Issuu on Google+

o ã ç A m e e d e

R

AT M R O F IN

L A N O I C IVO NA

— ERO IX M Ú N — Ano III

2012

- Alliance of Civilizations - Vídeo Institucional - XVIII Fórum Nacional de Jovens - Encontro Nacional 2012


Os Escoteiros do Brasil foram convidados para participar, através de um representante, no Forum Alliance of Civilizations, um espaço de diálogo entre jovens criado em 2008, sob o patrocínio dos governos da Espanha, Tunísia, dentre outros, recebendo apoio da ONU. Apesar do prazo exíguo de dez dias entre o convite e a data de nomeação da representante, uma equipe de seleção foi nomeada tendo como representantes os jovens Felipe de Paulo e Winder Garcia, orientados pelo Comissário Internacional Ricardo Stuber e assistidos pelo secretário-geral David Ortolan. Foi realizada ampla divulgação em todas as ferramentas de comunicação oficias da UEB e da Rede, sendo que 19 jovens se submeteram ao processo de seleção. Com currículos altamente qualificados, a equipe de seleção se baseou em critérios previamente estabelecidos sobre o perfil desejado para a representação, ao que se chegou ao nome da Thaís Carvalho, pioneira do G.E. Redentor - 41/RJ. Para que a conheçamos melhor, segue entrevista realizada para o Rede em Ação: Nome: Thaís Lacerda Queiroz Carvalho Idade: 19 anos Cidade/UF: Blumenau/SC Grupo Escoteiro: Redentor - 41/RJ

O que faz da vida? Estudante da Graduação de Relações Internacionais da PUC-Rio Uma atividade inesquecível: Jamboree do Centenário, na Inglaterra, em 2007. Me candidatei ao Forum Alliance of Civilizations porque... Eu me interesso muito por assuntos políticos, econômicos e sociais internacionais e globais e meu sonho é um dia trabalhar na ONU e poder contribuir da melhor forma possível para que os órgãos da ONU e outras instituições internacionais lidem com estes assuntos e contribuam na construção de um mundo melhor, lema da OMME. Por isso, inclusive, que escolhi a graduação de Relações Internacionais. E vejo este fórum como uma ótima oportunidade de aprendizado para minha vida profissional e também para fazer presente o escotismo brasileiro. Sendo escoteira há doze anos, vivencio diariamente os valores escoteiros e acredito que poderei contribuir muito para o Fórum, com as experiências do escotismo mundial (como os Jamborees mundiais) e do escotismo brasileiro, como a Rede Nacional de Jovens e Mutirões. O que pretende levar pra Viena? E trazer? Pretendo levar muita disposição, alegria, vontade de apender, contribuição e trazer roupa suja e chocolates =D Mentira, quero trazer muitas experiências, situações divertidas, novas ideias e darei o melhor de mim para aplicá-las ao escotismo brasileiro e fazê-lo crescer e melhorar ainda mais.


“Você Sabe o que é a Rede de Jovens?” Hoje essa é a pergunta que não quer calar! E é justamente com intuito de apresentar a Rede Nacional de Jovens de forma dinâmica e objetiva que lançamos no decorrer deste ano um vídeo institucional intitulado “Você sabe o que é a Rede de Jovens?”. Nele, jovens de variadas partes do Brasil relatam sobre como a sistemática de atuação da Rede lhes serviu de plataforma, base de informação e conhecimento, para o desenvolvimento e alcance de objetivos nos Grupo Escoteiro, na instituição e na sociedade. Se você é um jovem, com idade entre 18 e 25 anos, e tem interesse em conhecer a Rede, assista ao vídeo em www.youtube.com/watch?v=R7WFFXp1fg4, informe-se no site www.rededejovens.org.br e venha fazer parte desta Rede!

XVIII Fórum Nacional de Jovens No próximo ano, Recife recepcionará o XVIII Fórum Nacional de Jovens, principal palco de tomada de decisões da Rede Nacional e evento que abre o XIX Congresso Escoteiro Nacional. Na pauta, além da eleição para compor o Núcleo Nacional, apresentação dos relatórios dos Grupos de Trabalho, Raio X das Redes Regionais, consolidaremos os importantes documentos produzidos pelo Encontro Nacional de Jovens, realizado este ano em Natal/RN entre tantos outros pontos. As inscrições estão sendo realizadas unicamente pelo Meu SIGUE, onde são gerados os boletos, e ainda há a opção de parcelamento em até 4 vezes, totalizando R$ 350,00. Não perca tempo, participe desse importante momento da Rede Nacional e dos Escoteiros do Brasil. Nos vemos em Recife!


Encontro Naciona Carta de Natal Principal documento político nos últimos anos da Rede, foi principalmente sobre a Carta de Natal que girou o Encontro Nacional na capital potiguar. Os temas, escolhidos através de eleição virtual na própria Rede foram definidos com os votos de 81 jovens, e são eles: "Escotismo e Gênero", "Escotismo x Homofobia" e "Estrutura de Gestão da UEB". Os cerca de 50 jovens presentes no Encontro debateram por horas a fio em grupos alternados e sobre cada um dos temas, através da técnica de polinização cruzada. Esse processo foi divididoem quatro etapas: receber e ler, entender e discutir, discutir e opinar e priorizar. Ao final, registraram seus sonhos, receios, responsabilidades e recomendações para cada um dos temas, no que se consistiu num documento coeso e forte, da Rede para a instituição. Obedecendo os parâmetros da Rede, a Carta será submetida a aprovação do Fórum Nacional pelo que, se aprovada, será recomendada à Assembleia Nacional. Sua importância reside em a Rede propor à instituição o debate de temas que não vem sendo discutidos como gostaríamos e entendemos que pensar o Escotismo brasileiro é parte de nossa missão institucional e, a depender de alguns temas, até social. Usaremos sempre o termo Carta, como unidade, ainda que verse sobre três temas completamente distintos, isso dá mais coerência e força ao documento. Como se trata de temas polêmicos, não podemos correr o risco de perder todo o Fórum em debates intermináveis e sem sistematização, afinal seria um desrespeito a todo o processo e envolvidos que se propuseram a fazê-lo em Natal. Para coordenar o processo de propostas de alteração no conteúdo da Carta, será criado um GT (grupo de trabalho) aberto a toda a Rede em breve. Fique de olho!

Missão, Visão e Valores Apresentamos o documento base norteador da Missão, Visão e Valores da Rede Nacional de Jovens. Este documento organiza os grandes desafios para o bom desenvolvimento da Rede no Brasil. Sua montagem foi realizada com base nos objetivos, parâmetros, princípios da Rede e diagnósticos realizados pelos participantes dos dois últimos Encontros Nacionais de Jovens realizados em Guarulhos/SP, no ano de 2011, e em Natal/RN, neste ano. Buscamos verificar as condições passadas e atuais em nosso país e, projetando um futuro ainda melhor, organizamos este trabalho. A motivação deste trabalho advém do interesse de crescimento estruturado da Rede Nacional e do próprio Movimento Escoteiro com base em avaliações locais, regionais, nacional e também mundial do Escotismo. Além disso, busca alinhar a Rede ao planejamento nacional da União dos Escoteiros do Brasil, visando às necessidades futuras do Escotismo. Assim, respeitando os Parâmetros Regulamentares da Rede Nacional de Jovens, este documento será apreciado pelo XVIII Fórum Nacional de Jovens, em Recife/PE no ano de 2013 onde, se aprovado, se tornará documento oficial da Rede.

“O E inte vez bros rant

Éu dire

Éu bora -par

É ta pan men rado ideo to e jove ento

Seu nos Esco jas m

Con Esco fina

Ass com cipa


al de Jovens 2012 Colaboradores "O Encontrão foi mais um oportunidade que tive de compatilhar experiências com um Rede de Jovens cada vez mais madura que tem buscado se aprimorar e buscar novos temas e desafios. Talvez esse seja o grande mérito dessa Rede que depois de uma década continua relevante. Além do mais, saber que o encontro aconteceu no nordeste mostra a capilarização da rede e do escotismo no Brasil. Parabéns!" - Aurélio Araújo

Encontrão é uma atividade feita por jovens e para jovens, com potencial de promover diálogos intergeracionais e ersetoriais e de convergi-los às discussões e soluções do Movimento Escoteiro. É um evento feito por jovens, uma que são os Núcleos (regionais e nacional) de Jovens, como órgãos executivos da Rede de Jovens que conecta mems do Movimento Escoteiro entre os 18 e os 26 anos, que definem, organizam e catalizam seus processos, antes, dute e depois do evento.

um evento feito para jovens, já que o conteúdo, o formato, a metodologia, o local e a abordagem são pensados e ecionados os participantes, que são membros da Rede Nacional de Jovens.

um evento com diálogos intergeracionais porque privilegia o contato, a convergência e a colaação entre membros de várias gerações da Rede e, principalmente, entre esses membros e ex rticipantes da Rede.

ambém um evento intersetorial se considerarmos que a seleção e aglutinação de seus particites e colaboradores permite que pontos de vista de diversos setores, tanto dentro do Movinto do Escoteiro quanto fora dele, possam ser notados e levados em consideração. Os colaboores, como já passaram pela Rede de Jovens e hoje estão em variados campos profissionais, ológicos, socioculturais e econômicos, podem contribuir sobremaneira para o aprofundamenem questões relacionadas a seus setores específicos. Isso pode permitir que as discussões dos ens escoteiros extrapole o âmbito e o interesse particular da organização e conecte-a a seu orno.

u caráter estratégico está claramente previsto pelas diretrizes mundiais de inclusão de jovens processos decisórios da organização e, principalmente, por seu viés inovador, de gerar propostas gerais para os oteiros do Brasil, em seus diversos níveis, a partir de simples e poderosos compromissos pessoais e individuais, cumetas estão claramente definidas e cujos resultados podem ser efetivamente verificados.

nsidero que o Encontrão seja, portanto, uma atividade essencial, vital e estratégica: é da essência do Movimento oteiro perguntar aos jovens sobre os rumos de seu movimento, são essas perguntas que dão vida ao movimento e, lmente, são as respostas obtidas que podem direcionar a estratégia para o crescimento com qualidade.

sim, vejo que é principalmente por meio de atividades como o Encontrão que o Movimento Escoteiro se reafirma mo movimento de jovens que conta com a colaboração de adultos, e cujo propósito é formar cidadãos ativos, partiantes e úteis, tanto em seus grupos escoteiros quanto em (e para) suas comunidades.” - Mateus Fernandez

“O Encontão é uma atividade onde a Rede se materializa, se fortalece e se reconhece como Rede de Jovens. No Encontrão de Natal, destaco a oportunidade de vivenciar um processo participativo e de perceber como é possível construir documentos, propostas e ações a 50 mãos, ou a quantas mãos estiverem disponíveis, ganhando assim em qualidade e diversidade, além do sentimento de responsabilidade compartilhada pelo trabalho produzido. “ - Louise Vendramini


Mural da Rede PARANÁ 1º AGEP Nos dias 1 e 2 de dezembro aconteceu o 1º Acampamento de Grupos Escoteiros do Paraná. A atividade contou com a participação de mais de 1800 pessoas, sendo uma das maiores atividades já realizadas no estado. A rede de Jovens também marcou presença, assumindo a coordenação do AUERA-AUARA, uma aldeia de desenvolvimento com diversas atividades relacionadas com os seguintes temas: Cultura e Artes, Paz e Compreensão, Ciência e Tecnologia. Os jovens que passavam pela base podiam conquistar a insígnia Auera-Auara, e foram entregues cerca de 1500 distintivos para todos os ramos. Seguindo a ênfase do nosso ano, elaborada em conjunto com a diretoria Regional, que é maior atuação na área educacional, tivemos jovens que participaram da coordenação das atividades dos Ramos Escoteiro e Pioneiro. E ainda, a pedidos da coordenação da atividade, realizaremos a 2ª edição do Kalabanga regional, que estará no ar em breve.

1º Módulo de Imagem e Comunicação Escoteira Aproveitando o embalo que os nossos jovens voltaram do 2º Encontro Nacional de Imagem e Comunicação Escoteira. Foi organizado em Curitiba, pelos jovens Mariana Massaro e Fábio Carvalho, o 1º Módulo de comunicação escoteira. Lá foram abordados temas como a importância da Imagem, a correta preparação de materiais gráficos e a nova marca.

A nossa Rede ainda coordenou a participação dos Escoteiros do Paraná no Desfile de 7 de setembro, realizado em Curitiba.


Rede em Ação 9