Page 1

R

Edição IV - Número 4 - Ano 2013 27 de março de 2013

eflexões teológicas

giaiação o l rtiotanoc a amsubicsiaçã o h a i ã g iaç traincisatanio taçãno s o i l rao nsubncia io ncadeilnéstuibnáit t c r t e trabistario h a isictba un ilãihdoomtrsaem ê e ad GIA m ç i n suiná on coia og herrmim e soidf a alogsiaunb n ã o c O h a ç r n tg c miloiebil EOL t sem fia c IA a n a o a e i c g i n o c i f i h ã t e o c i o e c a t ç coioiccahenTê gia o c o LOG ileélo n ut dmear tisrsutacbnisorm iltah o s i t g c b n ê e o o t u n r l é l n n secoo hm cm na haa suabn mha iasc iioltoicdome tiica fi EO osgeilioecel n toaço e s c a ã i ngê a er T i r d ã c g o m i t A i iblao e l g n e ç Ihnictaoreim sm o e r êuitbile tra ca rhioaiofslh oiuaebncccieaiaG c d s c i g e o lid eutaicb h at aitoia t l h en c ad giuati náars o t n o o a é O l c n o t n l o c o a i e o i t encie eL tbsgcniaêlog gisaraasndetraa am r octrsbouisbEnitsaO l osomn mnoilid leonêemiadfm e h l r e ã á i e ç aofiatrsarun GT hogcib siro ra stur hn s ia hccoa imse iha s ilibdsa ufiitlaof estm ams art m i d cIiA a a i a n o g l i b c n i m a e i o e n s t g a s O c cgn cloelhoêuoctlio bfielo tiraabObeiLsset rioofia heGIAo log earbe icilsoasomiiubni nisstaaurtb iol i a o lo ia dTer T offiianástáanurbincioiil sta og a o n i Eu ná e g d s onLO t s s c clermcegalo nligdaioelrors T o n l i gia tr EEOO ha ri ciaisota aoçg n ia i e heceacstcooibci lessaiab t lsoaegmiaoffia TcGEIOA an tr LLOa cocoo çã nc hiãao cia s s e a hoo ia o f o o e s g s i O GInh n b los msiubanGsOIm n iolocata filo OL e çã m çã me h Aa g e A e r i o r T of náistaub tcioim lécticio iléti c cles eslogi er TE nc is loe ame EO ia e cato sab r i t n nt LO c o iaç an gtiao s ã e o c ho G IA nh om iaç ec il ão im étic en a to

o i r ná

i m e s

A R T E AL A T A M

LIÇÕES DO EVANGELHO SIMPLES RUÍDO NA COMUNICAÇÃO DA IGREJA


a m alogsiau h a c rtiroannisctia i t á m êuaadmea bntissutaibn t o r n h a e h u a a mloiagbi cilid antsr em m i a r o t h i u fshtuanenc io heenêciabdegtiuraticnasáarrs o t n n a eL roso octrsbouisbEnitsaO mnoilid leonêemiadfm e l r ã á i e ç a h a a a hogcib siro A n i i i s h u i I maticaig T G loidsoaf nterLsssaretOam nco a cgno cloelhoeêguio o b l i r l i tisaEb ca dfie ga O b ársiofi nhO u co cleersmiceganlo ntlio s gdia e heceacstcooibci lessaiaiboetlrlosroaenTgmiaoifnfiialo TcGEoIOAL s o e g o s O

8,92 mm

egn iolocata filo OL o c cles eslogi er TE e cato sab es


REFLEXÕES TEOLÓGICAS Diretor Jeferson Costa Editor Rev. Paulo Cesar Lima Diretor de Arte Jeferson Costa

giaiação o l o rtiotanoc ã a Colaboradores ç s m ã i a i ç a b c a o ia çãh nsatuancoi Drª Elisabeth Lima no o a g t t s a c o ã i i l ia trstuibisárao bciaç en Marco Antonio dos Santos u m s tiotalindocadmerailné n i c n iunitaite tArabnisátario hec Sérgio Verine i ãho t sem s ê i e b c ç i n u I d f n boãccoia og herrmim e soida OrGans in co Leonardo da Silva a l o L c t m i n m l a o e i i c ie ho ãoccofcaieb tg Wilson Peixoto EOia se ofia GIA çhe n T c a h c i o oceéloo i g s ê O t i l n e c esgilénet gbniloo rmout a filo l ncoon OL o i i o toasãe i t i i E cm e d c s m o c h c ngê a er T oaccteaoer scc leeolen Publicidade iblao ç gIhnA d s aaG utai b i g o e l m i i i e m a i o t t d i l o o Ocilé ec Jeferson Costa tbsoegctnoiaaêlogalogisatraasndetcraaham mnlehsencie a ra stur hn oa im io sailids ufiitla estm e cItAo lo beaabe iofcilsoaomnisiubnabnisasmtsaaur b rtio Contato lo gia rdTer T soffiianáistáanurbintcioiil sta log (21) 8647-6266 gia tr EEOO ha ri ciaisota aoçg n ia o ã c c a i sab fi semnsutraLLOaGOmcGon onçhãoonciahaoo iaç 8156-6726 l er oso inbisntsIuA aIArhtec hmeilécçãomilé ão teologicasreflexoes@gmail.com t a b i im ti T EO fia ár nc is oloen ciame ica i tã nt LO c o iaç an gtiao o c o ho G IA nh om iaç /reflexaoteologica ec il ão é im tic en a to

io


Editorial REFLEXÕES TE


«DO SENHOR É A TERRA, E TUDO O QUE NELE HÁ!»

SUA PLENITUDE


Pelos Caminhos da Igreja Marco Antonio

Marco Antonio dos Santos, é formado em

OS CAMINHOS DA MATURIDADE CRISTÃ

Administração de

Parte 2

Empresas e contabilidade.

O irmão mais velho queria

u l t r a p a s s a

a

sua recompensa, se

compreensão humana

julgava mais merecedor,

quando declara: “E ainda

pois tinha feito mais e

que eu distribua todos os

melhor, porém, se via como

meus bens entre os

um escravo, não

pobres e ainda que

compreendia que sua

entregue o meu próprio

relação era de um filho para

corpo para ser queimado,

com o pai, e é sob esta ótica

se não tiver amor, nada

que o pai amorosamente

disso me aproveitará” (1

declara que tudo que tem é

Co 13.3). Não é o quê

dele. O grande problema é

fazemos que conta, mas a

que ele servia ao pai pela

motivação em fazê-lo que

motivação errada, mesmo

importa para Deus, pois o

liberto e levando uma vida

Todo-Poderoso não quer

abençoado estava preso a

saber o tamanho do nosso

religiosidade e por isso era

sacrifício ou da nossa

legalista e todo legalista e

obra, mas a intensidade do

j u i z p e r v e r s o. N e s s e

nosso amor. Muitos são

prisma, o apóstolo Paulo

pegos no contrapé do

membro da Catedral da A.D em Jardim Primavera

contadormas_2012@yahoo.com.br marco.antonio_2012@yahoo.com.br

/marcoantoniodossantos evangelistamarcoantonio


amor de Deus, o Ágape,

mais com o pano de fundo

Filipe que ao se encontrar

pois, mais do que lavar a

da mensagem do que com

com o homem etíope que

consciência, ou seja, um

o verdadeiro ensinamento

estava lendo o livro do

ato de compensação, o

da mensagem. Nos

profeta Isaías, e ao avistá-

ajudar deve visar em

preocupamos com roupas,

lo

primeira instância o outro.

adornos, ou seja com o

“Entendes tu o que lês? E

Nossa própria satisfação

exterior do que com o

ele disse: Como podereis

deve ser um ato segundo,

i n t e r i o r d a s p e s s o a s,

entender, se alguém me

o qual surge como

Jonas tipifica a igreja de

não ensinar”. Jesus veio

consequência da

h o j e

e m

para dar luz ao cego, e só

motivação correta: ajudar

que a morte dos ninivitas é

pode dar luz quem tem luz

por ajudar, ajudar por amor.

mais esperada, mas se

para dar. O caminho de um

“E tudo quanto fizerdes,

preocupa com a

cristão tem que estar

fazei-o de todo o coração,

aboboreira (pessoas de

sempre iluminado para

como ao Senhor e não aos

dentro do que as pessoas

que resplandeça a luz de

homens” (Co. 3.23). A

de fora), na qual segundo a

Cristo e a sua glória possa

igreja de hoje tem

b í b l i a ( V s. 4 . 1 0 ) “ n ã o

se manifestada, por isso O

exatamente a cara de

trabalhaste, nem fizeste

Senhor no evangelho de

Jonas em que as pessoas

crescer; que em uma noite

Ma teus ca p. 5.16

se preocupam mais com o

cresceu e, em uma noite

proferindo as bem-

grande peixe que o

morreu”, e que segundo o

aventuranças para os

engoliu do que com a

Vs. 11 o problema de

discípulos Ele diz que:

m e n s a g e m

o

Nínive era falta de

“Assim resplandeça a

ensinamento de um Deus

conhecimento do caminho

vo s s a l u z d i a n t e d o s

misericordioso que quer

cer to a ser percorrido.

homens, para que vejam

resgatar o seu povo e para

Jesus disse: “Eu sou o

as vossas boas obras e

tanto enviou a terra o seu

caminho a verdade e a

filho para morrer por nós

vida ninguém vai ao pai

glorifiquem o vosso Pai nos céu”. RT

na cruz do calvário. Nos

senão por mim”. Lembre-

preocupamos mais em

se no cap. 8 de atos da

agradar aos homens do

igreja executados através

que agradar a Deus. Uma

de Jesus nos conta a

igreja que se preocupa

história do evangelista

e

pergunta para ele


REVELAÇÃO GOSPEL

Kamylla Monteiro KAMYLLA MONTEIRO é uma serva de Deus que tem dedicado sua vida a louválo por onde quer que passe. Brevemente seu cd estará sendo lançado. Enquanto isso, seus amigos e irmãos em Cristo oram para que tudo corra bem, segundo Seu querer e vontade.


cantora

Kamylla Monteiro Acompanhe Kamylla Monteiro nas redes sociais /cantorakamyllamonteiro /cantorakamylla Agenda e Contatos: (21) 8647-6266 / 8156-6726


Vera Estanislau é secretária adjunta da CMADERJE e escreverá todas as semanas nessa coluna.

4ª AGO DA CMADERJE CONVENÇÃO DAS ASSEMBLEIAS DE DEUS DO ESTADO RIO DE JANEIRO E OUTROS

Esta coluna se propõe a noticiar informações, avisos, palavras de reflexão a todos os ministros e amigos da CMADERJE. Por isso, desde já, fiquem a vontade para ler e opinar nessa coluna.

DIA 11/05 LOCAL: CATEDRAL DA ASSEMBLEIA DE DEUS EM JARDIM PRIMAVERA AV. VISCONDE DE ITAÚNA, 199


Disco-tindo SérgioVerine Por Sergio Verine,

OS SEM CABEÇAS Bride com as atividades encerradas? Vão nessa... A banda que arrastou uma multidão para o estádio do Pacaembu em Sampa, em 1993, dentro da 3ª ediçã o do SOS D

A

VIDA anun ciou r e c e n t e m e n t e “Incorruptible”, um novo álbum. Previsto para esse ano, a novidade divulgada pelos

irmãos Thompson através da página oficial da banda, que segue de for ma independente desde 2003, pretende chegar feito “Tsar bomba” ou seja, via Kickstarter (site de financiamento coletivo que virou febre nos Estados Unidos, terra dos caras). As gravações se iniciam dia 17 (maio) e vocês, fãs, podem contribuir até o dia 7 de junho, data limite para que a banda alcance os 3 mil dólares necessários para a realização desse projeto.

Filho único de um carioca, Luiz, com uma pernambucana, Maria. No mais, fundador da banda de rock Louca Sophia.


A q u e l e q u e “ c h e ga r junto” recebera com exclusividade, além do CD quando finalizado, atualizações sobre todo o processo de gravação. Show no Pacaembu.

RT


«Surge no cenário da música gospel o Ministério Adoradores. Mais que um grupo de louvor, Adoradores é um Ministério que faz jus ao Nome dAquele que vos chamou.»

Acompanhe o Ministério Aodradores nas redes sociais /ministerioadoradores2013 /cantorakamylla Agenda e Contatos: (21) 8647-6266 / 8156-6726

MINISTÉRIO ADORADORES


Rev. Paulo Cesar Lima

A Letra

?

Mata

podemos fazer também uma interpretação secundária. A LETRA MATA q u a n d o

s o m o s

LITERALISTAS, ou seja, quando interpretamos a Palavra pelo seu lado literal, frio, radical, inumano, algo s e m s e n t i m e n t o. N ã o

QUANDO É QUE A LETRA

podemos esquecer: A chave

MATA? Em primeiríssimo

da interpretação bíblica é

lugar, esta palavra não tem

JESUS. Devemos julgar,

nada a ver com o famoso

ajuizar qualquer coisa a

“conhecimento mata” que

partir da vida de Jesus, pois

m u i t a

g e n t e ,

Ele é o nosso parâmetro,

equivocadamente,

modelo, arquétipo. Outra

interpreta. Mas a

forma de matar é fazê-lo EM

asseveração paulina está

NOME DO QUE ESTÁ

falando sobre a lei de

ESCRITO. Tem muita gente

Moisés, a qual julgava o

matando em nome de Deus

pecado e condenava o

baseado no “está escrito”.

pecador a morte; por isso a

Porém disse Jesus: “... MAS

LETRA MATA. Além dessa

TAMBÉM ESTÁ ESCRITO!”

interpretação primária,

O Rev. Paulo Cesar Lima é Pastor Presidente da Catedral da Assembleia de Deus em Jardim Primavera; é Presidente da CMADERJE – Convenção de Ministros das Assembleias de Deus do Estado do Rio de Janeiro e outros. É doutor em Teologia pelo Living Light Bible College, USA; é Psicanalista Clínico, Jornalista e Licenciado em Filosofia. Como escritor já vendeu mais de 100 mil livros. Seus maiores sucessos foram “Os Mais Difíceis Temas da Bíblia” e “O Que Está Por Trás do G­12”, ambos lançados pela CPAD.


QUEM É O ANJO? / REV. PAULO CESAR LIMA

questões da vida MAIS PELA VIDA 1. Como diz certo escritor, nós

DE JESUS do que por uma palavra

somos o único exército que mata

fria, literal e sem sentimento, pois “a

os seus feridos. E os matamos

letra mata”.

utilizando-nos da mesma Palavra

6. Precisamos tirar nossos irmãos

que deveria dar a eles vida e curá-

da Cruz. Estamos crucificando

los.

aqueles que foram perdoados por

2. A igreja, depois de Cristo,

Jesus.

começou a torcer a cana quebrada

7. É um perigo mor tal quando

e a apagar o pavio que fumega

crentes começam a usar o ESTÁ

através do seu moralismo

E S C R I TO

exacerbado. Infelizmente, a igreja

convenientemente para garantir que

virou lugar de “coveiros” de plantão

o que está fazendo é da inteira

que, a qualquer suspeita, exumam

vontade de Deus. Assim a LETRA

corpos mortos e em decomposição

MATA.

f o r t u i t a

e

para mostrar erros do passado. 3. A igreja virou justiceira. Como tal

A LETRA MATA

é impiedosa, inclemente, detestavelmente justiça própria. Na sua construção moral, criou o pecado para morte, a culpa, o limite para o perdão, coisa que Jesus nunca estabeleceu como norma, lei, regra.

1. A LETRA MATA quando fazemos l e i t u ra s

b í b l i c a s

descontextualizadas, descomprometidas com o fato cultural, histórico-social do texto, sem nenhuma santidade com a

4. Há irmãos que fazem o tipo

exatidão daquilo que estamos

“advogado de Deus” como se

falando.

estivessem ajudando o TodoPoderoso a proteger e manter sua igreja santa e imaculada a partir de sua ótica. Mas não sabem que estão construindo o túmulo onde serão enterrados. 5. A Igreja precisa ler mais os evangelhos para interpretar as

2. A LETRA MATA quando as “pedras que trazemos nas mãos” para apedrejar alguém exercem mais fascínio do que o perdão de Deus. 3. A LETRA MATA quando nos falta a humildade para abaixar e lavar os pés empoeirados de alguém.


QUEM É O ANJO? / REV. PAULO CESAR LIMA

13. A LETRA MATA quando a 4. A LETRA MATA quando as

predisposição de quem a interpreta

normas que seguimos passam a

tem sempre a intenção de segregar,

ser maiores do que a própria vida.

matar, punir, condenar.

5. A LETRA MATA quando nos

14. A LETRA MATA para os que só

escandalizamos pela ação

veem o lado punitivo da Lei, porque

encantadora de alguém pela obra

não conseguem enxergar beleza

de Deus.

nos atos humanos.

6 . A L E T R A M ATA q u a n d o

15. A LETRA MATA quando não

matamos um irmão em nosso

conseguimos enxergar o nosso

coração, sem lhe dar nova chance.

irmão como irmão, mesmo depois

7. A LETRA MATA quando o

de ter cometido um fatídico erro.

impulso de condenar é maior do

16. A LETRA MATA quando não

que a vontade de absolver.

QUEREMOS ENTRAR NA CASA E

8. A LETRA MATA quando o desejo de ser santo é maior do que o de ser gente.

PA R T I C I PA R DA F E S TA D E COMEMORAÇÃO pelo retorno do irmão que estava morto, mas decidiu voltar para a casa do pai.

9. A LETRA MATA quando aquilo que matamos é “o diferente” que não aceitamos.

17. A LETRA MATA quando o nosso religiosismo tira de nós a alegria de uma vida simples, fr utífera e

1 0 . A L E T R A M ATA q u a n d o roubamos as viúvas, matamos os

abençoadora, por conta de uma visão dura e legalista.

profetas, mas damos o dízimo do que nem precisamos dar, numa total e mentirosa demonstração de devoção.

18. A LETRA MATA quando a nossa "santidade" nos faz passar de "largo" do necessitado e aflito, por conta do medo de uma possível

11. A LETRA MATA quando damos

contaminação.

uma de “bonzinhos” a fim de escondermos maldades malignas.

19. A LETRA MATA quando aquilo que quer matar é o EU da essência

12. A LETRA MATA quando o COMPRIMENTO da Lei é maior do

humana que não pode morrer, pois se morrer morre o todo.

q u e o C U M P R I M E N TO d a misericórdia.

20. A LETRA MATA quando cerceia a vida e faz da vida um cativeiro de


QUEM É O ANJO? / REV. PAULO CESAR LIMA

proibições, interdições, impedimentos.

CONCLUSÃO:

Interpretar a Bíblia Sagrada pela LETRA DA LEI foi o que, antes de Jesus, os fariseus faziam. Coavam mosquito e deixavam passar gordos camelos pela malha da sua or todoxia. Com suas interpretações legalistas envenenaram o amor oceânico de Deus pela humanidade, e transformaram Deus em tirano, déspota. A igreja, em muitos dos seus seguimentos, é patológica e patologizante, porque transforma o Evangelho de Jesus em um fundamentalismo da pior espécie.

Rev. Paulo Cesar Lima.


Construicidades

O QUE NÃO É TEOLOGIA por leonardo da silva Leonardo da Silva serve a Deus como Evangelista na Catedral da Assembleia de Deus em Jardim Primavera, é casado com Isabela Barreto, pai de Maria Clara, bacharel em teologia no S e m i n á r i o Teólogico Livre LUTERANDO. Escritor de vários comentários teológicos. Nesta Revista escreverá na c o l u n a CONSTRUICIDA DES.

É de Tillich a frase que: “a

pessoal, de redenção,

teologia como função da

regeneração e habitação e

igreja cristã, deve servir às

poder divino para se

necessidades da igreja”.

alcançar sua meta. Com

Um sistema teológico deve

isso entendemos que ética

satisfazer suas

filosófica se restringe aos

necessidades básicas à

deveres entre homens e

afirmação da mensagem

homens. Já a teologia

cristã e a interpretação

q u a n d o p r e s c r eve, o u

desta verdade para cada

antes, vir deveres éticos,

geração. Assinalar

não só inclui entre deveres

O que não teologia é de

entre homens, mas

capital importância, para

deveres para com Deus

que equívocos tão

também ou primeiramente.

presentes em tratados de

Segundos os teólogos a

teologia não se tornassem

obra teológica pressupõe

t ã o c o n s t a n t e s. Po r

s e m p r e u m a r e l a ç ã o,

exemplo, por mais que

porem, não é homem como

pareça, teologia não é

essência ou ideia que Dara

ética. A psicologia lida com

o ponto de partida de uma

o comportamento; a ética

verdadeira antropologia

com conduta. A psicologia

cristã. Pode-se falar do

indaga o porquê e como, e

caráter existencial da

o

d o

teologia cristã sem

comportamento; a ética diz

transformá-la em filosofia.

respeito da qualidade

Pois a teologia parte do

moral da conduta. A ética

dado concreto que é a

não a possui doutrina do

experiência original da fé: o

pecado, de um salvador

encontro de Deus com o

p o r q u ê


homem na pessoa de Jesus de

cristã, a rigor não tem, nem pode

Nazaré.

ter uma teologia oficial, mas

Tanto a filosofia como a teologia

apenas teólogos que ele

levanta suas perguntas em

reconhece como seus doutores, e

relação ao ser, porem o faz de

tal reflexão são de caráter

per spectivas diferentes. A

pessoal. E isso é que torna

estrutura do ser para o filosofo o é

possível o progresso da teologia.

em si mesmo. Já o teólogo não se

Segundo Maquarrie a reflexão

encontra distanciado do seu

t e o l ó g i c a bu s c a ex p r i m i r o

objeto, mas está envolvido nele. A

conteúdo da fé na linguagem mais

teologia reivindica construir um

clara e coerente possível e assim

reino especial de conhecimento,

participa no caráter comum de

lidar com um objeto especial e

todos os empreendimentos

empregar um método especial.

intelectuais. Pois todos estes

Por isso é que asseveramos não

buscam inteligibilidade e

existir uma filosofia. Apesar de que

consistência. Convém dizer que o

toda filosofia moderna ter nascido

teólogo procura tratar

em solo cristã. É que a

cientificamente os documentos da

reivindicação cristã de o logos

igreja buscando o significado que

concreto em Jesus, como o Cristo

os documentos comunicam. Na

é ao mesmo tempo o logos

historia da igreja apareceu duas

universal; inclui a reivindicação de

atitudes principais em relação os

que, onde que o logos esteja

d o c u m e n t o s . Ve j a m o s : o s

atuando, Ele concorda com a

fundamentalistas- que os tornam

mensagem cristã. Nenhuma

como documentos perfeitos às

filosofia que é obediente ao logos

limitações da cultura humana, não

universal pode contradizer o logos

na mesma categoria de outros

concreto, o logos “que se tornou

fragmentos da literatura antiga.

carne”.

O teólogo que per tence à

A teologia a tenta o caráter

comunidade da fé e comunidade

her menêutico da reflexão

humana em geral tem o dever de

teológica. Entretanto a igreja

interpretar a experiência original e


atual do Deus revelado para cada situação em que se encontra o homem. É possível que o teólogo moderno que melhor consegui marcar o caráter relacional da obra teológica seja o luterano Paul T i l l i c h . Pa ra e l e a t e o l o g i a enquanto função da igreja cristã deve rever as necessidades da igreja. Assim espera-se que um sistema teológico satisfaça duas necessidades básicas: “a declaração da verdade cristã e a interpretação dessa verdade para cada nova geração”.Tillich diz que a teologia se movimenta entre dois polos: a verdade eterna de seu fundamento, e a situação temporal onde a verdade eterna deve ser recebida. RT

REFLEXOES TEOLOGICAS - 5ª EDIÇÃO  

MAIS UMA GRANDE LIÇÃO TEOLOGICA PARA TODOS.

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you