Page 1

Compartilhar Pastoral

Online

Igreja Metodista - Regiรฃo Missionรกria do Nordeste - REMNE - Boletim Regional - XVI - No 124 - Setembro/Outubro 2013

Amor em atos concretos


Editorial Expediente Ano XVI – Nº 124 Setembro/Outubro – 2013 Compartilhar Pastoral é uma publicação bimestral da Igreja Metodista na Região Missionária do Nordeste Coordenação Regional de Ação Missionária – Coream Bispa Marisa de Freitas Ferreira, presidente Rev. Emanoel Bezerra Rev. Ivan Carlos Martins Rev. Sílvio Rocha Ana Maria Ribeiro Helder Bastos Luís Fernando Carvalho Luís Carlos da Silva Administrador da Sede Regional Marcus Vinicius Brandão Costa Departamento de Comunicação Luís Augusto Mendes Patrícia Monteiro Mendes

N

esta edição do Compartilhar Pastoral, sinais da ação social e do ardor missionário se unem em diversas ações que evidenciam uma igreja atenta às necessidades do próximo. Quem sai para anunciar o Evangelho e quem recebe a bênção de ter uma necessidade atendida compartilha os mesmos sentimentos : alegria e realização. Isso nos mostra que indiferença e injustiça não podem modelar o caráter do homem e da mulher que conhece a Cristo. Como e o que celebrar em outubro, mês das crianças? Na Palavra Pastoral, a bispa Marisa continua enfatizando as características, os sinais e as marcas do Reinado do Menino em nossa vida cotidiana. Ao resgatar a linguagem figurada de Jesus em relação à criança como um evidente sinal do poder de Deus, a bispa nos lembra que “tornar-se como criança” é uma premissa para se viver nesse “mundo de adultos/as”. Além dessas temáticas, e de destacar o fôlego de serviço e amor que brota das igrejas locais, o Compartilhar Pastoral também traz reflexões sobre a Escola Dominical e o Crescimento da Igreja. Para ficar informado/a, para se inspirar e ser edificado/a, não deixe de percorrer cada página desta edição. Leia, compartilhe e passe adiante! Patrícia Monteiro Mendes - Editora

Jornalista Responsável Patrícia Monteiro Mendes - DRT 1097 SE Editoração Eletrônica Luís Augusto Mendes - DRT 1956 PB Luan Matias Manoel Pires - Capa Colaboradores/as de Comunicação Luana Miranda Paloma Faustino Isabelle Freitas Remne na Web remne.metodista.org.br Fale com a redação do Compartilhar comunicacao@metodistanordeste.org.br (83) 9613 9734 Sede Regional Rua Desembargador Goés Cavalcante, 331 Parnamirim, Recife/PE, CEP 52060-140 Fone: (81) 3202 3050 Os artigos são de responsabilidade dos/as autores/as e não refletem necessariamente a opinião do jornal ou da Igreja Metodista.

Compartilhar Pastoral

A Vigília Nacional pelas Crianças acontece anualmente no mês de outubro nas comunidades metodistas, com objetivo de que as crianças possam sentir-se valorizadas, cuidadas e parte do corpo de Cristo. O material para realizar a Vigília já está disponível. Acesse o site da Remne e faça o download. O II Congresso Regional de Crianças da Remne está chegando e será realizado de 14 a 17 de novembro, paralelo ao Congresso de Mulheres. Vagas limitadas! Informações: Raquel Magalhães (Departamento de Crianças) queljampa@ hotmail.com ou Amparo de Freitas: amparodefreitas@hotmail.com

Set / Out 2013

1


Palavra Episcopal O REINADO DO MENINO “...observem as crianças...” – Mc 9:36-39.

1 - OBSERVANDO A PRÁTICA Nestes últimos dias tem-se noticiado fatos relativos ao governo desta nação. Observe-se apenas alguns exemplos: a)Supremo Tribunal de Justiça mantem a decisão de penalizar cidadãos/ãs envolvidos/as no escândalo do mensalão. b)Polícia Federal desbarata grupo que desviava verba para trabalhos sociais comunitários, envolvendo inclusive o senhor Paulo Pinto (assessor do Ministro Manoel Dias), que pede exoneração do cargo; c) ministério da Saúde amplia o número de médicos/as para atender a população; d) a população se organiza e vai às ruas para fazer denúncias e solicitar justiça e boas medidas por parte do poder público. Por outro lado, verificam-se também outras atitudes: a- deputados federais negam-se a cassar mandato de membro da mesma, que encontra-se preso por comprovada corrupção; b- governo dos EUA espiona segmentos diversos da nação brasileira; c- descobre-se desvio de milhões de reais em procedimentos de saúde hospitalar (até cobrança de cesariana em pessoa do gênero masculino). E quando se faz o somatório das ações coerentes para com as que não o são, o saldo é negativo ao extremo. Pessoas adultas e “responsáveis” são as gerentes de todo tipo de falcatrua e abusos de poder. 2 - ADULTOS/AS NO COMANDO Parece que assim tem sido a liderança das pessoas adultas. Gente “de bem”, revestida de autoridade, capacitada para a função, por vezes formada em renomadas academias. Mas que deliberadamente usam do poder que lhes foi dado para forjarem o mal. Faz com que se lembre do provérbio bíblico: “...há pessoas que não dormem enquanto não fazem o mal”. Será que o fato de se ser adulto/a é o que realmente garante atitudes sensatas? Pessoas adultas são referência para a ação de Deus? O que caracteriza uma pessoa realmente adulta: a idade? Ou um conjunto de valores que independem da idade?

3 - “....POIS UM MENINO OS GUIARÁ.” – Isaías Enquanto isto, no Reino de Deus, a palavra de ordem é: “...se não vos tornardes como crianças, de modo algum entrareis no Reino dos Céus” – Mt 18:3. Palavras de Jesus. De uma profundidade e de uma força profética que só mesmo o Filho de Deus teria autoridade para professá-las. No Reino de Deus uma criança guiaria todo um povo – Isaías 9:6 e Lc 2:27 a 35. Este texto é lido sempre pelo povo de Deus, porém quase nunca se percebe a inovação absoluta que Deus propõe para a função de Rei. Deus promete que enviaria uma criança e ela seria a salvação para o mundo. Porque Deus não disse que enviaria uma pessoa adulta? Ou melhor, porque Deus não enviou o Messias já adulto? Será apenas um detalhe ou haverá uma séria proposta de Deus para fazer estas afirmações acerca da criança? 4 - DEUS E AS CRIANÇAS A Bíblia afirma que Deus criou o mundo e tudo que nele há. E tudo que o Senhor fez, considerou muito bom. Afirmar que Deus é Criador é declarar que a vida pertence a Ele. Embora o ser humano não considere assim, a verdade é que a vida não pertence aquele/a que a experimenta: ela lhe é concedida diariamente. Se se crê nesta afirmativa, vive-se, então, de forma coerente com a fé. Isto é: viver-se-á sempre com a consciência de que se é mordomo da criação (alguém que experimenta a vida, mas sempre a serviço de Deus e do Seu propósito). Admitir isto exige um coração de criatura que se rende ao Criador. Não em uma atitude de servidão déspota, mas numa de humildade diante do milagre da vida. Quem assim crê não se sente dono de si, das pessoas ou do restante da criação. Sente-se parte e sente-se responsável por sinalizar a grandeza do amor de quem o/a criou. Enfim, tal pessoa tem um coração limpo, tão bem descrito em Mt 5:8. Por esta compreensão de quem é Deus e de quem é o ser humano é que será possível ver a Deus. Claro! Só se vê a Deus quando se percebe que o poder real sobre tudo e todas pertence a Ele – e que Este permite que sua criatura seja empodeirada. E a tal ponto que algumas criaturas terminam por sentir-se as proprietárias de todo o poder e de toda a glória. É a partir deste detalhe que se estabelece toda a inimizade entre a humanidade e Deus. Inicia-se uma briga de poder que não faz sentido, porque a mesma já é, por natureza, insensata. Só que mesmo assim a hu-

Compartilhar Compartilhar PastoralPastoral

Reinado é atividade para pessoa adulta. A seriedade que o envolve é tamanha que só mesmo alguém muito bem aprovado/a pode exercê-lo. Sem sombra de dúvida que o exercício do governo exige premissas mínimas para quem o aspira.

Set / Out 2013

2


Palavra Episcopal

Set / Out 2013

3 manidade, utilizando o recurso do livre arbítrio, também concedido pelo Criador, coloca “os pés pelas mãos” e não se dispõe a mudar. Assim encontra-se instalado o caos na vida deste planeta Terra. Por esta demanda é que Jesus disse que é necessário que todos/as se tornem como crianças: aqui o tornar-se criança é tornar-se consciente desta verdade e se conduzir segundo ela. Por mais adulto/a que se seja, se não houver este princípio de temor a quem deu vida a este planeta, então não haverá paz na terra. É preciso tornar-se como criança. 5 - CRIANÇA NO REINO Quando Jesus faz referência à necessidade de se ser cirança é exatamente isto que quer dizer: é preciso que a pessoa se torne pronta para ouvir a Deus, que é quem realmente sabe de TODAS AS COISAS. A humanidade sabe de parte de TODAS AS COISAS” – por isto mesmo, se quiser viver em plenitude, precisa ouvir a voz do Pai. Não é à toa, então, que Deus mandou Jesus como uma criança: um ser em formação, sempre aprendendo, sempre se desenvolvendo, sempre pronto a se refazer segundo o querer de Deus Pai/Filho/Espírito Santo. Esta linguagem figurada em relação à criança é um sinal visível do verdadeiro poder de Deus: embora sendo o Todo Poderoso, Deus se fez como uma criança. Jesus é criança porque, mesmo tornando-se adulto, submete-se a Deus Pai. E faz isto por uma razão: a certeza de que o querer de Deus é o de salvar a humanidade (do pecado da arrogância e do sentimento de divindade) e de trazê-la para a vida plena (descrita por Jesus em Mt 5 (todo o sermão da montanha). O ensinamento de Jesus deixa muitos/as adultos/ as revoltados/as. Isto é compreensível: o mundo vai por uma direção e Jesus denuncia que esta direção é abominável a Deus. É clara a guerra de poder entre humanidade e Deus: ser feliz é ter bens? É mandar em multidões? É ter privilégios às custas da negação do/a outro/a? Ou ser feliz é tomar a cruz da obediência e seguir a Cristo? Esta proposta é tão séria (a de se colocar como criança diante de Deus, querendo aprender com Ele) que, quando Jesus nasceu, o grande rei Herodes o temeu

a ponto de decretar um infanticídio cruel. Mas porque temer tanto o nascimento de uma criança? É que uma criança, que se dispõe nas mãos de Deus, não teme os poderes deste mundo. Nada pode detê-la no seu propósito de anunciar a Verdade do Reino de Deus. E isto é poder que nenhum rei consegue exterminar. Nem mesmo matando a pessoa. Assim também se dá com quem se coloca como Jesus nas mãos de Deus: torna-se com uma criança que anda em confiança a um bom pai/boa mãe: sem medo. Isto, sim, é poder de Deus. 6 - SER CRIANÇA NÃO É PARA TODOS/AS Neste sentido quase ninguém quer ser como criança. É preferível um cristianismo adulterado, que rejeita a revolução do evangelho de Jesus, e escolhe a religiosidade em detrimento da prática da fé cristã. Tanto é verdade que, mesmo pessoas cristãs, já não se sensibilizam com a multidão de crianças que padecem de abandono neste país. Onde está o amor pelas crianças órfãs, ou rejeitadas, ou vítimas de violência? Onde estão as creches para acolhê-las? Onde estão os projetos Sombra e Água Fresca? Realmente amamos as crianças, obras das mãos de Deus? Ou preferimos as pessoas adultas, porque elas fazem número no rol das igrejas e são as que patrocinam financeiramente as denominações? Jesus foi claro: quando tomamos uma criança no colo a Ele o tomamos? Temos tomado Jesus no colo? Ou estamos muito ocupados/as com nossas vidas “adultas”? CONCLUSÃO Que o Senhor Jesus, criança que veio para salvação de todos/as, nos converta a si e à Sua obra. Só assim realmente celebraremos o DIA DAS CRIANÇAS. O que disto passar é “enfeite para o bolo”. Em Cristo – Marisa de Freitas Pastora no exercício do episcopado Bibliografia Uma Criança só guiará – por uma teologia da Criança. Editora Ultimato, Viçosa, MG 2010. Organizadores: Klênia Fassoni, Lissander Dias e Welinton Oliveira.

Compartilhar Compartilhar PastoralPastoral

Ato de Governo 1) No desempenho das minhas funções canônicas e regimentais, nomeio Ricardo Pereira da Silva, presbítero, de tempo integral, com ônus, coadjutor, para o ponto missionário em Caixa D’ Água, circuito 2, do Distrito Missionário NE II (PE), à partir de março de 2013. 2) Designo evangelista de tempo parcial, sem ônus, o José Augusto dos Anjos, para o ponto missionário em IAPI, Salvador/BA, Distrito missionário nordeste VI, circuito 2, sob a supervisão do Revd° André Luis de Carvalho Nunes, retroativo a 18 de maio de 2013.

Recife, 30 de agosto de 2013

Bispa Marisa de Freitas Ferreira


Igreja em San Martin vai receber Oferta Missionária em 2014 Por Rev. Ivan Martins, secretário da Coream

Nas últimas reuniões a Coordenação Regional de Ação Missionária tomou as seguintes decisões: A Oferta Missionária-REMNE 2014 será para Congregação Metodista em San Martin, Recife-PE. A esperança é que, com este recurso, a comunidade de fé alcance a condição de autonomia. E assim, impulsione a missão em Pernambuco. Reafirmação das parcerias com os projetos “Rota da Esperança” que em 2014 estará em Barra de Jangada, Jaboatão dos Guararapes-PE; e “Água, Fonte de Vida” para cisternas e melhorias habitacionais no semiárido. Reconhecendo que às vezes é preciso recuar a fim de avançar com solidez a COREAM acolhe os pedidos de reclassificação dos seguintes trabalhos: Bela Vista de Ponto Missionário para Grupo de Discipulado; Cajazeiras de Ponto Missionário para Grupo de Discipulado; Manduba de Ponto Missionário para Grupo de Discipulado; Remijo de Ponto Missionário para Grupo de Discipulado. A COREAM também acolheu o pedido de reclassificação do trabalho que têm avançado: Muribeca de Ponto Missionário para Congregação, tendo em vista preencher os critérios para tal. Visitas do Secretário da Associação da Igreja Metodista, Marcus Vinicius, a Mossoró a fim de contribuir com autogoverno e autosustento. Acolhendo o pedido do Ministério de Apoio Episcopal, a COREAM solicitou ao Centro Metodista de Educação do Nordeste (CEMENE) a criação de uma proposta para Formação do Curso Pastoral. Com isto, pretende-se despertar vocações e capacitar homens e mulheres para missão, como pastores e pastoras da Igreja. A COREAM, reconhecendo a necessidade de clareza para as comunidades locais com respeito às exigências de autonomia, estabelece o seguinte critério no eixo autosustento: para que uma congregação se torne igreja precisa arrecadar mensalmente, por pelo menos seis meses, valor igual ou superior a R$ 7.500,00 (sete mil e quinhentos reais) e possuir templo e residência pastoral. Caso não disponha de residência pastoral, o valor é de R$ 9.000,00 (nove mil reais). A Cota de Participação Missionária desta nova igreja é o dízimo de sua arrecadação. Sobre a mesa estão sendo analisadas as seguintes decisões: Pedido para que os estados de Rio Grande do Norte e Paraíba se tornem distritos; Critérios de autogoverno e autoproclamação para autonomia de igrejas locais.

Decisões

4

Set / Out 2013

Veja outras decisões da Coream

da COREAM

1. Muribeca (SE) - Passa de ponto missionário à congregação. 2. Bela Vista (Belém Paraíba/PB) - Passa de ponto missionário para grupo familiar. 3. Cajazeiras (Salvador/BA) - Passa de ponto missionário para grupo familiar. 4. Remígio (Campina Grande/PB) - Passa de ponto missionário a grupo familiar. 5. Massaranduba ou Cruzeiro (Campina Grande/PB) - Passa de ponto missionário a grupo familiar. Recife, em reunião de 27 e 28 de julho de 2013. Data de decisão da COREAM: 27 e 28 de julho de 2013. Bispa Marisa de Freitas Ferreira Revd° Ivan Carlos Costa Martins

Compartilhar Compartilhar PastoralPastoral

Reclassificação de comunidades locais:


Matéria de Capa

Ação social: amor que ultrapassa barreiras Por Paloma Faustino

N

a Igreja Metodista a ação social, visando o bem estar do ser humano, tem lugar de destaque e se expressa por meio de diversos projetos, realizados em todo o Brasil. Um deles é a Campanha Brasil-Cuba, lançada pela Remne, e a outra é a Campanha Nacional de Oferta para Ação Social, realizada em todo o país. No mês de agosto, a Remne apresentou o relatório parcial com os resultados da Campanha Brasil-Cuba, cujo objetivo foi levantar recursos para ajudar as vítimas da seca no Nordeste brasileiro e do furacão Sandy, em Cuba. As igrejas da região foram estimuladas a levantar uma oferta especial, sendo 70% destinados ao projeto “Água, fonte de vida” para

5

Set / Out 2013

cisternas e melhorias habitacionais em Pernambuco e 30% direcionados para Cuba no intuito de atender as vítimas atingidas pelas águas do furacão Sandy. Na Remne 11 igrejas se engajaram na Campanha, totalizando R$1.647,00. A coordenadora de ação social, Sueleide Costa, destacou que foi a primeira vez que uma campanha como essa aconteceu no Nordeste. “Foi uma porta que se abriu para que a missão fosse entendida conforme Tiago 2:15-16 nos orienta: Se um irmão ou uma irmã estiverem carecidos de roupa e necessitados do alimento cotidiano, e qualquer dentre vós lhes disser: Ide em paz, aquecei-vos e fartai-vos, sem, contudo, lhes dar o necessário para o corpo, qual é o proveito disso? “, declarou.

Compartilhar Pastoral


6

Também no mês de agosto teve início a Campanha Nacional de Oferta para Ação Social. Em todo o Brasil oito projetos, dois em cada região, serão alcançados por meio desta campanha. Na REMNE serão contemplados o projeto Crianças do Acaraú, em Acaraú (CE), e o Lançando as Redes, em João Pessoa (PB). Dos valores arrecadados 50% ficarão na igreja local para que sejam investidos nos projetos sociais e a outra metade deverá ser enviada à Área Geral para ser distribuída entre os projetos sociais regionais selecionados pela Coordenação Regional de Ação Missionária – Coream. O objetivo dessa campanha é promover unidade e solidariedade com a realização da Festa da Família Metodista e arrecadar verbas para os projetos sociais das igrejas locais e regionais.

05

Conheça os projetos contemplados na Remne Crianças do Acaraú O projeto Crianças do Acaraú teve início em 2012, na cidade de Acaraú, no Ceará. Inicialmente, atendia a 26 pessoas e hoje esse número é de aproximadamente 70. São crianças e adolescentes entre 3 e 15 anos de idade que participam de diversas atividades e recebem o amor de 12 voluntários que entregam seus corações, dons e talentos por amor à Obra, por amor ao próximo. As atividades do projeto Crianças do Acaraú são desenvolvidas todos os sábados e englobam educação cristã, esporte e todo tipo de arte incluindo ballet, dança contemporânea e canto.

Matéria de Capa

Lançando as Redes Lançado em 2010 o projeto Lançando as Redes, realizado pela Congregação Metodista no Bessa, em João Pessoa, atende inúmeras pessoas desde o início de sua história e conta com aproximadamente 50 voluntários que utilizam seus dons e talentos em benefício do próximo. As atividades do Lançando as Redes ocorrem em uma semana do mês de janeiro ou de julho (período de férias).

Compartilhar Pastoral

Set / Out 2013

Oferta para Ação Social


7

Voluntariado e ação social Projeto Lançando as Redes desenvolve atividades no Jardim Alfa

D

esde 2010 eles/as reservam uma semana para dedicar amor ao próximo. São juvenis, jovens e adultos da família Metodista unidos/as para levar adiante o amor de Deus. E o resultado disso tudo? O sorriso no rosto de uma criança por receber um abraço. O brilho no olhar de uma mulher que teve a oportunidade de aprender a produzir um doce e encontrar ali uma forma de ajudar no sustento da família. O mês de julho para muitos/as pode ser apenas de férias e muito lazer, mas para metodistas de João Pessoa/PB é o tempo de fazer transbor-

dar alegria na vida de quem mora na Comunidade do Jardim Alfa, no município de Cabedelo,. alvo do projeto Lançando as Redes, idealizado pela Congregação Metodista do Bessa, com o apoio dos/as irmãos/ãs do ponto missionário do Jardim Alfa. Este ano o evento envolveu aproximadamente 50 voluntários/as que se dividiram para exercer na Comunidade atividades de escola Bíblica de férias, evangelização, atendimentos na área de saúde, cursos de gastronomia, oficinas de artesanato, corte de cabelo e distribuição de cestas

Alegria e Serviço Alegria e satisfação pela sensação da missão cumprida. As palavras de coordenadora do projeto Lançando as Redes, Sueleide Costa, comprovaram isso. “Nosso alvo não foi alcançado, ele foi ultrapassado. Louvo a Deus porque ainda existem pessoas que se dispõem a interceder e ofertar para missões. Nossa oração é para que muito mais do que o alvo serviço, o alvo espiritual seja alcançado”, afirmou. Participando pela terceira vez do Lançando as Redes, o jovem Carlos Henrique, da Igreja Metodista no Bessa, trabalha com a equipe médica e no teatro. “Eu posso ajudar as pessoas com o pouco que sei”, relatou. Estudante de Medicina, Carlos não foi para o evento sozinho. Ele convidou a amiga Candisse Matias para ser voluntária no projeto. “A ação social fez aumentar em mim um desejo que já existia, o de fazer da minha profissão (Medicina) não só o meu ganha pão, mas um instrumento que Deus me deu para ajudar as pessoas. Devemos servir, do contrário, a vida perde o significado”, declarou.

Set / Out 2013

Matéria de Capa

Compartilhar Pastoral


CHAMADA PARA CONGRESSO REGIONAL DE MULHERES DA REMNE “A quem enviarei e quem irá por nós?”. Com estas palavras o Senhor desafiou o profeta Isaias a cumprir o chamado de anunciar a Sua palavra para o povo de Israel. Hoje as palavras do Senhor convocam todas as mulheres Metodistas da Remne a participarem do congresso regional de Mulheres: “Mulheres Metodistas Comprometidas Com a Missão: Discipulando, Crescendo e Multiplicando”. O congresso já tem data marcada. O Paraíso dos Colibris, no Conde/PB, receberá de 14 a 17 de novembro dias de profunda reflexão e encontro com o Senhor, através de palestras, oficinas, momentos de louvor e adoração, de comunhão. Não fique de fora, deste momento. Venha participar, procure sua SD, faça sua inscrição. Temos certeza que mais uma vez o Senhor abençoará a obra das nossas mãos. Então aguardamos você. Almerinda Frota Presidente da Federação de Mulheres

CHAMADA PARA O CONJUME Não basta curtir o evangelho, é preciso COMPARTILHAR. É nesse tempo de tanta informação e de tanta liberdade de expressão na internet, que a Federação de Juvenis e a Federação de Jovens na Remne convidam você para compartilhar de um momento único na sua caminhada com Deus. Estamos falando do IV Conjume (Congresso da Juventude Metodista), o Congresso vai acontecer durante os dias 1, 2 e 3 de novembro, e o Paraíso dos Colibris, no município do Conde-PB vai ser o local de encontro de toda a Juventude Metodista no Nordeste. Procure o Sd do seu distrito ou a mesa da Federação de Jovens ou Juvenis. Faça logo sua inscrição e se prepare para curtir conosco o melhor de Deus, pode ter certeza que sua mala irá voltar cheia de experiências para compartilhar! Deixe Deus lhe surpreender! Isabelle Freitas Presidente da Federação de Juvenis

Compartilhar CompartilharPastoral Pastoral

Henrique Barbosa Presidente da Federação de Jovens

Set / Out 2013

8


Missão

9

‘Ide por Cristo’: projeto missionário une Pernambuco e Rio de Janeiro A ação envolveu 26 missionários/as do RJ que percorreram cidades do interior de Pernambuco Paloma Faustino

S

Compartilhar Pastoral

orriso nos lábios. Brilho nos olhos. No coração a alegria pela missão. Quando o amor se faz presente a distância e as dificuldades tornam-se um simples detalhe perante o todo. O propósito de se cumprir a vontade de Deus, no sentido de fazer acontecer o “ide e pregai o evangelho” acaba ganhando um novo espaço na vida de metodista que saíram do Rio de Janeiro com destino a Pernambuco para pregar o Evangelho.

Eles/as chegaram no dia 19 de julho. Num total de 26 pessoas entre 11 e 80 anos. Juvenis, jovens e adultos, famílias envolvidas e unidas com o propósito de levar às comunidades metodistas de Guararapes, Barra da Jangada, Araçoiaba e Alto da Bondade a Palavra do Senhor. O interessante é que desses 26 missionários/as, 16 estavam pela primeira vez fazendo viagem missionária.

Set / Out 2013


A ação em números e frutos Em Barra de Jangada foram distribuídas 35 cestas básicas para membros carentes e novos convertidos, houve também suporte financeiro para melhora da igreja. Já em Alto da Bondade, os/as missionários/ as adquiriram um violão e oito flautas e doaram à igreja.

Próximos capítulos Como tudo que é bom se repete, a ação missionária será desenvolvida mais uma vez, sendo que agora no Rio de Janeiro com a participação dos/as missionários/as do ‘Pé na Estrada’, da Igreja Metodista em Guararapes. No Nordeste, a ação será realizada em julho/agosto de 2014, em Acaraú, no Ceará. Nessas viagens, missionários/as de outros distritos da REMNE poderão participar, sob coordenação da Secretaria Regional de Expansão Missionária.

Missão

Entre os dias 19 e 25 de julho, a missão se fez com os pés dos/as que partiram, com os joelhos dos/as que oraram e com as mãos dos/as que ajudaram. No total ocorreram 70 conversões e 50 lares foram visitados. Além disso, o trabalho de evangelização com distribuição da pulseira /cartão “plano da salvação” alcançou 3500 pessoas, no processo de evangelização foram distribuídos 2 500 folhetos. Durante as atividades do ‘Ide por Cristo’ houve ainda quatro apresentações da peça “A decisão” e Escola Bíblica com as crianças. Esses dias envolveram ainda ações de saúde, bazar, entre outras atividades. Segundo o coordenador geral do ‘Ide por Cristo’, Sebastião Castro, além do mutirão missionário tinha-se como intuito apoiar às igrejas locais em alguma necessidade que provocasse impacto. Diante disso, Araçoiaba recebeu suporte financeiro e físico para a reforma do banheiro da igreja.

Set / Out 2013

10

O mês de julho foi marcado por missões. Enquanto uma equipe saía do Rio com destino a Pernambuco, o Evangelista Georg Emmerich saía de Natal/RN com destino ao Rio de Janeiro. Numa missão que teve duração de 10 dias, Georg divulgou a Região Missionária do Nordeste (REMNE) nas igrejas da 1ª Região da Igreja Metodista. Entre os dias 5 e 10, o evangelista participou da reunião da fraternidade Wesleyana, reuniões sobre parceria missionária e ministrações no Morro Dona Marta, Vidigal, Jardim Botânico, Petrópolis,

Grajaú, Ilha do Governador. “Foram 12 igrejas visitadas, onde pude ministrar e falar sobre as atividades da REMNE”, disse. Para Georg, essa viagem foi um momento de formar mais parcerias para atividades missionárias e também de agradecimento pela parceria já existente entre a IM em Jardim Botânico e Natal. “Eles estão pagando minha faculdade e assim poderei me formar em Teologia. Na viagem realizei um sonho, o de ganhar uma sanfona”, revelou Georg.

Compartilhar Pastoral

Projetos e igrejas da Remne são divulgados na 1ª Região


11

R egistrando

Compartilhar Pastoral

a caminhada...

Igreja em San Martin promove EBF e capacitação de Professores/as Silene Gusmão

O

mês de julho vai ser lembrado com muita alegria pelos que fazem parte da Igreja Metodista de San Martin (Recife/ PE), pois em um só mês aconteceu a 2ª capacitação de professores, que contou com a presença da irmã Lena Santos, membra da igreja central do Recife, que ministrou a capacitação. Em julho aconteceu também a nossa 1° Escola Bíblica de Férias (EBF), teve muito trabalho, correria, brincadeira ,animação, cuidados com a higiene bucal, teatro e principalmente a alegria de ver as crianças aprendendo do amor de Jesus, com o tema “aprendendo a obedecer a voz de Deus. E no mesmo dia chegou a noticia que a Oferta Missionária de 2014 será para compra do nosso templo. Isso é resposta de Deus às nossas orações.

Set / Out 2013


12

Inaugurado em Campina Grande o Centro Recreativo Bispo Adolfo Evaristo

do Centro recreativo não somente para cidade de Campina Grande como para a Remne é a diversidade de oportunidade que o mesmo oferece para as mais variadas atividades socioculturais, religiosa, comercial etc. Hoje temos uma reunião de Pequeno Grupo (PG), no Centro Recreativo, onde reunimos perto de vinte e cinco pessoas, também já temos o espaços dos campos sendo utilizados, onde já trabalhamos com 13 racha de futebol por semana, e arrecadando recursos para pagamento do prédio que foi feito. Teremos já o mês que vem culto de louvor nos sábados à noite para a juventude do local.

Pequeno histórico do Centro Recreativo Bispo Adolfo A história da Igreja Metodista em Campina Grande iniciou com o Prof. Nelson Mathias Silva e sua esposa, Célia Bretanha Junker Silva, casal metodista vindo do Distrito Federal para trabalhar na montagem do Departamento de Música da Universidade Federal da Paraíba - UFPB. O irmão Nelson juntamente com a irmã Célia iniciaram o trabalho em 1978, com estudos bíblicos e orações em sua residência. Em 26 de julho de 1980, no Parque Evaldo Cruz (Açude Novo), foi instalada a Igreja Metodista Central de Campina Grande-PB, sob a presidência do então pastor, posteriormente Bispo, Rev. Adolfo Evaristo de Souza, Pastor nomeado para a Igreja Metodista da Torre em Recife-PE, responsável também pela extensão missionária no Estado da Paraíba, ocasião em que foi adquirido o terreno do Centro Recreativo que leva o seu nome - Centro Recreativo Metodista Bispo Adolfo Evaristo de Souza.

Compartilhar Pastoral

Set / Out 2013

O

Centro Recreativo Bispo Adolfo Evaristo foi inaugurado dia 2 de agosto. Trata-se de uma área de 12.800 metros quadrados em local nobre da cidade de Campina Grande/PB. Inauguramos a primeira etapa do complexo que compreende todo Centro Recreativo (dois campos de futebol gramado, dois vestiários, Cantina/cozinha e vão coberto p/ realização dos cultos, estudos bíblicos, palestras, reuniões administrativas, confraternizações, celebrações diversas, etç). O custo investido nessa primeira etapa aproxima-se dos 200 mil reais. Ainda restma outras etapas importantes, dentre elas Alojamento para 200 pessoas com refeitório, piscinas, quadra poliesportiva, creche etc. A importância

Registrando a caminhada

Rev. Sílvio Rocha, pastor, e Wellington Almeida, diretor do Centro Recreativo


13

Por um novo templo: Igreja em Caixa d´Água realiza campanha Rev. Ricardo Pereira, pastor em Caixa d´Água

D

epois de 5 anos sem templo, finalmente agora está pronto o modelo do templo da IM em Caixa d’Água, Olinda/PE. A campanha se chama:Amigos/ as da Missão! Os depósitos podem ser feitos nesta conta da sede regional, BRADESCO: AGENCIA 3206-9 CONTA CORRENTE: 450150-0, a partir de 10,00 e confirmar valor e dia do depósito para o e-mail do tesoureiro regional, Fábio, ou meu:ricardo19sbc@yahoo.com.br.

Em João Pessoa, “Festa dos anos 60” marca programação beneficente Compartilhar Pastoral

Isabelle Freitas

O

mês de agosto terminou em grande estilo. No dia 30 foi realizada a Festa anos 60. O que iniciou apenas como um jantar temático para arrecadação de fundos para o término da construção da Igreja Central em João Pessoa se transformou em uma linda festa de Celebração e unidade entre a Igreja.

A festa anos 60, contou com danças e louvores da época, crianças, jovens e jovens e adultos foram contagiados/as com a alegria de viver para o Senhor e de relembrar essa época tão boa. Em média 200 pessoas estiveram presentes e colaboraram com a festa. A Igreja Metodista Central em João Pessoa continua trabalhando para concluir o seu templo ainda no final deste ano.

Registrando a caminhada

Set / Out 2013


14

Projeto Reviver traz esperança para famílias de dependentes químicos Paloma Faustino

Reviver nos traz a possibilidade de atender as demandas de um sujeito que é colocado à margem pelos atos que são produzidos por uma droga dominadora e que leva-o sempre mais próximo da morte e não da vida”, declarou. “Temos pessoas em nossa comunidade dependentes do crack em tratamento. Pretendemos começar as atividades em outubro, na própria igreja”, afirmou o evangelista da

Compartilhar Pastoral

A

Igreja Metodista em Natal deu o primeiro passo para o desenvolvimento do Projeto Reviver, através do I Seminário sobre Dependência Química, realizado em agosto. O encontro contou com palestras do Pr. Sergio Freire (Comunidade terapêutica ASPARC –PE), do irmão Wagner Oliveira (Oficial da Polícia Militar e membro da IM em Natal) e de Roberto Paulo (Igreja Católica/Fazenda Esperança-RN). O Projeto contará com grupo terapêutico composto por psicólogos, assistentes sociais e apoio espiritual. Além disso, serão realizados encaminhamentos para as comunidades terapêuticas parceiras, como é o caso da Fazenda Esperança e o Projeto Semear, no Rio Grande do Norte. Para a jovem voluntária do Projeto Reviver, Pollyanna Lopes, é preciso compreender que o Evangelho não pode ser restrito à alguns. “Realizar um Projeto como o

Portas abertas para o Evangelho: IM em Natal implanta projeto Conexão ZN

T

eve início no dia 3 de agosto o Conexão ZN (Zona Norte), projeto desenvolvido no bairro Soledade II, em Natal. Com oito voluntários, o projeto tem como objetivo implementar o ponto missionário. No local, três famílias do próprio bairro já estão congregando e contam com a ajuda da igreja e grupos societários locais. No Conexão ZN está sendo desenvolvido, inicialmente, o processo de evangelização, com atividades na área da saúde (no período da manhã), atendimentos de verificação de pressão, teste de glicemia e orientação nutricional. À noite ocorre o encontro com devocional, louvor e pregação da Palavra do Senhor. As atividades são realizadas aos sábados.

Set / Out 2013

Registrando a caminhada


Pelos olhos da Fé Foto oficial: Encontro de Comunicadores

15

Compartilhar Pastoral

Set / Out 2013

Luís Augusto Mendes*

N

Babel ou apostólica: que comunicação queremos ter?

o Encontro de Comunicadores/as Metodistas, ocorrido na Sede Nacional neste mês de setembro, o bispo emérito Adriel de Souza Maia trouxe uma reflexão que questionou: que estilo de comunicação queremos estabelecer na Igreja Metodista? O bispo usou dois textos para balizar a mensagem. O primeiro destacou o exemplo da Torre de Babel, onde a narrativa do 11º capítulo de Gêneses mostra que quando não falamos a mesma língua, o resultado é a falta de compreensão e a inevitável separação. Esta mensagem nos faz refletir sobre os movimentos individualistas, em que cada parte do “corpo de Deus” faz apenas por si. Utiliza-se da comunicação como uma extensão do quadro de avisos de sua comunidade, com foco apenas nos seus interesses e atividades, esquecendo-se de que existe uma realidade maior, um corpo que necessita de todos/as para se tornar completo. Mas o texto nos adverte sobre o resultado desse posicionamento: “o Senhor os espalhou dali sobre a face de toda a terra; e cessaram de edificar” (Gn11:8). O foco da mensagem do bispo Adriel estava no segundo capítulo de Atos dos Apóstolos, quando a comunicação foi reestabelecida pelo Espírito Santo, em Pentecostes. Nesta situação, os apóstolos, cheios de Deus, tinham um único propósito, um único foco co-

municacional, as características regionais ou locais não foram desprezadas, nem se constituíram impedimento, pois “cada um os ouvia falar na sua própria língua” (At 2:6). Essa é a comunicação de uma comunidade unida que, consciente das diferentes línguas, tem o mesmo foco e atua de forma conjunta e cooperativa, no melhor exemplo de conexionalidade ou conexidade. A mensagem não tem um foco interno, mas espalha a santidade bíblica, por meio de uma mensagem geradora de comunhão, partilha e fé, ou seja, foco missionário. Em sua palavra aos/às comunicadores/as regionais, o bispo Adriel lembrou que comunicação é poder e questionou: “Como estamos usando a comunicação”? No fechamento da reflexão, foi frisado o texto que nos mostra o resultado de uma comunicação no padrão da comunidade de Atos: “E todos os que criam estavam juntos, e tinham tudo em comum (...) louvando a Deus, e caindo na graça de todo o povo. E todos os dias acrescentava o Senhor à igreja aqueles que se haviam de salvar” (At 2:44,47). Que este modelo de comunicação apostólica nos motive e direcione em nossas trocas de mensagens, no uso das mídias e na transmissão de notícias. Sejam todas as nossas palavras inspiradas pelo Espirito que gera em nós criatividade, motivação e unidade. *Jornalista, doutorando em Comportamento do Consumidor e professor de Marketing; integra o Departamento de Comunicação da Remne.


Reflexão Escola Dominical: espaço de ensino, aprendizagem e comunhão Pr. Cícero Freitas, Coordenador regional de Educação Cristã

N

este mês de setembro nós metodistas celebramos com muita alegria o Mês da Escola Dominical. E esta celebração não seria completa sem o entendimento histórico e sua importância na construção educacional cristã do povo chamado metodista. Existe uma discussão sobre a maternidade ou paternidade da escola dominical, pois três denominações trazem para si a primazia da mesma (Metodista, Congregacional e Presbiteriana). Apesar das ´disputas´, podemos falar que em 1737 John Wesley iniciou estudos bíblicos dominicais em Savannah, Geórgia, e entre 1763 e 1769, Hannah Ball Moore, uma senhora metodista, começou estudos bíblicos dominicais em sua própria casa e, a partir de 1769, nas dependências da Igreja (Anglicana). Um ministro metodista de Charleston, Carolina do Sul, em 1787, chamado George Daughaday, administrou estudos bíblicos dominicais a crianças negras americanas. Mas o Movimento de Escola Dominical propriamente dito teve como criador Robert Raikes. John Wesley e o Movimento da Escola Dominical John Wesley também foi uma grande força por trás da propagação do Movimento de Escola Dominical. Ele chegou a dizer que “encontro estas escolas aonde quer que eu vá”. Essa declaração foi publicada no Diário de Gloucester, em julho de 1784. A Igreja Metodista da Inglaterra, fundada após sua morte, deve muito de seu fenomenal crescimento às Escolas Dominicais das Sociedades Metodistas da Igreja da Inglaterra, estabelecidas por Wesley, entre outros, na Inglaterra e nos Estados Unidos.

O início das Escolas dominicais em terras brasileiras A Igreja Metodista trouxe a Escola Dominical para o Brasil. Em 1836, o Rev. Justin Spaulding organizou no Rio de Janeiro, entre estrangeiros/ as, uma congregação com cerca de 40 pessoas e em junho abriu uma Escola Dominical com trinta alunos/as, dos/as quais alguns/algumas eram brasileiros/as, ensinados/as na sua própria língua. Contudo, por ensinar só em sua língua natal, muitos/as não consideraram como o marco inicial da escola dominical. A importância da Escola Dominical Quando falamos da Escola Dominical, nos lembramos da importância que a mesma tem para o nosso desenvolvimento como cristãos/ãs. É através dela que o nosso caráter é moldado segundo a vontade de Deus. É na Escola Dominical onde aprendemos a palavra de Deus, seus princípios, nossas doutrinas e aprendemos a viver em comunidade, aprendendo e ensinando valores do Reino. E não se concebe um/a metodista que não queira estar na Escola Dominical e desfrutar da alegria da aprendizagem. Uma comunidade Metodista tem como requisito para se tornar igreja, ter em funcionamento uma Escola Dominical com no mínimo quatro classes, o que demonstra a importância da mesma em nossas vidas e na caminhada missionária da igreja.

É por isso que a ‘‘ESCOLA DOMINICAL É FEITA PRA MIM E PRA VOCÊ”, POR MIM E POR VOCÊ!

Compartilhar Pastoral

Set / Out 2013

16


Compartilhando Rev. Ivan Martins - Pastor Metodista

CRESCIMENTO DA IGREJA - Parte II O crescimento da Igreja é consequência da proclamação e vivência do evangelho. A mensagem era clara: Jesus morreu crucificado, mas Deus o ressuscitou; Ele é Cristo e Salvador; portanto, que cada um/a se arrependa dos seus pecados e viva nova vida. O crescimento é consequência da pregação do evangelho.

É

evidente no livro de Atos o crescimento da igreja. Agora, a ênfase do livro, entretanto, não é o crescimento da Igreja, e sim o avanço do evangelho, saindo de Jerusalém e a chegada de Paulo a Roma, capital do império (Conf. 2.41,47; 4.4; 6.1,7; 9.31,35,42; 11.21,24; 14.1,21; 16.5; 17.12). Pelo menos três aspectos devem ser destacados: 1. O crescimento da Igreja é consequência da proclamação e vivência do evangelho. A mensagem era clara: Jesus morreu crucificado, mas Deus o ressuscitou; Ele é Cristo e Salvador; portanto, que cada um/a se arrependa dos seus pecados e viva nova vida. O crescimento é consequência da pregação do evangelho. 2. De um lado as pessoas aceitam a pregação do evangelho. De outro, as pessoas são acrescentadas pelo Senhor. Dois lados de uma mesma moeda: a soberania de Deus e a vontade humana. O arrependimento é condição essencial. 3. A expansão do evangelho acontece em forte tensão com o judaísmo e com o Império. Se no início o movimento de Jesus é visto como mais um dentro do judaísmo, melhoria e acabamento do mesmo, e os cristãos são convertidos do judaísmo, cresce a tensão entre eles, especialmente, depois da destruição do templo de Jerusalém e da conversão de gentios (helenistas), até o rompimento definitivo. Já a confissão de fé dos cristãos e cristãs “Jesus Cristo é o Senhor” é afronta ao Império e seus representantes. Fazer a opção por Jesus Cristo é negar o Império. “Uma igreja saudável cresce naturalmente”: este princípio tem sido defendido por autores sérios do crescimento da igreja. Uma árvore boa, saudável e bem cuidado, não frutifica? Assim é com a igreja. Claro que o crescimento saudável leva tempo, e investi-

Compartilhar Pastoral

mento. O Desenvolvimento Natural da Igreja lista oito marcas de qualidade em igrejas de crescimento: 1. Liderança capacitadora. 2. Ministérios orientados pelos dons. 3. Espiritualidade contagiante. 4. Estruturas eficazes. 5. Culto inspirador. 6. Grupos pequenos. 7. Evangelização orientada para as necessidades. 8. Relacionamentos marcados pelo amor fraterno. Não podemos desconsiderar fatores socioculturais para o crescimento da igreja. Há cidades e pessoas mais sensíveis ao evangelho que outras. Por isso que a igreja deve conhecer oportunidades e ameaças do contexto, levando sempre em conta a palavra da vida. O crescimento da igreja está diretamente ligado ao comprometimento de sua liderança. Porém, nem todo crescimento é saudável. Vivemos no tempo da imagem, em que se confunde número de membros com fidelidade ao evangelho. A igreja pode crescer através de um plano de marketing ou comercialização da fé. Basta que ela defina o seguinte: - Produto. Qual será o “carro chefe” da igreja? Qual será sua ênfase? - Público. Com quem a igreja pretende trabalhar? Qual público ela quer atingir? - Preço. Quanto e como ela pretende arrecadar? Em quanto tempo o público será atendido em suas necessidades? - Promoção. Quais ações de promoção e propaganda? Qual será a publicidade? - Ponto. Em quais lugares a igreja quer estar? Quais suas “praças de venda”? Como consequência nós temos as estratégias de marketing que conhecemos bem: “Pare de sofrer”, “Aqui o milagre acontece”, “Sete semanas da vitória”, “Jejum dos príncipes”, “Culto das primícias”, “Unção de poder”, “Sou gadita, valente escolhido” e coisas semelhantes. A lógica do mercado é: “os fins justificam os meios”. Para o evangelho, tão importante como o fim são os meios. É que o próprio meio já comunica algo sobre o fim! Além disso, cada pacote que importamos para o crescimento da igreja traz em si uma teologia. Ainda, nem tudo o que “dá certo”, é certo. E por fim, no mercado da fé, que é de troca simbólica, Deus é transformado em ídolo.

Set / Out 2013

17


do Espírito Santo (At 2.4-13; 6.8-10; 8.29 e 39; 9.15-17 e 31; 10.44-47; 11.12 e 24; 13.2 e 4; 15.28 e 16.6-7), que encontra pessoas, cooperadoras com Cristo, o cabeça da Igreja, disponíveis a cooperar com ele, na força e na inspiração que nasce da fé (LAZIER, 2005, p.9). Devemos sempre ponderar o tipo de crescimento que queremos e trabalhar na perspectiva do mesmo. Nossa certeza é que Deus está conosco: Aquele no que nos envia a fazer discípulos e discípulas, diz: “Estou convosco todos os dias...”.

BIBLIOGRAFIA EBY, David. Pregação poderosa para o crescimento da Igreja: o papel da pregação em igrejas em crescimento. São Paulo: Candeia, 2001. HEITZENRATER, Richard P. Wesley e o povo chamado metodista. São Bernardo do Campo: EDITEO/Bennet, 1996. LAZIER, Josué A. Estudos bíblicos sobre o crescimento da igreja. s. n. t. (Kairós Estudos Bíblicos Pastorais, 4). LOCKMANN, Paulo T. O. Paixão por Cristo e pela vida. 2006. s. n. t. MIRANDA, Juan Carlos. Manual de crescimento da igreja. São Paulo: Vida Nova,1989.

MULLER, O. In COENEN, L. & BROWN, C. Dicionário internacional de teologia do Novo Testamento. 2.ed. São Paulo: Vida Nova, 2000. (Crescer) Vol.1. RAMSEYER, J –Ph. In ALLMEN, J.J.von (editor). Vocabulário bíblico. 3.ed. São Paulo: ASTE, 2001. (Crescer). SCHWARZ, Christian A. O desenvolvimento natural da igreja: um guia prático para as oito marcas de qualidade essenciais das igrejas saudáveis. 3.ed. Curitiba: Esperança, 2010. TIPPETT, Alan R. A palavra de Deus e o crescimento da igreja: base bíblica do ponto de vista do crescimento da igreja. São Paulo: Vida Nova, 1970.

Compartilhando

Nossa confissão de fé diz que o crescimento da igreja é obra de Deus. Somente Deus pode fazer com que a igreja cresça (1Co 3.5-11). É somente ao lembrar-se da sua origem, que é dada em Jesus Cristo (1Co 3.11) que a igreja pode ter crescimento verdadeiro. (MULLER, 2000, p.451). O bispo metodista Josué Adam afirma: O poder impulsionador que leva a Igreja a experimentar o crescimento é a ação dinâmica e soberana

Compartilhar Pastoral

Set / Out 2013

18


Homenagem Ao pastor Francisco Porto de Almeida

Histórias, testemunhos, registros do coração: relato de uma neta apaixonada Por Marina Paula Este será o relato de uma neta apaixonada. Meu avô, pastor Porto, foi (como muitos sabem) o primeiro pastor Metodista do Nordeste. Um dos pioneiros, visionários e fundadores desta região missionária. Acho que isto, por si só, já nos faz imaginar a quantidade de histórias pra contar, de testemunhos a dar dos tantos membros que passaram pelo seu pastoreio, de tantos colegas e amigos de caminhada ministerial que podem falar dele, do meu avô, no tocante à vida ministerial. O que ele deixou é incontestável. Várias igrejas fundadas, ministérios consolidados, ovelhas pastoreadas, muitos e muitos anos de serviço ao Senhor. E todo mundo tem uma história pra contar sobre ele, sobre sua unção, paixão e dedicação ao Evangelho. Inclusive, no culto do seu velório, era tanta gente pra contar essas histórias que o cortejo até saiu atrasado. Muitos que estavam lá ainda gostariam de ter tido a oportunidade de falar um pouco sobre o que viveu e conheceu do pastor, o Pastor Porto. Mas não era só sobre isso que eu queria falar. O que eu gostaria mesmo de compartilhar é das várias vezes que ele ministrou meu coração, o meu avô. Eu tenho as palavras do meu pai, Pastor Porto Junior, do meu tio Pastor Paulo, da minha família toda, mas eu também tenho as minhas palavras sobre vovô. Minhas palavras de Deus, vindas através da mansidão daquele homem. Quantas e quantas vezes as suas bênçãos no final das ligações telefônicas me faziam sentir como uma ovelha cuidada e realmente abençoada, consolada como que no colo. E quantas respostas de oração, coisas do meu íntimo, Deus usou aquele homem pra responder, tão claramente. Meu avô era uma benção. Foi uma benção na minha vida, e continua a ser, porque, segundo minha vó, a dona Isolda, vovô costumava orar e jejuar pelos filhos. Orava nas madrugadas pela sua família. Ele talvez nem soubesse que suas orações alcançariam tão longe, alcançariam a minha vida e a dos meus primos e irmão, mas eu ainda sinto e o Espírito me fala, que as orações daquele homem por sua família ainda hoje repercutem na minha vida. Era por isso que eu precisava relatar a minha paixão por ele.

19

Set / Out 2013

Compartilhar Pastoral


um testemunho, até mesmo uma ajuda financeira, um carinho, uma palavra de consolo. Ele era um homem de Deus. Ele era um amigo, um excelente conselheiro, um marido maravilhoso (foram 50 anos de casamento), um pai exemplar, um avô espetacular, um pastor ungido, um servo de Deus. Quero finalizar com as palavras que meu tio Paulo falou no seu velório; “o que ouvimos e aprendemos, o que nossos pais nos contaram. Não os esconderemos dos nossos filhos; contaremos à próxima geração os louváveis feitos do Senhor, o seu poder e as maravilhas que fez. (Salmo 78: 3-4). Pastor Porto nos contou através de sua vida e testemunho, os louváveis feitos de Jesus, através da salvação, o poder da graça redentora e transformadora de Deus e as maravilhas de uma vida entregue nas mãos de Senhor, vivendo o Evangelho lindo que Jesus nos deixou. Esse era meu avô.

20

Set / Out 2013

Ainda mais, quando vemos nos dias de hoje, a escassez de ministros do Evangelho genuíno, daqueles ministros que amam mais o Reino de Deus do que a suas próprias vidas. Daqueles ministros que não estão preocupados somente com a repercussão de seus ministérios grandes, de quantos membros possuem suas igrejas, ou de o quanto são convidados a pregar em outros púlpitos, da “fama” que possuem. E graças a Deus meu avô não era famoso. Ele tinha seu reconhecimento, mas nunca quis ostentar os milagres e prodígios de seu ministério, afinal, um homem que deixou um emprego fixo para se aventurar no Nordeste, tinha tudo pra se “achar”. Mas ele não era assim. Suas últimas igrejas não tinham tantos membros assim. Suas ultimas pregações não foram tão disputadas assim. Mas todo mundo tem uma história dele pra contar, uma benção, uma oração, uma palavra,

Quem foi Francisco Porto de Almeida Nascido em Fortaleza, Ceará, dia 4 de abril de 1938, casou-se com Isolda Bezerra, em 1953, com quem teve 3 filhos, Júnior, Eveline e Paulo. Foi inicialmente evangelizado pelo irmão Magalhães, que ministrou-lhe a palavra...seja mencionado o nome do pastor Josias Terezi, precursor da Igreja Metodista no Ceará, que lançou no coração de Francisco Porto o ideal do serviço a Deus, cujos primeiros passos foram dados no fim da linha do transporte que levava ao Parque São José, em Fortaleza...irmão Josias morreu em missão. Contudo sua morte não foi em vão, mas resultou em fortalecimento do apelo de Deus a Francisco Porto... seu filho Júnior, ainda criança sintonizou o rádio, em aparente acaso, onde ouviu ele o anúncio da pregação do pastor Fanini numa praça de Fortaleza, para onde Francisco se dirigiu e foi decisivamente tocado... Ordenado em 1977, foi o primeiro pastor metodista levantado no Nordeste do Brasil. Não frequentou uma escola formal de teologia, foi forjado como pastor no seio da igreja, no exercício da diaconia e do evangelismo. Não escolheu para si o caminho da oratória rebuscada, e isto jamais lhe impediu de garantir o entendimento da palavra de Deus por aqueles que o escutavam. Três ordenanças do Senhor se evidenciaram em seu ministério; ser manso e humilde, orar, vigiar e jejuar sempre, e estender a mão aos atribulados. Foi um pastor em essência, no tocante ao ouvir, aconselhar, cuidar, encaminhar.

Compartilhar Pastoral

Homenagem

Texto: Pastor Rotsen Aguiar


Nossa família Metodista Talento do futebol: a brincadeira de criança levada a sério

Por Luana Miranda “O que você vai ser quando você crescer?” Certamente você já ouviu essa pergunta. São os primeiros gestos e nas brincadeiras de infância que habilidades e sonhos são despertados. Todo o garoto já passou pela fase de “Eu vou ser jogador de futebol!” Mas, e se esse desejo viesse agregado de talento, oportunidades e benção de Deus? Parecesse sonho? Não, para o pernambucano Marcos Gabriel, de 6 anos. Ele treina no Sport Club do Recife todas as terças e quintas. Marcos Gabriel já passou em dois testes para crianças de sua faixa etária. Porém, foi a habilidade com a bola que chamou atenção dos pais e dos técnicos. “Jogo com ele quase todos os finais de semana e percebo que ele tem habilidade, modéstia parte”, afirmou o pai orgulhoso, Wagner Franco, auxiliar adminsitrativo da Sede Regional.

“Preciosa é aos olhos do Senhor a morte dos seus santos” (Sl 116:15) - Pr. Francisco Porto de Almeida

21

Set / Out 2013

Faleceu dia 19 de Julho o pastor Francisco Porto de Almeida. Esposo de Isolda Bezerra e pai de Evelyne e dos também pastores Porto Júnior e Paulo, ele foi o primeiro pastor metodista levantado no Nordeste do Brasil, sendo ordenado em 1977. Exerceu o ministério pastoral com amor e dedicação, deixando um legado para pastores/as e leigos/as na Remne. Deus continue confortando a família.

Portanto deixará o homem a seu pai e a sua mãe, e unir-se-á a sua mulher, e serão uma só carne” (GN 2.24)

Compartilhar Pastoral

Ocorreu dia 20 de julho o casamento do Rev. Ricardo Pereira, pastor da Remne, e de Flaviana Gomes. Os celebrantes foram a Revda. Mara Pedro, o Rev. Samuel Luís e o Pastor Vladimir, da Igreja Batista em São Luís, tio da noiva. Alegrias e bênçãos abundantes alcancem o casal e o novo lar!

“Herança do Senhor são os filhos...” Nasceu dia 16 de julho Lucas Monteiro Cruz Mendes, filho do casal Luís Augusto e Patrícia Mendes, do Departamento Regional de Comunicação. É mais um pequeno metodista para integrar o rebanho do Senhor. Deus abençoe os pais e o bebê.


22

Set / Out 2013

SETEMBRO

OUTUBRO

01 Roberto do Rêgo Monteiro Neto (filho de Célia e pastor Antônio) (81) 8593-1811 01 Débora Freitas (filha do pastor Dilson e Damaris) (77) 3084-5762 03 Almerinda Frota Oliveira (presidente da federação de Mulheres) (85) 3296-4019 05 Emanoel Rodrigues Almeida (pastor REMNE) (85) 8595-2334 07 Ana Ribeiro da Silva (filha do pastor João Ribeiro) (79) 3342-1056 12 Geraldo Felipe da Silva (evangelista REMNE) (85) 8890-7584 16 Bispa Marisa de Freitas Ferreira (Bispa designada para a REMNE) (81) 3202-3050 23 Claudete Costa da Cruz (evangelista da REMNE) (88) 9608-1481 28 Tereza Maria Viana Oliveira (esposa do Pr. Sílvio) (83) 3066-2967

SETEMBRO

01 - Recife 02 a 06 - Sede Regional 06/07 - Vigília distrital - Distrito II 08 - Barra de Jangada 09 - Reunião Online COREAM 10 - Descanso 11 e 12 - Sede Regional 13 a 15 - Encontro de mulheres em BH 16 - Retorno a Recife 17 e 18 - Reunião online SD’s 19 - Viagem a SP 20 - COGEAM + CE 21 - FATEO - Retiro dos/as professores/as 22 - Manhã: Capacitação Nacional de Crianças - FATEO 22 - Noite: Vinhedo 23 - Descanso 24 e 25 - Sede - Reuniões online - Coordenações 26 - Sede Regional 27 - Reunião presencial - Bispa, grupo de assessoria à gestão, Castro. 28 - Preparo de estudos e sermões 29 - Reencontro - Recife 30 - Descanso

AGENDA

EPISCOPAL

OUTUBRO 01 e 04 - Sede Regional 05 - Reunião presencial equipe do Concílio Reginal. 06 - Parnamirim 07 - Descanso 08 - Sede Regional 09 e 10 - Reunião SD’s (presencial) 11 - Manhã: SD’s - Tarde: SD’s, COREAM e Coordenações 12 - SD’s, COREAM e Coordenações - Noite: COREAM 13 - COREAM 14 - Descanso 15 a 17 - Sede Regional 18 - Viagem - MG 19 - Celebração de culto 20 - Dia com a família 21 - Viagem a SP 22 a 24 - Reunião do CE 25 a 27 - REMA - Congresso de Mulheres 28 - Retorno a Recife 29 - Descanso 30 e 31 - Sede Regional

Fonte: Sede Regional

ANIVERSARIANTES

Nossa Família Metodista

01 Cícero Batista de Freitas ( pastor da REMNE) (83) 3223-7214 04 Priscila Rodrigues da Cruz (filha do casal Rejane e Misael) (71) 8788-5245 06 Mateus Lucas de Oliveira (filho da evangelista Elizabeth) (85) 3086-1645 06 Saulo Bino Pedro (esposo da pastora Mara Pedro) (71) 3036-3192 09 Bruna Emmerich (filha do pastor Frederico Franz) (83) 3063-2536 10 Raquel Pereira Magalhaes (esposa do pastor Isaías Melquíades) (79) 9606-2945 10 Janine Rufino Almeida (filha do pastor Davi Almeida) (75) 3441-2140 11 Kleiton Aureliano de Farias (filho de Maria de Fátima e evang. Genival) (81) 9559-4096 11 Chirlenne dos Anjos (filha de Irajane, funcionária da Sede Regional) (81) 8617-2112 12 Sávio Viana Oliveira (filho do casal Tereza e pastor Sílvio) (83) 3066-2967 13 Milton Antônio do Rego Barros (pastor REMNE) (81) 3432.7615 13 Suzana Gaspar Rodrigues Corrêa (esposa do pastor Fernando) (81) 9381-2492 18 Samantha Prates Gris Pereira (filha do casal Ana Glória e Artêmio) (19) 3433-3907 18 Gabriela Medrado Emmerich (filha de Jane e Georg) (84) 8823-9815 20 Ana Júlia da Silva Franco (filha de Wagner, auxiliar adm. da Sede Regional) (81) 8893-6569 21 Ana Virgínia Fagundes Schirmer (filha do casal Élida e Romeu) (67) 8405-1759 21 Alberto Guilherme Fagundes Schirmer (filho do casal Élida e Romeu) (67) 8405-1759 24 Patrícia Monteiro Mendes (deptº de comunicação REMNE) (83) 8787-5254 24 Carlos Alberto Luiz de Oliveira (marido da evangelista Elizabeth) (85) 3086-1645 29 Genival Aureliano de Farias (evangelista REMNE) (81) 9259-4096

Compartilhar Compartilhar PastoralPastoral

ANIVERSARIANTES


23

CONVOCAÇÃO AO XVIII CONCÍLIO REGIONAL DA REGIÃO MISSIONÁRIA DO NORDESTE – REMNE Convoco, nos termos do Art. 84 dos Cânones da Igreja Metodista, edição, 2012, Editora Equilibrio, São Paulo – SP, o XVIII CONCÍLIO REGIONAL DA REGIÃO MISSIONÁRIA DO NORDESTE, para reunir-se nos dias 29 de novembro a 01 de dezembro de 2013 na Pousada Rural Paraíso dos Calibrís - Conde/PB.

O tema do Concílio será: “Crescendo e Multiplicando”. (João 15:16)

De acordo com os Cânones citados, Art. 84, são membros do Concílio Regional:

I. Presbíteros/as ativos/as; II. Pastores/as com nomeação episcopal; III. Diáconos e Diaconisas, com nomeação episcopal; IV. Pastores/as suplentes, com nomeação episcopal; V. Delegados/as eleitos/as pelas igrejas locais e campos missionários regionais na proporção de um/a para até 500 (quinhentos) membros e, no máximo, dois/duas para igrejas locais com número de membros superior a esse; VI. Presidente do Conselho Diretor de cada instituição regional ou seu substituto legal; VII. Presidentes das Federações de Grupos Societários; VIII. Conselheira ou Conselheiro Regional de Juvenis e Coordenador/a Regional do Departamento de Trabalho com crianças; IX. Presbíteros/as inativos/as, sem direito a voto; X. Pastores/as suplentes inativos/as, sem direito a voto; XI. Membros da Coordenação Regional de Ação Missionária (COREAM), sem direito a voto, salvo se delegados/as eleitos/as. OBS: A) Estejam atentos/as aos § 1°, 2°, 3°e 4° dos Cânones, que instrui sobre a eleição de membros ao Concílio Regional. B) O Concílio Regional se instala com a presença mínima de 2/3 (dois terços) de seus membros votantes. (Art. 92, § 4 º). C) Os mandatos dos membros da Coordenação Regional de Ação Missionária e Comissões Regionais têm sua vigência até 31 de dezembro de 2013. (Ato Complementar número 02/2009). Rogo ao povo metodista nos limites da Região Missionária do Nordeste que esteja em oração ao nosso Deus em favor deste importante conclave regional, a fim de que ele possa impulsionar nossa Igreja a “Crescer e Multiplicar”. Recife, 06 de agosto de 2013. Marisa de Freitas Ferreira Bispa Presidente da REMNE

Compartilhar Compartilhar PastoralPastoral

Set / Out 2013

O Culto de Abertura dar-se-á às 14h do dia 29 de novembro, seguindo-se a Sessão de Instalação dos trabalhos conciliares. O culto de encerramento está previsto para às 10h do dia 01 de dezembro.


Set/Out 2013 – Compartilhar Pastoral  

Compartilhar Pastoral – Setembro / Outubro 2013

Advertisement
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you