a product message image
{' '} {' '}
Limited time offer
SAVE % on your upgrade

Page 1


TÔ CHEGANDO, TÔ EM CASA, ESTOU AONDE VOCÊ ESTIVER...

ELEITA A

MELHOR TV REGIONAL DO BRASIL

Conduzida por grandes jornalistas e apresentadores apaixonados por conteúdo, a grade da TV Vitória/Record TV traz informação, utilidade pública e opinião consistente a serviço do telespectador. A programação da TV Vitória/Record TV é a maior entre todas as emissoras do estado e conquista, pela quarta vez, o Prêmio de Melhor TV Regional do Brasil.

ÚTIL E NECESSÁRIA. A CARA DA GENTE.

TROFÉU

MELHOR TV REGIONAL


www.tvvitoria.com.br

/tvvitoria

/tvvitoriaes


Sumário 6

EDITORIAL

48

Líder em Indústria de Processamento de Carnes

8

APRESENTAÇÃO

50

Líder no Segmento de Logística

10

ARTIGOS

52

Líder em Nutrição Animal

18

PATROCINADORES

54

Líder em Escritório de Advocacia

José Carlos Correa Cardoso Kaumer Chieppe Laert Malini

Luciano Machado

24

Líder em Transporte de Cargas

56

Líder em Sindicatos Patronais

26

Líder em Ensino Superior

58

Líder em Indústria Moveleira

28

Líder em Empresa mais Admirada para Trabalhar

60

Líder em Plano de Saúde

30

Líder em Instituição Financeira e Líder do Ano

62

Líder em Federações Patronais

32

Líder em Conformadora de Aço

64

Líder em Hospitais

34

Líder em Maiores Empresas do Espírito Santo

66

Líder em Infraestrutura

36

Líder em Investimentos Financeiros

68

Líder em Shopping Center

38

Líder em Associativismo de Supermercado

70

Líder em Construção Civil

40

Líder em Empresa Ambiental

72

Líder em Tecnologia e Segurança da Informação

42

Líder em Laboratório de Análises Clínicas

74

Líder em Indústria de Laticínios

44

Líder em Exportação de Café

76

Líder em Supermercado

46

Líder em Revenda de Automóveis

78

Líder em Café Torrado e Moído e Líder em Alimentos

Adilso Gomes de Assis

Alexandre Nunes Theodoro Benjamin Baptista Filho Bento Venturim

Brendo Bremenkamp

Fabio Costa da Silva Brasileiro Fernando Cinelli

Gilberto Carretta Bastos

Gustavo Lopes Almenara Ribeiro Henrique Tommasi Jair Coser

José Braz Neto

Lucio Dalla Bernardina Luiz Rigoni

Márcio Almeida Marcos Guerra

Oscar Alvim de Souza Pablo Ferraço Andreão Raphael Brotto

Rodrigo Barbosa Gomes Rodrigo Dessaune Rubens Moreira Sérgio Carone

Tadeu Zanoteli


Editorial

Expediente

Revista do Prêmio

Fernando Machado Diretor-geral da Rede Vitória 2017

Presidente do Grupo Buaiz Americo Buaiz Filho Diretor-geral da Rede Vitória Fernando Machado

MULTIPLICANDO EXEMPLOS

de liderança

A

6

TV Vitória/Record TV promove,

tem uma programação nacional de su-

através de eleição direta, o Prê-

cesso, com cobertura jornalística nacio-

mio Líder Empresarial, que tem

nal e internacional impecável e comple-

como filosofia revelar e reconhecer os lí-

ta, bem como novelas, shows e um elen-

deres que se destacam no cenário eco-

co de primeira da TV brasileira. Também

nômico do Espírito Santo. Além disso, po-

investimos em pesquisas qualitativas e

tencializa os valores praticados pelos lí-

quantitativas e no talento humano, pro-

deres eleitos, contando suas histórias de

movendo o intercâmbio dos nossos pro-

sucesso, suas opiniões e ensinamentos

fissionais com os da Record TV, e cres-

que possam contribuir com o enriqueci-

cemos 33% em audiência no primeiro se-

mento da nossa comunidade.

mestre deste ano.

Todas as plataformas de comunica-

No próximo dia 15 de agosto entrega-

ção são orientadas para que seus teste-

remos à população da Grande Vitória todo

munhos sirvam de ensinamento para a

sistema digital funcionando no canal 6.1,

população do nosso Estado. Afinal, to-

antecipando assim a oportunidade para

dos foram eleitos e reconhecidos porque

que nossos telespectadores assistam gra-

se notabilizam em suas áreas de atuação

tuitamente e em alta fidelidade a nossa

pela atitude e comprometimento à fren-

programação. Essa entrega acontece 70

te de suas equipes e comunidades a que

dias antes do desligamento definitivo da

pertencem, promovendo avanços na ge-

televisão analógica em Vitória, Vila Velha,

ração de emprego e renda.

Serra, Cariacica, Viana, Fundão e Guara-

Na TV Vitória, lideramos um proces-

pari, agendada para o dia 25 de outubro.

so de identificação com o nosso Estado,

Nós da TV Vitória/Record TV nos or-

desenvolvendo uma programação regio-

gulhamos de contar, multiplicar e noticiar

nal. Assumimos a cara da gente, investi-

em todas as plataformas nas quais esta-

mos em talento humano e em tecnologia

mos presentes os valores e as crenças dos

e estamos inovando em nossa grade lo-

nossos líderes eleitos, porque foram em-

cal, que hoje é reconhecida inclusive na-

poderados pelo voto direto da população.

cionalmente como “A Melhor TV Regional

Aproveito para parabenizar todos

do Brasil”, já pela quarta vez. Além disso,

os líderes 2017, que são verdadeiros

a TV Vitória é afiliada à Record TV, que

vencedores.

Revista Prêmio Líder Empresarial 2017

Superintendente comercial e de marketing Geraldo Vimercati Superintendente de operações e artístico Silvio Roberto Gerente administrativa e de mídia Giselle Alves Gerente comercial da TV Vitória e Folha Vitória Davi Wescley Gerente comercial da Jovem Pan Gustavo Faleiro Gerente da Central Integrada de Jornalismo da Rede Vitória Alexandre Carvalho Apresentador do programa Negócios de Sucesso Wesley Sathler

www.realizaeditora.com.br contato@realizaeditora.com.br (27) 3314-5117 | (27) 3024-3355 Diretor Eder Mota Jornalista responsável Ariani Caetano (MTB-ES 2420) Projeto gráfico e editoração Link Editoração Impressão Gráfica e Editora GSA


Apresentação

CAPACIDADE DE

inspirar E

8

ste é um momento único

que oferecemos aos nossos lidera-

em nosso país. Para os líde-

dos”, acredita.

res empresariais, então, um

Em nosso bate-papo, que aconte-

momento de extrema provação. Não

ceu em Vitória, Michael Hall também

basta apenas suportar as pressões

disse que um líder não nasce pron-

para sobreviver à crise financeira,

to; ele precisa ser educado para a li-

moral e ética que atravessamos, o lí-

derança e, mais, precisa querer ser

der verde-amarelo ainda tem que ir

líder. “Liderar é uma decisão. É um

além, sobressair neste cenário. Suas

sacerdócio. É se submeter a uma au-

faculdades imateriais, como capaci-

todisciplina que envolve ouvir bas-

dade de suportar pressões, neces-

tante, suportar adversidades, ten-

sidade de se mostrar criativo e oti-

tar extrair não apenas o melhor de

mista e poder de decisão em delica-

si, mas o que há de melhor em seus

dos momentos, são testadas no vo-

colaboradores”, disse.

lume máximo. Ser líder não é para

E o que vemos no Brasil de hoje

qualquer um. Não é para os fracos

é justamente a falta dessas capa-

nem para os ansiosos. Liderar é ofe-

cidades fundamentais na forma-

recer aos seus comandados capa-

ção de um líder. O famoso “Salva-

cidades que lhes transmitam con-

dor da Pátria”, que muitos acredi-

fiança e estímulo.

tam não existir, existe sim. Está em

Recentemente, em meu progra-

cada um de vocês que hoje recebem

ma “Negócios de Sucesso”, tive o

esta homenagem como reconheci-

prazer e a honra de entrevistar a

mento da aplicação das capacida-

maior autoridade no mundo sobre

des aqui relatadas.

coaching empresarial, o norte-ame-

E, para terminar esta reflexão,

ricano Michael Hall. Com mais de

voltamos a Michael Hall, que disse:

55 livros editados em todos os con-

“A maior capacidade de um líder, no

tinentes, e ele mesmo sem tempo

entanto, está no poder que ele tem

para ficar em casa e usufruir os fru-

de inspirar seus comandados”. Com

tos de tamanho sucesso, ele tem avi-

a absoluta convicção de que vocês

ões e hotéis como sua casa. Mr. Hall

inspiram diariamente a todos nós,

acredita que isso faz parte de uma

deixamos aqui um apelo: continuem

missão. “A liderança é um presente

inspirando, salvem nossa Pátria!

Revista Prêmio Líder Empresarial 2017

Wesley Sathler Apresentador do programa Negócios de Sucesso


Revista Prêmio Líder Empresarial 2017

9


Foto: Cloves Louzada

Artigo

LÍDERES EMPRESARIAIS,

líderes sociais

A

10

inspiração para o Instituto

movimentos dessa natureza possam

Americo Buaiz nasceu no

ser bem-sucedidos se não contarem

contexto da comemoração

com o voluntariado.

dos 75 anos do Grupo Buaiz. Seu ob-

Isso tudo nos traz a reflexão que

jetivo é apoiar o terceiro setor através

eu gostaria de passar para os líderes

da divulgação de instituições que já

empresariais. Vivemos num país em

existem, mas que precisam ter mais

que se faz muito pouco pelo social.

visibilidade para dar outra dimensão

Alguns podem alegar: “mas diante de

ao papel que já desempenham tão

tanta problemática que o país vive, a

bem. A ideia do Instituto Americo

gente precisando salvar a própria pele,

Buaiz, portanto, não é ser mais um a

ainda vamos nos preocupar com coi-

fazer alguma coisa na área de educa-

sas que são da responsabilidade do

ção, assistência social, meio ambien-

governo?”. Mas esse, com certeza, é

te ou saúde, mas sim apoiar qualquer

um pretexto que não podemos mais

coisas materiais importantes para

instituição já existente e que atue em

continuar usando. Muito pelo contrá-

a sociedade, mas que também tem

qualquer uma dessas áreas, dando o

rio, temos que admitir que o poder

atuação sistemática e comprometida

suporte necessário para que ela faça

público é insuficiente e incompeten-

com uma ação social em benefício do

melhor o que já faz bem.

te para dar conta da imensa demanda

coletivo. Isso dá outra magnitude à

Programamos vários eventos para

social que temos no Brasil. O passivo

missão que cada um de nós tem e ao

ocorrer neste ano de 2017, mas o mais

social do brasileiro é tão grande, de

sentido pelo qual nossas empresas e

importante foi termos feito a opção de

tal magnitude, que é impossível ima-

nós mesmos existimos.

criar esse braço social dentro do grupo.

ginar, mesmo fora de uma crise, que

Esse é o chamamento que eu hu-

Já desenvolvíamos várias ações consi-

essa necessidade não vai continuar

mildemente coloco, e ofereço a deci-

deradas de cunho social, mas, até en-

sendo de um tamanho enorme.

são do Grupo Buaiz como um exemplo

tão, elas não eram coordenadas, cen-

Basta vermos que países e nações

pequeno, mas significativo de que não

tralizadas nem funcionavam efetiva-

muito mais ricas e com muito mais

dá mais para adiarmos essa escolha.

mente como uma causa permanente.

resposta dos governantes já se estru-

Ou seja, não basta ter uma empresa

Para dar conta dessa nova atua-

turam há muitos anos com o volunta-

materialmente bem-sucedida e ser um

ção, criamos uma estrutura com re-

riado, com as instituições ancoradas

empresário materialmente satisfeito,

cursos humanos, para a avaliação e a

na iniciativa privada para, juntas, pro-

se não cumprir um outro papel, de ou-

seleção dos projetos segundo critérios

moverem ações em benefício do co-

tra natureza, mas tão ou mais impor-

pré-definidos. A partir daí, entramos

letivo. Mesmo em países onde essa

tante quanto esse que é visto como

com nosso esforço de apoio, contan-

demanda não é tão gritante como no

o principal ou, muitas vezes, único de

do com todas as empresas do Grupo

nosso, isso é fundamental.

muitos empresários e empresas. Não

Buaiz – Buaiz Alimentos, Shopping

Chegou o momento de cada um

Vitória e Rede Vitória de Comunica-

dos líderes empresariais fazer a op-

ção –, como também com um grupo

ção de ser também um líder social.

de voluntários, formado por colabora-

Só é um líder empresarial completo

dores do Grupo Buaiz e seus familia-

quem é também um líder social. Ga-

res, até porque não acreditamos que

nha outra estatura o líder que constrói

Revista Prêmio Líder Empresarial 2017

basta sermos líderes empresariais. Temos que ser líderes sociais!

Americo Buaiz Filho Presidente do Grupo Buaiz e do Instituto Americo Buaiz


Artigo

TELEVISÃO ABERTA,

N

ão existe nenhum outro em-

sempre com a jovialidade que de

preendimento como o da TV

nós é esperada.

aberta no setor de radiodi-

A televisão tem e cumpre aqui

fusão. Nenhuma outra indústria tem,

um papel social, como em outras

na sua essência, um foco tão abran-

partes do mundo. Não se pode olhar

gente, no sentido de manter as co-

para essa indústria apenas pelo lado

munidades unidas e de servir ao bem

econômico ou tecnológico, mas pela

público em nosso país.

importância de sua atuação na pre-

Apesar de celebrar 65 anos de

servação da democracia. Portanto,

história, a TV aberta aqui no Brasil

quanto mais inovações tecnológicas

continua sendo uma jovem. Conti-

que personalizam o conteúdo e frag-

nua irreverente e buscando novas

mentam a audiência, mais tem sido

respostas, novas maneiras de com-

necessário e presente o papel de

preender o seu público e as mais sig-

uma televisão aberta, gratuita e livre.

nificativas transformações desse tão

A importância de uma cada vez

admirável mundo novo, no contexto

mais presente interatividade, além

do século 21, que estamos vivendo.

de garantir uma aproximação com

Tudo muda, tudo evolui e acon-

os mais diversos tipos de público,

tece numa velocidade espantosa,

através das redes sociais e de mui-

destruindo paradigmas e mostran-

tos outros tipos de ferramentas,

do a cada momento novas reali-

também chama a atenção para o

dades de mercado e de know-how

fato de que a TV aberta ainda é a

(saber fazer). As inúmeras inova-

única capaz de prestar serviço de

ções tecnológicas e distributivas de

utilidade pública e oferecer conteú-

conteúdo audiovisual pressionam

do local de um para muitos.

e impulsionam o nosso negócio na

No ano que vem, a Record TV

vanguarda dessas transformações,

vai comemorar e celebrar seus 65

e atuamos já como ferramenta mul-

anos de história. Uma narrativa de

tiplataforma, uma vez que continua-

pioneirismo e de constante luta por

mos protagonizando e fomentando

superação e excelência. Por isso es-

mudanças com a mesma força dos

tamos certos e conscientes do sig-

primeiros tempos, quando da che-

nificado do nosso papel e daquilo

gada televisão ao mercado brasilei-

que será necessário para que pos-

ro, nos anos 50, no saudoso tempo

samos nos manter ativos e atuantes,

dos nossos pioneiros.

buscando sempre “o nosso norte”,

Hoje somos responsáveis pela

sem nos desviar dos rumos neces-

produção e desenvolvimento de

sários na manutenção do sucesso,

conteúdo para internet, atuando

protagonizando sempre e inspiran-

nas mais diversas formas e forma-

do novas transformações no mer-

tos através das mídias digitais e

cado de TV aberta.

Foto: Edu Moraes

gratuita e livre

Luis Cláudio Costa Presidente da Record TV

Revista Prêmio Líder Empresarial 2017

11


Artigo

PRESENTE E FUTURO NAS

terras capixabas “O

12

Revista Prêmio Líder Empresarial 2017

futuro não é um lu-

Aprendizagem no Espírito Santo,

gar para onde esta-

unindo Estado, municípios, orga-

mos indo, mas um

nizações e entidades da socieda-

lugar que estamos construindo.” A

de civil, com vistas a obter avanços

sábia observação de Saint-Exupéry

mais expressivos nos indicadores da

mostra que o amanhã é, em grande

educação básica.

medida, aquilo que podemos sonhar,

A Escola Viva já está ofertando

projetar e realizar no presente. Nes-

10 mil vagas de ensino médio, em 17

se sentido, o objetivo do nosso go-

unidades de tempo integral, distribuí-

verno é fazer avançar a caminhada

das em todas as regiões do Estado.

dedicada a cuidar do hoje e do ama-

Em 2018, serão 18 mil vagas, em 30

nhã nas terras capixabas.

unidades. Trata-se de um modelo ino-

Essa missão estratégica vem se

vador que busca formar cidadãos e

desenvolvendo em três frentes de

empreendedores capixabas capazes

trabalho. Além do ajuste fiscal so-

de projetar e viabilizar um mundo me-

cialmente orientado, integrante de

lhor para si e para sua comunidade.

uma ampla reforma na estrutura

Tendo como foco os jovens e tra-

governamental, temos programas

balhando com sua capacidade de

especialmente dedicados à juventu-

mobilização e diálogo, o Ocupação

de e ainda ações para a moderniza-

Social, além de enfrentar e prevenir

ção da infraestrutura socioeconô-

a violência, trabalha para levar cida-

mica e o incremento da sustentabi-

dania, respeito aos direitos humanos,

lidade ambiental.

cultura, esporte e oportunidades às

Com a reconquista/manutenção

áreas mais vulneráveis no Estado.

do equilíbrio fiscal e as reformas es-

Novas perspectivas já se concreti-

truturantes, garantimos a regularida-

zam nos 25 bairros atendidos, onde

de de serviços, os pagamentos em

estão 16 mil adolescentes e jovens,

dia e a entrega de obras essenciais.

entre 10 e 24 anos, em situação de

Mais: posicionamos o Espírito Santo

risco pessoal e social.

para as oportunidades do pós-crise.

Nossa terceira frente de ação prio-

Ressaltamos que, diferentemente do

ritária é a da atualização da infraes-

restante do país, o ajuste capixaba se

trutura econômica e das políticas de

dá por meio do controle das despe-

sustentabilidade, fatores decisivos à

sas, sem sacrifício das prioridades,

qualidade de vida e à competitividade

garantindo um governo atuante e

econômica estadual. Em quatro anos,

focado no social.

vamos deixar como legado a supera-

A frente de trabalho mais cla-

ção de pendências históricas e o enca-

ramente identificada à juventu-

minhamento efetivo de outras tantas

de tem ações como o Pacto pela

obras, além da construção de novas


soluções que nos darão fôlego inédito

outra realização que marca época é

para imprimirmos um outro ritmo ao

a inauguração do Sistema de Abas-

nosso desenvolvimento socioeconô-

tecimento de Água de Reis Magos,

mico em curto, médio e longo prazos.

na Serra, beneficiando diretamen-

Avançamos em ação comparti-

te 150 mil pessoas e, indiretamente,

lhada com a bancada federal e enti-

700 mil. Trata-se, ao longo do tempo,

dades do mundo produtivo. Na inter-

do quarto empreendimento de porte

face com a União, temos anunciada

para garantir água à região metropo-

a inauguração do novo Aeroporto de

litana, depois dos sistemas de Duas

Vitória. Trata-se de conquista simbó-

Bocas, Jucu e Santa Maria da Vitória.

lica desta nova era da infraestrutura

Ainda nessa área, temos o proje-

capixaba, seja por sua importância,

to de um grande reservatório no Rio

seja pelo seu histórico de adiamen-

Jucu e as obras de 60 barragens de

tos, finalmente superado.

uso múltiplo. Por meio dos programas

As boas novas não param aí. A dra-

Reflorestar e Águas e Paisagens, in-

gagem e a derrocagem do Porto de Vi-

vestimos num novo ciclo de sustenta-

tória estão em vias de conclusão. Com

bilidade. No saneamento, a parceria

a mudança da poligonal de Barra do

público-privada (PPP) da Serra evo-

Riacho, viabilizaram-se ali novos em-

lui muito positivamente. Licitamos a

preendimentos portuários. O projeto

PPP de Vila Velha, e os estudos para a

do Porto Central avança. A Agência

de Cariacica estão adiantados, assim

Nacional de Energia Elétrica realizou

como trabalhamos para o aumento

leilão para construção de 560 km de

de capital da Cesan.

linhas de transmissão e quatro subes-

Por tudo isso e muito mais, olhan-

tações, com investimentos de R$ 1,6

do-se para o crítico cenário nacional,

bilhão, aumentando nossa segurança

percebe-se facilmente o diferencial

energética. A BR 101 está em obras,

capixaba. A crise afeta a todos, mas

resolvendo-se problemas crônicos.

no Espírito Santo é diferente. Nossas

A primeira fase de duplicação da BR

prioridades do presente combinam

262 deve começar este ano. Com a

ações que garantem uma travessia

União e a Vale, buscamos a constru-

de equilíbrio em meio à turbulên-

ção de um novo ramal ferroviário en-

cia político-econômica e preparam

tre a Grande Vitória e o Rio.

o Espírito Santo para as oportuni-

Nas obras de responsabilidade

Foto: Divulgação

Artigo

dades do futuro.

estadual, temos também conquistas históricas. Trabalhamos para entregar em breve a Rodovia Leste-Oeste, o mais novo eixo da malha metropolitana, entre Cariacica a Vila Velha. Uma

Paulo Hartung Governador do Estado do Espírito Santo (2003-2010, 2015-2018) Revista Prêmio Líder Empresarial 2017

13


SINAL ANALÓGICO VERSUS

sinal digital O

governo brasileiro estabele-

vídeo, mantendo, assim, 100% da

ceu um cronograma de des-

qualidade do sinal original de trans-

ligamento do sinal analógico

missão, eliminando chuviscos, ima-

para o novo sinal digital de televisão,

gens distorcidas e várias interferên-

que começou em 2016, tendo este

cias de recepção que normalmente

várias fases até a sua conclusão em

fazem parte do sistema de trans-

2018 para todo o território brasileiro.

missão analógico.

O Ministério das Comunicações

Com a qualidade de som e imagem

publicou no Diário Oficial da União

muito superior, a TV digital também

(DOU) uma lista contendo as loca-

possibilita a transmissão de televisão

lidades que vão aderir ao desliga-

em alta definição (HDTV) com o as-

mento da transmissão analógica de

pecto de tela 16:9 (Widescreen) e de

televisão. Para o Estado do Espírito

1.080 linhas horizontais de resolução

Santo, o desligamento programado

vertical (1.920 x 1.080 pixels).

para 25 de outubro deste ano ocor-

Já as televisões analógicas pos-

rerá nos municípios de Cariacica,

suem tecnologias mais antigas de

Fundão, Guarapari, Serra, Viana, Vila

transmissão de dados, que atingem

Velha e Vitória.

uma resolução máxima de até 525

Mas qual é a diferença entre o

linhas (720 x 480 pixels) – o chama-

“velho” sinal analógico e o novo sinal

do sinal de definição standard (SD).

digital de televisão?

Também conhecidas como TVs “de

Para os telespectadores, podemos

tubo”, elas possuem um formato de

afirmar que a diferença básica é o tipo

imagem quadrada de 4:3 e com qua-

de transmissão. O sinal analógico tem

lidade bem inferior.

o seu sinal de TV terrestre transmi-

Um outro importante vetor dessa

tido em frequência VHF (Very High

transição é a interatividade disponí-

Frequency), enquanto o novo sinal

vel aos telespectadores e usuários

digital é transmitido em frequência

do novo sinal digital. Uma vez que o

UHF (Ultra High Frequency).

telespectador habilitar a sua TV para

Vale ressaltar que este novo siste-

o sinal digital, entre outras opções,

ma de televisão digital adotado pelo

poderá obter através de seu controle

Brasil tem como base o padrão usa-

remoto várias informações adicionais

do no Japão, com algumas inovações

na tela, como ter acesso à grade de

nos padrões de codificação do sinal

programação da TV, ver os diversos

de vídeo e áudio e na interatividade.

dados do seu programa etc. Essa uti-

Essas inovações tornaram o sistema

lização de interatividade, no entanto,

brasileiro de televisão digital (SBTVD)

poderá depender do tipo de televisor:

um dos melhores do mundo.

é necessário que ele contenha o selo

Na nova transmissão digital, não há perda de qualidade de áudio ou

14

Revista Prêmio Líder Empresarial 2017

DTVi (normalmente TVs fabricadas no Brasil a partir de 2013).

Foto: Edu Moraes

Artigo

Para o sistema brasileiro de TV digital, as novas TVs disponíveis no mercado já estão habilitadas para esse novo sistema, sem necessidade de qualquer outro equipamento. No entanto, para quem possui televisores de tubo ou TVs que foram fabricados no Brasil antes de 2010, será preciso ter os equipamentos adequados para a recepção do sinal, como uma antena e um conversor digital, que poderão ser acoplados à TV, ou uma TV com conversor já integrado. De nosso lado, a Record TV e a Rede Vitória empenharam novos investimentos e tecnologias que formam parte de ações audaciosas para que pudéssemos acompanhar a evolução digital e, assim, melhor servir o grande público capixaba. Resumindo, com este novo sinal digital, os nossos respeitados telespectadores do Espírito Santo continuarão a ter acesso ao melhor da TV aberta brasileira em alta qualidade de som e imagem, e tudo isso de forma gratuita!

Marcus Vinicius Vieira CEO do Grupo Record


Artigo

PACTO PELA APRENDIZAGEM NO ES:

juntos pela melhoria da qualidade da educação capixaba regime de colaboração tra-

O

Mesmo em um cenário tão con-

duz conceitos de corres-

turbado nas esferas política e eco-

ponsabilidade e coopera-

nômica no país, o Governo do Esta-

ção estabelecidos entre União, Esta-

do, com os pés no presente e o olhar

do e Municípios e tem sólidos alicer-

para o futuro, implantou o Pacto pela

ces nos marcos legais que orientam a

Aprendizagem no Espírito Santo, a

vida em sociedade. O artigos 23 e 24

fim de assegurar “o desenvolvimento

da Carta Magna de 1988 evidenciam

de ações conjuntas, voltadas para o

as atribuições comuns e concorren-

fortalecimento da aprendizagem e,

tes dos entes federados, respectiva-

consequentemente, para a melhoria

mente, e, mais especificamente para

dos indicadores educacionais dos es-

a educação, a Lei de Diretrizes e Ba-

tudantes da Educação Básica”.

ses da Educação Nacional especifi-

Estruturado em três eixos de

ca em seu artigo 8º as atribuições de

atuação1, o Pacto envolve os esfor-

cada ente na organização da educa-

ços do Governo do Estado, das Pre-

ção nacional e afirma a necessidade

feituras Municipais, da sociedade

de colaboração.

civil e da iniciativa privada e é uma

Assim, podemos confirmar, com

ferramenta política e institucional

base no que estabelece a legisla-

articulada em eixos de sustentação

ção, que a adoção do regime de

que deverá ser formalizada a fim

colaboração e do decorrente com-

de cumprir sua finalidade precípua:

partilhamento das responsabilida-

assegurar um padrão de qualidade

des e competências educacionais

educacional comum a todas as ins-

atua como uma prática solidária,

tituições educacionais do Estado.

que possibilita ampliar o acesso e a

Ao pôr em prática as políticas de co-

qualidade, como direitos subjetivos,

laboração e cooperação entre os entes

não obstantes as desigualdades so-

federados e os setores da sociedade ci-

ciais e econômicas dos municípios,

vil, o Estado estará contribuindo para o

sobretudo em contextos de forte

fortalecimento da gestão das redes de

retração de receitas, o que impacta

ensino, para a melhoria dos indicadores

negativamente na capacidade de in-

de desempenho da educação básica e

vestimento por parte dos governos

para a sustentabilidade econômica de

estaduais e municipais.

ações e projetos municipais.

Haroldo Corrêa Rocha Secretário de Estado da Educação

1) Apoio à gestão: envolvendo metodologia de trabalho, para o atingimento de metas na área de gestão educacional, com a definição de indicadores de qualidade e assessoramento aos municípios; 2) Fortalecimento da aprendizagem: para a integração do currículo ao material didático no Ensino Fundamental, à formação de professores e gestores escolares e ao monitoramento/avaliação da aprendizagem, e 3) Planejamento e suporte: propondo estratégias para suprir a demanda por educação infantil e organização das redes visando à otimização de recursos e potencialização de resultados.

1

Revista Prêmio Líder Empresarial 2017

15


Foto: Fred Loureiro

Artigo

CICLO DE

transformação

O

16

Brasil vem passando por

estava resolvida. A partir dessa falsa

profundas transformações.

impressão, sediamos uma Copa do

Nossas crises, econômica e

Mundo e uma Olimpíada. Gastamos,

política, trazem grande desconforto

mal, o que não podíamos, e agora pa-

para a população e revelam graves

gamos o preço do desajuste.

problemas da nossa sociedade. Mas

A administração pública também

a mesma crise que nos tira da zona

passa por um grande aprendizado, in-

de conforto e nos preocupa também

felizmente da forma mais dura possí-

pode contribuir para o crescimento

vel. É claro e cristalino como escolhas

e o amadurecimento do nosso país.

na gestão dos recursos (escassos) dos

Nessa linha, pensadores como

estados se refletem diretamente na

Kondratiev (1926), Shumpeter (1939)

vida da população. Friso que usei a

e Prescott (1990) desenvolveram

palavra “escassos” entre parênteses

teorias acerca dos ciclos econômi-

não porque são poucos recursos, mas

cos, identificando características e

porque são limitados. Este tem sido

ganhos potenciais advindos de cri-

o erro de muitos gestores públicos:

ses. Períodos de crise são tempos de

ignorar o fato de que recursos são

transformação, de mudanças profun-

limitados, finitos. Estados sem ges-

das e estruturais. Períodos em que

tão gastaram além do que deviam e

surgem grandes oportunidades, ino-

agora pagam uma conta alta, deixan-

rápida quanto gostaríamos. Voltan-

vações e lideranças. No Brasil isso

do desprotegidos aqueles que mais

do à teoria dos Ciclos de Negócios

não é diferente. Enquanto vivemos

precisam. Por outro lado, estados

(Prescott, 1990), períodos como este

a crise mais aguda da nossa história,

com equilíbrio nas contas públicas

apresentam grandes potenciais de

observamos grandes e necessárias

passam para outro nível de debate:

negócios, com boas chances de re-

transformações sendo feitas.

a qualidade dos gastos e a melhora

torno e, portanto, são um incentivo ao investimento.

Na política, uma pauta desafia-

do ambiente de negócios. Tiramos

dora está sendo encarada. A PEC do

uma lição disso: equilíbrio das con-

São nestes momentos que se

Teto dos Gastos e as reformas tra-

tas é um pilar que precisa ser pre-

destacam e nascem as grandes li-

balhista e da previdência são exem-

servado sempre.

deranças, cada uma em seu setor de

plos disso. Todas essas mudanças

Já o setor privado enfrenta um

atuação. Os líderes são aqueles que

são de extrema importância e pre-

novo tipo de crise, caracterizado

conseguem antever as mudanças de

param o país para um futuro mais

pelo longo período de recessão, pela

cenários e traçar ações que ataquem

sustentável. Não há dúvidas de que

queda expressiva de investimentos,

os problemas de frente, que condu-

essas atualizações das leis não se-

produtividade e do Produto Interno

zem seus times durante a turbulên-

riam pensadas em períodos de bo-

Bruto (PIB). Tudo isso com o agra-

cia e saem da tempestade melhor

nança. Como exemplo, o superciclo

vante do desemprego, da queda de

do que entraram.

de commodities, na década passa-

renda e do elevado número de em-

da, trouxe uma falsa impressão de

presas e pessoas endividadas. Esse

que o Brasil era o país do futuro e de

desafio adicional vem colaborando

que boa parte dos nossos problemas

para que a retomada não seja tão

Revista Prêmio Líder Empresarial 2017

Bruno Funchal Economista e secretário de Estado da Fazenda


POR UMA CONVIVÊNCIA

Foto: Fred Loureiro

Artigo

melhor a cada esquina R ecentes estudos apresenta-

e alcoolemia. São preocupações in-

dos pela Organização Mun-

dividuais que têm grande impacto

dial de Saúde (OMS) apon-

na coletividade.

tam o Brasil como o quinto país mais

Somente em 2016, 35 municípios

violento no trânsito. Os números do

receberam ações educativas realiza-

Seguro Danos Pessoais Causados por

das pelo Detran|ES. A equipe do De-

Veículos Automotores de Via Terres-

tranzinho, o espaço de educação do

tre (DPVAT) mostram que são 150

órgão, promoveu 240 ações educati-

mortes por dia em todo o país. E mais:

vas, impactando 39.784 pessoas. Ou-

segundo recente divulgação da Or-

tras ações e eventos de abordagens

ganização das Nações Unidas (ONU),

nas ruas também foram realizados e

90% dos acidentes de trânsito po-

impactaram o total de 55.390 pes-

do Movimento Maio Amarelo 2017,

dem ser evitados, uma vez que esse

soas. Na internet, nas redes sociais

promovido pelo Observatório Na-

é o percentual causado por imperícia

e no rádio, o alcance chegou a mais

cional de Segurança Viária, fato que

ou imprudência. Diante desse cená-

de 1,7 milhão de pessoas. Isso gerou,

nos motiva a continuar engajados no

rio, temos um desafio de conscienti-

em um ano, um aumento de mais de

trabalho de conscientização dos ca-

zar a população de que as escolhas

26 mil pessoas conscientizadas.

pixabas sobre a importância de ter

no trânsito podem fazer a diferença

E cada vez mais crianças, adoles-

atitudes responsáveis no trânsito e

centes, jovens e adultos estão tendo

como as escolhas individuais afetam

E, para colocar esse objetivo em

a oportunidade de aprender “a ser a

o dia a dia de toda sociedade. Nossa

prática, o Departamento Estadual

mudança no trânsito”. Para exempli-

campanha foi muito aplaudida por

de Trânsito do Espírito Santo (De-

ficar, durante todo o mês de maio de

representantes de vários estados.

tran|ES) aposta no Movimento Rua

2017, quando o Conselho Nacional de

Trabalhamos com o objetivo de

Coletiva, que acontece em todo o Es-

Trânsito (Contran) definiu como tema

preservar vidas, ao realizar as cam-

tado, desde 2016. Com o tema “Uma

de trabalho “Minha escolha faz a di-

panhas e ações educativas para cons-

convivência melhor a cada esquina”,

ferença” para as ações desenvolvidas

cientizar a sociedade dos riscos de

várias ações são desenvolvidas para

durante o Movimento Maio Amarelo,

um acidente. É importante que todos

conscientizar a população por meio

o Detran|ES realizou 74 ações, nas

reflitam sobre as consequências de

da educação e da promoção das leis.

quais mais de 38 mil pessoas foram

suas atitudes, para que haja mudança

São abordados seis principais

alcançadas com abordagens educa-

de comportamento. Morte causada

focos de atenção com o objetivo de

tivas e palestras em escolas, entre

por imprudência e desrespeito às leis

reduzir o número de mortes nas es-

outras atividades, em todo o Estado.

de trânsito não é acidente.

e, assim, salvar muitas vidas.

tradas: uso do celular, cinto de segu-

Com essas ações de educação

rança, capacete para motociclistas,

para o trânsito, o Espírito Santo foi

cadeirinha para crianças, velocidade

destaque no evento de encerramento

Romeu Scheibe Neto Diretor-geral do Detran|ES Revista Prêmio Líder Empresarial 2017

17


Patrocinador

UM BOM CONTROLE DO CAPITAL DE GIRO DA SUA

empresa é a chave para uma boa saúde financeira Bandes deve investir mais de R$ 80 milhões na modalidade em 2017.

A

queda no consumo e o momento da economia afetaram o faturamento das em-

presas, que viram seu fluxo de caixa reduzir as entradas mantendo as saídas. O impacto no desempenho financeiro dos empreendimentos foi imediato. Para que uma empresa consiga dar continuidade nas suas ações no dia a dia, ela precisa de capital de giro. Esse capital representa os recursos investidos em estoque, vendas a prazo, pagamento de fornece-

18

O capital de giro pode ajudar a aumentar o estoque, por exemplo

dores, salários dos empregados, im-

conhecido como capital de giro. A

postos e outros custos operacionais.

importância do capital de giro vai

Para driblar a falta do capital de

muito além de controlar um montan-

giro, os empresários têm buscado

te de dinheiro existente no caixa da

nos procurem para melhorar sua pro-

cada vez mais a contratação desse

empresa: é o ‘coração’ da empresa e,

dução”, destaca Colodetti.

tipo de crédito nas instituições fi-

portanto, deve se manter sempre em

nanceiras. “É uma alternativa para

funcionamento”, explica o diretor de

que a empresa tenha fôlego e para

Crédito e Fomento do Bandes, Eve-

Entenda o capital que faz a empresa girar

manter os negócios em andamento

raldo Colodetti.

Capital de giro significa capital de

dentro da normalidade, o que am-

No banco capixaba, o crédito con-

trabalho, ou seja, o capital necessá-

plia as perspectivas de crescimento

tratado para capital de giro teve um

rio para financiar a continuidade das

futuro”, afirma o diretor-presidente

aumento de 240% na procura no com-

operações da empresa, como recur-

do Banco de Desenvolvimento do Es-

parativo entre 2015 e 2016. No último

sos para financiamento aos clientes

pírito Santo (Bandes), Aroldo Natal.

ano, foram investidos R$ 32 milhões

(nas vendas a prazo), recursos para

O banco capixaba ampliou a ofer-

para que as empresas capixabas pu-

manter estoques e recursos para pa-

ta de crédito para micro, pequenas e

dessem prosseguir suas atividades.

gamento aos fornecedores (compras

médias empresas do Estado. O Ban-

“Esperamos liberar até R$ 80 mi-

de matéria-prima ou mercadorias de

des reformulou sua linha para apoiar

lhões neste ano para empresas com

revenda), pagamento de impostos,

o desenvolvimento das empresas com

até R$ 90 milhões de faturamen-

salários e demais custos e despe-

capital de giro mais barato.

to anual. Criamos uma linha abran-

sas operacionais. Conforme o pró-

“O investimento fixo serve para a

gente para empresas de micro até o

prio nome indica, o capital de giro

aquisição de máquinas, móveis, pré-

médio porte, com vantagens como

está relacionado com todas as contas

dios, veículos, enfim, para investir em

parcelamento fixo ou variável. Es-

financeiras que giram ou movimen-

itens do ativo imobilizado. O outro é

peramos que mais de 100 empresas

tam o dia a dia da empresa.

Revista Prêmio Líder Empresarial 2017


tommasi.com.br

São 55 anos inteiramente dedicados à vida dos Capixabas.

Obrigado pelo reconhecimento ao nosso trabalho.” Dr. Henrique Tommasi Líder empresarial no segmento de laboratórios

Central de Atendimento: 27

@tommasilab

3381.3884

/tommasilaboratorio


Patrocinador

IMPORTÂNCIA DA CIBERSECURITY

para o futuro das empresas O investimento em segurança de dados tornouse prioritário para empresas de qualquer porte com o aumento dos ataques cibernéticos em todo o mundo. Terceirizar esse serviço com empresas especializadas é uma tendência mundial.

D

urante muito tempo, a prin-

ferramenta desenvolvida pela ISH,

cipal preocupação das em-

pioneira no Brasil, que detecta, anali-

presas foi com a segurança

sa, notifica e mitiga ataques hackers,

patrimonial. Com o grande volume

além de amenizá-los e revertê-los.

de informações circulando na inter-

“Com o ISH Vision é possível acompa-

net e os riscos relacionados aos ata-

nhar em tempo real a segurança dos

ques cibernéticos, o foco passou a

dados por meio de um painel de con-

ser a proteção dos dados. Registra-

trole. A ferramenta apresenta os indi-

dos diariamente em todo mundo, os

cadores estratégicos de forma visual,

ataques cibernéticos servem de aler-

consolidando-os em uma plataforma

ta para a importância de investir de

para tomada de decisões”, comenta.

forma estratégica na área de Tecno-

Outro risco são os malwares bra-

logia de Informação (TI) para a pe-

sileiros, softwares programados para

utiliza o serviço, abrindo brecha para

renidade das companhias.

agir de forma maliciosa, que podem

crimes virtuais como difamação, frau-

De acordo com o Rodrigo Des-

passar despercebidos pelos progra-

de, roubo e pedofilia”, explica. Isso

saune, CIO da ISH Tecnologia, em-

mas de segurança concebidos em

ocorre principalmente com empre-

presa capixaba com mais de 20 anos

inglês. “Como a maioria dos nossos

sas menores, que também precisam

de atuação no mercado nacional, a

clientes são do Brasil, a ISH tem uma

estar atentas aos riscos e lançar mão

indisponibilidade de serviço gera

vantagem competitiva em relação

das soluções customizadas disponí-

prejuízos financeiros e de imagem

aos profissionais e produtos estran-

veis no mercado.

incalculáveis. “Por ser uma área vital

geiros, pois conhecemos a forma que

e que demanda recursos humanos e

o brasileiro desenvolve e modifica os

Sobre a ISH

tecnologias altamente especializados,

malwares”, alerta.

Uma das empresas de TI que mais

a tendência mundial tem sido tercei-

20

cresce no país, a ISH, acrônimo para

rizar os serviços de TI, inclusive os

Marco Civil

Information Super Highway, atua

data centers, permitindo assim que

Para atender ao Marco Civil (Lei n.

com soluções em Cybersecurity

as empresas foquem em suas áreas

12.965) – instituído em 2014 e que

Services (Segurança da Informação),

fins, mas com os dados protegidos e

regula o uso da internet por meio de

IT Infrastructure Services (Infraes-

as redes disponíveis”, explica.

direitos e deveres dos usuários, entre

trutura de TI) e Cloud Computing

eles o de manter os registros de co-

Services (Computação em Nuvem),

Soluções

nexão –, a ISH oferece o CyberPass,

além de possuir um Data Center Tier

A boa notícia é que, se os riscos são

sistema de autenticação de rede sem

3 em instalações privadas e uma uni-

elevados, as soluções disponíveis

fio. “Na maioria dos casos, quem dis-

dade de Pesquisa & Desenvolvimen-

no mercado evoluem diariamente.

ponibiliza internet não consegue ga-

to, a ISH Labs, que desenvolve solu-

Um exemplo disso é o ISH Vision,

rantir a autenticidade do cidadão que

ções tecnológicas próprias.

Revista Prêmio Líder Empresarial 2017


Patrocinador

COM PLANEJAMENTO E MUITO TRABALHO,

Unimed Vitória mantém a solidez

Q

uando a equipe de futebol

Oncologia, Centro de Especialidades

do São Paulo estava no auge

e Pronto Atendimento, a cooperati-

e ganhava seguidos títulos,

va crava a sua bandeira verde em

o técnico Muricy Ramalho soltou uma

áreas estratégicas.

frase que ficou marcada no futebol: “Isso aqui é trabalho, meu filho”. Essa

Pulando obstáculos

expressão, certamente, se encaixa

Embora tenha se planejado para olhar

perfeitamente na realidade da Uni-

a crise de relance pelo retrovisor, a

med Vitória. No prédio da sede admi-

Unimed Vitória também deixa de lado

nistrativa da cooperativa, em Bento

a relativa zona de conforto para en-

Ferreira, e em todas as unidades do

carar as muitas “pegadinhas” que

centro integrado de atenção à saúde,

envolvem o setor. Márcio Almeida

o segredo para a reconhecida solidez

traduz esse cenário. “São muitas as

da Unimed Vitória é planejamento,

barreiras. Veja só: enquanto o IPCA,

respeito pelo cliente e muito... muito

em 2016, ficou em 9,4%, a inflação

trabalho. Essa estratégia tem dado

da saúde foi de 19%. Aí vem a recla-

muito certo em quase quatro déca-

mação de que os planos de saúde

das de liderança no mercado.

aumentam a mensalidade do clien-

Nem mesmo a enlouquecida

te acima da inflação oficial. É preci-

economia brasileira, norteada por

so ter clareza de que são índices di-

um cenário político de fazer inveja

ferentes”, declara.

a qualquer Torre de Babel, conse-

Um outro pesadelo atende por

gue tirar a cooperativa de seu foco.

uma sigla de três letras: ISS. Mais

Quem garante é o diretor-presiden-

uma ameaça ao setor. E das gran-

te, Márcio Almeida.

des. A transferência da cobrança

“A recessão é violenta e o cenário

do Imposto Sobre Serviço deixará

político, indecifrável. Um quadro pin-

de ser feita no município do esta-

ressalta que 2016 foi um ano de gran-

tado em cores bem sombrias. Mas não

belecimento prestador do serviço e

des conquistas. Lembra, com orgu-

podemos sentar no meio-fio e cho-

passará para o município do domicí-

lho, o título de Operadora Acredita-

rar. Muito pelo contrário. Apesar do

lio dos clientes. Isso representa au-

da no maior nível de excelência, o

balanço do barco, estamos firmes”,

mento de impostos.

ouro – a única do Espírito Santo com essa marca.

garante. Com convicção, Márcio Al-

Isso sem contar com as exigên-

meida revela que um planejamento

cias da Agência Nacional de Saú-

Encerrado o primeiro semestre

sólido é que permitiu à cooperativa se

de Suplementar (ANS). Em 2016, a

de 2017, o diretor-presidente conti-

manter firme no mercado em 2016 e

ANS exigiu 21 novos procedimen-

nua com o mesmo otimismo do ano

no primeiro semestre de 2017.

tos. Já em 2017, serão outros 17. Isso

passado. Márcio Almeida não ameaça

vai impactas o resultado financeiro

soltar foguete, mas deixa escapar um

da cooperativa.

leve sorriso: “O primeiro trimestre se

A cooperativa tem uma estrutura com recursos próprios que reforça a marca na capital. Desde o

22

Márcio Almeida, diretorpresidente da Unimed Vitória

mostrou equilibrado. Muito bom! Já

sólido Hospital Unimed Vitória até

Conquistas

estamos computando os números do

a imponente Maternidade Unimed

Mesmo com os entraves enfrenta-

segundo trimestre. Na Unimed Vitó-

Vitória, passando pelo Diagnóstico,

dos pela cooperativa, Márcio Almeida

ria prevalecerá o equilíbrio”, afirma.

Revista Prêmio Líder Empresarial 2017


Reserva Natural Vale. 23 mil hectares de Mata Atlântica. 390 espécies de aves. 2.300 espécies de plantas. Hotel e estrutura de lazer. Ideal para o turismo ecológico.

Jackeceli Nunes Assistente de Programa Educativo

Portas abertas para receber você. Que tal visitar uma das maiores áreas protegidas de Mata Atlântica do Brasil? Na Reserva Natural Vale, em Linhares, você se aproxima da natureza e ainda conhece mais sobre nossa fauna e nossa flora. Tudo isso em um lugar perfeito para fugir da rotina e passar bons momentos em família. #Valeconhecer

visiteavale.com.br


LÍDER EM TRANSPORTE DE CARGAS

ADILSO GOMES

de Assis

TRANSPOSUL

A

dilso Gomes de Assis é di-

O que te transformou em um líder

retor-geral da Transposul

reconhecido não só pelos lidera-

Transportes. Nascido em

dos, mas pela sociedade em geral?

Alegre, começou a trabalhar aos 13

Transparência, conhecimento e

anos. Foi garçom, mecânico, zela-

simplicidade.

dor e vendedor. Durante 30 anos,

Qual é o seu estilo de liderança e

atuou como representante comercial

por que o adota?

de grandes empresas do Rio Gran-

Com liberdade, pois essa é a for-

de do Sul e Minas Gerais. Em Vitó-

ma mais simples de conseguir o

ria desde 1984, trabalhou como ven-

entendimento.

dedor e fundou a empresa que co-

O que te move, o que te inspira e o

manda até hoje.

que te indigna? A fé me move, e os objetivos reali-

O que é ser líder e o que é preciso

zados me inspiram. A má fé, o des-

para se tornar um?

prezo e a falta de compromisso me

Ter domínio e boa comunicação com

indignam.

a equipe e seus liderados.

Qual é o papel do líder nestes tem-

Qual é o papel do líder para os li-

pos de crise de representatividade

derados e para o bom andamento

que temos vivido?

da organização?

Ter determinação, equilíbrio e co-

Incentivar seus liderados, repassan-

nhecimento, alimentando seus co-

do o conhecimento do que faz.

mandados sempre com positivismo.

O que torna um líder melhor? Como evoluir na liderança? Estar sempre cercado de bom liderados.

35%

de votos JOSÉ ANTÔNIO FIOROT TRANSPORTADORA FIOROT

33.95%

MARCOS FURTUNATO

MMA CARGAS EXPRESSAS

31.05%

24

Revista Prêmio Líder Empresarial 2017


Revista Prêmio Líder Empresarial 2017

25


ALEXANDRE NUNES

Theodoro

Foto: Comunicação Faesa

LÍDER EM ENSINO SUPERIOR

FA E S A

A

26

lexandre Nunes Theodoro é

O que te transformou em um líder

reitor da Faesa Centro Uni-

reconhecido não só pelos lidera-

versitário. Graduado em Ad-

dos, mas pela sociedade em geral?

ministração, com especializações em

Amo o que faço. Deus tem me aben-

Gestão e Educação, tem concentração

çoado, me concedido saúde e sabe-

de estudos nas áreas de Administra-

doria para continuar um projeto ini-

ção Educacional, Estratégia Empresa-

ciado há 45 anos pelos meus pais,

rial e Cenários Econômicos. Como aca-

de formar pessoas e realizar sonhos.

dêmico, atua na pós-graduação como

Com uma equipe unida de professo-

pesquisador e professor em Plane-

res e administrativos em torno de

jamento e Gestão Educacional, com

objetivos claros, independentemen-

concentração de estudos na análise e

te dos desafios estabelecidos, te-

prospecção de cenários econômicos e

mos recebido o reconhecimento e

sociais. É um estudioso da legislação

a aprovação da sociedade capixaba.

da Educação Superior com diversos

Qual é o seu estilo de liderança e

cursos de aperfeiçoamento na área.

por que o adota?

JOSÉ LUIZ DANTAS

Busco constantemente ser um líder

33.14%

33.5%

de votos FLÁVIO TAKEMI KATAOKA EMESCAM

33.36% UVV

O que é ser líder e o que é preciso

inspirador, transparente, acessível e

para se tornar um?

comprometido com minha equipe e

Para liderar é preciso ter conheci-

com os resultados que devemos al-

mento, disciplina, foco, capacidade

cançar juntos.

Qual é o papel do líder nestes tem-

para inspirar e amor pelo que faz.

O que te move, o que te inspira e o

pos de crise de representatividade

Qual é o papel do líder para os li-

que te indigna?

que temos vivido?

derados e para o bom andamento

A educação é um desafio permanen-

Eu gosto da definição do Vicente

da organização?

te, e isso me move. Minha maior ins-

Falcone sobre liderança, que diz “a

O líder precisa conhecer sua equi-

piração ainda é meu pai, um homem

liderança é o que há de mais impor-

pe, reconhecer seu valor e inspirá-la

sonhador, visionário, idealizador e,

tante em uma organização, sem ela

diariamente.

acima de tudo, com alta capacida-

nada acontece”. Mais do que a crise

O que torna um líder melhor? Como

de de realização. Ensinou-me a ter fé

macroeconômica, o que nos afeta é

evoluir na liderança?

e, por meio dela, desenvolver a paci-

a crise de confiança. Para enfrentá-

Uma sugestão é conviver e ler sobre

ência e a perseverança e ter a cora-

-la é necessário provocar o genuíno

exemplos de bons líderes. Me chama

gem necessária para enfrentar difi-

comprometimento da equipe, algo

atenção o conhecimento que eles têm

culdades e realizar grandes sonhos.

que se conquista em pequenos ges-

sobre o que fazem, a forma como en-

O que me deixa indignado é a nos-

tos de otimismo e que transmitem

frentam as dificuldades e equilibram

sa falta de atitude enquanto socie-

a certeza de que “crises passam” e

a vida profissional e pessoal.

dade de enfrentar nossos desafios.

todos sobreviverão.

Revista Prêmio Líder Empresarial 2017


Revista Prêmio Líder Empresarial 2017

27


LÍDER EM EMPRESA MAIS ADMIRADA PARA TRABALHAR

BENJAMIN

Baptista Filho A R C E LO R M I T TA L

B

28

enjamin Baptista Filho é

nesse processo. Mas, sobretudo, tem

CEO da ArcelorMittal Aços

que trabalhar em equipe. Deve reco-

Planos na América do Sul.

nhecer o esforço que está sendo fei-

Engenheiro metalúrgico formado

to e ter muita tranquilidade. Tem que

pela PUC-RJ, está na companhia

tomar decisões com muita cautela,

desde 1983. Ocupou anteriormen-

saber diferenciar o timing de reposta

te os cargos de gerente de expor-

para cada tipo de desafio apresenta-

tação, gerente-geral de vendas, di-

do a sua equipe e empresa.

retor de desenvolvimento e comer-

O que torna um líder melhor? Como

cial e vice-presidente comercial. É

evoluir na liderança?

ainda membro do Conselho Dire-

O líder é o treinador do time, o ma-

tor do Instituto Aço Brasil e dire-

estro da orquestra. É quem deve ter

tor da Associação Latino-america-

uma visão mais ampla de todos os ce-

na do Aço (Alacero).

nários. Obviamente deve conhecer o

32.72%

negócio, mas com certeza tem que

MAELY COELHO

O que é ser líder e o que é preciso

ter uma visão do todo. E, principal-

31.65%

para se tornar um?

mente, que saiba motivar as pesso-

O líder é quem conduz um grupo de

as pelo seu exemplo e de forma vo-

pessoas de qualquer natureza para

luntária, não imposta. É muito mais

atingir um determinado objetivo. A

pelo exemplo do que pelo comando.

no ramo e tive em meu pai o maior

maioria dos líderes tem uma quali-

O que te transformou em um líder

exemplo de liderança.

dade instintiva, natural, uma manei-

reconhecido não só pelos lidera-

Qual é o papel do líder nestes tem-

ra mais holística de entender os pro-

dos, mas pela sociedade em geral?

pos de crise de representatividade

cessos, o negócio. Mas, no fundo, o lí-

Nunca ambicionei conquistar as posi-

que temos vivido?

der é aquele que é reconhecido como

ções que eu tive e tenho hoje. Acredi-

O líder deve inspirar e se fazer es-

tal pelo grupo; ele não se impõe, não

to que tudo foi fruto do meu trabalho,

cutado. Quando não há uma cone-

se autocria. Líder é aquele que tem

estudo, dedicação. Eu sempre traba-

xão entre o líder e seus colaborado-

a capacidade de motivar, mover, de

lhei em equipe, na minha vida inteira

res, o trabalho se torna mais difícil,

convencer, de guiar. O conceito de li-

nunca trabalhei sozinho. Iniciei mi-

e esse papel deixa de ser executado

derança é guiar gente, guiar grupos.

nha carreira muito jovem e já assu-

de forma satisfatória. O papel da li-

Qual é o papel do líder para os li-

mi um papel gerencial aos 26 anos.

derança em uma empresa é impor-

derados e para o bom andamento

Qual é o seu estilo de liderança e

tante para a sua continuidade, mas

da organização?

por que o adota?

quem o exerce também deve enten-

Tem que ter a capacidade de enten-

Sou uma pessoa que em toda sua tra-

der que precisa de toda sua equipe

der o que está acontecendo lá fora

jetória teve o aço como companhei-

para traçar os caminhos necessá-

e ver como pode melhor se integrar

ro, comecei muito cedo a trabalhar

rios no sucesso de uma companhia.

Revista Prêmio Líder Empresarial 2017

35.63% de votos

ÉTORE CAVALLIERI IMETAME

MEDSÊNIOR


Revista Prêmio Líder Empresarial 2017

29


LÍDER EM INSTITUIÇÃO FINANCEI RA E LÍDER DO ANO

BENTO

Venturim

SICOOB

P

residente do Sicoob ES e vi-

e serviços ou pela promoção de ações

ce-presidente do Sicoob em

de integração com a comunidade.

nível nacional, Bento Ventu-

O que torna um líder melhor? Como

35.86%

rim é advogado e empresário do agro-

evoluir na liderança?

negócio. Certificado pelo Instituto

É necessário estar em aprendizado

Brasileiro de Governança Corporati-

constante, utilizar as experiências do

va (IBGC), integra o Conselho Con-

dia a dia para identificar o que pode

MICHEL NEVES SARKIS

sultivo Nacional do Ramo Crédito da

ser melhorado e promover à equipe

Organização das Cooperativas Brasi-

oportunidades de aplicar o seu me-

32.65%

leiras (OCB). Além do Sicoob ES, pre-

lhor desempenho.

side o Fundo Garantidor do Coope-

O que te transformou em um líder

rativismo de Crédito (FGCoop), o Si-

reconhecido não só pelos lidera-

coob Norte e o Centro de Desenvolvi-

dos, mas pela sociedade em geral?

mento Tecnológico do Café (Cetcaf).

Além de ter capacidade de delegar, estou sempre aberto para ouvir su-

30

Líder em Instituição Financeira

de votos

BANESTES

MÁRCIO LIMA DOS SANTOS BRADESCO

31.49%

Líder do Ano

34.84%

O que é ser líder e o que é preciso

gestões. Essas características contri-

para se tornar um?

buem para a harmonia no ambiente

Líder é aquele que consegue inspi-

de trabalho e aumentam a produtivi-

rar, servir de exemplo para um gru-

dade da equipe. Outro aspecto pre-

po, a fim de motivá-lo no alcance de

ponderante é a minha conduta ética.

metas. Cabe ao líder conduzir e esti-

Minhas atitudes sempre foram com-

33.61%

mular os profissionais para que eles

patíveis com minhas palavras.

ÉTORE CAVALLIERI

atuem com foco no crescimento da

Qual é o seu estilo de liderança e

organização sem perder de vista o

por que o adota?

31.55%

bem-estar coletivo.

Busco agir com empatia e valorizar

Qual é o papel do líder para os li-

cada pessoa da equipe. Gosto de dei-

comum me inspiram. Sinto indigna-

derados e para o bom andamento

xar claro que os resultados são frutos

ção com a falta de amor pelo próximo.

da organização?

de uma atividade conjunta, formada

Qual é o papel do líder nestes tem-

O líder é o responsável direto pelo

pela união de todos, em consonân-

pos de crise de representatividade

engajamento da equipe e pela união

cia com os princípios cooperativistas.

que temos vivido?

das ideias e esforços que possam

O que te move, o que te inspira e o

Cada pessoa que integra a equipe

contribuir para o alcance do objetivo

que te indigna?

carrega em si uma história, uma ex-

em comum. No Sicoob, nossa princi-

O desejo de ampliar ainda mais a

periência de vida. Ao líder, cabe apro-

pal meta é atuar no desenvolvimen-

abrangência do Sicoob me move. Mi-

veitar a melhor parte de cada um,

to dos associados, seja por meio do

nha família me impulsiona a melhorar a

ouvir, escutar, ser maleável quando

aperfeiçoamento de nossos produtos

cada dia. As atitudes voltadas ao bem

necessário e ser exemplo sempre.

Revista Prêmio Líder Empresarial 2017

de votos

MÁRCIO ALMEIDA UNIMED VITÓRIA

IMETAME


Revista Prêmio Líder Empresarial 2017

31


LÍDER EM CONFORMADORA DE AÇO

BRENDO

Bremenkamp CASA DO SERRALHEIRO

A

tual diretor executivo da

32

Competição e educação. Competin-

Casa do Serralheiro, Bren-

do e aprendendo coisas novas, ten-

do Bremenkamp começou

do referenciais comparativos, pes-

a trabalhar aos 11 anos com o pai em

soas, empresas e metas a superar e

loja e atacado de material de constru-

sonhos grandes a conquistar.

ção. Formou-se em Administração e

O que te transformou em um líder

fez MBA na Califórnia. Aos 23 anos,

reconhecido não só pelos lidera-

fundou a Casa do Serralheiro, utili-

dos, mas pela sociedade em geral?

zando as melhores práticas do gru-

O produto da liderança, a Casa do

po aliadas aos conhecimentos teó-

Serralheiro. Seria injusto falar que

ricos de gestão.

eu estou sendo reconhecido, acre-

50.24% de votos

ALEXANDRE ALVES BARBOSA DISTRIFERRO

dito que estou apenas representan-

25.57%

O que é ser líder e o que é preciso

do o corpo de gestão da empresa,

para se tornar um?

que é quem realmente é reconheci-

ÉDSON PINHEIRO JÚNIOR

Liderar é transbordar energia em al-

do neste prêmio.

24.19%

guma direção. Liderança é acelera-

Qual é o seu estilo de liderança e

ção. É uma mistura de brutalidade

por que o adota?

com sensibilidade, de ousadia e arro-

Liderança extremamente agressiva

gância com humildade. É preciso ser

e voltada para resultados financei-

do meu pai, que construiu algo tão

inconformado, inquieto, incansável e

ros. Não tenho tempo para mimimi.

grande começando com tão pouco.

apaixonado para se manter em mo-

As pessoas que precisam de amor-

O que me deixa completamente in-

vimento e tirar as pessoas constan-

tecedores psicológicos e eufemismo

dignado é o tamanho, o custo, a ine-

temente da inércia. É querer fazer o

na linguagem geralmente dão muito

ficiência e a corrupção.

melhor, sempre, em tudo.

trabalho e pouco resultado no seg-

Qual é o papel do líder nestes tem-

Qual é o papel do líder para os li-

mento de aço. Felizmente, a cultura

pos de crise de representatividade

derados e para o bom andamento

da empresa impede a entrada destes

que temos vivido?

da organização?

ou os expele como corpos estranhos.

Representar. Passar a mensagem de

O líder comunica às pessoas o valor

O que te move, o que te inspira e o

que um amanhã melhor é possível se

e o potencial delas de uma forma tão

que te indigna?

fizermos a nossa parte, manifestan-

clara e forte que elas acabam per-

O que me move são as consequên-

do nossos desejos e frustrações por

cebendo isso nelas mesmas e agem

cias do movimento, que me deixa-

meio de votos mais conscientes, mo-

completamente de acordo. O líder

ram viciado. Gosto de poder ver com

bilização popular e educação políti-

permite que os liderados se apaixo-

meus próprios olhos que faço parte

ca. O líder deve mostrar como o in-

nem pelos objetivos da empresa.

da transformação e do desenvolvi-

sucesso político ameaça o sucesso

O que torna um líder melhor? Como

mento de um Estado inteiro por meio

empresarial, a empregabilidade e a

evoluir na liderança?

do aço. O que me inspira é o exemplo

renda média das famílias.

Revista Prêmio Líder Empresarial 2017

MULTIAÇO


Revista Prêmio Líder Empresarial 2017

33


LÍDER EM MAIORES EMPRESAS DO ESPÍRITO SANTO

FABIO COSTA DA SILVA

Brasileiro

VA L E

F

34

abio Brasileiro é diretor de

resultados. Não menos importante

Operações Logísticas na Vale,

é ser transparente e demonstrar in-

cargo que assumiu em 2016.

teresse e respeito genuíno pela indi-

34.9%

É graduado em Administração pela

vidualidade de cada um.

Faesa, com MBA em Gestão Estra-

O que torna um líder melhor? Como

tégica de Negócios pela USP e es-

evoluir na liderança?

pecialização em Gestão Estratégica

Evoluir na liderança significa nunca

pelo Massachusetts Institute of Te-

perder a capacidade de aprender com

chnology (MIT). Fabio iniciou sua his-

o outro e de se comunicar de forma

tória na Vale em 1987 como estagiá-

cada vez mais eficaz e próxima com

rio do setor de Economia e Comércio

os seus liderados.

32.8%

Exterior do Porto de Tubarão e tem

O que te transformou em um líder

28 anos de experiência profissional.

reconhecido não só pelos lidera-

MARCELO STRUFALDI CASTELLI

dos, mas pela sociedade em geral?

32.3%

de votos BENJAMIN BAPTISTA FILHO ARCELORMITTAL

FIBRIA

O que é ser líder e o que é preciso

Acredito que esse reconhecimento é

para se tornar um?

fruto principalmente do trabalho dos

Ser líder é ter a habilidade de inspi-

mais de 7 mil empregados da Vale em

rar as pessoas a despertarem os seus

Tubarão, que buscam continuamente,

O que te move, o que te inspira e o

próprios talentos e capacidades e, com

no seu dia a dia, deixar um legado po-

que te indigna?

isso, incentivá-las a crescer e a evo-

sitivo não só para a empresa, mas para

O que me move são os desafios di-

luir tanto profissional quanto pessoal-

a sociedade capixaba como um todo.

ários e a possibilidade de contribuir

mente. Para isso, é importante respei-

Qual é o seu estilo de liderança e

e fazer a diferença na vida das pes-

tar, saber ouvir, ter empatia e humil-

por que o adota?

soas e da empresa. O que me inspi-

dade para aprender com o outro. Es-

Procuro imprimir um estilo de lide-

ra é poder deixar um legado posi-

sas, entre tantas outras, são algumas

rança que envolva os liderados e que

tivo, com oportunidades melhores

das habilidades que acredito serem in-

se baseia na simplicidade, na confian-

para as atuais e futuras gerações.

dispensáveis em um verdadeiro líder.

ça e na capacidade de realização de

E o que me indigna é a falta de éti-

Qual é o papel do líder para os li-

cada um. É ter um propósito e obje-

ca nas relações.

derados e para o bom andamento

tivos claros; é acreditar na capacida-

Qual é o papel do líder nestes tem-

da organização?

de criativa das pessoas, oferecendo

pos de crise de representatividade

O papel do líder para o liderado deve

condições para que elas possam se

que temos vivido?

perpassar pelo exemplo, coerência

desenvolver e se sentirem realiza-

O papel do líder é mostrar que é possí-

entre o falar e o agir, respeitar e ou-

das. Acredito que, dessa forma, tere-

vel crescer, se desenvolver, alcançar os

vir os diversos pontos de vista dos

mos pessoas mais engajadas e, con-

seus sonhos e realizar os seus objeti-

seus liderados e ajudar as pessoas

sequentemente, mais realizadas no

vos sempre de forma transparente, éti-

a alcançarem sempre os melhores

trabalho e na vida pessoal.

ca, humana, respeitosa e inspiradora.

Revista Prêmio Líder Empresarial 2017


LÍDER EM INVESTIMENTOS FINANCEIROS

FERNANDO

Cinelli

APEX

F

ernando Antonio Kulnig Cinelli

A liderança em certa medida é mo-

é cofundador e CEO da Apex

vida pelo ego e pela vaidade, por-

Partners, empresa criada em

tanto, é ser ambicioso para a causa,

2013 com a missão de se tornar o pri-

a organização e seu propósito, não

meiro banco de investimentos capi-

para si mesmo. Para evoluir é preciso

xaba. Iniciou a carreira profissional

perseguir um conjunto de valores e

aos 18 anos na construtora e incor-

propósitos temporários que perma-

poradora do pai, período em que ad-

necem constantes ao longo do tem-

quiriu experiência ao passar por di-

po, mas que sejam abertos para mu-

versos setores e aprendeu valores

danças de progresso, melhoria, ino-

muito importantes como o trabalho

vação e renovação.

duro, a frugalidade e a meritocracia.

O que te transformou em um líder reconhecido não só pelos lidera-

36

33.86% de votos

PAULO HENRIQUE CORREA

VALOR INVESTIMENTOS

O que é ser líder e o que é preciso

dos, mas pela sociedade em geral?

para se tornar um?

Apesar das minhas falhas, erros e

Ser líder é inspirar as pessoas a reali-

de estar no começo da minha jorna-

ALESSANDRO DADALTO

zarem o máximo do potencial que elas

da, esse reconhecimento se deu pela

33.06%

detêm, é conduzir por caminhos que

dedicação, disciplina e trabalho duro

não sejam tradicionais, mas que são

que tenho realizado dentro de todas

transformadores de forma positiva

iniciativas nas quais estou envolvido.

para os liderados e a sociedade como

Qual é o seu estilo de liderança e

O que me indigna é a mediocridade,

um todo. Para se tornar um, o primei-

por que o adota?

é acreditar que uma parcela consi-

ro passo é ter valores claros e sólidos,

Meu estilo de liderança é agressivo e

derável dos brasileiros se considera

buscar dar o exemplo para todos e

direto e o adoto porque acredito que

vítima e não busca romper os para-

trabalhar duro e de forma indomável.

é importante para o momento que vi-

digmas vigentes.

Qual é o papel do líder para os li-

vemos desafiar o status quo estabe-

Qual é o papel do líder nestes tem-

derados e para o bom andamento

lecido e romper barreiras postas. Por

pos de crise de representatividade

da organização?

outro lado, com o amadurecimento,

que temos vivido?

É tornar tangíveis para os liderados

tenho buscado fortemente trabalhar

O Brasil e o Espírito Santo serão

o propósito, a missão e os valores da

os pontos negativos da agressividade,

transformados pelos empreendedo-

organização para que eles, ao inter-

e esse é um trabalho em construção.

res, visionários e trabalhadores incan-

nalizarem quais são os “caminhos” e

O que te move, o que te inspira e o

sáveis, e nós não podemos nos sen-

as “regras do jogo”, possam ter liber-

que te indigna?

tir vítimas do desgoverno, mas sim

dade para trabalhar e inovar.

O que me move é uma paixão forte

nos tornar mais fortes ao focar nos

O que torna um líder melhor? Como

por servir as pessoas ao buscar ser a

clientes e entregar melhores produ-

evoluir na liderança?

minha melhor versão como liderança.

tos e serviços.

Revista Prêmio Líder Empresarial 2017

33.07% UNILETRA


Revista Prêmio Líder Empresarial 2017

37


LÍDER EM ASSOCIATIVISMO DE SUPERMERCADO

GILBERTO CARRETTA

Bastos

M U LT I S H O W

G

38

ilberto Carretta Bastos é pro-

limitações e defeitos. Dessa forma,

prietário da Oliveira e Bastos

conseguimos conquistar seus cora-

e presidente da Multishow

ções e mentes e, assim, sermos reco-

Supermercados Associados, da qual

nhecidos como uma liderança positiva.

também já foi diretor-secretário e dire-

O que torna um líder melhor? Como

tor comercial. Sua história no comér-

evoluir na liderança?

cio teve início em 1979, quando, aos

Para se tornar um líder melhor, é

13 anos, já tomava conta da quitanda

preciso coerência com os princípios

de seu pai. Posteriormente, tornou-se

e valores e compromisso com os ob-

sócio de uma mercearia e, junto com

jetivos do grupo.

os colaboradores, conseguiu transfor-

O que te transformou em um líder

má-la em um supermercado. A socie-

reconhecido não só pelos lidera-

dade teve fim, mas marcou o início de

dos, mas pela sociedade em geral?

uma nova trajetória, com uma nova

A responsabilidade pelo trabalho, a

loja, associada à Rede Multishow Su-

seriedade, o respeito e o compromis-

permercados até o dia de hoje.

so com os liderados e, principalmen-

33.47% de votos

JOÃO LUIZ DORIGUETI CENTRAL DE COMPRAS

te, com a sociedade, que é e sempre

33.27%

O que é ser líder e o que é preciso

será o foco principal.

SANTO BIAZUTTI

para se tornar um?

Qual é o seu estilo de liderança e

33.26%

Ser líder é motivar sua equipe para

por que o adota?

que ela busque a superação; é se pre-

Minha liderança busca sempre agre-

ocupar com o crescimento de todos,

gar e conciliar. É preciso empregar

procurando sempre aperfeiçoar as

mais tempo na persuasão e estímu-

adiá-las só por causa de uma man-

aptidões e virtudes de cada um. Ser

lo do que nas críticas e dificuldades.

chete negativa. A crise de confiança

líder é construir junto os princípios e

O que te move, o que te inspira e o

costuma levar os gestores ao adia-

valores que devem nortear o trabalho;

que te indigna?

mento de todo o tipo de decisão. Tam-

é ajudar aqueles que possuem dificul-

Diante de uma sociedade onde os

bém é necessário provocar o genu-

dades. Para se tornar um líder é pre-

valores têm se invertido, o que me

íno comprometimento dos colabo-

ciso viver esse processo a cada dia.

move é a ação do Espírito de Deus,

radores, algo que se conquista com

Qual é o papel do líder para os li-

e o que me inspira a ser um cidadão

pequenos gestos de otimismo que

derados e para o bom andamento

melhor é a minha família.

transmitem à equipe a certeza de

da organização?

Qual é o papel do líder nestes tem-

que “crises passam” e todos sobre-

É preciso que os liderados o vejam

pos de crise de representatividade

viverão. Por fim, o líder deve tratar

como um exemplo a ser seguido,

que temos vivido?

os problemas que realmente impor-

que sonhem em igualar-se a ele, nas

O primeiro é tomar as decisões que

tam, delegando a outras pessoas a

virtudes e aptidões, superando as

estão sob sua responsabilidade sem

resolução de questões periféricas.

Revista Prêmio Líder Empresarial 2017

REDE SHOW


Revista Prêmio Líder Empresarial 2017

39


LÍDER EM EMPRESA AMBIENTAL

GUSTAVO LOPES ALMENARA

Ribeiro

M A R C A A M B I E N TA L

G

ustavo Lopes Almenara Ri-

O que te transformou em um líder

beiro é diretor-geral da Mar-

reconhecido não só pelos lidera-

ca Ambiental. Ainda estu-

dos, mas pela sociedade em geral?

dante de Engenharia Civil fez está-

Primeiramente focar o trabalho em

gio na empresa por dois anos. For-

resultados. Além disso, a capacida-

mou-se, atuou em outras organiza-

de de inspirar os liderados a partir

ções e em 2012 retornou à Marca Am-

do exemplo. Não basta simplesmen-

biental como engenheiro, trabalhan-

te dar ordens, há que se ter empa-

do no setor de Engenharia/Operação

tia, além de outras características,

por dois anos. Em agosto de 2014,

como autenticidade, determinação

assumiu a Diretoria de Engenharia e

e empoderamento.

Operações, e em março de 2016, o

Qual é o seu estilo de liderança e

cargo de diretor-geral da empresa.

por que o adota? O estilo de liderança é movido pelo

40

O que é ser líder e o que é preciso

exemplo, baseado em valores com

para se tornar um?

foco no resultado.

É ter a capacidade de inspirar e in-

O que te move, o que te inspira e o

fluenciar os liderados a caminharem

que te indigna?

rumo a um objetivo comum. Sabe-

O que me move e inspira é atingir os

mos que existem pessoas que apre-

objetivos e metas estabelecidas, bem

sentam características natas de um

como o bem-estar e a satisfação dos

líder. Contudo, é fundamental capaci-

liderados. O que me indigna é a falta

tação contínua com o objetivo de apri-

de valores e de comprometimento.

morar e desenvolver os aspectos re-

Qual é o papel do líder nestes tem-

lacionados ao processo de liderança.

pos de crise de representatividade

Qual é o papel do líder para os li-

que temos vivido?

derados e para o bom andamento

É a capacidade, junto com os lidera-

da organização?

dos, de tornar a empresa mais efi-

Manter os liderados focados, conecta-

ciente. Não permitir que a motiva-

dos e motivados, com direcionamen-

ção seja afetada por momentos de

to claro aos objetivos da organização.

crise. É estimular os liderados, ino-

O que torna um líder melhor? Como

var, se diferenciar e assumir a cri-

evoluir na liderança?

se que estamos vivendo como um

A capacitação é necessária para a

desafio que será superado com a

evolução das diversas característi-

equipe unida, motivada e focando

cas de um líder.

em resultado.

Revista Prêmio Líder Empresarial 2017

51.71%

de votos MARCO ANTONIO VALENTE CORPUS

25.31% MARIVALDO GANZELLA CTRVV

22.98%


A competição deu lugar à colaboração.

sicoobes.com.br

Seja bem-vindo a uma nova economia.

Para uma nova economia, uma instituição financeira que já nasceu diferente. O Sicoob não busca apenas grandes transações, mas novas relações e foi criado para unir pessoas que queiram compartilhar sonhos, prosperidade e esperança. No Sicoob, você participa dos resultados e é parte de algo maior. Descubra o que o Sicoob pode fazer por você e sua empresa. O Sistema Sicoob ES é composto pelas seguintes cooperativas: Sicoob Sul-Litorâneo, Sicoob Sul, Sicoob Leste Capixaba, Sicoob Centro-Serrano, Revista Prêmio Líder Empresarial 2017 Sicoob Norte, Sicoob Sul-Serrano, Sicoob Credirochas e Sicoob Credestiva. Central de Atendimento Sicoob - 0800 642 0000 | Ouvidoria - 0800 725 0996 | Deficientes auditivos ou de fala - 0800 940 0458 www.ouvidoriasicoob.com.br.

41


LÍDER EM LABORATÓRIO DE ANÁLISES CLÍNICAS

HENRIQUE

Tommasi

TO M M A S I L A B O R ATÓ R IO

H

enrique Tommasi Neto é pre-

está propondo. Buscar de qualquer

sidente e fundador do Tom-

jeito a realização do seu objetivo.

masi Laboratório. Farmacêu-

O que te transformou em um líder

tico Químico por formação, acredita

reconhecido não só pelos lidera-

que sua liderança veio pela transpa-

dos, mas pela sociedade em geral?

rência, pela forma ética com que sem-

Pela forma ética que sempre traba-

pre trabalhou, pelo grau de responsa-

lhei, pelo modo de tratar todos, do

bilidade que sempre teve e pela forma

mais humilde ao mais importante.

como sempre tratou seus funcionários,

Isso vem da minha infância, quan-

que acabaram sendo seus liderados.

do aprendi a sentar na mesa de um pobre da mesma forma que sento na

42

34.85% de votos

O que é ser líder e o que é preciso

mesa de um rei. Não me sinto dife-

para se tornar um?

rente nem de um, nem de outro em

É ser uma pessoa simples e humilde.

momento algum.

É tratar o seu funcionário e o seu se-

Qual é o seu estilo de liderança e

melhante como se estivesse tratando

por que o adota?

você mesmo, de forma ética, amiga,

Meu estilo de liderança é muito sim-

se envolvendo profundamente com o

ples. Está baseado na busca de meus

FERNANDO PRETTI

trabalho deles. Para se tornar um líder,

sonhos. Eu sonho e saio atrás desse

31.75%

você precisa ser uma pessoa que se

sonho tentando realizá-lo. Quando

preocupa sinceramente com o outro.

não consigo realizar, acredito que ain-

Qual é o papel do líder para os li-

da posso realizá-lo um dia e, quan-

derados e para o bom andamento

do atinjo a realização de um sonho,

Qual é o papel do líder nestes tem-

da organização?

já busco logo outro para sonhar. Aca-

pos de crise de representatividade

A importância de um líder para a or-

bo contagiando as pessoas e eles re-

que temos vivido?

ganização é ter o poder de conven-

solvem me seguir também.

Eu sempre vivi em um país de crise

cer sua equipe de seus propósitos e

O que te move, o que te inspira e o

e me tornei um especialista em cri-

objetivos. Quando você faz isso de

que te indigna?

se. Então, eu esqueço a crise e busco

forma sincera e consistente, você

O que me move é uma vontade de

meus objetivos, deixando-a totalmen-

consegue seguidores. Eles acredi-

avançar sempre, o que me motiva

te de lado. Nós não precisamos de di-

tam em você, aceitam sua ética e

são meus sonhos e o que me indig-

reção de ninguém, nós somos inde-

se identificam com você.

na é a falta de responsabilidade de

pendentes, temos que esquecer esse

O que torna um líder melhor? Como

alguns, que hoje em dia se torna-

pessoal que quer escravizar a gente.

evoluir na liderança?

ram corruptos na teoria da “lei do

Todos nós sabemos o que queremos,

O que torna um líder melhor é acre-

Gerson”, querendo levar vantagem

não precisamos de ninguém nos di-

ditar nele mesmo e naquilo que ele

em tudo.

zendo o que devemos ser.

Revista Prêmio Líder Empresarial 2017

EVANDRO PRETTI

LABORATÓRIO PRETTI

33.4%

LABORATÓRIO BIOCLÍNICO


, s e r e d í l s a Para marc e t n e i d e r g um in : r a t l a f e d o não p . o s s e c u s e d lideranças r o t e r i D , i l e t o n a Tadeu Z . s o t n e m i l A z i a u Comercial da B e Moído e rrado r em Café To e íd L s ia r l. o g s cate r Empresaria e íd L Vencedor na io m rê P entos, no 17º Líder em Alim

Quando a receita é feita com estratégia, criatividade, competência na gestão e, acima de tudo, trabalho em equipe, o caminho para o sucesso é garantido. Parabéns, Tadeu Zanoteli, por estar à frente de colaboradores motivados e por levar respeito e dedicação para o dia a dia da empresa, conquistando bons resultados nos negócios. Revista Prêmio Líder Empresarial 2017

43


LÍDER EM EXPORTAÇÃO DE CAFÉ

JAIR

Coser

UNICAFÉ

J

air Coser é natural de Itagua-

profundamente sua atividade. Em

çu, economista e presidente

café, por exemplo, eu aprendi tudo:

da Unicafé Companhia de Co-

plantio, colheita, classificação e co-

mércio Exterior, que ele fundou em

mercialização, sou grande produtor.

1969. Em seus anos de atuação, a

O que te transformou em um líder

empresa vendeu mais de 80 milhões

reconhecido não só pelos lidera-

de sacas de café, um valor superior a

dos, mas pela sociedade em geral?

US$ 11 bilhões, continuando sempre

O reconhecimento de um líder em

como a maior exportadora de café de

geral é a humildade e o respeito não

Vitória. Jair Coser também foi presi-

só com os liderados, mas, principal-

dente do Centro de Comércio de Café

mente, com os concorrentes ligados

de Vitória por duas vezes; presidente

as suas atividades.

do Centro de Comércio de Café do

Qual é o seu estilo de liderança e

Rio de Janeiro; criador e presidente

por que o adota?

da Federação dos Exportadores de

A minha liderança é a grande dedi-

Café (Febec), e representante do Es-

cação a todos ligados ao setor cafe-

pírito Santo na Junta Consultiva do

eiro, como funcionários e clientes,

IBC, além de possuir inúmeras co-

o que tem me dado vários prêmios

mendas e títulos.

como exportador.

35.38% de votos

O que te move, o que te inspira e o

44

O que é ser líder e o que é preciso

que te indigna?

para se tornar um?

O que me move e me inspira é o su-

Ser líder é gostar do que faz e fa-

cesso. Sou de uma origem extrema-

zer com muita dedicação e extre-

mente simples e pobre e cheguei a

32.34%

ma correção.

maior exportador de café do Brasil

SÉRGIO NICCHIO

Qual é o papel do líder para os li-

e do mundo, com grandes amizades

32.29%

derados e para o bom andamento

e respeito de todo setor cafeeiro. O

da organização?

que me indigna são os maus concor-

É ter grande dedicação à empresa e

rentes, que se comportam de manei-

a confiança dos liderados, que preci-

ra desonesta com os produtores, im-

do Brasil, devido à grande quanti-

sam acreditar no que ele faz.

portadores e bancos.

dade de multinacionais estrangei-

O que torna um líder melhor? Como

Qual é o papel do líder nestes tem-

ras com custo financeiro próximo de

evoluir na liderança?

pos de crise de representatividade

zero. Atualmente no Brasil temos os

O que torna um líder melhor é a

que temos vivido?

juros mais elevados do mundo, atin-

confiança dos liderados, o respei-

Os tempos atuais são de grandes di-

gindo profundamente todos os ex-

to dos concorrentes e conhecer

ficuldades para o setor exportador

portadores brasileiros.

Revista Prêmio Líder Empresarial 2017

FABRÍCIO TRISTÃO OLAM

NICCHIO SOBRINHO


Revista Prêmio Líder Empresarial 2017

45


Foto: Syd Lucas

LÍDER EM REVENDA DE AUTOMÓVEIS

JOSÉ BRAZ

Neto

CVC

J

osé Braz Neto é diretor do

ser flexível, uma das habilidades es-

Grupo Lider, um dos princi-

senciais para quem lidera pessoas.

pais conglomerados do país

O que te transformou em um líder

do ramo automotivo. São 70 conces-

reconhecido não só pelos lidera-

sionárias que comercializam carros,

dos, mas pela sociedade em geral?

caminhões e motos, num total de 10

Além da qualificação profissional,

marcas, no Espírito Santo, Minas Ge-

paixão pelo negócio, disponibilidade

rais e Rio de Janeiro. Administrador,

e disposição para o trabalho, respon-

formado pela Universidade Federal

sabilidade, comprometimento com

de Juiz de Fora, José Braz Neto atua

os valores humanos, espírito de inte-

no grupo empresarial há 19 anos.

gração, respeito aos clientes e compromisso com a imagem institucio-

46

O que é ser líder e o que é preciso

nal da empresa, valores que segui-

para se tornar um?

mos à risca no Grupo Lider.

O líder é o profissional capaz de mo-

Qual é o seu estilo de liderança e

tivar a equipe e trabalhar junto com

por que o adota?

ela em prol do crescimento e desen-

Participativa. Sou um profissional de-

volvimento da empresa. Conhecimen-

terminado, capaz de motivar a equi-

to, determinação e integridade são

pe e trabalhar junto com ela em prol

algumas das características do ver-

do desenvolvimento das empresas

dadeiro líder.

que operamos.

Qual é o papel do líder para os li-

O que te move, o que te inspira e o

derados e para o bom andamento

que te indigna?

da organização?

Um exemplo na minha carreira, que

Motivar e influenciar os liderados, de

move todos os sucessores do nosso

forma ética e positiva, para que con-

grupo empresarial, é o fundador do

tribuam com entusiasmo para alcan-

Grupo Lider, o meu avô, José Braz,

MARRAL LAGE

çarem os objetivos da equipe e da

pela belíssima história de dedicação

31.62%

organização.

e devotamento ao trabalho.

O que torna um líder melhor? Como

Qual é o papel do líder nestes tem-

evoluir na liderança?

pos de crise de representatividade

Estar sempre pronto para ajudar e

que temos vivido?

confiança aos colaboradores. O im-

à disposição para ouvir o que os co-

Em períodos de crise, a comunica-

portante é manter a equipe confian-

laboradores têm a dizer. O primeiro

ção se torna ainda mais importan-

te de que é possível alcançar metas,

passo é respeitar, admitir e conviver

te. Trabalhar de forma transparen-

conquistar novos clientes e tornar-

com diferenças individuais, ou seja,

te é imprescindível para transmitir

-se uma exceção à crise.

Revista Prêmio Líder Empresarial 2017

34.99% de votos

MARCELO SARTORIO PRIME HYUNDAI

33.39%

NISSAN KOBE


O Escritório MACHADO, MAZZEI & PINHO ADVOGADOS iniciou suas atividades em maio de 1996, em Vitória/ES. Desde a sua constituição, a sociedade se dedica ao atendimento de questões jurídicas empresariais (consultoria e contencioso), atuando nas áreas de direito cível empresarial, societário, imobiliário, consumidor e trabalhista, sob a coordenação dos sócios Luciano Rodrigues Machado, Rodrigo Reis Mazzei e Bruno de Pinho e Silva. Além dessas áreas, através de novas parcerias, o escritório oferece serviços especializados em direito criminal, sob a responsabilidade do Dr. Thiago Fabres, e em direito administrativo e tributário, sob a responsabilidade do Dr. Marcelo Altoé. A MACHADO, MAZZEI & PINHO ADVOGADOS assume o compromisso de trabalhar de forma ética e com excelência profissional, buscando sempre prestar serviços jurídicos de qualidade, com competência e responsabilidade.


LÍDER EM INDÚSTRIA DE PROCESSAMENTO DE CARNES

JOSÉ CARLOS CORREA

Cardoso

COFRIL

J

48

osé Carlos Correa Cardoso é

cada dia. Esse aprendizado constan-

diretor-presidente da Cofril.

te te mostra o caminho a ser segui-

Nesse cargo, interage cotidia-

do para, assim, buscar o aprimora-

namente com as equipes de lideran-

mento dessa liderança.

ça em todas as frentes de trabalho

O que te transformou em um líder

e acompanha de perto todas as ati-

reconhecido não só pelos lidera-

vidades. Além disso, faz os acompa-

dos, mas pela sociedade em geral?

nhamentos administrativo/financei-

Sempre buscamos pautar nossas

ro, comercial e de gestão de pessoas

ações na transparência, e transmi-

com reuniões semanais com os prin-

timos isso a toda a equipe e parcei-

cipais executivos dessas áreas.

ros. Creio que, pelo exemplo, todos

35.82% de votos

ARTHUR COUTINHO FRISA

da equipe que mantêm contatos ex-

33.22%

O que é ser líder e o que é preciso

ternos também agem da mesma for-

para se tornar um?

ma e, assim, essa característica foi

EDILSON DE SIQUEIRA VAREJÃO JÚNIOR

Em primeiro lugar, entendo que o

sendo disseminada para o público

30.96%

líder precisa ser exemplo para sua

como um todo.

equipe, agir com humildade e respei-

Qual é o seu estilo de liderança e

to para que possa receber o mesmo

por que o adota?

tratamento e ver atingidos os obje-

Procuro ouvir as pessoas e suas opini-

Qual é o papel do líder nestes tem-

tivos da organização.

ões a respeito dos temas do dia a dia

pos de crise de representatividade

Qual é o papel do líder para os li-

da empresa. Por isso, adoto a lideran-

que temos vivido?

derados e para o bom andamento

ça democrática, pois a participação da

É preciso muita determinação e su-

da organização?

equipe nas decisões é fundamental.

peração para continuar motivado e

A equipe de trabalho precisa estar uni-

O que te move, o que te inspira e o

focado no desenvolvimento diante

da nos objetivos e metas, e isso deve

que te indigna?

da situação tão caótica de repre-

ser demonstrado pelo líder. Manter

A motivação é uma característica mi-

sentatividade que nosso país vive.

a união da equipe é essencial para o

nha, e os desafios me impulsionam

Nos resta torcer e esperar que nós,

sucesso no desempenho da empresa.

com determinação para buscar as so-

como povo, saibamos escolher me-

O que torna um líder melhor? Como

luções mais apropriadas a cada tema.

lhor os mandatários do país e co-

evoluir na liderança?

Minha inspiração vem da família e dos

locar no poder representantes que

A cada dia você aprende com to-

amigos e busco o amparo necessá-

estejam realmente interessados em

dos os que o cercam, é uma troca

rio na fé, exercendo minha religiosi-

solucionar os graves problemas que

de experiências e atitudes. O desen-

dade. O que mais me indigna é a fal-

enfrentamos em todos os setores,

volvimento da liderança precisa ser

sidade, porém, também com deter-

na saúde, segurança, educação e in-

constante, permanente, não dá para

minação, busco superar rapidamen-

fraestrutura. Com persistência, va-

acomodar-se, é necessário evoluir a

te as situações adversas.

mos chegar lá.

Revista Prêmio Líder Empresarial 2017

MAFRICAL


Revista Prêmio Líder Empresarial 2017

49


LÍDER NO SEGMENTO DE LOGÍSTICA

KAUMER

Chieppe

VIX LOGÍSTICA

K

35.83%

aumer Chieppe é CEO da

importante que o time se sinta rea-

VIX Logística. Graduado em

lizado nas suas funções e tenha pra-

Administração pela Faesa,

zer na execução das suas atividades.

também realizou um STC Executi-

O que torna um líder melhor? Como

vo na J.L Kellog Graduate School

evoluir na liderança?

of Management, curso em parceria

A busca incessante pelo conhecimen-

com a Fundação Dom Cabral. Iniciou

to e pelo novo deve ser uma caracte-

sua carreira na Viação Águia Branca

rística presente nas lideranças. Estar

em 1984 e trabalha na VIX Logística

sempre aberto ao aprendizado, inclu-

32.16%

desde 1998, acumulando o cargo de

sive interagindo com toda a equipe e

NILDEMAR DOS SANTOS

principal executivo (CEO) e de mem-

demais stakeholders, é fundamental

bro do Conselho de Administração.

para evoluir constantemente.

de votos

ADILSON DA SILVA SIMÕES TRANSILVA

UNILOG

32.01%

O que te transformou em um líder

50

O que é ser líder e o que é preciso

reconhecido não só pelos lidera-

para se tornar um?

dos, mas pela sociedade em geral?

O que te move, o que te inspira e o

O primeiro passo para ocupar uma

Fazer parte de uma família empreen-

que te indigna?

posição de liderança é querer ser lí-

dedora e que sempre teve como valor

A responsabilidade de estar cons-

der. É preciso ter o desejo de estar à

o respeito às pessoas, tanto colabo-

truindo a cada dia o futuro da empre-

frente de um grupo de profissionais e

radores quanto o público externo, e a

sa com a colaboração do Conselho e

querer compartilhar experiências que

valorização de relacionamentos sóli-

da minha equipe é o que me inspira.

levem ao crescimento de uma orga-

dos e duradouros foi fundamental. Es-

E o que me entristece é observar que

nização e sua perenidade e também

sas características contribuíram bas-

nosso país poderia estar mais à fren-

ao desenvolvimento da equipe. Para

tante para a função de liderança que

te, pois temos muito potencial. O in-

isso, o líder precisa estar atento às

ocupo atualmente na VIX Logística.

vestimento em educação é o motor

competências e características dos

Qual é o seu estilo de liderança e

que fará esse crescimento acontecer.

profissionais do seu time, impulsio-

por que o adota?

Qual é o papel do líder nestes tem-

nando o melhor de cada um.

Acredito que a liderança comparti-

pos de crise de representatividade

Qual é o papel do líder para os li-

lhada é o caminho para sermos mais

que temos vivido?

derados e para o bom andamento

assertivos nas entregas para os nos-

O líder deve estar comprometido com

da organização?

sos clientes. Valorizo muito as con-

a ética nas relações e nos negócios e

Contribuir para que toda a equipe

tribuições que a equipe pode ofere-

também com o respeito à vida e às

se desenvolva, evolua nas suas ap-

cer para aprimorar a operação e tam-

pessoas. Acredito que se investir-

tidões e tenha um bom ambiente de

bém para o desenho de novos pro-

mos nesses valores nos nossos re-

trabalho, com um clima que favore-

jetos. Porém, em algumas situações,

lacionamentos profissionais e pes-

ça a produtividade, a colaboração e

um bom líder também deve ser mais

soais, teremos mudanças muito po-

a integração. Além disso, também é

enfático nas suas proposições.

sitivas no nosso país.

Revista Prêmio Líder Empresarial 2017


Revista Prêmio Líder Empresarial 2017

51


LÍDER EM NUTRIÇÃO ANIMAL

LAERT

Malini

N U T R I AV E

N

52

35.65%

atural de Santa Teresa, Laert

em equipe para que juntos possam al-

Malini é diretor-geral da Nu-

cançar os objetivos da organização.

triave. A empresa é líder no

Um líder em evolução é um líder que

Espírito Santo e está presente em to-

se aprofunda na vivência de sua em-

das as regiões do Brasil. Fundada em

presa, que zela por ela e a conhece

1991, conta com mais de 600 fun-

bem, fundamentalmente a partir das

cionários, é referência em qualida-

pessoas e relacionamentos, que são a

de e está entre as melhores do Bra-

engrenagem principal da organização.

sil em seu segmento.

O que te transformou em um líder

ARNO POTRATV

reconhecido não só pelos lidera-

32.16%

de votos

VOLKMAR BERGER

NUTRIVITA NUTRIMENTOS VITÓRIA

32.18%

COOPEAVI

O que é ser líder e o que é preciso

dos, mas pela sociedade em geral?

para se tornar um?

Sempre procurei valorizar as pesso-

Ser líder é inspirar os liderados a se

as. Cada uma delas tem um papel

movimentarem em algum sentido em

fundamental na minha vida, e a va-

objetivando entregar com qualida-

busca de um determinado resultado.

lorização delas é fundamental para

de o que produzimos.

A liderança é uma habilidade de atrair,

meu crescimento. Dentro da organi-

O que te move, o que te inspira e o

desenvolver, motivar e reter pessoas

zação, isso se reflete da mesma for-

que te indigna?

com seus talentos em uma equipe

ma, sendo a valorização das pessoas

Sempre gostei de estar ao lado de

com o mesmo objetivo. Para isso, se

requisito fundamental e número um

pessoas positivas, íntegras e hones-

faz necessário possuir características

da nossa cultura. É através da valo-

tas. São estas que nos trazem bons

de personalidade e de competência.

rização do colaborador, da autono-

aprendizados, nos agregam, motivam

Qual é o papel do líder para os li-

mia e das oportunidades dadas para

e inspiram a sermos pessoas e líde-

derados e para o bom andamento

desenvolverem suas ideias e habili-

res melhores sempre. Me indigno com

da organização?

dades que conseguimos um traba-

pessoas pessimistas, que não apro-

Para o bom andamento da organiza-

lho cada vez melhor e, consequen-

veitam as oportunidades que apare-

ção, o líder precisa ser exemplo, tra-

temente, sermos líderes no Espírito

cem e vivem reclamando da sorte.

balhando com transparência, dedica-

Santo e reconhecidos no Brasil.

Qual é o papel do líder nestes tem-

ção, ética e estimulando seus lidera-

Qual é o seu estilo de liderança e

pos de crise de representatividade

dos a assumirem com dedicação as

por que o adota?

que temos vivido?

demandas a eles delegadas, sempre

Busco ser um líder que ouve e dia-

Estamos vivendo um período de crise

os direcionando em função dos obje-

loga bastante com os liderados para

política em que, mais do que nunca,

tivos que os unem como organização.

conhecer as suas reais necessida-

liderar é preciso. Além da probidade

O que torna um líder melhor? Como

des com uma visão holística, enxer-

imanente ao exercício de uma autên-

evoluir na liderança?

gando soluções que estejam den-

tica liderança, liderar nos dias atuais

O líder precisa conhecer seus lidera-

tro da própria instituição. Busco

exige ainda grande dose de ousadia,

dos, confiar no seu trabalho e evoluir

investir em pessoas e processos,

criatividade e determinação.

Revista Prêmio Líder Empresarial 2017


o s s o n o d a it e c e r A sucesso é usar sempre a mesma receita.

Quem faz as delícias da sua mesa também não sai da sua memória. É por isso que a Farinha de Trigo Regina está sempre presente na vida dos capixabas.

Revista Prêmio Líder Empresarial 2017

53


LÍDER EM ESCRITÓRIO DE ADVOCACIA

LUCIANO

Machado

MACHADO, MAZZEI E PINHO

L

uciano Rodrigues Machado é

O que torna um líder melhor é nun-

advogado, mestre na área de

ca se acomodar. O líder deve estar

Direito e Economia pela Uni-

constantemente aprendendo e ensi-

versidade Gama Filho, conselheiro

nando e ter sempre a mente aberta a

federal da Ordem dos Advogados

novas ideias e possibilidades.

do Brasil pela OAB-ES, membro do

O que te transformou em um líder

Conselho de Administração do Ins-

reconhecido não só pelos lidera-

tituto Brasileiro de Executivos de Fi-

dos, mas pela sociedade em geral?

nanças (Ibef-ES), professor de Direi-

Desde 1985 na advocacia, sempre

to (licenciado), membro da Comissão

atuei com absoluta ética, responsa-

Nacional de Sociedade de Advoga-

bilidade e comprometimento profis-

dos da OAB e da Comissão Nacional

sional. São anos de intenso compro-

de Direito Ambiental da OAB e sócio

misso com clientes e colaboradores,

da Machado, Mazzei e Pinho Advo-

que acredito terem refletido no meu

gados Associados.

reconhecimento como líder no segmento de advocacia.

54

34.03% de votos

O que é ser líder e o que é preciso

Qual é o seu estilo de liderança e

para se tornar um?

por que o adota?

Liderança é sinônimo de relaciona-

Minha liderança é baseada na comu-

mento e gestão. Ser líder é estar pre-

nicação. Gosto de encorajar a partici-

sente e próximo aos liderados, é ser

pação dos envolvidos nas tomadas de

incentivador, passar confiança, dele-

decisões, utilizando o talento que cada

gar funções, cobrar e reconhecer re-

um tem a oferecer. Além disso, gos-

sultados. Para ser líder, a pessoa deve

to de dar retorno quanto ao desem-

manter um relacionamento profissio-

penho de cada um em sua atividade,

nal saudável com seus colaborado-

de forma a sempre estimular a me-

res, exigindo o melhor de cada um e

lhora e o crescimento profissional da

Qual é o papel do líder nestes tem-

reconhecendo os méritos.

minha equipe. Acredito que a comuni-

pos de crise de representatividade

Qual é o papel do líder para os li-

cação é essencial ao desenvolvimen-

que temos vivido?

derados e para o bom andamento

to e ao aprimoramento do negócio.

É papel do líder, nestes tempos de cri-

da organização?

O que te move, o que te inspira e o

se de representatividade, ser exem-

O papel do líder é dar exemplo de ex-

que te indigna?

plo de ética e responsabilidade, trans-

celência, inspirar e passar confiança

Minha família me move. Os desafios

mitindo os princípios e valores mo-

aos seus colaboradores.

da profissão me inspiram. A crise mo-

rais em que acredita e contribuin-

O que torna um líder melhor? Como

ral e a falta de valores da política bra-

do para formação de novos líderes

evoluir na liderança?

sileira me indignam.

e representantes.

Revista Prêmio Líder Empresarial 2017

MARCIO BROTTO DE BARROS BERGI ADVOGADOS

33.13%

GLECINEI DE OLIVEIRA BRITO BRITO ADVOGADOS E ASSOCIADOS

32.84%


VIX

LOGÍSTICA PARA OS BRASILEIROS

A VIX Logística opera em todo o Brasil com soluções inovadoras e com foco no resultado para o cliente. Onde tem VIX Logística tem eeciência e produtividade.

FRETAMENTO • LOCAÇÃO E GESTÃO DE FROTA • TRANSPORTE E MOVIMENTAÇÃO DE PRODUTOS • ARMAZENAGEM • OPERAÇÕES PORTUÁRIAS • LOGÍSTICA AUTOMOTIVA

vixlogistica.com.br

Revista Prêmio Líder Empresarial 2017

55


LÍDER EM SINDICATOS PATRONAIS

LUCIO DALLA

Bernardina SINDIFER

L

úcio Dalla Bernardina é casado

Aqui as características dadas por Ma-

e pai de quatro filhos. Atua há

quiavel evoluem para qualificação e

pelo menos 35 anos no meio

experiência, que são capazes de fa-

sindical e é o principal acionista e dire-

zer com que o líder esteja em evo-

tor-superintendente da Metalosa, em-

lução o tempo inteiro. A capacita-

presa localizada em Colatina que pro-

ção deve ser constante, porque es-

duz equipamentos que utilizam aço na

tamos em um tempo em que tudo

sua matéria-prima e atendem, espe-

muda rapidamente..

cialmente, ao setor da construção civil.

O que te transformou em um líder reconhecido não só pelos lidera-

56

34.39% de votos

O que é ser líder e o que é preciso

dos, mas pela sociedade em geral?

para se tornar um?

Não me considero um líder, mas colo-

Acredito que um líder seja um sujeito

co em prática as características que

virtuoso. De acordo com Maquiavel,

citei nas perguntas anteriores, e isso

34.03%

em “O Príncipe”, a virtude é o con-

talvez tenha feito com que as pesso-

junto de competências que servem

as me reconhecessem como um líder.

GILMAR GUANANDY RÉGIO

ao príncipe para se relacionar com a

Qual é o seu estilo de liderança e

31.58%

sorte, isto é, com os eventos exter-

por que o adota?

nos. A virtude é uma união de ener-

Uma das qualidades que tenho é que

gia e inteligência. O príncipe deve

ajo com responsabilidade. Ouço mui-

ser inteligente, mas também eficaz

to, falo o suficiente, procuro agir nos

os falsos líderes, principalmente na

e enérgico. A sorte é uma represen-

momentos mais adequados e busco

área do associativismo, ou seja, indi-

tação da oportunidade. Então, estar

agregar ideias. Todo líder deve ter

víduos que só almejam autopromo-

bem preparado para aproveitar cada

determinação, obstinação e paciên-

ção e ascensão social.

oportunidade é o que diferencia um

cia. Esse é o meu estilo de liderança,

Qual é o papel do líder nestes tem-

líder de um chefe.

e eu o adoto porque tem dado certo

pos de crise de representatividade

Qual é o papel do líder para os li-

para mim, tanto no ramo empresa-

que temos vivido?

derados e para o bom andamento

rial quanto no associativismo.

O papel do líder hoje é moral, antes

da organização?

O que te move, o que te inspira e o

de tudo. As pessoas admiram um lí-

O principal papel do líder é fazer com

que te indigna?

der pela postura dele ante as adver-

que a organização funcione apesar

O que me move é procurar estar à

sidades, pelo relacionamento com os

dele ou independentemente dele. Um

frente pela diminuição do controle

seus comandados e com os seus pa-

líder nato não pode ter receio de de-

do Estado sobre o indivíduo. O que

res. Quando as pessoas veem no líder

legar funções e cobrar resultados.

me inspira é deixar um grande lega-

a imagem do que elas imaginam que

O que torna um líder melhor? Como

do para os meus descendentes e a

seriam caso alçassem aquela posição,

evoluir na liderança?

sociedade. E o que me indigna são

aí elas passam a admirá-lo.

Revista Prêmio Líder Empresarial 2017

LUIZ CARLOS AZEVEDO DE ALMEIDA SINDIPÃES

SINDIPLAST


LÍDER EM INDÚSTRIA MOVELEIRA

LUIZ

Rigoni

MÓVEIS RIMO

L

uiz Rigoni é diretor-presiden-

muito valiosa, e, após conquistá-la,

te da Móveis Rimo, que con-

a responsabilidade aumenta ainda

ta com 400 colaboradores e

mais. E com tantos reveses no nos-

produz móveis inovadores com qua-

so mundo, onde frustações acon-

lidade e preços competitivos, ven-

tecem diariamente, é preciso mui-

didos para todo o Brasil e também

ta sabedoria.

exterior. Luiz começou a trabalhar

O que te transformou em um líder

desde muito pequeno como ajudan-

reconhecido não só pelos lidera-

te de marcenaria. Com o tempo, pas-

dos, mas pela sociedade em geral?

sou a dirigir parte da empresa com

Uma trajetória de bons trabalhos na

os irmãos, até que, em 1989, fundou

empresa, que tem produtos e susten-

a Rimo, uma das poucas indústrias

tação do padrão da marca com a ver-

com ISO integrada 9.001/14.001.

dade sempre. Os trabalhos sociais são de fundamental importância, desde

58

O que é ser líder e o que é preciso

as associações setoriais empresariais

para se tornar um?

até as atividades comunitárias, sem-

Ser um líder deve ser uma conquista

pre doando um pouco mais.

que você consegue ao longo do tem-

Qual é o seu estilo de liderança e

po, fazendo tudo ao seu redor den-

por que o adota?

tro de princípios de responsabilida-

Uma liderança simples, mas foca-

de, ou seja, uma conquista natural.

da, objetiva e muito clara.

Qual é o papel do líder para os li-

O que te move, o que te inspira e o

derados e para o bom andamento

que te indigna?

da organização?

O que me move é fazer mais, criar

O líder deve ser um ator dentro da

coisas possíveis e inovadoras, co-

organização com quem as pessoas

nhecer o novo e minha família. Mi-

33.88%

trabalhem com tranquilidade, ge-

nha indignação é acreditar em pes-

JOSÉ EVANDRO PINTO

rando resultados para todos e tam-

soas e me frustrar, principalmente

bém que atenda aos parceiros que

na política e na justiça.

se envolvem com a empresa.

Qual é o papel do líder nestes tem-

O que torna um líder melhor? Como

pos de crise de representativida-

evoluir na liderança?

de que temos vivido?

Usar o mesmo padrão para aten-

Tentar passar tranquilidade para os

der a todos, não deixando insatis-

demais, principalmente aos que re-

fação nas equipes com alta quali-

presenta ou com quem convive de

dade. Liderança é uma conquista

forma próxima.

Revista Prêmio Líder Empresarial 2017

33.99% de votos

MIGUEL FERNANDO BASSINI DANÚBIO

ITATIAIA

32.13%


Revista Prêmio Líder Empresarial 2017

59


LÍDER EM PLANO DE SAÚDE

MÁRCIO

Almeida

UNIMED VITÓRIA

M

árcio de Oliveira Almeida é

Liderar é ser participativo e interagir

casado, brasileiro, nascido

no dia a dia da organização. É atuar

em Vitória. É ginecologista

como um grande administrador de

e obstetra formado pela Emescam,

pessoas. Uma liderança deve ser ca-

com residência pela Ufes, mestra-

paz de criar condições para poten-

do em Obstetrícia pela Escola Pau-

cializar a performance e compreen-

lista de Medicina e MBA em Gestão

der as particularidades que acom-

de Saúde pela FGV. Já atuou como

panham cada ser humano.

diretor e diretor-presidente da Uni-

O que torna um líder melhor? Como

med Vitória; conselheiro de Admi-

evoluir na liderança?

nistração da Unimed Seguros; pre-

Escolher bem a equipe de trabalho é

sidente do Conselho e conselheiro

fundamental. Há dois tipos de líde-

de Administração da Unimed Fede-

res: o intuitivo e o estratégico. Acre-

32.64%

ração; conselheiro de Administra-

dito que não deva prevalecer nem um,

ção, Técnico e Operacional da Central

nem outro. O bom líder deve ter como

WALTER LUIZ DALLA BERNARDINA

Nacional Unimed, e também como

base de sua atuação o planejamento,

31.62%

professor de Ginecologia e Obste-

mesclado com a intuição.

trícia da Emescam.

O que te transformou em um líder

35.74% de votos

MÁRCIO MACIEL SAMP

SÃO BERNARDO SAÚDE

reconhecido não só pelos lidera-

60

O que é ser líder e o que é preciso

dos, mas pela sociedade em geral?

O que te move, o que te inspira e o

para se tornar um?

Tenho uma trajetória longa e de cres-

que te deixa indignado?

Algumas características devem

cimento na cooperativa, passei por di-

Move-me a quantidade de famílias

acompanhar um líder: conhecimen-

versas áreas, conheço as pessoas pelo

que dependem da gente: são, apro-

to sobre a instituição, domínio dos as-

nome. Acreditamos nos profissionais

ximadamente, 2.500 famílias, assim

suntos aos quais está ligado e ser um

que hoje atuam na cooperativa, dando

como outros 2.500 cooperados, que,

exemplo para sua equipe. Deve tra-

oportunidade para que cresçam jun-

da mesma forma, dependem do nos-

balhar de forma integrada com sua

to. Também sou simples. Mas não faço

so sucesso. Isso me motiva muito. A

equipe, entender do negócio e se fa-

isso para inglês ver. Sou assim mesmo.

Unimed Vitória é muito importante

zer presente para conquistar o res-

Qual é o seu estilo de liderança e

para a sociedade. Estamos cuidando

peito dos profissionais com os quais

por que o adota?

da saúde de mais de 300 mil pesso-

atua. Tem que chegar cedo e sair tar-

Acho que sou 60% ortodoxo e 40%

as. Essa é uma responsabilidade gi-

de. Tem que liderar pelo exemplo, pois

intuitivo. No entanto, sou um líder in-

gantesca. O que me inspira é o tra-

não se lidera pela boca.

tuitivo organizado. Visualizo o cená-

balho. Arregaço a manga em qual-

Qual o papel do líder para os li-

rio, avalio o que está acontecendo e

quer lugar. Do ponto de vista pesso-

derados e para o bom andamento

ouço muito. Ou seja, a minha intui-

al, o que me deixa indignado é o que

da organização?

ção é mais embasada.

está acontecendo no país.

Revista Prêmio Líder Empresarial 2017


Revista Prêmio Líder Empresarial 2017

61


LÍDER EM FEDERAÇÕES PATRONAIS

MARCOS

Guerra

FINDES

M

arcos Guerra é industrial

O que torna um líder melhor? Como

desde 1978, casado, pai de

evoluir na liderança?

dois filhos e morador de

Ser confiável e acessível. Essas são

Colatina. Iniciou sua carreira em-

duas características fundamentais

preendedora aos 19 anos, tornan-

para o sucesso de um líder. Quando o

do-se diretor-presidente do Grupo

liderado confia em alguém, se dispõe

Guermar e um dos fundadores do

a contribuir para sua gestão, doando

Sindicato da Indústria do Vestuário

tempo e ideias. É bom lembrar que o

de Colatina (Sinvesco). Atua junto à

bom líder não pode ter medo de di-

Federação das Indústrias do Estado

zer “não”, mas, com diálogo sincero,

do Espírito Santo (Findes) há mais de

deve alertar sobre a viabilidade das

duas décadas. É presidente da enti-

ações e construir caminhos que pos-

dade desde 2011, tendo sido reeleito

sibilitem o atendimento das deman-

ao cargo por unanimidade em 2014,

das apresentadas. Isso aperfeiçoa o

ficando à frente da Federação até

relacionamento e estimula o surgi-

2017. Em 2015, foi empossado tam-

mento de projetos cada vez melhores.

33.21%

bém como presidente do Conselho

O que te transformou em um líder

Deliberativo do Sebrae no Espírito

reconhecido não só pelos lidera-

JERSON ANTONIO PÍCOLI

Santo (2015-2018).

dos, mas pela sociedade em geral?

30.81%

35.98% de votos

JOSÉ LINO SEPULCRI FECOMERCIO

FETRANSPORTES

Nunca tive a pretensão de ser pre-

62

O que é ser líder? O que é preciso

sidente de sindicato, presidente da

para se tornar um?

Findes, senador ou qualquer título

O bom líder precisa saber ouvir. Por

semelhante. Essas coisas acontece-

em Colatina, Vitória, no Brasil e no

meio do diálogo podemos conhecer

ram naturalmente na minha vida, por-

mundo. Confesso que não costumo

as reais necessidades dos liderados

que o que sempre fiz foi trabalhar ao

me inspirar em um nome, mas busco

e, com visão holística, enxergar so-

máximo para resolver os problemas

bons exemplos todos os dias ao meu

luções que estejam dentro da pró-

que enxergava na minha cidade, no

redor. É na conversa com a costurei-

pria instituição. Acho muito impor-

meu setor, no meu Estado e no meu

ra do chão de fábrica, na palestra de

tante também que o líder saiba pla-

país. Superamos desafios diariamen-

um ministro, na troca de experiências

nejar ações executáveis dentro da

te, então o maior desafio é sempre

com um presidente de Federação de

realidade da instituição, construindo

nos prepararmos para o que ainda

outro Estado. Estou sempre ouvin-

o futuro com pés no chão. É preciso

está por vir.

do atento, aprendendo com a histó-

estar perto, acompanhar processos

O que te move e o que te inspira?

ria de vida das pessoas, e replicando

e observar detalhes. Somando pe-

Aprendi muito com todas as pessoas

o que absorvi na minha empresa, na

quenas melhorias, podemos alcan-

com quem convivi, não apenas com as

minha casa ou nas instituições onde

çar grandes resultados.

lideranças que encontrei ou conheço

atuo voluntariamente.

Revista Prêmio Líder Empresarial 2017


Revista Prêmio Líder Empresarial 2017

63


LÍDER EM HOSPITAIS

OSCAR ALVIM

de Souza

H O S P I TA L S A N TA R I TA

O

scar Alvim de Souza é dire-

tenham a confiança de seguir os seus

tor-geral da Afecc – Hos-

direcionamentos.

pital Santa Rita de Cássia

O que torna um líder melhor? Como

(HSRC) desde 2003, quando assu-

evoluir na liderança?

miu o cargo a convite do Conselho

Minhas formações acadêmicas e tra-

de Administração. É formado em

jetória profissional naturalmente me

Administração e Psicanálise Clíni-

conduziram a isso. Até mesmo para

ca, com pós-graduações em Mar-

conhecer-me melhor, e para compre-

keting e Tecnologia da Informação

ender as pessoas, estudei Psicanáli-

e em Administração de Serviços de

se. Recursos humanos estão presen-

Saúde. Em sua gestão, o HSRC foi

tes em qualquer organização, e co-

inteiramente reestruturado no pon-

nhecer essa área faz toda diferença

to de vista organizacional, adminis-

para o sucesso.

33.33%

trativo, operacional e estratégico e,

O que te transformou em um líder

atualmente, a instituição apresenta-

reconhecido não só pelos lidera-

REMEGILDO GAVA MILANEZ

-se como o maior complexo oncoló-

dos, mas pela sociedade em geral?

33.19%

gico do Espírito Santo.

Suponho que pela visibilidade de atu-

33.48% de votos

JOSÉ ALDIR DE ALMEIDA VITÓRIA APART HOSPITAL

HOSPITAL METROPOLITANO

ação tanto na área siderúrgica quanto

64

O que é ser líder e o que é preciso

na hospitalar, além do relacionamento

para se tornar um?

interpessoal com participação social,

atendimento de qualidade ao paciente

É ter simplicidade, aprimorar-se e ter

que proporcionou alguma populari-

oncológico, uma causa muito nobre.

disposição para aprender e ensinar,

dade de meu nome na comunidade.

O que me indigna é reconhecer que

seja em qualquer área do conheci-

Qual é o seu estilo de liderança e

o SUS, muito bem concebido, torna-

mento ou idade. Com 73 anos, credito

por que o adota?

-se utópico considerando que os re-

minha experiência às inúmeras opor-

Eu apregoo que o exemplo vale mais do

cursos financeiros destinados a sua

tunidades que tive e respeito a experi-

que qualquer discurso e que a experi-

operacionalização não são suficien-

ência dos mais jovens que tenham sa-

ência deve ser medida pelas oportuni-

tes para atender o piso constitucional.

bido aproveitar suas oportunidades.

dades, e não pelo tempo, daí acredito

Qual é o papel do líder nestes tem-

Qual é o papel do líder para os li-

tanto nos jovens. A minha dedicação

pos de crise de representatividade

derados e para o bom andamento

intensa e a disponibilidade para estar

que temos vivido?

da organização?

sempre participando de todos os pro-

É preciso muita serenidade, cadên-

É conduzir o barco e mostrar que,

cessos, presumo, fazem a diferença.

cia e ética para encarar essa situa-

mesmo com risco de afundar, você

O que te move, o que te inspira e o

ção tão conturbada vivenciada pelo

está dentro dele, junto com os de-

que te indigna?

país, buscando identificar as variá-

mais. Além disso, é ter bagagem

Me inspira poder contribuir para o

veis controláveis que estão dentro

necessária para que os liderados

cumprimento da missão da Afecc no

de suas prerrogativas de ação.

Revista Prêmio Líder Empresarial 2017


Revista Prêmio Líder Empresarial 2017

65


PABLO FERRAÇO

Andreão

Foto: Rafa Von Zuben

LÍDER EM INFRAESTRUTURA

CESAN

P

ablo Ferraço Andreão é dire-

para as pessoas trabalharem, os ob-

tor-presidente da Companhia

jetivos não serão alcançados. O pa-

Espírito-Santense de Sanea-

pel do líder é prover essa liberdade,

mento (Cesan) desde setembro de

para as pessoas também exercitarem

2015. Trabalha com saneamento des-

a liderança, ousarem e inovarem, mas

de 2001, e é engenheiro civil graduado

com responsabilidade. O líder deve

pela Ufes, pós-graduado e com MBA

apontar os rumos e, ao mesmo tem-

em Gestão Empresarial pela FGV e

po, se influenciar por sua equipe e re-

com pós-MBA em Inteligência Empre-

conhecer que, muitas vezes, sua opi-

sarial também pela FGV. É represen-

nião e escolha não são as melhores.

tante da Cesan na Associação Brasi-

O que torna um líder melhor? Como

33.43%

leira de Empresas Estaduais de Sanea-

evoluir na liderança?

mento, integrante do Comitê Hídrico

Ele precisa aprender muito com os

CARLOS ALBERTO ANDRADE PINTO

do Governo do Estado e membro do

erros e acertos. É natural que ocor-

32.16%

Conselho de Administração da Cesan.

ram escolhas e decisões que não são

34.41% de votos

JOSÉ CARLOS CASSANIGA ECO 101

HIDREMEC

as melhores, mas, ao fazê-las, o líder

66

O que é ser líder e o que é preciso

precisa refletir, aprender, trocar ex-

para se tornar um?

periências com a equipe, estar aber-

lidade. Com isso, a vida empresarial

Todo processo de liderança tem uma

to ao feedback e promover o cons-

fica dinâmica, em ebulição e cons-

grande influência do ambiente em

tante aprendizado.

tante evolução.

que você está, do cenário que você

O que te transformou em um líder

O que te move, o que te inspira e o

vive e do estágio em que se encon-

reconhecido não só pelos lidera-

que te indigna?

tram as pessoas e a empresa. O líder

dos, mas pela sociedade em geral?

O que me move são os desafios. O

precisa identificar as oportunidades

A primeira coisa que um líder preci-

que me impulsiona para os desafios

e as ameaças e conseguir desenvol-

sa ter é alinhamento e convergência

são os meus valores. O que me in-

ver, sempre junto com a equipe, as

entre a forma como ele se posiciona

digna é as pessoas pensarem muito

estratégias para alcançar os objeti-

e o que ele pratica, entre o que fala

mais no individual do que no coletivo.

vos que a empresa almeja.

e o que faz. E o principal nesse as-

Qual é o papel do líder nestes tem-

Qual é o papel do líder para os li-

pecto é possuir valores éticos e mo-

pos de crise de representatividade

derados e para o bom andamento

rais que disciplinem a relação com

que temos vivido?

da organização?

o cliente, a sociedade e a equipe. É

Mostrar que os objetivos pessoais se-

O líder precisa, obviamente, exercer

isso o que faz você ser reconhecido.

rão alcançados através do alcance dos

o seu papel de liderança com liber-

Qual é o seu estilo de liderança e

objetivos coletivos. Precisamos esco-

dade e responsabilidade. Se você não

por que o adota?

lher e construir o futuro juntos, porque

conseguir construir uma equipe de

Gosto de dar liberdade para as pes-

se olharmos somente para nós mes-

alto desempenho, nem der liberdade

soas criarem, mas com responsabi-

mos, não vamos sair dessa.

Revista Prêmio Líder Empresarial 2017


Revista Prêmio Líder Empresarial 2017

67


LÍDER EM SHOPPING CENTER

RAPHAEL

Brotto

SHOPPING VITÓRIA

R

aphael Brotto é diretor-geral

O que torna um líder melhor? Como

do Shopping Vitória. Forma-

evoluir na liderança?

do em Administração, com

Para exercer a liderança tomo como

MBA em Gestão Comercial pela FGV

exemplo as boas práticas que vejo no

e pós-graduação em Gestão em Sho-

mercado. E ser líder é ter esse com-

pping Centers pelo Insper/SP, está

prometimento de se aplicar aos estu-

no Shopping Vitoria desde 2003. Em

dos para estar sempre por dentro do

2011 chegou à Superintendência e re-

negócio e ter a capacidade de inovar

centemente tornou-se diretor-geral.

tanto do ponto de vista empresarial quanto também humano. Acredito

68

35.84% de votos

DANIEL FREITAS

SHOPPING VILA VELHA

O que é ser líder e o que é preciso

que a evolução ocorra em virtude do

32.63%

para se tornar um?

acúmulo de experiências, como tam-

Ser líder é ter a disciplina de sempre

bém da busca constante de referên-

LEONARDO SÁ CAVALCANTI

buscar a inovação e o equilíbrio e ter

cias positivas no mercado.

31.53%

energia e conhecimento para motivar

O que te transformou em um líder

pessoas. Um dos pilares da lideran-

reconhecido não só pelos lidera-

ça é saber ouvir e, sobretudo, acre-

dos, mas pela sociedade em geral?

ditar que o seu primeiro cliente é o

Acredito que esse reconhecimen-

dedicação e aplicação no que se faz,

seu público interno. São os colabo-

to está atrelado aos bons resulta-

independentemente se você é che-

radores que atuam dentro da missão

dos obtidos pelo Shopping Vitória ao

fe ou subordinado.

da empresa e fazem dela uma mar-

longo dos últimos anos. Desenvolve-

Qual é o papel do líder nestes tem-

ca admirada pelo consumidor final.

mos um trabalho focado em equipe

pos de crise de representatividade

Qual é o papel do líder para os li-

para oferecer aos clientes a melhor

que temos vivido?

derados e para o bom andamento

experiência de compras, lazer e en-

Esta não é a primeira crise nem será a

da organização?

tretenimento. A sociedade reconhe-

última, infelizmente. Por isso, o prin-

É preciso ter a clareza de que a lide-

ce esse esforço.

cipal desafio do líder é preparar a em-

rança colaborativa, ou seja, aberta

O que te move, o que te inspira e o

presa para todos os cenários, inves-

para feedbacks, discussões de ideias

que te indigna?

tir em bases sólidas que permitam

e elaboração de metas compartilha-

Sou muito ligado a minha família e

atravessar períodos de bonança ou

das, traz um ganho maior em termos

amigos. Me preocupo sempre em me

de recessão e pautar ações que resul-

de produtividade e assertividade. A

dividir entre trabalho e lazer tentan-

tem na criação de medidas compatí-

gestão vertical, com pouco diálogo

do arrumar um equilíbrio para que

veis com o momento, que garantam

e diretiva, não é envolvente e pouco

minha esposa, Flávia, e meu filho,

a solidez da empresa e, sobretudo,

contribui para que o colaborador vis-

Lucas, recebam a atenção de que

que a mantenha em nível de cresci-

ta a camisa e ajude os líderes a atin-

precisam. Já o que me indigna no

mento em imagem, valores humanos,

girem os objetivos da empresa.

ambiente de trabalho é a falta de

corporativos e, inclusive financeiro.

Revista Prêmio Líder Empresarial 2017

SHOPPING PRAIA DA COSTA


Revista Prêmio Líder Empresarial 2017

69


LÍDER EM CONSTRUÇÃO CIVIL

RODRIGO BARBOSA

Gomes

GRAND CONSTRUTORA

R

odrigo Barbosa Gomes

O que te transformou em um líder

é diretor-presidente da

reconhecido não só pelos lidera-

Grand Construtora e eco-

dos, mas pela sociedade em geral?

nomista formado pela Ufes. Atua

Nestes três últimos anos, em parti-

no ramo da construção civil há 20

cular, acredito que o grande peso es-

anos e está há quatro à frente da

teja no fato de eu sempre acreditar

Grand Construtora.

na recuperação do nosso país. Continuo trabalhando, lançando, divul-

70

O que é ser líder e o que é preciso

gando e entregando empreendimen-

para se tornar um?

tos mesmo neste quadro negativo de

Ser líder exige um conjunto de ações:

nossa economia e política. E isso só é

sua crença, equilíbrio, clareza, frie-

possível com muito equilíbrio e boas

za etc. Mas o grande destaque de

pessoas a sua volta.

um líder é sua capacidade de con-

O que te move, o que te inspira e o

vencimento de toda equipe dos seus

que te indigna?

objetivos e suas metas. Afinal, sozi-

O que me move é a constante busca

nhos não somos nada.

do novo, do diferente. A grande maio-

Qual é o papel do líder para os li-

ria das pessoas, quase na sua totali-

derados e para o bom andamento

dade, veem no lucro financeiro o úni-

da organização?

co resultado positivo do seu traba-

17.31%

O principal papel do líder é o con-

lho. Desconhecem, no entanto, o “lu-

VALTAIR TOREZANI

vencimento de toda equipe de suas

cro emocional” que obtemos quan-

14.87%

metas. Feito isso, e com uma boa

do sonhamos, acreditamos e execu-

equipe, o líder nada mais é do que

tamos um novo, e este novo é ad-

o ponto de equilíbrio de uma insti-

mirado e reconhecido publicamen-

tuição. Na verdade, nem vejo meus

te. O que me indigna é estarmos em

grau de intensidade e expressivida-

colegas como liderados. Afinal, cria-

2017 e ainda termos o poder públi-

de. Portanto, assim como as outras,

mos juntos, eles executam e discu-

co, mesmo inchado, não caminhan-

esta crise também vai passar. O que

timos o resultado.

do ao lado da produção, seja ela in-

fizemos dentro da empresa? Diante

O que torna um líder melhor? Como

dustrial ou agrícola, a verdadeira ge-

do esfriamento da economia e con-

evoluir na liderança?

radora de riquezas.

sequente sobra de tempo de toda a

O que acredito ser bom para um lí-

Qual é o papel do líder nestes tem-

equipe, passamos a trabalhar o redi-

der são, principalmente, o respeito

pos de crise de representatividade

mensionamento da empresa e a me-

pelo próximo e a verdadeira crença

que temos vivido?

lhoria das normatizações, tornando-

da importância de todos, sem exce-

A crise de representatividade é secu-

-nos mais eficazes e prontos para o

ção, dentro de uma empresa.

lar. O que difere esta das demais é o

certeiro reaquecimento da economia.

Revista Prêmio Líder Empresarial 2017

67.82% de votos

RODRIGO GOMES DE ALMEIDA

MORAR CONSTRUTORA

ARGO CONSTRUTORA


Revista Prêmio Líder Empresarial 2017

71


LÍDER EM TECNOLOGIA E SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO

RODRIGO

Dessaune

ISH TECNOLOGIA

R

odrigo Volk Etienne Dessau-

O que te transformou em um líder

ne é CEO do Grupo ISH. É ad-

reconhecido não só pelos lidera-

ministrador e pós-graduado

dos, mas pela sociedade em geral?

em Administração Pública e Privada.

Resultados consistentes e recorrentes ao longo do tempo e visão

O que é ser líder e o que é preciso

de futuro em um setor em evolução

para se tornar um?

exponencial.

Estar à frente de uma ação de sucesso,

Qual é o seu estilo de liderança e

inspirando pessoas a gerar resultados.

por que o adota?

Qual é o papel do líder para os lide-

Acelerado sempre, em busca da

rados e para o bom funcionamento

inovação.

da organização?

O que te move, o que te inspira e o

Inspirar os liderados em busca de

que te indigna?

um objetivo único.

Propósito, futuro e injustiça.

O torna um líder melhor? Como evo-

Qual é o papel do líder nestes tem-

luir na liderança?

pos de crise de representatividade

Não me considero um líder melhor,

que temos vivido?

mas ainda iniciante, e procuro evo-

Mostrar que existem saídas diferen-

luir aprendendo e ouvindo sempre.

tes para dias bem melhores.

34.89% de votos

ALEXANDRO MARTINS DE CARVALHO MEGAWORK

33.75%

LUIZ EDUARDO ALVARENGA SLE

31.36%

72

Revista Prêmio Líder Empresarial 2017


A CADA ANO MAIS ENERGIA E FORÇA PARA FAZER O ES CRESCER

Anos

Revista Prêmio Líder Empresarial 2017

73


LÍDER EM INDÚSTRIA DE LATICÍNIOS

RUBENS

Moreira

S E L I TA

R

74

ubens Moreira é presidente da

pôr uma política ou diretriz da or-

Cooperativa Selita. Gradua-

ganização em funcionamento; pen-

do em Administração, traba-

sar acerca da estratégia; desenvol-

lhou por 30 anos como gerente no

ver a capacidade de mobilizar pes-

Banco do Brasil. Em 1999 atuou como

soas, e criar uma cultura motivado-

conselheiro da Selita, e entre 2004 e

ra e de resultados inquestionáveis.

2008 foi presidente da cooperativa,

O que te transformou em um líder

cargo que ocupa novamente desde

reconhecido não só pelos liderados?

2014. Além disso, é conselheiro do Si-

Uma das formas mais sustentáveis

coob ES e presidente do Sicoob Sul.

de os líderes conquistarem o res-

MARCOS CORTELETTI

peito dos integrantes da equipe é

32.8%

35.22% de votos

FIORE

O que é ser líder e o que é preciso

pela admiração. No entanto, ser res-

para se tornar um?

peitado e, ao mesmo tempo admi-

A principal habilidade do líder é mo-

rado, exige que o profissional acu-

tivar pessoas. Diferentemente da au-

mule diversas competências e, aci-

toridade, o líder precisa ter uma pos-

ma de tudo, passe por um processo

tura que privilegie não só o resulta-

de treinamento ou qualificação que

pessoas escolhem tê-lo como referên-

do, mas também os caminhos para

o permita desenvolver sua equipe.

cia. Elas não apenas escutam o que

alcançá-lo. O líder divide as respon-

Qual é o seu estilo de liderança e

você diz, mas, principalmente, passam

sabilidades, identificando as habili-

por que o adota?

a observar o que você faz. Não é pre-

dades e as dificuldades do time para

Procuro promover o crescimento de

ciso ser perfeito, mas é imprescindível

encontrar o melhor caminho.

todo o grupo. Sou um líder que as-

demonstrar interesse em melhorar.

Qual é o papel do líder para os li-

siste e instiga o debate entre todos

Qual é o papel do líder nestes tem-

derados e para o bom andamento

os colaboradores. Procuro ser um

pos de crise de representatividade

da organização?

membro igual aos outros elemen-

que temos vivido?

O papel da liderança consiste em in-

tos do grupo. Sou objetivo e, quan-

O líder é o primeiro a tomar as deci-

fluenciar pessoas para que elas alcan-

do critico, limito-me aos fatos. Esse

sões que estão sob sua responsabi-

cem as metas propostas com prazer.

tipo de liderança gera um bom rela-

lidade sem adiá-las só por causa de

A capacidade de interação é essencial

cionamento e a amizade entre o gru-

uma manchete negativa. A crise de

para um bom líder. É de vital impor-

po, tendo como consequência um

confiança costuma levar os gestores

tância que ele seja visto e percebido

ritmo de trabalho seguro e de qua-

ao adiamento das decisões. Todavia, o

como uma boa influência para a equipe.

lidade, mesmo na ausência do líder.

custo maior da indecisão de hoje está

O que torna um líder melhor? Como

O que te move, o que te inspira e o

nas consequências do amanhã, pois a

evoluir na liderança?

que te indigna?

demora na escolha de um caminho faz

A boa liderança deve estar orien-

Liderança é uma escolha e, a partir do

toda a diferença no momento de exe-

tada para cumprir quatro funções:

momento que você escolhe liderar, as

cutar o que foi tardiamente definido.

Revista Prêmio Líder Empresarial 2017

FERNANDO BROTAS QUERO-QUERO

31.98%


Revista Prêmio Líder Empresarial 2017

75


LÍDER EM SUPERMERCADO

SÉRGIO

Carone

SUPERMERCADO CARONE

S

76

érgio Carone é diretor co-

cargos menores, cresceram e atu-

mercial e operacional do Su-

am na Gerência e Diretoria.

permercado Carone. Iniciou

O que torna um líder melhor? Como

sua trajetória no setor operacional

evoluir na liderança?

na pequena loja da família, onde em-

A capacidade de entender o merca-

balava mercadorias e realizava en-

do é primordial, e busco sempre evo-

tregas para os clientes junto com

luir e modernizar a empresa. A todo

o irmão. O supermercado foi cres-

tempo procuro corrigir o rumo dos

cendo, e as responsabilidades fica-

negócios e orientar os colaborado-

ram cada vez maiores, levando Sér-

res, com o intuito de fazê-los cres-

gio à Direção Comercial e Operacio-

cer e gerar um maior desenvolvimen-

nal das 10 unidades da rede de su-

to da equipe.

permercados Carone, duas farmá-

O que te transformou em um líder

cias Carone e da recém-inaugurada

reconhecido não só pelos lidera-

loja de superatacado Sempre Tem,

dos, mas pela sociedade em geral?

todas na Grande Vitória.

O trabalho duro e a persistência fo-

32.27%

ram fundamentais para gerar esse re-

LUIZ COELHO COUTINHO

O que é ser líder e o que é preciso

conhecimento. Durante os 32 anos da

32.18%

para se tornar um?

minha trajetória no Carone procuro

Ser líder é ser inspiração para a equi-

manter o bom atendimento e sem-

pe. É necessário estar disposto a en-

pre deixar o cliente satisfeito. Além

frentar desafios e entender que a hu-

disso, acredito que contribuímos para

O desejo de realizar me move a cada

mildade é uma das características

o fortalecimento econômico da re-

dia de trabalho. O que me inspira?

principais. Além disso, um líder pre-

gião e para a geração de empregos.

Uma loja cheia de clientes felizes e

cisa ter atitudes empreendedoras e

Qual é o seu estilo de liderança e

bem atendidos, satisfeitos com o ser-

gostar de lidar com pessoas.

por que o adota?

viço e os produtos oferecidos. Já o

Qual é o papel do líder para os li-

Procuro sempre dar o exemplo às

que me indigna é exatamente o con-

derados e para o bom andamento

pessoas, em todos os processos re-

trário: clientes e profissionais da em-

da organização?

levantes da empresa. O fato de ter-

presa insatisfeitos.

O papel do líder frente à equipe é de

mos desenvolvido um negócio fami-

Qual é o papel do líder nestes tem-

um facilitador, capaz de identificar

liar criou uma essência de compa-

pos de crise de representatividade

funcionários talentosos e adequá-los

nheirismo em toda a equipe. É esse

que temos vivido?

às funções que vão aprimorar cada

o estilo de liderança que adoto em

Em tempos de crise, é essencial re-

vez mais o negócio. No Carone, di-

toda a minha caminhada.

dobrar os esforços para que a em-

versos profissionais estão há mais de

O que te move, o que te inspira e o

presa, os colaboradores e os clien-

20 anos na empresa, entraram em

que te indigna?

tes sintam o menor impacto possível.

Revista Prêmio Líder Empresarial 2017

35.56% de votos

CEZAR AUGUSTO RONCETTI OK HIPERMERCADO

EXTRABOM SUPERMERCADOS


Cidade Alerta

Revista PrĂŞmio LĂ­der Empresarial 2017

77


LÍDER EM CAFÉ TORRADO E MOÍDO E LÍDER EM ALIMENTOS

TADEU

Zanoteli

CAFÉ NÚMERO UM • BUAIZ ALIMENTOS

T

adeu Zanoteli está há mais

otimização de custos e dos resulta-

de 40 anos na Buaiz Alimen-

dos da empresa. É muito importan-

tos, onde hoje é diretor co-

te criar um ambiente de confiança e

mercial. Iniciou na empresa aos 18

estímulo para alcançar os desafios.

anos, como office-boy. Passou pe-

O que te transformou em um líder

las áreas administrativa e de fatu-

reconhecido não só pelos lidera-

ramento e foi superintendente an-

dos, mas pela sociedade em geral?

tes de ocupar o posto atual.

Minha história de vida pessoal, familiar e toda a minha trajetória profis-

78

Líder em Café Torrado e Moído

34.44%

O que é ser líder e o que é preciso

sional conquistada com muito traba-

para se tornar um?

lho nestes 42 anos. São ingredientes

Um bom líder tem que extrair o me-

importantes para ser respeitado e re-

lhor de seus pares, subordinados e

conhecido no mercado.

parceiros. Precisa ter iniciativa, ha-

Qual é o seu estilo de liderança e

bilidade para resolver os problemas,

por que o adota?

orientar a equipe para pensar e gerir

Procuro estimular a liberdade de ação

o negócio com foco e planejamento

da equipe e formar um time orienta-

em prol do crescimento da empresa.

do para resultados.

33.56%

Qual é o papel do líder para os li-

O que te move, o que te inspira e o

CLEVERSON PANCIERI

derados e para o bom andamento

que te indigna?

da organização?

32%

Motivação, dedicação, energia, dis-

É fundamental ter relação com os

posição para o trabalho e o apoio in-

pares da empresa. É preciso atuar

condicional da minha esposa, San-

em conjunto, garantindo a sinergia

dra, e dos meus filhos, Leonardo e

da organização, afinal as áreas se

Lucas, são o que me movem. E o que

inter-relacionam. É necessário tam-

me indigna é a falta de transparên-

bém saber ouvir, engajar e motivar.

cia nas relações.

O sucesso de todos depende do em-

Qual é o papel do líder nestes tem-

penho de cada um.

pos de crise de representatividade

O que torna um líder melhor? Como

que temos vivido?

evoluir na liderança?

Acreditar que, mesmo passando pelo

32.17%

Ter uma equipe que compartilha de-

momento de crise política e econô-

cisões, proporcionando a ela treina-

mica que o país atravessa, somos ca-

NELSON ANTÔNIO FERLIN

mento para a melhoria dos processos

pazes de alcançar nossos objetivos

internos, da qualidade da entrega, da

com esforço, dedicação e trabalho.

Revista Prêmio Líder Empresarial 2017

de votos

SÉRGIO TRISTÃO CAFÉ CAFUSO

CAFÉ MERIDIANO

Líder em Alimentos

35.77% de votos

ANA PAULA VILLASCH VILLONI

SAL GLOBO

32.06%


Revista Prêmio Líder Empresarial 2017

79


NOTÍCIA EM PRIMEIRA MÃO, VOCÊ SÓ VÊ NO NOVO FOLHA VITÓRIA. O jornal online de maior credibilidade do Espírito Santo completa 10 anos, mais dinâmico e atualizado pra você. Navegação mais rápida, na velocidade da apuração, novos recursos e tudo pra você ficar sempre bem informado.

Acesse já. www.folhavitoria.com.br /folhavitoria @folha_vitoria @folhavitoria

O MELHOR JORNAL ONLINE DO ESTADO. C O M P L E TA M E N T E G R AT U I TO

Profile for Realiza Editora

Revista do Prêmio Líder Empresarial 2017 | Edição 6  

Histórias de sucesso dos líderes que estão em primeiro lugar no Espírito Santo.

Revista do Prêmio Líder Empresarial 2017 | Edição 6  

Histórias de sucesso dos líderes que estão em primeiro lugar no Espírito Santo.

Advertisement