Page 1

2 renan frança | renan.franca@abril.com.br

Quem faz

A rede de atacarejo Assaí

Desafio

Aumentar a produtividade dos funcionários

eficiência

tudo na palma da mão

Até o fim de 2011, os funcionários da rede de atacarejo Assaí, do Grupo Pão de Açúcar, controlavam a entrada e a saída de produtos dos estoques e das lojas com anotações num amontoado de papéis. Era comum encontrar gôndolas vazias. Funcionários perdiam tempo em tarefas irrelevantes enquanto outras, urgentes, ficavam para depois. Um sistema eletrônico hoje instalado nas 73 lojas da rede solucionou o problema. Tudo gira em torno de um aparelho similar a um smartphone, dado a cada um dos 6 500 empregados. Com o aparelhinho, eles podem trocar mensagens entre si e com a matriz sobre, por exemplo, o nível de estoque dos produtos. O aparelho também serve para monitorar o tempo de execução de tarefas. O índice de falta de mercadoria caiu de 18% para 4,5%. O tempo gasto em tarefas do dia a dia caiu de 9 para 1 hora e meia. “Agora podemos investir na expansão”, diz André Campos, diretor de TI do Assaí. Veja ao lado como funciona o modelo.

1

O poder na mão de todos

Nos corredores, se um funcionário identifica alguma falha, como uma prateleira sem produto, ele pode criar uma tarefa para si mesmo ou para um colega. Tudo é registrado no sistema. Quando termina uma tarefa, o funcionário registra no aparelho, e a informação de que ele está disponível aparece para todos.

3

prioridades definidas

O computador automaticamente prioriza trabalhos considerados mais importantes. Ajudar um cliente a achar um produto, por exemplo, é primordial. Recolher um pacote de biscoitos deixado na seção de limpeza é menos urgente. Quando um funcionário recebe missões, o sistema já organiza suas prioridades.

Todos conectados

Os 90 funcionários de cada loja estão conectados a um mesmo sistema eletrônico. Assim que a jornada de trabalho começa, cada um habilita o dispositivo com sua senha e fica disponível. Por meio do sistema, o gerente da loja distribui as tarefas. Quem está livre é convocado.

4 5

Tempo padronizado

Para cada tarefa executada, o funcionário registra no sistema o momento de início e de término. O tempo é monitorado pelo supervisor, que, em caso de atraso, vai conferir se há algum problema. A ideia é compilar dados para determinar qual é o tempo médio esperado para cada tarefa — e isso deve virar um padrão.

tarefas flexíveis

Até pouco tempo atrás, só os funcionários do caixa podiam registrar as compras dos clientes. Com o aparelho em mãos, qualquer funcionário pode fazer a leitura de todos os produtos no carrinho que está na fila e registrar o valor num cartão, entregue depois no caixa. A mudança ajudou a reduzir as filas em horários de pico. fotos: Germano Lüders

106 | www.exame.com

27 de novembro de 2013 | 107

Como fazer - tudo na palma da mão - atacarejo Assai  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you