Issuu on Google+

ANO 2013 | N째 14


EDITORIAL

Carta ao Leitor Um prêmio é algo concedido a uma pessoa ou grupo de pessoas como reconhecimento da excelência em determinado campo ou por um relevante serviço prestado. Prêmios assumem, freqüentemente, a forma através de troféus, títulos, certificados, placas comemorativas, medalhas, etc. Um prêmio pode significar também um bem ou valor monetário concedido ao ganhador . Pode ser ainda, um reconhecimento público de excelência, sem concessão de qualquer bem material ou imaterial. Reconhecer o valor dos profissionais nas suas atividades exercidas, é algo extremamente necessário e importante. O diretor coorporativo do grupo M.Dias Branco, Luiz Eugênio, tem citado e reforçado, inúmeras vezes, a necessidade de criarmos e mantermos referenciaIs no universo das confeitarias e ainda, no dos profissionais, os confeiteiros. Essa fala traz validação não apenas à esses profissionais, porém, validação e consolidação a esse novo e bonito mercado criativo e competitivo, hoje já presente no nosso país. Assim surge mais uma premiação - As 100 Melhores Confeitarias do Brasil. Além das 100 Melhores Padarias do Brasil, passamos a olhar esse conjunto - As Confeitarias e os Confeiteiros, em mais uma ação da Max Foods Multi Negócios, com o apoio das Revistas Panificação Brasileira e Confeitaria Brasil. Esse prêmio foi lançado em Junho /2013, contando com o apoio institucional da Abip (Associação Brasileira da Indústria de Panificação). O evento ocorreu no Centro de Convenções Center Norte, no mesmo período da Feira Internacional Fispal Food Service, integrando-se com essa que é a maior feira do setor na America Latina. O prêmio cobriu três grupos de negócios envolvidos no segmento de confeitaria: - confeitaria artesanal - confeitaria semi industrial - confeitaria industrial Conheça os vencedores e tudo que aconteceu no evento. Boa leitura.

Augusto Cezar Diretor Executivo 3


EXPEDIENTE 10ª Edição Tiragem 16.000 exemplares Diretor Augusto Cezar de Almeida Neto Conselho Editorial Armando Junior Darcy Mendes Divanildo Junior Luiz Farias Roger Mizushima Wilson Pimentel João Gomiero Mario Costa Jumar Pedreira Correspondentes: Nordeste: Prof. Xavier Sul: Cícero Vitório Sudeste – RJ: Samuel Barros Sudeste – Minas: Carlos Padeiro Coord. Publicidade Cleber Eduardo Affonso publicidade@confeitariabrasileira.com.br Executivos de Vendas J. C. Antonelli antonelli@confeitariabrasileira.com.br Karen Ponce marketing@confeitariabrasileira.com.br Atendimento ao Leitor sac@confeitariabrasileira.com.br Assinaturas (11)2507.3916 assineja@confeitariabrasileira.com.br Fale com a redação (11) 2507-3916 - Rua Teodoro Sampaio, 352 cj 103 - Pinheiros CEP 05406-000 - São Paulo - SP Direção de Arte Renata de Almeida rerealmeida@hotmail.com Revisão Vivian Navarro Vargas Brandão Confeitaria Brasileira Online sac@confeitariabrasileira.com.br www.confeitariabrasileira.com.br Fotos Capa: Yinghua | Dreamstime Demais fotos: www.sxc.hu www.freepik.com Os artigos publicados são de direito reservado dos autores. Para a reprodução do todo ou parte consulte sobre pedido de autorização.

4 - Confeitaria Brasil

ÍNDICE

Seções

03 04 Editorial Expediente

Matérias 06 08 Entrevista Bralyx Fispal Food Service Gilberto Poleto Feira Internacional 10 12 Premiação Tradição Matéria de Capa Confeitaria Colombo 100 Melhores Confeitarias 16 22 Conheça Confeitarias Galeria de Fotos Premiadas Empresas & Profissionais História e curiosidades


FAÇO COM Parceria. “A parceria com a Nestlé sempre me subsidiou ingredientes para que minhas ideias pudessem se tornar reais.” rOSe PeTeNucci Proprietária da Rose Petenucci Chocolates e Biscoitos Finos Curitiba - PR www.rosepetenuci.com.br

FAÇO COM CHOCOLATE DE VERDADE. FaÇO cOM NeSTLÉ.

www.nestleprofessional.com.br


ENTREVISTA

Bralyx REVISTA CONFEITARIA BRASIL: Quais são os lançamentos da Bralyx na Fispal 2013? GILBERTO POLETO: Um dos principais destaques da Bralyx na Fispal em 2013 foi a apresentação oficial para o food service de sua nova linha de confeitaria, bem como da nova Maxiform. Outro foi o reforço das linhas industriais. A linha de confeitaria apresenta equipamentos como a Drop Top, para a confecção de doces pingados e cortados; a Minifil, que automatiza o trabalho realizado hoje manualmente com a manga de confeiteiro, para dosagem de recheios e coberturas; a cortadora/fatiadora de bolos; e a cobrideira, para acabamentos perfeitos, com muito mais agilidade. Já a nova linha Maxiform ganhou design e detalhes que ampliam ainda mais a facilidade de uso e a produtividade dos equipamentos, reduzindo a necessidade de intervenção do operador e otimizando o espaço ocupado. Uma das novidades é a operação em linha contínua, que permite ao operador permanecer sempre do mesmo lado da máquina. Outra é a nova abertura do painel, que simplifica a manutenção. O formato do painel foi reelaborado para facilitar a visualização dos botões. As máquinas trazem ainda detalhes inéditos no mercado, como a guia para não cair produtos, o escorregador de peças para eliminar amassamento das pontas das coxinhas e a esteira azul, para melhor visualização dos alimentos. Nos segmentos industriais, a linha Maxiform ganhou o reforço da Big 10 MK, equipamento robusto capaz de produzir até 10 mil peças de 30 gramas por hora, com agilidade operacional garantida por detalhes como movimentação do motor facilitada para adição do recheio na cuba, motorização reforçada para corte do produto, propulsor de massa, maior cabeçote e rosca de massa em aço inox teflonado. A máquina tem também segurança reforçada, com sistema específico para o funil com maior abertura e proteção de molde movimentada

6 - Confeitaria Brasil

sem necessidade de retirada. Outras novidades foram reservadas especialmente para a Fipan 2013. Na linha de massa fresca, o público poderá conferir pela primeira vez em um evento no Brasil uma linha de produção de cappelletti inteiramente automática, composta pela laminadora Pidue e pela formadora e recheadora RC 140. A linha de masseiras cozedoras Hotmixer também apresenta novidades e traz o modelo Hotmixer 14 litros, ideal para compor linhas completas de produção de até 3 mil peças por hora, com as formadoras Piccola e Lily, cujas capacidades de produção atingem, respectivamente, 1,8 mil e 3 mil peças por hora. Mas a grande estrela da Bralyx na Fipan 2013 promete ser a linha para Chocolates, que traz equipamentos inéditos no país – entre eles, a derretedeira-temperadeira (máquina desenvolvida para manipulação de chocolate à base de manteiga de cacau, com funções diferenciadas para derreter o produto e mantê-lo na temperatura adequada para manipulação) e a cobrideira, para a finalização de produtos cobertos com chocolate. A Bralyx passa agora a ser a fornecedora do estado da arte das máquinas nas áreas de Confeitaria e Chocolate, repetindo o sucesso que conquistou nos segmentos de coxinhas, salgados e doces e massas frescas.


CONFEITARIA BRASIL: Como é a linha Maxiform e como ela pode contribuir com quem já tem uma empresa de alimentos, ou vai montar uma ? GILBERTO POLETO: A Maxiform é a primeira e a mais completa linha de formadoras de coxinhas, salgados e doces do mercado. São nove modelos para produção de volumes máximos de 1,8 mil a 19 mil salgados por hora, com diferentes formatos e pesos. A marca está presente em mais de 25 países e é a única capaz de confeccionar alimentos de culturas específicas, como o italianíssimo arancini, além de ser também a única a oferecer um modelo específico – a Tubo – para a produção de doces de massas finas, como brigadeiros e outros docinhos de festa.

CONFEITARIA BRASIL: Qual a importância da Revista Confeitaria Brasil, especializada em confeitaria artesanal, semi industrial e industrial, para o desenvolvimento do setor? GILBERTO POLETO: A comunicação entre os diferentes elos de uma cadeia de valor é fundamental para o desenvolvimento e para a expansão do mercado, pois a informação e o conhecimento são os principais instrumentos de profissionalização e capacitação, bases do crescimento sustentável. O setor de confeitaria só tem a se beneficiar com este processo.

Com sua capacidade de automatização, as máquinas agilizam a produção, garantindo a qualidade e a uniformidade no preparo, bem como o controle de matérias-primas e custos, com significativa redução de perdas e de necessidade de funcionários para produção manual. Por tudo isso, as formadoras Maxiform são ideais para empresários que querem tirar partido do crescente segmento de food service, seja inaugurando um novo negócio, seja profissionalizando ou acelerando produções existentes. Para ganhar ainda mais agilidade no processo, a linha é complementada pelas masseiras cozedoras Hotmixer e pelas empanadeiras Empanamix. A Bralyx é uma formadora de negócios. Por isso adotou a assinatura ‘Criando negócios lucrativos para sua empresa’. Todos os equipamentos contam ainda com diversas formas de financiamento, incluindo o cartão BNDES. CONFEITARIA BRASIL: Como você vê o crescimento da confeitaria salgada e doce no Brasil? O que mudou nesses últimos anos? GILBERTO POLETO: As principais mudanças nos últimos anos foram o crescimento e a profissionalização dos mercados. A ascensão da classe C provocou o aumento do consumo dos alimentos preparados fora de casa e, ao mesmo tempo, o apagão da mão de obra em diversos segmentos, fazendo com que o empresário do segmento passasse a buscar alternativas para agilizar e ampliar sua produção.

7


Fispal Food Service A Max Foods Comunicação Empresarial e Editora, em parceria com a BTS Informa, durante a Fispal Food Service, que aconteceu de 25 a 28 de junho, no Expo Center Norte, em São Paulo, proporcionaram aos visitantes desse grande evento, presenciar e conferir a seleção dos 100 premiados de cada uma das  categorias: “Melhores Sorveterias do Brasil”, “Melhores Confeitarias do Brasil” e “Melhores Restaurantes do Brasil”. O evento foi realizado pela Max Food Multi Negócios e o Instituto de Pesquisa Datafoods. “Não há uma premiação como essa no mercado. Por isso acreditamos que seja uma oportunidade para as empresas ganharem destaque tornando-se referência no que fazem”, fala Clélia Iwaki, diretora

Melhores Sorveterias A premiação efetuada pela Revista Mercado Sorveteiro, ocorreu no dia 26 de junho. Os prêmios contemplaram: Melhores Sorveterias e Melhores Profissionais - Master Confeiteiro, Confeiteiro Revelação e Destaques. 

Melhores Melhores

Restaurantes

Confeitarias

do Brasil

da BTS Informa. A premiação foi definida pelo conselho editorial da Revista Confeitaria Brasil. As categorias dos eleitos contemplaram: Melhor Franquia de Confeitaria; Melhor Confeitaria Especializada; Melhor Confeitaria Tradicional e Prêmio Tradição.

8 - Confeitaria Brasil

O prêmio definido pela revista O Empreendedor Food Service, apontou os melhores colocados, contemplando nesse mercado os prêmios: Melhor Restaurante, Restaurante Tradição; Restaurante Revelação; Chef do Ano; Chef Revelação.


Empresas – produtos para confeitaria Arcólor promove workshops de confeitaria durante Fispal Food Service 2013

Cake design A Arcólor, líder na fabricação de pasta americana e uma das mais importantes indústrias no mercado brasileiro de misturas para panificação e confeitaria, levou à Fispal a cake designer preferida dos globais, Rosangela Marinho, que ministrou workshops durante o evento. Os workshops sobre cakes, cupcakes e pasta americana foram realizados diariamente no espaço Cheiro de Pão, idealizado pelo mestre padeiro Rogério Shimura. A Arcólor foi a primeira empresa a lançar a Pasta Americana industrializada no Brasil. A linha de pastas de açúcar Arcólor conta também com a Massa Elástica, Massa de Pastilhagem e Massa para Flores (branca e em mais quatro cores). “São todas prontas para usar com enorme praticidade, proporcionando decorações cada vez mais elaboradas”, explica Alexandre Gomes, diretor da Arcólor. 

anunciar a ampliação de seu portfólio, que passou a incluir o segmento de Confeitaria com o lançamento de máquinas para cortar, rechear e cobrir bolos, dosador para massas formadas com manga e pingados e pingadeiras para petit fours. “Vamos levar para o segmento de confeitaria o mesmo impulso de profissionalização, industrialização e crescimento que provocamos no segmento de salgados e doces”, garante o presidente da Bralyx, Gilberto Poleto. Além disso, a empresa apresentou sua nova linha Maxiform, responsável pelas formadoras de salgados e doces mais vendidas do mercado. Outros destaques foi a nova Formix, equipamento para a produção de mini-esfihas, e a linha de máquinas para a produção de massa fresca. Em 2013, a Bralyx completa 20 anos com uma série de iniciativas, como a adoção de sua nova identidade visual e ampliação do portfólio.

Bralyx no segmento de Confeitaria A Bralyx, fornecedora de equipamentos para a indústria alimentícia criadora da máquina de coxinhas e líder no segmento de salgados e doces, aproveitou sua presença na 29ª Fispal Food Service, para

9


PREMIAÇÃO

Premio Tradicao CONFEITARIA COLOMBO

A confeitaria foi fundada em 1894 pelos imigrantes portugueses Joaquim Borges de Meireles e Manuel José Lebrão, tendo um extenso rol de clientes célebres entre a sociedade brasileira. Cituada na rua Gonçalves Dias, a Confeitaria Colombo extrapolou o conceito tradicional de confeitaria. Chegou a ter restaurante, mercado, fábrica de doce ( onde se produziu um dos produtos mais tradicionas das décadas passadas: a geleia de Mocóto Colombo), além de um serviço de “catering” que atendia principalmente as recepções do Itamaraty.

Sua arquitetura e ambiente permitem ter uma idéia de como teria sido a Belle Époque na capital da República. Os salões do interior da confeitaria foram reformados, com um toque Art Nouveau, com enormes espelhos de cristal trazidos da Antuérpia, emoldurados por elegantes frisos talhados em madeira de jacarandá. Os móveis de madeira do interior foram esculpidos na mesma época pelo artesão Antônio Borsoi.

10 - Confeitaria Brasil


100 Melhores Confeitarias

eventos. Entre diversos negócios, o Instituto DataFoods faz parte das atividades da empresa, realizar o processo de seleção. O Instituto DataFoods recebeu indicações de confeitarias e de profissionais de todo o país. O Prêmio as 100 Melhores Confeitarias do Brasil 2013, ocorrido durante a Fispal Food Service (Feira Internacional de Produtos e Serviços para a Alimentação Fora do Lar), concretiza nesse segmento, sua validação. Podemos ter hoje, sem sobra de dúvida, um mercado promissor não apenas por suas características atrativas mas também, por ser atrativo os seus profissionais - criativos, verdadeiros artistas, que em muito já se aproximam do bom nível profissional internacional. Os eventos ocorreram no auditório Santana do Expor Center Norte - São Paulo/SP

Promoção A Max Foods Comunicação Empresarial e Editora é produtora das revistas Panificação Brasileira, Confeitaria Brasil, Mercado Sorveteiro, O Empreendedor Food Service, Cerealtec, Padaria do Mestre, Anuário da Panificação Brasileira e pelo Guia de Fornecedores do Mercado Sorveteiro. Os eventos são promovidos pelas revistas Confeitaria Brasil, Mercado Sorveteiro e O Empreendedor Food Service.

Realização A Max Foods Multi Negócios, com a experiência na realização dos maiores eventos voltados ao setor de Panificação e Confeitaria – Maiores & Melhores da Panificação Brasileira e 100 Melhores Padarias do Brasil e das 100 Melhores Padarias do Nordeste, é a empresa responsável pela realização dos três

12 - Confeitaria Brasil

Parceria BTS Informa Os eventos contam com a parceria da BTS Informa que organiza a feira internacional Fispal Food Service. A BTS é Parte do grupo Informa, empresa que tem atuação em mais de 50 países e organiza mais de 200 feiras mundialmente. A BTS Informa é a principal organizadora de eventos voltados para a cadeia produtiva de alimentos e bebidas na América Latina, com feiras e publicações que são referência no mundo inteiro. Seu portfólio no Brasil inclui nomes como: Agrishow, Fispal Tecnologia, Fispal Food Service, Fispal Café, TecnoSorvetes, ABF Franchising Expo, Expo Revestir, TecnoCarne, MercoAgro, ForMóbile, SIAL Brazil, Fispal Food Service Nordeste, Fispal Tecnologia Nordeste, ABF Franchising Expo Nordeste, Serigrafia SIGN FutureTEXTIL, CARDS, Payment & Identification, HOSPITALMED  e Vitafoods South America. Na área editorial, é responsável pela publicação das revistas: Leite & Derivados, Revista Nacional da Carne, SilkScreen e Sign - quatro maiores e mais importantes publicações técnicas dos seus segmentos. Mais informações:www.btsinforma.com.br Informa Group O Informa Group tem uma atuação global, em 40 países, na promoção de feiras e eventos em


importantes setores econômicos, como saúde, energia, imobiliário, marítimo, transporte e finanças. Empresas, profissionais e acadêmicos de todo o mundo têm participado dos mais de 10 mil eventos (de treinamentos técnicos para executivos a feiras) e das 200 feiras organizadas, anualmente, pela Informa Exhibitions, divisão da Informa plc.

Processo A avaliação foi feita com notas de zero a dez e o resultado final dependeu da soma de todos os critérios que foram: o mix de produtos, qualidade, atendimento, ambientação, conceito, higiene e segurança no trabalho, nível de conservação dos equipamentos, controle de produção, nível de informatização e grau de atendimento dos funcionários. Para os restaurantes, a avaliação também questionou o cardápio e a apresentação dos pratos. As empresas interessadas em participar se inscreveram nos sites: www.mercadosorveteiro. com.br,www.confeitariabrasileira.com.br  e  www.revistaoempreendedor.com.br ou através das redes sociais. PRÊMIO - MELHORES CONFEITARIAS DO BRASIL Dia 25/06

Tradicional e Prêmio Tradição. Além disso, o conselho indicou as confeitarias mais antigas e com maior manutenção das características históricas.

Metodologia Prêmio Melhores Confeitaria: • Indicações: fornecedores de produtos e serviços para Confeitaria • Categoria: Confeitaria • Pontuação: 0 a 10 para critério • Resultado: soma total de pontos • Desempate: será definido pelo conselho editorial da Revista Confeitaria Brasil.

Critérios: • mix de produtos • qualidade dos produtos • atendimento • ambientação • conceituação junto aos consumidores • higiene e segurança no trabalho

Melhores Confeitarias Indicado para fornecedores de produtos e serviços para Confeitarias, a premiação foi definida pelo conselho editorial da revista Confeitaria Brasil. Foram eleitos os integrantes deste grupo que marcaram mais pontos : Melhor Franquia de Confeitaria; Melhor Confeitaria Especializada; Melhor Confeitaria

• nível de conservação dos equipamentos • uso de controles de produção • nível de informatização • grau de treinamento dos funcionários.

13


Profissionais Master Confeiteiro Luiz Farias e Dario Scremin da M. Dias Branco

Confeiteiro do Ano Diego Lozzano 

14 - Confeitaria Brasil

Confeiteiro Destaque


Guerin Dominique Guerin – clima parisiense O premiado chef pâtissier Dominique Guerin inaugurou, no final de março de 2012, no bairro de Copacabana, a padaria e confeitaria Boulangerie Guerin. O novo espaço oferece produtos elaborados a partir de tradicionais técnicas francesas e matériasprimas de alta qualidade. Inspirada nas boulangeries parisienses, a padaria gourmet apresenta receitas clássicas, como baguetes francesas, croissants, pains au chocolat, brioches e pains au levain e de campagne preparados de maneira artesanal, com fermentação natural. Representando a pâtisserie, mil-folhas, éclairs, tortas e macarons, entre outros, integram o menu que conta ainda com opções de quiches e folhados. Pela vitrine, os clientes podem acompanhar a produção dos pães. A exposição da fabricação complementa a decoração do local que possui paredes revestidas por pequenos azulejos brancos importados da França, do mesmo modelo usado no metrô da Cidade Luz. No Brasil há 33 anos, o chef “franco-carioca” continua uma tradição familiar com a inauguração da Boulangerie Guerin no Rio de Janeiro. A primeira loja foi aberta por seu avô em 1921, na França. “A Boulangerie Guerin leva ao público brasileiro receitas ancestrais que meu avô fazia há 90 anos. Na padaria, é possível comer um croissant, uma quiche ou um macaron no coração de Copacabana como se estivesse em Paris”, garante Dominique. Em 2012, o trabalho da equipe da Boulangerie Guerin foi consagrado com três importantes prêmios: Melhor Doceria (revista Gula), Melhor Doce (“Rio Show de Gastronomia”, do jornal O Globo) e Melhor Pão (“O Melhor do Rio de Janeiro”, da revista Época).

16 - Confeitaria Brasil

O chef Um entre os primeiros chefs franceses modernos a chegar ao Brasil, Dominique Guerin construiu aqui, desde 1979, uma carreira premiada: em 2007, foi eleito o Melhor Chef Pâtissier do Rio de Janeiro pela revista Gula, importante publicação gastronômica do país, e Personalidade Gastronômica, pela Veja Rio, em 2009. A revista carioca concedeu também, em 2010, o prêmio de melhor sobremesa da cidade ao suflê de chocolate do chef Guerin.


I Dolci

I Dolci - e o chef Profissional de trajetória de sucesso, foi aclamado pela revista GULA com o prêmio de melhor Chef de confeitaria da cidade de São Paulo em 2006 e 2008 e sua loja foi eleita pela revista ÉPOCA a melhor doceria da cidade 2009/2010 e pela revista VEJA a melhor confeitaria da cidade de São Paulo em 2011. Atualmente é o chef executivo e proprietário da “Flavio Federico Dolci” (www.flaviofederico.com. br), uma loja de doces, sobremesas, chocolates e sorvetes 100% artesanais, que tem como foco principal o respeito pelos ingredientes Brasileiros e suas receitas. Elaborados sem gorduras hidrogenadas, gorduras trans e aditivos químicos, todos os doces são produzidos com o que há de melhor em matérias primas frescas. Além disso, produz as sobremesas para algumas das empresas de gastronomia de maior sucesso do Brasil, como: Grupo Fogo de Chão, Nespresso, Vento Haragano, Giuliana flores, Barbacoa, Casa Santa, dentre muitos outros. Flavio Federico é reconhecido por revolucionar a arte de fazer sobremesas criativas e sublimes, além de contribuir com amor, paixão e dedicação para uma confeitaria Brasileira melhor, mais forte e mais respeitada. O fato de ter sido o primeiro confeiteiro brasileiro a estudar profundamente, trabalhar, dar valor e respeitar os ingredientes e receitas genuinamente brasileiros o tornou, nesses mais de 16 anos de dedicação, a principal referência internacional para a nossa confeitaria.

17


Shanti & Li

Shanti & Li - conceito Os fundadores da Shanti & Li foram meus pais, Lisa e Cristóvão chaves, conceito de bolos orgânicos na empresa está relacionado principalmente à orientação de vida em nossa casa, de respeito em relação ao planeta, à natureza, e a todos os que participam do processo de produção e comercialização daquilo que consumismo, uma busca por uma vida mais equilibrada tanto quanto ao que recebemos quanto ao que oferecemos ao planeta. Isso também acontece dentro da nossa cozinha, onde fazemos cada bolo artesanalmente. Tudo isso junto garante a textura, o sabor e a qualidade do nosso produto. Ao longo desse nosso primeiro ano o que percebemos é que as pessoas não esperam encontrar coisas gostosas quando trata-se de orgânicos, elas tendem a pensar que são produtos naturalista, feitos com farinha integral , questionam se nossos bolos confeitados também são orgânicos ou se levam ovo e leite. É essa visão do orgânico que nos gostaríamos de mudar, mostrar que ser orgânico não tem nada a ver com ser vegan ou gostar de verdura. Ser orgânico não significa abrir dos pequenos prazeres da vida, mas sim vive-los de maneira consciente. Nossos bolos não deixam nada a desejar em relação aos bolos convencionais. Nosso brigadeiro é 100% orgânico, feito com cacau e doce de leite e tem gosto de brigadeiro como deveria ser. Muito pelo contrário do que se pode pensar, nossos bolos são ainda mais saborosos do que muitos bolos comercializados por ai, e por serem artesanais não são enjoativos. Nossa loja oferece bolos para café, tais como: maça com castanha do para e uvas-passa, laranja,

18 - Confeitaria Brasil

fubá com goiabada, mandioca, entre outros; e bolos confeitados, tais como: bolo de brigadeiro, castanha do Pará com doce de leite, abacaxi com coco, abacaxi com pimenta rosa, chocolate trufado, etc. Temos no cardápio 25 variedade de bolos, sendo 14 para café e 11 recheados. Atualmente os maiores sucessos da casa são: o bolo de maça, castanha do Pará e uva passas e o bolo de mandioca com coco, dentre os de café e o bolo de bem casado e o bolo de castanha do Pará com doce de leite dentre os recheados.


Dona Zinha

20 - Confeitaria Brasil


Bendito Quindim

Bendito Quindim - variedade Fundado por : Cátia Farias Fantone, RicardoWagner Fantone, Lucas Farias Fantone e Cauê Farias Fantone PRODUTO ‘’CARRO CHEFE’’ : Quindins Gourmet’s.  Curiosidade: Nossos quindins são feitos em diferentes versões. À partir da base tradicional acrescentamos diversos sabores como por exemplo, chocolate belga, coco queimado, pistache, damasco, framboesa, maracujá, nozes entre outros. História da empresa: Movidos por uma forte crise financeira, Cátia Farias e sua família, Ricardo (marido), Cauê (filho) e Lucas (filho), transformaram a dificuldade em oportunidade, arregaçaram as mangas e deram início ao projeto “Bendito Quindim”. A ideia de poder oferecer ao público um doce tão tradicional, mas em versões exclusivas surgiu durante a turbulenta fase que a família enfrentou.Amadureceu e começou a ganhar forma em meados do ano de 2010, após encontrarem o ponto onde hoje está localizado o Bendito Quindim, no bairro do Tatuapé. Foram nove meses de reforma no salãozinho de 17 m², onde durante quatro décadas funcionou a saudosa quitanda da Dona Ana, que no auge dos seus 80 anos ainda vive ao lado de onde vendeu suas frutas e verduras, também com a ajuda dos filhos e marido. Na fachada, foram restauradas as charmosas e nostálgicas pastilhinhas azuis claras, ali fixadas na década de 70.

Logo ao entrar, a irresistível vitrine amarela prende o olhar de quem se entrega ao praze r que um simples quindim pode causar e aí fica difícil decidir qual dos 16 sabores provar. -Tradicional  - Café  - Amareto  - Pistache, Abacaxi, Morango,  Chocolate belga (Callebaut)  - Framboesa,  Coco queimado, Damasco,  Nozes, Maracujá, Amarena - Passas ao Rum - Banana - Avelã Pouco a pouco a notícia da família que superou suas dificuldades através de muito trabalho e dedicação se espalhou e o Bendito Quindim tomou conta das telinhas, revistas, jornais, sites e até rádios.

A magia mora na parte de dentro, com azulejos portugueses e balcões de madeiras de demolição, a atmosfera da “terrinha” toma conta do espaço.

21


Di Cunto Donato Di Cunto primogênito e órfão de pai desde os 14 anos de idade, imigrou aos 17 anos em 1878. Embarcou em Nápoles com destino a Montevidéu, onde sua mãe tinha parentes. Como era analfabeto, recebeu a orientação de desembarcar no terceiro porto contado após a travessia do Atlântico: Rio de Janeiro (1º), Santos (2º) e Montevidéu (3º). Um imprevisto o confundiu: considerou o porto de Santos como a terceira parada, e desembarcou. Apesar de jovem, trazia consigo o espírito indômito do imigrante que não tem caminho de volta: isso fez com que fosse se adaptando às circunstancias e ao novo ambiente. Em 1900 já com 2 filhos, retornou para a Itália. Em 1934, mortos os pais, os filhos que sucederam numa Carpintaria, decidiram, por iniciativa de Vicente, que era recém casado, imigrar para o Brasil, seguindo a orientação do falecido pai, com a firme determinação de reabrirem a antiga padaria por ele fundada em 1896. Aqui chegando, os irmãos, com 2 irmãs, vieram se juntar ao irmão Carlos, renomado médico, formado na Itália, que aqui chegara em 1928, e a irmã Michelina e ao irmão Lorenzo que já tinham vindo para cá um ano antes. Lorenzo, carpinteiro prático que era, tinha como tarefa colocar a casa que estava abandonada a anos em condições de habitação, e de abrigar um ponto para venda de pães, com reabertura da antiga padaria fundada pelo pai, Donato Di Cunto. Após rápidas adaptações, no dia 14 de março de 1935, os irmãos Di Cunto: Vicente, Lorenzo, Roberto e Alfredo reacenderam o forno restaurado, iniciando-se, assim, na atividade de Padeiros. Em 1936, ainda em modestas instalações, com muita dedicação e esmero, os irmãos Di Cunto conseguiam obter um produto final de bom nível, compatível com o dos mais qualificados

22 - Confeitaria Brasil

concorrentes. Em 1938 conseguiram reformar e ampliar o antigo espaco de manipulação, além de terem modernizado o antigo forno, que teve sua capacidade aumentada. A partir de 1939 começaram com a produção do Panettone. Em 1941 inauguraram modernas instalações que incluíam 2 novos fornos. O período de 1942 a 1948 foi muito difícil, em razão dos sérios problemas trazidos pelos anos de guerra. Em 1957, a empresa abriu uma loja em imóvel próprio na Rua Augusta, com bastante sucesso. E em 1961, passou o ponto, a fim de concentrar os investimentos na loja Matriz, com nova ampliação. Em uma área de 5.000 m2 e na moderna filial no bairro do Tatuapé, a Di Cunto atende a milhares de clientes, nas especialidades de panificação, confeitaria, rotisserie, biscoitaria, massas frescas e recheadas. Todos os 4 irmãos fundadores são falecidos; à frente dos negócios estão: Reinaldo, herdeiro de Roberto, Marco Alfredo e Antonio Carlos, herdeiros de Lorenzo e Paula herdeira de Alfredo que conduzem a casa com o mesmo empenho e dedicação dos fundadores, confiantes como Donato Di Cunto.


Eti Mariqueti

Com receitas próprias, adaptadas e com uma maneira única de preparar, levamos ao público o gostinho original caseiro criando um sabor impecável junto ao paladar. Em Belém desde 2004 a Eti Mariqueti, construída pelas sócias Mariucha Morgado e Eliete do Socorro, é uma doceria que prima a qualidade dos ingredientes utilizados na criação das receitas saborosas. A dedicação no modo do preparo para um resultado de sabor caseiro, o treinamento constante das novas cozinheiras, e a pesquisa de receitas de sucesso por todo Brasil que podem ser adaptadas ao paladar e ingredientes da região, fazem desta doceira um lugar único, autêntico e cheio de sabor. As encomendas são um dos pontos fortes da Eti, nos finais de semana, a clientela se aglomera para retirar as encomendas. O campeão de vendas é o bolo que leva o nome do lugar e que ganhou recheio de casadinho e brigadeiro. Para fazer um lanche rápido, na melhor do que o clima de casa da vovó, com mesas e cadeiras coloridas.

24 - Confeitaria Brasil

Dois produtos caíram no gosto da clientela: a fatia de bolo recheada de castanha-do-pará e brigadeiro e o sanduíche de berinjela com peito e queijo cuia. Curiosidade: Os lustres usados nas lojas foram confeccionados com latas de ingredientes e garrafas de refrigerante, conforme projeto da arquiteta Paula Azevedo. As paredes e mesas coloridas da loja matriz deixam o clima descontraído. No cardápio foi incluso o bolo língua de mulata: receita portuguesa adaptada para o regional, com o uso de cupuaçu e castanha-do-pará no recheio.


Lá da Venda

Lá da Venda - um armazém O Lá da Venda é um armazém cheio de coisas penduradas e espalhadas por toda a parte mais um delicioso restaurante com comidas caseiras. Você pode degustar pratos saborosos e leválos para a casa, como os bolos, as tortas e o premiadíssimo pão de queijo. Entre secos, molhados e afins, tem de tudo um pouco para abastecer a casa e a família, da panela à toalha, do café ao picolé, do brinquedo ao sabonete, das peças de cerâmica e de ferro às guloseimas divinas que saem da sua cozinha. O conceito do Lá da Venda não é ser apenas uma loja de artesanato, mas, sim um lugar que vende peças feitas de forma artesanal e muitas vezes únicas. São centenas de itens diferentes, todos preparados com matéria prima de qualidade, vários deles 100% orgânicos e sustentáveis. Tudo lindo, bom e tentador. Muitos dos objetos são superúteis e imprescindíveis no dia a dia, outros nem tanto, mas todos deixam a vida mais alegre e bonita. Por volta do meio-dia, basta escolher uma mesa e pedir um dos pratos. Todos são de dar água na boca e têm aquele ar rústico e chique que a Helô tanto gosta. O cardápio apresenta opções de pratos quentes com carne, ave, peixe e um vegetariano, uma salada ou uma sopa. De entradinha, o pastel caipira, o mimo da casa. Para o lanche da tarde, um café com bolo e biscoitos crocantes. Se estiver calor, os picolés e sorvetes preparados diariamente com leite e frutas da estação são delícias dos deuses. Para o happy hour, petiscos e os vinhos franceses de pequenos produtores. As cervejas que acompanham as porções também são artesanais assim como as cachaças.

O Lá da Venda é uma a ode ao viver bem, de maneira simples e sustentável; é encher os olhos com as peças lindas espalhadas pelo armazém e se deliciar com os sabores aprazíveis, elaborados pela Helô, uma mestra da culinária brasileira. A Helô é aquela pessoa que não se cansa de inventar moda, de ler, pesquisar, pensar, escrever muito e preparar receitas, gosta de comida gostosa, cheia de sentimentos, e faz tudo com muito carinho e dedicação. Possui o Le Grand Diplôme de Cuisine e de Pâtisserie da escola Le Cordon Bleu, de Paris, 1995; foi uma das fundadoras da escola Atelier Gourmand, onde por vários anos deu aulas apetitosas; e escreveu os livros Cozinhando para amigos, 2005 (Cooking for Friends, 2008, nos países de língua inglesa), Cozinhando para Amigos II - entre panelas e tigelas, a aventura continua, 2008; Bacalhau – receitas e história – das águas geladas às caçarolas, 2009; Chocolate todo dia – 119 receitas para todo mundo se derreter, ainda para 2010, todos pela editora DBA e fotografados por Romulo Fialdini). Dos seus livros, saem muitas das receitas preparadas na cozinha da Lá da Venda. Mas ela não fica só na cozinha. Na verdade, a Helô também adora coisas para a casa e para cozinha, começou a colecionar objetos antigos quando tinha uns 13 anos e neles se inspira para produzir muitas das coisas que aparecem nas prateleiras da Lá da Venda. No Lá da Venda tem de tudo um pouco nos mais de 2.500 produtos.

25


Abelhuda

Abelhuda - tradição Segue imbatível a doceria comandada por Jacqueline Barros, colecionadora de vitórias sucessivas em VEJA BELÉM “Comer & Beber” desde 2006. A hegemonia na categoria é mantida graças à dedicação dessa confeiteira, que ainda menina aprendeu com a mãe, Inês, os truques da elaboração de biscoitos, bolos e tortas. Quando a loja foi aberta em 1994, Jacqueline acordava de madrugada para preparar as delícias que seriam vendidas a partir do fim da tarde, em um espaço improvisado na garagem da sua residência. Com o tempo, outros cômodos da casa foram sendo ocupados, bem como os terrenos vizinhos. Hoje, além da matriz que acomoda mais de 100 pessoas num salão corde-rosa cheio de charme, há outros quatro pontos de venda da marca na cidade, todos abastecidos por uma central de produção onde trabalham 35 funcionários. São novidades os bombons recheados de cupuaçu, castanha-do-pará, Ovomaltine e queijo com goiabada. Com massa rica em especiarias, o pão de mel em pedaços ou caixa com cinco unidades na versão míni. Parte da clientela, no entanto, prefere sabores mais tradicionais, como o do pão de rosa, que há anos faz a fama do lugar. Também de preparo artesanal, a massa montada em gomos que imitam flores recebe, depois de assada, uma calda quente de leite condensado (porção com três rosas). Para beber, a casa serve cappuccino com chantili e frozen de chocolate.

26 - Confeitaria Brasil

Tem sempre uma Doceria Abelhuda perto de você! Se é um apaixonado por doces e salgados ou deseja presentear alguém de uma forma especial, encontre uma Abelhuda mais próxima, são 5 lojas espalhadas pela cidade. Encontre sua Doceria Abelhuda.


Empório Brownie

A história do Empório do Brownie começou informalmente, a partir de uma receita caseira que a Mila Ary oferecia para os amigos. O segredo (dito para todos) vem da inspiração por uma antiga receita da sua mãe. Mila começou a assar brownies em casa e vendo o potencial passou a vender à família e aos amigos. Formada em Administração de Empresas, uniu o útil ao agradável, transformando o hobby em profissão. Os “brownies da Mila” cada vez mais cobiçados, virou um negócio crescente. Com o crescimento da atividade, em 2010 foi inaugurada a segunda loja da Empório Brownie. O passo seguinte foi a inauguração da “sede”, a fabrica, de onde saem os produtos para abastecer as lojas. Recebeu a distinção do júri de Veja Fortaleza “Comer & Beber” duas vezes, consecutivas. Um dos prêmios foi conquistado com um cupcake que virou febre entre os apreciados desse tipo de produto, a versão de canela e chocolate ao leite.

28 - Confeitaria Brasil


Des Arts

Chocolat des Arts - Uma experiência para os sentidos  O ambiente remete aos cafés de Paris, com um toque contemporâneo. São dois espaços distintos. Na entrada a chocolateria com uma infinidade de produtos dos mais variados sabores e cores e ao fundo o café, que traz no cardápio chocolates quentes, cafés Nespresso, frapês e os chás chineses que florescem (blossom teas), além de uma seleção de livros e revistas. Os chocolates são artesanais confeccionados em delicadas formas e cores que mais parecem pequenas obras de arte. Feitos com matéria prima de alta qualidade oriundos da Bélgica e da França Callebaut e Valrhona -, chocolates de primeira linha na gastronomia que oferecem textura cremosa, ausência de aromatizantes e conservantes artificiais e a seleção de cacau das melhores plantações do mundo, além do brasileiro Amma produzido de maneira orgânica, com grãos de cacau de fazendas no sul da Bahia.

Em abril de 2013 a Chocolat Des Arts inaugurou sua segunda loja. Em parceria com o Grand Hyatt Hotel em São Paulo, a nova loja passa a oferecer produtos gourmet para hóspedes e empresas clientes do hotel. São produtos de qualidade e com ingredientes brasileiros para consumir e presentear. DECORADOS E DELICIOSOS Como o próprio nome evoca, a Chocolat des Arts é uma chocolaterie que utiliza elementos da arte para atiçar os sentidos. A disposição dos chocolates acompanha movimentos artísticos que foram pesquisados detalhadamente pela proprietária.

A arte é traduzida em toda a loja; desde sua arquitetura, suas embalagens, os produtos com sabores e aromas inusitados evocando a arte da gastronomia fina, até os displays que colocam os produtos e suas texturas abundantemente à vista e ao toque do cliente. A proposta da Chocolat Des Arts além do primor no sabor de seus produtos, decoração e ambiente, é proporcionar aos clientes um maior contato com o cacau e suas diferentes nuances que produzem os grand crus ou DOC (De Origem Controlada) chocolates de origem que dependendo da região de onde vem o cacau, o chocolate apresenta notas

29


Le Delice

La Délice, doces especiais é uma empresa jovem, porém sua proprietária trabalha com doces desde 2006 e faz doces praticamente desde criança. Sua paixão por alimentos a fez estudar Engenharia de Alimentos e, após alguns meses de experiência na Dulca, decidiu buscar uma formação mais sóldia em confeitaria na França. A empresa que foca seus esforços para oferecer doces de qualidade, personalizados e sabor inigualável. O carro chefe são os chocolates belgas e macarons, receitas trazidas da França e adaptadas ao paladar brasileiro. Porem não deixa de lado outros docinhos de origem brasileira como o tradicional brigadeiro e outros da nossa cultura. Com pedidos apenas sob encomenda, agenda degustação com hora marcada e atendimento individual. Tem como missão, oferecer doces de qualidade, com confiabilidade e simpatia. Através de um atendimento personalizado, buscando atingir as necessidades dos clientes, oferecendo soluções criativas e cumprimento dos prazos de entrega além de buscar sempre o aprimoramento, inovações, tendências para que cada pedido seja especial e garantia de sucesso.

30 - Confeitaria Brasil


Chuvisco

Chuvisco - criatividade A Confeitaria Chuvisco iniciou suas atividades em 1990, com uma pequena loja localizada no Centro de Florianópolis - SC, na Rua Bocaiúva. O país passava por um período conturbado na ocasião, exigindo dessa forma, muita criatividade, visão e determinação da empreendedora e fundadora da empresa, Jussara Monteiro. Tudo isso  resultou em uma empresa forte, consolidada, cuja marca é reconhecida pela qualidade em suas tortas, doces, salgados e sobremesas. Atualmente há sete unidades de loja no estado de Santa Catarina, sendo cinco delas na região da Grande Florianópolis, uma unidade no sul do Estado localizada na cidade de Tubarão e outra em Balneário Camboriú.   Curiosidades - O nome Chuvisco veio de um dos docinhos preferidos da fundadora da empresa, Jussara. É uma receita passada de geração para geração.

valorizando o processo artesanal. - As receitas da Chuvisco são exclusivas.  Carro Chefe da Empresa Dos salgados de produção própria aos cafés, entre os produtos mais vendidos na Chuvisco certamente estão as suas tortas e sobremesas de pote. São campeões de preferência: - Torta Moça Faceira (à base de chocolate ao leite e morangos frescos); - Torta Nega Lê (à base de chocolate ao leite); - Torta Gaia (massa branca com damasco); - Sobremesa Supreme de Morango (com creme de leite condensado e morangos).

- No início da Chuvisco, a própria empreendedora era quem fazia as tortas e doces, e entregava pessoalmente em domicílio. - A torta Nega Lê, à base de chocolate ao leite é uma das mais pedidas no balcão, já ultrapassou as mais de 3 toneladas de venda. - O creme de leite condensado, que recheia algumas das tortas mais pedidas na Chuvisco é produzido através de um processo exclusivo da Chuvisco, que suaviza o sabor. - A Chuvisco vende as suas tortas por peso, em vez de fatias. Além de manter muito melhor o sabor dos ingredientes e não ressecar a massa, mantém a produção das tortas como se fossem feitas em casa,

31


Baunilha Cupcake

Baunilha Cupcakes

Duas amigas, Dienefer Pucci e Sarah Alberti,  engenheiras de alimentos que uniram o conhecimento e o prazer em fazer cupcakes para oferecer uma ótima opção para Porto Alegre. O Baunilha Cupcakes é uma empresa especializada em produzir cupcakes, que fez com que os  “famosos” bolinhos norte-americanos ganhassem um delicioso sabor brasileiro. No mercado desde 2009, o Baunilha escolheu o charmoso bairro Rio Branco para abrir sua loja em Março de 2011, um encantador ambiente que remete o mundo dos cupcakes! Além dos sabores tradicionais como chocolate e baunilha, existem o cupcake integral e o cupcake de queijo. A loja também oferece cafés, chás, sodas italiana, smoothies e brownies.

32 - Confeitaria Brasil

Sarah Sampaio Alberti & Dienefer Maria Teixeira Pucci


Casa dos Doces

Casa dos Doces - lado doce Tudo começou em 2000. Nós tínhamos a idéia de implantar uma empresa ligada a alimentos, isto porque Cristiane, sócia da empresa, tem um dom de cozinhar. A princípio planejávamos iniciar nossa atuação no ramo de alimentos congelados. Em função disso, registramos a empresa com a razão social JC CONGELADOS LTDA, inspirada na junção das letras iniciais dos nossos nomes Jamisson e Cristiane. Mas, antes mesmo de iniciarmos nossas atividades em congelados, percebemos que havia um enorme espaço a ser explorado no ramo de Tortas, Doces e Salgados. Agimos rápido e mudamos nossos planos. Mergulhamos em cursos, treinamentos e especializações direcionados para esta área. Buscamos suporte de uma consultoria para orientarmos na escolha do nome fantasia para posteriormente registrar a logomarca no órgão competente e escolhemos “Casa dos Doces” como nome fantasia da nossa empresa. Com a empresa regularizada, todos os treinamentos realizados, instalamos a empresa na Rua Bela Vista, 322, no bairro de Casa Amarela onde, a partir de 08 de maio de 2001, começou a funcionar a nossa loja como também a fabricação de nossos produtos. Percebemos logo que a troca foi acertada. A receptividade aos nossos produtos aumentava a cada dia.

Boa Viagem na Rua Amazonas, 346 e em agosto de 2010 transferimos a unidade de Casa Amarela para Estrada do Arraial para o nº 3.692 e em 2009, anexo à loja de casa amarela, inauguramos um espaço de festa, “Espaço Casa dos Doces”. Atualmente, a Casa dos Doces conta com três unidades de atendimento, uma em Casa Amarela e outras duas em Boa Viagem. Contamos também com um espaço festa, anexo ao estabelecimento de casa amarela. A empresa é administrada por Jamisson, responsável pelo setor administrativo e financeiro e Cristiane pelo setor de produção e gerenciamento das lojas e do espaço de festa. Eis o que é a nossa empresa, a Casa dos Doces: Uma empresa familiar, que com seriedade, respeito e muito empenho, procura trazer a todos os dias para seus clientes bolos, tortas, doces e salgados de ótima qualidade para que você “Experimente o lado doce da vida!”

Com o crescimento da empresa, em setembro de 2003 separamos a fábrica da loja, passando a atender aos nossos clientes em novo endereço, Estrada do Arraial, 3.666 - Casa Amarela - Recife - PE. Quase um ano depois, em abril de 2004, após uma exaustiva busca por imóveis na região, inaugurávamos mais uma unidade da Casa dos Doces, em Piedade, transferida algum tempo depois para o Bairro de

33


Armazém Ana Paula

Armazém Ana Paula - especialização A chef Ana Paula Moutinho, que traz no currículo experiências como especialização em pâtisserie e chocolate na DCT University Center na Suíça e trabalhos em renomadas confeitarias do continente europeu - como a Speck, na Suíça, e a Arnauld Larher, em Paris - inaugura em Moema o Armazém Ana Paula Moutinho. O aumento da demanda de produtos para festas fez com que Ana Paula criasse um espaço para ampliar e aproximar a clientela de doces finos ao seu trabalho. Além dos produtos já tradicionais produzidos para eventos importantes da cidade, o atelier disponibilizará também ao público linhas de produtos de parceiros, como congelados e rotisserie da Neka Gastronomias, além de Juliettes, pratos da culinária francesa em porcelanas individuais. Para quem quiser ousar um pouco mais em pequenos eventos em casa, o Armazém comercializará também travessas, boleiras e outros pratos e utensílios decorativos.

34 - Confeitaria Brasil


Madame Formiga

Madame Formiga - amado brigadeiro O brigadeiro, receita tradicional que nos remete à infância e a momentos felizes, chega através do ateliê Madame Formiga com uma nova formulação, desenvolvido com blends dos mais puros e nobres chocolates, unindo o sabor inesquecível com o toque refinado da alta gastronomia. Além dos deliciosos brigadeiros, o ateliê Madame Formiga também conta com outros produtos, todos claro, envolvendo o amado brigadeiro, deixando os clientes na maior dúvida na hora de escolher o que degustar. Um dos grandes diferenciais do ateliê Madame Formiga é o serviço “Brigadeiro no Tacho”. Muito utilizado em eventos, casamentos e os mais diversos tipos de festas.  No meio da festa, surge um carrinho, com uma panela cheia de brigadeiro e seus convidados podem degustar o doce de colher, como se estivesse em casa. O serviço exclusivo Madame Formiga e inédito no Brasil vem fazendo muito sucesso. Mas além dos mais de 40 sabores de brigadeiros, venda de bolos e mini-bolos sob encomenda e, diversas sobremesas com brigadeiros como: tapioca, churros, waffle e brigadeiro de colher. A Madame Formiga possui ateliê no badalado bairro Cambuí, em Campinas. Lá os clientes podem degustar diariamente o docinho. Ambiente confortável, com lugares para sentar e café ou cappuccino para acompanhar. O Atelier fundado e comandado por Isabela Ferracini foi eleito a melhor Doceria de Campinas pela Veja Comer & Beber 2012/2013.

36 - Confeitaria Brasil


Curso de Gastronomia Mackenzie

o curso de gastronomia. Esse curso foi planejado desde o ano passado, elaborado o seu projeto pedagógico, e foi efetivamente implantado no primeiro semestre de 2013. CONFEITARIA BRASIL: Qual vai ser o trabalho do curso de gastronomia para o mundo Food Service? ANA CAROLINA: É muito importante sempre enfatizarmos que as pessoas têm a ideia de que o curso de gastronomia é um curso de culinária, mas na verdade o curso de gastronomia é um curso de gestão de negócios de alimentação e bebidas. O enfoque do curso é instrumentalizar os alunos para a parte operacional. Obviamente, ensiná-los todo o preparo, as técnicas gastronômicas, mas também dar subsídios para esse aluno ser um treinador na área de alimentos e bebidas. Uma parte do curso tem esse objetivo de formar o aluno na área administrativa, na questão operacional e na administração de pessoas. CONFEITARIA BRASIL: A Max Foods Editora , tem varias revistas especializadas ( revistas Panificação Brasileira, Confeitaria Brasil e o Food Service, por exemplo). Qual a importância que você vê em revistas voltadas para esses setores? E o que estas deveriam apresentar?

Profa. Dra. ANA CAROLINA A. C. PATERNEZ – Coordenadora do Curso de Tecnologia em Gastronomia do Mackenzie

REVISTA CONFEITARIA BRASIL: Como iniciou e qual a sua participação na montagem do Curso de Gastronomia do Mackenzie? ANA CAROLINA A. C. PATERNEZ: Eu estou no Mackenzie há alguns anos, vinculada ao Curso de Nutrição. No ano passado, a reitoria da universidade teve a iniciativa de implantar um Curso de Gastronomia. Considerando que eu tenho afinidade com a área, apesar de ser nutricionista, sempre ministrei disciplinas que estão relacionadas a preparo de alimentos, a gastronomia aplicada à nutrição, então veio o convite para eu coordenar

ANA CAROLINA: É extremamente importante ter revistas especializadas. É uma forma de se ter contato com as inovações do setor e com as novidades. Especialmente um aluno de gastronomia precisa estar atualizado, ter ideia de quais são os caminhos da gastronomia, quais são as tendências, para que ele possa pensar como um empreendedor na área. Acredito que qualquer publicação que seja voltada para esse público é extremamente interessante. Do outro lado também, para aquelas pessoas que já são donas de algum negócio na área de alimentação e que ainda não tenham essa formação específica, é um outro caminho de mostrar que o conhecimento, a informação, são essenciais para o sucesso dos recursos.


Prêmio Confeitaria - Tradição  Nosso conselho editorial considerou como critérios de premiação - tempo de existência e manutenção ou preservação das características históricas. A tradicional confeitaria Colombo, do Rio de Janeiro, recebeu essa merecida premiação, sendo destaque especial no evento.

38 - Confeitaria Brasil


39


40 - Confeitaria Brasil


41


42 - Confeitaria Brasil


Sucesso !!!

Prêmio 100 Melhores Confeitarias do Brasil

APRESENTA: Prêmio 100 Melhores Confeitarias do Nordeste Promoção

Realização

Um evento de reconhecimento e valorização das empresas, empresários e profissionais do setor de confeitaria. NOVEMBRO 2013 RECIFE - PERNAMBUCO


Confeitaria Brasil Ed. 14