2018

3


sumário 4

Revista RMC 3 4 8 10 28 29 30 31 32 34 35 36 38 40 41 42 43 44 45 46 47 48 50 51 52 54 62 64

32

Editorial / Expediente Índice Cartas CAPA: ABANDONAMENTO - Lucas Gervilla Americana: 1ª Mostra de Dança Lota Teatro Municipal Artur Nogueira: Prêmio Inezita Barroso em São Paulo Campinas: MACC recebeu a mostra coletiva “Las Meninas” Cosmópolis: alunos do Programa Ação Jovem visitam museus em São Paulo Engenheiro Coelho: parceria para integrar ‘Pontos MIS’ Holambra: versão brasileira da maior festa popular da Holanda Hortolândia: projeto “Bem Me Quer, Paz Se Quer” Indaiatuba: elite do ciclismo brasileiro na 68ª Prova de 1º de Maio Itatiba: Festa do Caqui Jaguariúna: treino da Seleção Brasileira de Basquete Monte Mor: Projeto FUNAM (Futuro Nas Mãos) Morungaba: Girasonhos canta e conta histórias Nova Odessa: cultura gratuita e de qualidade no Dia das Mães Paulínia: inscritos para curso de dança e música Pedreira: Procissão do Fogaréu Santa Bárbara D’Oeste: “Arte e Movimento”recebeu mímico Santo Antônio de Posse: Feira da Lua Sumaré: Recebe 7ª Edição do Projeto “Mais Arte” Valinhos: 122 Anos com cultura, esporte e lazer Vinhedo: banda sinfônica jovem do Estado de SP no Teatro Municipal Meio Ambiente: 21ª Exposição Nacional de Orquídeas Fotografia: SEBASTIÃO SALGADO - Mina de Ouro Serra Pelada Saúde: Hipotiroidismo – mitos e verdades Frases

revista RMC/2o semestre 2018

54 38


62 48 10 50 43

revista RMC/2o semestre 2018

5


RMC i m a g e m RMC

imagem

6 6

revista RMC/2o semestre 2018 revista RMC/1o semestre 2018


68ª edição da Prova Ciclística 1º de Maio em INDAIATUBA

revista RMC/2o semestre 2018 o 7 revista RMC/1 semestre 2018

7


RMC

cartas

E-MAIL’S, TWITTER’S, FACEBOOK’S, INSTAGRAM E MÍDIAS SOCIAIS

D i s t r i b u i çã o G ra t u i ta www. revistarmc.com.br

CIA. DE TEATRO FÁBRICA SÃO PAULO:

A RUA COMO RIBALTA

“Muito boa a matéria sobre os tubarões, aprendi muita coisa, é sempre bom conhecer para preservar.” Alexandre Bartu – Valinhos

re g i ã o me tro p o li ta n a de c a mpi n a s /a n o 15/ n o 14

RMC R e v i s t a

“Adoreeeeei as fotos do Azeite de Leos, muito bacana as ideias sobre caos, valeu!” Zaira Cambuá – Americana D istri bu i çã o Gra tu i ta www. revistarmc.com.br

“Companhia Fábrica São Paulo, por mais delas pelo estado de SP e pelo Brasil, excelente trabalho, arte e cultura é o que mais precisamos nesse momento difícil em que vivemos.” Lilliam Zatt – São Paulo “Uma delícia esse artigo sobre chocolate, adoro tudo que leva chocolate, para mim é um vício.” Sofia Garcia – Holambra “SENSACIONAL a matéria sobre ‘Cabelos Mágicos’ para ajudar no tratamento das crianças com câncer, lindo trabalho.” Gabriella Nutis - Cosmópolis

8

revista RMC/2o semestre 2018


CASAGALERIA OFICINA DE ARTE

DesDe 2004 a Casagaleria e ofiCina De arte loly DemerCian Vem se ConsoliDanDo Como um espaço De exibição e proDução De ConteúDo em arte Contemporânea Da CiDaDe, artiCulanDo exposições, projetos

, workshop,

e programas públiCos enVolVenDo artistas em DiVersos estágios De Carreira e De Diferentes naCionaliDaDes.

Venha nos Visitar! De terça a sexta Das 13h às 19h e sábaDos Das 13h às 17h

www.casagaleria.com.br

revista RMC/2o semestre 2018

9


RMC RMC

c ca ap ap a

LUCAS GERVILLA

ABAN DONA MENTO

BRASIL/RÚSSIA 10 10

revista RMC/1oo semestre 2018 revista RMC/2 semestre 2018


revista RMC/1o semestre 2018 revista RMC/2o semestre 2018

11 11


RMC RMC

c ca ap ap a lucas gervilla

abandonamento

“A

12 12

bandonamento: Brasil/Rússia” é uma série de intervenções temporárias feitas através de projeções de vídeo realizadas em lugares abandonados. As imagens projetadas mostram situações que supostamente poderiam estar se passando ali, caso esses locais não estivessem abandonados. Uma forma de reocupá-los por alguns instantes. A escolha de unir Brasil e Rússia se deu pelo fato dos dois países terem passado por mudanças políticas e econômicas no final dos anos 1980 e toda a década de 90. O trabalho é o resultado de um processo iniciado em 2017. Integram a exposição 10 fotografias e 02 vídeos que mostram lugares que vivem um estado ruinoso presente. “Abandonamento: Brasil/Rússia” aborda o conceito de “beleza convulsiva”, criado pelo poeta francês André Breton, na década de 20. Uma beleza que vem da loucura, do instinto, do abandono, contrária à ideia de beleza harmônica e racional. O trabalho mostra a beleza de lugares esquecidos, tanto na cidade quanto no campo, revelando a destruição da memória das construções antigas. A etapa realizada na Rússia contou com o apoio do Prince Claus Fund. A obra faz parte da pesquisa de mestrado de Lucas Gervilla no Instituto de Artes da UNESP.

revista RMC/1oo semestre 2018 revista RMC/2 semestre 2018


revista RMC/1o semestre 2018 revista RMC/2o semestre 2018

13 13


RMC RMC

c a ap ap a c lucas gervilla

abandonamento

14 14

revista RMC/1oo semestre 2018 revista RMC/2 semestre 2018


revista RMC/1o semestre 2018 revista RMC/2o semestre 2018

15 15


RMC RMC

c a ap ap a c lucas gervilla

abandonamento

16 16

revista RMC/1oo semestre 2018 revista RMC/2 semestre 2018


revista RMC/1o semestre 2018 revista RMC/2o semestre 2018

17 17


RMC

c a p a lucas gervilla

abandonamento

18

revista RMC/2o semestre 2018 o 18 revista RMC/2 semestre 2018


revista RMC/2o semestre 2018 revista RMC/2o semestre 2018

19 19


RMC

c a p a lucas gervilla

abandonamento

Villa EpecuĂŠn na provĂ­ncia de Buenos Aires na Argentina

20

revista RMC/2o semestre 2018 o 20 revista RMC/2 semestre 2018


revista RMC/2oo semestre 2018 revista RMC/2 semestre 2018

21 21


RMC

c a p a lucas gervilla

abandonamento

22 22

revista RMC/2o semestre 2018 revista RMC/2o semestre 2018


revista RMC/2o semestre 2018 revista RMC/2o semestre 2018 23

23


RMC

c a p a lucas gervilla

abandonamento

24

revista RMC/2o semestre 2018


Mestrando no Instituto de Artes da UNESP e graduado em Comunicação e Multimeios pela PUC-SP. Já participou de mais de 150 produções audiovisuais. Em 2017 recebeu a bolsa “Mobility Fund” do Prince Claus Fund. Ainda em 2017, participou da Art Riga Fair com o vídeo “Familia”, criado em parceria com o coletivo russo DaDim. Em 2013 teve seu trabalho “Abandonamento” selecionado pelo “Programa Alemanha+Brasil 2013-2014” Foi artista residente no ZK/U, Berlim; Fabrika CCI, Moscou; NES Artist Residency, Islândia; e no Espacio Casa 3 Patios em Medellín, Colômbia. https://gerva.me/ https://vimeo.com/gervilla

revista RMC/2o semestre 2018

25


ra tu u iç ã o G . D is tr ibr m c . c o m ista v e r . www

A RevistA RMC

(Região MetRopolitAnA de CAMpinAs): é uMA publiCAção CultuRAl ApRovAdA

MinistéRio dA CultuRA (MinC) e pelA seCRetARiA estAduAl dA CultuRA de são pAulo (seC), que busCA difundiR CoM ênfAse A ARte e A CultuRA

E TE CIA. D AS FÁBRIC C

A RUA

pelo

eM foRMA de ARtigos e infoRMAções pARA os hAbitAntes dA

RMC e tAMbéM foRA delA, AtRAvés do ACesso livRe pelo site

ANUNCIE www.revistarmc.com.br

26 62

revista RMC/1 RMC/2o semestre 2018

r e g iã

R

om

R

Di str ibu içã o Gr a tu ita www. re vistarm


u it a .br

RMC C M R

EATRO ULO: A SÃO P RIBALTA

COMO

região me tropol

R e v i s t a itana de campinas

/ano 15/ o n 00

no 1 4 o 15/

t a s i e v

metro

in camp na de p o li t a

a s /a n

ra tu it ar u iç ã o G .b D is tr ibr m c . c o m a t s i v . re w w w

c.com.b

r

“AbandonameFotógrafo Lucas Gervila nto: Brasil/Rú Uma série de ssia” intervenções temporárias

RenAto leodáRio – Produtor Cultural

renato@revistacampinas.com.br e/ou renatoleodario@terra.com.br revista RMC/2 RMC/1o semestre 2018

27 63


RMC Cidades

AMERICANA 1ª M D lota

ostra de ança T e at r o M u n i c i pa l

N

a noite de quinta-feira (21/06/2018), aconteceu a 1ª Mostra de Dança gratuita no Teatro Municipal Lulu Benencase e 650 pessoas prestigiaram o evento realizado pela Sectur (Secretaria de Cultura e Turismo) e a Câmara Setorial de Dança. Doze grupos de Americana, de diversos segmentos, incluindo balé, hip hop e dança do ventre apresentaram 20 coreografias. “Sempre que possível, a Sectur apoia projetos culturais e somos facilitadores de grupos que querem realizar eventos para a população. Paralelamente, valorizamos nossos artistas e estamos honrados em fazer essa parceria. Esta foi a primeira Mostra de Dança e com a dedicação de todos e a participação do público presente, com certeza teremos outras edições”, disse o secretário de Cultura, Fernando Giuliani. As apresentações dos grupos incluíram coreografias solo, duos, trios e em conjuntos e as inscrições foram abertas no início de maio. 28

revista RMC/2o semestre 2018

Imagem: Divulgação Mais em: www.americana.sp.gov.br


ARTUR NOGUEIRA

Corporação ‘24 De Junho’ Comemorou 93 Anos e Abriu Prêmio Inezita Barroso em São Paulo

lém de abrir a 1ª Edição do “Prêmio Inezita Barroso”, que aconteceu na Capital Paulista, a Corporação foi homenageada para todo Estado de São Paulo. Como parte da comemoração aos 93 anos de Corporação 24 de Junho, na sexta-feira (23/06/2018) a “Banda”, como é conhecida popularmente, abriu a primeira edição do “Prêmio Inezita Barroso”, em São Paulo. No domingo

A

(25) foi dia de comemorar em casa, com a participação da Banda da Polícia Militar do Estado de São Paulo. Neste dia aconteceu um Concerto de Aniversário da Corporação,   às 19h30,  no Anfiteatro “O Fingidor” da Escola Modelo, localizada na Rua XV de Novembro, nº 194-442, no bairro Jardim Bela Vista. Para assistir e comemorar junto a Corporação, bastou trocar 1kg de alimento por um ingresso até sexta-feira (23) na sede do Projeto Retreta,

antiga Delegacia. Os ingressos eram limitados. O Concerto trouxe um repertório eclético e uma cronologia musical dos 93 anos da Corporação 24 de Junho. “Ensaiamos o repertório para essa apresentação durante quatro meses, pois foi uma honra desenvolver esse trabalho junto ao Projeto Retreta e a população”, contou Ricardo Michelino, responsável pela Direção Artística e Regência do Concerto. Imagem: Divulgação Mais em: www.arturnogueira.sp.gov.br revista RMC/2o semestre 2018

29


RMC Cidades

CAMPINAS MACC

RECEBEU A MOSTRA COLETIVA “LAS MENINAS” Museu de Arte Contemporânea de Campinas (MACC) recebe a mostra coletiva “Las Meninas”, com obras de 11 alunas formadas no Instituto de Artes da Unicamp. O vernissage aconteceu na quinta-feira, 22, às 19h. Com curadoria do professor Sergio Niculitcheff, a exposição reuniu as artistas Amanda Moa, Caroline Gaspar, Diana Lanças, Érica Burini, Isabelle Ferrão, Júlia Stradiotto, Lilian Walker, Ludmila Porto, Maysa Signoli, Melissa Gouveia e Paula Chimanovitch. “Esta exposição buscou ainda enfatizar que o Museu é um componente de lugar público para o uso e usufruto da comunidade, também no sentido de abrigar e difundir a pesquisa e produção cultural e artística realizada na universidade”, destacou o curador.

O

30

As obras contemplam uma ampla gama de estilos artísticos, e também foram feitas com uma variedade de procedimentos, como desenho, pintura, escultura, fotografia, recorte, colagem, costura, entre outros. “O grupo se apresenta bastante heterogêneo e diversificado”, afirma Niculitcheff. “Entretanto, podem ser levantados alguns pontos em comum fazendo algumas relações por afinidades de procedimentos. Com exceção das obras de Ludmila Porto e Diana Lanças, a figura humana é uma recorrência em todo o coletivo; apesar de a seu modo e de maneira mais indireta e dissimulada Lilian Walker também recorre à figura”, analisa. Para ele, “a expressividade é mais visível em Maysa Signoli e Paula Chimanovitch, e até mesmo, de uma forma não tão exacerbada, em Isabelle Ferrão. O traço e o desenho aparecem

revista RMC/2o semestre 2018

com força e elegância com Amanda Moa e Caroline Gaspar. A construção e geometria podem ser vistas nas obras de Diana Lanças e Ludmila Porto. O espaço em uma abordagem que se aproxima da pintura metafísica está presente em Diana Lanças e, de certa forma, em Erica Burini. Delicadeza permeia as obras de Julia Stradiotto e Melissa Gouveia”, conclui. Imagens: Divulgação Mais em: www.campinas.sp.gov.br


COSMÓPOLIS

ALUNOS DO PROGRAMA AÇÃO JOVEM VISITAM MUSEUS EM SÃO PAULO Prefeitura de Cosmópolis, por meio da Secretaria de Promoção Social, levou 44 alunos do Programa Ação Jovem para visitar os Museus Catavento Cultural e do Futebol, em São Paulo. O passeio ocorreu na terça-feira (12/06/2018). O Catavento Cultural e Educacional é um museu interativo que tem como foco a divulgação científica. Já

A

o Museu do Futebol trata dos mais diferentes assuntos envolvendo a prática, a história e as curiosidades do esporte brasileiro e mundial. O passeio foi promovido para proporcionar mais conhecimento aos integrantes do projeto. A viagem foi totalmente gratuita para os jovens. O programa “Ação Jovem” tem como objetivo promover a inclusão social de jovens na faixa etária de

15 a 24 anos com renda mensal familiar per capita de até meio salário mínimo. Isto é feito mediante ações complementares de apoio à iniciação profissional e transferência direta de renda, como suporte financeiro temporário do Estado. A viagem foi gratuita para os jovens. Imagem: Divulgação Mais em: www.cosmopolis.sp.gov.br

revista RMC/2o semestre 2018

31


RMC

Cidades

ENGENHEIRO COELHO PREFEITURA FECHA PARCERIA PARA INTEGRAR PROGRAMA “PONTOS MIS”

32

revista RMC/2o semestre 2018


Prefeitura de Engenheiro Coelho e o Museu de Imagem e do Som (MIS), vinculado à Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo, firmaram uma importante parceria para oferecer à população coelhense o acesso gratuito de filmes. A iniciativa faz parte do “Pontos MIS”, programa que atende atualmente 120 municípios do Estado. De acordo com a Secretaria Municipal de Cultura e Turismo, os curtas e longas-metragens serão exibidos sempre aos sábados, às 19h30, na Escola “Odécio Forner”. Ainda de acordo com a pasta, o convênio da municipalidade com o MIS permite a exibição de até quatro filmes por mês, além de um workshop – que deverá ser ministrado a cada bimestre. “Pontos MIS” é um programa de circulação e difusão audiovisual que visa promover a formação de público e a circulação de obras do cinema. Estabelecendo parcerias para criar pontos de difusão audiovisual espalhados

A

pelo Estado. O programa é uma parceria entre o Museu da Imagem e do Som - MIS e as cidades do Estado. Desde seu surgimento, a iniciativa atingiu mais de meio milhão de expectadores no que tange à exibição de longas-metragens e mais de 35 mil participantes em oficinas. PRIMEIRO FILME A exibição do primeiro filme ocorrerá neste sábado, 09 de junho, às 19h30, na EMEIEF “Odécio Forner” (Rua Benedito Cunha Guedes, n.º 530, Jardim do Sol), com o longa COLEGAS.

Sinopse

Stallone (Ariel Goldenberg), Aninha (Rita Pook) e Márcio (Breno Viola) eram grandes amigos e viviam juntos em um instituto para portadores da síndrome de Down, ao lado de vários outros colegas. Um belo dia, surge a ideia de sair dali para realizar o sonho individual de cada um e inspirados pelos inúmeros filmes que já tinham assistido na videoteca local, eles roubam o carro do jardineiro (Lima Duarte) e fogem de lá. A imprensa começa a cobrir o caso e a polícia não gostou nem um pouco dessa “brincadeira”. Para resolver o problema, coloca dois policiais trapalhões no encalço dos jovens, que só querem realizar os seus sonhos e estão dispostos a viver essa grande aventura, que vai ser revelar repleta de momentos inesquecíveis. Imagem: Divulgação Mais em: www.pmec.sp.gov.br

revista RMC/2o semestre 2018

33


RMC RMC

Cidades Cidades

HOLAMBRA

HOLAMBRA SEDIOU VERSÃO BRASILEIRA DA MAIOR FESTA POPULAR DA HOLANDA

Dia do Rei, maior festividade popular da Holanda, foi celebrado no dia 29 de abril em Holambra de um jeito bem brasileiro: com festa e diversão para todas as idades. Tradição do calendário de eventos cidade mais holandesa do Brasil, o evento é parte do calendário oficial

O

34

de eventos turísticos do Estado de São Paulo. Ele reuniu centenas de pessoas nas proximidades do Moinho Povos Unidos, o maior da América Latina, para resgatar algumas das principais heranças culturais trazidas pelos imigrantes à única estância turística da região. O objetivo da comemoração, se-

revista RMC/2o semestre 2018

gundo o prefeito Fernando Fiori de Godoy, é fortalecer a atividade turística e preservar raízes e costumes de uma parcela significativa dos moradores. “A vocação turística, o diferencial arquitetônico e a cultura agrícola de Holambra devem muito à influência da imigração. É importante que não deixemos de valorizar a história dos


imigrantes que é também parte da história da nossa cidade”, comentou o prefeito. Para garantir o caráter tradicional da celebração foram realizadas apresentações da Orquestra de Viola Caipira, do grupo de gaiteiros, de danças folclóricas holandesas e da Fanfarra Amigos de Holambra. A festa contou ainda com a oferta do típico “café com bolo” ao público presente. Assim como nos últimos anos, a programação festiva teve início às 9h, logo após a Corrida do Rei – prova de pedestrianismo que teve início às 8h, com percursos de 5km e 10km pelos principais cartões postais da cidade. “O Dia do Rei é uma das festividades típicas mais bonitas e agradáveis do nosso calendário de eventos. É um momento de confraternização entre visitantes e moradores, brasileiros e holandeses”, afirmou a diretora municipal de Turismo, Alessandra Caratti. Durante todo o evento, o Moinho Povos Unidos permaneceu aberto para visitação. O ingresso custava R$ 10 – com meia entrada disponível para idosos, estudantes e professores com comprovante. Moradores com Cartão Cidadão e um documento com foto não pagavam.

HORTOLÂNDIA

PROJETO “BEM ME QUER, PAZ SE QUER” FORMA MAIS 1.200 ALUNOS

Prefeitura de Hortolândia, por meio das secretarias de Segurança e Educação, Ciência e Tecnologia, concluiu na quarta-feira(06/06), as formaturas dos cerca de 1.200 alunos que participaram do projeto “Bem Me Quer, Paz Se Quer” neste semestre. Participaram do projeto 11 EMEFs (Escolas Municipais de Ensino Fundamental) e duas EMEBs(Escola Municipal de Educação Básica). A cerimônia aconteceu, às 18h30, na EMEF Jardim Amanda I – CAIC, localizada na rua Graciliano Ramos, 698, Jd. Amanda. Durante cerca de quatro meses, os alunos que participaram do pro70 anos de Imigração jeto têm aulas, uma vez por semana, Durante a festividade foi anunciada oficial- com guardas municipais, nas quais mente a programação comemorativa de recebem informações e orientações Holambra para o aniversário de 70 anos da sobre drogas. O Bem Me Quer, Paz imigração holandesa à região, celebrado se Quer também desenvolve ações em junho. O município sediou uma série de eventos e atividades, a partir do Dia educativas sobre outros temas, tais do Rei, até outubro – mês de aniversário como bullying, cidadania, respeito de emancipação político-administrativa à diversidade, autoestima e perigos e consequências do uso do cerol para da cidade. empinar pipa. Os alunos ainda reImagem: Divulgação Mais em: www.holambra.sp.gov.br cebem visitas de GMs motorizados,

A

ocasiões em que têm a oportunidade de ver de perto as viaturas e conhecer o dia a dia dos guardas. Ao se formarem, os alunos se tornam agentes mirins, com a missão de multiplicarem os conhecimentos que adquiriram. O projeto “Bem Me Quer, Paz Se Quer”, criado em 2008, na primeira gestão do prefeito Angelo Perugini, completou dez anos de atividades. Desde então, de acordo com dados da Secretaria de Segurança, o projeto já beneficiou mais de 14.680 mil alunos. De acordo com a guarda municipal e coordenadora do “Bem Me Quer, Paz se Quer”, Adriana Alves, este ano, o projeto foi estendido a todos os 5º anos da rede municipal de ensino. Uma das escolas também atendeu os alunos do 7º ano. “Este é um ano diferenciado para o Bem Me Quer. Desde o início do projeto, sonhávamos em atender todos os alunos dessa faixa de idade na rede municipal de Hortolândia e, neste ano, foi possível realizar esse sonho!”, comemorou Adriana. Imagem: Divulgação Mais em: www.hortolandia.sp.gov.br

revista RMC/2o semestre 2018

35


RMC Cidades

CIDADE RECEBEU ELITE DO CICLISMO BRASILEIRO NA 68ª PROVA 1º DE MAIO ma das mais importantes e tradicionais disputas do país, a Prova Ciclística 1º de Maio teve sua 68ª edição no feriado do Dia Mundial do Trabalho. Centenas de ciclistas de diversas categorias estiveram no Parque Ecológico de Indaiatuba, com destaque para a Elite, masculino e feminino, que reuniu algumas das principais equipes do país. As categorias Elite Masculino, Elite Feminino, Júnior e Máster foram válidas para o Ranking nacional e terão pontuação Classe 3 do ranking da Confederação Brasileira de Ciclismo (CBC). A programação teve início às 8h. As inscrições deveriam ser feitas no dia do evento, uma hora antes do início da respectiva bateria. O valor era de R$ 50,00. O feriado também contou com o Circuito 1º de Maio, com a realização da 8ª Copa Indaiatuba de BMX, organizada pela Associação de Ciclismo BMX de Indaiatuba (ACBI),

U

36

que aconteceu na Pista de BMX e o Campeonato de Skate de Indaiatuba, na pista de Skate, realizado pela Associação dos Skatistas de Indaiatuba (Askin) que serviu de seletiva para os Jogos Regionais do Interior. Prova Ciclística Já consagrada no cenário nacional, a 68ª Prova Ciclística 1º de Maio sempre se destacou por sua alta qualidade técnica e boa presença de público. Atletas e equipes, em todas as categorias, se empenham para conseguir o melhor tempo em uma competição de prestígio. O evento, mais uma vez, movimentará Indaiatuba no feriado desde cedo, com a realização de diversas baterias em duas opções de percurso, com um deles plano para os iniciantes e outro técnico para Elite, Júnior e Open Speed. A competição aconteceu no circuito montado no Parque Ecológico de Indaiatuba. São duas distâncias distintas: Circuito A, 2,5 km (com altimetria), e Circuito B, 2 km (pla-

revista RMC/2o semestre 2018

no), com largada e chegada em frente à Prefeitura. A Funvic, de São José dos Campos, foi a melhor na categoria Elite da 68ª Prova Ciclística 1º de Maio, no Parque Ecológico de Indaiatuba. Francisco Chamorro venceu o masculino no sprint, ao completar as 28


INDAIATUBA voltas no circuito de 2.5 km (70 km), com o tempo de 1h54min12seg, enquanto Tatiele de Souza foi a melhor no feminino, ganhando também no sprint, com o tempo de 1h03min05seg para as 14 voltas no percurso, totalizando 35 km. Foi a terceira vitória de Chamorro

na história da competição. Ele venceu também em 2010 e 2015. Além disso, o resultado contou pontos para o ranking da Confederação Brasileira de Ciclismo (CBC).

morador de Indaiatuba, passou mal durante a prova e faleceu. Ele chegou a ser levado pelo atendimento médico do evento para o hospital, mas não resistiu.

Pesar O ciclista Wagner da Silva, de 50 anos,

Imagens: Divulgação Mais em: www.indaiatuba.sp.gov.br

revista RMC/2o semestre 2018

37


RMC Cidades

ITATIBA

FESTA DO CAQUI E CIA. SUPERA EXPECTATIVAS

38

revista RMC/2o semestre 2018

ais de 21 mil pessoas passaram pelo Parque da Juventude nos três primeiros dias da 15ª Festa do Caqui e Cia. Além da diversão proporcionada pelos shows musicais e demais atrações, os visitantes aproveitaram as opções gastronômicas oferecidas pelas Entidades Assistenciais do município e ainda levaram para casa produtos adquiridos direto com o produtor. Vinte e dois produtores comercializaram caquis e outras frutas, vinhos, sucos, compotas, pães e plantas. A venda de vasos de orquídeas, por

M


exemplo, praticamente dobrou em relação a festa de 2017 que aconteceu em um único final de semana. Enquanto no ano passado foram vendidas 303 unidades, nos primeiros três dias de 2018 foram 573. No caso de pães, bolos, bolachas, a venda passou de 570 para 790 unidades. O comércio de vinhos sucos e vinagres, que em 2017 foi de 296 litros, subiu para 527, e o mel passou de 44 para 52 quilos comercializados. Outras frutas como atemóia, uva, goiaba, abacate também tiveram aumento nas vendas, passando de cerca de 1.200 quilos para quase 1.700. “As vendas dos produtores locais superaram as expectativas, principalmente pelo fato de ter sido apenas o primeiro final de semana da Festa”, comentou o responsável pela Secretaria de Meio Ambiente e Agricultura, Marcio Megda. “Em relação ao caqui, foram comercializadas quase 7,5 toneladas, e acreditamos que as vendas no próximo final de semana, serão ainda melhores”, concluiu. “O fato de serem dois finais de semana divide as pessoas, mesmo assim, nós vendemos 1.500 quilos de frutas nos três primeiros dias da Festa, sendo 1.200 só de caqui rama forte e giombo,”, comemorou o agricultor Rodrigo Bisetto, da Chácara Bom Jesus. A arrecadação com o tradicional Leilão de Frutas foi 50% maior que na festa anterior, somando R$ 1.950,00. Além disso, 2.500 mudas de árvores, plantas e temperos foram doadas. Entidades Assistenciais As Entidades Assistenciais, responsáveis pelas 22 barracas da Praça

de Alimentação, ofereceram mais de 100 tipos de comidas e bebidas. “Nós tivemos um bom público, as famílias compareceram e nos prestigiaram. Todas as entidades avaliaram as vendas como de bom movimento”, afirmou o presidente da Associação das Entidades Assistenciais, Sociais e Filantrópicas de Itatiba (Aeasfi), Flávio Azzi. A barraca do Fundo Social de Solidariedade vendeu quase mil pedidos de bebidas entre cerveja, chopp, refrigerante e água, além de 552 potes de açaí. “Nós calculamos o açaí pensando na festa inteira, mas vendemos tudo no primeiro final de semana e ainda tivemos que providenciar mais”, comemorou a Primeira Dama e

Presidente do Fundo Social de Solidariedade, Mayara Lopes. “Os estoques já foram renovados e eu convido a todos para virem prestigiar a festa e as comidas oferecidas pelas Entidades Assistenciais”, concluiu. “A Festa do Caqui tem tradição de ser uma festa para toda família, cheia de atrações. Nós tentamos facilitar o acesso para que mais pessoas possam prestigiar o evento”, comentou o Secretário de Cultura e Turismo, Washington Bortolossi. “Por isso optamos por dividir a programação em dois finais de semana e horários especiais de ônibus até o Parque da Juventude”, explicou. Imagens: Divulgação Mais em: www.itatiba.sp.gov.br

revista RMC/2o semestre 2018

39


RMC Cidades

JAGUARIÚNA

ALUNOS DO PROJETO CAMPEÕES MARCAM PRESENÇA NO TREINO DA SELEÇÃO BRASILEIRA DE BASQUETE

noite de quinta-feira, 21 de junho, ficará marcada na memória das crianças e adolescentes do Basquete de Jaguariúna. Isso porque, os alunos do Projeto Campeões tiveram a oportunidade de acompanhar um jogo treino da Seleção Brasileira de Basquete Masculina, nas dependências

A

40

do Clube Concórdia em Campinas. A equipe brasileira se prepara para dois compromissos válidos pelas Eliminatórias da Copa do Mundo. Após o treino todos os integrantes da delegação jaguariunense puderam interagir com os atletas e membros da Comissão Técnica, trocando experiências, tirando fotos e recebendo autógrafos.

revista RMC/2o semestre 2018

“Todos os jogadores, sem exceção, foram super simpáticos e encheram os olhos dos nossos alunos com jogadas de efeito e um show de carisma”, disse o Diretor de Esportes e professor do Projeto, Ciro Roberto Pires. Imagem: Divulgação Mais em: www.jaguariuna.sp.gov.br


MONTE MOR

PROJETO FUNAM INICIA ATIVIDADES NAS ESCOLAS MUNICIPAIS

ano letivo de 2018 teve inicio em Monte Mor na quinta-feira (25). Cerca de 11 mil alunos desde a creche ao ensino de Jovens e Adultos (EJA) compõem o quadro de crianças da Secretaria de Educação, por meio das 37 escolas municipais. Além da grade curricular os 484 alunos dos 5º anos recebem semanalmente a visita dos agentes de segurança pública Esther, Alan e Kellen, por meio do Projeto FUNAM (Futuro Nas Mãos). Neste primeiro semestre de 2018 os agentes da guarda Civil Municipal (GCM) desenvolveram as atividades do projeto nas Escolas Municipais,

O

“Coronel Domingos Ferreira” no Centro, “Miguel Jalbut” no Jd. Paulista, “Leopoldo Paviotti” Jd.Paviotti, “José Luiz Gomes Carneiro” Jd. Moreira. Os alunos participaram das aulas e receberam informações e orientações sobre uso e abuso de drogas lícitas (álcool e cigarro) e ilícitas e suas consequências. O projeto também desenvolveu ações educativas sobre temas como bullying e cyberbullying, cidadania, amizade, realização de sonhos como perspectiva de vida, entre outros. O projeto é uma parceria das Secretarias de Educação e Segurança Pública. Segundo o prefeito Thiago Assis  esse projeto é muito

importante, pois os temas abordados promovem um despertar para as crianças. Além de enfatizar valores como autoestima, diversidade cultural, respeito e prevenção ao uso de drogas, busca estimular o protagonismo juvenil e assim propiciar a participação social dos alunos, contribuindo não apenas com o desenvolvimento pessoal, mas elevando o seu sentimento de pertencimento com a comunidade em que as crianças estão inseridas”, enfatiza Thiago. Imagem: Divulgação Mais em: www.montemor.sp.gov.br revista RMC/2o semestre 2018

41


RMC Cidades

MORUNGABA

GIRASONHOS CANTA E CONTA HISTÓRIAS Girasonhos une música, brincadeiras e efeitos sonoros como elementos narrativos para cantar e contar histórias que divertem espectadores de todas as idades. Em Morungaba, o grupo levou o espetáculo “Elas Fazem Sonhar”, no dia 5 de abril (quinta-feira), às 16 horas, na Praça dos Italianos em um caminhão-palco trazido pelo programa “Cultura Livre” realizado pela Secretaria de Estado da Cultura, por meio da Apaa (Associação Paulista dos Amigos da Arte). “Bom Dia Todas As Cores”, de Ruth Rocha; “Menina Bonita do Laço de Fita”, de Ana Maria Machado, e “Operação de Tio Onofre”, de Tatiana Belinky, fizeram parte do repertório, aberto ao público e com classificação livre.

O

Imagem: Divulgação Mais em: www.morungaba.sp.gov.br

42

revista RMC/2o semestre 2018


NOVA ODESSA

CULTURA GRATUITA E DE QUALIDADE AGITOU PRAÇA NO DIA DAS MÃES

A

Praça ‘Dr. César de Souza Ladeia’, no Jardim Santa Rita 2, foi palco para uma atração especial de cultura na tarde de domingo (13/5), pleno Dia das Mães, em Nova Odessa. Cerca de 50 pessoas, entre crianças, pais e mães, puderam acompanhar o “Cortejo e Brincadeiras Culturais”, da

Cia Festa de Rei, que trouxe apresentações com palhaço e diversas dinâmicas aos presentes. O espetáculo é viabilizado pelo Circuito Cultural Paulista, uma parceria da Secretaria de Estado da Cultura com a Prefeitura, através da Diretoria de Cultura e Turismo. Com aproximadamente uma hora de duração, a atração convidou o públi-

co a participar de cantigas de roda, versos e muita magia, tendo a cultura popular brasileira como o norte de toda essa ‘viagem’ proporcionada aos espectadores. O destaque ficou por conta do Palhaço Fosso, que trouxe entretenimento e diversas brincadeiras com as crianças, principalmente as tradicionais mágicas. O Grupo Festa de Rei é composto pelo ator, brincante e percussionista Juarez Ferreira, pela dançarina brincante e percussionista Beatriz Zulueta e o musicista, acordeonista e brincante Rodrigo Scarcello. A sede da Diretoria de Cultura é na Avenida João Pessoa, 253, Centro, e o telefone é 19.3466.2196.

Imagem: Divulgação Mais em: www.novaodessa.sp.gov.br revista RMC/2o semestre 2018

43


RMC Cidades

PAULÍNIA

INSCRITOS PARA O CURSO DE DANÇA E MÚSICA SOMARAM MAIS DE 1,5 MIL

A

Divisão de Música e Dança da Secretaria Municipal de Cultura divulgou o número dos novos inscritos e das rematrículas para os cursos de música e dança, oferecidos pela da Prefeitura Municipal de Paulínia. Ao todo 1.570, sendo que as rematrículas foram 687 e os novos inscritos 883. O número é quase 60% maior em relação aos matriculados no ano passado: 754 da dança e 162 da música. O encerramento das inscrições aconteceu na quarta-feira dia 21 de fevereiro. O diretor da divisão, Rodrigo Nalli, ficou animado com o saldo de inscritos. “Estamos felizes com a enorme procura pelos cursos oferecidos pela Secretaria Municipal de Cultura de Paulínia. Nossa proposta é democratizar o acesso à cultura em nosso município, estendendo o atendimento para todas as faixas etárias e sociais. Esse número de novos inscritos veio de encontro as nossas expectativas e mostrou que existe uma demanda crescente pelas atividades oferecidas”, declarou. Segundo o diretor, a secretaria também está projetando outros ser44

viços. “Estamos trabalhando para disponibilizar novos cursos, além da implantação de um estúdio para ensaios e gravações com o intuito de propiciar aos artistas da cidade um meio para criação de material de divulgação e registro de seus trabalhos”, informou Nalli.

revista RMC/2o semestre 2018

As aulas aconteceram no Theatro Municipal Paulo Gracindo. Foram oferecidas aulas de Jazz, Ballet Clássico e Hip Hop. Nas aulas de música, houve turmas para aulas de Iniciação Musical, Violão, Sopro e Viola Caipira. Imagem: Divulgação Mais em: www.paulinia.sp.gov.br


PEDREIRA PROCISSÃO DO FOGARÉU

A

Prefeitura de Pedreira através de sua Secretaria Municipal de Cultura realizou na terça-feira, 27 de março às 19 horas, a Procissão do Fogaréu 2018. Segundo informou o secretário de Cultura Clodoaldo Leite de Camargo, a Procissão do

Fogaréu saiu da Praça Ayrton Gonçalves, com as luzes do centro da cidade apagadas, e seguiu pela Rua Antonio Pedro, com os Farricocos portando tochas e roupas cênicas. A Procissão teve parada nas proximidades da Escola Municipal Humberto Piva, com a encenação do Sinédrio de Jesus. Ela

seguiu rápida até próximo a CIMEI São Benedito, onde foi realizada a Santa Ceia. Posteriormente, seguiu até a Praça José Stranieri, onde aconteceu a encenação do Jardim das Oliveiras. No Calçadão da Antonio, foi encenado o Fórum de Pilatos. Na Praça Ângelo Ferrari, aconteceu à crucificação e a ressurreição de Jesus Cristo nas dependências da Concha Acústica. “O evento estava composto por pessoas vestidas com túnicas, tochas, lanças e teve caráter totalmente cultural, não sendo de cunho religioso”, enfatizou o secretário Clodoaldo de Camargo. Imagem: Divulgação Mais em: www.pedreira.sp.gov.br revista RMC/2o semestre 2018

45


RMC Cidades

ST. BÁRBARA D’OESTE “ARTE E MOVIMENTO” DA CIDADE RECEBEU MÍMICO

A

arte de forma inesperada e presente na vida das pessoas. No sábado (28/4) teve mais “Arte em Movimento” em linha de ônibus de Santa Bárbara d’Oeste. Para divertir e aguçar o imaginário, houve a apresentação do mímico Leandro Firmino, com muita animação, caracterizado com a clássica imagem do mímico do rosto branco. A linha não foi divulgada para surpreender a população. No outro sábado (21/4) o violinista Clayton Prado levou à linha Europa/Pedroso músicas Erudita, Cancioneiro Popular Brasileiro, Tango Argentino e internacionais. Também já passaram por lá o projeto “Malabares no Busão” com Vinícius Mena e Bruno Peruzzi e Jonas Assumpção (saxofone). A iniciativa é da Prefeitura de Santa Bárbara d’Oeste e visa levar para dentro dos ônibus, aos sábados, Dia da Tarifa Zero, muita música de qualidade com instrumentos variados, contação de histórias, mágica, malabares e mímica durante os trajetos. Imagem: Divulgação Mais em: www.santabarbara.sp.gov.br 46

revista RMC/2o semestre 2018


SANTO ANTÔNIO DE POSSE FEIRA DA LUA

a quarta-feira, dia 20 de junho, Santo Antônio de Posse inaugurou a “Feira da Lua”, uma iniciativa da Diretoria de Cultura e Turismo. A 1ª feira noturna do município acontece semanalmente, todas as quartas-feiras, das 18h às 22h e o local escolhido para realização do evento é a Praça Coronel David Baptista, popularmente conhecida como Praça da Matriz. A “Feira da Lua” é inteiramente

N

composta por produtores e comerciantes possenses com o objetivo de incentivar e valorizar a economia local. Entre as opções de barracas disponíveis, estão as de acarajé, tapioca, crepe, salgados, espetinhos, cural, pamonha, milho verde, chopp e muito mais. Além disso, brinquedos são montados na praça para a diversão das crianças e, após a missa, há apresentação de grupos musicais no coreto. Prestigie os produtores e comer-

ciantes locais! Visite a Feira da Lua!! SERVIÇO: FEIRA DA LUA Data: Semanalmente, às quartas-feiras Horário: das 18h às 22h Local: Praça Coronel David Baptista, a Praça da Matriz Imagem: Divulgação Mais em: www.pmsaposse.sp.gov.br revista RMC/2o semestre 2018

47


RMC Cidades

SUMARÉE om apoio da Prefeitura de Sumaré, aconteceu no domingo, dia 27/5, a 7ª edição do projeto “Mais Arte”. Com entrada gratuita, o projeto promoveu apresentações culturais para toda a população, ocupando ambientes urbanos com os mais diversos tipos de arte. O evento teve início às 14h e foi realizado na Praça Padre Mansur Rodrigues Mansur, Parque Florença, região central. Nesta edição, o “Mais Arte” contou com apresentações de bandas independentes, exposições de ilustração, realização de grafite, apresentação do Grupo de Taikô da Nipo de Sumaré (tambor japonês), feira de artesanatos, tecido artístico, slackline, entre outras atividades. “É um compromisso da nossa gestão realizar e dar apoio a eventos como o Mais Arte. São atividades que contribuem para o acesso gratuito da população à cultura, arte e lazer. Todos estarão sempre convidados a participar”, disse o prefeito Luiz Dalben.

C

Imagem: Divulgação Mais em: www.sumare.sp.gov.br

48

revista RMC/2o semestre 2018


SUMARÉ RECEBE 7ª EDIÇÃO DO PROJETO “MAIS ARTE”

revista RMC/2o semestre 2018

49


RMC Cidades

VALINHOS

CIDADE COMEMOROU 122 ANOS COM CULTURA, ESPORTE E LAZER

alinhos celebrou o aniversário de 122 anos na segunda-feira (28/5) com eventos de cultura, esporte e lazer. A Orquestra Sinfônica Municipal de Campinas abriu as comemorações na cidade, com uma apresentação

V

50

gratuita no sábado (26/5), às 19h30, no Teatro Multiuso da Câmara Municipal. No domingo aconteceu a 37ª  Prova Pedestre Cidade de Valinhos Atleta Alberto Evangelista e o 21º Um Dia de Cão. A corrida teve percurso de 10 quilômetros, no Centro de Lazer do Trabalhador

revista RMC/2o semestre 2018

(CLT), a partir das 8h. Mais de 700 corredores se inscreveram para participar da atividade esportiva. O 21º Um Dia de Cão foi no Centro de Artes, Cultura e Comércio (CACC) Adoniran Barbosa, das 8h às 12h.  Sinfônica A Orquestra Sinfônica Munici-


pal de Campinas fez apresentação em Valinhos no sábado (26/5) dentro da programação do aniversário de 122 anos do município, que foram comemorados no dia 28/5. O concerto foi às 19h30 no auditório da Câmara Municipal. Sob a regência do maestro titular Victor Hugo Toro, a apresentação teve um programa musical eclético. A abertura contou com a famosa ópera “As Bodas de Fígaro”, do austríaco W. A. Mozart. Em seguida, veio o “Concerto para Viola, TWV 51:G9”, obra do alemão G. Ph. Telemann. A peça teve como solista o violonista da Sinfônica José Elinar Albuquerque Araújo. Na obra seguinte, “Bitterweet Brazil”, do compositor brasileiro Francisco Zimmermann Aranha, houve a participação de mais um músico da Orquestra, Mário Marques. O concerto foi encerrado com a obra do compositor francês Charles Gounod, “Sinfonia N° 1.” O secretário da Cultura de Valinhos, Rodrigo Paulo Ribeiro Big, disse que o concerto foi um grande presente para a cidade. “Foi uma oportunidade para a população assistir à apresentação dessa grande e renomada Orquestra”, disse. Os ingressos para o concerto, gratuitos, foram retirados com antecedência no Centro Cultural Vicente Musselli (Rua Itália, 267) ou no Espaço Multiuso Flávio de Carvalho (Avenida Joaquim Alves Corrêa, 4033) no horário das 8h30 às 16h. Eram 350 lugares. Imagem: Divulgação Mais em: www.valinhos.sp.gov.br

VINHEDO

APRESENTAÇÃO DA BANDA SINFÔNICA JOVEM DO ESTADO NO TEATRO MUNICIPAL

omingo, dia 24, às 19h, a Prefeitura de Vinhedo, por meio da Secretaria de Cultura e Turismo, promoveu no Teatro Municipal Sylvia de Alencar Matheus a apresentação da Banda Sinfônica Jovem do Estado. A entrada do evento, com regência de Mônica Giardini e participação da soprano Ludmilla Thompson, foi a doação de um quilo de alimento não perecível, que foi destinado ao Fundo Social da Solidariedade. A troca foi feita na bilheteria do Teatro uma hora antes do evento. Criatividade e inovação caracterizam a Banda Sinfônica Jovem do Estado

D

de São Paulo. Constituída em 1993, o grupo faz parte dos grupos de formação e difusão artística da EmespTom Jobim, e equilibra em seus programas os repertórios tradicionais e contemporâneos, com composições recentes, arranjos de obras eruditas, peças populares e concertos temáticos. Repertório David R. Gillinghan (1947) With Heart and Voice [9 min] Frank Ticheli (1958) Angels in the Architeture [16 min] Bert Appermont (1973) Rubicon [14min51] Téo Aparicio Barberán (1967) States of Mind – Symphony nº 2 [18 min] Imagem: Divulgação Mais em: www.vinhedo.sp.gov.br

revista RMC/2o semestre 2018

51


RMC

meio ambiente

21 EXPOSIÇÃO NACIONAL DE ORQUÍDEAS a

A

ASSOCIAÇÃO CAMPINEIRA DE ORQUIDÓFILOS realizou com sucesso a Exposição Nacional Anual de Orquídeas nos dias 24 e 25 de novembro de 2018. Estiveram expostas 1.200 orquíideas de diferentes variedades trazidas por expositores de 30 cidades. Superamos a expectativa que era de 1.000 plantas. As plantas foram julgadas uma a uma por árbitros convidados e capacitados pela CAOB (Coordenadoria das Associações de Orquidófilos do Brasil) da qual a Associação Campineira de Orquidófilos é afiliada. Dentre as  plantas  na exposição de Campinas, foram  escolhidas aquelas que   participaram do podium durante a exposição. Os critérios foram a beleza,  quantidade e perfeição de cada planta. Todas as orquídeas   em exposição   pertencem a colecionadores e não são  comercializadas. 52

revista RMC/2o semestre 2018


Imagens: Divulgação e Lucy Ribeiro Mais em: ACO – Associação Campineira de Orquidófilos Facebook: @aco.campinas

revista RMC/2o semestre 2018

53


RMC

fotografia

A DIMENSÃO DO GARIMPO EM IMAGENS SESC Avenida Paulista, na região central da capital, vai receber no segundo semestre de 2019(17/7) com acesso GRATUITO, a exposição  Gold – Mina de Ouro Serra Pelada. São 56 fotografias, parte inédita, feitas por  Sebastião Salgado na década de 1980 no garimpo de Serra Pelada, no sul do Pará. A região sofreu uma intensa corrida pelo ouro à época, quando recebeu dezenas de milhares de homens que transformaram uma serra de morros em uma enorme cratera. A dimensão do garimpo pode ser vista nas imagens de Salgado, com as intermináveis filas de homens escalando as paredes do buraco, quase como formigas. Quando se aproxima dos garimpeiros, o fotografo registra em preto e branco – uma de suas marcas – as pessoas cobertas de lama e suor arrastando os sacos de minério. “Por uma década, ela evocou o El Dorado  há muito prometido, mas, atualmente, essa corrida do ouro mais selvagem que o Brasil já teve se tornou apenas uma lenda, que permanece viva por meio de algumas lembranças felizes, muitos arrependimentos dolorosos”, comenta Salgado sobre Serra Pelada. Durante o período que esteve

O

54

no garimpo, o fotógrafo conheceu histórias de gente que conseguiu enriquecer e outras que apenas puderam sonhar em mudar de vida. “O ouro é um amante imprevisível”, diz Salgado sobre a relação que o metal mais cobiçado do mundo estabelece com as pessoas. “Enquanto alguns garimpeiros afortunados partiram de Serra Pelada com dinheiro, compraram fazendas e empresas e nunca se sentiram traídos, outros, que encontraram ouro e pensaram que havia mais fortunas esperando por eles, acabaram, por fim, perdendo tudo o que tinham obtido”, explicou. Trajetória O trabalho de Serra Pelada se insere na trajetória de Sebastião Salgado no interesse por grandes dramas humanos. Esteve também em guerras, registrou deslocamentos de refugiados e a luta do Movimento dos Trabalhadores Sem Terra. Sempre fotografando em preto e branco, seguindo a escola dos precursores do que veio a se tornar o fotojornalismo, como Cartier-Bresson e Robert Capa. O brasileiro, no entanto, se diferencia pelo estilo mais pictórico, valorizando um pouco menos o flagrante instantâneo, e mais a beleza plástica das composições e da luz.

revista RMC/2o semestre 2018


revista RMC/2o semestre 2018

55


RMC

SEBASTIĂƒO SALGADO

fotografia

56

revista RMC/2o semestre 2018


revista RMC/2o semestre 2018

57


RMC

SEBASTIĂƒO SALGADO

fotografia

58

revista RMC/2o semestre 2018


revista RMC/2o semestre 2018

59


RMC

SEBASTIĂƒO SALGADO

fotografia

60

revista RMC/2o semestre 2018


SESC/ Paulista - São Paulo Exposição: Gold – Mina de Ouro Serra Pelada Sebastião Salgado G R AT U I TA Terça a sábado, das 10h as 21h30 e domingos e feriadosdas 10h às 18h30 A mostra vai até o dia 3 de novembro de 2019. Edição: Valéria Aguiar Imagens: Divulgação Fotos Clau Garcia e Renato Leodário Mais em: Daniel Mello/EBC Agência Brasil www.agenciabrasil.ebc.com.br

revista RMC/2o semestre 2018

61


RMC saúde

MITOS E VERDADES COM

A DRA. ROSÁLIA PADOVANI Hipotireoidismo engorda? Mito ou verdade? É um mito. Aliás, é uma queixa muito frequente do nosso consultório. Os pacientes acreditam que por estarem ganhando peso eles podem ter algum problema de tireoide. Na verdade o hipotireoidismo, que é um problema comum, uma disfunção tireoidiana comum, ele pode levar a um leve edema e um leve ganho de peso. Mas normalmente as queixas de ganho de peso não são atribuídas às doenças tireoidianas. Hipertireoidismo emagrece? Mito ou verdade? Isso é uma verdade. O hipertireoidismo principalmente descompensado pode levar a uma perda de peso bastante significativa. É por isso que os pacientes tem que procurar tratamento porque o hipertireoidismo descompensado é considerado uma doença consumptiva que requer um tratamento e às vezes rápido. Todo nódulo de tireoide é câncer? Mito ou verdade? Isso é um completo mito. Pra nossa sorte, somente 5% dos nódulos tireoidianos são malignos, são câncer. Então antes de ter esse diagnóstico, o paciente merece uma investigação e às vezes um ultrassom e depois uma punção pra daí sim saber ou não se esse nódulo é benigno ou maligno. Quem tem nódulo na tireoide tem que puncionar? Mito ou verdade? Não. Todo mundo morre de medo de ter nódulo porque acha que obrigatoriamente vai se submeter a uma punção. A punção é indicada dependendo das características do ultrassom. Então

62

revista RMC/2o semestre 2018


dependendo das características desse nódulo, o médico vai solicitar ou não a punção. E algumas vezes o paciente pode somente acompanhar com ultrassom de rotina, sem a necessidade de se submeter a esse exame. Isso é um mito. Somente as mulheres possuem problemas na tireoide? Mito ou verdade? Isso também é um mito. Apesar dos problemas de tireoide serem mais frequentes em mulheres, mais ou menos na proporção de três pra um, os homens também podem ter problemas de tireoide. Mulher com problema de tireoide não pode engravidar? Mito ou verdade? Isso também é um mito. As mulheres com problemas de tireoide podem engravidar desde que elas tenham um acompanhamento de perto ao longo da gestação. Tudo pode ocorrer normalmente se esse acompanhamento for feito. O aparecimento de nódulos aumenta durante a menopausa? Mito ou verdade? Isso é verdade. Na verdade o aparecimento de nódulos é mais frequente em pacientes mais idosos, tanto em mulher quanto em homens. Reposição hormonal ocasiona câncer de tireoide? Mito ou verdade? Isso é um mito. A reposição hormonal pode ser feita inclusive em pacientes que tem câncer de tireoide sem problema algum. O hormônio de tireoide é diferente do hormônio ovariano, então isso não pode ser confundido. Quem tem hipotireoidismo sofre de depressão? Mito ou Verdade? Isso é verdade. Alguns pacientes com hipotireoidismo podem se queixar de cansaço, fadiga e inclusive de depressão. Então em casos de depressão é obrigatório investigar problema de tireoide e descartar o hipotireoidismo. O hipotireoidismo pode afetar o desempenho sexual? Mito ou verdade? Isso também é uma verdade. Assim

como os sintomas cansaço, fadiga e depressão, o hipotireoidismo pode levar a uma diminuição da libido e até uma alteração da potência sexual. Queda de cabelo é um dos sinais de hipotireoidismo? Mito ou verdade? Isso é verdade e é até uma queixa frequente no consultório. Às vezes os pacientes procuram um médico por conta de queda de cabelo, unhas enfraquecidas e pele ressecada, e o problema na verdade ta na tireoide porque o hipotireoidismo pode desencadear esses sinais e sintomas. Cansaço e dor nas articulações são problemas na tireoide? Mito ou verdade? Na verdade não podemos dizer se é mito ou se é verdade porque não necessariamente os problemas tireoidianos causam dores ou problemas articulares. Alguns pacientes com hipotireoidismo podem ter essas queixas, mas não que necessariamente elas sejam da tireoide. Por exemplo, algumas doenças reumáticas como fibromialgia, febre reumática e artrite reumatoide podem dar dores e alterações articulares e não são problemas de tireoide. Por isso é importante investigar. Os olhos saltados são sintomas de problemas na tireoide? Mito ou verdade? Isso também é controverso porque os pacientes com hipertireoidismo podem apresentar oftalmopatia que é caracterizado por uma proptose ocular, um aumento do volume ocular, o olho vem pra frente, mas não necessariamente essa proptose ocular é da tireoide. A tireoide tem que ser investigada, mas essa proptose ocular, por exemplo, pode ser causado por um tumor cerebral que esta levando o olho pra frente. Então tem que descartar problemas tireoidianos, mas não necessariamente isso é a causa da oftalmopatia.

Consumo excessivo de sal pode desencadear um problema na tireoide? Mito ou verdade? Na verdade o sal não é o problema, o grande vilão da história é o iodo. O governo tem esse programa de iodação do sal, então o nosso sal é iodado. O excesso ou falta de iodo podem levar a problemas tireoidianos. Hoje em dia, nós já não temos mais muitos casos de bócio volumoso, aquelas tireoides muito aumentadas porque felizmente na nossa região principalmente, no estado de São Paulo, nós não temos mais áreas com deficiência de iodo. Algumas regiões do nordeste principalmente ainda apresentam áreas de deficiência de iodo e nessas regiões é comum observar o bócio volumoso que é chamado de bócio endêmico, que é causado justamente pela deficiência de iodo. O autoexame só deve ser feito depois dos 40 anos? Mito ou verdade? Isso é um mito. Todo mundo deve se autoavaliar, assim como a mama que a gente recomenda que todas as mulheres rotineiramente façam uma avaliação e palpem as mamas, a tireoide também pode ser avaliada. É um exame extremamente simples. Como deve ser feito o autoexame? Para a realização do autoexame, o paciente deve ficar na frente do espelho, com a cabeça um pouco afastada para trás de modo que ele consiga olhar a imagem no espelho e ele pode utilizar um pouco de água para que ele consiga realizar a deglutição. Na deglutição ele deve observar se existe algum aumento ou alguma massa diferente na região cervical. A tireoide é uma glândula em formato de borboleta e ela se localiza justamente abaixo do pombo de adão, chamada cartilagem cricóide. É nessa região que se deve observar o aparecimento de alguma massa estranha. Imagem: FreePik www.freepik.com Mais em: www.rosaliapadovani.com.br

revista RMC/2o semestre 2018

63


RMC

frases

Daria tudo que sei pela metade do que ignoro. René Descartes Não corrigir nossas falhas é o mesmo que cometer novos erros. Confúcio Triste época! É mais fácil desintegrar um átomo do que um preconceito. Albert Einstein Tudo o que um sonho precisa para ser realizado é alguém que acredite que ele possa ser realizado. Roberto Shinyashiki O pessimista vê dificuldade em cada oportunidade; o otimista vê oportunidade em cada dificuldade. Winston Churchill Jamais se desespere em meio as sombrias aflições de sua vida, pois das nuvens mais negras cai água límpida e fecunda. Provérbio Chinês Quer você acredite que consiga fazer uma coisa ou não, você está certo. Henry Ford Nada é mais humilhante do que ver os tolos vencer naquilo em que fracassámos. Gustave Flaubert Fácil é sonhar todas as noites. Difícil é lutar por um sonho. Desconhecido É melhor perder com a verdade que vencer com a mentira. Ednilson Emmanoel Cintra

64

revista RMC/2o semestre 2018


PARA ATENDER AS DEMANDAS DA COMUNICAÇÃO DIGITAL A ROJAS COMUNICAÇÃO CONTA COM EQUIPE EXCLUSIVA PARA PRODUÇÃO E GESTÃO DE CONTEÚDO NAS REDES SOCIAIS:

e-rojas

Posts

no

Facebook.

atualização do

twitter.

textos Para blogs

conteúdo Para instagram. vídeos Para

Youtube

Pesquisa de target. monitoramento das redes sociais

Para ou

saber mais sobre a e-rojas ligue Para

mande um

:

(11) 3675-4940 revista RMC/2 semestre 2018 email Para: rojas.producao@uol.com.br o

65


VOCÊ JÁ COMPARTILHOU NOTíCIA FALSA? ReVISTAS

Eu acredito!

Você sabe de onde vêm as notícias que recebe? Checa as informações? Antes de compartilhar notícias você consulta se foram publicadas em uma mídia clássica? Disfarçadas, com linguagem alarmante e sem apuração jornalística, elas estão influenciando leitores que não conseguem identificar o que é verdadeiro e o que é falso. Não compartilhe informações sem checar a fonte! Com conteúdo comprovadamente consistente, as revistas produzem reportagens seguras e confiáveis, seja na versão impressa, on-line, no celular ou em vídeo. AssociAção NAcioNAl de editores de revistAs #revistAeuAcredito i www.ANer.org.br

66

revista RMC/2o semestre 2018

Profile for Renato Leodário

Revista RMC 2ºSemestre.2018  

Revista RMC (Região Metropolitana de Campinas) edição de 2ºSemestre/2018.

Revista RMC 2ºSemestre.2018  

Revista RMC (Região Metropolitana de Campinas) edição de 2ºSemestre/2018.

Advertisement