a product message image
{' '} {' '}
Limited time offer
SAVE % on your upgrade

Page 1

Ano 1 | Edição 3 | Março 2016

PORSCHE TRAZ DE VOLTA

BOXSTER

NOVIDADES

Fiat Toro, VW Passat, Audi Q7 e OnStar

ENDEREÇO

O lugar onde os aficionados por carros se encontram


Invista em nossos com quem realm


s produtos e fale mente interessa.

www.realizaeditora.com.br contato@realizaeditora.com.br 27 3314.5117 • 3024.3355 Avenida Leitão da Silva, 141, Edifício Braga, sala 306, Bento Ferreira, CEP: 29050-605, Vitória/ES


Ed i to r i al



Foto: Faelo Ribeiro

Ano 1 | Edição 3 | Março 2016

Coordenação Eder Mota

EDER MOTA DIRETOR DA REALIZA EDITORA

E

Comercial

Rita Damasceno e Wander Castro

Jornalista responsável

Ariani Caetano (MTB-ES 2420)

sta edição da Revista Mundo Motor está circulando de forma diferente. Nosso terceiro número está disponível apenas de forma

online, e não impressa. Esta é uma decisão pontual, e a partir da quarta edição certamente voltaremos a imprimir a tiragem ha-

bitual e distribuir a revista nos postos de combustível parceiros e também em outros

Projeto gráfico e diagramação Link Editoração

www.revistamundomotor.com.br /mundomotorrevista @revistamundomotor A Revista Mundo Motor é uma publicação trimestral da Realiza Editora. É proibida a reprodução total ou parcial de textos, artigos, fotos, ilustrações e anúncios, por qualquer meio, sem prévia autorização do editor. Todos os direitos reservados.

espaços, como estacionamentos e restaurantes da Grande Vitória. O setor não começou o ano de 2016 bem

A Revista Mundo Motor é um produto da

– aliás, quem começou? –, o que nos influenciou a cortar a impressão da revista nesta edição. Os tempos estão difíceis e, infelizmente, reconhecimento não compra pão. De toda forma, cá estamos nós, persistindo, resistindo, insistindo. Ou não é isso que os que querem se destacar fazem? E como nem só de crise pode viver o homem, vamos conferir, nas próximas pági-

(27) 3314-5117 | (27) 3024-3355 www.realizaeditora.com.br contato@realizaeditora.com.br Avenida Leitão da Silva, 141, Edifício Braga, sala 306, Bento Ferreira, CEP: 29050-605, Vitória/ES

nas, as boas notícias do mercado, os lançamentos que movimentaram o setor, nossas dicas de gastronomia, cinema e viagem e também conhecer melhor o 718 Boxster, o super conversível da Porsche que estampa nossa capa. Afinal, sonhar ainda é de graça, não é mesmo? Boa leitura.

Se beber, não dirija. Use sempre o cinto de segurança.




S u mário

6

CONTA-GIROS NOTÍCIAS DO MERCADO

SUP OLHOS DE TOURO

SEDÃ CLÁSSICO CHEIO DE TECNOLOGIA

SUV SUV VANGUARDISTA

TESTE DRIVE O MENOR CONVERSÍVEL DA PORSCHE

PERFIL LÍDER NO MERCADO DE LUXO CAPIXABA

MEMÓRIA UMA MARCA DEFINIDA PELO LUXO

TECNOLOGIA COMODIDADE E SEGURANÇA

GPS O ENDEREÇO DOS AFICIONADOS POR CARROS

GASTRÔ RESTAURANTE DAS DELLICADEZAS

12 16 20 24 30 32 34 36 42


C o nta -Gi r os



Controle de ESTABILIDADE

D

e acordo com o Centro de Expe-

Nacional de Trânsito (Contran) e já conta

rimentação e Segurança Viária

com diversos modelos com controle eletrô-

(Cesvi), cresceu o número de car-

nico de estabilidade. O sistema já pode ser

ros disponíveis no mercado com

encontrado no EcoSport, New Fiesta hatch

o controle eletrônico de estabilidade (ESP)

1.6 e sedã 1.6, Focus Fastback e no novo Ford

como item de série no último ano. No levan-

KA, modelo SEL.

tamento realizado pelo órgão, foram consi-

O controle vai além de corrigir derrapa-

derados 299 modelos de veículos nacionais e

gens do veículo. “Ele é capaz de prever e cor-

importados à venda no país em 2015. Das 917

rigir a trajetória antes que o carro saia do con-

versões disponíveis no mercado, em 549 o

trole do motorista, aplicando os freios nas

item era de série (em 2014, apenas 499 eram

rodas individualmente, por meio de senso-

equipadas com a tecnologia), o que represen-

res que monitoram a velocidade, posição e

ta um aumento de 22,3%. No Brasil, a dispo-

giro da direção”, explica o gerente da Con-

nibilização de fábrica do ESP será obrigató-

tauto Guarapari, Rafael Duarte. A montado-

ria para todos os veículos a partir de 2022.

ra vem inserindo o sistema em todos os mo-

A Ford foi uma das montadoras que se antecipou à obrigatoriedade do Conselho

delos fabricados em suas unidades espalhadas pelo mundo.

Recorde de vendas

6

O ano de 2015 foi o mais bem-sucedido para

dezembro de 2015, 213.537 veículos BMW,

o BMW Group, com vendas anuais atingindo

Mini e Rolls-Royce foram vendidos (-0,8%).

um novo recorde pelo quinto ano consecu-

A marca BMW também atingiu recor-

tivo. Um total de 2.247.485 veículos BMW,

de de vendas anuais pelo quinto ano con-

Mini e Rolls-Royce foi entregue a clientes em

secutivo, entregando 1.905.234 de veí-

todo o mundo no ano passado, um aumen-

culos aos clientes em 2015, um aumento

to de 6,1% comparado ao ano anterior. Em

de 5,2% com relação ao ano anterior. As

R e v i s t a

M u n d o

M o t o r




Co n ta-G iro s

vendas da marca em dezembro chegaram

aos clientes em todo o mundo, um aumen-

perto do resultado do ano anterior, com

to de 12% comparado com o ano anterior.

um total de 176.681 modelos BMW entre-

Já a Rolls-Royce Motor Cars anunciou o

gues aos clientes (-0,7%).

segundo maior recorde de vendas em 112

O Mini alcançou o novo recorde de to-

anos de história da marca. A marca entre-

dos os tempos em vendas anuais em 2015,

gou 3.785 unidades (-6,8%) a clientes de

com um total de 338.466 veículos entregues

todo o mundo em 2015.

Maior

crescimento A Mercedes-Benz do Brasil encerrou 2015

de venda em seus respectivos segmentos.

com resultados expressivos nas vendas

Somente o Classe C sedã registrou 7.532

de automóveis premium. Entre janeiro e

unidades comercializadas, o equivalente a

dezembro, a marca registrou 17.525 uni-

43% do mix de vendas da marca em 2015.

dades emplacadas, impactando no maior

Outro fator que influenciou o aumento de

crescimento entre as marcas do segmen-

vendas no ano foi o crescimento na repre-

to, com 47%, comparado ao fechamento

sentatividade das versões SUV. Entre to-

de 2014. Além disso, os modelos Classe A,

dos os modelos do portfólio, 5.856 unida-

Classe B, Classe C, CLA, CLS, Classe E,

des foram emplacadas, em comparação

Classe G/GL, Classe S e SL foram líderes

com os 2.053 veículos vendidos em 2014.

Vendas

globais As vendas globais da General Motors cres-

e crossovers da marca foram os líderes de

ceram pelo terceiro ano consecutivo. Em

vendas na China, América do Norte e Améri-

2015 a companhia vendeu 9,8 milhões de

ca do Sul, onde foi líder pelo 15º ano conse-

veículos, aumento de 0,2% em relação ao

cutivo. O carro número um no ranking da re-

ano anterior. Em 2015, os carros, utilitários

gião foi o Onix, com mais de 138 mil unidades.

7


C o nta -Gi r os



Liderança

nacional A Fiat Chrysler Automobiles (FCA) lide-

da marca Fiat no mercado nacional e o re-

rou as vendas de automóveis e comer-

lançamento da Jeep no país, com a che-

ciais leves no Brasil em 2015. O Grupo,

gada do Renegade.

presente no Brasil com as marcas Fiat,

Lançado em março, o Renegade encer-

Jeep, Chrysler, Dodge e RAM, licenciou

rou o ano com 39.190 unidades vendidas e

483.216 veículos no ano, o que representa

a segunda colocação entre os SUVs com-

um market share de 19,5%. Contribuíram

pactos, tendo liderado o segmento nos úl-

para esse resultado o 14º ano de liderança

timos três meses do ano.

Destaque

internacional

8

A Vitória Motors conquistou mais uma vez a

o crescimento do negócio e qualidade no

classificação ouro no Programa de Qualidade

atendimento aos clientes. Nesta premia-

StarClass, promovido pela Mercedes-Benz.

ção, somos avaliados sempre de acordo

Com o reconhecimento, é a oitava vez que

com a realidade do mercado, visando a

a empresa está entre as melhores revende-

manter o alto padrão de qualidade que a

doras do Brasil.

marca tem ao redor do mundo, oferecen-

O StarClass é um Programa de Certifi-

do a todos os nossos clientes uma expe-

cação Nacional de Qualidade, lançado em

riência completa”, explica a diretora exe-

2006 pela montadora alemã. As conces-

cutiva da Vitória Motors, Patrícia Asseff.

sionárias são avaliadas pela fábrica nos

O objetivo principal do programa é bus-

quesitos qualidade de atendimento, servi-

car um padrão único em todos os seus

ço prestado ao cliente e adequação às nor-

pontos de atendimento pelo Brasil. Du-

mas exigidas pela marca.

rante o ano, as concessionárias são au-

“Este resultado demonstra o nível da

ditadas pela fábrica e as que se destaca-

concessionária e do profissionalismo de

ram no Programa StarClass recebem uma

todos os colaboradores que contribuem

classificação: Ouro, Prata e Bronze, sen-

com seu empenho e conhecimentos para

do reavaliadas anualmente.

R e v i s t a

M u n d o

M o t o r




Co n ta-G iro s

Carro sem

chave Em um movimento inovador para a indústria

aos clientes Volvo mais flexibilidade, permi-

do automóvel, a Volvo Cars planeja se tornar

tindo-lhes beneficiar de maneiras totalmente

a primeira fabricante de carros do mundo a

novas para usar e compartilhar carros.

oferecer carros sem chaves a partir de 2017.

O novo aplicativo permitirá fazer tudo

Por meio de um aplicativo, os consumidores

o que a chave física faz atualmente, como

transformarão suas chaves físicas em chaves

bloquear ou desbloquear as portas e per-

digitais. A inovadora tecnologia vai oferecer

mitir que o motor a ser iniciado.

9


C o nta -Gi r os



Detector de buracos

10

A Ford vai lançar no segundo semestre

nuously controlled damping), de contro-

no mercado norte-americano a nova linha

le contínuo dos amortecedores.

2017 do Fusion, que traz a versão Sport

O sistema é composto por 12 sensores de

com motor V6 EcoBoost de 330 cv. Além

alta resolução que fazem a leitura da pista para

da potência e visual esportivo, esse mode-

detectar buracos à frente. Esses dados são

lo também terá outra grande novidade: um

analisados pelo computador de bordo, que

avançado sistema de detecção de buracos

ajusta os amortecedores a cada dois milis-

na via controlado por computador.

segundos para responder a cada situação.

Esse sistema visa a ampliar as condi-

Desse modo, impede que a roda caia no fun-

ções de dirigibilidade, evitando danos cau-

do do buraco e reduz o seu impacto na outra

sados à suspensão por erosões na pista.

borda. Ao mesmo tempo, ele envia um sinal à

Será o primeiro carro da Ford a vir de sé-

suspensão traseira, que assim consegue res-

rie com o chamado sistema CCD (conti-

ponder à mesma situação ainda mais rápido.

R e v i s t a

M u n d o

M o t o r




Co n ta-G iro s

Nova unidade Os clientes Mercedes-Benz – segmento ca-

fornecendo todos os serviços em um mesmo

minhões, vans e ônibus – de Cachoeiro do

espaço, com uma apresentação em 360º.

Itapemirim já têm uma nova opção de con-

A concessionária conta ainda com uma es-

cessionária exclusiva da marca. No dia 22

trutura sustentável que armazena a água da

de fevereiro, a nova Vitória Diesel abriu as

chuva, com capacidade de 20 mil litros. A

portas na cidade. Localizada na BR-101,

nova Vitória Diesel está localizada na Ro-

em uma área construída de 5 mil m² e área

dovia Engenheiro Fabiano Vivacqua, km 9,

total de 38 mil m², a nova concessionária

Safra, Cachoeiro de Itapemirim.

possui agora o dobro da estrutura anterior. “Com a criação desta nova loja, teremos mais força e presença para atender tanto os antigos quanto os novos clientes da marca trazidos pelos recentes lançamentos, principalmente. Esta concessionária vai colaborar com para o nosso crescimento dentro desse importante mercado. A nova Vitória Diesel seguirá a visão da Mercedes-Benz, garantindo ao seu público excelência na compra e manutenção”, afirma o diretor comercial, Marcelo Tinti. O showroom, totalmente moderno, visa a atender aos clientes de forma sequencial,

Nova Sede A concessionária Vitória Motors Jeep tam-

vagas para os serviços de oficina. “Tam-

bém acaba de mudar de endereço. A loja,

bém teremos um amplo estacionamen-

que era localizada na Avenida Fernando Fer-

to para conforto dos nossos clientes e

rari, na capital, agora passa a funcionar na

a praticidade de termos as vendas dos

Avenida Vitória, com estrutura de uma con-

veículos novos e seminovos funcionan-

cessionária plena.

do no mesmo local”, explicou o gerente

Além dos serviços de pós-venda, a nova loja conta com maior disponibilidade de

da Vitória Motors Jeep em Vitória, Bernardo Chieppe.

11


S U P



Olhos de

TOURO

NEM SUV, NEM PICAPE. COM O NOVO TORO, A FIAT ABRAÇA A CATEGORIA SPORT UTILITY PICK-UP (SUP), COM UM VEÍCULO MAIOR DO QUE AS PICAPES COMPACTAS E MENOR DO QUE AS MÉDIAS.

A

presentado em

motores flex ou diesel, com

de uma plataforma modu-

fevereiro, o Fiat

câmbio automático de 6 ou

lar e flexível, ela foi amplia-

Toro tem a mis-

9 marchas ou, ainda, manual

da para gerar uma carroce-

são de mostrar

de 6 marchas, com trações

ria maior, com caçamba, for-

4x2 ou 4x4.

mando uma reforçada es-

infinitas possibilidades so-

12

bre rodas. Unindo qualidade

O Fiat Toro foi construí-

trutura monobloco. Ela uti-

de SUV, picape e automóvel,

do sobre a plataforma global

liza mais de 85% de mate-

o modelo traz versões com

Small-Wide. Como se trata

riais nobres, como o aço de

R e v i s t a

M u n d o

M o t o r




S UP

trações

4×2 ou 4×4

alta resistência avançado. E

começa com os “olhos do

planejado para oferecer re-

apresenta elevada rigidez e

touro” (split lightning), o

quinte, conforto, ergonomia

durabilidade, além de exce-

grupo ótico dividido em dois

e a sensação de qualidade

lente capacidade de absor-

conjuntos que se tornou a

de um carro de luxo. Seu am-

ver impactos em caso de aci-

identidade frontal do mode-

biente interno é amplo e re-

dentes, graças às linhas de

lo. Ele traz as luzes de posi-

quintado. O painel apresenta

deformação programadas.

ção (iluminadas por LEDs)

desenho moderno, que com-

Robusto e, ao mesmo

e de indicador de direção e

bina com as linhas ousadas

tempo, confortável, o Fiat

também pode contar com

da carroceria, assim como o

Toro inova ainda com sua

a luz DRL (Daytime Run-

quadro de instrumentos em

tampa da caçamba bipar-

ning Lamp), com ilumina-

TFT 7” colorido, que permi-

tida, patenteada pela FCA.

ção a LEDs de alta inten-

te grande integração com

Ela tem duas portas que se

sidade, que garante segu-

o motorista; o volante mul-

abrem lateralmente, com a

rança mesmo durante o dia.

tifuncional com borboletas

possibilidade de abertura

Já o segundo grupo ótico é

para as trocas de marcha, e

de somente uma delas, o

responsável pelas funções

a Central Multimídia Ucon-

que facilita muito o acesso

de iluminação de profundi-

nect Touch NAV 5”. Tudo

ao compartimento de car-

dade. Ele oferece boa vi-

com muita interatividade e

gas, capaz de transportar

sibilidade em distância e

personalização.

até uma tonelada.

em curvas e fica integrado

Toda a tecnologia do mo-

à grade principal, que traz

delo começa a ser percebida

barras tridimensionais.

por sua chave canivete com

Seu design global moderno e arrojado foi desenvolvido no Brasil. Tudo

Internamente, tudo foi

telecomando. Basta que ela

13


S U P

 esteja na mão ou no bolso do motorista para

sete air bags: vem de série a proteção para

que a entrada e a partida do motor estejam

motorista e acompanhante, que podem ser

liberadas pelo Easy Entry/Keyless Entry ‘N’

complementados pelos laterais (side bags),

Go, sem a necessidade da chave na ignição.

de janelas (window bags) e também os de

Além disso, o Toro é primeiro carro nacional

joelhos (knee bags).

com a função Remote Start, que permite ao

O Fiat Toro chega com muitas possibi-

motorista ligar o veículo à distância, apenas

lidades de combinação de motor, câmbio

pressionando o botão na chave.

e tração. São quatro versões: Freedom

No quesito segurança, o Toro traz con-

1.8 16V Flex AT6, Freedom 2.0 16V Diesel

troles de estabilidade e de tração e siste-

(com câmbio manual de 6 marchas) 4x2 e

mas de segurança passiva, como as linhas

4x4 e a top de linha, Volcano 2.0 16V Die-

de deformação pré-programadas de várias

sel AT9 4x4. Há ainda a série especial de

áreas da carroceria (com diferentes tipos

lançamento: Opening Edition 1.8 16V Flex

de aço), feitas para absorver impactos, ou

AT6. A gama de cores externas do Toro re-

volante EAS (Energy Absorbing System),

força sua personalidade. São destaques

que também retém energia em acidentes.

as cores metálicas Marrom Horizon, Ver-

Além disso, o Fiat Toro pode contar com até

melho Tribal e Verde Botanic.

FICHA TÉCNICA  Direção elétrica

Câmbio automático de 6 ou 9 marchas ou manual de 6 marchas

Motorização motores flex ou diesel, 16V, 1.8 ou 2.0

COMPRIMENTO 4.915 mm

Tração 4x2 ou 4x4

14

R e v i s t a

M u n d o

M o t o r

Caçamba 820ℓ (+ 405ℓ com extensor)


S e dã



Clássico cheio de

TECNOLOGIA

OS APAIXONADOS POR CLÁSSICOS PODEM COMEMORAR: O NOVO PASSAT CHEGA COM NOVO DESIGN, NOVAS TECNOLOGIAS, MAIS RECURSOS DE SEGURANÇA, ENTRETENIMENTO E MOTOR QUE PROMETE MAIOR ECONOMIA.

E 16

m sua oitava geração, o Novo

o mercado brasileiro, são duas versões de

Passat foi apresentado mundial-

acabamento: Comfortline e Highline. Em

mente no Salão de Paris de 2014 e

ambas as versões, o modelo traz sistema

eleito o Carro do Ano 2015 na Eu-

start-stop (que desliga e liga o motor em

ropa. Ícone da Volkswagen, o veículo está

paradas de semáforo, por exemplo, para

à venda no Brasil com dez opções de cores

economizar combustível).

para a carroceria (Azul Harvard, Azul Night,

O Novo Passat é equipado com o mo-

Bege Sund, Branco Puro, Cinza Indium, Mar-

tor 2.0 TSI BlueMotion Technology de 220

rom Oak, Prata Sargas, Prata Tungstênio,

cv, disponíveis já a partir de 4.500 rpm até

Preto Mystic e Vermelho Crimson) e três

6.200 rpm – ganho de potência de 9 cv

para o revestimento de couro dos bancos

sobre a geração anterior. Os motores TSI

(bege, marrom e preta). Além disso, para

se destacam por seu baixo consumo de

R e v i s t a

M u n d o

M o t o r




S edã

combustível, alta potência e elevado tor-

O Novo Passat traz ainda a evolução do

que a partir de baixas rotações. De 0 a 100,

sistema de assistência ao estacionamento:

o veículo leva apenas 6,7 segundos, atin-

Park Assist 3.0, que permite estacionamento

gindo a velocidade máxima de 246 km/h.

semiautomático em vagas paralelas ou per-

Já os novos sistemas de assistência,

pendiculares à via – é capaz inclusive de ti-

infotainment e conveniência tornam a mo-

rar o carro da vaga (estacionamentos para-

bilidade mais sustentável, em rede, comu-

lelos). Com o Assistente de Mudança de Fai-

nicativa e segura. Entre as tecnologias em-

xa (Side Assist) com Alerta Traseiro de Trá-

barcadas estão recursos como Front Assist

fego (Rear Traffic Alert) é possível detectar

(que usa um sensor por radar integrado à

veículos passando pela lateral do Novo Pas-

frente do carro que monitora constante-

sat, como em uma ultrapassagem, ou no cha-

mente a distância dos veículos adiante) com

mado “ponto cego”, alertando o motorista.

City Emergency Braking (que freia o car-

O modelo pode ainda ser equipado com o

ro se houver perigo de colisão) e Rear Tra-

Controle Automático de Velocidade e Dis-

ffic Alert (Alerta Traseiro de Tráfego), além

tância (ACC), que usa um sensor de radar

do sistema Kessy, de abertura das portas

integrado à dianteira do carro para manter

sem chave e partida do motor por botão.

velocidade selecionada pelo motorista, as-

Outros destaques tecnológicos são o

sim como uma distância pré-definida do veí-

Painel Digital Programável (Active Info Dis-

culo à frente, freando ou acelerando em fun-

play) e sistemas de infotainment de segun-

ção do tráfego.

da geração da Volkswagen, que permitem

Os faróis e a grade do Novo Passat se-

o máximo de conectividade na conexão de

guem o DNA de design da Volkswagen com

dispositivos externos. Suas várias interfa-

seu alinhamento horizontal, passando a

ces incluem uma para smartphones e apps relacionados via plataformas MirrorLink, Apple CarPlay e Android Auto (Google).

Inovadora saída de ar se estende por toda a largura do interior

17


S e dã



sensação de ser peça única. Já interna-

quadro de instrumentos totalmente di-

mente, o elemento central de design no

gital: o Painel Digital Programável (Acti-

painel é a inovadora saída de ar, que se

ve Info Display), no qual todos os instru-

estende por toda a largura do interior e

mentos são implementados virtualmen-

foi concebida como um elemento deco-

te via software. Somente as luzes/ícones

rativo funcional. Além disso, a Volkswa-

na borda inferior do mostrador são imple-

gen está estreando no Novo Passat um

mentados em hardware.

FICHA TÉCNICA  Câmbio automático de 6 velocidades

dIREÇÃO elétrica

Motorização 2.0 TSI 220 cv gasolina

Pneus 235/45

Dimensões Comprimento: 4.767 mm Largura: 2.083 mm Altura: 1.475 mm 18

R e v i s t a

M u n d o

Porta-malas 586ℓ

Rodas 18 polegadas

M o t o r

Tanque 66 litros


Rede Marcela, a maior rede de Postos da Grande Vitória. 60 dias no cheque pré-datado, venha fazer o cadastro em qualquer uma de nossas unidades. Lojas de Conveniência, aberta 24 horas, com os melhores produtos. Tenha mais comodidade e segurança controlamos a sua frota.

www.redemarcela.com.br redemarcela@redemarcela.com.br (27) 3421-8800

fb.com/redemarcelaocial @redemarcela


S U V



SUV

VANGUARDISTA

EM VERSÃO ÚNICA, CHAMADA AMBITION, NOVO AUDI Q7 TEM SISTEMAS DE ASSISTÊNCIA, INFORMAÇÃO, ENTRETENIMENTO E CONECTIVIDADE COM TECNOLOGIA INOVADORA.

M 20

odelo top de linha da gama de

Com tração integral permanente quattro,

utilitários esportivos da Audi,

associada à transmissão automática Tip-

o novo Q7 vem totalmente re-

tronic de oito marchas e ao novo motor V6

projetado, com exterior ligeira-

3.0 TFSI com compressor e injeção direta

mente menor do que o modelo anterior, mas

de combustível, o maior SUV da Audi ace-

mais espaço interno. Além disso, com o uso

lera até 100 km/h em 6,1 segundos. A velo-

de materiais mais leves e resistentes, o SUV

cidade máxima é de 250 km/h.

perdeu peso, ganhando em economia, efi-

A marca incorpora a mais avançada

ciência ambiental, dinamismo e dirigibilidade.

tecnologia eletrônica, com o Audi Virtual

R e v i s t a

M u n d o

M o t o r




S UV

Cockpit, um painel totalmente configurá-

Já no centro do painel de instrumen-

vel pelo usuário. Por meio dele, que conta

tos fica o monitor MMI para o motorista e

com uma tela de 12,3 polegadas com 1.440

o passageiro da frente. Esse sistema traz

x 540 pixels de resolução, são exibidas ima-

um rico conjunto de equipamentos, que in-

gens superdetalhadas e extremamente ní-

clui um drive DVD, dois leitores de cartão,

tidas. O motorista pode optar entre duas

uma memória flash, o sistema de som Bose

interfaces diferentes. No modo “Infotain-

3D com duas entradas USB, uma interfa-

ment” uma janela central domina a vista,

ce bluetooth e o monitor de alta resolução

abrindo um grande espaço para o mapa de

com 8,3 polegadas. O MMI navigation plus

navegação ou para as listas de contatos

com MMI touch permite acesso a controle

do telefone, estações de rádio ou áudio. O

por voz do smartphone, mostra mensagens

conta-giros e o velocímetro são apresen-

de e-mail do telefone e as lê em voz alta.

tados como mostradores redondos peque-

Outro componente do sistema topo de

nos à esquerda e à direita. Na configura-

linha é o módulo de hardware Audi Connect.

ção clássica, a janela central é menor e os

Um hotspot wi-fi integrado permite que os

instrumentos aparecem na forma de gran-

passageiros naveguem e troquem e-mails

des mostradores analógicos.

livremente com seus dispositivos móveis.

A Audi também equipou o novo Q7 com

A gama de serviços do Audi Connect inclui

um head-up display, que projeta informa-

navegação com o Google Earth e o Google

ções e números importantes num campo

Street View.

de 200 mm x 80 mm no para-brisa. Um dis-

No quesito assistência ao motorista,

play TFT retroiluminado por um LED bran-

entre os equipamentos de série há o as-

co gera a imagem colorida. Dois espelhos a

sistente de atenção, o Hold assist (assis-

ampliam e redirecionam. A informação pa-

tente de parada), limitador de velocida-

rece flutuar numa janela a aproximadamen-

de ajustável, sistema de estacionamen-

te 2,1 m à frente do para-brisa.

to traseiro e sistema de segurança Audi

navegação com o Google Earth e o Google Street View

21


S U V



Pre Sense básico. Entre os opcionais, há

Outro detalhe interno é que todos os

o Audi Side Assist, que ajuda o motorista

materiais usados no Q7 foram seleciona-

ao trocar de faixa; o Exit Warning Assist

dos e processados com o máximo cuida-

(alerta de desembarque), e o assistente de

do. Comandos como o controle rotativo de

visão noturna, que usa uma câmera infra-

volume, o botão start-stop, o controle au-

vermelha de longo alcance que reage ao

tomático do ar-condicionado e até mesmo

calor irradiado por objetos.

o dial rotativo para a intensidade da ilumi-

O Q7 traz, ainda, o novo ar-condiciona-

nação interior têm aparência de alumínio.

do deluxe com quatro zonas, com os mos-

Além disso, toda a iluminação interior,

tradores de temperatura incorporados aos

incluindo o compartimento de bagagem, é

controles rotativos. O sistema consome

feita com LEDs. O painel de instrumentos

pouca energia, graças a inovações no mo-

e o acabamento das portas incluem a cha-

tor do ventilador, na entrada de ar exterior,

mada iluminação de contorno – guias lumi-

no circuito de refrigeração e a um sistema

nosas de LEDs extremamente finas que se-

de controle flexível.

guem as linhas principais.

FICHA TÉCNICA  Direção eletromagnética

Câmbio Tiptronic de 8 velocidades

Motorização 3.0 TFSI V6 333 cv

Dimensões Comprimento: 5.050 mm Largura: 1.970 mm Altura: 1.740 mm 22

R e v i s t a

M u n d o

M o t o r

Porta-malas 295ℓ (com 7 lugares), 890ℓ (com 5 lugares) ou 2.075ℓ (com a segunda fileira rebatida)

Rodas 20”


T este

D r i ve



O menor

conversĂ­vel

da Porsche

24

R e v i s t a

M u n d o

M o t o r




T est e

VINTE ANOS APÓS O PRIMEIRO BOXSTER FAZER SUA ESTREIA, A PORSCHE REESTRUTURA SEU ROADSTER E LANÇA NOVOS 718 BOXSTER E 718 BOXSTER S.

Drive

O

s conversíveis de dois lugares da Porsche são agora mais potentes e eficientes, mas continuam com os motores de qua-

tro cilindros usados pela marca em carros esportivos que ganharam inúmeras corridas nas décadas de 50 e 60. A novidade é que os motores foram desenvolvidos com turbocompressor, o que faz o 718 Boxster desenvolver 220 kW de potência, enquanto a versão S atinge 257 kW. O ganho de potência é de 26 kW em comparação com os modelos Boxster anteriores, e o novo modelo 718 Boxster tem melhorias de economia de combustível de até 13%.

25


T este

D r i ve



Os novos modelos 718 vêm com trans-

foi completamente revisto, exceto para as

missão manual de seis velocidades de sé-

tampas de compartimento de bagagem, o

rie. Já a Porsche Doppelkupplungsgetrie-

para-brisas e a capota conversível. No in-

be (PDK), de dupla embreagem, que apre-

terior, um painel de instrumentos recém-

senta engrenagens virtuais de economia de

-projetado enquadra o cockpit.

combustível, está disponível como opcional.

Por fora, as linhas do modelo 718 cha-

E como era de se esperar, os novos mo-

mam a atenção. A extremidade diantei-

delos Boxster 718 correm ainda mais rápi-

ra do novo roadster apresenta uma forma

do. O 718 Boxster, quando equipado com o

muito mais escultural, e a frente tem uma

pacote Sport Chrono, vai de 0 a 100 km/h

aparência mais larga e mais masculina. As

em 4,7 segundos, enquanto o 718 Boxster

entradas de ar maiores são uma expressão

S, com o mesmo pacote, em 4,2 segundos.

exterior distinta do novo conceito de mo-

A velocidade máxima do 718 Boxster é de

tor turbo. A extremidade dianteira do 718

275 km/h, e do 718 Boxster S, 285 km/h.

Boxster é completada pelo novo design

O 718 Boxster é daqueles carros para os

dos faróis bixenônio com luzes diurnas de

verdadeiramente apaixonados por conduzir.

LED integrados. Faróis de LED com qua-

O design da nova linha do modelo também

tro pontos de luzes diurnas estão disponí-

está exaustivamente avançado. O veículo

veis como uma nova opção. Na lateral, asas

para os verdadeiramente apaixonados por conduzir

26

R e v i s t a

M u n d o

M o t o r




T est e

Drive

novas decorados de forma independente,

que o torna ainda mais ágil e mais fácil de

soleiras laterais e maiores painéis de entra-

dirigir, tanto em pistas do circuito quanto

da de ar enfatizar olhar dinâmico do carro.

no tráfego diário.

A traseira redesenhada do 718 Boxster

Aguardando o motorista no cockpit do

tem um olhar muito mais amplo – especial-

718 Boxster está o ambiente familiar do

mente devido ao emblema Porsche inte-

Porsche, mas agora atualizado com novos

grado entre as luzes traseiras. Aliás, essas

elementos, como o Porsche Communica-

luzes, totalmente reconstruídos, se distin-

tion Management (PCM), com a integração

guem por sua tecnologia LED tridimensional.

com smartphones. O PCM pode ser esten-

O 718 Boxster S segue as faixas do ori-

dido com módulos opcionais para adap-

ginal 718. Seu chassi completamente afina-

tá-lo completamente às exigências pes-

do melhora seu desempenho nas curvas, e

soais. Por exemplo, o módulo de navega-

o sistema de direção eletromecânica está

ção com controle de voz torna mais fácil

configurado para ser 10% mais preciso, o

a condução para determinados destinos.

mais ágil e mais fácil de dirigir

27


T este

D r i ve



Além disso, o módulo de ligação está dis-

e nos Estados Unidos, em junho, com pre-

ponível como uma extensão do de navega-

ço de US$ 57.050 (o equivalente a R$ 235

ção e fornece serviços online prolongados.

mil, sem impostos), para a versão Boxster,

O novo Porsche 718 Boxster foi apresen-

e US$ 69.450 (R$ 285 mil, sem impostos),

tado no Salão de Genebra, em março. As

para a versão Boxster S. A vinda do mode-

vendas na Europa devem começar em abril,

lo para o Brasil ainda não foi confirmada.

FICHA TÉCNICA  Motorização 718 Boxster: 2.0 turbo, 4 cilindros, 304 cv 718Boxster S: 2.5 turbo, 4 cilindros, 354 cv

Aceleração 0 a 100 km/h 718 Boxster: 4,7 segundos 718Boxster S: 4,2 segundos

28

R e v i s t a

M u n d o

M o t o r

Transmissão manual de 6 velocidades ou automática de duplas embreagem PDK (opcional)


Visite o site do Guia Vestindo a Beca, acompanhe suas redes sociais e fique por dentro do mundo das formaturas. www.guiavestindoabeca.com.br /guiavestindoabeca @guiavestindoabeca


P e rfi l



Líder no mercado de

LUXO CAPIXABA EMPRESA DO GRUPO ÁGUIA BRANCA, A VITÓRIA MOTORS MERCEDES-BENZ É PIONEIRA NO SEGMENTO DE AUTOMÓVEIS DE LUXO NO ESPÍRITO SANTO.

C

om 20 anos de atuação, completados no final de 2015, a concessionaria orgulha-se de trazer para o Estado o que há

de mais moderno e sofisticado no mercado automobilístico mundial, tanto em produtos quanto em serviços e atendimento. “A marca Mercedes-Benz sempre esteve à frente do seu tempo quando o assunto são novas tecnologias e segurança para seus veículos, alavancando tendências. Mais do que o status, os veículos Mercedes-Benz trazem consigo tecnologia, segurança, conforto, eficiência e respeito ao meio ambiente, conceitos concretos que

PATRÍCIA ASSEF

e Vitória Motors Mercedes-Benz: pioneirismo feminino e no mercado de luxo.

conferem o luxo dos modelos da marca. E a Vitória Motors segue e soma a esses valores serviços e atendimento de qualidade, prestados por uma equipe altamente preparada e especializada”, assegura a diretora executiva da empresa, Patrícia Asseff. Patrícia, aliás, também é pioneira no mercado de automóveis, pois quando começou a atuar nele, na década de 80, não havia mulheres trabalhando em concessionárias. Ela, que ingressou no Grupo Águia Branca em 1994, começou como

30

R e v i s t a

M u n d o

M o t o r

A marca MercedesBenz sempre esteve à frente do seu tempo quando o assunto são novas tecnologias e segurança para seus veículos.”




Perf il

gerente de vendas da Kurumá e assumiu

e, naturalmente, a ser mais exigente. Quan-

o desafio de trabalhar com a marca ale-

do começamos a representar a Mercedes-

mã nos anos 2000. “Precisei mostrar tra-

-Benz, precisamos fazer um trabalho de

balho, pois nós, mulheres, não queremos

desbravamento de mercado, mostrar para

deixar nada para trás. Para o sucesso fe-

os consumidores seus diferenciais. Exis-

minino em um cargo de chefia, é neces-

te ainda uma fatia de mercado a ser con-

sário investir em uma boa equipe e con-

quistada, de quem pode ter um Mercedes-

quistá-la. Liderança não é imposta, é con-

-Benz e tudo o que ele traz consigo, mas

quistada”, afirma.

ainda não se permitiu se dar esse presen-

Com uma unidade localizada em Vitória,

te”, avalia Patrícia.

a Vitória Motors Mercedes-Benz encerrou o

De acordo com ela, 2015 foi um ano de

ano de 2015 com a fatia de 47% do merca-

crescimento, recordes de vendas e liderança

do capixaba, participação superior até mes-

no segmento de luxo no Espírito Santo. Já

mo a da marca no Brasil, que foi de 34%. O

para 2016, a palavra que melhor represen-

sedã Classe C foi o líder de vendas da mar-

ta a atuação da Vitória Motors Mercedes-

ca, com o equivalente a 43%.

-Benz é desafio. “Estamos fazendo o nos-

“O mercado de automóveis no Brasil mu-

so dever de casa de ter uma empresa efi-

dou muito desde o meu início no segmen-

ciente, focada em atender bem ao cliente,

to. Com a abertura de mercado, começa-

oferecendo serviços e produtos de exce-

mos a receber modelos com tecnologias

lência. O objetivo será manter a liderança

que não existiam aqui. O consumidor pas-

no mercado automotivo de luxo em 2016”,

sou a ter acesso a produtos diferenciados

ressalta a diretora.

No ano em que completou duas décadas de atuação, empresa foi líder de mercado, com 47% das vendas.

31


M e mó r i a



O superconversível de luxo Dawn é o último lançamento da Rolls-Royce.

Uma marca definida

PELO LUXO

ELEGÂNCIA DEFINE A ROLLS-ROYCE, MONTADORA INGLESA QUE PRODUZ OS CARROS MAIS LUXUOSOS E CAROS DO MUNDO, DIGNOS DE QUE TEM SANGUE AZUL.

F

undada por Charles Stewart Rolls

Tudo começou em 1884, quando Fre-

e Frederick Henry Royce, em mar-

derick fundou uma autoelétrica. Em 1904

ço de 1906, a Rolls-Royce comple-

fez seu primeiro carro, chamado Royce,

ta em 2016 112 anos de mercado.

e no mesmo ano conheceu Charles, que

Famosa por produzir os carros que trans-

também compartilhava do desejo de criar

portam membros da realeza e chefes de

um carro especial. Dois anos depois, en-

Estado, inclusive no Brasil, a marca é re-

trou em linha de produção o Silver Ghost,

conhecida por sua qualidade, alto padrão

o primeiro modelo da nova marca, ad-

de conforto e custo elevado.

quirido principalmente por grandes in-

Sua sede fica em Goodwood, na Inglaterra, e seu recorde de vendas veio em 2014,

32

dustriais, membros da realeza e estrelas de cinema.

quando comercializou 4.063 veículos, do-

Foram marcantes também na história da

minando o mercado de carros de valor su-

Rolls-Royce, o Bentley (1933), o Silver Sha-

perior a 200 mil euros. De fato, a Rolls-

dow (1965), o Silver Spur (1980), o Silver

-Royce é para poucos, mas sua história e

Spur Limousine (1982), o Siver Seraph

sedutora mascote fazem muitos suspira-

(1998), o Corniche (1999), o Phantom (2003)

rem por um carro da marca.

e o Ghost (2010).

R e v i s t a

M u n d o

M o t o r




Memó ria

Paralelamente aos veículos, a montadora também produzia equipamentos de aviação e navegação – Charles Rolls, inclusive, foi o primeiro britânico a atravessar o Canal da Mancha de avião e também o primeiro inglês a morrer em um acidente aéreo, em 1910. Isso também levou a empresa a ser dividida na década de 70: a Rolls-Royce Limited, concentrada na produção de aeromotores, e a Rolls-Royce Motors, a divisão de carros, atualmente controlada pela BMW. O modelo Bentley, entretanto, passou a ser produzido pela VW. Os Rolls-Royce são atualmente os carros mais caros que existem. O tempo de espera por um pode chegar a seis meses, já que todos são feitos sob encomenda. Seu modelo mais recente é o Rolls-Royce Dawn 2015, um conversível V12 biturbo.

Dama voadora Impossível não reparar a estatueta que fica sobre o capô dos automóveis Rolls-Royce. Essa sua marca registrada foi usada pela primeira vez em 1911 e encomendada por um aristocrata inglês, que havia acabado de receber seu carro. Sua musa inspiradora foi sua secretária, e o trabalho foi feito pelo escultor Charles Sykes, que, posteriormente, cedeu à montadora os direitos de cópia da mascote, cujo nome original é Spirit of Ecs-

Silver Ghost (“Fantasma Prateado”), o primeiro modelo da Rolls-Royce, de 1906.

tasy ("Espírito de Êxtase").

O Silver Wraith, modelo 1952, transporta os chefes de Estado brasileiros em datas comemorativas, como posses.

33


T ECN OLO GIA



COMODIDADE

E SEGURANÇA

UM BOTÃO, UMA LINHA DE CELULAR EXCLUSIVA, ATENDIMENTO HUMANO E UMA SÉRIE DE SERVIÇOS. O QUE O ONSTAR OFERECE NÃO É POUCA

I

COISA E PROMETE MUDAR NOSSA EXPERIÊNCIA DE CONDUÇÃO. magine poder acessar mais de 20 ser-

A comunicação entre os ocupantes e o

viços de emergência, segurança, nave-

atendente ocorre por meio de uma linha ce-

gação, concierge e conectividade com

lular exclusiva do veículo, que transmite a

um simples toque? É isso o que oferece

conversa pelos auto-falantes e microfones

o OnStar, sistema de telemática da Che-

do carro. O grande diferencial do OnStar é

vrolet que pode ser acionado pressionan-

justamente não depender de nenhum tele-

do um botão no retrovisor interno do car-

fone celular pareado para fazer a comunica-

ro. Assim, o condutor é conectado a uma

ção. Aliás, nem é necessário ter um apare-

central com atendimento humano e pode

lho no carro para ele funcionar e, além dis-

desde solicitar informações como o valor

so, todo o atendimento é humano, feito por

de um pedágio ou condições de tráfego até

um atendente de carne e osso.

demandar assistência mecânica, elétrica ou médica, se for o caso.

34

R e v i s t a

M u n d o

Disponível no Cruze e nas versões LTZ automática e Elite do novo Cobalt, o OnStar

M o t o r




T ECN O LO G IA

traz ainda serviços exclusivos para o mer-

O proprietário do veículo também pode

cado brasileiro, como o que possibilita ao

utilizar as funcionalidades do OnStar mesmo

condutor fazer consultas na internet por

estando fora do carro. Por meio de um apli-

meio do concierge e o que alerta sobre a

cativo para smartphone, é possível travar as

circulação em área de rodízio na cidade

portas, receber notificações quando o veícu-

de São Paulo.

lo inicia uma nova movimentação, saber qual

“Pesquisas internacionais mostram que

é a sua localização atual e ainda pedir para

os consumidores já consideram os itens tec-

ser avisado quando o velocímetro ultrapas-

nológicos do veículo mais relevantes do que

sar o limite de velocidade predeterminado .

a potência do motor”, comenta o vice-pre-

No Cobalt 2016, a Chevrolet oferece

sidente de engenharia da General Motors

como cortesia o serviço OnStar por 12 me-

América do Sul, William Bertagni. O OnStar

ses. O processo de habilitação pode ser ini-

é prova disso, e, além de ser simples e fun-

ciado na concessionária. Na sequência, o

cional, ele permite ser operado sem que o

cliente recebe um e-mail para finalizar seu

condutor desvie a atenção do trânsito.

cadastro e dar seu aval para a ativação.

Alguns serviços do

OnStar • Consultas rápidas: ao pressionar um botão na base do retrovisor, o motorista é conectado ao Centro de Atendimento OnStar. • Reservas: outra comodidade do serviço é que ele funciona como uma espécie de assistente pessoal. • Pontos de interesse: os atendentes também são aptos a oferecer informações turísticas e sobre pontos de interesse. • Situações de tráfego: informações sobre ruas bloqueadas e vias alagadas. • Envio de destino: o usuário pode solicitar ao Centro de Atendimento OnStar que

envie para o GPS do sistema multimídia do carro o destino solicitado. • SOS: o usuário é conectado à uma linha específica para emergências e terá seu atendimento priorizado. • Road Service: caso o motorista precise de socorro mecânico e elétrico. • Resposta automática de acidente: os sensores do veículo enviam um alerta automático com sua localização exata para o centro de atendimento e o atendente tenta conectar com os ocupantes do veículo para verificar a necessidade e o tipo de ajuda.

35


G P S



O endereço dos

AFICIONADOS SÓ POR SER BERÇO DE GRANDES MARCAS DE AUTOMÓVEIS, A ALEMANHA JÁ VALE A VISITA DOS AFICIONADOS POR CARROS. VOLKSWAGEN, AUDI, MERCEDES-BENZ, BMW E PORSCHE DIZEM MUITO SOBRE A SERIEDADE COM QUE OS ALEMÃES TRATAM SEUS ASSUNTOS AUTOMOBILÍSTICOS. E SE TEM UMA CIDADE NA ALEMANHA QUE CONDENSA TODA A PAIXÃO PELOS QUATRO RODAS, TALVEZ SEJA STUTTGART.

36

R e v i s t a

M u n d o

M o t o r




G PS

Da fachada aos quartos, passando pela recepção, tudo no V8 Hotel segue a temática dos automóveis.

POR CARROS

S

ituada às margens do Rio Neckar,

museus que mostram as histórias de suas

Stuttgart é capital e também

indústrias e carros. Apresentando os mo-

maior cidade do estado de

delos mais icônicos aos mais atuais, os mu-

Baden-Württemberg. É a sex-

seus da Mercedes e da Porsche são daque-

ta maior cidade alemã e é lá que estão as

les lugares imperdíveis e impressionantes.

sedes de duas grandes marcas de luxo:

Stuttgart também é endereço de um

Mercedes-Benz e Porsche. Ambas têm ótimos

hotel que muitos chamariam de esquisito,

37


G P S



mas que, por si só, é atração turística e

carros lendários vintage e modelos clás-

que representa muito bem a vocação au-

sicos exclusivos e especiais, isso da re-

tomobilística da cidade. O V8 Hotel im-

cepção aos banheiros, fazendo o coração

pressiona por ser, totalmente, sobre au-

de entusiastas bater mais forte, no ritmo

tomóveis. Nele há quartos temáticos,

de um motor V8.

Quase todas as camas do hotel são em formato de carros clássicos.

38

R e v i s t a

M u n d o

M o t o r




G PS

Há quartos com decoração que remete a um lava a jato, a um posto de gasolina vintage e até a uma oficina mecânica.

São 34 quartos, equipados com os itens comuns a um quarto de hotel tradicional, mas de forma totalmente temática, com, por exemplo, cama em forma de carro e decoração que remete a um lava a jato, antigo posto de gasolina ou garagem. O empreendimento hoteleiro fica anexo à Motorworld, uma espécie de museu, com oficina e lojas, recheado de carros antigos e de coleção. Aberto de segunda a sábado, das 8 às 22 horas, e aos domingos e feriados, das 10 às 20 horas, ele tem entrada gratuita para hóspedes do V8, que também fica pertinho dos museus Mercedes e da Porsche. Para quem deseja uma imersão no mundo automotivo, Stuttgart é a cidade, e o V8 Hotel é o endereço.

39


C L AQUET E



Nova trilogia e

FILMES DERI VIN DIESEL DIVULGOU MAIS INFORMAÇÕES SOBRE A NOVA TRILOGIA DE “VELOZES E FURIOSOS”.

O

s filmes serão lançados em

14 de abril de 2017, 19 de abril de 2019 e 2 de abril de 2021. “Velozes e Furiosos 8” vai ser

comandado por F. Gary Gray, com quem Diesel já trabalhou junto em “O Vingador”, de 2003. Já o papel de vilã pode ser de Charlize Theron, cotada pelo diretor e pelo roteirista, Chris Morgan, que pretendem criar uma antagonista feminina para o filme. Se fechar contrato, Charlize se juntará a Vin Diesel, Dwayne Johnson, Eva Mendes e Jason Statham. As filmagens devem acontecer em Nova Iorque e na Islândia.

40

R e v i s t a

M u n d o

M o t o r




CL AQ UE T E

Charlize Theron, a Furiosa de “Mad Max” pode ser a vilã de “Velozes e Furiosos 8”.

Renegade

de super herói Com estreia no Brasil prevista para 22 de março, “Batman vs Superman” inspirou

VADOS A personagem de Eva Mendes pode ser a primeira a ganhar filme solo.

Depois do oitavo filme, a Universal pre-

uma edição limitada do Jeep Renegade. Chamada de “Dawn of Justice Special Edition”, a série será vendida apenas nos Estados Unidos e traz duas opções de cores – cinza ou preto exclusivo –, rodas de 18 polegadas em preto com adesivos em alusão à versão.

tende renovar a franquia com novos filmes

O interior é praticamente monocro-

derivados e histórias de origem dos per-

mático em preto, apenas com as maça-

sonagens, seguindo os passos da Marvel.

netas em prata, e conta com um selo

O primeiro desses filmes derivados pode

que mostra o símbolo do longa e os lo-

ser focado na personagem de Eva Mendes.

gos dos dois super heróis sobrepostos,

Ela interpretou a agente americana Monica

na parte traseira do carro.

Fuentes, que se apaixona pelo personagem

O Renegade Dawn of Justice é ba-

de Paul Walker enquanto trabalha infiltrada

seado na versão Latitude e traz motor

para um traficante. Assim, o oitavo filme deve

de 2,4 litros Tigershark de 180 cavalos. A

servir como estopim para sua história solo.

transmissão é automática de nove mar-

“Velozes e Furiosos 7” se tornou a sex-

chas, com tração 4x4. Entre os itens de

ta maior bilheteria da história do cinema,

série, há câmera de ré, ar-condicionado

somando US$ 1,511 bilhão mundialmente.

digital de duas zonas e partida remota.

41


G a str ô



Fotos: Fábio Machado Cardoso

Restaurante das

DELICADEZAS O QUINTA DOS MANACÁS NÃO É SÓ UM RESTAURANTE, É UM CONCEITO. É ASSIM QUE SUA PROPRIETÁRIA, CIDA GOMES, O APRESENTA. E ELA TEM RAZÃO.

M

ais do que servir comida, o Quinta dos Manacás também oferece aos clientes a oportunidade de passar um dia em contato

com a natureza, desfrutando de suas belezas, fauna e flora, tudo isso num sítio na região de Pedra Azul, onde há, além do restaurante, lago, jardim, horta, bar e até heliponto. Cida passou a ter intimidade com as montanhas capixabas em 1968, quando adquiriu sua primeira propriedade. Conhecedora da macrobiótica, começou a plantar produtos orgânicos para a família e amigos, e a dieta saudável foi se estendendo até virar uma cultura alimentar. Há dois anos, Cida

42

R e v i s t a

M u n d o

M o t o r




G ast rô

passou a viver na região e decidiu compartilhar esse conceito de vida com as pessoas. Surgiu assim o Quinta dos Manacás, recém-inaugurado e que já tem feito bastante sucesso entre os frequentadores. O chefe responsável pelas delícias “manacá” é o americano Duaine Clements, que está há quatro anos no Brasil e atualmente também reside em Pedra Azul. Foi ele quem desenvolveu e prepara todo o cardápio da casa, que oferece comida contemporânea, com influência francesa e italiana, mas também priorizando alimentos da própria horta ou produzidos por produtores da região, à exceção dos itens importados, como caviar, lombo de bacalhau e cordeiro. “Para receber nossos convidados, contamos com as mesas do jardim, onde podemos acomodar cerca de 30 pessoas e dois salões na parte interna com dez mesas e 44 lugares. Dispomos de acessibilidade para pessoas com necessidades especiais. Nossa instalações são de excelente qualidade e nosso atendimento de grande fidalguia. Queremos que todos que entrarem nas dependências do Quinta dos Manacás se sintam únicos, mimados e muito bem cuidados”, ressalta Cida. Um dos pratos mais pedidos da casa é a Salada Manacá, cujos vegetais são todos da própria horta e que, além de ser extremamente saborosa, é uma delícia para olhos. Na região de Pedra Azul não poderia ser diferente. Afinal, se dizem que devemos comer com os olhos e a boca, lá é o endereço certo.

SERVIÇO

Quinta dos Manacás Gastronomia contemporânea com influência francesa e italiana, com foco em ingredientes locais Sexta-feira, a partir das 19 horas; sábados, a partir das 12 horas (almoço e jantar), e domingos e feriados, a partir das 12 horas (almoço e jantar) São José do Alto Viçosa, Pedra Azul, Domingos Martins – a 10 km da BR-262 (28) 3333-5062 (28) 99965-9266 (27) 99960-3440

43


M e rc ado



Economia brasileira Foto: Cloves Louzada

PERDE FÔLEGO EM 2016 A CRISE BRASILEIRA VAI MUITO ALÉM DA PRODUÇÃO BAIXA, DAS LOJAS SEM CLIENTES E DO DESEMPREGO EM ALTA.

E

sses fatos bastante graves servem para espalhar insegurança entre consumidores, empresários e investidores, além de der-

rubar o prestígio do governo e deixar em alerta os mercados financeiros.

JOSÉ FRANCISCO COSTA

A mais longa e mais produnda recessão

DIRETOR EXECUTIVO

em décadas, consequência das más políti-

DO SINCODIVES

cas, tem consumido o fôlego da economia brasileira e certamente continuará consumindo, se nenhum forte sinal de mudança aparecer nos próximos meses.

44

R e v i s t a

M u n d o

M o t o r




Mercad o

Um dos grandes componentes da de-

para que possamos revisar as previsões do

manda, o consumo das famílias, foi duran-

comportamento da economia e seus refle-

te muitos anos um dos principais pilares da

xos no mercado automotivo. Acreditamos

economia, mas também diminuiu. O recuo

que o pior resultado ocorreu em 2015 e que

é resultado da combinação de desempre-

este ano não deve trazer os mesmos eleva-

go, inflação e encarecimento do crédito.

dos níveis de queda.

Em 2015 houve uma forte desacelera-

O país vive uma imperiosa necessida-

ção nas vendas do segmento automotivo,

de do ajuste fiscal, medida desconfortá-

e as empresas foram obrigadas a enxugar

vel, mas essencial para garantir a credibi-

custos e reduzir parte de seu quadro de fun-

lidade, inaugurar um novo ciclo de inves-

cionários. O resultado dessa instabilidade

timentos no país e aquecer gradualmen-

da economia brasileira foram o aumento do

te a economia.

dólar, da inflação, dos juros e do crédito, o elevado endividamento das famílias e a diminuição da capacidade de compra, causando a baixa confiança dos consumidores e investidores. Com a economia passando por um período adverso, todos os principais indicadores econômicos levam a resultados negativos, até este momento não existindo evidências de que haja uma mudança de reversão de tendência. Com tudo isso acontecendo, a previsão para 2016 é que a economia continue em retração e sem expectativa de crescimento. Apesar de o ano de 2016 iniciar continuando com queda nas vendas de veículos, as perspectivas para 2016 apontam para uma acomodação do mercado, permitindo aos especialistas do setor estimarem uma queda para este ano na ordem de 5% nos emplacamentos de todas os segmentos automotivos somados. Para melhor sentir o termômetro do mer-

Caminhos para vencer a crise • Não desacelerar ou renunciar a um bom planejamento estratégico. A crise pode ser um bom motivo para elevar a eficiência e as mudanças nos planos de gestão. • Manter os custos estratégicos e excluir os demais. • Inovar, se adaptar a novas tecnologias, novas técnicas de gestão e excelência no atendimento. • Unir tecnologias, conectividade e integração para superar este momento adverso e de incertezas.

cado, realizaremos avaliações trimestrais,

45


M obi l i dade

U rb ana



Transporte público de qualidade

UMA UTOPIA POSSÍVEL

A MOBILIDADE URBANA TEM SIDO TEMA RECORRENTE EM DIVERSAS OCASIÕES.

E

nquanto a população de forma

pequenos acidentes que interrompem par-

geral clama por melhores condi-

cial ou totalmente as vias e a falta de res-

ções nos seus deslocamentos,

peito às regras de trânsito por parte de uma

reclamando com justa razão da

boa parte dos condutores.

qualidade do transporte público de massa,

É efetivamente uma luta desfavorável aos

os gestores públicos continuam a explicar

usuários por uma simples questão: as vias

e justificar as raras medidas implementa-

públicas não se expandiram na proporção

das, que quase sempre colocam o sistema

do aumento da frota veicular nem se adap-

no mesmo lugar.

taram ao tráfego de um grande volume de

Os gestores públicos de trânsito travam

outros veículos, principalmente as motoci-

uma luta diária inglória para oferecer flui-

cletas (o sistema viário teve pouca ou ne-

dez e segurança aos usuários das vias pú-

nhuma alteração no seu desenho). Na dé-

blicas. Algumas situações que contribuem

cada de 2000 a 2009 a frota de carros no

para esse travamento na mobilidade são a

Brasil cresceu cerca de 8% ao mês e a de

falta de sincronização dos semáforos, os

motocicletas foi acrescida de 16%. O siste-

Foto: Cloves Louzada

ma viário não teve a mesma sorte em termo de expansão. De imediato existem duas soluções possíveis: expandir o sistema viário na proporção do aumento da frota ou melhorar significativamente o sistema de transporte público objetivando atrair os usuários do carro para este sistema, reduzindo a quantidade dos mesmos nas vias.

PAULO LINDOSO ENGENHEIRO ESPECIALISTA EM TRÂNSITO E DIRETOR DO INSTITUTO BRASILEIRO DE ESTUDOS DO TRÂNSITO (IBETRAN) IBETRAN.ES@GMAIL.COM

46

R e v i s t a

M u n d o

M o t o r




Mo bil idad e

Urban a

A primeira alternativa passa por óbvias

equipamentos utilizados, os ônibus. Com

limitações econômicas, arquitetônicas e físi-

algumas exceções, via de regra, esses equi-

cas. Resta-nos considerar a segunda alter-

pamentos oferecem baixo nível de confor-

nativa. Esta requer investimentos relativos a

to, instabilidade e insegurança nas partidas

projetos que proporcionem ao sistema maior

e nas frenagens, o que poderia ser melho-

confiabilidade (certeza do usuário nos horá-

rado com ônibus providos com transmis-

rios de início e fim da viagem), maior veloci-

são automatizada. É preciso também evi-

dade de deslocamento, mais conforto e se-

tar o excesso de lotação.

gurança, acessibilidade aos pontos de em-

Temos condições e conhecimento téc-

barque/desembarque, lotação racional, co-

nico capaz de reverter essa situação. É

nectividade com outros meios de transpor-

preciso que se tenha vontade política

te (aquaviário, bicicleta, a pé) e tarifas ade-

e principalmente respeito aos usuários

quadas à realidade econômica brasileira.

do transporte público, que na sua maio-

Na melhoria do transporte público é necessário considerar a qualidade dos

ria são brasileiros menos favorecidos economicamente.


A

v i a

é

de

todos



Andar de

BICICLETA

PARA MIM, DORA MOREIRA, ANDAR DE BICICLETA FAZ COM QUE ME SINTA UM POUCO “A SENHORA DO TEMPO”, A PARTIR DO INSTANTE EM QUE COMEÇO A MONTAR SOBRE O SELIM E INICIO MOVIMENTOS CIRCULARES COM AS PERNAS.

F

oi por conta desses ciclos que apren-

olhar não esteja na coisa olhada, e sim

di que ir é o melhor que pode acon-

transfigurado na imagem que se apresenta

tecer durante a nossa vida, e andan-

e que me revela uma forma humana. Sim,

do de bicicleta é a melhor forma de

é isso, me sinto mais humana quando pe-

chegar! Ao determinar o ritmo do movimen-

dalo. E mesmo que eu sinta que a existên-

to, também determino a forma das coisas

cia está por um fio em todo momento, aí é

em volta, tudo isso sem aborrecimentos.

que me sinto mais humana ainda. Porque

Antes disso, vêm outras sensações... Primeiramente, ao acordar, olho o dia e

é preciso exercitar o perdão com frequência a cada pedal.

sinto se está quente ou frio. Depois, faço

Estamos muito mal acostumados com

o desjejum, me banho e me visto frente ao

os nossos direitos e nos esquecemos de

espelho, por onde olho de maneira que o

olhar para o outro, principalmente quando no trânsito. Quando vejo um pedestre que-

Foto: Helson Moura

rendo atravessar a rua, paro e o deixo passar. Às vezes, percebo alguns motoristas bem educados e isso me proporciona muita satisfação! Não sinto medo em sentir que estou viva e vulnerável, porque me despreocupo da existência entre o bem e o mal. O prazer torna-se instintivo e automático. Ele começa a operar numa frequência um pouco DORA MOREIRA ESTILISTA DE BICICLETAS E BLOGGER DORINHA.MOREIRA@GMAIL.COM WWW.VIXCYCLECHIC.COM 48

R e v i s t a

M u n d o

M o t o r




A

via

é

d e

to d o s

mais alta do que a das pessoas que estão

Se o sol vier, sentirei o suor transbordar pe-

em situações diferentes da minha, como,

los poros e correr sobre a pele enquanto o

por exemplo, dentro de um carro parado

vento promovido pelo deslocamento da bici-

num trânsito infernal ou em ônibus lotado.

cleta cortando o ar ajuda a refrescar, a fluir...

É possível que algum dia tudo seja mais

É isso! Ir de bicicleta para mim repre-

interdependente e conectado e, quando isso

senta um fluir de emoções que diariamen-

acontecer, seremos mais respeitosos uns

te vão se somando e me proporcionam

com os outros. Então, hoje me lanço nes-

dias cada vez mais belos, porque experi-

se mar de dúvidas que é sair na rua para vi-

mento uma vida sem trânsito. Um conse-

ver a vida e enxergar as pessoas e as coi-

lho muito importante é saber sobre as leis

sas sob uma ótica mais real.

de trânsito, mesmo que o seu veículo seja

Se a chuva cair, não precisarei estar no campo para sentir seu peso ou temperatura...

uma bicicleta. Tente, faça a sua experiência e FELIZ PEDAL!

MUITO MAIS QUE UM

Link AÇÃO! M R O F N N DE I G I S E MD AQUI TE IDENTIDADE VISUAL 27 3337.7249 linkedit.com.br link@linkedit.com.br

ANÚNCIOS

Rua Villa-Lobos, 118 Bairro de Fátima Serra.ES

CATÁLOGOS DE PRODUTOS

Design de informação sem complicação.

FOLHETERIA


P i s c a-al erta



Estrela de

GENEBRA

O

Bugatti Chiron roubou a cena do último Salão de Gene-

bra, na Suíça. O novo modelo, que substitui o Veyron (conhecido com o carro mais rápido do mundo), atinge velocidade máxima de 420 km/h e vai de 0 a 100 em menos de 2,5 segundos. O motor é um 8.0 l W16 quad-turbo de 1.520 cv. A Bugatti produzirá apenas 500 unidades do Chiron, que custará a bagatela de 2,4 milhões de euros.

50

R e v i s t a

M u n d o

M o t o r


O SEU GUIA SOBRE

CONSTRUÇÃO,

REFORMA

E DECORAÇÃO. Distribuído gratuitamente nos principais prédios residenciais e comerciais da Grande Vitória.

www.guiacondominiocompleto.com.br /guiacondominiocompleto @guiacondominiocompleto


Profile for Realiza Editora

Revista Mundo Motor - Edição 3 | Março 2016  

Terceira edição da Revista Mundo Motor, publicação capixaba dedicada exclusivamente ao universo automotivo

Revista Mundo Motor - Edição 3 | Março 2016  

Terceira edição da Revista Mundo Motor, publicação capixaba dedicada exclusivamente ao universo automotivo

Advertisement