Page 70

2016 – Beasts Of No Nation – Cary Fukunaga Uma das primeiras empreitadas da gigante Netflix, atualmente com produções originais semanalmente, só que anos atrás não era bem assim. Mesmo com muita qualidade suas produções eram bem menores comparadas com hoje, mas já no inicio nos brindou com o grande Beasts Of no Nation. O filme retrada a vida do pobre garoto Agu (Abraham Attah). o inicio mostra-o vivendo sua vida simples e feliz em uma pequena cidade africana, cheia de peripécias, brincadeiras e o amor de sua família. Porem a vida pacata do garoto se transforma drasticamente. Depois que sua família é assassinada a sangue frio por militantes, o pequeno Agu se vê obrigado a lutar na Guerra Civil africana comandado pelo comandante Thor (Idris Elba). Ver toda a tortura psicológica que o garoto passa, chega a transcender da tela e nós do outro lado acabamos passando toda agonia e sofrimento junto da criança. Um filme forte com um enredo impressionante e pensado para prender quem esta vendo. O único motivo que nos faz pensar o porquê dessa obra não ter sido indicado ao Oscar é o preconceito que a Academia tem com os modernos meios de Streaming. Mas esperamos que isso mude pelo menos no futuro.

2017 – Animais Noturnos – Tom Ford Um grande filme de um grande diretor e assim como os listados anteriores também fora do Oscar. Só pelo filme conter 3 linhas narrativas dentro de uma única historia de pouco menos de duas horas já merecia a atenção devida. O filme conta a historia de uma negociante de arte, Susan (Amy Adams) que sente-se desconfortável em sua atual relação com o atual parceiro Hutton (Armie Hammer). Em um certo dia Susan recebe um manuscrito de seu ex marido Edward (Jake Gylenhaal). Nele conta a historia de um passeio em família que tem acontecimentos trágicos após cruzarem com uma gangue. Durante essa Leitura Susan sente um pouquinho do gosto de seus traumas passado, constantes questões de sua vida atual e como poderia ser. O filme conta com um complexo final e só pelo conjunto da obra destacando figurino, maquiagem e trilha merece ser conferido e questionado a ausência na premiação retrasada. 70

Revista Código #7 | 2019 | Univeridade Cruzeiro do Sul | www.codigo.inf.br

Profile for Rede Código

Revista Código #7 - Jan/2019  

Edição Especial - Filmes e Séries

Revista Código #7 - Jan/2019  

Edição Especial - Filmes e Séries

Advertisement