Page 1

Amabile Maria Argenta

Poesias


Diagramação Luciane Mormello Gohl Impressão Gráfica e Editora Kaygangue Ltda. Capa Alexandre de Macedo Argenta


Amabile. Amável. Amor.

Acho que poucas vezes alguém combinou tanto com seu nome. Nossa mãe é a personificação da amabilidade e carrega o amor consigo em cada minuto da vida, distribuindo-o a todos que tiveram a felicidade de conhecê-la, de conviver com ela.

Podemos lembrar dela triste, porque sua vida também teve, como qualquer pessoa, momentos difíceis. Mas é fácil lembrar também que, além da força inesgotável para superar qualquer dificuldade, continuou a ser sempre a Amabile, Amável, Amor que temos o enorme privilégio de ter como mãe, sogra, avó, bisavó. Agora temos a felicidade de tornar suas poesias um livro. Estamos eternizando e tornando conhecido seu trabalho silencioso e solitário, que trata acima de tudo do Amor, da saudade de quem se foi muito cedo, da necessidade de preencher vazios deixados pela vida com novos destinatários, mesmo que anônimos, deste sentimento que é uma extensão de seu nome. nom Amabile, Amável, Amor.

Com amor, orgulho e gratidão. De seus filhos, netos, bisnetos e noras.


500Anos Anosdo doBrasil Brasil 500 Porto Seguro, Santa Cruz de Cabrália 500 anos de história Terra á vista gritaram, as caravelas atracaram Em 1500 Pedro Álvares Cabral chegou Uma cruz no chão se plantou Frei Henrique de Coimbra a primeira missa rezou Os índios e negros assistiram sem nada entender Sermões sem fim, desbravadores na mata se embrenharam e os imigrantes chegaram Ai se formou uma imensa nação O império de Dom Pedro II, e o da Princesa Isabel Que criou a Lei Áurea e os escravos libertou As margens do Ipiranga independência ou morte o grito ressoou Brasões e Barões, muitos mudaram 500 anos de Brasil, berço esplêndido Pátria amada, idolatrada feita de encantos mil Verdes matas, amarelo ouro, o céu azul anil No seu branco ordem e progresso As estrelas que brilham, os Estados formaram Nossa bandeira desfraldada Por todos os brasileiros respeitada Querido símbolo da terra, da amada terra do Brasil.

7


Natureza AANatureza O céu azul, o por do sol, flores perfumadas Montanhas a cachoeiras, o rio com correnteza As borboletas, com asas matizadas Como é linda a natureza Árvores frondosas Com seus frutos e sua beleza Sinto o perfume das rosas Como é linda a natureza Os pássaros fazendo seus ninhos Num ramo, com firmeza Estradas seguindo seus caminhos Como é linda a natureza Lagos, verdes campos Livros brancos, que pureza A capela, com muitos santos Como é linda a natureza Paisagens, o arco íris muito bonito Deus criou esta riqueza Tudo por ele é infinito Como é linda a natureza.

8


pazvou voubuscar buscar AApaz Na longa estrada da vida Caminhos as vezes cheios de espinhos Na verdade da montanha, perto estou Olho para o alto Céu azul me eleva a alma Olho para baixo, abismo Escuridão, sinto solidão Procuro me manter calma Sigo meu destino Vejo flores multicores no meu caminho Meu mundo enfeitar Continuo a caminhar Passo a passo lentamente Num cenário de beleza A paz eu vou buscar No infinito do meu ser, que tanto necessito

9


paz AApaz Passos largos, insertos Aventura? talvez Mente inquieta, coração batendo forte Estou indo Cercada de flores, pássaros voando Crianças sorrindo Pés descalços, corpo esbelto Alma exultando de alegria Escuto vozes Siga, olhe, pare e pense Uma montanha vou escalar Vou te encontrar La no alto contemplo belezas do criador Perto do céu azul, a brisa me acaricia Semblante sereno repleto de felicidade Cantarei hino de louvor Cheguei neste lugar encontrei a paz A tranquilidade que tanto precisava.

10


violência AAviolência A violência vem Do desespero contraído Da vida desgraçada Que ele tem De uma infância Com muito sofrimento Nada mais importa Revolta, no seu pensamento Não tem mais consciência Agora na adolescência Até que alguém vai ajudar A não praticar mais a violência

11


Adelina Adelina Transcendente de luz Estrelinhas a brilhar Sobre o teu olhar Cheio de plenitude, e de paz Existe no teu olhar Paz de espírito, e muito amor És divina, criada por Deus Perfeita como uma flor Teu nome ADELINA Te foi dado quando menina És a mulher mais linda que já vi Obrigada mamãe Porque é de você que eu nasci

12


Adelina Adelina Transcendente de luz Estrelinhas a brilhar Sobre o teu olhar Cheio de plenitude, e de paz Existe no teu olhar Paz de espírito, e muito amor És divina, criada por Deus Perfeita como uma flor Teu nome ADELINA Te foi dado quando menina És a mulher mais linda que já vi Obrigada mamãe Porque é de você que eu nasci

13


DuasVidas Vidas Duas Aquela senhora idosa Cabelos prateados A meditar silenciosa Recorda vivencias passadas Num banco do jardim descansa Á sombra da árvore antiga Á ela confia suas lembranças Como companheira e amiga Cresceram juntas. A plantinha cresceu árvore frondosa E a frágil menininha Tornou-se mulher formosa A árvore por natureza Produziu frutos e flores E a mulher, na sua nobreza Gerou filhos, seus amores O tempo foi passando lento Em sua natural trajetória Registrando cada momento Cada alegria, fracasso e vitória A senhora sorri ternamente E diz para a árvore em flor Ontem plantamos boas sementes Hoje colhemos os frutos do amor

14


impossívelchegar chegar ÉÉimpossível Embarque, euforia eu sentia Partida na condução, que emoção Rumo a um lugar, vai começar A viagem, com suas curvas e descidas Fortes subidas Cidades e lugarejos passei, muitos contei Afinal onde estou indo? Estou me decidindo Por mais que eu pense e repense É muito longe este lugar É impossível chegar Neste lindo sonho eu ia, chegar eu queria É longe, não vou conseguir Da viagem vou desistir Naquele lugar, existe alguém Fica no além É impossível chegar, vou triste ficar.

15


Gruposunidos unidos Grupos Uma nova vida vamos ter Anos dourados sempre teremos Nossos corações vão renascer Alegria de viver sentiremos Nossos encontros são uma beleza Nossas dores aquietamos Unidos para sempre sempre Esqueceremos nossas tristezas Grupos unidos com alegria sem fim O coração batendo forte contamos e a Deus louvamos O amor está em nosso coração Vossa mente se mantem viva Sempre unidos nos dando a mão Até o fim da nossa vida.

16


Liberdade Liberdade Liberdade! Palavra solta Que se começa viver Sonhar, amar, cantar Tudo é lindo de se ver Liberdade! É quando quer Ter direitos iguais Quando esta triste Quer um carinho ter Gostar de tudo enfim Ter a vida que merece Aproveitar, fazer o que gosta Liberdade! É assim Respeitar seus sentimentos O seu medo de pensar Ter liberdade de ser feliz Sempre, em qualquer lugar.

17


Mãe Mãe Mãe você me deu a vida Nasci e ao teu lado cresci Meus primeiros passos eu dei Te chamar de mãe eu aprendi Teu cuidado era tanto No teu colinho me refugiou Medo não mais senti Mãe que deu muito carinho e amor És minha razão de viver No meu lar e em qualquer cantinho Vou sempre te amar e suas mãos beijar Mãos suaves é que me levam para o bom caminho Obrigada mãe, nunca vou te deixar sozinha.

18


Maravilhas Maravilhas Nossa terra no universo Destruída depredada Sua beleza é inverso Que tristeza Quando o mundo Deus criou, maravilhas A vida, o ser humano para habitar e procriar Avezinhas voando, com seu canto para alegrar Colinas, verdes campos Flores multicores Como teto de dia, céu azul O sol raiando À noite, estrelas cintilando A lua, nossos sonhos iluminando O amor é tão belo, tão sublime Fortifica e enobrece nossa alma Eu e você, caminhando com serenidade e calma Paz e harmonia Faz parte do dia a dia Louvemos, ao Deus que é nosso criador.

19


Meumundo mundo Meu Meu mundo, universo De caminhos diversos, insertos As vezes cheios de espinhos Com seres mesquinhos Consolar a todos eu queria Evitar tanto mal Falta de amor Um coração ressentido As vezes sofrido Criaturas sem fé A estrada que te conduz Segue, teu caminho é Jesus.

20


Meusfilhos filhos Meus Com os cabelinhos pretos nasceu Wilson é o meu primeiro filho Com muito amor te esperava Tanta alegria nos deu Chegou ao nosso lar Ilson um forte menino Nós vamos te cuidar E te dar muito carinho Porque alegria maior Vânia uma linda menina Vou te beijar, e no berço por Nasceu tão pequenina Com olhos azuis veio Adilson mais um menino Já quis mamar no seio Vou te deixar um mimo A alegria vai continuar Edson nasceu meu filinho Vou cantar uma canção de ninar E acariciar teu corpinho Para eles vou fazer uma oração Vou dizer o que eu sinto Meus filhos que são cinco Cabem todos no meu coração.

21


Minhavida vida Minha Encantos são tantos Céu azul, da minha vida Razão do meu viver Fui caminhando, ruas paralelas Seguindo Lado a lado me encontrei Com você, sempre sorrindo Brilho do sol, luz da lua a flor mais linda Enfeitando minha vida Teu aroma, respirando Estou te amando Só você, meu céu azul Brilho do sol, a flor mais linda Aroma, amor da minha vida Vou sempre te amar.

22


Nadasei sei Nada São momentos Como tirados, do meu eu Face dilacerada Sentimentos Da minha vida, confusa e incerta Nada sei Ter ou não ter prazer Segura, insegura pensei São momentos diversos Vou lutar Valeria apena viver? Nada sei Tristeza, felicidade dor São momentos Passados sem mudar Desequilibra minha mente Será que ainda consigo amar? Nada sei Sem você meu mundo é pequeno e tão vazio Feito de recordações Fere meus sentimentos Porque sei quanto te amei E agora o que será de mim? Nada sei

23


Nãotem temmais maisvolta volta Não É chegada a noite Vai ser longa e indefinida Sonhos coisas do passado Sozinha vejo você, como uma sombra Se distanciando da minha vida Reviravolta, falta de carinho, não tem mais volta Vives num outro mundo Tua noite, não é mais noite Teus abraços, são frios sem calor Dormes um sono profundo Fui tua, agora já não sou Não tem mais volta, tudo, tudo acabou

24


mar OOmar O mar, a areia, a praia O sol que endoidece Teu corpo vai bronzear Sente prazer, te envaidecer Antes que a tarde caia Feito sereia entra no mar As ondas, a te envolver E o teu corpo balançar Sentindo muito prazer Quando na areia deitar Olha para o mar, as ondas o céu Límpido, mandando o sol Com seus raios muito calor Lá longe um farol Te iluminando onde for

25


pesoda daidade idade OOpeso Suas mãos trêmulas, calejadas O olhar perdido no tempo Fica calado pensando Não tem mais nada para fazer Os amigos querem distância Dizem pobre velhinho coitado Ele não sabe ler Exemplo de vida e saber Aprovou sua inteligência Com seu trabalho e honestidade Ensinou, aos jovens vencer.

26


tempopassou passou OOtempo O tempo passou O tempo que se foi O que fiz? Sonhei amei, mas te perdi Jovem, mulher, esperança A saudade vem Solidão senti Mãe amorosa, dedicada Cansada Mas muito feliz O tempo passou, cabelos brancos Sonhos deixei tantos Meu destino assim quis Olhar firme, confiante Como menina principiante Com todos meus encantos Não vi o tempo passar.

27


Olhartriste triste Olhar Veja só aquela criança Na rua, descalça e mal vestida Ainda tem uma esperança De melhorar sua vida Durante todo o dia Para comer, pede esmola Quanto frio e fome sentia Volta, carregando sua sacola Esta sempre triste Nenhum brinquedo ele tem Na sua cabecinha, só existe Vontade de chorar, mas se contem. Não tem cama para dormir No chão dormiu, sonhou Se acorda, tenta sorrir Mais com o olhar triste continua.

28


Palmasantiga antiga Palmas Campos verdejantes a beleza que se vê no horizonte desperta com o canto do sabiá Palmas nas alturas mostravas teus bravos vaqueiros recolhendo o gado na invernada é noite hora de descansar enquanto lá fora a branquinha geada a roda d´água, o moinho moendo, moendo vai, saindo a farinha misturada com o charque e a quirera Logo o rango sai Palmas antiga o povo está lembrando das cavalgadas do coreto no meio da praça das taipas de pedras amontoadas do casarão enorme, com sobrado do povo rezando na catedral, que hoje não mais existe a festa do divino, do Senhor Bom Jesus a saudade vem, chora, ninguém resiste parabéns Palmas pelos cento e vinte e dois anos de história.

29


Palmascentenária centenária Palmas Lembro de Palmas, das cavalgadas Do coreto no meio da praça Centenária, que tem muita história Habitada de gente de toda raça Tudo está na minha memoria Cercada de muitos pinheiros De campos verdejantes Os índios foram os primeiros Apareceram também os viajantes Vindo de lugares distantes Dos tropeiros tocando a tropa Varando a madrugada Recebendo pouco em troca Vida difícil e atribulada Viagem de muita espera Das festas de tradição Do divino, do bom jesus o padroeiro Rezado fazendo procissão Sem esquecer da antiga catedral Construída por esse povo pioneiro.

30


Palmasde deagora agora Palmas No alto da coxilha Está o gado pastando Vem o peão a cavalo num galope Bota de couro de uma novilha Palmas de antes, rodeando de pinheiros Casa feita de costaneira Chão batido, fogo de chão Uma corrente, para pendurar a chaleira Tiro o leite da vaquinha Soca a canjica no pilão Na hora do almoço a Deus proteção O galo canta na madrugada Amanhece é um novo dia Vida dura pega a enxada Voltam da roça de carroça Palmas de agora, cidade Passos largos, para o progresso Cento e vinte e seis anos de história Surge a faculdade para o povo aprender Que na região é um sucesso Antes a esperança, agora um futuro melhor Vamos a Deus agradecer.

31


Parasempre sempre Para Nosso ninho de amor Como o colchão o luar As estrelas como cobertor Uma musiquinha na nossa janela Com uma serenata nos despertou A felicidade tomou conta do nosso olhar Sonhos lindos dispersos na mente Quisera para sempre durar E poesia é paixão No mesmo compasso Bate forte nosso coração As estrelas e a lua podem testemunhar Faz parte de nossas vidas entrelaçadas Eu e você Vamos para sempre nos amar.

32


Pensandoem emvocês vocês Pensando Amigos da minha infância Como por um encanto passou Tão de repente Deixando para traz A saudade De nosso tempo de criança Cabecinha pura Sem maldade Aprendendo as letrinhas Brincando de roda Pulando amarelinha Como esquecer Minha mãe contando historinhas A noite ajoelhado a rezar Meu anjo da guarda me protege Agora cresci, mais continuo, pensando em vocês

33


Pétalasde derosa rosa Pétalas Folhas amareladas, manchadas Letras, apagadas pelo tempo Pelas tuas mãos rabiscadas Juventude, sonhos alimentados Sem esperança Passado lembranças tantas Tudo me fez pensar Essas letras nunca vão se apagar Estão comigo, fica a saudade Uma história para contar Que a vida consumou ade vir Na minha mente viva Nunca esquecer eu vou No meio desta carta Pétalas de rosa, secas Não mais perfumadas Foi o que restou De um amor que nunca se concretizou.

34


PoesiaeeBeleza Beleza Poesia Poesia, vejo no teu encanto Sempre, em cada momento Sorria, eleve teus cantares De alegria se enche a alma Poesia é o canto dos pássaros Compartilhar escutando Na flor o mel vai buscando Com sua altivez e beleza Poesia é a flor que não desabrocha Molhada pelo orvalho da noite São de cores multicores Deixando um perfume no ar Poesia, é a lua As estrelas a brilhar A noite vamos sonhar Com tudo que existe de belo.

35


Poetizaeueusou sou Poetiza Se hoje poetiza eu sou foi pensando no amor, na solidão, no carinho na felicidade juntando palavras, formando frases sempre rimando se isto aconteceu é bom, bom demais se abriu em mim, o lado da inspiração fazendo lindas poesias até saindo dos jornais minha cabeça funcionou, junto com a memoria pensando nas coisas fazendo histórias sendo eu quem contou fazer poesias, não precisa ser muito inteligente tudo sai sem demora, da minha mente as vezes fico indecisa, mais feliz nesta hora.

36


Quero... Quero... A noite deitar na relva Molhada de orvalho Contemplar a lua e as estrelas Quero... Acordar com o canto dos pássaros Numa sinfonia Tudo vejo, céu azul o sol Que nos aquece Quero... Que neste universo A justiça seja feita Muita paz no coração Quero... O fim das drogas Que corrompem e destroem E da violência, desgraça maior Quero... Que o homem entenda e veja O irmão com mais amor Fraternidade, solidariedade Quero... Enfim, que todos dêem as mãos Não importa raça ou cor Numa prece ao Criador Quero... Exaltar de alegria Quando isso acontecer E dizer, Obrigado Senhor

37


Sentidosda davida vida Sentidos Ouço o canto dos pássaros Que anuncia, numa sinfonia É o amanhecer De um novo dia Sinto que há encanto Neste mundo cheio de esplendor O ar que respiro, a ansiedade de ser feliz O mesmo que você, num infinito puro amor Vejo o céu azul anil, os raios do sol que aquecem A luz da lua, o brilho das estrelas Nossos sonhos acalentar Uma suave brisa de caricias Pausa sobre o mar da minha vida Protegida com teu lindo olhar Tudo vejo, num passo de magia O mundo que é feito de poesias De amor paz e alegria É Deus a criação Que fez um coração Para amar.

38


Sermãe mãe Ser Ser mãe, sublime missão Que contagia, que enobrece É ternura e magia Com suas mãos, suaves acariciam Os filhos que gerou Deu-os para o mundo Selou suas faces, com beijos No coração, um amor profundo Ser mãe, é mais que isso Braços fortes que embalam Ver do filho um sorriso De alegria se enche a alma Feita só de bondade infinita Que compreende, que resiste De uma missão tão linda Tão nobre, que é, Ser Mãe

39


SerPoetisa Poetisa Ser Se hoje poetisa eu sou Foi pensando No amor, na solidão, no carinho Na felicidade Juntando palavras, formando frases Sempre rimando Se isto aconteceu é bom É bom de mais Se abriu em mim O lado da inspiração Fazendo lindas poesias Até saindo nos jornais Minha cabeça funcionou Junto com a memória Pensando nas coisas, fazendo estórias Sendo eu quem contou Porque poetisa eu sou Fazer poesias não precisa ser muito inteligente Tudo sai sem demora Da minha mente As vezes fico indecisa Mas feliz, nesta hora.

40


Sópara paratetever ver Só Neste instante queria ser Uma andorinha e voar voar Penetrar nas nuvens no infinito Transpassar todas as barreiras Só para te ver. De qualquer maneira conseguir Ficar perto de você, só um momento Quero muitos beijos te dar Te abraçar, em teu colo sentarei Te falar do meu sofrimento Que sinto muita solidão Das noites mal dormidas Lembrança, lagrimas contidas, sentidas Que com o tempo se apagarão Vou sentir muita saudade No teu ouvido falar baixinho Que te amo de verdade Porque onde você está agora É, só teu, aquele cantinho.

41


Solidão Solidão Solidão, as vezes se sente Quando num quarto fechado Sinto falta daquele amor Que não volta prá gente Por que não está mais ao meu lado? Sozinha com muita saudade Tento dormir, mais não consigo Era meu companheiro, meu amigo Não volta mais, foi para a eternidade Solidão é viver pensando Que ele foi morar com Deus Mais sei, que lá do céu Continua sempre me amando.

42


Sorriso Sorriso Agora minha vida pressente Será que sorrir vale a pena Assim está na minha mente Ela se torna mais amena No dia a dia da gente Vejo nos teus lábios Viu sorriso, porque será Contentamento dizem os sábios Espero que um dia A felicidade virá O abraço apertado de um amigo Quando te dá um presente Você agradece comovido Com este tu lindo sorriso Feliz sempre contente

43


SurgePalmas Palmas Surge Só se ouvia o canto dos pássaros O uivar do bravo tigre A cachoeira, onde os índios se banhavam De um pedacinho de chão Surge Palmas, com esse nome batiza Foi crescendo, povoado de visitantes Os campos se tornaram pastagens Atalhos, passaram animais com cargueiros Patrões da bruaca levando vantagens Cortando matas os peões sofridos Construíram Palmas, com muito amor Sinhazinhas vestidas a rigor Dançam felizes a luz dos candeeiros Coronéis se dando o respeito Os escravos maltratavam Tudo bonito devia ser feito Assim Palmas evoluiu Hoje, cidade centenária Os pioneiros ainda guardam na memória Cento e dezenove anos de historia Se orgulham em dizer: eu nasci em Palmas

44


Terceiraidade idade Terceira Muitos sonhos se passaram Sonhos lindos que na verdade Nem sempre se realizaram Fomos crianças e jovens E agora chegamos, a terceira idade Um passado de fracassos e glorias Mas que maravilha que felicidade Ainda temos muito talento e boa memória Inteligência e muita experiência Por que chegamos, a terceira idade Somos felizes, porque estamos realizados Como pais, mães e avós, e com ansiedade De ser mais, sempre amados Como sempre fomos, e respeitados Agora chegamos, a terceira idade Tudo passou, o tempo a incerteza Continuamos com a mesma bondade Com muito amor e muita firmeza Nos orgulhamos, e falamos com sinceridade Por que chegamos, a terceira idade.

45


Teuolhar olhar Teu Olhar para quem Que é carinho e amor Sempre que tem Sabe cobrar o valor Um olhar de amigo Talvez muito desconfiado Mas sempre consigo De te dar o trocado Com um olhar malicioso Acaba se desculpando Qualquer um fica furioso Se é o que estou pensando Conheço você no olhar Se é de desprezo, não mereço Não me engane fazer pensar Porque tudo, tem seu preço Gosto quando nota Que tudo você tem Neste teu lindo olhar Que não enganas ninguém.

46


Verbosda dafelicidade felicidade Verbos procurar a felicidade Ser amada constantemente Ver o que tem a tua volta Conseguir tudo que quer Constatar realmente Ser feliz com ele é importante Conquistar seu coração Lutar por este amor Transpassar todas as barreiras Deixar intervir jamais Compreender todas as atitudes Iludir são coisas banais Entregar-me ser tua Ter certeza que vai ser sempre assim Querer que fique sempre ao meu lado Propor que não se afaste de mim Dar todo o carinho que mereça Dizer você é meu enfim

47


Vidaeeluta luta Vida Um dia fui semente Frágil e pequena Mais já estava contente De que era gente Nasci, e à medida que crescia Fui compreendendo a vida Não só prazer e alegria Mais uma longa estrada Escarpada e sofria Parti, então, para a luta Batalhei, cai, levantei Nesta labuta, sementes eu plantei Colhi frutos e flores Prazeres e dores vivenciei Vivi quimeras de primaveras Emoções e muitos verões Vivo agora meu outono E me abandono a meditar Como será meu inverno Quando o inverno chegar...

48


Profile for Renan Vieira

Boneco Livro  

Boneco Livro