Page 1

O JOÃO E A ANA Uma vez dois namorados. O João tinha cabelo preto, olhos castanhos, era magro e alto. A Ana era loira, de olhos azuis, magra e alta. Moravam na cidade de Braga com os seus pais. Nos dias que se seguiram o João e a Ana foram com a tia do João fazer uma viagem. Quando estavam lá em cima o avião teve uma avaria e caiu. Passado pouco tempo o João e a Ana acordaram, mas a tia do João não estava no avião. Saíram do avião e puseramse a andar. De repente viram uma cabana. A Ana disse ao João: - Olha ali uma cabana! - Será que está lá alguém? - disse o João. - Vamos ver. Foram ver, mas não estava lá ninguém. Estavam cheios de frio. Dentro da cabana havia uma lareira, mas não tinha lenha. A Ana disse: - Vamos buscar lenha para nos aquecer. - Vamos! - disse o João. Lá

foram

eles

buscar

aqueceram-se. O João disse:

lenha

e

quando

vieram


- Vamos cortar um pinheiro. - Sim! - disse a Ana. Foram para o pinhal para cortar o pinheiro, quando viram um rico a cortar também um pinheiro. Disse o João:

- Quer ajuda? - Sim, por favor – disse o rico. O João e a Ana ajudaram-no a cortar o pinheiro e depois de o terem cortado o rico disse: - De onde é que vocês são? - Somos de Braga – disse o João. - E como é que vieram aqui parar? Em seguida eles contaram ao rico o que lhes tinha acontecido.

Então

o

rico

levou-os

agradecimento de o ter em ajudado.

para

Braga

como


Quando chegaram viram a tia do João que já tinha voltado. Finalmente o João e a Ana foram muito felizes!

Marco António Ribeiro Henrique, nº 16, 5º I João Ricardo Silva Pinto, nº 13, 5º I

Marco  

Contar as Janeiras