Page 31

vestibular Redes da Maré por se tratar de uma iniciativa de uma instituição da Maré, fundada por ex-moradores. Segundo sua visão, o curso, por esse motivo, não teria a mesma qualidade de um outro, da iniciativa privada. Sua inscrição fora feita forçadamente por seu pai. Ao longo do ano, porém, a aluna foi percebendo a alta qualidade do projeto, a ponto de repensar o significado do próprio espaço onde vive – o Complexo da Maré – em sua vida. Conforme seu discurso, hoje, ela percebe o seu valor como cidadã e se sente muito mais implicada e responsável pelo processo de mudança da região. É importante frisar, porém, que o número de aprovações de 2010 para 2011 apresentou uma diferença significativa pelo fato de que, para muitos, são necessários pelo menos dois anos de projeto para que tenham uma base sólida para enfrentar os exames vestibulares, uma vez que vêm do ensino público com uma defasagem muito profunda. Dessa forma, a maioria dos alunos aprovados em 2011 já estava no curso desde 2009. Em 2011, a Redes recebeu muitos alunos novos, os quais, provavelmente, precisão de dois anos para conquistar a tão almejada aprovação. Muitos dos alunos aprovados são hoje “tecedores”, funcionários da Redes, que trabalham em diversas funções: secretários do próprio CPV e do Curso Preparatório para o Ensino Médio, assistentes do Setor de Monitoramento e do Setor de Comunicação, agentes do Censo Maré, dentre outros. Dessa forma, os novos universitários garantem os custos que advêm de um curso universitário e contribuem com iniciativas que visam à melhoria de vida da Maré, o que cumpre com o objetivo do projeto de enredar não somente saberes, mas forças na luta por um mundo mais justo.

PROCESSO SELETIVO DE 2011 Para o ano letivo de 2010, inscreveram-se 400 alunos. Como as quatro salas de que dispõe o curso comportam apenas 215 pessoas, foram selecionados, inicialmente, 215 estudantes, distribuídos em quatro turmas. De fevereiro a maio, porém, com o processo natural de desistência de alguns discentes – pelas mais diversas razões pessoais –, foram feitas quatro reclassificações, sendo chamados 15 alunos já em fevereiro, logo após o início das aulas; 30, em março; 15, em abril; e 20, em maio. A partir daí, convocaram-se os demais alunos da lista de espera à medida que outros alunos apresentavam desistência. É importante frisar, porém, que a prova de seleção elaborada pela equipe docente – da qual constam 30 questões de Linguagens e Matemática e 20 de Ciências 31

Profile for Redes Maré

Relatório de atividades 2011  

Relatório de atividades 2011  

Advertisement