Page 1

Capa Aliança Comunicação

ano XIV setembro de 2012


DESDE 1999

ÍNDICE

Capa: Aliança Comunição (PE)

ano XIV nº 150 setembro 2012

revista de comunicação e marketing NE

CAPA

RECIFE•SALVADOR•FORTALEZA•NATAL JOÃO PESSOA•MACEIÓ•TERESINA ARACAJU•SÃO LUÍS • SÃO PAULO

Lovemarks se consolidam pelo amor incondicional de seus consumidores. 19

A Revista PRONEWS é uma publicação mensal de Walter Lins Pinheiro Junior Editora - ME Empresarial Tacaruna - Av. Governador Agamenon Magalhães, 3341, Sls. 205/206. Torreão. CEP: 50.070-160. Fones: (81) 3426.6144 / 3034.6144 :: EDITOR Walter Lins Jr. walter@revistapronews.com.br :: REDAÇÃO Luciana Torreão - subeditora, Ivelise Buarque e Matheus Torreão redacao@revistapronews.com.br :: COLABORADORES Anderson Lima e Marina Barbosa

ENTREVISTA A empresária e cerimonialista Tatiana Marques conversa sobre sua atuação no mercado de eventos e os 13 anos de sua TMCE. 14

GIRO 6 GIRO BRASIL 8 FICHA TÉCNICA 10 E 34 A VEZ DO CLIENTE 24 DE OLHO NA CAMPANHA 26 NA WEB 28 VITRINE 34 CLICK 37 EU RECOMENDO 40 Todo mês uma agência diferente produz a capa da Revista PRONEWS. Participe pelo e-mail: redacao@revistapronews.com.br 04

:: PRODUTOR GRÁFICO Bruno Regis producao@revistapronews.com.br :: DEPTº FINANCEIRO Nise Lins :: ASSINATURAS 81 3426.6144 / 3034.6144 producao@revistapronews.com.br :: REPRESENTANTES COMERCIAIS NS&A - CE - Aldamir Amaral (85 3264.0406/ 0576) - nsace@nsaonline.com.br RD Produções e Eventos - Ricardo Douglas (SE - 79 3044.7013/9972.2214) rdproducoes@infonet.com.br Omega Mídia - Renato (SP - 11 8403.0330) renato@omegamidia.com.br :: DISTRIBUIÇÃO Log (PE - 81 2123.1455) Jornal Correio - Rede Bahia (BA - 71 3533.3030) Sistema Verdes Mares (CE - 85 3266.9902) www.verdesmares.com.br Omega Mídia - Renato (SP - 11 8403.0330) renato@omegamidia.com.br :: DADOS TÉCNICOS Impressão: Gráfica FacForm (81 3339.6566) grafica@facform.com.br Tiragem: 7.000 exemplares Formato: 22x30cm Tipologia: Humanist 521 BT Papel: Couché brilho 150g/m² Número de páginas: 40

As matérias assinadas por nossos colaboradores não representam, necessariamente, a opinião da revista.

WWW.REVISTAPRONEWS.COM.BR


GIRO mais de 30 combinações que vão externar todas as suas fantasias e deixar o clima com o seu parceiro(a) ainda mais quente. O aplicativo está disponível na App Store para iPhone e iPod Touch com iOS 5 ou superior nas versões FREE e PRO.

DISTÂNCIA QUE APROXIMA A Antares Comunicação (PB) acaba de lançar a campanha “Distância que aproxima”, com o objetivo de incentivar os motoristas de João Pessoa a respeitarem a distância correta entre seus veículos e os ciclistas, que são cada vez mais numerosos na capital paraibana. Essa simples atitude garante a segurança dos que trafegam de bicicleta e que, muitas vezes, dividem ruas e rodovias com carros, motos, ônibus e caminhões. Na primeira etapa da campanha “Distância que aproxima” serão distribuídos 10 mil adesivos de carro por toda capital paraibana, além de haver uma forte ação nas mídias digitais. Em um segundo momento, serão distribuídas camisas da campanha e haverá uma ação na grande mídia de massa. A iniciativa conta com o apoio de dois parceiros: a Fix Comunicação e a Adesivo 2. SUCESSO DE COBERTURA Globoesporte.com reforça mais uma vez sua força no cenário do jornalismo esportivo nacional com sucesso de audiência neste 2012, alavancado pelas Olimpíadas de Londres. O site teve recorde de mais de 256 milhões de visitas em julho, de acordo com dados do Google Analytics. O período de análise de fluxo de visitantes ainda englobou parte do Campeonato Brasileiro, além das inscrições para o Concurso Musa do Brasileirão e outros campeonatos esportivos. O resultado representa aproximadamente 15% a mais do que o recorde de 2012 anterior, alcançado em junho com 223 milhões de visitas. JOGO DE AMOR Massagear a barriga! Morder a boca! Beijar o pescoço! Os Jogos sensuais são a pedida perfeita para apimentar a vida sexual dos casais e o tradicional jogo de dados, conhecido como Jogo do Amor, tem agora a sua versão virtual. O joguinho é uma excelente oportunidade para quebrar a rotina e esquentar ainda mais a relação. O aplicativo foi desenvolvido pela agência digital Fishy (PE) e possui dois modos de jogar: Tradicional e Especial. O Jogo do Amor traz 06

CIRCO EM NEW YORKER A agência Circo (PE) desenvolveu a campanha de lançamento da mais nova casa gastronômica da cidade do Recife, o New Yorker Restaurante e Bar, de propriedade do norte americano Gregory Alves. A agência, comandada por Amândio Cardoso e Léo Miranda, desenvolveu e conceituou a campanha personificando a ideia em cima de personalidades nova-iorquinas como Woody Allen e Sara Jessica Parker. Para a campanha foram desenvolvidos anúncios de revista, anúncios de jornal, Backbus e ações de rua. As ilustrações são do artista plástico Sérgio Gomes.

NEM SÓ DE SOPA... Para promover uma alimentação saudável, mas com muito sabor e requinte gastronômico, a Prodieta foi inaugurada há 23 anos e já possui cinco unidades (PE e PB). Comemorando o aniversário de suas mais de duas décadas de atuação, a clínica lança campanha para destacar seus serviços nutricionais, como o SPA em Casa, que fez da marca a pioneira no Brasil com o fornecimento de alimentação de baixa caloria aliado à dieta. Com veiculação em jornal, outdoor e e-mail marketing, as peças vão rodar durante todo o mês de setembro, no Recife.

DISLUB EQUADOR LANÇA MARCA CORPORATIVA O crescimento econômico do Grupo Dislub Equador levou a diretoria da companhia a reunir em torno de uma única marca as diversas empresas que estão em atuação nos estados das regiões Norte e Nordeste. A ideia não é modificar as marcas de cada empresa, mas sim, criar uma unidade organizacional, motivar os colaboradores, fortalecer os processos e reforçar a expansão do grupo pelo Brasil, que este ano completa 15 anos. A nova marca reúne em sua concepção as cinco empresas do Grupo existentes.


Bernardes Comunicação

Ricardo Lustosa

Paulo Brol FIlho e Otavio Moraes, idealizadores do projeto

Integrar socialmente empreendedores de segmentos distintos e gerar network é a proposta do projeto Empresário Gourmet, idealizado pelo conselheiro Acadêmico do CBS (Cedepe Business School), em Recife, Otavio Moraes, que começou em maio e se encerra em outubro, reunindo todos os meses um aluno da escola de negócios como chef convidado para o restaurante Tapa de Cuadril. “A ideia surgiu durante um happy hour com o meu amigo empresário Paulo Brol Filho, dono do Tapa de Cuadril. Ambos inspirados pelo néctar dos deuses, criamos este projeto bem sucedido. Na sociedade, existem empresários e executivos que cozinham muito bem em momentos especiais em suas casas e resolvemos dar visibilidade a estes chefs, tirando-os do anonimato de forma descontraída e em clima de confraria nesta brincadeira saudável e gostosa que é este projeto meu em sociedade com ele”, diz Otavio Moraes. Ao todo nove empresários e executivos que integram o corpo discente da escola de negócios mostrarão as suas habilidades no lado inusitado do fogão, que seguirão a seguinte agenda. E, ao final do projeto, haverá a escolha do prato mais badalado e em 2013, a iguaria estará presente no cardápio do Tapa de Cuadril fazendo menção ao nome do chef convidado escolhido. “O Tapa de Cuadril foi um restaurante projetado para atender além de todos os amantes da boa carne, os executivos e empresários de todos os segmentos, com um espaço ‘Clean’, rústico e moderno, onde nos preparamos para atender estes empresários em todos os momentos: Seja nos grandes eventos, nas pequenas reuniões, ou até mesmo com a sua família, nos seus momentos de lazer. E foi pensado nestes momentos de lazer que pensamos em dar a oportunidade de trazer o empresário para dentro da nossa cozinha e fazer com que ele mostrasse a sua outra ‘veia’ profissional, a gastronômica. E, desta forma, tornar o Tapa uma casa preocu-

pada em atender o empresário e retribuir a sua presença e fidelidade. E foi assim que o Tapa de Cuadril se tornou um parceiro deste projeto”, destaca Paulo Brol, sócio-diretor do restaurante. A proposta integra naturalmente um universo empresarial que vai além de cases de sucesso em suas áreas, mas que mantém uma paixão gourmet escolhida que só aflora nas horas vagas. E, desta forma, o projeto possibilita compartilhar esta outra faceta do executivo que, em virtude das demandas do dia a dia perde um pouco de sua qualidade de vida. E, com a parceria, o projeto possibilita ainda construção do companheirismo, confraternização, visibilidade e networking. “Estamos na linha de frente das melhores escolas de negócios do País e qualquer ação que possa enfatizar a diferença da nossa escola, é válida. A Instituição visualiza este projeto como mais um fomentador de negócios, ampliando o relacionamento que a escola de negócios soube construir ao longo de mais de duas décadas de existência com seus executivos. Em poucas palavras, é uma forma de reforçar o networking que o Cedepe proporciona para seu público”, comenta diretor de Marketing do Cedepe, Marco Silveira. A iniciativa deve gerar não só maiores planos para a instituição como para seus parceiros. No caso do Cedepe, o próximo ano deverá ser repleto de projetos com uma ampla agenda executiva. E novos saltos serão realizados pelos idealizados do Empresário Gourmet. “O Cedepe e o Tapa foram os primeiros parceiros deste nosso projeto que, devido ao seu sucesso e a procura de outros empresários para participarem no ano seguinte, ele será ampliado e expandido para outros Estados e fará parte do calendário gastronômico das principais capitais do Brasil, antes inclusive, de o levarmos para outros países”, frisa Moraes.

07

Ivelise Buarque

COZINHA É COISA DE EMPREENDEDOR


GIRO BRASIL O MASCOTE É NOSSO Luciano Huck é garotopropaganda da segunda fase da campanha de promoção 'o mascote é nosso', criado pela agência Wieden + Kennedy São Paulo, veiculado nacionalmente. O filme do apresentador com o ícone é uma ação direta da marca em função da Copa do Mundo da Fifa Brasil 2014. Com a iniciativa, a parceira oficial da copa da Federação Internacional de Futebol desde 1978 instiga consumidores a votar entre os nomes indicados para o personagem via SMS, Facebook ou pelo site www.cocacola.com.br. Para os votos até o dia 19 de novembro, podem ser usados códigos promocionais de produtos do portfólio da Coca-Cola Brasil, estampadas em tampas ou anéis de lata de Coca-Cola, Coca-Cola Zero, Guaraná Jesus, Fanta Laranja, Sprite e Kuat decoradas com o tema Mascote.

XUXA MORENA EM CAMPANHA DA KOLESTON Depois de surpreender a todos ao ficar morena, Xuxa Meneghel volta à mídia para divulgar Koleston, da Wella. Criada pela agência New Energy, a campanha publicitária dá continuidade à estratégia de mostrar o produto como um forte aliado das mulheres que sonham em se transformar. Intitulada “Todas lindas e morenas”, a ação contempla três filmes para TV (aberta e fechada) e uma série de anúncios nos principais jornais e revistas do país. Os comerciais mostram Xuxa numa conversa intimista, revelando os motivos pelos quais se tornou morena pela primeira vez na vida e por que escolheu Koleston. SESC APRESENTA NOVA MARCA Com 66 anos de criação, o Sesc – Serviço Social do Comércio apresentou ao país a sua nova marca. A mudança da identidade, que nas últimas décadas marcou as ações e atividades da Instituição junto ao seu público e a sociedade em geral, é fruto de um extenso estudo, baseado na ampliação e renovação do trabalho do Sesc ao longo do tempo, para se adequar à demanda de sua clientela. A nova marca foi apresentada no intervalo da novela das 21h, da TV Globo. A identidade mantém as cores azul e amarelo, tradicionais da Instituição, mas modifica seu forma08

to, tendo uma imagem mais moderna e dinâmica. No período de um ano, as fachadas dos centros e espaços operacionais em todos os estados serão modificados, de forma a criar uma unidade nacional. O escritório de design Packaging Brands foi responsável pelo trabalho de desenvolvimento da nova marca.

DANIELA NA CORAL 3 EM 1 A Tintas Coral promove até novembro, uma grande campanha publicitária – criada pela Euro RSCG Brasil, de São Paulo, com a cantora Daniela Mercury como garota propaganda para lançar seu mais revolucionário produto, a tinta acrílica Coral 3 em 1. A cantora firma parceria com a companhia ao estrelar essa grande campanha: será veiculada em rede nacional, nas principais emissoras de TV Aberta, com anúncios em revistas semanais, de decoração e de atualidades. A empresa fará ações nas mídias sociais com atualização de seu canal do facebook, um novo background no twitter, atualização no site, lançamento prévio do filme no youtube, além de ações de mobile marketing e e-mail marketing. PARA CHAMAR DE SEU O grupo 3corações aposta em concurso cultural para criação de novo slogan da sua marca de Café Santa Clara pelos próprios consumidores, líder em vendas no Norte e Nordeste. Com mais de 50 anos de tradição do seu produto, o grupo leva o público a ajudar nesta criação com vista à premiação de um Toyota Hilux 0KM e a dez kits com iPad e iPhone. O concurso “Santa Clara é você quem faz” premiará as dez melhores frases e a expectativa do grupo é de que mais de 200 mil pessoas participem no site www.scvocequemfaz.com.br. Com o propósito de prestigiar o consumidor fiel, a campanha é realizada até o dia 2 de dezembro e apenas onde a marca é vendida: nas regiões Norte e Nordeste, no Distrito Federal e nos estados Góias, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul.


A Federação Nacional das Agências de Propaganda elementares, problema que se deveria a uma defasagem na (Fenapro) planeja tomar a iniciativa de abrir delegacias em formação superior dos publicitários. “Existe uma escola de todos os estados desprovidos de suporte dos Sindicatos das comunicação em cada esquina e, infelizmente, muitas delas Agências de Propaganda (Sinapros). A fracas e sem conteúdo, até em proposta foi elaborada pelo presidente da cidades e estados onde não existe a Fenapro, Ricardo Nabhan, e esteve em pauta menor possibilidade de absorção dos durante o último Encontro das Lideranças milhares de formandos ao ano que são Regionais da Propaganda realizado em desovados nos mercados, que Teresina (PI), onde foi aprovada. acabam abarrotados de gente – em De acordo com Nabhan, o sua grande maioria – despreparada crescimento da publicidade regional tem para trabalhar em uma atividade que levado ao surgimento de agências em locais exige muito como a publicidade”, que ainda não contam com a presença dos criticou o executivo. sindicatos. Tais agências são atendidas Segundo a advogada Helena Zóia, diretamente pela Fenapro, mas de forma consultora jurídica da Fenapro, a remota, o que acaba originando uma série de federação recebe uma média de dez dúvidas sobre como elas devem atuar ou consultas diárias acerca de questões proceder quanto a questões diversas. “Com Ricardo Nabhan, presidente da Fenapro básicas, sobre como fazer uma o objetivo de ter uma presença cada vez maior em cada região proposta técnica ou faturar uma despesa de mídia, por do Brasil, a Fenapro percebeu a necessidade de instalar uma exemplo. “Com as delegacias regionais, poderemos auxiliar delegacia de representação em algumas localidades, a fim de as agências dessas localidades, levando a elas toda a legislação dar esse apoio às agências regionais”, aplicável à atividade, bem como as explicou o presidente. normas éticas relativas ao Cenp e ao Para o vice-presidente executivo da Conar”, esclareceu. Fenapro, Humberto Mendes, uma das De acordo com o planejamento da maiores preocupações das agências está nas Fenapro, os núcleos deverão ser dificuldades que existem com relação à inaugurados primeiro nos estados do liberdade de expressão comercial. “Hoje, Amapá, Roraima, Acre, Rondônia, tramitam no Congresso mais de duas Alagoas e Sergipe. Na fase seguinte, centenas de projetos de proibição à alguns Sinapros devem abrir propaganda em todos os níveis. E até parece dissidências para melhor atender os que o estado tem intenção de atribuir à municípios afastados das regiões onde propaganda, a culpa pelas pessoas fumarem, estão localizadas as sedes, como é o beberem, comerem em excesso, enfim por caso dos sindicatos de Minas Gerais, todos os males que afetam a saúde e o São Paulo, Rio de Janeiro e Bahia. As comportamento da nossa população”, Humberto Mendes, vice- presidente delegacias estão em fase de estudos executivo da Fenapro contestou. para a sua efetiva implantação, Mendes atribuiu a necessidade de criação das portanto, segundo os dirigentes, vai demandar algum tempo delegacias também a uma desinformação recorrente entre as até algum orçamento ser estimado. Ainda não há previsão agências sobre como portar-se em relação a dúvidas para início das operações. 09

Matheus Torreão

FENAPRO ESTUDA IMPLANTAÇÃO DE DELEGACIAS REGIONAIS


FICHA TÉCNICA GRANDE PRÊMIO ELETRO SHOPPING Estreou no intervalo do Domingão do Faustão, na TV Globo, a nova campanha da Eletro Shopping com a participação da Banda Calypso. Inspirados no hit Acelerou, Joelma e Chimbinha gravaram os comerciais na loja do Shopping Guararapes, na Região Metropolitana do Recife, e em estúdio. O Grande Prêmio Eletro Shopping de 2012 comemora 10 anos com o sorteio de dez carros zero quilômetro. O cliente que fizer compras de no mínimo 50 reais preenche cupom e concorre aos carros. Os sorteios acontecem nos dias 8 de novembro, 19 de dezembro e 12 de janeiro de 2013. Agência: Aleixo Comunicação (PE) Cliente: Eletro Shopping Criação: Djair Aleixo, Briza Mulatinho e Amaro Júnior Direção de Arte: Paulo de Tarso Produção: Aleta Câmara e Magali de Souza Edição: Inaiê Domingues / Gustavo Ratis Aprovação: Fernanda Muniz

DIA DE POUPAR A nova campanha criada pela SLA pretende ajudar os clientes do Banco do Nordeste a adquirir o hábito de guardar dinheiro na poupança. Para tanto, o banco apresenta o “Dia de Poupar”. Com esse mecanismo, o cliente escolhe o melhor dia do mês para poupar, enquanto o Banco do Nordeste se compromete a, gratuitamente, lembrar essa data, via chamada de voz ou SMS, durante o período de seis meses após o cadastro. As peças desenvolvidas para jornal e revista mostram dois elementos: um cofre em forma de porco, objeto popular presente na maioria dos lares brasileiros, e um relógio com modelo tradicional, que conferem bom humor à mensagem. Agência: SLA Comunicação (BA) Cliente: Banco do Nordeste Atendimento: Jamile Aquilino, Luis Eduardo Lima e Raphael Sampaio Direção de Criação: Lívia Diamantino Direção de Arte: Duardo Costa e Scheckter Barreto Redação: Guilherme Caccicco Produção Gráfica: Cecília Corrêa Arte-Finalista: Francillon Gomes Aprovação: Eduardo Gaspar

CHEGAR, COMPRAR E MUDAR Para divulgar o 7º Salão Imobiliário, a Leiaute criou a campanha “É chegar, comprar e mudar” para a Ademi-BA. Tendo o apresentador Alessandro Timbó como estrela, a campanha revela as diversas possibilidades de imóveis que o Salão oferece ao público baiano: seja para comprar um apartamento, ampliar o escritório ou ter uma casa de praia. Antes das vendas começarem, o Salão Imobiliário montou stands no 1º e 3º pisos do shopping Iguatemi para cadastro antecipado dos visitantes. A campanha contempla as seguintes peças: filmes, rádio, anúncio jornal e revista, outdoor e internet. Agência: Leiaute (BA) Cliente: Ademi-BA Direção de Atendimento: Liani Sena Atendimento: Talita Passos, Karla Sencades e Jéssica Moreira Direção de Criação: Rogério Chetto Redação: Bernardo Badaró e Bruno Mollicone Direção de Arte: Roberto Lemos Produção Gráfica: Gigi Chiacchiaretta, Rafael Villas-Bôas e Sandra Lisboa Produção RTVCW: Lara Lima e Renata Scavuzzi Mídia: Cláudio Freitas e Lucas Almeida Arte-Final: Everaldo Santos, Fábio Braga, Fred Foerster e Lívia Garrido Aprovação: Nilson Sarti e Luciano Muricy 10


DEFINA SEU VERÃO Com a chegada do verão, cresce a busca pelo corpo “perfeito”. De olho nessa maratona da saúde, a MV2 Comunicação acaba de lançar a campanha “Defina seu verão. Seja Hi e faça acontecer”, criada para a Hi Academia. As peças destacam a importância da atividade física como um dos principais propulsores para uma vida com mais positividade, energia e bem-estar. A campanha é composta por luminosos, backbus, outbus, comercial de rádio, impressos e materiais de PDV, e ficará no ar até o final de dezembro. Agência: MV2 Comunicação (PE) Cliente: Hi Academia Atendimento: Luciana Gagliano Planejamento: Elmo do Val Mídia: Dedé Silva Criação: Miguel Solano e Tiago Andrade Direção de Criação: Leonardo Vasconcelos Produção: Alessandra Melo Ass. de Produção: Catarina Moro

CEDEPE INTERNACIONAL Já está em circulação a nova campanha do Cedepe. Com o mote: Investir no melhor, é investir em você, a ação enfoca a valorização de uma marca que é do nordeste e está entre as melhores business schoool do Brasil, segundo o ranking da revista Você S/A e que agora faz parte da rede internacional Laureate. Com peças em outdoor, backbus, vts na Globo, spots na rádio CBN, além de folders institucionais, a campanha é assinada pela agência potiguar Art&C Comunicação Integrada, que reforçou, através de depoimentos de ex-alunos do Cedepe, o conceito que a escola possui perante seu público, valorizando seus diferenciais. Agência: Art&C Comunicação Integrada Cliente: Cedepe Business School Atendimento: Carol Jovito Coordenador de criação: Flávio Jatobá Redator: Diego Rocha Diretor de Arte: Gabriel Novaes Produção agência: Tassia Consulin Mídia: Kyhara Suerda Aprovação: Marco Silveira

SEU MACACO PODE VIRAR UMA BOMBA “Fazer macaco é como ter um bomba em casa. Uma hora ela vai explodir.” Com esse mote, a Martpet desenvolveu a nova campanha da Celpe para conscientizar a população sobre os riscos das ligações clandestinas. A iniciativa tem o objetivo de estimular as denúncias contra esta prática, que coloca em risco a vida das pessoas e compromete a qualidade da energia oferecida à população. Nas peças, uma pessoa segura um fio pegando fogo, que sugere um curto-circuito, provocado pela ligação irregular, como um pavio de uma bomba prestes a explodir. A campanha segue até outubro e inclui spots, jingles, outbus, cartazes, banners e merchandising em TV. Agência: Mart Pet (PE) Cliente: Celpe Atendimento: Felipe Pacheco, Themis Uehbe Diretor de Planejamento: Jussara Freire Diretor de Criação: Diego Curvêlo e Edison Martins Redator: Aida Polimeni, Diego Curvêlo Diretor de Arte: Ildembergue Leite Mídia: Ana Paula Takata Produtora Gráfica: Sandra Torreão Aprovação: Liane Cyreno

11


“Temos capacidade técnica para desenvolver projetos até 800 metros quadrados por evento. 80% dos projetos são construídos, entre projetos simples a grandes, de 150 e 300 metros quadrados”, Cairo Vieira

Ivelise Buarque

A VEZ DA MONTAGEM NA LOG Mais do que ampliar mercado, a pernambucana Log para desenvolvimento do grupo, que hoje ainda atua em Resolve mudou nos últimos dois anos para atender a uma marketing promocional, terceirização de mão de obra, walkdemanda e manter sua linha de serviços com excelência, mídia, entre outros. Para isto, a Log investe em treinamento dos colaboranuma história de 13 anos no cenário regional. E, por isto, o dores, novas tecnologias, equipamentos modernos que grupo incluiu em seu pool de empresas a Log Montagem, contribuem para a realização do trabalho empreendimento especializado no em prazos rigorosos. Um projeto desenvolvimento de projetos e estrutusimples leva em média um dia, mas ração de diversos tipos de montagens projetos mais complexos, como os que para eventos, feiras e necessidades dos são desenvolvidos em 3D e trabalhados clientes. A proposta busca trazer solutodo em madeira, podem levar até ções criativas e inovadoras, por exemquatro dias. Entre os projetos que a plo, em estandes, camarins, camarotes e empresa realizou recentemente quiosques, além de trabalhos de cenodestaca-se o ponto de venda do Natal da grafia para shoppings e grandes lojas de Coca-Cola, no supermercado Extra, em varejo. “Já tínhamos há oito anos uma Boa Viagem, no Recife (PE), onde os empresa em Goiânia (GO) de montagem tradicionais e charmosos ursos polares e resolvemos trazer para cá para prestar da marca foram os grandes reis em um um serviço de qualidade com o aporte de amplo trenó repleto da bebida. toda infraestrutura necessária para a No Campus Party Recife, foi concretização do projeto para o cliente”, responsável pelo fechamento de áreas e destaca Cairo Vieira, diretor da Log, que Cairo Vieira, diretor da Log estruturação de bancadas. No último idealizou este trabalho. Salão Imobiliário, no Centro de ConvenPara isto, não foram poupados ções de Pernambuco, em março passado, a Log assumiu a esforço na organização de uma equipe distinta e especializada montagem de três stands no evento como o da Exata, Poupec que envolve 18 pessoas, entre os quais arquiteto (que respone L.Priori. Da mesma forma, em várias feiras, em especial no de pelos jobs junto ao Crea), marceneiros, projetistas, eletriRecife, alguns dos estandes com maior destaques têm sido cistas, almoxarifado, entre outros. Todos trabalham integraassinado pela empresa, como a da F. Holanda na Autonor dos entre si, com fornecedores e com profissionais terceiriza(peças pra veículos) e da Kétina na Hairnor (feira de cosmétidos do seu cadastro. E com é este suporte que a Log Montacos e beleza), em junho. “Temos capacidade técnica para gem desenvolve seus trabalhos em Alagoas, Bahia, Ceará, desenvolver projetos até 800 metros quadrados por evento. Paraíba, Pernambuco, Rio Grande Norte e Sergipe. “Como 80% dos projetos são construídos, entre projetos simples a contamos com toda estrutura e mão de obra qualificada, grandes, de 150 e 300 metros quadrados”, ressalta Cairo, resolvemos os trabalhos da melhor forma possível e, por que contabiliza uma média de 15 projetos de estandes a conta disto, mantemos já diversos cases no segmento”, diz quiosques por mês. Vieira. Ele reforça que com o grande diferencial é a liberdade 12


Anderson Lima

PARA O ALTO E AVANTE Foi olhando sempre para cima e saltando para frente que a organizadora de eventos, empresária e cerimonialista Tatiana Marques celebra agora em 2012 os 13 anos de sua TMCE - Tatiana Marques Cerimonial e Eventos, e vivencia um momento bem diverso daquele de quando ela deu o primeiro passo: trabalhando em casa com um computador emprestado. “Deixei uma carreira de biomédica para recomeçar em outra profissão. Daí, fui estudando, sistematizando e ampliando conhecimento prático e teórico”, recorda Tatiana. “As duas profissões têm como pontos em comum e indispensáveis o extremo cuidado com os detalhes e o compromisso com o resultado para a ‘vida’ do cliente”, completa a empresária, que cursou MBA em Planejamento e Gestão de Eventos pela Universidade Católica de Pernambuco. Atualmente, a TMCE é uma das empresas de maior credibilidade no competitivo e exigente mercado corporativo, de negócios, comunicação e fomento ao turismo, estando consolidada no mundo corporativo como uma grife de sucesso pela qualidade e credibilidade no mercado local, regional e também nacional. Atualmente instalada no bairro de Boa Viagem, Zona Sul do Recife, a empresa se prepara para abrir ainda este ano um segundo espaço de apoio para seus clientes. Desta vez, na Zona Norte da cidade. Para dar conta de tamanha responsabilidade, Tatiana tem sua inspiração diária extraída do prazer que possui em ver a satisfação do cliente a partir da determinação e compromisso em realizar com precisão seu ofício. “Sonho em ser um dia uma grande empresa de eventos e isso me impulsiona”, revela a empresária, que aproveita o tempo livre para cultivar o bom humor, ler e malhar, entre outras atividades. “Diversão para mim é também dosar um bom vinho com uma boa conversa”, diz ela, que tem na bagagem profissional a experiência de ter participado de estágio oficial no Cerimonial do Itamaraty, em Brasília (DF). Na entrevista a seguir, Tatiana Marques bate um papo sobre o atual mercado de cerimonial e evento no estado, as oportunidades que grandes eventos como a Copa de 2014 irão trazer e os 13 anos de sua TMCE. REVISTA PRONEWS – Que balanço você faz desses 13 anos de atuação da TMCE no setor de cerimonial e eventos? TATIANA MARQUES – Com certeza e com muito respeito ao que isso significa, a TMCE - Tatiana Marques Cerimonial e 14

Thiago Medeiros

ENTREVISTA

Eventos se tornou uma marca, o que é uma imensa responsabilidade. A de tomar conta dessa marca de qualidade e deixá-la sempre contemporânea. E isso sem perder algumas características, como, por exemplo, ser do tipo ‘cricri’, que vai atrás de cada ponto e é muito exigente, mas ao mesmo tempo é isso o que permite uma carteira de clientes e parceiros em uma relação de muita lealdade. RPN – O que a empresa está preparando para celebrar a data? TATIANA – Surpresa! Até para a gente... (Risos). Estamos mesmo é tratando de investir em nossa capacitação face ao constante movimento e perspectivas do mercado em Pernambuco e às demandas dos eventos agendados para o Brasil, que obrigatoriamente passarão por aqui, e nós queremos participar e celebrar junto. Estamos desenvolvendo ações que chamamos de ‘De Olho na Copa’. Como gestores de eventos, o time vem se especializando em eventos corporativos para poder caminhar junto com Pernambuco. São indústrias novas, setores novos e precisamos ser a mão de obra especializada para atender esta demanda e concorrer de igual para igual com os especialistas referência no Brasil. Tem também o nosso livro “Sem Nenhuma Cerimônia”, para ser lançado em breve. RPN – Por quais mudanças passou o mercado nessa pouco mais de uma década de existência da empresa?


“A credibilidade e a ética têm obrigatoriamente de fazer parte intrínseca de sua vida.” TATIANA – A maior delas é a tomada de consciência de ser do Evento, da concepção à organização dele, um negócio. E que, como tal, exige agilidade, profissionalismo e resultado. O Evento é uma das mais eficientes e eficazes ferramentas de comunicação. Eu diria ser esta a grande mudança: não há mais espaço para ‘brincar de fazer festa’, ‘de gostar de promover oba-oba’. É negócio para quem faz e tem que garantir retorno para quem investe. RPN – Como funciona o trabalho do Media Partners? TATIANA – O Media Partners é uma ação de parceria com as agências, setores de marketing e publicidade, para seus clientes internos e externos; pautada exemplarmente na ética. O evento como estratégia e fonte de mídia e de negócios que alimentarão mais negócios. RPN – Como os grandes eventos programados para os próximos anos, a exemplo da Copa de 2014, podem ser aproveitados em termos de oportunidades de negócio? TATIANA – A Copa do Mundo da FIFA Brasil 2014 é um evento gigante e privado, e como tal tem uma grande agência internacional tomando conta da organização do evento. Mas a prestação de serviços especializados regionalizados, ‘customizados para várias culturas e povos’ e as normas e regras que virão como determinantes para execução dos mesmos começam a se delimitar... E é para esses serviços que o setor de eventos local precisa estar preparado. Mas o prestar serviços ‘por causa da Copa’ já começou: hoje, por exemplo, fizemos um evento ‘visita técnica à obra da Arena Pernambuco’, e ele já está inserido na programação de outro evento: a reunião de um grupo empresarial internacional. É para eventos assim, desse porte, que a empresa organizadora precisa ter um ‘time altamente capacitado para dar conta desse jogo’ desde já. O Brasil vai sediar o maior evento esportivo do mundo, e tudo que vem antes e depois desse evento é determinante. Com certeza a infraestrutura para eventos será outra até 2014. Toda a defasagem encontrada hoje vai diminuir muito. É o que esperamos. Apesar de se ter rede hoteleira, de Centro de Convenções e casas de recepções, a carência em Pernambuco é palpável. Há uma demanda para auditórios, salas de reunião,

médias e grandes convenções que precisa ser atendida. Ou seja, investir nisso vai atender a demanda existente e gerar uma oferta competitiva e lucrativa. Aportar recursos em hotéis e em espaços especializados para eventos em Pernambuco é necessário e urgente face ao momento de crescimento e perspectiva de desenvolvimento registrado. Junte a isso todos os avanços tecnológicos e a mídia digital... Apesar de parecer faltar pouco tempo para 2014, acreditamos que os avanços serão muitos. A Arena Pernambuco vai também nos colocar em uma rota internacional de eventos de entretenimento. RPN – Você é a atual presidente da Associação Brasileira de Empresas de Eventos - Pernambuco. Que papel a entidade desempenha junto ao setor no estado? TATIANA – O papel de fomentar o reconhecimento e a valorização dos prestadores de serviços para eventos como agentes produtivos econômicos e sociais nas cadeias do turismo e da comunicação. O Nordeste – de vocação turística pelo sol, pelo mar e pela cultura – ferve na competição por sediar eventos: o Ceará acaba de inaugurar um grande Centro de Convenções; a Paraíba investe em requalificação de seu Centro; e Sauípe também constrói outro centro pensando na Copa. Pernambuco, que é um destino consolidado, deverá investir muito em suas instalações e permanecer atrativo também por seus equipamentos. Temos tudo para que isso aconteça face ao crescimento econômico do estado e a nossa posição de polo de saúde e de tecnologia, por exemplo. O diálogo com as Secretarias de Turismo e Extraordinárias para a Copa é uma realidade positiva da Abeoc-PE, importante registrar isso. Acreditamos na soma de esforços. A Abeoc Brasil é presidida pela vice-presidente da CNC, Anita Pires, que é também membro da Cocal e uma das mais respeitadas autoridades no assunto ‘Evento Internacional’. Sinto-me honrada por ter sido eleita e agora reeleita pelos colegas de Pernambuco para exercer a presidência até 2014 e assim trabalhar junto com a nacional pela valorização de nosso setor. Hoje, em nosso estado, somos mais de 30 associados. E se você acessar a relação de quem são esses vai encontrar empresas devidamente credenciadas e capacitadas. 15


Matheus Torreão

AMPLA E UFPE CAÇAM TENDÊNCIAS EM PESQUISA INOVADORA Máquinas de venda para sandálias de praia. Guitarras denador do projeto, Fernando Lima, diretor de Planejamento cujo corpo é um galão de gasolina. E latas de cerveja transpae Novos Negócios da Ampla. Para ele, ainda é muito difícil para algumas agências rentes, afinal, para que esconder algo tão vistoso? Sim, compreender a prática do compartilhamento de informações existem pessoas com o trabalho de descobrir o que há de mais neste mercado. “Na visão de muitos, ‘se eu detenho uma descolado, visionário e, eventualmente, bizarro dentre as informação, ela é privilegiada, não vou torna-la acessível a novidades do mercado cultural. São os chamados ‘cool todos’. Eu sei que estes alunos não pensam mais assim e tive a hunters’ - ou caçadores de tendências -, curiosos profissionais satisfação receber um ‘sim’ antes mesmo de terminar de bravamente empenhados em transformar os inusitados de contar essa história para o meu presidente Queiroz Filho. Ele hoje na febre hype de amanhã. Tendo isso em vista, a Ampla Comunicação, em também entende que o importante não são apenas as inforparceria com a Minerva - agência experimental do Centro de mações, mas o que podemos fazer com elas. A inteligência Artes e Comunicação na Universidade Federal de Pernambunão está apenas no conteúdo, mas na nossa capacidade de co – lança o projeto Pernambuco falando manejá-lo”, argumenta Fernando para o Mundo, no qual pretende identifiLima. De acordo com Fernando, é car os hábitos futuros nas áreas de Moda, a nova mobilidade social, com a Consumo, Comportamento, Design, hegemonia do setor terciário, que Terceiro Setor, Gastronomia e Arquiteexige novas metodologias para tura. A Minerva é uma atividade de prever tendências futuras. Se a lógica extensão multidisciplinar da UFPE dos estudos tradicionais já atendeu exclusiva para a formação dos estudanmuito bem à sociedade industrial, tes de publicidade. São oito alunos que se inscrevehoje os valores tangíveis teriam um ram via edital e fizeram testes específipeso cada vez menor e a maneira cos para ocupar alguma das funções da mais inteligente de ‘descomoditizar’ agência – redação, criação, direção de bens de consumo consistiria justaarte, dentre outras –, que é aberta a mente na ambiciosa missão dos cool qualquer tipo de empresa e frequentehunters: perceber o que estar por mente requisitada por ONGs e emprevir. “É uma tentativa. Estamos todos endimentos diversos da economia infor- Fernando Lima, coordenador do projeto aprendendo juntos. Nós da Ampla, a e diretor de Planejamento e Novos mal. A pesquisa vem sendo realizada academia, seus alunos e as marcas”, Negócios da Ampla pelos graduandos e tem como abrangênconfessa Fernando. Compreendido isto, um dos cia geográfica a região metropolitana do pioneirismos deste trabalho de ‘quase vidência’, segundo Recife. A parceria com a Ampla, criada através do VP de Fernando, é prescindir de dados estatísticos. “Precisamos criação Manuel Cavalcanti e do professor e coordenador do quebrar mais este paradigma – por mais desgastada e ‘clicherizacurso de Publicidade Dirceu Tavares, existe desde o surgida’ que esta palavra esteja. Não se mede sensações, experimenmento da Minerva. “O que fiz foi aproveitar esta parceria e tações e expectativas em números simplesmente. Isso não vale otimizá-la, introduzindo nova ferramenta de pesquisa através para a metodologia. Impossível dizer que daqui a 10 anos 50% do princípio colaborativo de exposição dos resultados que é dos homens vão usar saia porque elas são mais concomum a esta geração que está na academia”, afirma o coorfortáveis ou porque será moda”, explica. Para o coordenador, 16


Mannu Costa

Thaísa Queiroz, estudante que atua como diretora de arte na Minerva

Rodrigo Stéfani, diretores da Minerva

um relatório tradicional conclusivo seria incoerente, uma vez que a pesquisa não se pautará em questionários formais. De acordo com um dos diretores da Minerva, Rodrigo Stéfani, a primeira parte da pesquisa foi de caráter etnográfico e teve como base dados virtuais, coletados a partir da análise de buzz em blogs e redes sociais. O segundo passo consiste na pesquisa de campo, aonde os alunos se dividem de acordo com a área de pesquisa. “As abordagens vêm sendo realizadas em espaços de convergência social, que contam com grande fluxo de pessoas. Podem ser parques públicos, shoppings, eventos de rua ou transportes coletivos, por exemplo”, informou o professor do Departamento de Publicidade da UFPE. Rodrigo também coordenou outra pesquisa do gênero em parceria com a Ampla para a Pitú, na qual indicou as novas tendências para o consumo de cachaça, mas com um estilo de abordagem distinto. “No caso precedente, já havia um pré-roteiro, um esquema articulado. Também tínhamos um público-alvo mais definido, consumidor de cachaça, com faixas etárias e demarcações demográficas precisas. O que fazemos agora é algo ousado e novo para nós”, explicou. O aspecto mais curioso é que a observação é feita na maior parte do tempo à distância, sem interação direta, e mesmo durante as aproximações as pessoas não podem saber do que a pesquisa se trata. “A auto-consciência de estar participando de uma pesquisa afeta a qualidade das respostas”, acredita Rodrigo. Para Thaísa Queiroz, estudante que atua como diretora de arte na Minerva há seis meses, não deixar clara a razão

da abordagem ocasionalmente gera algumas dificuldades. “Na prática é meio complicado, pois não são todos que se sentem à vontade quando um estranho vem abordar, ainda mais quando não está claro o cunho profissional das perguntas. Mas em festas é mais fácil, já que é mais natural puxar assunto quando as pessoas estão mais 'alegres'. Dependendo da recepção, tiramos fotos das pessoas, ou então do ambiente em si, sem focar ninguém”. Quanto aos locais escolhidos para observação, Thaísa explica que variam muito, uma vez que cada aluno fica encarregado de uma área diferente. “Como eu escolhi entretenimento, meu campo de pesquisa virou shoppings, festas, bares. Tenho que estar onde tá 'bombando' por aqui”. Segundo a estudante, a experiência tem sido bastante enriquecedora, uma vez que faz os alunos saírem da zona de conforto, visitarem locais que não costumam, conversarem com quem não conversariam normalmente e entrarem em contato com toda sorte de atividades. “Acabamos descobrindo muita coisa legal e abrindo nossas cabeças para novas possibilidades. E esperamos que sejamos capazes de descobrir essas tendências futuras, já que é o nosso objetivo principal dessa pesquisa”, concluiu. A quem interessar exemplos, referências e trabalhos anteriores sobre cool hunting, Rodrigo Stéfani indica o website americano Trendhunter (www.trendhunter.com), um dos maiores e mais populares no ramo e recurso interativo no qual os usuários podem comentar e votar nas novas tendências mais promissoras. O resultado final do projeto está previsto para o final do ano, ainda sem data definida. 17


CONHECER PARA CRESCER Marina Barbosa

Empresas de marketing digital exploram hábitos de consumidores para incrementar ações na internet Campanhas e ações digitais estão cada vez mais presentes no rol das estratégias de divulgação de empresas dos mais diversos segmentos. Estas percebem a importância de relacionar-se com seus consumidores no ambiente online para consolidar marcas e produtos. Ocupar espaços e publicar conteúdos, no entanto, não é o suficiente para se obter sucesso na internet. Pensando nisso, agências de marketing e relacionamento digital buscam desvendar costumes e desejos dos usuários para encontrar a melhor maneira de comunicarse e promover-se na rede. Em parceria com a Hi Midia, rede de comunicação online, a M. Sense realizou estudo sobre os hábitos digitais dos brasileiros, que revelou o 'horário nobre' da internet. Com informações sobre as principais atividades dos usuários e os períodos em que a rede é mais acessada, as empresas esperam otimizar o planejamento das ações publicitárias e melhorar o relacionamento entre marcas e consumidores. “Há algum tempo vivemos a 'Era da Experiência', em que o desenvolvimento da comunicação e de produtos começa com o estudo do que o consumidor deseja”, conta Bruno Maletta, sócio da M. Sense, empresa especializada em estudos sobre o mercado digital. Segundo Bruno Maletta, conhecer os hábitos dos consumidores é fundamental para descobrir a forma certa de

relacionar-se com esse público. “Assim, saber o que desejam, quais sites visitam, para quê usam as redes sociais e em quais horários acessam a internet é um modo de melhorar a eficácia das estratégias de marketing e desenvolvimento de produtos”, explica. A pesquisa ouviu mais de 1.200 pessoas das cinco regiões do país entre os dias 15 e 22 de junho e constatou que os brasileiros conectam-se à rede sobretudo no período da noite, entre as 19h e 22h, no chamado 'horário nobre' da internet. Nesse período, as atividades mais comuns são relacionadas a redes sociais (41%), e-mails (35%), notícias (32%) e conteúdo de entretenimento (32%), mas e-mails e notícias também se mantêm em alta durante a manhã. Depois das 22h, o tempo é dedicado a atividades voltadas à diversão, como download de filmes e música (30%), redes sociais (28%) e vídeos (25%). Já nos fins de semana o acesso é menos concentrado e se estende ao longo da tarde e da noite (entre 14h e 22h). Durante a tarde, o acesso é direcionado a e-mails (28%), redes sociais (33%), notícias (27%) e conteúdo de entretenimento (28%). Após as 19h, são mais comuns as atividades de diversão, como jogos, filmes e músicas. Além disso, constatou-se que os homens são os primeiros a acessar a internet nos fins de semana. Já nos dias úteis, a faixa de 40 a 49 anos é responsável por dar início às atividades digitais. A pesquisa também revelou os hábitos relativos a dispositivos móveis, que já são usados por 35% dos brasileiros. Apesar de ampliar o acesso a internet ao longo do dia, smartphones e tablets costumam ser usados apenas para atividades rápidas e comuns, como e-mails e redes sociais, o que inibe o desenvolvimento de ações de marketing para essas plataformas. “Os formatos publicitários ainda não são tão atraentes nas pequenas telas dos dispositivos móveis, mas com certeza esse mercado irá crescer bastante nos próximos meses, devido ao crescimento da sua audiência”, aposta Bruno Maletta.

“Saber o que os clientes desejam, quais sites visitam, para quê usam as redes sociais e em quais horários acessam a internet é um modo de melhorar a eficácia das estratégias de marketing e desenvolvimento de produtos” Bruno Maletta, sócio da M. Sense 18


CAPA

Ivelise Buarque

POR TRÁS DO AMOR ÀS MARCAS

Elmo do Val, MV2 Comunicação (PE)

19


Fernando Lima, Ampla (PE)

Bruno Scartozzoni, Ativa Esporte (SP)

porciona a reciclagem do amor e a conquista de novos usuários, evitando o ostracismo. “A Farm me conquistou tanto pelas roupas, que são lindas e exatamente como eu gosto, quanto pela forma como eles lidam com os clientes. O site deles é totalmente personalizável (a rádio é maravilhosa, com playlists para cada situação, e você pode montar a sua), os produtos sempre têm embalagens incríveis e até o cheirinho de tudo é maravilhoso. Por exemplo, se você compra um biquini recebe junto um escapulário com fotos do Cristo Redentor e uma oração pra não chover na praia. A Farm conseguiu consolidar o modelo de negócios de um jeito tão legal que hoje em dia existe até curso sobre isso, o Farm Fashion Business (oferecido pela Perestroika, que é bem badalada)”, pontua a social midia da ThinkY (SP), Lucélia Brito.

Realmente, isto se tornou mais claro com o passar do tempo quando elas reduziram seu distanciamento com seus consumidores e passaram a criar formas de comunicação e diálogo que proporcionaram uma relação de admiração e, por consequinte, de amor. E foi isto que aconteceu com a Cocacola, a Harley-Davidson e a Apple. “Trazendo para uma possível ação de mercado, a marca deve ter sua cultura bem definida. Esse é o caminho para as 'lovemarks'. Percebemos claramente essa ligação de ideologia com identificação do consumidor em marcas como Harley Davidson ou Apple. Marcas que são símbolos e ícones de grupos, tribos ou até mesmo de uma geração, como a marca ‘Beatles’, nesse caso, um exemplo mais próximo do que Kevin Roberts quis dizer ao relacionar publico-alvo com fãs”, aponta o professor de marketing e pesquisador em comunicação e ciências políticas, Marcus Quintanilha Filho (BA). Por isto, os investimentos em construção e fortalecimento da marca são altos nas estratégias de marketing, e envolvem em grande medida este contato com o público, que deixou de ser unilateral. Esta relação constante e bilateral vem envolvendo cada vez mais o target com o objetico de mostrarse mais presente e transparente como lhe é exigido, nos dias de hoje. Segundo a VP executiva da Agência Shopper, Juliana Nappo (SP), se itens como qualidade e inovação devem ser comuns a todas as marcas e acabaram se tornando commodities, para ser amada, a marca precisa oferecer mais. E ser mais também. Para Juliana, ser amado é um diferencial essencial num mundo cheio de opções, de shoppers e consumidores com total acesso a informação na palma da mão e, portanto, muito mais críticos, exigentes e donos de si. “Essencial para as marcas que querem ser escolhidas por critérios menos racionais e

MAIS DO QUE UM CONCEITO – Diferenciação diante da concorrência é um fator primordial hoje, pois são elas que agregam valor aos produtos e tornam as marcas lembradas e, consequentemente, transformam este recall em amor, em muitos casos. “Vivemos alguns períodos evolutivos naquilo que chamamos arquitetura de marcas. Há pouco tempo tínhamos fregueses. Agregamos valores percebidos às marcas e transformamos esses fregueses em consumidores. Deitamos em berço esplêndido e quando acordamos percebemos que mais do que consumidores, o que as marcas necessitam para garantir fidelidade são fãs. A coisa funciona como numa relação de casal. Se a marca usa perfume, faz carinho, diz coisas que o consumidor quer ouvir, e não fica apenas se autoelogiando, o relacionamento se consolida. Conquista e fideliza quem se relaciona, e não apenas anuncia. O anúncio cai no esquecimento”, diz o diretor de planejamento e novos negócios da Ampla (PE), Fernando Lima. 20


mais emocionais, pois a emoção não tem explicação e consegue ser mais forte do que modismos e até mesmo é capaz de fazer seus seguidores relevarem algum deslize que a marca possa cometer. E, por isto, para ser amada de verdade, uma marca tem que ser autêntica. Não adianta mais parecer alguma coisa. O consumidor sabe quem está sendo autêntico pelo que esta marca oferece a ele em todos os momentos em que entra em contato. Se o consumidor chegar à loja, e neste momento ele é o shopper, e não encontrar lá um ambiente que proporcione uma experiência de compra que o faça sentir este DNA da marca, vai soar falso, vai ser apenas um comercial”, diz Juliana. Apesar do conceito de lovemarks ser tão popular hoje em dia, estudos desenvolvidos em 1994 pela empresa de consultoria inglesa QualiQuant Internacional já apontavam não só que as pessoas faziam compras mais emocionalmente do que racionalmente. O mesmo estudo ainda indicava que, quando uma marca alcança a posição de marca amada, seu retorno pode ser dobrado de volume porque o respeito e o amor aumentam sete vezes mais a intenção de compra. “Hoje, tudo e qualquer coisa pode ser uma marca. As pessoas, no entanto, querem fazer parte de uma idéia que é maior do que uma marca. Quem quer ser comercializado, quando você pode ser exaltado, inspirado e envolvido em uma marca? Lovemarks está sobre os ombros do respeito que as marcas são fundadas, e convida as pessoas a participar de um passeio emocional maior. A pergunta que todo consumidor tem de cada marca é 'Como é que a marca vai melhorar a minha vida?' E lovemarks é uma resposta afirmativa”, diz o especialista Kevin Roberts, em entrevista exclusiva para a PRONEWS sobre o assunto. O consultor inglês e CEO da Saatchi & Saatchi aponta que confiança no desempenho e reputação são sempre importante na criação de respeito, que é algo fundamental para as marcas, mas não é o suficiente. “Para chegar ao status de lovemark, precisamos adicionar o amor, e você pode fazer isso através da infusão de sua marca com sensualidade, mistério e intimidade. Você não se casar com alguém só porque você respeita, você se casa com alguém que você ama. Os consumidores querem que os seus dias sejam pontuados com alegria, prazer e alívio emocional. Ser uma marca amada é mais rentável do que uma que só se gosta e, certamente, muito mais rentável do que uma marca que não gera nenhum calor emocional”, destaca Roberts. NA MENTE DO PÚBLICO - Os consumidores não percebem os resultados dessa veneração às marcas ou as suas importâncias nestes papéis específicos. E apesar de não estarem preocupados em adorá-las, percebe-se que, em muitos casos, é muito fácil chegar ao coração delas. Mas, o difícil é se

conscientizar do que é necessário para alcançar este patamar e o mais crucial é como manter-se enraizada: prestar um bom serviço, surpreender seu público constantemente, manter um bom carisma no relacionamento e comunicação verdadeira. “As pessoas, em geral, são desconfiadas das marcas. Há várias pesquisas que mostram esse fenômeno. Isso é resultado de décadas de políticas que deixavam o consumidor em segundo plano, quando, no fundo, melhorar a vida delas deveria ser o propósito de qualquer marca. Nesse sentido as lovemarks são as exceções que confirmam a regra, ou seja, fenômenos muito particulares. E aí a tendência é olhar para essas marcas e querer aprender com elas”, comenta Bruno Scartozzoni, creative planner da Ativa Esporte (SP). Naturalmente, há uma série de fatores que contribuem para a disseminação do conceito de lovemarks, que ganhou muito impulso com cases como os já citados que passaram a investir e acreditar que o amor do consumidor é refletido em consumo. “Cada dia mais as pessoas escolhem produtos e serviços pela marca, então marcas fortes tendem a crescer mais e mais. E quando os consumidores amam uma marca, eles se tornam embaixadores da mesma e disseminam seus conceitos, atraindo mais consumidores. Uma coisa é o dono falar bem de uma empresa, outra coisa é um grupo de consumidores. E isto é bem mais convincente, especialmente hoje. Com as redes sociais e a possibilidade de atuação do consumidor como crítico ou defensor de uma marca, este conceito ganhou mais força ainda”, ressalta Gustavo Bastos, sóciodiretor da agência 11:21 (RJ). De fato, esta luta é maior frente a globalização que ampliou a troca de informações e conhecimento com um simples e rápido acesso, uma vez que as ações de relacionamento, no mundo off-line, aproximam a marca do consumidor e as ações online criam maior vínculos. “O trabalho de marketing nas mídias sociais auxilia muito no que se refere a conhecer o público. Conhecer os hábitos do público retrata o que as pessoas pensam e desejam, dando o subsídio de criar a melhor forma de se colocar. Por outro lado, o CRM (Costumer Relation Management) auxilia no acompanhamento desses hábitos, permitindo adaptar as posturas da empresa”, diz o coordenador da graduação de Publicidade e Propaganda da Universidade Maurício de Nassau (Uninassau), Diego Rocha (PE). Como as pessoas esperam valores humanos (como autenticidade, transparência, integridade, sustentabilidade, cumplicidade, entre outros), o trabalho de marketing nas redes sociais devem reter este propósito e ainda assim ressaltar o DNA da marca, destacando basicamente o peso do Branding hoje e no futuro. “As redes sociais são uma ferramenta importante hoje nas estratégias das marcas. Independente do meio, reafirmo minha teoria de que marcas com um propósi21


Fernando Lima, Ampla (PE)

to bem definido, com valores humanos e que entendem o conceito dos 3 Cs que identificamos na nossa pesquisa Brand ID: colaboração, cocriação e criatividade, serão bemsucedidas independente das disciplinas. De qualquer forma, usar as redes sociais para conquistar o coração dos consumidores é uma tarefa muito difícil, sensível e uma linha muito tênue entre o sucesso e o fracasso. Hoje marcas que são amadas estão no centro da discussão e não isoladas no topo…seguem e não esperam apenas serem seguidas e principalmente agem como verdadeiros curadores e sabem como não ser invasivas”, comenta o CEO da Voltage (SP), Paulo AlAssal. Enquanto, amar sugere uma relação duradoura e de lealdade que aumenta o consumo e a aproximação com a rede. Por outro lado, para permanecer lovemarks tem que conquistar todo dia, precisa se transforma frequentemente e atender as necessidades em diversas áreas de desejo do público, que envolvem sua relação emocional. “Mais do que nunca a marca tem que ser ativa, tem que se envolver com o consumidor. A comunicação, o feedback é cada vez mais rápido e pesquisas que demoravam muito tempo e custavam - e custam! - muito, hoje tem nas redes sociais e na internet aliados poderosos e rápidos, praticamente instantâneos. E com isso, também o mapeamento da concorrência é mais fácil. O lado ruim dessa interatividade é a exposição dos defeitos e erros das marcas, e por isso mesmo a busca pela qualidade e satisfação dos clientes tem que ser diária, constante, e, antecipar desejos, e criar as necessidades antes do lançamento dos produtos ou serviços, nunca foi tão essencial”, diz diretor de Criação da Camará Comunicação Total (BA), Afonso Dantas. O marketing 3.0 traz novos posicionamentos, novas possibilidades e novas ferramentas para a disseminação das 22

marcas, assim como novos desafios. E estes devem se observados e avaliados pelas empresas com a mesma preocupação que se tem em trabalhar o seu lado positivo nos meios. As marcas devem estar atentas a grande revolução tecnológica que estamos vivendo, a febre dos apis, das telas touch, cloud computing, isto reflete diretamente na forma de se comunicar com o consumidor. “O mundo digital hoje interfere diretamente nas decisões do consumidor e de certa forma pode se tornar uma ferramenta poderosa de dados para trazer subsidios e feedback para as marcas. Vivemos a era do marketing colaborativo, os consumidores buscam cada vez mais por satisfazer suas necessidades. O que antes era oferecido em quantidade para muitos, deve passar a ser oferecido com exclusividade para poucos atendendo as mais diversas necessidades especificas. Como os papas do marketing dizem estamos entrando no marketing 3.0. Algumas marcas estão bem a frente, outras gatinhando e outras ainda desconhecem. O fato é o consumidor se torna um formador de opinião dentro da social web, e para uma marca ter sucesso deverá começar a de fato ouvir o que ele pensa”, frisa Fabio Caetano, sócio diretor de mídia da EC Comunicação (SP). ENTRE AS AMADAS – Nesta era da economia da atração como traçou Kevin Roberts, há muitos desafios e percalços. Mas, o caminho do sucesso traçado por algumas marcas mostra retornos insuperáveis no principal capital: o humano. É esta lição que a Natura, a Coca-cola e a Skol apresentam para o mercado com direito a prêmio por serem as marcas mais amadas pelo público brasileiro em suas categorias, na pesquisa “As Marcas Mais Amadas do Brasil”, realizada em maio pela revista Consumidor Moderno. “A Natura é uma empresa de relações e nós acreditamos que o carinho e amor pela marca são conseqüências da forma como nos relacionamentos com todas as pessoas, nossos consultores, consumidores, fornecedores e colaboradores. Ao longo dos anos a Natura se consolidou como uma marca com a qual as pessoas se identificam, sempre mostrando consistência e credibilidade em sua atuação”, diz a gerente de marketing do Norte e Nordeste, Mariana Amazonas. A marca amada em primeiro lugar na categoria Perfumes trabalha de forma sólida há mais de 40 anos, num modelo de gestão que promove o crescimento econômico e a perpetuação da empresa, ao passo que adota um papel sócio e ambientalmente responsável. Um perfil empresarial que necessita de maior transparência, relações éticas e canais abertos junto ao público para mostrar seu compromisso e seus valores com o público. “A Natura tem uma visão, valores e crenças muito consistentes que permeiam todas as nossas atitudes organizacionais. Com esse traço tão marcante, as pessoas percebem essa consistência em tudo que fazemos. Nossos compromis-


Hayla Leite

Gustavo Bastos, agência 11:21 (RJ)

Sérgio Vieira, Coca-Cola Guararapes (PE)

sos vão além do resultado econômico, todas as nossas iniciaticom nossos consumidores. Estamos presente na vida de vas seguem na direção do cuidado com o ambiental e social. E quase todos os brasileiros, fazendo parte de momentos de isso não é uma campanha de marketing, mas sim a forma alegria, descontração e celebração. Também costumamos como tomamos qualquer decisão organizacional”, destaca dizer que tem muito do Brasil no ponto de vista da marca Amazonas. Coca-Cola sobre a felicidade”, comenta a diretora de MarkeGerar interação do público, estar cada vez mais próting da Coca-Cola, Luciana Feres, para quem a fórmula do ximo e descentralizar a informação através de ferramentas de sucesso são diversos fatores, que envolvem ainda a parceria engajamento são as estratégias da Skol (cerveja mais amada), com os clientes e engarrafadores do sistema. que desenvolve toda uma comunicação condizente com o seu A marca, que sempre reinventamos sua promessa de perfil (vanguardista, irreverente e com espírito jovem). “O felicidade através de sua comunicação e ações de marketing, é importante para Skol é estar próxima e consciente de sua responsabilidade principalmente ser relevante para o conenquanto líder de mercado. Por isto, sumidor, que demanda por um conteúdo investe em uma equipe jovem, antenada diferenciado, tanto online quanto offe entrosada que está em constante line. Por isso, realizamos projetos que desenvolvimento, e que contribui para o inserem este consumidor no centro de trabalho junto ao consumidor (mais consação. A Skol acredita em um relacionaciente e preocupado com seus ideais e mento permanente com o público no direitos) e para que ele se identifique universo digital: ir até o consumidor, com seus valores no processo de interaonde ele estiver, e oferecer ferramentas ção com Coca-Cola. “Como em qualde engajamento. Para isso, a marca aposKevin Roberts, QualiQuant quer relacionamento, é preciso de cumInternacional (UK) plicidade, dedicação e bons valores. Não ta em uma estratégia descentralizada de informações que se divide em frentes tanto de destino, como se constrói isso em pouco tempo. Desta forma, temos trabade distribuição: um portal interativo, agregador de conteúdo lhado com foco no DNA da marca, reforçando sempre o lado e uma intensa atuação em redes sociais”, destaca Lincon CasCoca-Cola da vida, respeitando os seus valores de otimismo e tro, gerente de Marketing da Ambev (PE/BA). buscando atualizar a linguagem para cada público. E as redes Mas, o caso de maior sucesso talvez seja mesmo o da sociais são uma plataforma indispensável para ter visibilidade, Coca-cola, o refrigerante ainda mais amado no Brasil e talvez mas – principalmente – para estabelecer um diálogo. Essa no mundo, ao longo de 125 anos, com um compromisso com conversa é parte da humanização e da conexão que traz o o consumidor. “Esse amor de marca se reflete na forma como amor platônico para um plano mais tangível nessa relação”, atuamos. Somos apaixonados trabalhando para apaixonados e enfatiza Sérgio Vieira, diretor de marketing da Coca-Cola por isso investimos de maneira contínua no relacionamento Guararapes (PE), parceiras do Grupo.

“Hoje, tudo e qualquer coisa pode ser uma marca. As pessoas, no entanto, querem fazer parte de uma idéia que é maior do que uma marca.”

23


A VEZ DO CLIENTE

Ivelise Buarque

VAI UM CAFEZINHO AÍ? Aos 61 anos, a marca chega num momento diferenciado da sua história apostando num processo de atendimento frente a frente com os clientes inspiração os promissores e a preocupação de atender números relacionados a esta aos mais diversos gostos, com fatia de público. De acordo a “torra perfeita”. Assim é a com pesquisa da Associação São Braz, detentora de tecnoBrasileira da Indústria do Café logia própria para blendar o (Abic), divulgada ano passado, café, de acordo com o padrão o consumo de café como bebide cada grão e após a torra, o da habitual entre jovens de 15 que aumenta a qualidade e e 19 anos cresceu progressivaacentua o aroma e o sabor da mente entre 2003 a 2010, de bebida. Hoje, o grupo conta 85% para 91%. O mesmo com mais de 200 itens alimenvale para pessoas com idades tícios, através de 12 linhas entre 20 e 26 anos, que subiu industriais produzidas em de 83% para 90%. Um negóCabedelo/Paraíba, incluindo cio que já vem ancorado ao uma das mais completas linhas sucesso da marca neste segde cafés do Brasil, com oito mento. “Há muitos anos, blends diferentes em 16 pesos desde o inicio do Grupo, ainda e tipos de embalagens. Tudo Fred Dominguez, gerente de Marketing do grupo em Campina Grande a São com o aporte da credibilidade, Braz teve lojas de café. Contudo com o sucesso da São Braz que é o maior patrimônio construído pelo seu fundador, José Coffee Shop do Shopping Recife (a São Braz abriu junto com o Carlos da Silva Júnior, que fez com que esta se posicionasse Shopping) a empresa viu que poderia oferecer uma franquia entre as seis principais torrefações do País e conquistasse o de sucesso nos mercados onde atua”, diz Dominguez. público consumidor. A rede São Braz Cofee Shops já existe há 13 anos e E, é com este mesmo posicionamento, que o grupo possui duas cafeterias próprias, no Shopping Recife (PE) e no investiu forte em novo segmento forte de mercado: as cafeteShopping Manaíra (PB), juntamente com 15 unidades distriburias, que hoje foi ampliada com uma nova rede desenvolvida ídas em cinco capitais do Nordeste (Recife, Aracaju, Maceió, com foco no consumidor jovem. Trata-se da “Blend 53”, cuja João Pessoa e Natal), sendo 10 delas em Pernambuco. Atualprimeira unidade (projeto piloto), funciona no Shopping Recimente, Pernambuco representa 65% do faturamento da fe (PE), na quinta etapa, com posicionamento diferenciado em rede. A maioria das lojas São Braz Coffee Shop fica em shopum ambiente com decoração arrojada, conectado às redes ping centers e possuem ambientação clássica, combinando sociais, entre outros diferenciais. “O nosso objetivo é associar em seu cardápio cafés de alta qualidade com pratos da cozinha também, aproveitando este novo momento, a São Braz ao regional e seguindo a tendência do mercado de franquias, público jovem, renovando a nossa imagem. E vamos fazer isso tradicionalmente localizada nas capitais, mas que buscam através da Blend 53”, conta Fred Dominguez, gerente de Maralternativas além das grandes metrópoles. “Para as cafeterias keting do grupo. Os produtos usados serão São Braz, das já a estratégia é um crescimento ordenado, com lojas em Shoptradicionais e clássicas lojas de café. ping centers e lojas de rua em locais que tenham Operando como franquia da marca, a loja tem como 24


potencial. Em termos de produtos a empresa lançou recentemente o café em sache para expresso e a granola. Agora, em agosto, lançamos o Biscoito Tufs, um biscoito novo, recheado, crocante e muito saboroso”, ressalta Fred.

cafeteria conceito com cafés expressos com grãos selecionados, cafés com leite tradicionais e tipo italiano e cafés especiais (quentes e gelados) com caldas, macadâmia, menta, entre outros ingredientes charmosos e atraentes.

ESPAÇO ESTRATÉGICO – Com proposta diferenciada em ambiente moderno, o novo conceito de cafeteria da rede São Braz (Blend 53) é um espaço pensado de forma estratégica. “A Blend é uma proposta nova, atual. Com abordagem contemporânea do ponto de encontro de amigos. Da atualização do momento do café, tão presente na nossa sociedade. Com uma proposta estética jovem e cardápio inovador, a Blend em poucos meses, já tem mostrado incrível aceitação do público jovem”, pontua o gerente de Marketing, que adianta que a Blend tem longo e vitorioso caminho pela frente, muitas novidades virão. O projeto desenvolvido por Eric Perman, da Perman Arquitetos (PE), usa cores forte, como roxo e vermelho, numa linha moderna e retrô, depois de pesquisa feita com jovens mulheres. “A Blend nasceu com espírito de que poderia estar em qualquer parte do mundo”, segundo Perman. E com capacidade para atendimento de até 60 pessoas senta-

CAFÉS FRANQUIADOS - Sucesso absoluto, a rede de franquias São Braz Coffee Shop segue uma tendência do mercado ampliando sua atuação na região nordeste e em cidades do interior das praças em que vem atuando. E segue à risca um bem elaborado plano que, em sua primeira etapa, buscava os melhores pontos para as franquias na capital pernambucana, principal cidade de varejo no Nordeste. “O produto café vem enfrentando uma crescente concorrência de novos produtos, novas bebidas de café da manhã. Sucos de fruta, a base de soja, iogurtes, etc. Já o café fora de casa, tem crescido muito, apesar de em nossa região o consumo ser muito pequeno quando comparado ao Sul e Sudeste”, diz o gerente de Marketing. Elas possuem ambientação clássica, além de combinar em seu cardápio pratos da cozinha regional com cafés de alta qualidade, produzidos com grãos vindos principalmente de Minas Gerias e que passam por um processo automatizado, o que garante a padronização e manutenção de sua qualidade. Os blends são desenvolvidos especificamente para cada item da linha de cafés da empresa, que conta com um sólido projeto de divulgação que conta com o reforço de comunicação. “Em relação às cafeterias concentramos as ações em materiais de PDV e ações promocionais em datas comemorativas, além de uma presença constante na revista Veja, por sua abrangência regional. No que diz respeito ao mix de produtos, trabalhamos com um planejamento orçamentário anual que baliza parte dos investimentos e outra parte, é utilizada com maior flexibilidade para atender demandas de mercado e produto conforme a evolução das vendas”, diz Dominguez. As ações publicitárias da São Braz são desenvolvidas pela agência Aporte (PE) que responde pelos produtos e pela rede Coffe Shop há 10 anos. Mas, o grupo ainda investe em comunicação espontânea através de trabalho da SL/MCI. “O nosso foco é estarmos sempre dentro da informação se a informação se refere a um setor que atuamos. Ou seja, não se pode falar de alimentos, cafeterias em nossa região sem que a São Braz esteja presente na notícia. É justamente ocupar este espaço de forma coerente e colaborativa que é nossa principal estratégia. Para nós, a presença através da assessoria, tem antes de tudo ser pertinente e atender o interesse do leitor em se informar”, frisa.

Coffe Shop e Blend São Braz

das, a Blend traz um cardápio exclusivo que combina propostas gourmets assinadas pelo conceituado chef pernambucano Leandro Ricardo e opções de café de alta qualidade. “Posso dizer que o menu é high-lo, tem um café gourmet, comidas assinadas por chef e, o melhor, com preços acessíveis”, diz Leandro, que apostou em pães alternativos (como rústico europeu, de ervas, grãos, etc), crepes, sanduíches, doces e saladas, além de releituras de clássicos da gastronomia (como a nossa tradicional cartola). “Cartola Blend-Crepe, dobrado, crocante e recheado de queijo derretido, banana assada caramelizada com açúcar, canela e sorvete. Romeu e Julieta, dobrado e crocante ao creme de goiabada e queijo, acompanhado de sorvete e o gateau de goiabada com requeijão, como sugestão para acompanhar o café”, conta o chef. Mas, o rei da casa é naturalmente a bebida carrochefe da marca que se destaca no menu em 23 tipos, entre quente, gelado e com leite. A Blend 53 incorpora toda ideia da

25


DE OLHO NA CAMPANHA

BOZZANO COLOCA RONALDO PARA TRABALHAR Bozzano estreou sua nova campanha com Ronaldo Nazário - garoto-propaganda da marca desde 2009. No filme, criado pela agência WoodycomRossetto, após fazer a barba com a espuma e lâmina Bozzano, o ídolo Ronaldo fica pronto para mais um dia intenso de trabalho, retratando a busca constante dos brasileiros pela conquista. Com toda a sua trajetória e em nova fase da carreira, o Fenômeno ilustra bem essa realidade. Ronaldo é uma inspiração para muitas pessoas, sinônimo de superação. O homem Bozzano tem esse perfil, de ser batalhador e lutar por seus sonhos.

Ninguém melhor que um grande ídolo do futebol e atual empresário de sucesso para representar a marca. Líder em creme de barbear, loção pós barba e géis fixadores de cabelo, o portfólio de Bozzano também inclui produtos para o pré-barbear, lâminas para o ato de barbear, estilizadores de cabelo e linha para o corpo (desodorantes corporais e para os pés). A nova campanha da marca terá ainda anúncios em revista, rádio e internet, além de nova página na internet e estreia de fanpage no Facebook.

MARMANJOS LAVAM ROUPA COM BRILUX Para marcar o lançamento do Lava Roupas Líquido Brilux, o novo produto das Indústrias Reunidas Raymundo da Fonte, o Gruponove criou o movimento Maridos no Tanque. Mais do que uma campanha publicitária, a ideia central desenvolvida pela agência propõe uma “transformação” no dia a dia das famílias. De uma forma bem humorada, a campanha é responsável por lançar, juntamente com o produto, uma ideia: botar os marmanjos para lavar roupa. Afinal, já está mais do que na hora dos homens dividirem essa tarefa com as mulheres. E para dar esse recado, os 26

comerciais trazem a atriz Ingrid Guimarães estrelando o movimento Maridos no Tanque e mostrando de um jeito leve e descontraído que agora, com o Lava Roupas Líquido Brilux, a tarefa ficou tão fácil que até os homens vão conseguir. A campanha é composta de três filmes de 60” e mais três edições de 30”. Além dos filmes, que serão veiculados nas regiões Norte e Nordeste, a campanha Maridos no Tanque conta com jingle para rádio, peças de mídia exterior, material de PDV e diversas outras plataformas de comunicação.


A ABA, Associação Brasileira de Anunciantes, em parceria com a TopBrands, Consultoria de Branding, promoveu nos dias 22 e 23 de agosto, no Auditório Centro Britânico Brasileiro, em São Paulo - o Fórum ABA Branding 2012, o maior e mais importante encontro anual sobre construção de marcas do Brasil. No evento foram discutidas as técnicas e ferramentas mais avançadas de branding, utilizando cases nacionais e internacionais de marcas que se tornaram importantes diferenciais competitivos em diversos segmentos. “Hoje se fala muito do branding, mas é muito difícil reunir profissionais para discutir este tema. Por isso, resolvemos fazer o Fórum Internacional de Branding para combinar o conteúdo diversificado com o especializado. É uma forma de reunir no mesmo lugar o conjunto de práticas que formam o branding, que deverão contribuir para as práticas no Brasil”, afirmou Marcos Machado, sócio da Branding que organiza os eventos junto com a ABA. Machado ainda comentou sobre a importância de investir não só nos profissionais de marketing, mas também nos empresários que, de fato, implementam as estratégias. Na oportunidade, foram apresentados os principais resultados da pesquisa ABA/Top Brands 2012, sobre “A confiança e o prestígio das marcas para o consumidor brasileiro” e no setor internacional o encontro contou com a participação de Mark Batey, autor do livro “O Significado da Marca”, e Nick Sykes, CEO da FutureBrand de Londres, que falou sobre “A construção de experiência de marca nas olimpíadas de Londres”. Entre os cases de construção de marcas, foram apresentados os da marca “Giraffas” e “Mormaii”, que mostraram o desafio para internacionalizar marcas brasileiras. Outras marcas fizeram questão de prestigiar o evento, como representantes do desodorante AXE, que apresentaram o case “Ousadia na construção de marcas”. Fiat Cinquecento e Mini-Cooper também marcaram presença falando da gestão de “marcas vintages”. Outra apresentação importante foi sobre “A definição e gestão dos condôminos de stakeholders da marca”, que contou com a presença Rafael Sampaio, vice-presidente executivo da ABA e Marcos F. Magalhães, presidente do SOI Excelência Competitiva.

Joelli Azevedo

FÓRUM INTERNACIONAL DE BRANDING

A propaganda é a alma do negócio. Esta é uma das máximas mais escutadas no mercado. Neste patamar em que vivemos, onde a publicidade cresce junto com a economia, como defende Rita Romero, diretora executiva de negócios do Monitor America Latina, é possível acompanhar o comportamento e as preferências da população brasileira. Para isso, o Ibope, empresa de pesquisas, pesquisou o mercado de anunciantes e observou que os investimentos nesse setor cresceram 10% no primeiro semestre de 2012, atingindo R$ 43,8 bilhões. Uma das causas deste crescimento, além dos novos processos econômicos, é principalmente a redução de juros - como a redução do IPI na veda de veículos, por exemplo, são fatores importantes. Na pesquisa, as Casas Bahia e a Unilever continuaram nos primeiros lugares do ranking, porém, com uma diferença menor que no ano passado. “A última vez em que a Unilever foi primeira no ranking de anunciantes foi em 2002. Desde então, Casas Bahia ocupa a liderança em volume de investimento publicitário”, comenta Romero. Contudo, em 2012 os destaques da pesquisa foram

para Fortaleza e Manaus que cresceram 24% e 16%, respectivamente, impulsionados principalmente pelos investimentos do comércio, como concessionárias e lojas de departamento. Considerando que mais uma vez os automóveis estão em alta, junto à telefonia e a construção civil. Além disso, a Caixa passou da 7ª para a 3ª posição, com um crescimento de 68% no volume de investimento. A Petrobrás, que não figurava entre os 30 maiores no ano passado, ocupa a 13ª posição e o Banco do Brasil foi da 23ª para a 21ª posição no ranking. O Ibope analisou as agências que mais investiram na propaganda, seja em rádio, TV, outdoors ou em jornais impressos. O crescimento do percentual da propaganda é reflexo do investimento dos anunciantes nas agências, onde as três primeiras posições continuam ocupadas pela YR, Almap BBDO e Ogilvy & Mather Brasil. A Wmccann, que ocupava o 6º lugar no ranking no ano anterior, passa para a 4ª posição, após acréscimo de 32% no volume de investimento. A JWT permanece na quinta posição no ranking.

27

Joelli Azevedo

CRESCIMENTO DOS INVESTIMENTOS EM MÍDIA


NA WEB BLOGDEMARKETINGDIGITAL.COM/ O blog de marketing digital é uma fonte de informação atualizada e seleta para profissionais e estudantes dessa área tão dinâmica e importante no mix de marketing. O blog traz artigos, informações sobre cursos e notícias atualizadas sobre marketing digital. Renan Tuci Ubeda, autor do blog é palestrante e consultor sobre estratégias de marketing digital, comércio eletrônico, SEO e SEM, social networking, marketing de conteúdo e marketing de experiência.

WWW.MISSMOURA.COM/ O blog missmoura fala sobre Comunicação, Mídias Sociais, planejamento estratégico e insigts sobre o mercado. A autora é Patrícia Moura (mais conhecida como MissMoura). Ela é publicitária, gerente de mídias sociais e professora da pós-graduação em gestão estratégica de marketing digital do instituto Igec/Facha. Atualmente, gerencia a área de Mídias Sociais da agência CasaDigital, no Rio de Janeiro.

Luciana Torreão

INSTITUTO AVON LANÇA PESQUISA SOBRE O CÂNCER DE MAMA Para celebrar seus 20 anos, o Instituto Avon em parceria com o instituto de pesquisas Data Popular acaba de apresentar os dados inéditos da pesquisa Percepções sobre o Câncer de Mama – Quem são os aliados da mulher?A iniciativa faz parte da campanha global Avon contra o Câncer de Mama que antecede o início das mais de 500 mobilizações que a Avon promoverá em todo o país, durante o Outubro Rosa, com evento central em Recife. O lançamento da pesquisa na capital pernambucana contou a presença da ex-modelo e empresária Luiza Brunet, que foi lançada oficialmente como Embaixadora do Instituto Avon. Sendo assim, ela passa a ser porta-voz das ações dessa organização, que hoje atua com foco em campanhas voltadas para o fim da violência doméstica contra a mulher e a redução da mortalidade por câncer de mama. “É um papel que me enche de orgulho, como ser humano, porque sempre admirei o trabalho do Instituto Avon ao longo do relacionamento de mais de dez anos que tenho com a Avon”, comenta Luiza Brunet. O estudo é resultado de mais de 1700 entrevistas realizadas entre abril e agosto de 2012 pelo Data Popular, nas cinco regiões do país, com mulheres com e sem histórico da 28

doença, homens, e profissionais da saúde, em etapas quantitativa e qualitativa. O objetivo é detectar as percepções da população em relação à simbologia ligada ao câncer de mama, o conhecimento sobre a doença, os hábitos relacionados à prevenção e a importância do médico e da família no incentivo à prevenção. Uma primeira versão dessa pesquisa foi lançada em 2010, com foco na descoberta de mitos e verdades sobre a doença. “Nosso objetivo na realização de pesquisas como essas é oferecer informações de qualidade, que possam nortear ações educativas, conscientização e até estudos ainda mais aprofundados sobre o tema, para a efetiva redução da mortalidade por câncer de mama e para a melhoria da qualidade de vida das mulheres que passam ou passaram pela doença”, afirma Lírio Cipriani, diretor executivo do Instituto Avon. Luiza Brunet será uma das presenças de destaque no evento oficial que o Instituto Avon promoverá em Recife, no dia 21 de outubro, na praia de Boa Viagem, dentro do conjunto de mobilizações da campanha: a Corrida e Caminhada Avon contra o Câncer de Mama, na Avenida Boa Viagem.


Conrado Adolpho

Fernando Alves e Rafael Galdino (Quartel Digital) e Ney Lins e Igor Santos (PSIU Produções)

Recife recebe nos dias 20 e 21 de outubro mais um curso de certificação dos 8Ps do Marketing Digital com o expert Conrado Adolpho, na capital pernambucana, visando formar profissionais capazes para o trabalho de consultoria e gerenciamento qualificado para o mercado, certificando-os para atender as novas demandas na área de forma global e eficiente. “Segundo reportagem da Revista Exame, no portal da Abril, o número de internautas no país ultrapassou 80 milhões em 2010, o e-commerce teve crescimento de 40% com relação a 2009 e o principal: o investimento em marketing digital das empresas atingiram 10% da verba de marketing das empresas, com previsão de aumento de 90% até 2014, ou mesmo antes. Dentro deste contexto é fundamental que profissionais e empresas mantenham-se permanentemente atualizados e a Metodologia 8Ps (Pesquisa, Planejamento, Produção, Publicação, Promoção, Propagação, Personalização e Precisão) organiza, estrutura e sistematiza todo o processo de marketing digital bem como esclarece os papéis de cada membro da equipe de modo a construir uma espiral ascendente em termos de resultados obtidos mês a mês pela empresa”, diz Fernando Alves, diretor da Quartel Digital (CE), parceira na investida da Psiu Produções (PE). Baseada nesta proposta bem sucedida, o conceito esclarece os papéis de cada membro de uma equipe qualificada para atuação no segmento, que deve trabalhar de forma organizada, estruturada e sistematizada para obter resultados adequados. “É importante as pessoas perceberem que não existe marketing digital e marketing tradicional. É tudo uma coisa só. E não há ainda um manual de sucesso para isto. É realmente algo que as empresas estão aprendendo a usar. O importante é entender os conceitos desse 'novo mundo'. Desenvolvo muitas reflexões no meu livro 8Ps, no meu blog e

em artigos. Mas, a direção certa, cada empresa deverá descobrir por si só a partir do conhecimento do seu público-alvo”, destaca Conrado Adolpho. E é esta fundamentação que o curso os 8Ps do Marketing Digital traz para profissionais de marketing, administradores, empresários, profissionais liberais e estudantes: um passo a passo para se ter êxito nas estratégias de negócios de todos os tipos, utilizando para isso as possibilidades da internet como ferramenta de negócios. “A metodologia ajuda a manter o foco, consegue proporcionar aos alunos uma visão geral sobre o marketing digital e principalmente em como melhorar a eficiência do seu planejamento a cada nova atividade realizada. Um pouco antes de realizar o curso, já havia decidido abrir minha própria agência, com a metodologia 8ps, sinto como se tivesse recebido uma consultoria, validando a minha ideia. Fiz algumas adaptações para a realidade do meu mercado, e essa base adquirida continua me ajudando até hoje, um ano depois de abrir minha própria agência de SEO”, comenta Natanael Oliveira, fundador da Nordeste SEO (CE), ex-aluno do curso. O aluno sai um consultor formado e apto para exercer a função de gestor de marketing digital. “Isso porque a metodologia 8Ps é completa e já é mais que comprovada a sua eficácia, pois ela se encaixa a qualquer situação e tipo de negócio. O grande diferencial deste curso é a quantidade de conteúdo, são 16 horas de aula presencial e mais 40h de aula online”, destaca Ney Lins, diretor da Psiu Produções (PE), promotora do curso no Recife com a QD. O Curso 8Ps do Marketing Digital em Recife será realizado durante dois dias seguidos, das 9h às 19h, no Hotel Jangadeiro, em Boa Viagem, zona sul da capital pernambucana. E as inscrições custam R$ 449,49 e podem ser feitas pelo site www.psiuproducoes.com.br/8ps. 29

Ivelise Buarque

METODOLOGIA DE SUCESSO: 8PS NO RECIFE


FICHA TÉCNICA SONHO DE CRIANÇA Comemorando 15 anos de existência, o Grupo de Ajuda à Criança Carente com Câncer (GAC-PE) lança campanha institucional para marcar a data e para lembrar à sociedade a importância das doações para a sobrevivência da instituição. A campanha, elaborada pela agência Marta Lima Comunicação, que há anos cria ações para o GAC, contará com outdoor, vt de 30”, spot de 30”, folders, cartazes, outbus, backbus, anúncios de jornais, banner institucional, placa comemorativa, banner virtual, backdrop para twitter e banner para facebook. O tema da ação é o mundo de fantasia e sonho das crianças. Agência: Marta Lima (PE) Cliente: GAC PE Atendimento: Marcela Andrade e Tatiane Asfora Diretora de Criação: Daniela Krause Diretora de Arte: Barbara Carneiro Redatora: Fernanda Areias Aprovação: Renato Plimer CONTE COM ESSA FORÇA A cantora Ivete Sangalo gravou mais um filme institucional para a Insinuante, rede de varejo de móveis e eletrodomésticos que pertence a holding Máquina de Vendas, a primeira em presença territorial no País. O conceito da campanha desdobra o reposicionamento “Conte com essa força”, desenvolvido há um ano pela Propeg, agência que atende a rede há 17 anos. A ação, que terá duração de três meses, vincula à marca e seus bons resultados ao desenvolvimento da região Nordeste que mantém, na média, taxas de crescimento superiores ao restante do país. Além do clipe o plano de mídia contém vts de ofertas, anúncios de jornal, spot, jingle, flashes para rádio, peças para PDV e merchandising. Agência: Propeg Cliente: Lojas Insinuante Ltda. Atendimento: Carlos Pereira, Renata Matos, Sheyla Rocha e Bruna Vaccarezza Planejamento: Melina Romariz e Mylene Alves Direção de Criação: Ana Luisa Almeida e Emerson Braga Criação: Emerson Braga, Edson Rosa, Giovanni Carneiro, Cristóbal Fraga, Marcus Ventura e Jean Carlo Mídia: Maria José Silva, Paulo Simas, Demis Acasans e Marília Xavier Produção: José Carlos Oliveira, Beto Rezende e Paulo Pinto Aprovação/cliente: Joaquim Souza e Caio Batista PARAISO NO PAIVA Estreou no intervalo do Jornal Nacional, o VT promocional dos novos condomínios da Reserva do Paiva, o Varanda do Parque e Jardim do Mar, empreendimentos que serão construídos em frente ao parque público com amplas áreas verdes que se unem ao mar com piscinas naturais. A direção de fotografia do filme é assinada pelo premiado André Horta com produção da VDG Soluções Cinematográficas. O comercial tem duração de um minuto e utiliza imagens feitas no local com tom intimista que valorizam a exuberância da paisagem da Praia do Paiva e toda infraestrutura que o bairro oferece. Agência: Blackninja Comunicação (PE) Cliente: OR Realizações Imobiliárias Atendimento: Karina Costa e Natália Maciel Diretor de Criação: Lenilson Lima Redator: Ian Thomé Diretor de Arte: Bertone Balduíno e Gustavo Fonseca Produção RTVC: Karol Rocha Mídia: Mel Fernandes e Renato dos Anjos 30


MODA REPAGINADA O clima do verão chegou ao Shopping Recife. Para brindar a chegada da estação, o centro de compras realiza campanha Verão 2013, que apresenta novidades nos segmentos de moda, beleza, acessórios e outros. Para lançar a campanha verão 2013, o Shopping Recife aliou as tendências da estação à tecnologia. Para isso, a Ampla criou uma comunicação que aposta no efeito Mapping - um moderno recurso que realiza projeções em corpos estáticos. Assim, o filme e as peças gráficas uniram, de forma inovadora, os principais elementos da estação, como as cores em tom pastel e sorvete, além dos metalizados e neon. Dentro do plano desenvolvido pela agência, estão filme para TV e cinema, anúncio de jornal, revista e Internet, além de ações no mall e digitais, todas explorando o conceito#shoppingétendência. Agência: Ampla Comunicação Cliente: Shopping Recife Atendimento: Aguinaldo Viriato, Alessandra Pires e Maria Arruda Direção de Criação: Juliana Lisboa e Maurício Nunes Criação: Guto Campello, Thiago Pitt, Ademir Viana, Diego Miranda, Lucas David, Pedro Melo, Anna Terra Miranda, Cesar Mafra, André Burgos, Juliana Lima e Marcelo Galvão Mídia: Nilson Samico, Danilo França, Erika Moura e Luciana Aires RTVC: Fabiana Stefani, Mariana Bandeira e Laís Leleu Aprovação: Renata Cavalcanti

CAMPANHA CULTURAL Para comemorar dois anos de atuação, o Regateio - site de compras coletivas do Nordeste lançou campanha cultural para todo o Brasil. Será a primeira vez que um site de comércio coletivo oferece um carro 0km (Nissan March) no valor de R$ 30 mil com 100% de desconto. Para divulgar o concurso a empresa convidou o comediante Murilo Gun, pioneiro no gênero de stand-up comedy no Nordeste, que estrela a campanha publicitária que já está no ar na TV Globo e em outras mídias, como website, outdoors, backbus e redes sociais. O vídeo tem 30 segundos, com versão de 15 segundos e integra a grade de programação das afiliadas da TV Globo nos municípios onde o Regateio tem atuação. Agência: Capiche Marketing e Comunicação (PE) Cliente: Regateio Atendimento: Lívia Queiroz Diretor de Planejamento: Bruno Romano Diretor de Arte: Filipe Peregrino Diretor de Criação: Henrique Mota Produção: Diogo Rueda Mídia: Eduardo Lacerda Aprovação: Felipe Batista, Rodrigo Batista, Pedro Aguiar, Jorge Souza e Adolph Queiroz.

MÉRITO DO IDEB As notas crescentes alcançadas pelo Brasil no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) serviram como mote para a nova campanha da Link Comunicação & Propaganda para o Ministério da Educação (MEC). O objetivo da ação é mostrar a importância da avaliação da qualidade do ensino, além de mobilizar pais e responsáveis para que acompanhem o desempenho da escola de seus filhos, verificando o Ideb da instituição. As peças destacam a evolução do índice - que subiu de 3,8 em 2005 para 5,0 em 2011, número acima da meta prevista para este ano. O anúncio para revista ressalta a ideia de que professores motivados geram alunos mais dedicados e mais bem avaliados em sala de aula. Agência: Link Comunicação (PE/BA) Cliente: Ministério da Educação Atendimento: Camila Junqueira/Samir Augusto Planejamento: Ângela Chaves Diretor de Criação: Antonio Meireles Redator: Raoni Leão Diretor de Arte: Angelo Gabriel Mídia: Humberto Montemurro Aprovação: Nunzio Briguglio 31


PROPAGANDA ELEITORAL IRREGULAR NA MIRA DA INDÚSTRIA GRÁFICA Marina Barbosa

Abigraf divulga legislação que regulamenta o uso de materiais gráficos na campanha eleitoral Santinhos, faixas, banners, cavaletes, bandeiras, revistas. Em época de eleição, diversos materiais com as cores e os números dos candidatos invadem as cidades brasileiras. É tanta propaganda que os cidadãos perdem a noção do que é ou não regular. Pensando nisso, a Associação Brasileira da Indústria Gráfica (Abigraf) orienta as empresas do setor, responsáveis por boa parte da produção desse material, sobre as regras da propaganda eleitoral. Com isso, espera-se garantir o respeito à legislação quanto ao uso adequado dos produtos gráficos pelos partidos políticos. O presidente da Abigraf Nacional, Fabio Arruda Mortara, afirma que os produtos gráficos são fundamentais na hora de os candidatos tornarem-se conhecidos, sobretudo nas cidades de pequeno porte, onde prevalece esse tipo de comunicação. Em outras localidades, essa plataforma alia-se a campanhas televisivas e digitais. “Cartazes, santinhos e cavaletes são amplamente utilizados durante as eleições porque divulgam e ainda relembram as marcas dos candidatos. Por conta disso, a procura pelos serviços das indústrias gráficas cresce consideravelmente nessa época”, explica Mortara. Com demandas acima do esperado, essas empresas precisam estar atentas à Resolução 23.370 do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que regulamenta a propaganda eleitoral no pleito deste ano. Mortara explica que a produção de material irregular é de responsabilidade dos candidatos, mas ressalta que as gráficas devem conhecer as exigências da lei. “Saber o que é permitido é fundamental para garantir que a campanha eleitoral transcorra de maneira limpa e democrática, com os produtos gráficos sendo usados como meio legal de comunicação entre os candidatos e os cidadãos”, pontua o presidente da Abigraf. Pensando nisso, a Abigraf enviou cartas com as principais determinações da resolução que regulamenta a propa32

ganda eleitoral aos representantes das indústrias gráficas. Entre as orientações, estão os materiais que podem ser usados pelos candidatos e os locais em que devem ser instalados. Mortara frisa que, com essas informações, as empresas do setor podem relembrar os itens da legislação a seus clientes, apesar de não puderem controlar o uso de seus produtos. Ele ainda lembra que todo material gráfico deve portar o Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica (CNPJ) da empresa em que foi produzido. Fabio Arruda Mortara, presidente da Abigraf Nacional RESOLUÇÃO 23.370 – REGULAMENTA A PROPAGANDA ELEITORAL EM 2012. ITENS RELATIVOS AOS PRODUTOS GRÁFICOS:

•Cavaletes, bonecos, cartazes, mesas para distribuição de material e bandeiras são permitidos em vias públicas desde que sejam móveis e não interfiram na movimentação de pessoas e veículos; •Faixas, placas, cartazes, pinturas e inscrições podem ser fixadas em imóveis particulares desde que não ultrapassem a área de 4m² e o responsável pelo imóvel autorize seu uso; •Cartazes, faixas, placas, estandartes e inscrições a tinta não podem ser colocados em bens públicos ou de uso comum, como postes e lojas, respectivamente. Árvores e jardins públicos também não podem receber esse material; •Camisetas, chaveiros, bonés, canetas e outros brindes que proporcionem vantagens ao eleitor não podem ser distribuídos; Outdoors são proibidos desde 2006; •Cada candidato pode veicular até dez anúncios na imprensa escrita até 05 de outubro (dois dias antes da eleição), desde que a propaganda ocupe até 1/8 de página de jornal padrão ou ¼ de página de revista ou tablóide.


VITRINE

Matheus Torreão

O CORPO SOB OS HOLOFOTES O corpo – talvez aquilo que tenhamos de mais individual – em via de regra não está dentre os primeiros temas que esperamos ver como objeto central de uma tese em sociologia. Pois foi justo ele, dentro da complexidade que ganha nos tempos vigentes, o escolhido por Clarisse Gomes de Paula para protagonizar a monografia Corpo, Tecnologia e Consumo – Por uma compreensão a partir da moda, trabalho de conclusão do curso de Ciências Sociais da Universidade Federal de Minas Gerais. Para Clarisse, o corpo que hoje se encontra em destaque nas arenas intelectuais é entendido enquanto fenômeno sociocultural e mesmo econômico, sendo tomado pela sociologia enquanto fonte significativa de reflexão a respeito dos universos simbólicos em que se insere. “Minha curiosidade não partia da originalidade do tema – já que este anda tão popular –, e sim porque tal corpo em visibilidade inaugura dúvidas. Uma parte importante dessas dúvidas diz respeito às quais são seus limites, pois o corpo nos apresenta o enlace entre público e privado, representação e realidade, dentre tantos pares antitéticos”, esclareceu a estudante. O trabalho de Clarisse sugere que o corpo outrora negligenciado pela sociologia tem se revelado sob os holofotes – trazendo consigo toda sorte de problemáticas para a teorização social – graças a três principais processos históricos. O primeiro estaria ligado ao aumento das indústrias de serviços que declinou a classe trabalhadora e gerou mudanças no estilo de vida, dando ênfase ao consumo e “...o corpo nos apresenta o enlace entre público e privado, representação e realidade, dentre tantos pares antitéticos”.

34

valorizando o corpo; a segunda razão tem relação com o movimento feminista que teria elevado o status analítico e político do corpo; e o terceiro e último seria o envelhecimento da população envolvendo progressos biomédicos e tecnológicos. No enfoque dos seus estudos está precisamente a relação de três vias estabelecida entre corpo, tecnologia e consumo, tendo a moda como pilar central de conexão. “A moda tão íntima do corpo, filha do capitalismo e amiga das tecnologias parecia-me fértil como espaço para esquadrinhar essa relação triádica e meu trabalho se constituiu enquanto uma proposta para pensar o corpo”, conta Clarisse. Sendo assim, curiosamente, não foi um professor de ciências sociais o escolhido para orientar a monografia, mas justo um da área estilística. “Dei com a feliz coincidência de estar cursando uma matéria eletiva no curso de Design de Moda, ministrada pelo professor pernambucano Tarcisio D'Almeida, quem terminou como meu orientador. Ele foi bastante receptivo às minhas ideias de combinar diferentes áreas em um estudo”. O interesse de Clarisse em explorar tantas perspectivas e abordagens teóricas do assunto em diversas vertentes do conhecimento acabou, inclusive, colocando-a em certa desarmonia com o calendário acadêmico. “Achei umas mil vezes que eu precisaria de uma vida para parar de ler e poder escrever alguma coisa válida; cheguei mesmo a assustar meu orientador com uma ligação inesperada no meio do semestre dizendo que faltava pouco para o prazo de trancamento de monografia”, confessou. “Tarcisio com seu dinamismo e ordem me ajudou muito a focar”. Apesar da necessidade de compactá-lo um pouco, deixar alguns itens de lado e dar a famosa “corridinha” de praxe à aproximação da data da defesa, tudo correu sem grandes pormenores e Clarisse se disse bastante satisfeita com a realização do projeto. “Pareceu-me prestante no trabalho a visibilidade dada à moda, a qual se demonstrou absolutamente fértil como tema científico, tão rica, entrelaçando tantas esferas. Estudei o que eu queria e como eu gostaria”, concluiu. O trabalho está disponível na biblioteca do Departamento de Sociologia e Antropologia da Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas, na UFMG.


Paródia do Hakuna Matata – adorável canção de Timão e Pumba no clássico Rei Leão - na conta da Tia Nei do DEM (SP), “Na urna é batata”. Já a releitura “inspirada” da abertura do desenho japonês Pokemón, ficou a cargo de Thalison do PSL (SP), “Thalison! Temos que votar, isso eu sei”. E, para fechar com classe, Billaw do PP (BA), com a candidata à webhit, “Deixa o Billaw Entrar”. Bizarrices, tosqueiras e coisas esdrúxulas em geral não são artigos raros entre os jingles eleitoreiros da contemporaneidade. Inclusive seria justo dizer que, se existe um momento do ano em que prescindimos de comediantes, é esse, no que diz respeito à recente e polêmica proibição de piadas envolvendo candidatos que tanto exaltou os ânimos dos stand-ups. Mas que faria um bom jingle de fato? Questão pertinente, uma vez que um jingle bem construído é capaz de conquistar o imaginário e o emocional do público, criar climas de renovação e esperança; de perspectivas de novos avanços e vitórias. Pode também ressaltar, na percepção das pessoas, o dinamismo e o ritmo de trabalho do candidato, contribuindo para valorizar os seus principais atributos. Além de, em não raros casos, ajudar a elevar a autoestima da população, ao utilizar ritmos e talentos da cultura local, bem como ao tornar evidentes aspectos positivos de uma cidade, de um estado ou de um país. Para José Neto, compositor da Áudio Multio Solutions (RJ), apesar de não existir uma fórmula, visto que cada caso é um caso, existem contudo algumas questões básicas a serem consideradas na hora da criação. Clareza da mensa-

gem, apelo emocional, fácil assimilação, coerência com o espírito da campanha, qualidade na gravação, objetividade e escolha de um ritmo popular são cuidados primordiais para o sucesso de um jingle. “Antes de tudo, o jingle é uma ferramenta e não um fim em si. Ele tem que servir a um propósito, neste caso ajudar a eleger um candidato. Como a música tem como base o apelo emotivo, mais do que uma questão objetiva à divulgar, existe a "sensação" que se deseja passar. Antes de idealizar o jingle, temos que perceber o tom da campanha e a personalidade do candidato”, esclarece o músico. Sendo assim, é importante ter a preocupação de se expressar de maneira semelhante à do político e, inclusive, colocar na música palavras do próprio quando possível. Uma frase que seja e o cliente já há de se sentir “calçado” pela música, quando esta é feita de maneira consciente para completar a candidatura. “Estou no meio de uma campanha neste exato momento e isso tem sido amplamente discutido. O candidato tem uma personalidade a ser mostrada e preservada. Mesmo sabendo que e o povo gosta de músicas de duplo sentido. por exemplo, isso feriria a nossa estratégia. Portanto, compusemos um jingle emocional e alegre! Curto, para poder ser fixado, rapidamente, e com foco no slogan do candidato”, corrobora José Neto. Tiago Araripe, diretor de Criação na agência Link

Para José Neto, compositor da Áudio Multio Solutions (RJ)

35

Matheus Torreão

A MÚSICA COMO ESTRATÉGIA ELEITORAL


Tiago Araripe, diretor de Criação na agência Link Propaganda (PE/BA)

Propaganda (PE/BA), concorda. “O primeiro passo é solicitar um bom briefing, capaz de traduzir os pontos fortes da estratégia do candidato, de indicar as possíveis “vacinas” contra possíveis ataques, de mostrar o contexto geral da campanha em questão. Pode parecer que um simples jingle dispensa esse nível de detalhamento de dados. Ledo engano”. Ou seja, o compositor de jingles precisa saber utilizar as informações com o devido bom senso para extrair da peça o melhor para o candidato. Sem isso, ele poderá errar a mão – e o tom. Em contrapartida, o jingle pode se tornar negativo se usar palavras que possam ser facilmente subvertidas pela oposição, der margem para paródias com trocadilhos ou for excessivamente óbvio, agredindo os ouvidos e o bom senso das pessoas. Ou – outro fator de primeira importância – caso seja produzido sem a devida qualidade. “Daí a relevância de se contar com uma boa produtora de áudio que garanta o nível técnico da peça. Volume e frequência excessivos são também fatores que podem jogar contra. Afinal, o eleitor gosta cada vez mais de se sentir respeitado”, alerta Araripe. E quanto às paródias que se aproveitam das canções da moda ou já há muito incutidas no imaginário popular? Apesar de virais em potencial – para o bem ou para o mal, como as outrora citadas no início desta matéria – seriam elas de fato uma opção mercadologicamente atraente? Para o diretor de criação, “o primeiro cuidado a ser tomado é com os direitos autorais, que precisam ser considerados. A utilização de músi36

cas de sucesso popular pode ser uma faca de dois gumes, a depender dos critérios adotados. Mesmo uma música aparentemente banal pode ser retrabalhada e disso resultar algo instigante, inteligente. Do contrário, será simplesmente a banalização da banalidade”, opina. Ainda segundo Araripe, o valor de um jingle estará sempre relacionado ao seu custo/benefício: é possível ter uma criação original com menor investimento e uma paródia de uma música conhecida de elevado orçamento, e vice-versa. “Cada caso é um caso. O que irá determinar o preço da peça são fatores como o cachê do intérprete selecionado, o valor dos direitos autorais, os cuidados utilizados na sua realização – da criação à mixagem final”. Na Link Comunicação, o compositor e publicitário tem histórico de sucesso com campanhas que ajudaram a reeleger Juraci Magalhães à Prefeitura de Fortaleza, no ano 2000, e o governador de Pernambuco Eduardo Campos, em 2010. “Na primeira, com a música 'O prefeito da gente', reaproximamos da população o candidato – que ficara afastado da mídia para tratar de um câncer – e reafirmamos seu compromisso com a cidade, favorecendo a sua revitalização. Na segunda, utilizando ritmos pernambucanos como o frevo, a ciranda e o maracatu, reforçamos os principais atributos do governador – como o dinamismo e o conhecimento de todo o Estado –, bem como o bom momento vivido em Pernambuco e a perspectiva de dias ainda melhores com mais quatro anos de governo”, explicou, apontando os raciocínios que guiaram a criação. “O conceito 'É daqui pra melhor' traduziu muito bem o sentimento do povo pernambucano, que deu a Eduardo a votação mais expressiva do País naquelas eleições para governador: 82,8% dos votos no Estado e vitória no primeiro turno”. Em suma, como prova a história dos jingles de sucesso – que vai da antológica “Lula Lá”, com sua riqueza harmônica e apelo emocional, a “Ey Ey Eymael, um democrata cristão”, que de tão ruim grudou nas cabeças até hoje – não parece mesmo haver fórmula certa para a massificação de uma música de campanha. Em uma coisa, no entanto, os bons compositores concordam: quanto menos se parecer com um jingle e mais com uma canção, que possa tocar genuinamente as pessoas, melhores serão as chances do elegível. Afora isso, como diriam os mestres do ramo Jean e Paulo Garfunkel, “é rezar para que o nome do candidato não acabe em U”.


LAGOA ENCANTADA O Rio de Janeiro e seus encantos inspiram poetas e também fotógrafos, porque não! Adoro a cidade, sempre quando tenho oportunidade de ir, sempre clico alguns lugares, o Rio encanta mesmo aquele que vai sempre aos mesmos lugares, a Lagoa é um lugar exuberante pela beleza e pelos atrativos, bares, restaurantes, pedalinhos, bicicletas e um heliponto pra quem quer fazer um voo panorâmico pelo Rio é diversão garantida para todos.

CÂMERA: Sony MODELO: DSC-H9 TEMPO DE EXPOSIÇÃO: 1/1250seg DISTÂNCIA FOCAL: 5.2mm ABERTURA: f/4.0

BANDEIRANTE OUTDOOR

Will Albuquerque willalbuquerque@hotmail.com

CLICK


EU RECOMENDO BRANDING: A ARTE DE CONSTRUIR MARCAS, de Marcos Hiller, 136 páginas, Trevisan Editora A gestão da marca hoje é tão importante quanto a qualidade de um produto ou serviço. O cuidado com os dois é quase certeza de sucesso para uma empresa. O livro trata justamente da gestão e da filosofia das marcas e reúne dezenas de textos sobre o assunto, com cases como Pôneis Malditos, Hyundai, Coca-Cola, Nova York, Marlboro, Barack Obama, McDonald's, Abercrombie & Fitch, Apple, entre outros vários temas pertinentes, atuais e relevantes domundo da comunicação. A obra traz um debate contemporâneo inédito das marcas e uma visão nada imparcial sobre o tema. De forma leve, palatável e inusitada, Hiller convida o leitor a um debate sobre branding, marketing, comunicação e consumo, mas, fundamentalmente, é um livro sobre marcas, esse valioso ativointangível e com riqueza de significado que ajuda hoje a formar o estilo devida e a personalidade das pessoas. MARKETING BOCA A BOCA, de Andy Sernovitz, 248 páginas, Editora Cultrix. O livro revela os cinco passos essenciais para fazer o boca a boca funcionar, e traz dez estudos de casos adicionais e mais cinco novas planilhas para que o leitor crie seus próprios planos de marketing. Considerada a forma mais primitiva de divulgação de ideias e informações, o boca a boca, segundo o autor, continua sendo um dos mais eficazes instrumentos de comunicação. Andy, que é CEO da GasPedal, uma empresa de consultoria de marketing boca a boca, e da Social Media.org, aborda alguns conceitos errôneos do marketing boca a boca que muitas empresas cometem. Uma delas, segundo ele, é que tudo está acontecendo on-line e o boca a boca não diz respeito apenas à Internet. A obra é um guia indispensável e objetivo para colocar as empresas em evidência e torná-las um negócio que as pessoas ficam satisfeitas em recomendar aos amigos. CONSUTORIA INFALÍVEL: UM GUIA PRÁTICO, INSPIRADOR E ESTRATÉGICO, de Peter Block, 368 páginas, Editora M.Books. Publicado no inicio dos anos 90 sob o titulo de Consultoria – O Desafio da Liberdade, o livro tornou-se referencia obrigatória para todos os consultores. E desde então tem sido recomendado a todos os consultores e executivos que utilizam técnicas de consultoria em suas atuações profissionais; como uma verdadeira bíblia. A nova edição cobre os desafios que surgiram da nova forma como nos comunicamos eletronicamente e vivemos no mundo virtual. Block sugere maneiras de superar os efeitos que distanciam e isolam as pessoas, inerentes às conexões eletrônicas. A publicação ultrapassa os elevados padrões de relevância, clareza e sabedoria característicos das versões anteriores e enfatiza as relações pessoais como chave para o sucesso nos negócios. É considerada a Bíblia de Consultoria. NÃO ELOGIE O FUNCIONÁRIO POR FAZER BEM O SEU TRABALHO, Stephen M. Shapiro, 216 páginas, Editora LeYa. Quantos especialistas em motivação espalham aos quatro cantos que elogiar um funcionário é o melhor que um gestor pode fazer para motivar? Centenas, talvez até milhares de gurus de negócios levantam essa bandeira. Mas qual é a finalidade de elogiar uma pessoa por fazer bem aquilo para o qual ela foi contratada? Stephen M. Shapiro explica em seu novo livro que essa técnica de motivação não é um bom caminho para a inovação. Um funcionário desafiado tende a dar resultados mais práticos e lucrativos para sua empresa do que um estagnado. O segredo do sucesso não é pensar em criar, mas sim em melhorar. A premissa de que o mais forte sobrevive não se encaixa no mundo dos negócios. Estará à frente o empreendedor mais capacitado, antenado ao seu concorrente e pronto para colocar em prática soluções realmente inovadoras e viáveis.

38


Revista pronews150  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you