Page 1

CONTO DE NATAL


Era dia 14 de Dezembro, um dia de Inverno na Suíça. A mãe natal e os ajudantes estavam à mesa a comer. O Pai Natal já tinha ido para a cama, tinha ficado mal - disposto. Na manhã seguinte o Pai Natal levantou

-

se

muito

cedo

para

começar a fazer os presentes. Claro que com ajuda da Mãe Natal e dos ajudantes. Passaram os dias a correr e só faltava uma carta. -Mãe Natal, onde é que puseste a carta? Disse o Pai Natal com um ar apressado. - Eu não sei, pensei que tu tinhas guardado a carta. Disse a Mãe Natal.


O Pai Natal, triste, sentou-se na sua cadeira a pensar onde poderia estar. Pensou em quem é que não gosta do natal para fazer uma coisa daquelas. Lembrou-se logo da bruxa ranhosa que se tinha escondido num sítio da casa só para atrapalhar o natal. Era dia 22 e a carta ainda não tinha aparecido. Todos se fartavam de procurar e nada. - Pai Natal, anda comer. Gritou a Mãe Natal. O Pai Natal nem pensou duas vezes e foi logo comer. Ao partir a comida a carta estava lá, abriu-a depressa e dizia:


“Querido Pai Natal, sou o João e queria pedir-te só uma coisa, queria conhecer-te.” O Pai Natal ao ler esta carta emocionou-se porque ninguém até ali tinha pedido para o conhecer. Era véspera de natal, o Pai Natal fez como todos os anos e pôs os presentes debaixo das árvores de natal. No fim foi a casa do João para se

conhecerem,

falaram

e

logo

ficaram amigos. O Pai Natal teve que se ir embora mas prometeu-lhe que o viria visitar todos os natais. Eduardo Couto, nº 4, 6ºH João Pedro Sousa, nº 9, 6º

Eduardo  

Contar as janeiras

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you