Page 1

ano XV | julho de 2014


DESDE 1999

ÍNDICE

ano XV nº 171 julho 2014

Ampla Comunicação (PE) Ilustração: Liza Siqueira

CAPA revista de comunicação e marketing NE

Empresas de comunicação contam como atrair clientes e manter relações duradouras com contas antigas em seus portfólios. 16

RECIFE•SALVADOR•FORTALEZA•NATAL JOÃO PESSOA•MACEIÓ•TERESINA ARACAJU•SÃO LUÍS • SÃO PAULO

:: EDITOR Walter Lins Jr. walter@revistapronews.com.br :: REDAÇÃO Luciana Torreão - subeditora, Ivelise Buarque, Joyce Warren e Poliana Alencar

A VEZ DO CLIENTE A marca de azeite Andorinha entra em nova fase de seu plano de mídia e marketing e encanta os pratos brasileiros. 24

redacao@revistapronews.com.br :: COLABORADORES Joelli Azevedo, Matheus Torreão :: PRODUTOR GRÁFICO Bruno Regis producao@revistapronews.com.br :: DEPTº FINANCEIRO Walter Lins Jr walter@revistapronews.com.br :: ASSINATURAS 81 3426.6144 / 3034.6144 producao@revistapronews.com.br :: REPRESENTANTES COMERCIAIS

PERFIL O publicitário Bruno Scartozzoni ressalta a importância de uma boa história. 34

NS&A - CE - Aldamir Amaral (85 3264.0406/ 0576) - nsace@nsaonline.com.br :: DISTRIBUIÇÃO LogResolve (PE - 81 2123.1455) Jornal Correio - Rede Bahia (BA - 71 3203.1812) Sistema Verdes Mares (CE - 85 3266.9902) www.verdesmares.com.br :: DADOS TÉCNICOS Impressão: Gráfica FacForm (81 3339.6566)

GIRO 8 FICHA TÉCNICA 10 E 31 GIRO BRASIL 14 DE OLHO NA CAMPANHA 26 NA WEB 29 CLICK 37 EU RECOMENDO 38 Todo mês uma agência diferente produz a capa da Revista PRONEWS. Participe pelo e-mail: redacao@revistapronews.com.br 4

grafica@facform.com.br Tiragem: 7.000 exemplares Formato: 22x30cm Tipologia: Humanist 521 BT Papel: Couché brilho 150g/m² Número de páginas: 40 As matérias assinadas por nossos colaboradores não representam, necessariamente, a opinião da revista.

WWW.REVISTAPRONEWS.COM.BR


ASSERPE, A HISTÓRIA CONTADA DIARIAMENTE... Os fatídicos anos 60 foram de muita luta por liberdade no país. Envolto a uma ditadura política, a comunicação brasileira agonizava em meio aos vetos do presidente João Goulart ao Código Brasileiro de Telecomunicações. Nesse período foi criada a Associação Brasileira das Empresas de Rádio e Televisão (Abert). Em Pernambuco, jornais, emissoras de rádio e de TV lutavam para garantir o direito primário dos meios de comunicação: levar a verdade a seus ouvintes, telespectadores e leitores o que de mais importante acontecia no estado.

Fala Nordeste 2011: Cleo Nicéas, Ivan Feitosa, Marcelo Tas e Ângelo Melo

Depois de muitos anos de luta, de forma individualizada, era preciso unir as forças para transformar o meio em Pernambuco. Inspirado por esse pensamento, em janeiro de 1987, o então diretor dos Diários Associados, Antônio Camelo, convocou Vicente Jorge, diretor da rádio Recife FM e Cleo Nicéas, diretor da TV Globo Nordeste para juntos darem início a aventura de ver uma comunicação livre e com seus direitos garantidos. Nascia a Associação das Emissoras de Rádio e Televisão de Pernambuco (Asserpe). Hoje, 27 anos depois, a associação tem um papel de igual importância para a comunicação local, encabeçando ações que visam acompanhar e incentivar o desenvolvimento do setor, em todo o estado. Trabalhando em conjunto com seus associados, a Asserpe oferece uma série de serviços que têm a finalidade de valorizar e engrandecer o rádio e a TV da capital ao interior. Além de defender os interesses das emissoras e dos radiodifusores. Com quase 100 empresas associadas entre emissoras 6

de rádio e televisão de todas as regiões de Pernambuco, a Asserpe vai além de uma associação patronal. Às emissoras associadas são disponibilizados serviços como assessoria jurídica, apoio comunicacional interno e externo, cursos de capacitação para funcionários e gestores das emissoras, o que nesses anos têm levado mais profissionalismo e desenvolvimento para a radiodifusão do interior do estado. Outra função importante da associação se refere à troca de experiências entre as emissoras e profissionais de todo o estado de Pernambuco. A realidade de mercado de uma emissora no Vale do São Francisco não é a mesma do Agreste pernambucano, que, por sua vez, diverge bastante do Recife. A Asserpe neste aspecto serve como ponto de encontro e discussão a cerca dos percalços enfrentados por cada radiodifusor ou emissora em sua localidade. As decisões são tomadas com base em troca de experiências e opiniões o que têm transformado o mercado local em um dos mais ativos e consolidados do Norte-Nordeste e do país. PIONEIRISMO É MARCA DA RADIODIFUSÃO DE PERNAMBUCO Em seus anos de história a Asserpe enfrentou crises econômicas, governos de vários partidos, e sempre se manteve isenta e atuante em favor da sobriedade da radiodifusão. No cenário nacional, a Asserpe criou eventos para alavancar a qualidade e o profissionalismo do rádio e da TV de Pernambuco. Seguindo o pioneirismo de Pernambuco (Rádio Clube é a primeira emissora de rádio do Brasil, iniciando suas transmissões em 1919), em 1996, a Asserpe fez do Recife a primeira capital do Nordeste a receber o Congresso Brasileiro de Radiodifusão. Organizado em parceria com a Abert, o congresso colocou a capital pernambucana no foco da comunicação nacional, uma vez que trouxe grandes nomes do rádio e da TV, como Arnaldo Jabour, Alexandre Garcia e recentemente Marcelo Tas. Apenas quatro anos depois, em 2000, a Asserpe criou o Prêmio Asserpe, que legitimou e incentivou o mercado anunciante em todo estado. Eram premiados agências de publicidade e estudantes universitários que se destacavam em campanhas veiculadas no Rádio e na TV. Desta semente, plantada ainda no século passado, brotaram bons frutos, premiações na mesma linha, como o Prêmio Pernambuco da Propaganda (promovido pelo Sinapro-PE) e o Prêmio Neu-


Prêmio Asserpe criado em 200

rônio (Sistema Jornal do Commercio), o que só comprova que o mercado local só tende a crescer e se desenvolver. E, em breve, vem por aí uma nova premiação promovida pela Asserpe, que vai destacar os melhores profissionais do rádio e da TV no estado. Em 2002 a Asserpe criou o Fala Nordeste, evento que discute com toda cadeia produtiva da comunicação os aspectos técnicos, profissionais e comerciais no mercado interno dos estados que compõem a região Nordeste. Itinerante em várias capitais, em 2015 deve acontecer novamente em Recife, a exemplo do que ocorreu em 2011. No mesmo ano, o foco era o mercado publicitário e a Asserpe criou o Encontro Asserpe, que sempre no segundo semestre de cada ano, convoca as agências de todo o estado para um café da manhã, onde todas podem conhecer os planos comerciais e oportunidades de mídia nas emissoras do interior de Pernambuco.

Prêmio Pernambuco de Propaganda promovido pelo Sinapro-PE

A ARTE DE SE FAZER VENDER Além da importância associativista e institucional para a comunicação local, a Asserpe tem outras facetas que denotam a importância da associação para o mercado. O braço comercial da Asserpe tem nome e sobrenome: A Central de Rádio de Pernambuco. Foi criada em 1987, com o objetivo de dar um suporte comercial e apoio na área de marketing às rádios do interior do Estado que são filiadas a Asserpe, fazendo com que elas passassem a trabalhar de forma integrada e em parceria. A Central trabalha fazendo captação de negócios para as associadas, funcionando como um agente facilitador, trazendo para as emissoras parcerias com agências de outras regiões e clientes nacionais e multinacionais. A Central de Rádio desenvolve também ações promocionais, campanhas e convênios, além de fazer um trabalho “corpo a corpo” junto aos anunciantes e agentes, em todo o Brasil, esclarecendo a importância de anunciar no nosso estado, que hoje exerce grande influência dentro do atual cenário econômico/consumidor brasileiro. Desde seu início até os dias de hoje, a Central de Rádio de Pernambuco cresceu cerca de 510%, uma média de 25% ao ano e sua área de atua- Prêmio Neurônio, Sistema ção passou de anunciantes e Jornal do Commercio clientes de agências do Grande Recife para atender a agências de todo o Brasil, trazendo um maior número de anunciantes para Pernambuco. Nesta caminhada de sucesso, a Asserpe e a Central de Rádio contam sempre com o apoio e a competência do anunciante, dos veículos de comunicação e das agências de propaganda. Uma relação repleta de bons resultados que está prestes a completar 30 anos de cumplicidade, e nesse período quem mais ganhou com essa parceria foi o povo pernambucano, que pode reconhecer no rádio e na TV local a marca da nossa cultura e da nossa gente. 7


GIRO categorias e cores. Já para as que querem se divertir, o Quiz jogo de perguntas pessoais - tem o objetivo de identificar qual o modelo de melissa mais combina com a cliente. Além disso, as fãs da Melissa ainda têm acesso ao Photobooth, podendo estilizar suas fotos e compartilhá-las nas redes sociais. Estas e outras peculiaridades são desenvolvidas pela equipe de design do Clube Melissa, independente da região. Outra empreitada da marca para que franquias divulguem ações institucionais exclusivas do Clube Melissa, é disponibilizar informações, primeiramente, no Facebook.

PANTENE DE CARA NOVA Para homenagear suas consumidoras, a Pantene cria ação promocional exclusiva para o Nordeste. A marca estará nos principais pontos de venda de Salvador, Recife e Fortaleza, até 23 de agosto, para dar continuidade à campanha de celebração da beleza da mulher brasileira e sua diversidade. A ação consiste em estampar as embalagens dos produtos Pantene com o rosto das consumidoras. Para participar, basta comprar três produtos da Edição Limitada Pantene Belezas Brasileiras, nas versões Brilho Extremo, Cachos Definidos e Liso Extremo, para ganhar a embalagem do creme de pentear da marca personalizada com a própria foto. Haverá promotoras orientando as clientes em todo processo de execução da ação nas lojas: Bompreço Boa Viagem (PE), Lojas Americanas Rio Branco (CE) e Lojas Americanas Antônio Carlos Magalhães (BA). G1 LANÇA NOVO PORTAL Com o objetivo de monitorar as eleições que acontecerão em outubro no país, o G1, portal de notícias da Globo, acaba de lançar o blog “Eleição em Números”, que reunirá posts diários com levantamentos e apresentação de infográficos, matérias factuais e especiais sobre todos os detalhes do processo eleitoral de 2014. Além disso, o portal também contará com enquetes e curiosidades. Mostrando qual a quantidade de eleitores brasileiros que mora no exterior; qual a profissão mais comum entre os candidatos, etc. Veja mais em g1.com.br/eleições LOJAS CLUBE MELISSA LANÇAM PAINEL INTERATIVO Focando na interatividade para atrair consumidores, as lojas Clube Melissa apostam em painel touch. Práticos e fáceis eles contribuem para otimizar o tempo na hora de escolher a melissa ideal. Apostando nos comandos intuitivos dos painéis, a marca apresenta funções de acesso ao Footbook, por exemplo, que disponibiliza os modelos da coleção separados por 8

FACFORM PRODUZ PEÇA PREMIADA Produzida pela gráfica Facform e projetada pela Reserva Comunicação e Design, o material publicitário do Cabo Corporate Center, empreendimento da construtora Rio Ave, ganhou o prêmio Benny na categoria Catálogo. Considerado o “Oscar” da Indústria Gráfica, o Benny é promovido pela Printing Industries of America (PIA), dos EUA. A cerimônia de premiação será realizada em 28 de setembro, na cidade de Chicago. O Cabo Corporate Center é o primeiro empreendimento empresarial da região. ALEIXO FATURA PRÊMIO DE MÍDIA O Prêmio de mídia da Globo NE contemplou a coordenadora de mídia da Aleixo Comunicação, Juliana Souto, com o 1º lugar na Categoria Internet, pelo case do cliente Autoline Honda - Lançamento do Novo Honda FIT 2015. A premiação, que aconteceu no Paço do Frevo, no Bairro do Recife, também a presenteou com um iPhone 5S em reconhecimento do seu esforço e competência profissional. “Estou muito feliz, e sempre me empenho em participar dessa premiação, porque acho muito válida essa oportunidade de avaliação que a TV Globo NE nos dá, além de ser sempre muito bom ser premiada e homenageada”, comemora Juliana.


FICHA TÉCNICA TURMA DO É O TCHAN ESTRELA NOVA CAMPANHA A campanha publicitária de julho do Paraíba Cap chega carregada de animação. O título de capitalização convidou um fenômeno de sucesso na década de 90, o É o Tchan, para ser a grande estrela do novo vídeo publicitário. Aproveitando a volta, com o hit “Sabe de Nada, Inocente”, música baseada no bordão de Compadre Washington, a banda vai participar de comerciais bem humorados durante o mês das férias. “A ideia é trazer toda a energia e vitalidade da banda para o Paraíba Cap”, revela o diretor de marketing das Empresas dá Sorte, Edmar Falcão. O vídeo ainda está em fase de finalização e foi filmado pela equipe da agência de publicidade E2 Comunicação em Salvador. As campanhas estrearam nas TVs paraibanas no dia 29 de junho. Agência: E2 Comunicação (BA) Cliente: Paraíba Cap Atendimento: Edmar Falcão Criação: Francisco Marques Direção de Arte: Priscilla Augusto Redação: Widson Bruno e Thaís Salomão Mídia: Tarcísio Acioli Produção: Enio Sena Aprovação: Edmar Falcão

25 VERÕES PARA MADRE DE DEUS A cidade de Madre de Deus, na Bahia, comemora 25 anos de sua emancipação política em 2014. E à campanha criada para este momento tão especial da cidade, foi dado o nome de “25 verões”. Afinal, Madre de Deus é conhecida pela beleza de suas praias, clima pacato e de veraneio, típico da estação mais alegre do ano. O município, que está localizado em uma bela ilha da Baía de Todos os Santos, possui 17 mil habitantes. E foram alguns deles, os protagonistas dessa grande campanha que relaciona o povo com pontos importantes da cidade construído ao longo desses anos. Feita pela Viamídia Publicidade, de Salvador, veja todas as peças, que incluem outdoors, anúncio e um belo jingle. Agência: Viamídia Publicidade (BA) Cliente: Prefeitura de Madre de Deus Atendimento: Larissa Khoury e Americo Neto Diretor de Criação: Neca Boullosa Diretor de Arte: Augusto Cuíca Redator: Neca Boullosa Mídia: Alan Abreu Produção: Edson Heider

10


DIA DOS PAIS UNIMED MACEIÓ Criada pela Artecetera Comunicação Integrada, a campanha de Dias dos Pais da Unimed Maceió de uma forma lúdica, se utiliza do universo infantil dos super-heróis para destacar a importância de o pai também cuidar da sua saúde. As peças criadas foram anúncios de jornal e panfletos, além de um VT de 45”. Uma ação promocional também deu suporte a campanha, com um stand de vendas em um shopping de grande circulação de pessoas, que eram atraídas para fazer uma fotografia entre pais e filhos, com o pai usando a capa do super-herói. Agência: Artecetera Comunicação (AL) Cliente: Unimed Maceió Atendimento: Patrícia Lavenère Diretor de criação: Sérgio Vasco Direção de arte: Bruno Vasco Redator: Vitor Barros e Sérgio Vasco Mídia: Myliane Leite Produção: Andréa Fonseca Aprovação: Viviane Vieira Malta

ORGULHO DE RECIFENSE Está no ar a nova campanha de informes regulares da Prefeitura do Recife. Desenvolvido pela AgênciaUM Comunicação, o primeiro filme conta a história de Dona Nilvaneide e seus filhos, uma das milhares de famílias beneficiadas com os investimentos em habitabilidade na cidade. A campanha enfatiza o orgulho do recifense em ver a cidade cada vez melhor. A sensação de pertencimento aliada à conquista de uma vida mais digna trouxe para a campanha depoimentos reais e a vontade de compartilhar essa felicidade com todo mundo. Através dos famosos selfies, uma verdadeira febre da atualidade, pessoas comuns se transformaram em fotógrafos e cinegrafistas para protagonizar a campanha. Agência: AgênciaUM Comunicação (PE) Cliente: Prefeitura do Recife Atendimento: Ludmila Canto Criação: Rafael Oliveira, Raphael Pacheco Cavalcanti e Renato Moreira Direção de Criação: Rafael Oliveira Finalização: Rosalvo Pereira e Robson Henrique RTVC: Priscilla Silva Mídia: Leonardo Aguiar e Deysi Coelho Aprovação: Renata Stadtler e Flávia Lemos 11


GIRO BRASIL

HANGING MAN Líder mundial em adesivos de alta performance, Loctite lança campanha de mídia na TV para apresentar o Novo Super Bonder Power Flex, última geração em cola instantânea e principal lançamento da marca em 2014. Com duração de 30”, o vídeo resgata o conceito hanging man, um homem colado de ponta cabeça, agora em uma cama elástica. O personagem foi criado pela marca para valorizar a performance e confiabilidade de seus produtos pois só Loctite Super Bonder pode colar um homem de ponta cabeça. Desenvolvida originalmente pela BBDO e adaptada localmente pela Fischer, a mídia será veiculada durante os intervalos da programação da Rede Globo, do SBT, da Rede Record e da Rede Bandeirantes. Com duração de três semanas, a ação contemplará as seguintes praças: Porto Alegre, Curitiba, Belo Horizonte, Fortaleza, Salvador, Recife, Aracajú, Campo Grande, Goiânia, interior de São Paulo e do Rio de Janeiro.

MARIA SEM CASPA Com mote “Maria sem caspa”, novo filme da Head & Shoulders apresenta Sabrina Sato, Rodrigo Faro e Joel Santana juntos em um musical para TV e Internet. Inspirado nas aberturas de novelas mexicanas, o trio faz uma paródia divertida das novelas mexicanas, mostrando situações muitas vezes desconfortáveis para quem sofre com a caspa. Criado pela agência Africa, o filme mostra a história de Maria, interpretada por Sabrina Sato, uma mulher tímida, discreta e que era chamada de “Maria de la caspa” até que ela conhece o personagem El Gringo (Joel Santana), que lhe apresenta Head & Shoulders Hidratação para Mulheres. Os filmes de 15” e 30” já estrearam em rede nacional de TV e contam com uma versão de 2” para internet. 12

PORQUE SIM! Embalado por situações do cotidiano e tendo com o mote a campanha “Porque Sim!”, a Schin, marca de cerveja do portfólio da Brasil Kirin, estreia seu novo comercial, assinado pela Leo Burnett Tailor Made. Questionamentos rotineiros como: “Porque você comprou uma bicicleta ergométrica e só a usa como cabide?” e “Por que depois de uma feijoada você toma cafezinho com adoçante?” surgem para lembrar que a celebração dos bons momentos e a diversão não precisam de explicação, assim como a escolha da sua marca de cerveja favorita. Os filmes serão veiculados nos principais canais de TV aberta, internet, além de contemplar a comunicação nas mídias sociais da marca.

PIRANHAS PSICOPATAS Para promover o barbeador Aquatouch, a Philips lança uma nova campanha, que tem como objetivo as vendas dessa linha de barbeadores. Assinada pela Ogilvy, a linha criativa ressalta os sentimentos de confiança e atitude do homem que tem uma barba bem feita e sem cortes. E é o Aquatouch da Philips, um barbeador elétrico à prova d'água, que oferece a proteção necessária durante o barbear para levá-lo a explorar o mundo. O roteiro do filme “piranhas psciopatas” foi produzido pela produtora Vetor Zero/Lobo e exibido na página da Philips no Youtube (www.youtube.com/philipsbrasil). É caracterizado pelo humor e pela aventura e, mostra um homem que decide fazer a barba em um rio habitado por piranhas, que ficam agressivas quando próximas de sangue. Ao se barbear com o Aquatouch próximo do rio, nenhum dos peixes ataca o homem, que faz a barba com segurança e sem cortes. NÃO DÁ PRA CONTROLAR A NBS veicula comercial para divulgar o novo Bob’s Picanha Cheddar Bacon. O sanduíche traz hambúrguer sabor picanha, queijo cheddar cremoso e tirinhas crocantes de bacon. O filme mostra um rapaz que, por um descuido, ficou nu do lado de fora do apartamento e está prestes a ser flagrado pelas vizinhas. Em meio ao pânico do protagonista, o locutor sugere tudo o que ele poderia querer numa hora como aquela, até que o rapaz escolhe uma das sugestões. O comercial é assinado com o conceito da marca: “Bob’s. Não dá pra controlar.” Materiais de PDV reforçam a divulgação nas lojas.


Ivelise Buarque |

GLOBO NORDESTE RENOVA E DIVERSIFICA MAIS AINDA A Globo Nordeste reuniu profissionais, empresários e parceiros do mercado de comunicação para conhecer os novos planos e novidades para todo sistema da emissora, no encontro “Eventos e Projetos Comerciais 2014/2015”. O planejamento para o segundo semestre deste ano e para 2015 foi apresentado e deu o start para novas oportunidades e propostas de renovação de patrocínio para programas e eventos do calendário dos pernambucanos. “Desde 1972 a Globo já leva o Nordeste no nome, porque não olhamos só para Pernambuco. Olhamos a região toda. Temos que enxergar o cinturão da Bahia até o Maranhão", lembra o diretor comercial, Iuri Leite. Com a iniciativa, amplia-se a identificação da população com a própria região e a cultura, a partir de uma programação dinâmica e atrativa e, como consequência, proporciona-se um plano de mídia mais arrojado e com maior potencial comercial para o mercado. Afinal, para vender é preciso investir, mesmo que a visão macro dos negócios não seja a das mais reconfortantes. “O potencial dessa imagem positiva do Nordeste levada pelos europeus durante a Copa do Mundo é o maior ganho que se pode ter, mais do que qualquer outra coisa. A Copa, em si, não trouxe tantos resultados positivos para a economia no mês de junho e no mês de julho. Mas, em termos de turismo, para os próximos anos, será excepcional. A marca 'Nordeste' foi levada para fora, pela quantidade de turistas que vieram para cá e que gostaram ", comenta o economista e consultor de empresas Sérgio Vale, que palestrou na ocasião para o público sobre o cenário atual da economia brasileira. Segundo o especialista, estamos atravessando uma onda de desaceleração em praticamente todos os segmentos

14

da economia, principalmente nos bens de consumo. Esse clima tende a perdurar até o final de 2015. Por outro lado, as agências de propaganda vão ter que fazer ajustes em suas planilhas, em virtude das verbas escassas e investimentos menores dos anunciantes. "A gente sabe que 2014 e 2015 são anos um pouco difíceis. São justamente nesses anos que os empresários têm que refletir, pensar e otimizar seus investimentos, para fazê-los da melhor forma possível. Estes dois anos devem ser uma preparação importante para esse crescimento que vai voltar a acontecer nos próximos anos", enfatizou. E é esta preparação que a Globo Nordeste já antecipou com a confiança de que o mercado não irá se abater pelos tempos incertos neste ano que antecede as Olimpíadas 2016. Um período com uma programação variada com o expertise do time de produção e jornalismo da emissora. Além de especiais musicais com os cantores Nena Queiroga, Adriana BB e Beto Brito, a grade integra os programas jornalísticos já conhecidos pelos espectadores e os semanais Verão Nordeste (com reportagens exclusivas sobre o meio ambiente, roteiro de balneários, esportes radicais, sugestões de cardápio e passeios pelo litoral), e Espaço Pernambuco (que mostra toda a riqueza cultural com personagens curiosos e histórias divertidas). O plano de mídia promete ser também bastante atrativo com upgrade na agenda do portal G1, que teve reformulado visualmente o site Mercado no Ar (espaço virtual voltado para o mundo publicitário) e ainda traz novidade na programação do sistema, envolvendo inclusive a repercussão de projetos especiais como o Campus Party 2014, realizado de 23 a 27 de julho, no Centro de Convenções. Mas ainda


Prêmio de Mídia 2014 “SUA MAJESTADE O MÍDIA”, Socorro Cursino (Morya) e Iuri Leite

Juliana Souto (Aleixo Com.), Iuri Leite e Priscila Leite (Ampla)

Sérgio Vale e Iuri Leite, Globo NE

Os vencedores Prêmio de Mídia 2014

trabalhará em cima da Fliporto 2014 (prevista para 13 a 16 de novembro); e Musa do Pernambucano 2015 (janeiro a maio/2015). Da mesma forma, promete ser também bastante atrativo em cima de datas comemorativas em 2015, como o Dia das Mães (10 de maio), com o projeto especial “Puxei a Mainha”; o Dia dos Avós (26/07), com site especial no formato de um grande álbum de fotos, a ser personalizado pelo internauta; Dia dos Namorados (12/06), com página comemorativa a ser enriquecida com selfies (autorretratos) de casais e mensagens dos enamorados; e o Dia dos Pais (09/08), que mostrará os pais como os Heróis da vida real, customizado com fotos e elementos divertidos que remetem as HQs. A equipe de marketing da emissora aproveitou a ocasião para anunciar ainda os vencedores do Prêmio de Midia 2014, apresentada pelo mestre de cerimônia e jornalista Márcio Bonfim. Na categoria Internet, o terceiro lugar ficou com o mídia Pablo Fernandes, do Gruponove, com o

case Dia das Mães para o Shopping RioMar; o segundo foi para Danilo França, da Ampla, com o Natal do Shopping Recife. E a primeira colocada foi a mídia com Juliana Souto, da Aleixo Comunicação, com o Lançamento do novo Honda Fit, para a Autoline Veículos. Já na categoria TV, a mídia Paula Fernanda, da Arcos, faturou o terceiro lugar, com Linda é você, da Yes Comestics. O segundo ficou com Priscila Leite, da Ampla, por seu trabalho com o Definindo Kips para enfrentar grandes concorrentes, para a rede de supermercados Arco-íris. E o vencedor da categoria foi Henrique Milha, da Casa Comunicação, com o Expansão do Shopping Tacaruna. E o grande prêmio da noite, Sua Majestade, o Mídia, foi vencido por Socorro Cursino, da Morya, que ganhou uma viagem de final de semana para Fernando de Noronha. “O objetivo do Prêmio de mídia é homenagear os mídias do mercado, pois eles têm desempenhado um papel nota 10 aqui em Pernambuco”, destaca Iuri Leite.

15


CAPA

RELAÇÕES DURADOURAS

Luciana Torreão|

As peculiaridades e segredos das empresas de comunicação para conquistar contas e manter fidelidade de clientes por tantos anos Assim como um casamento ou relacionamento entre duas pessoas tem lá seus segredos para durar, também são as empresas e agências de comunicação. E, manter um portfólio com clientes fiéis e antigos é o sonho de toda agência. A Revista PRONEWS foi atrás destas parcerias antigas e ouviu os dois lados, para descobrir as peculiaridades desses relacionamentos. Afinal, será que dá certo mesmo, ou com o tempo a relação esfria e perde criatividade? Existe mesmo algum segredo? O sócio diretor da Bluebox (SP), Márcio Martinelli, afirma que sim. E o segredo está justamente em relacionar-se de verdade. O relacionamento cliente-agência tem que ser vivenciado literalmente, o que significa dizer que a agência tem que entender profundamente o negócio do cliente, quais são os hábitos e atitudes dos clientes do cliente, quais são as oportunidades de mercado existentes, saber no que a concorrência do cliente anda pensando, etc. “O cliente, por sua vez, também tem que investir na relação criando condições para encontrar o pessoal da agência com certa frequência, e, assim, possibilitar certa intimidade e cumplicidade. A relação clienteagência não precisa ser uma relação amorosa, mas deve ficar próxima disso. Esse é o segredo da relação duradoura”. De acordo com Najara Taglia, do restaurante Entre

Amigos – que tem parceria com a MID Comunicação (PE) –, o segredo está em construir uma relação de confiança, onde o perfil do cliente é respeitado. “Na nossa parceria com a MID temos exatamente isso”. O diretor Executivo da MID Comunicação, assessor, cliente e fã do Grupo Entre Amigos, Hugo Pordeus, reitera a afirmação de Márcio Martinelli. “O conhecimento do negócio do cliente, a cumplicidade entre o gestor e o assessor e a confiança mútua fazem com que o trabalho tenha fluidez e segurança”. Hugo conta que a MID atende o Entre Amigos desde o ano 2000, sendo a única assessoria de imprensa a trabalhar para eles desde então. “O cliente costuma dizer que só a gente entende o jeito deles. O que e como gostam de divulgar. Sabemos como desejam se posicionar para a imprensa e para o público em geral. E aí já se vão 15 anos de parceria sólida e produtiva. Vimos o cliente crescer, se estabelecer, se expandir. Podemos dizer que temos uma relação que vai além do aspecto comercial. Um relacionamento de amizade e respeito. É o cliente mais antigo da MID Comunicação. E, certamente, um dos mais queridos também”. O diretor Executivo da Radio Ibiza, Pedro Salomão, comenta que é necessário entender do negócio do cliente como se fosse seu e se experimentar como consumidor (caso ainda não seja) daquela marca. “Muitas empresas se preocupam em fazer apresentações mirabolantes e esquecem que ninguém gosta de ouvir alguém se auto elogiando. Numa conquista, você não fala de suas qualidades. Você procura apontar as qualidades que enxerga no outro. Em um negócio, deve ser igual”. E será que com o tempo, as ideias saturam e é preciso mudar de agência? Ou apenas renovar a equipe que atende a conta já é suficiente? Pedro Salomão diz que depende muito. “As empresas que trabalham com criatividade precisam se reinventar todos os dias para atender bem. Se isso for um

Márcio Martinelli, Bluebox (SP) 16


Pedro Salomão, diretor Executivo da Radio Ibiza (RJ/PR/SP)

Alexandre Ferrer (Pitú) e Queiroz Filho (Ampla): 38 anos de parceria

valor, as relações podem e devem ser duradouras. Empresas precisam compartilhar valores e experiências. Nada substitui a experiência e a usabilidade e isso só é possível com relações duradouras”.

ção deve ser mantido o entendimento, além de confiança, lealdade, o respeito entre as partes, a escuta mútua e a disposição para mudar, se for o caso, em prol do bom relacionamento, sempre. Muita gente pode achar que há desvantagem em atender um cliente por quase quatro décadas, ano após ano, mas para nós isso soa como um desafio. Para cumprirmos o nosso papel de agentes que promovem a comunicação de uma marca, temos de renovar nosso olhar a todo instante. É preciso olhar para frente. Essa filosofia é saudável para a relação e também para as marcas. Veja o caso da Pitú, por exemplo. É uma marca que tem 75 anos e se mantém jovem”. E, desde o início, a comunicação da Pitú é inspirada pela ousadia e pelo humor. Com o advento das redes sociais o campo para trabalhar essas características ampliou muito. A fanpage da Pitú é exemplo disso. “Conseguimos manter o conceitual do produto, a sua razão de ser, de maneira jovial, numa linha cada vez mais autoral e atualizada, no calor dos acontecimentos”, avalia Queiroz Filho. Queiroz também aposta que não é necessário mudar de parceiros para rejuvenescer a comunicação da marca. “Ao longo dessas quase quatro décadas a Pitú cresceu, se internacionalizou, ampliou sua cartela de produtos e é natural que ocorram ajustes. A Ampla também cresceu, passou por seus processos, mas considero que mantivemos a relação viva. Isso é o mais importante”. Quando Seu Queiroz decidiu montar a própria agência, Elmo Carneiro e Aluísio Ferrer, donos da Pitú, decidiram segui-lo. Essa parceria transformou a relação de trabalho entre eles numa amizade celebrada, religiosamente, todas as terças-feiras em almoço na mesma mesa no Restaurante Leite, no Centro do Recife. Por anos, se alguém queria burlar as agendas e falar com Elmo ou com Seu Queiroz, já sabia onde encontrá-los. “De estudante a atual dirigente da Ampla,

PARCERIA RECORDE – E se tem alguém que pode bem falar de relacionamento cliente-agência duradouro, é Queiroz Filho, diretor da Ampla Comunicação (PE) e vice presidente da Abap Nacional. Afinal, no ano passado ele e Alexandre Ferrer, diretor Comercial da Pitú, receberam em São Paulo o Prêmio Aliança, reconhecimento concedido pela Associação Brasileira de Agências de Propaganda (Abap) e Associação Brasileira de Anunciantes (ABA) para os relacionamentos mais longos entre clientes e agências. Só para se ter ideia, a Pitú e a Ampla completaram em janeiro deste ano, 38 anos de relação, uma das mais antigas do segmento publicitário no Brasil. A parceria com a Pitú tem a mesma idade da Ampla, pois Seu Queiroz, fundador da Ampla, abriu a agência com uma carteira de três clientes, entre os quais a Pitú, que o seguiram, em seu vôo solo, quando ele decidiu sair da Abaeté para abrir sua própria agência. A relação com a Pitú é recordista na longevidade, mas a Ampla se orgulha de estar construindo relações longevas com outros clientes. A lista com os clientes que tem mais tempo de casa na Ampla é formada por: Ferreira Costa (desde 1996), Fiat (1998), Vitarella (desde 1999), os clientes sociais Fundação CDL - Câmara de Dirigentes Lojistas (desde 1998) e Imip/Instituto Materno Infantil de Pernambuco (desde 1999). Tem o grupo na faixa acima dos 10 anos de Ampla, formado por Claro (2001), Shopping Recife (2003) e Globo Nordeste (2004). E, ao questionarmos Queiroz Filho sobre o segredo desta carteira de clientes tão antiga, ele diz que não tem segredo ou fórmula específica. “Acho que em qualquer rela-

17


acompanhei também a construção da marca. Desde ‘O aperitivo do Brasil’, ‘A Aguardente mais vendida no Brasil’, ‘Quando pedir aguardente, peça pela marca, peça Pitu’ até a atual ‘Mania de Brasileiro’. Agência e marca se confundem quando o assunto é lealdade, confiança, cumplicidade. E essa união Ampla/Pitú revela a importância do respeito pelas relações na vida pessoal ou profissional, das pessoas e das empresas”, ressalta Queiroz Filho. Quem também entende bem sobre o tema desta reportagem é a presidente da Artecetera Comunicação Integrada (AL), Patrícia Lavenère. Afinal, aos 33 anos de mercado a Artecetera tem a alegria de contar com a parceria de vários clientes há muitos anos. Um deles é a Cooperativa Pindorama, com mais de 25 anos de parceria e da Super Pizza, com 27 anos de Artecetera. “A História da Super Pizza começou praticamente junto com a da Artecetera. Os donos eram três meninos que vinham para a agência ainda com a farda do colégio e hoje consolidou-se como um grupo forte de alimentação em Alagoas e Pernambuco, tendo além da rede Super Pizza, a casa de pizza e massas Armazém Guimarães e o restaurante de culinária italiana Maria Antonieta, em Maceió”. Patrícia acredita que as relações de longo prazo sempre possibilitam melhor conhecimento do DNA do cliente, proporcionando melhores soluções de comunicação. “Nosso desafio é sempre o de nos reinventar, afastando a acomodação, dessa forma crescemos junto com o cliente que nos motiva a pensar coisas novas”. UM JEITO ESPECIAL – Um dos diferenciais da assessoria de imprensa Multi Comunicação (PE) é a fidelização de clienPatrícia Lavenère, Artecetera Comunicação Integrada (AL)

18

Patrícia Natuska e Teresa Maciel (sócias da Multi Comunicação) ladeando o presidente do Urbana-PE, Fernando Bandeira

tes, e justamente essa característica de manter relações sólidas vem ajudando a empresa conquistar novos clientes, que ficam mais seguros na hora de fechar um trabalho. “Temos sete clientes atuais, que variam de cinco a 11 anos de casa. Isso sem falar em outros que ficaram de sete a nove anos na Multi”, relembra Teresa Maciel, sócia diretora da Multi Comunição. Ela diz ainda que a fidelização foi um dos slogans da campanha de 10 anos de sua empresa: Não basta ter muitos clientes, importa mantê-los por muitos anos. A frase ainda hoje é destaque na home do site da empresa. Para manter o cliente, Teresa diz que é necessário, prestar um bom serviço, claro, que gere resultados. “Mas procuramos também manter um jeito especial de atender, feito pelos jornalistas/atendimentos com acompanhamento bem de perto das sócias, e que tenta economizar o tempo do cliente. Ao invés de perguntarmos se existe algo para divulgar, nós chegamos e propomos. Outro ponto importante é buscarmos sempre entender o segmento e o mercado em que a empresa atua, para que o trabalho de divulgação na imprensa seja consistente. Isso acaba resultando em muitas vezes podermos responder pelo cliente, em sermos uma memória deles, e na possibilidade de darmos consultoria sobre posicionamento no mercado”. E sua sócia, Patrícia Natuska, acredita que a característica de redirecionar o trabalho e adaptá-lo às novas realidades é imprescindível para que a relação seja duradoura. Ela expõe que alguns clientes se reposicionam e precisam cobrar mais resultados, ou precisam de um novo direcionamento. “Nós sempre corremos para nos adequar, se possível aumentando a equipe, mudando o atendimento quando preciso, estando mais perto, fazendo reuniões internas para que todos apresentem soluções. Outro grande segredo é ser maleável


Gustavo Bastos, agência 11:21 (RJ)

em algumas situações. Existe o que está no contrato de trabalho, mas às vezes o relacionamento antigo e a confiança possibilitam abrirmos em alguns pontos e fazer algum serviço que não foi previsto, como uma necessidade urgente. É o pensar na via de mão dupla e fortalecer a relação de confiança entre os lados”. O presidente do Urbana-PE, Fernando Bandeira, que é cliente da Multi Comunicação desde 2006, aponta que a assessoria de imprensa é muito importante para a instituição, principalmente no seu setor que tem segundo ele, injustamente, uma imagem muito ruim. “A assessoria ajuda a mostrar que as coisas boas existem. A vantagem de ter uma longa parceria é a confiança mútua. Com o tempo o assessor já reconhece as reações e conhece até o que queremos dizer com o olhar. Além do que eles já conhecem o setor, já sabem o que dizer e podem opinar melhor nas ações estratégicas. O trabalho de assessoria ajudou a Urbana-PE a mudar sua postura com a mídia, que passou de reativa para mais proativa. Alguns canais importantes foram construídos ao longo desse trabalho”. O diretor da agência 11:21 (RJ), Gustavo Bastos diz que além da confiança, a relação não pode cair na mesmice do dia-a-dia, e que é importante que a agência tenha uma equipe sempre motivada e criar e desenvolver projetos, novas ideias, refresque sempre a comunicação daquele cliente. “Não é uma missão fácil, e se o cliente for de varejo então, mais difícil ainda. Aqui na 11:21 nós temos dois grandes clientes de varejo, ambos do ramo automotivo e há mais de dez anos trabalhando, primeiro comigo em outra agência, depois aqui na 11:21. Mais do que confiança, desenvolvemos relação de admiração mútua que nos faz estar sempre com vontade de inovar mais e mais. Nossa meta aqui é que os clientes tenham orgu-

lho de sua agência. Acho que tem dado certo”. Gustavo atende a 32 marcas e diz que não perde uma conta há mais de dois anos. “O time é bom, motivado, e temos a simplicidade criativa como diferencial. Ter uma equipe criativa é condição básica para fidelizar um cliente. Ele tem que sentir que a agência está sempre se renovando, se superando, correndo na frente (e não correndo atrás) e surpreendendo. O cliente não sente o tempo passar no mau sentido, só tem o lado bom da parceria antiga, que é a confiança e o fato de você conhecê-lo e saber do que ele gosta”. E será que mudar de agência pode dar novo ar ao negócio? Marcelo Giannini, da Loja Comunicação (RJ) acredita que em time que está ganhando se mexe sim. “Mudanças sempre são importantes já que vivemos ciclos na economia, no desenvolvimento da cidade, na forma de fazer negócios. E onde a concorrência é grande é preciso renovar sempre”. A sócia diretora da Content House, Rafa Lotto avalia que mudar de agência também tem seu custo. “Todo o aprendizado histórico e conhecimento adquirido pelos profissionais na agência acabam sendo perdidos, por isso aqui na Content mantemos o exercício de mudar a equipe constantemente, mantendo sempre o aprendizado, mas renovando e oxigenando as ideias. É sempre rica essa experiência, quem está chegando tem sempre um ponto de vista diferente que com certeza contribui. Se a agência estiver atenta a isso, o cliente não vai precisar mudar para 'oxigenar'. Por isso, não acreditamos em um único 'segredo', mas na combinação de vários fatores. O mais importante deles é entender que as necessidades do cliente vão mudar ao longo dessa relação e que a agência precisa estar atenta para acompanhar, na velocidade e na qualidade em que for demandada. As agências hoje

Mário Penna, diretor do Raiz da Serra Empreendimentos (PE) 19


Natália Tavares, Feedback Comunicação precisam estar prontas para questionar seu modelo de negócio e suas relações a todo o momento”, destaca. METODOLOGIA DE TRABALHO – A AP Comunicação Estratégica (PE) atende o Raiz da Serra Empreendimentos desde 2010. E a parceria foi iniciada com o cliente para o atendimento do Raiz da Serra 3, condomínio de luxo em Gravatá, interior de Pernambuco. Desde então, a agência mantém forte vínculo com o cliente. Atualmente, a AP desenvolve o trabalho de divulgação e de relacionamento para a segunda temporada do Raiz da Serra 4, com ações junto aos formadores de opinião dos veículos do Recife-PE, de Gravatá-PE e de Caruaru-PE. “O trabalho para o Raiz da Serra é muito direcionado e específico. Por isso, sempre trocarmos ideias com o cliente e com sua equipe para podermos inovar nas ações de relacionamento e nas abordagens aos veículos”, comenta Ana Patrícia Galvão, diretora da AP Comunicação Estratégica. E o cliente confirma. “Trabalhar com Ana Patrícia Galvão e sua equipe é sempre um grande prazer. Sua simpatia e alegria complementam a profissional que ela é. Focada, inteligente e rápida nas ideias e decisões”, enfatiza Mário Penna, diretor do Raiz da Serra Empreendimentos. A AP Comunicação também atende a Pernod Ricard Brasil desde quando iniciou suas atividades do mercado de comunicação, em junho de 2007. Na época, o foco da empresa era 100% concentrado na prestação de serviços em asses-

soria de imprensa e o atendimento para a Pernod era em jobs específicos, como Carnaval e São João. Por isso, tinha atuação direcionada para a divulgação das marcas Ron Montilla e Teacher's em Pernambuco, com eventuais trabalhos em outras praças. Em um intervalo de dois anos de trabalho para a multinacional francesa, a AP conseguiu desenvolver uma comunicação eficiente e de resultados, e atende hoje toda a região Nordeste, para diferentes produtos da companhia, dentre eles vodkas, whiskies e rum, além da parte corporativa. Já o diretor de Produção da Pauta Assessoria de Comunicação (PB), Leandro Ramalho, diz que para uma assessoria de imprensa, manter o cliente na casa por mais tempo só agrega vantagens. “Dentro da nossa experiência com atendimento de contas no mercado paraibano, temos alguns exemplos de empresas que estão há mais de 10 anos na nossa carteira, como é o caso da Natura, McDonald’s e GPA. Essa grande parceria nos dá familiaridade com a linguagem e metodologia de trabalho das empresas. Facilita também porque conhecemos a fundo a área de atuação dessas companhias. Com anos de treinamentos, reuniões e atendimento, nos tornamos especialistas na área. Isso ajuda, inclusive, no feedback que as empresas necessitam para entender cada vez mais o nosso mercado”. Leandro explica que o grande desafio de uma conta duradoura é manter o nível elevado de atendimento e produção depois de tantos anos. “É preciso cada vez mais criatividade nas ações, abordagem diferenciada com os públicos estratégicos, no nosso caso, a imprensa da Paraíba, e ainda manter o pique de trabalho como se sempre fosse o primeiro dia. Mantemos uma rotação dentro da equipe para garantir essa criatividade, mas sempre com um coordenador mais antigo Ana Patrícia Galvão, AP Comunicação Estratégica

20


Bobby Fabisak | JC Imagem

Ângelo Leite, presidente da Serttel

da conta, que já conhece os caminhos e códigos de cada cliente e seu respectivo mercado”. Há oito anos, a jornalista Natália Tavares abriu a sua Feedback Comunicação, empresa que atua nas áreas de relacionamento com a imprensa, comunicação interna e prevenção e gestão de crises. E traz no portfólio clientes que são atendidos há mais de 10 anos. “Antes de abrir a empresa, eu atuava como assessora política e passei a atender informalmente alguns clientes corporativos. O tempo foi passando e eu vi que havia a necessidade de formalizar essa atuação e só então passei a ter um CNPJ”, explica. Entre esses clientes antigos estão o Sindicato das Seguradoras do Norte e Nordeste (SindsegNNE) e a Serttel, empresa que atua na área de soluções para mobilidade urbana. Natália lembra que no começo, a Serttel era uma empresa pequena, com atuação muito centralizada no Recife: “Hoje, é uma das maiores referências na área de soluções para mobilidade urbana, fez uma revolução nacional trazendo para o Brasil o sistema de compartilhamento de bicicletas públicas e eu tenho muito orgulho de fazer parte dessa história”. Hoje, a Serttel tem 20 filiais, distribuídas em 11 Estados do Brasil e acaba de abrir uma filial em Buenos Aires, na Argentina. “Há dez anos somos atendidos pela Feedback Comunicação e a contratação dos serviços dessa empresa foi de extrema importância para a Serttel num momento em que passávamos por muitas transformações e necessitávamos conquistar novos mercados e sermos mais conhecidos pela opinião pública. Atualmente, já temos um trabalho bem consolidado nessa área de Comunicação e o papel da Feedback agora é atender às demandas de uma empresa, pelo menos, 20 vezes maior do que quando ela começou. E contar com

profissionais que não apenas conhecem bem a nossa história mas fazem parte dela é essencial e faz parte da cultura da empresa”, diz o presidente da Serttel, Ângelo Leite. A qualidade do atendimento é um item fundamental para conquistar e fidelizar um cliente por muitos anos. Por isso, quando instalou o Mirabilandia em Pernambuco, há 12 anos, Antônio Peixoto, proprietário do Mirabilandia Park procurou uma empresa com credibilidade para que ajudasse a divulgar o parque e cuidar de sua imagem. “Tínhamos uma história empresarial fora daqui e precisávamos de segurança e conhecimento de mercado. Firmamos, então, uma parceria com a Intercom, uma consultoria de comunicação consolidada no mercado e com ótimos referenciais. Desde então, toda a comunicação do Mirabilandia é feita e orientada por essa empresa na qual temos plena confiança. É uma parceria exitosa de mais de uma década. E ainda consultamos seus profissionais para ações que envolvem marketing e publicidade”. O diretor da Intercom, Rodrigo Barros, diz que está sempre pronto para atender às demandas em qualquer dia, hora ou situação. E que é preciso dar atenção, saber ouvir e se antecipar aos cenários. “Da mesma forma, é preciso tratar os jornalistas dos veículos com agilidade e transparência, mostrando a seriedade do seu trabalho e do próprio cliente. É a permanente construção de imagem. No caso do cliente, respeito, confiança e credibilidade são outros fatores essenciais para o sucesso de uma parceria longa. Temos ótima vivência com o Mirabilandia porque a diretoria confia no nosso trabalho, que fazemos com muita dedicação e conhecimento”.

Antônio Peixoto (Mirabilandia Park) e Rodrigo Barros (Intercom) 21


TEXTO E TECNOLOGIA A SERVIÇO DA INFORMAÇÃO Klever Schneider |

Lançamento é referência para webwriters de todo o País Numa era em que prender atenção dos internautas torna-se tarefa árdua, profissionais de comunicação ou marketing ganham mais um reforço para desvendar as transformações tecnológicas e seus efeitos. O livro WebWritingRedação para a Mídia Digital é mais uma daquelas obras de cabeceira necessária para qualquer webwriter. Ele é o autor do primeiro livro em Língua Portuguesa sobre este tema e elaborou para o Governo Federal, em 2010, o Padrão Brasileiro de Redação On-line. Porém foi em 2000, quando lançou ‘Webwriting-Pensando o texto para mídia digital’, que Rodrigues mergulhou neste universo. Dando prosseguimento aos seus estudos, em 2006, escreveu ‘Webriting-Redação e Informação para Web’. Ao chegar ao terceiro livro, o escritor e pesquisador aprofunda e atualiza o

assunto. São 120 páginas com orientações e técnicas válidas para entender, adaptar e acompanhar a evolução da escrita ao meio online. Em quase duas décadas, Bruno Rodrigues faz um paralelo na forma como as pessoas aprenderam a lidar com a web. “As gerações que consomem conteúdo, desde então, estão cada vez mais exigentes. Queremos que as informações sejam apresentadas de forma extremamente objetiva e ao alcance de apenas um ‘enter’ de um mecanismo de busca. Gosto do termo ‘ferocidade’ no consumo das informações, que caracteriza bem este momento que começou lá atrás, no início do século”, explica o autor. Segundo ele esse desenvolvimento da escrita e da leitura web em todo o mundo e no Brasil, está diretamente ligada ao comércio eletrônico e os noticiosos on-line. “E vale dizer que não estamos atrás em nada nesta área. Os principais erros vêm da dificuldade dos sites e portais criados por estes segmentos - que acabam servindo de benchmarking para todos os outros - criarem documentos de padronização, e que eles sejam respeitados pelas equipes de publicação de conteúdo. Não é uma tarefa fácil”, enfatiza Rodrigues.

Bruno Rodrigues, consultor de Informação e Comunicação Digital

22


Em cada capítulo do livro, compreende-se a função do texto das primeiras páginas de grandes portais a blogs, e todas as outras camadas de detalhamento fundamentais para o sucesso de quem escreve. Quem ainda sofre para compreender SEO, Marketing de Conteúdo, Usabilidade ou Arquitetura da Informação, vai devorar as páginas desta obra. O webwriter vai encontrar lições por meio de metáforas, dicas práticas e capítulos dinâmicos, o que tornam bem mais prazerosa a sua leitura, principalmente àqueles que tem tempo curto e buscam informações relevantes para aplicá-las no dia a dia. Especialista em informação para mídia digital e consultor em diversos projetos, o autor assinala algumas nuances entre a formação acadêmica brasileira e do restante do mundo em relação à forma como encaram a escrita. “Aqui, o talento é resultado de experiência. Nos EUA e na Inglaterra, de experiência e na constante reciclagem em técnicas de redação. É uma pena, mas tenho pessoalmente trabalhado para que esta visão mude”, destaca Rodrigues. Em um dos trechos do livro, o escritor destaca: “O texto – assim como sua alma, a palavra –, dá ao ser humano o que ele mais precisa da informação: o básico, o essencial, o principal.” Para Rodrigues, estamos lendo cada vez mais. “As gerações que cresceram vendo toda a série Harry Potter ser publicada são as mesmas que redescobriram ‘O Senhor dos Anéis’ e amam ‘Game of Thrones’. São estas gerações que aqui leem Thalita Rebouças, Eduardo Spohr, Raphael Draccon”, reforça. Ainda segundo Rodrigues, a internet aproxima os leitores de seus autores preferidos e as editoras de seus públicos. “É um tremendo erro achar que o meio digital destrói o fascí-

nio pelos livros - pelo contrário, só o reforça”, ressalta. Em relação ao pagamento para consumo de informações, Rodrigues diz que o mercado demorou quase uma década para perceber que esta seria a principal razão para o público aceitar gastar dinheiro com conteúdo. “As camadas de um site são ideais para se aprofundar o conteúdo, é sua essência”. Segundo o autor, desde 2011, este cenário tem se alterado e os grandes sites e portais trabalham constantemente para aprofundar as informações. “Nosso senso crítico está cada vez mais apurado e o mercado segue nesta direção, quem ainda não entendeu isso, não desenvolve um bom trabalho”, explica. Em relação aos sites brasileiros, o escritor enfatiza que é preciso distinguir um site que trabalha bem seu conteúdo de outro que se relaciona bem com o seu público. “Ter bom conteúdo não é garantia de que um site ou portal se relaciona bem com o público. Como profissionais, temos que ter muito cuidado para não misturar os 'canais'”, explica Rodrigues. E o internauta, consumidor de notícias e que reivindica melhores informações e usabilidade, já impulsionam mudanças para os grandes portais. Um exemplo atual, segundo Rodrigues, é a versão online de 'O Globo', no ar desde primeiro de junho. “Eles mesmos deixaram claro que a maioria das alterações ocorreu por conta de testes de uso - e isso é notável”, elogia. Quanto ao futuro, deve escrever um livro mais amplo, que também inclui Webwriting, programado para 2020. No momento, dedica-se ao primeiro livro de ficção, cujo deadline é dezembro. “Vontade de escrever é que não me falta”, conta. Em agosto, Bruno Rodrigues participa da 23ª Bienal Internacional do Livro em São Paulo, com sua recente obra WebWritingRedação para a Mídia Digital (Editora Atlas).

Queremos que as informações sejam apresentadas de forma extremamente objetiva e ao alcance de apenas um ‘enter’ . 23


A VEZ DO CLIENTE

Ivelise Buarque |

A FORÇA E O SABOR DE UMA SIMPLES ANDORINHA O ditado popular prega que uma Andorinha só, não faz verão, mas a marca de Azeite vem mostrando há 87 anos a força deste singelo passarinho migratório, que agrega valor ao produto através da sua simpática personagem Dorinha, ganhando destaque na comunicação da família portuguesa Sovena no Brasil. Sendo uma das empresas mais premiadas no Brasil, lançou recentemente campanha institucional com o mote “Andorinha, suave para ir bem com tudo”, criada pela NBS, com proposta diferenciada para esta categoria de produto: o uso no dia a dia em diversos pratos que vão além dos especiais e das saladas. O plano de mídia envolveu rede nacional e canais de TV a cabo, mostrando uma nova etapa nos investimentos de marketing da portuguesa Sovena, detentora da marca. “A campanha institucional com o mote ‘Andorinha suave para ir bem com tudo’ é o foco da comunicação atual da marca. Estamos inovando mais uma vez na comunicação com o público. Essa tem sido a nossa marca registrada”, diz Loara Costa, gerente de Marketing da Sovena para o Brasil. O filme foca o uso do produto em receitas simples do dia a dia do brasileiro, destacando antes de tudo sua importância para o preparo ou finalização e ressaltar o sabor dos pratos como na salada, massas, carnes e até em doces como o tradicional brigadeiro. Mas, a investida ainda manteve ações contínuas nas mídias impressas de alta circulação, merchandisings e redes sociais, além de ações nos pontos de venda. “Andorinha busca se conectar com seus consumidores no maior número de pontos de contato possível. Com um forte plano 360º, a marca está presente nos principais períodos do ano

Mascote Dorinha

24

para a categoria com mídia de massa, samplings, parcerias com estabelecimentos de food service, forte presença nos pontos de venda, ativações com brindes etc”, comenta Loara. O Azeite Andorinha, desde 1927, é produzido em Portugal, local em que a cultura das oliveiras vem do século XIII e que hoje é uma importante economia deste país. “Em 1927, em um vilarejo pertencente à cidade de Abrantes, Portugal, a família Simão lança a marca Andorinha, cujo logo traz registrado Simão & Cia - Comércio e Industria S.A. Criada para suprir mercados internacionais com forte presença de imigrantes portugueses, fez do Brasil seu principal país de comercialização”, destaca Costa, que lembra que, em 2004, o Sovena, o maior grupo de azeites e óleos do mundo, adquiriu a marca Andorinha. A tradicional marca portuguesa manteve por muitas décadas a sua primeira embalagem, de azeite, uma latinha vermelha, que foi desenvolvida para suprir os mercados internacionais, e depois da década de 80 o produto ganhou sua versão em garrafa de vidro que foi reformulada dez anos depois para uma nova versão, com novo rótulo. E aos 70 anos de presença no mercado, em 2004, adquiriu versão mais moderna com uma apresentação física e visual diferenciada para marcar esta conquista. Foi nesta época que o grupo Sovena comprou marca, presente em três continentes e que comercializa sua produção para mais de 70 países, dedicado à produção e comercialização de azeites e óleos vegetais. No ano seguinte, a empresa introduziu no mercado o Andorinha Vintage (feito com azeitonas colhidas à mão), lançado em edição limitada de apenas 49.900 garrafas, que conquistou rapidamente a reputação de melhor azeite produzido pela marca em toda sua história. E logo após 2007, os produtos da marca ganharam nova roupagem e visual, como a versão em latas que passou a contar com bicos dosadores com cores diferentes de acordo com o tipo de azeite. Já em 2008 a família cresceu com o lançamento exclusivo no Brasil do Andorinha Citrus, um azeite que combina a melhor seleção de azeitonas portuguesas com o limão genuinamente brasileiro. E, em 2009, as garrafas de vidro da marca ganharam visual mais sofisticado e o exclusivo bico dosador “Vai-e-Vem”.


“Temos atualmente 13 SKUs (Stock Keeping Unit) – Unidade de Manutenção de Estoque, em linha, que se diversificam entre si por tipo e gramatura. Os tipos de azeite da linha são: Azeite de Oliva, Extra Virgem, Seleção, Orgânico, Vintage e o Spray. O carro chefe da marca é o Extra Virgem”, destaca a gerente de marketing da Sovena para o Brasil. Uma expansão que é reflexo da realidade do mercado, a atração por um produto variado e versátil que envolve grande consumo na Europa ou no Brasil. “Em relação ao consumo, os europeus (até mesmo por serem produtores) consomem mais. O consumo per capita/ano de azeite na Grécia é de 20 litros ao ano. Espanha 12 litros, Portugal 7 litros. No Brasil o consumo per capita tem crescido exponencialmente, mas ainda é pequeno se comparado com o europeu (cerca de 300ml)”, diz Costa, que ressalta que o Sudeste se destaca com cerca de 70% das vendas do mercado de azeites, sendo o RJ e SP as maiores praças em consumo. E neste caso, ocupa a segunda posição no ranking de azeites. Já no mundo, a Sovena é o maior grupo do setor, o maior fornecedor de marcas de distribuição de azeite, o maior embalador de azeite na Península Ibérica e EUA e o 1º exportador espanhol de azeite, segundo ela.

modo a garantir o ideal sortimento de produtos no maior número de lojas, garantindo assim fácil acesso da marca aos nossos consumidores”, comenta. A Andorinha deu continuidade nas ações com a integração do seu mix no cardápio saudável do PicNic Delivery, que trouxe a São Paulo o conceito grab and go (comida pronta para levar para casa) alinhado aos produtos naturais, e lusitanos em restaurantes conceituados do país, comandados por nomes reconhecidos na gastronomia brasileira como o Brasil a Gosto com a chef Ana Luiza Trajano, juntamente com o chef português Vitor Sobral - consultor de azeites da marca Andorinha no Brasil. E ainda retomou antigas estratégias como vinculação da sua imagem ao programa matinal Mais Você, da TV Globo, para contar novidades aos telespectadores. E também investiu em uma série de parcerias para conquistar novos paladares e essas apostas envolveram a TAP Portugal, que forneceu aos passageiros uma versão especial do azeite; e a All Light Gourmet, serviço de consultoria em alimentação saudável que entrega marmitinhas leves e frescas diariamente aos clientes. “A campanha institucional com o mote ‘Andorinha - suave para ir bem com tudo’ é o foco da comunicação atual da marca. A marca investe NOVOS CONSUMIDORES – Assim, o produto se em parcerias estratégicas com chefs renomados aproxima cada vez mais do público e busca atrair novos (Vitor Sobral, Rodrigo Oliveira, Isaac Azar) e consumidores para a categoria e para a marca, com importantes casas (Pizza Braz, Lanchonete da Cidaexpectativa positiva de crescimento. E as estratégias de, 1900 Pizzeria, Pirajá, Pizza Hut, All Light Gourpara atingir essas metas são amplas e vem sendo desenmet etc). Atua também de maneira constante na volvidas em larga escala desde 2012, quando dobrou os mídia através de anúncios nas principais revistas, investimentos nos pontos de venda e iniciaram a districampanhas nos principais canais e programas de buição de novas gargalheiras e papéis de forração em Azeite de Oliva TV, além de forte atuação no PDV e conscientizaem Spray todos os supermercados do país, com a personagem ção sobre os benefícios do consumo diário do azeicomo a estrela da campanha. “Trabalhamos com foco em te. Em relação às mídias sociais, a fanpage da Andorinha Doriinovação e presença, ou seja, sempre buscamos nos adaptar nha, personagem da marca, é uma das mais curtidas nesse às necessidades do consumidor e suas tendências de consusegmento e de maior engajamento, sempre trazendo novidamo, através de inovações relevantes e disruptivas para a catedes, receitas e curiosidades sobre o uso do azeite”, enfatiza goria (como o Spray e o inovador bico dosador dos produtos). Loara, que ressalta que todo o trabalho é desenvolvido pela Sobre a presença, buscamos a agência NBS, enquanto a assessoria de imprensa paulismáxima excelência de executa Holofotes se responsabiliza pela comunicação nos pontos de venda, de ção espontânea.

Produtos Andorinha: Azeite de Oliva, Azeite Virgem, Azeite Extravirgem, Azeite Vintage, Azeite Orgânico e Azeite Seleção 25


DE OLHO NA CAMPANHA

CELEBRANDO A IDENTIDADE MATERNA Para reafirmar a identidade de mãe que toda mulher passa a ser após o nascimento do bebê, Mucilon cria nova campanha do cereal infantil. Presente no Brasil há 50 anos e líder absoluta em seu segmento, a marca estréia comercial para tv e internet neste mês. Com criação da agência Publis Brasil, o filme mostra uma mãe brincando com o seu filho ao mesmo tempo em que a locução em off revela como ela descobriu um amor que nem sabia existir, e se transformou em uma nova pessoa, ganhando assim, nova identidade. Com o mote “Antes eu era Ana. Agora sou Ana, mãe de Pedro”, a campanha ainda destaca que Mucilon tem probióticos em sua fórmula. A ação conta com filme para tv aberta e fechada, anúncios de mídia impressa, material de PDV e mídia online.

AVENTURAS PELO MUNDO

Com o mote “Cities of the World”, a Heineken, cerveja Premium líder no mundo, apresenta a sua mais recente campanha global que integra uma ação de sete comerciais. “The City” é o sétimo filme da série 'The Legends', que apresenta homens pelo mundo afora descobrindo seus limites e superando os mesmos. Criada pela Wieden +, a campanha tem o objetivo de inspirar as pessoas a vivenciar novas aventuras, desvendando os segredos de suas cidades. A campanha inclui filme de dois minutos, ativação digital, promoção e edição especial de seis garrafas Heineken, já a venda nos pontos de venda do Brasil. O filme incita as pessoas a explorar seu próprio “quintal urbano”. Para comemorar o lançamento, a Heineken produziu um conjunto de seis garrafas concebidas especialmente com o nome de uma das seis cidades globais: Nova York, São Paulo, Berlim, Amsterdã, Londres e Rio de Janeiro. “Cities of the World” está sendo veiculada em tv aberta, tv a cabo e digital. 26


PARA SER UM SUPER TRUNFO NA PAQUERA ONLINE

Mégara Flores estava daquele jeito, aluada. Não conseguia tirar um certo rapaz músico da cabeça. Conheceu-o inusitadamente em um bar perto da sua casa e correu para adicioná-lo no Facebook. Enquanto hesitava em apertar o botão de solicitar amizade e fazia malabarismos mentais para adivinhar o que o tal cobiçado rapaz acharia do seu eu-virtual, deparou-se com o terror: sua última postagem só havia sido curtida uma única vez, e pela própria tia. Correu para a amiga também publicitária Rebeca Meireles, que conheceu dividindo o apartamento na Inglaterra e a chamada no MBA da London School of Business, e pediu socorro. A Rebeca não restaram dúvidas do que fazer: arrastou a amiga para a praia do Leblon, tirou uma sessão de fotos, escolheu a que daria a melhor foto de perfil e a mágica se fez sozinha. Surpreendentes trezentas e doze curtidas depois, nascia novo romance e, acreditem ou não, um novo negócio: a agência carioca Super Trunfo Comunicação Personalizada, espécie de consultoria de branding pessoal especialmente voltada para aqueles que desejam tornar-se atraentes nas redes sociais. “A grande revolução do branding pessoal foi se dar conta de que a imagem de um indivíduo ou figura pública funciona exatamente como a de uma marca. Tivemos a sacada de levar isso para um próximo patamar ao perceber que esta lógica não se aplica apenas no nível profissional, mas no cotidiano social e romântico também”, explica Mégara. Fundada em setembro do ano passado pelas duas sócias, a Super Trunfo hoje já conta com um número expressivo de clientes fiéis, fotógrafo, cinegrafista, webdesigner, estagiários para fazer monitoramento de buzz e um lema: exiba seus pontos fortes. “O brasileiro, das classes A à C, passa de 2h a 3h por dia nas redes sociais e é onde grande parte das situações de flerte e dos relacionamentos têm se desenvolvido. Se você negligencia este quesito, não só já está saindo muito atrás dos outros como perdendo uma oportunidade de ouro de exibir

despretensiosamente o quanto você é interessante sem ter de fazer isso se gabando sem nenhuma classe em uma mesa de bar, como a maioria dos rapazes faz”, defende Rebeca. É preciso, portanto, começar se colocando a capciosa questão: quais os meus atributos que fazem de mim uma pessoa atraente? A pergunta não tem resposta fácil, nem uma só. “Cada pessoa é como um floco de neve, sempre terão diferentes talentos e apelos. Se você é um designer fora de forma, será mais interessante postar o último desenho bacana que você fez do que uma foto sua 'pagando de gatão' sem camisa na praia”, considera Mégara, afirmando ser este o ponto no qual muitos se equivocam.

Rebeca Meireles e Mégara Flores, Super Trunfo Comunicação Personalizada (RJ)

Para as publicitárias, grande parte das pessoas sequer sabe quais são ou é insegura em relação aos seus talentos, não sendo notada justo por ter medo de se mostrar. E descobriram que a presença nas redes sociais funciona basicamente da mesma forma para seres humanos como para empresas. De acordo com o levantamento que fizeram através de 27

Matheus Torreão |

Da cutucada à retuítada, da foto do Tinder ao status do Whatsapp. Agência carioca faz consultoria de branding pessoal nas redes sociais para quem quer se destacar no flerte


questionários online com 2.113 usuários do Facebook – parte do trabalho de conclusão das duas no MBA londrino –, para 74% dos entrevistados pessoas que não atualizam com frequência suas redes sociais aparentam ser mais apáticas e ter uma vida social monótona. “Ser ativo no maior número de redes sociais possível é primordial, é preciso estar sempre atualizando suas novidades, atividades e conquistas, exatamente como uma empresa. Pessoas que têm uma vida dinâmica e conseguem fazer os demais acreditarem nisso se tornam mais interessantes e atraentes”, resume Rebeca. Mas muitos simplesmente petrificam diante da dúvida: o que postar? O que me define? Que imagem quero passar? E como fazer tudo isso sem parecer babaca, narcisista ou arrogante? É justamente para aqueles que não sabem o que responder para essas perguntas – ou que têm respondido de maneira equivocada – que é ofertado o acompanhamento da Super Trunfo. O trabalho começa, basicamente, com uma extensa entrevista sobre os interesses, os hábitos, as habilidades, a rotina, os gostos e demais os valores e virtudes imagináveis do cliente que poderiam estar sublinhados, sutilmente ou não, em uma postagem. A partir daí tais atributos são cruzados com o perfil de pessoa que ele deseja atrair para então ser elaborado o plano de ação. “Nosso primeiro cliente, o Breno, era meio sem postura, sempre saía com cara de 'mucho loco' (sic) nas fotos de festas em que era marcado e isso assustava as garotas. Até que descobrimos, durante a parte de sondagem de talentos da entrevista, que ele tocava violão muito bem e escrevia belas canções. O convencemos a criar um canal do YouTube, produzimos vídeos seus tocando e cantando em diversas paisagens exóticas diferentes do Rio de Janeiro e seu canal, o Breno Goes (algo como 'Breno Vai', em inglês) hoje possui até um fãclube virtual”, narra Rebeca, que também configurou o Facebook de Breno para que as marcações em fotos passassem por censura prévia. “Outra cliente, que não era criativa mas bastante culta, a orientamos para criar playlists com seus artistas favoritos no SoundCloud e divulgá-las no Facebook, o que também foi super efetivo. Vários homens passaram a segui-la e conhece-la simplesmente porque queriam ouvir coisas novas”, orgulha-se. As publicitárias confessam ainda se utilizar do astroturfing, tática de guerrilha que consiste em simular a popularidade de empreitadas gênero mobilizando perfis fakes ou pagos para segui-las e curti-las, o que estimula os demais a também fazerem o mesmo (comentar e dar boas notas no perfil dos clientes masculinos no Lulu também pode fazer parte da estratégia).

28

Mégara corrobora afirmando que este tipo de abordagem é sua favorita pois amplia o círculo de possibilidades românticas dos clientes para além do espectro das pessoas já conhecidas. “Se percebemos que um cliente tem senso humor, o incentivamos a sempre exercitar isto movimentando seu Twitter dando mais ênfase ao lado piadista, por exemplo, sem muitos filtros nem muita vergonha. Fazer rir é um belo afrodisíaco”, conta a publicitária, que sempre regula a frequência com que seus clientes postam, seja cobrando ou tolhendo os excessos, através de metas diárias e semanais. “Para os mais bonitos e menos eloquentes, por sua vez, focamos bastante no Instagram”, pondera. Como dá para ter ideia pelos casos citados, a gama de clientes é de fato bastante heterogênea e assim acabam sendo as soluções personalizadas. Da mesma forma que se põe uma maquiagem para sair à noite, o princípio é basicamente fazer aflorar as virtudes e dar aquela “varridinha” para debaixo do tapete nas imperfeições (como, frequentemente, sugerir àqueles menos favorecidos esteticamente que usem óculos escuros na foto do perfil ou substituam esta por uma ilustração). Mas claro, o aconselhamento não para por aí. As meninas também dão uma mão para quem tem menos paciência e quer ir logo às vias de fato. “Quando se tratam de aplicativos para smartphones, sempre tem aqueles macetes mais universais. A mentirinha branca de escrever no status que só vai ficar na cidade até segunda-feira quando se procura algo casual no Tinder, por exemplo, costuma aumentar as chances. No caso do Whatsapp, por sua vez, orientamos o tempo que a pessoa deve passar online e para demorar a responder as mensagens, o famoso 'charminho'. Parecer disponível demais é sempre negativo, nossa filosofia é demonstrar sempre um moderado desinteresse”, ensina Mégara. Entretanto, as duas jovens casamenteiras enfatizam bastante que o objetivo do serviço que oferecem é não se resumir a isso. “Nossa intenção é fazer um trabalho mais profundo de autoconhecimento, afirmação de identidade, elevação da autoestima. Isto serve para todas as áreas da sua vida, no final das contas”, concluiu Rebeca. De fato, outra descoberta da pesquisa realizada pelas sócias durante o MBA, inclusive, é que cuidar bem do branding social aumenta consideravelmente as chances de tornar mais estável e duradouro um relacionamento que você já possui. Uma coisa, sendo assim, é certa: é preciso 'curtir' quem você ama todos os dias.


NA WEB THECREATORSPROJECT.VICE.COM/ EN_US

The Creators Project é um site que celebra a arte e tecnologia global. Fundado pela revolucionária Partnership em conjunto com a Intel e Vice, o portal tem como objetivo propagar artistas visionários, que usam a tecnologia como nova forma de inovar, e que impulsionam a expressão artística. O site oferece infinitas possibilidades de inspiração para diversos profissionais, como designers, publicitários, entre outros do mercado criativo. 500 artistas de todo o mundo colaboram com o portal, que é em inglês, mas que tem versões em Mexicano e Espanhol - idiomas mais próximos do português. Ótimo espaço para se inspirar e inovar.

WWW.BOREDPANDA.COM

Boredpanda é um site que mescla arte, fotografia, produtos inusitados, campanhas criativas, design, arte digital, ilustração, animais, coisas engraçadas, entre outros. Em um só lugar, é possível se informar e aproveitar conteúdos perfeitos para o dia que estamos sem criatividade, e precisamos buscar inspiração. O site é em inglês, porém com matérias acessíveis, mesmo para quem não domina muita bem o idioma. Voltado para profissionais de jornalismo, analistas de mídias sociais, design, web design e publicitários, conteúdos diversificados e interessantes. Interativo, o portal também oferece ferramenta para os próprios usuários postarem notícias relevantes à proposta do site.


FICHA TÉCNICA PRESTAÇÃO DE CONTAS Com o tema Tá Trabalhando, a Dois Comunicação criou para a Prefeitura do Paulista uma campanha de prestação de contas com o objetivo de divulgar as ações e obras realizadas em todo o município ao longo desses 18 meses de gestão do Prefeito Junior Matuto. A Campanha Tá Trabalhando tem veiculação em TV, rádio e mídia exterior. Com contrato com a Prefeitura do Paulista desde abril, a Dois Comunicação iniciou o planejamento da campanha após avaliar pesquisa de opinião aplicada em maio, que apontava um desconhecimento da população em relação ao trabalho realizado pela Prefeitura. Agência: Dois Comunicação (PE) Cliente: Prefeitura de Paulista Atendimento: Orlando Mindêlo e Priscila Malafaia Criação: Marco Bahe Diretor de Criação: Cíntia Esteves Redatora: Gustavo Queiroz Direção de Arte: Filipe Cavalcanti Artefinalista: Waldyr Costa Mídia: Sissy Martins RTVC: Pablo Harryson e Fabiana Araújo Produção Gráfica: Pablo Harryson Aprovação: Prefeito Júnior Matuto, Thiago Nunes, Daniela Oliveira e Sílvio Mour

UM ÚNICO LUGAR A Curinga Comuniquê criou a nova campanha da UNIC Espaço de Metas, seu cliente desde 2010. Seguindo a proposta de valorização do aluno defendida pela academia, a agência decidiu fortalecer a imagem da UNIC enquanto um espaço ideal para diversos tipos de metas através do conceito: “Pessoas Diferentes. Metas Diferentes. Um Único Lugar”. Foram desenvolvidos materiais para o público interno como camisetas, balões com prismas informativos dos programas de metas próximos aos equipamentos; produção fotográfica com os alunos e a criação de outbus e panfletos para mídia externa. Agência: Curinga Comuniquê (PE) Cliente: UNIC Espaço de Metas Atendimento: Dan Coutelo Redação: Alesson Gois Direção de Arte: Lucas Emanuel Fotografias: Eduardo Cunha Produção e Mídia: Eduardo Cunha Aprovação: Roosevelt Menezes e Ana Cláudia Távora 30


TRANSFORME SUA VIDA Aporte Comunicação dá início à segunda etapa de campanha com o ator Thiago Martins. Depois do enorme sucesso da primeira fase da campanha do curso Grau Técnico, criada pela Aporte Comunicação, o ator Thiago Martins foi escalado para uma segunda etapa. Com o conceito "Transforme sua vida", o Grau Técnico - escola especializada em formação profissional técnica - se posiciona como agente de uma mudança de vida em função das oportunidades geradas através do ensino. O ator foi o escolhido por ter ele próprio uma história de superação e conquistas. Na primeira etapa da campanha, que foi trabalhada durante seis meses, o ator dava o seu testemunhal para os alunos da escola, trabalhando o conceito “Transforme sua vida. Faça Grau Técnico”. Agora, nesta segunda fase, que entra no ar logo após a Copa do Mundo, mostra-se pessoas seguindo a onda de transformação com o conceito desdobrado no “Transforme sua vida você também.” Agência: Aporte Comunicação (PE) Cliente: Grau Técnico Atendimento: André Souza e Ângelo Melo Diretor de Criação: Betinho Montenegro, Juliana Lisboa Criação: Natália Cunha e Diego Jucá Mídia: Fred Teixeira, Débora Negromonte e Maria Denis Produção: Camila Guedes Aprovação: Ruy Maurício e Roberto Pereira

SUA DOAÇÃO VALE UM LIVRO A Antares Comunicação iniciou ação em razão do Dia da Caridade. Em parceria com a Associação Donos do Amanhã, “Sua doação vale um livro” consiste na doação de cestas-básicas para a instituição em troca de um voucher, a ser substituído por um livro na agência em questão. A campanha está sendo desenvolvida nas redes sociais, no perfil da Antares no Facebook. A ação pretende incentivar as doações em favor às crianças e adolescentes com câncer. Agência: Antares Comunicação (PB) Cliente: Associação Donos do Amanhã Criação: Sérgio Rique e Fani Pires Direção de Arte: Mariana Rosal 31


Joyce Warren |

CONTEÚDO MULTICULTURAL EM FORMATO DIGITAL

Pensada para divulgação de conteúdo cultural para multiplataforma, a revista eletrônica Marco Zero vem sendo desenvolvida desde 2011. Incubado no Porto Mídia em Recife, o projeto visa criar soluções criativas de consultoria, distribuição, produção e coprodução de conteúdo audiovisual para tablets, celular, tv, radio e computadores. A revista investe, também, em formatos de crossmidia e transmídia. Ainda em fase de testes, a publicação está no ar com três vídeos – Poema Olho D'Água, Mini Doc Onildo Almeida e Poema Damião Araújo – que tem a produção cultural de Roberto Lessa e da 3 Brasis Comunicação Cultural. Para o projeto ter o devido alcance e qualidade, ao longo dos últimos anos, os conhecimentos dos envolvidos foram ampliando e tornando-se parcerias para a realização da revista. “Temos o apoio do Porto Mídia, a incubadora de Economia Criativa do Porto Digital no que se refere à parte da assessoria a criação do projeto; a ABCCOM – Associação Brasileira de Canais Comunitários, entidade que congrega cerca de 150 canais em todo o país, responsável pelo Canal Comunitário Brasileiro e a TV e Rádios Universitárias em Pernambuco, que desde o início são nossas parceiras no projeto”, pontua Mauricio Corrêa diretor da 3 Brasis Comunicação Cultural, que também produz, edita e finaliza os materiais de audiovisual na web; além de viabilizar a concepção de projetos com foco no marketing. Com relação à inserção de anunciantes no projeto, Mauricio explica que a revista ainda não possui verba pública e por este motivo, é imprescindível a participação da iniciativa privada para manter o negócio. “Estamos criando um setor específico para esse fim de captação e prospecção de negócios para o Marco Zero. A divulgação é feita pela 3 Brasis Comunicação Cultural nas redes sociais e com certeza temos espaços para anunciantes”. 32

Tendo a revista eletrônica Marco Zero como primeiro produto do projeto “Audiovisual é o Negócio”, que consiste em criar, fora do eixo Sul/Sudeste, uma distribuidora de conteúdos audiovisuais para multiplataformas e também atuar como uma film commission – organização estatal ou paraestatal, que se dedica a atrair realização de produções audiovisuais no seu local de atuação – em Pernambuco. Uma das vantagens da revista é que ela está inserida no ambiente do hipertexto, podendo migrar do cenário cultural, para outros vieses da rede. Voltado para um público que aprecia a arte em geral, Mauricio Corrêa acredita que a revista eletrônica será bem recebida pelos espectadores pernambucanos, por ser uma cidade vanguardista, onde a cultura é arraigada desde o início. “O Recife é uma cidade vanguardista e abarca, sem dificuldades, novas formas de propagação de mídia cultural. Eu diria que não foi à toa que o Porto Digital criou uma incubadora de Economia Criativa. Afinal tecnologia da informação e cultura andam, cada vez mais, juntas. Sendo o Porto Digital um dos maiores centros de TI do Brasil e Recife um centro Multicultural, temos toda a certeza do sucesso de nosso empreendimento”, comemora. O conceito da revista Marco Zero, além de propagar a cultura pernambucana no meio digital, é viabilizar a produção audiovisual na cidade do Recife, abrindo novas portas para novos conceitos no mesmo formato. No caso do projeto da Mauricio Corrêa, 3 Brasis Comunicação Cultural


Roberto Lessa, produtor cultural

revista eletrônica em questão, o idealizador do projeto, Mauricio Corrêa explica que o Marco Zero que foi ao ar é uma versão para web, com um formato mais conciso, curto. “Estamos na fase de testes, vendo o que pega e o que não pega”. Sendo assim, a produção de conteúdos continuará sendo ativa para uma melhor adaptação ao mercado da web 2.0. Mauricio ainda esclarece que o processo inicial do projeto é permeado de premissas, espera e concessões. “Quando se cria um programa ele não vai ao ar direto; é necessário ir vendo, aos poucos, e aí sim, depois, você monta uma estrutura que vai sendo moldada até se tornar um formato viável. Um programa no nosso caso, com formato de uma Revista Eletrônica, terá muitas mudanças. Por isso começamos com poesias e um mine doc. Pois são temas que estarão sempre presentes. O programa que vai ao ar, ainda na web, é um formato que teremos quando ele chegar a TV no segundo semestre. Entrevistas, clipes, dicas e, pode anotar, muito mais novidades vem por aí”, promete o diretor da 3 Brasis Comunicação Cultural. Na espera por alavancar a revista eletrônica Marco Zero, Mauricio acredita no empreendedorismo com vontade de fazer, embasado no conceito de criação e apresentação de soluções: “Estamos fazendo a nossa parte, talvez a nomenclatura da moda seja startup. Não sei se teremos essa nomenclatura em um futuro bem próximo; afinal, na minha concepção, temos que ter uma Economia Criativa mais forte, com menos dependência do poder publico. Com as novas tecnologias que estão cada vez mais acessíveis economicamente, podemos criar mecanismos de produção, distribuição e divulgação de nossos produtos em várias plataformas”. Entre o inventar e reinventar de novas tecnologias

para novos meios, o produtor lembra que “não devemos esquecer que a partir de 2015 todos os canais de TVs no Brasil serão digitais”. Acreditando que esta certeza “irá mudar o modo de ver e fazer produção de conteúdos para a TV hoje”, Mauricio projeta que as chamadas telinhas, seja no celular, tablet, notebook ou computador, já fazem grande diferença no modo de ver conteúdos audiovisuais. “Não são mais os grandes estúdios ou as grandes redes de comunicação tradicional que produzem conteúdos, a Netfix já produz series própria e o YouTube também terá produções próprias”, analisa Mauricio Corrêa. Entre os colaboradores do projeto estão Antônio Roberto (finalização do produto), a produtora Cabra Quente que auxiliou na captação de imagens; Flávio Rocha (direção musical), o escritório de advocacia de Ana Patricia Lopes de Farias – especialista em direitos autorais e assuntos jurídicos na área cultural; Kaika Luiz da Sertão Pop Cariri Produções no Ceará, Cacá Teixeira, Raimundo Nonato Oliveira e Philippe Jones.

CERPE AOS 45 ANOS O laboratório Cerpe volta à mídia com uma campanha que celebra os seus 45 anos. O conceito da campanha e peças para rádio, revista e TV, foram criadas pela Circo, após vencer concorrência realizada pela Dasa, meses atrás. Além da Cerpe, a Circo ficará responsável por atender as marcas do grupo Dasa na região Nordeste, incluindo o mercado do Ceará e da Bahia, com as marcas Labpasteur e Image Memorial, respectivamente. A Cerpe é uma das principais marcas do grupo na região. 33


PERFIL

“Boas histórias se perpetuam independentemente da tecnologia, e se uma empresa consegue contar uma boa história o mesmo vai acontecer”, declara o publicitário Bruno Scartozzoni, diretor de planejamento da Flap Live Marketing (DF), e professor de Storytelling Transmidia da USP. Atuando hoje como cabeça de projetos importantes da agência brasiliense, se tornou muito conhecido no mercado pelo seu expertise nesta nova forma de comunicar a partir do processo de contação, que, segundo o próprio paulista boas obras e narrativas são eternas, como a vida de Cristo e o trabalho do dramaturgo inglês William Shakespeare. “A história de Cristo tem mais de 2.000 anos e está aí até hoje porque faz sentido para muita gente. Antigas religiões também duraram bastante. Até hoje teatros do mundo todo encenam peças do Shakespeare e grandes clássicos do cinema são assistidos pelas gerações mais novas”, segundo ele. E é neste mundo em que quem conta um conto ganha mercado que o especialista trafega, mediando sua atividade entre a prática na publicidade e o repasse do conhecimento na academia. “Contar histórias é uma habilidade que foi tradicio-

nalmente desenvolvida por escritores, roteiristas, dramaturgos e outros profissionais que lidam com entretenimento de uma forma geral. Agências de comunicação e departamentos de marketing estão tentando se atualizar nesse sentido, mas a verdade é que ainda falta conhecimento e prática. Isso gera ações de marketing que, na média, são menos interessantes do que, por exemplo, livros e filmes”, diz Scartozzoni, que naturalmente gosta de assistir filmes e séries, jogar videogame, e colecionar histórias interessantes das pessoas que o cercam. “Se você tem alguma história interessante, por favor, me conte”, frisa ele, que neste sentido foi muito influenciado pelo pai. Geólogo de formação, Angelo Primo Scartozzoni trabalhava na área comercial e transmitiu ao filho ensinamentos sobre marketing e ainda o interesse por tudo na vida e por tudo que acontece à volta de cada um. Mas, outra pessoa que muito contribuiu para sua visão das coisas foi sua mentora, a publicitária Roberta Carusi, que lhe ensinou praticamente tudo que sabe sobre planejamento, contudo, reconhece que muitos outros profissionais com quem trabalhou ou que Arthur Fujii |

Ivelise Buarque |

ENSINANDO A CONTAR BOAS HISTÓRIAS

34


conheceu em outras situações também tiveram em certa medida influencia. Todos esses agentes o ajudaram a construir sua trajetória e desenvolver sua própria narrativa como um bom contador de casos modernos. “Quando eu estava na fase em que crianças criam amigos imaginários, eu tinha uma cidade inteira na minha cabeça, com personagens, ruas, acontecimentos etc. Depois acabei esquecendo, e anos mais tarde meus pais me lembraram disso. Até hoje sou fascinado por isso e até batizei meu blog com o nome da cidade: Caldinas”, relembra. Desta forma, seria impossível não se render a esta nova forma de mostrar ao mundo o mundo em si. Afinal, o storytelling se destacou como uma ferramenta poderosa para capturar a atenção das pessoas, na opinião dele. “Em um ambiente altamente poluído de informações, qualquer coisa que vier embalada em uma história tende a ganhar mais destaque do que as outras”. Algo bastante importante especialmente nos tempos atuais, o da era digital, em que todos nós estamos vinculados em alguma rede, mídia ou utilizamos alguma ferramenta social. Este novo momento em que se ultrapassam os limites da exposição e do uso positivo das redes e em que somos bombardeados por empresas que não medem esforços para alcançar bons resultados. “Conheço ótimos profissionais, em todos os níveis e áreas, que tem pouca exposição nas mídias sociais, usando-as mais para coletar referências e trocar informações. Já outros aproveitam essas ferramentas para divulgarem seu próprio trabalho e conseguirem clientes, alunos etc. De alguma forma podemos usar essa analogia para falar das empresas também. O ponto é que se criou a falsa noção de que hoje ou você se expõe nas mídias sociais, ou está morto. Mas isso não é verdade”, comenta ele para quem o uso depende do objetivo de cada um. Desta forma, torna-se imprescindível conhecer cada vez o perfil do target para poder atingir as metas, especialmente hoje em dia em que se fala muito do consumidor moderno e a geração Y, aquelas crianças que nasceram em pleno anos 80 e trazem em seu DNA a conexão direta com a tecnologia globalizada. Um público motivado por desafios e que busca crescimento rápido e, sendo assim, despontam como os novos empreendedores dentro de diversos setores e mercado. Esta é uma turma que deve ser olhada com muita cautela, inclusive pela publicidade. Afinal, segundo um estudo da Edelman Berland de 2013, apenas 6% dos pesquisados disseram acreditar na publicidade on-line e 67% disseram que nunca clicaram numa história patrocinada, inclusive muitos são insatisfeitos com histórias patrocinadas postadas nas redes sociais. “Esta é uma geração mais mimada, conectada e auto indulgente e que tende a ignorar o tom burocrático e

protocolar que as empresas tradicionalmente adotaram como forma de se proteger. De certa forma esse novo consumidor prefere a empresa que arrisca e erra do que aquela que acerta, mas fazendo mais do mesmo”, ressalta. Assim, faz-se importante para as empresas e as marcas a conquista do coração dos consumidores. “As mídias sociais são novos canais que permitem uma interação mais direta e real com os consumidores. Muitas empresas enxergam isso como uma ameaça. Para conquistar o coração dos clientes é preciso enxergar isso como uma grande oportunidade”, destaca. E é aí que entra o storrytelling, uma estratégia que vem crescendo no país. E com isto o estudo do marketing de conteúdo, transmídia e storytelling são conteúdos essenciais hoje em dia para atrair atenção. “Certamente, marketing de conteúdo, transmídia e storytelling são conceitos diferentes, mas que orbitam em torno desse desafio (conquistar a atenção das pessoas). No fundo isso tudo tem a ver com entender a comunicação como uma troca. As empresas oferecem entretenimento ou serviço, e as pessoas pagam com sua própria atenção. O discurso já está gasto, mas o modelo, efetivamente, ainda não foi absorvido pela maior parte das empresas”, diz. As inovações estão à mão e as ferramentas podem ser usadas por todos e, naturalmente, algumas coisas precisam ser ainda ampliadas não só no Brasil como no Nordeste - que é um mercado com suas características e que ao mesmo tempo vem crescendo progressivamente nos últimos anos, na opinião do especialista. “Já trabalhei em algumas adaptações de campanhas para o Nordeste e, até algum tempo atrás, a primeira ideia que surgia era sempre fazer uma linguagem de cordel. Tudo bem que o cordel é realmente uma riqueza cultural da região, mas obviamente que o Nordeste não é só isso. Acho que essa visão mais clichê dos regionalismos brasileiros está mudando rapidamente. Fora que as empresas e agências locais parecem estar cada vez mais bem estruturadas”, enfatiza. Mudar e ampliar o nosso pensamento e visão está ligado ao desenvolvimento de estratégias, planejamentos e métricas assertivas no trabalho de marketing, em sua opinião. E desta forma podemos alcançar o desenvolvimento do mercado e profissional. Uma receita básica de alguns nomes que mexeram, especialmente, com o mundo das artes e da comunicação. Mudanças de olhares sobre o mundo e formas de se expressar que o próprio Bruno curte e admira as histórias inspiradoras e intrigantes, como a ficção 2001: Uma Odisséia no Espaço, de 1968, do diretor Stanley Kubrick, e o romance Matadouro 5, obra-prima do norte-americano Kurt Vonnegut, de 1969, que mostra os vários olhares de um ex-soldado americano da Segunda Guerra Mundial, sobre a vida, e sua experiência após um bombardeio. 35


ARTIGO

Bruno Scartozzoni | brunoscarto@gmail.com

SE O CONTEÚDO É REI, CANAL PRÓPRIO É PRÍNCIPE Hoje em dia praticamente toda empresa, se já não tiver, ao menos considerou em algum momento criar uma fanpage no Facebook. E isso diz muito sobre o atual estágio do mercado de comunicação, e o que podemos vislumbrar para um futuro próximo. Já faz algum tempo que clientes e agências repetem o mantra de que “conteúdo é rei”. Trata-se da redução de algo mais complexo: com a produção de informação beirando ao infinito, as pessoas estão cada vez mais exigentes na hora de entregar seu tempo e atenção. Nesse cenário, produzir conteúdo que seja convidativo surge como solução. É aí que entra o Facebook, a primeira plataforma online com massa crítica suficiente para estabelecer formatos padronizados. Hoje agências de mídias sociais pensam em Facebook, e depois no resto. Ao mesmo tempo em que isso, por um lado, democratiza o marketing na internet, por outro perde-se um quê de originalidade nas campanhas online. Mas, nesses movimentos, todos há outro aspecto que, aos poucos, vai mudando a lógica da comunicação. O fato é que, se até pouco tempo atrás as marcas estavam acostumadas a ocuparem canais de terceiros, agora elas se vem no desafio de criar e gerenciar algo próprio. E isso começa com uma fanpage de Facebook, mas também pode ser um canal do YouTube, um perfil do Twitter, uma estação de rádio etc. E quem sabe daqui algum tempo

36

não veremos empresas gerenciais canais de TV? Soube outro dia, de uma fonte amiga, que donos das principais agências brasileiras teriam se reunido para discutirem como salvar a principal emissora de TV do Brasil. Pode até não ser verdade, mas faz todo sentido. Empresas criando e gerenciando seus próprios canais de conteúdo são uma ameaça a ambos. Quem está à frente nesse processo é a Red Bull, que há tempos dividiu sua operação em duas empresas distintas, uma que fabrica o energético e a outra que cria conteúdo próprio, incluindo aí shows, competições malucas, franquias esportivas ao redor do mundo e muito mais. Em tese, se amanhã a Red Bull parar de fabricar o produto, ainda assim ela poderia viver de conteúdo. Há quem diga inclusive que a marca se tornou mais relevante no entretenimento do que no ramo de bebidas. Mas é claro que esse não é um modelo a ser copiado por toda e qualquer empresa. A grande maioria das marcas vai conviver, por muito tempo, comprando espaço em canais de terceiros ao mesmo tempo em que cultiva seus próprios. Nesse ambiente, ainda novo e experimental, o único modelo possível, além do Facebook, é o da tentativa e erro. Quem tentar primeiro, mesmo errando, aprenderá antes que os outros, e nesse mercado sempre em ebulição conhecimento é vantagem competitiva. Aliás, esse, além do título do artigo, dava outro bom mantra para 2014.


Max Levay Reis | max@levayphotos.com.br

CLICK

ÓTICA DO FREVO

37


EU RECOMENDO THANK YOU FOR SMOKING – OBRIGADO POR FUMAR (2005, EUA). Direção de Jason Reitman. Roteiro: Jason Reitman, Christopher Buckley. Com: Aaron Eckhart, Robert Duvall, Katie Holmes. Duração: 92 minutos. Por Joyce Warren, Revista Pronews. O filme conta a história de Nick Naylor (Aaron Eckhart), principal porta-voz das grandes empresas de cigarros que, em decorrência do seu emprego, é pressionado pelos vigilantes da saúde e também pelo senador oportunista Ortolan K. Finistirre (William H. Macy), que deseja colocar rótulos de veneno nos maços de cigarros. Nick se vê forçado a manipular informações sobre os riscos do cigarro em programas de TV e a defender o livre arbítrio das pessoas para decidirem se querem ou não fumar; sem serem induzidas através de campanhas contra cigarros. Obrigado por fumar - Thank You for Smoking, em inglês - é um filme de argumentações e grandes ideias. Pois mostra que é possível “defender” a indústria do cigarro e persuadir com boa argumentação. O filme se volta para o público publicitário, principalmente, quando Nick ajuda Jeff Megal, um poderoso agente de Hollywood, a desenvolver campanhas publicitárias promovendo o cigarro nos filmes hollywoodianos. Mesclando fama, poder e manipulação de informações, o filme é um apanhado de recursos comunicativos e midiáticos. NIGHT TRAIN TO LISBON – TREM NOTURNO PARA LISBOA (2013, Alemanha, Suíça, Portugal). Direção: Bille August. Com: Jeremy Irons, Mélanie Laurent, Jack Huston, Martina Gedeck, Bruno Ganz, Christopher Lee. Duração: 111 minutos. Por Paula Melo, jornalista. Raimund Gregorius (Jeremy Irons), um professor suíço de vida pacata se envolve numa história surpreendente depois de salvar uma mulher que estava prestes a cometer suicídio. A moça foge, mas acaba deixando com ele um casaco, um livro e uma passagem para Lisboa. O livro, escrito por um jovem português, o intriga de tal maneira que ele, tomado por um impulso, abandona a escola em que dá aulas de latim e embarca para Lisboa. Tenta, então, desvendar o passado do rapaz, já morto, e vai em busca das pessoas que conviveram com ele. A curiosidade de Gregorius, sua sede por remontar aquela história, a audácia em buscar certos personagens que preferiam esquecer os momentos que compartilharam, na Portugal salazarista, remete ao fazer jornalístico. A paixão que o suíço tem por aquele assunto, que chegou às mãos dele sem que ele pedisse, acontece muitas vezes conosco, repórteres. Quantas vezes uma história não nos pede para ser contada? Ao fim da busca, sua vida também vai estar mudada. BREVE HISTÓRIA DE QUASE TUDO, de Bill Bryson, Editora Companhia das Letras, 544 páginas. Por Ali Carvalho, diretor de Criação do Gruponove (PE). Meu trabalho na agência é, essencialmente, dizer Sim ou Não. Como diretor de Criação, minha principal tarefa é julgar se temos A ideia ou se ainda falta trabalhar para encontrá-la. Escolher UM livro para recomendar nesta revista representa uma tarefa semelhante. Pensei em umas vinte (boas) opções. Devo escolher uma publicação técnica indispensável, tipo o The Copy Book? Ou algo mais sobre atitude, como os livros do Paul Arden? De repente, pega bem sair do mundinho da propaganda, e indicar o livro do Piketty, que está dando o que falar na economia. Hmm, não. Para Steve Jobs o trabalho dele era dizer Não para as milhares de boas ideias que vêm antes da melhor. Então, aqui vai meu Sim: Breve História de Quase Tudo, de Bill Bryson, publicado em 2005 pela Companhia das Letras. PROMOVA-SE: AS NOVAS REGRAS PARA UMA CARREIRA DE SUCESSO, de Dan Schawbel, com prefácio de Marcus Buckingham, Editora Cultrix, 256 páginas. Por Gisele Vila Nova, jornalista. Baseado em pesquisas exclusivas sobre o moderno local de trabalho e em entrevistas com profissionais extremamente dinâmicos, Dan Schawbel apresenta as novas regras para o sucesso do marketing pessoal e responde às perguntas mais prementes a respeito da sua carreira. Promovase é um guia inestimável para qualquer pessoa que esteja pensando em ter sucesso dentro e fora do local de trabalho. Segundo o autor, hoje as empresas buscam, por exemplo, profissionais que reconheçam que a descrição do cargo é apenas o começo. A boa notícia é que, se o mercado está mais exigente, os profissionais estão mais completos. São mais inteligentes, bem informados, conectados, rápidos e mais precisos na construção da carreira. Destinado a um público mais jovem, com elevado potencial de crescimento, o livro também promete agradar veteranos com temas que englobam trabalho em equipe, autoconfiança, ambição, aprendizado dentro e fora do setor de trabalho e até o equilíbrio saudável entre a carreira e a vida pessoal. 38


Revista pronews171  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you