Page 1

ARQUIDIOCESE DE NATAL

PA R Ó Q U I A D E S A N TA C L A R A ANO I|EDIÇÃO DIGITAL 3|

MAIO 2014

BOLETIM INFORMATIVO Mensagem do Pároco

ãe ora, a M s h n e S Nossa Cristão s o s o de tod

“Rainha do Céu alegrai-vos, aleluia. Porque Aquele que merecestes trazer em vosso puríssimo seio, aleluia. Ressuscitou como disse aleluia. Rogai a Deus por nós, aleluia. Exultai e alegrai-vos, ó Virgem Maria, aleluia. Porque o Senhor ressuscitou verdadeiramente, aleluia”.

Estamos iniciando o mês de maio continuando as alegrias do tempo da Páscoa onde renascemos na Agua e no Espirito, renovando a nossa fé e nossa adesão a Jesus Ressuscitado. Queremos dedicar este mês a Nossa Senhora, a Mãe de todos os cristãos. É Ela o nosso auxilio, a nossa intercessora e modelo de Serva Obediente à vontade do Senhor. Foi a Maria que Jesus na hora da dor e do sofrimento na Cruz nos deixou como nossa mãe. No Cenáculo até a vinda do Espirito Santo encontramos a Mãe que consola e fortalece a fé dos discípulos e encorajando-os na missão que seu filho os confiou. Continua ainda hoje educando e orientando a Igreja para que aprenda a cada dia a ser fiel e portadora da mensagem do seu Filho Ressuscitado. Durante este mês teremos o Santo terço na Igreja de Santa Clara às 18h e 30m e em Nossa Senhora às 19hs, e de 20 a 29 nos Setores, Setores levando a mensagem da mãe de Jesus às famílias para que aprendam a fazer o que o seu Filho disser. (Jo 2,5). Aproveito para parabenizar o terço dos homens que iniciou neste ano esta nova experiência do terço nos setores que com certeza vai produzir no futuro muitos frutos. Que Maria continue fortalecendo e animando a todos a ser perseverantes neste bom propósito. Teremos a alegria de recebermos no dia 10 deste mês as paroquias do nosso 3ºZonal para o encontro bimestral que acontece sempre em cada paroquia. Rezemos pelo êxito deste encontro que terá como tema: “Como nos colocar diante da realidade de violência na nossa realidade de 3º Zonal’”. Aliás, foi colocado como uma temática que será refletida como prioridade durante todo este ano. Desde já damos as boas vindas a todos os representantes das paroquias do nosso zonal. Quem representa a Paroquia de Santa Clara são os seguintes: Pe. Ataíde, Diáconos Rômulo e Benigno, Fatima Medeiros, Wescley, Gervásio e Elza. Concluiremos os eventos do mês de maio com o Encontro com a Juventude no dia 25, que é uma prioridade da nossa paroquia, e dia 30 coroação de Nossa Senhora em Santa Clara e 31 em Nossa Senhora dos Impossíveis. Participemos com alegria nos colocando sempre como Maria numa atitude de escuta e de disponibilidade para o anuncio da Boa Nova do Senhor.

Meu caloroso abraço às mães que também homenageamos neste mês e meus votos de que possam renovar a cada dia a certeza de que sois continuadoras do projeto de vida para a humanidade. NESTA EDIÇÃO:

Legião de Maria

2

Mês Mariano

3

Agenda Mensal

4e5


PÁGINA 2

BOLE TIM INFORM ATIVO

Conhecendo mais os movimentos

Legião de Maria A Cúria Legionária Nossa Senhora dos Impossíveis, da Paróquia de Santa Clara, é formada pelos Praesidiuns de Nossa Senhora da Rosa Mís#ca, que tem as reuniões na Segunda-feira ás 16:00hs na matriz, Nossa Senhora das Graças, que tem reuniões nas quarta-feira ás 16;00hs na matriz, Nossa Senhora da Saúde, que tem reuniões na sexta feira ás 16:00hs na matriz ,Nossa Senhora da Conceição, reuniões no sábado ás 19:00s na matriz, Rainha das famílias, reuniões na quinta feira ás 15:30hs na Igreja de Nossa Senhora dos Impossíveis e Rainha dos Anjos ,reuniões aos sábados ás 9:30hs na igreja de nossa senhora dos impossíveis. O Que é a Legião de Maria? Sua finalidade: Combater o mal que há no mundo, ou seja, tudo aquilo que vá contra o projeto de Deus que é ter a “vida em plenitude” (jô 10.10) com a ajuda e a proteção de Maria, Rainha deste movimento. Como esse objetivo tem sido atingido? Através de uma reunião semanal que dura até 90 minutos e durante a qual todos os legionários se dedicam á oração, as leituras espirituais e ao estudo do manual legionário. É ainda nesta mesma reunião que os pares de legionários prestam conta do trabalho realizado durante a semana. Tudo isso é feito também com o obje#vo de proporcionar ao legionário, a oportunidade de progredir na san#ficação pessoal e a oportunidade de colaborar na obra salvíca de Cristo, atraindo através de um trabalho orientado um grande número de pessoas para sua igreja. Quais os tipos de trabalhos são realizados pelos Legionários? Catequese, visitas aos doentes no lar de cada um e também em hospitais, visitas as famílias enlutadas e aos idosos, trabalho com os menores carentes, com os presos, com os viciados, com pros#tutas, enfim com todas as pessoas que de algum modo estão necessitando de uma palavra de conforto, de esperança de solidariedade (Mt 25). A todos os legionários procuram levar uma mensagem do evangelho, atendo o pedido de Jesus que disse: “ Ide e pregai o evangelho a todas as criaturas”. (Mc 16,15). Por que pertencer a Legião de Maria? Primeiramente por que somos ba#zados e devemos cumprir com nossa missão de evangelizadores, e em segundo lugar, por que temos poucos Padres e os que temos estão sempre muito ocupados na administração dos Sacramentos e na orientação das diversas pastorais, movimentos e serviço. Os católicos em geral são indiferentes, apenas 5% frequenta a Igreja e realizam os Sacramentos, os jovens também quase não aparecem, alguns são até hos#s com relação a Igreja e aos ensinamentos de Jesus. As outras religiões e as seitas aproveitam o indiferen#smo dos católicos para conquistar milhares deles, seus templos e salões estão cheios de “ex católicos”. E finalmente é bom ser legionário por que sem pertencer a algum movimento, até católicos pra#cantes enfraquecem e correm o risco de pouco a pouco se tornarem indiferentes .


PÁGINA 3

AN O I | ED I ÇÃO D I GI T AL 3|

Mês Mariano, Mês de Maria! Neste mês de maio voltamos nossos olhares para Maria a Mãe de Jesus, ela é para nós modelo de discípula, pela sua fé aderiu ao plano de Deus, colaborando com a obra da redenção desde seu início, antes mesmo dos apóstolos. Quais foram as virtudes de Maria e qual delas foi a maior? Falar de Maria de Nazaré, a mãe de Jesus, relacionada às virtudes, nos faz primeiro refletir no sentido desta palavra “virtude” para nós cristãos. É uma palavra latina: virtus, que designa a energia interior, a energia da alma bem nascida e formada. Existem as virtudes naturais que se adquirem e as virtudes sobrenaturais, que são infundidas e doadas, como fruto da graça de Deus agindo na pessoa. Falar de Maria em relação às virtudes nos remete a uma questão teológica mais profunda, ou seja: falar de Maria e a ação do Espírito Santo nela. Desde a origem da história do Povo de Deus na teofania do monte Sinai, até a culminação eclesial em Pentecostes, o Espírito é o mesmo: força de Deus presente como promessa e realidade de salvação, que se concretiza e se expande para gerar vida e vida em abundância. Jesus sem dúvida é aquele que recebeu a plenitude do Espírito Santo, na sinagoga de Nazaré ele lê o profeta Isaías: “O Espírito do Senhor está sobre mim porque ele me consagrou com a unção...” e em seguida diz: “Hoje se cumpriu esta passagem da Escritura que vocês acabam de ouvir” ( Lc. 4, 14-21). Porém o Espírito Santo está em Maria, ela recebeu a força do Espírito Santo. O anjo diz a Maria: “O Espírito Santo virá sobre ti e a forca do Altíssimo te envolverá com sua sombra” ( Lc. 1,35). No início do diálogo ele havia saudado Maria; “Alegra-te cheia de graça, o Senhor está contigo” ( Lc 1,28). O Senhor está com Maria e sobre ela ainda virá com sua forca (virtus) para envolvê-la totalmente. Maria então é aquela que foi envolvida por Deus a partir de dentro – ela concebe o filho de Deus – e a partir de fora: ela está envolta na força de Deus. Na força do Espírito Santo Maria vai percorrer um longo itinerário espiritual, no qual ela se mostra repleta de todas as virtudes que são dons e frutos do Espírito Santo. Ela trilhar um itinerário difícil: passar de mãe para discípula de seu filho. Vai mergulhando cada dia na solidão misteriosa, na qual o mistério a capturou: Jesus deve dedicar-se totalmente às coisas do Pai ( Lc 2,49) e ela vai ficar só, na sua busca “guardando e meditando em seu coração”( Lc 2,51). Maria vai a cada dia buscando e refazendo no diálogo íntimo com Deus, a sua confiança sem limites e renovando o seu sim, o seu “faça-se”. Sendo mãe teve de comportar-se como discípula. E aí então brilha a grande virtude de Maria, a fé: “bem-aventurada você que acreditou” dirá Isabel ( Lc 1,45). A fé e a adesão total de Maria ao plano de Deus, fez dela a primeira discípula de Jesus, pois ela foi a primeira a receber a notícia de sua vinda (anunciação) e acreditou, aderiu, confiou totalmente dispondo-se a servir e colaborar com o plano de Deus. Na sua humildade ela se abre ao dom que lhe é proposto. Eis aí o grande amor, a caridade exemplar de Maria: amor total a Deus, amor pleno para com a humanidade. Dispôs-se a assumir a tarefa de ser a mãe do salvador, o que lhe faria sofrer certamente: “uma espada de dor traspassará seu coração”( Lc 2,35). Sendo virgem, ela concebe em seu seio, a Palavra, que primeiro concebeu no coração pela fé. Eis aí Maria, repleta de todas as graças e virtudes: toda de Deus pela obediência, toda dos irmãos e irmãs pela generosidade sem limites. O Concílio Vaticano II ressalta a santidade iminente de “Maria que refulge para toda a comunidade dos eleitos como exemplo de virtudes’( Lumen Gentium n. 65 ). Porém, nós podemos nos perguntar qual a maior virtude de Maria? Se nela brilham de maneira fulgurante todas as virtudes em especial a fé, a esperança e a caridade, que são virtudes teologias, qual seria a maior? A maior virtude de Maria sem dúvida foi o desprendimento e a total disponibilidade a Deus: “Eis aqui a escrava do Senhor, faça-se em mim segundo a tua palavra” (Lc 1, 38). E ainda, quando ela agradece ao Senhor, vai exclamar: “...olhou para a humilhação de sua escrava”(Lc 1,48). Este desprendimento e total disponibilidade a que Maria chama de “humilhação” e que, em muitos lugares vem traduzido como humildade, é a expressão de quem está como a terra (húmus), em total disponibilidade para que sobre ela tudo se faca. Através de seu gesto de entrega total, de esvaziamento total de si, confiando de maneira absoluta na palavra e no amor do Pai, Maria se converte em receptáculo dos dons do Espírito Santo. Sem este esvaziamento, este abaixar-se e colocar-se totalmente disponível a Deus, nada poderia ter sido feito. Na medida em que saímos de todas as coisas, nesta medida Deus entra em nós, com tudo o que Ele é e tem. A oração de Maria, portanto, foi sempre esta: “Senhor, não me dês nada, senão aquilo que Tu queres, faze, Senhor, em minha vida, em cada momento, o que tu queres e como Tu queres”. A maior virtude de Maria foi esta perfeita simplicidade, este desprendimento total e esta disponibilidade perfeita à graça de Deus. Podemos nos perguntar: como Maria pode permanecer nesta virtude tão elevada, que constitui a busca dos maiores místicos, tanto do ocidente como do oriente. E como Maria atingiu tão grande virtude? Foi sem duvida a graça de Deus que a dotou especialmente para que pudesse cumprir sua vocação singular. Deus lhe deu uma graça especial: sua imaculada conceição. A nós todos, o pecado torna difícil nossa entrega total a Deus, ficamos presos no egoísmo. Maria ao invés, teve a força necessária para estar totalmente disponível a Deus em um grau elevadíssimo, total. Nisto devemos imitar Maria. Ela é o sinal da fidelidade e da disponibilidade total a Deus. Nesta imitação de Maria, em nossa caminhada para Deus, podemos estar unidos, todos, protestantes, ortodoxos e católicos. Ela é um grande sinal (cf. Ap. 12) que Deus nos dá, para mostrar o seu poder de fazer grandes coisas nos pequenos e humildes. Quem se humilha será exaltado dirá Jesus. Quem se esvazia será planificado. Deus estará totalmente disponível por toda a eternidade aos que foram disponíveis a Ele durante a curta peregrinação terrena. Que Maria repleta do Espírito Santo, mulher de todas as virtudes nos ajude a obtermos esta que é a fonte de todas as virtudes: humildade, desprendimento e total disponibilidade. Nós sabemos o quanto o materialismo tomou conta dos corações. A pessoa hoje é tomada pelo desejo. A sede de prazer embota corações e mentes. A inquietação e a agitação compõem a música de fundo de nossa sociedade competitiva e violenta. Não há paz nem alegria. Pois bem, a força do Espírito Santo que envolveu Maria conferiu-lhe todas as virtudes. E isto foi possível porque ela primeiro esvaziou-se totalmente, vivenciando a grande virtude do desprendimento, ou seja, da total disponibilidade a Deus. Assim, ela pode ser convidada pelo anjo a alegrar-se (Lc 1,28), pois a ela que se esvaziou completamente foi entregue por primeiro o maior dom: Jesus Cristo. Dom Pedro Carlos Cipolini


PÁGINA 4

BOLE TIM INFORM ATIVO

Agenda Paroquial Mensal


PÁGINA 5

AN O I | ED I ÇÃO D I GI T AL 3|

Agenda Paroquial 18-Reunião com todos os grupos de canto. Após a missa das 8h no salão paroquial

IGREJA DE N. S. DOS IMPOSSÍVEIS “Durante o mês de maio estamos rezando o terço às 19hs” Nos dias de missa – Sábado às 18.30h e Domingo às 17h

Participe!

Pastoral Familiar Curso de preparação para o Sacramento de Matrimônio.

A Pastoral Familiar abriu inscrições para o curso em preparação do matrimônio, os interessados em fazer a inscrição ou obter informações procurar a secretaria da paroquia de segunda a sexta feira de 14:00hs ás 18:00hs, o Curso acontece dia 08 de junho no salão paroquial da Igreja Matriz.


ARQUIDIOCESE DE NATAL

BOLETIM IMFORMATIVO

NATAL/RN

Rua Eng. Joaquim Cardoso, SN -Pitimbú-Natal/RN Direção: Pe. Joaquim Ataíde Editor Chefe: Ataíde de Araújo

Colaboradores desta edição Cleane Maria Legião de Maria Joaquim Ataíde Apoio: PASCOM Editor: PASCOM

Fone/Fax: 84 3618-3113 Email: psantaclaranatal@gmail.com

Vamos por em prática

a i r a M m o c z i Fel A mãe de Jesus é proclamada mãe de Deus. A base da fé cristã se dá em Jesus, por Ele não ser apenas um homem e sim também Deus. O filho que Maria gerou é pessoa divina. Ela acompanhou seu filho até a ressurreição. Por Ele ter ido ao céu, Maria também o acompanhou em seguida, sendo levada à eternidade na glória do Filho. Celebramos essa realidade da subida de Maria, viva em corpo e alma, para junto de Deus. Nós a proclamamos feliz, porque, de fato, ela cumpriu a missão que lhe foi confiada, apesar de seu sofrimento, vendo a injustiça humana perseguidora de Jesus. Mas, assim como Ele triunfou sobre tudo, sua felicidade foi imensa com essa vitória. www.catequisar.com.br

Ouça as melhores músicas católicas. Acesse www.regitargino.com.br

Publicação boletim maio 2014  

BOLETIM INFORMATIVO Paróquia de Santa Clara Natal/RN

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you