a product message image
{' '} {' '}
Limited time offer
SAVE % on your upgrade

Page 1

Revista do Prêmio

2016

Conheça as

histórias de sucesso dos líderes que estão em primeiro lugar no Espírito Santo


Sumário 6

56

Líder em Laboratório

EDITORIAL

8

58

Líder Revelação

APRESENTAÇÃO

10

60

Líder em Indústria de Processamento de Carnes

ARTIGOS

24

62

Líder em Indústria de Laticínios

PATROCINADORES

64

Líder em Indústria de Ração Animal

30 32

Líder Homenageado

Jair Coser

Líder em Transporte de Cargas

Adilso Gomes de Assis

68

Henrique Tommasi Iva Martins José Carlos Correa Cardoso José Carnieli Laert Malini

Líder em Escritório de Advocacia

Luciano Machado

Líder em Empresa Conformadora de Aço

70

Líder em Indústria Moveleira

36

Líder em Ensino Superior

72

Líder em Rede de Farmácias

38

Líder em Novos Investimentos

74

Líder em Plano de Saúde

34

Alexandre Alves Barbosa

Alexandre Nunes Theodoro Altaf Hossain

Luiz Rigoni

Marcelo Frisso

Márcio de Oliveira Almeida

Líder das Maiores Empresas do Espírito Santo

76

Líder em Federação Patronal

42

Líder em Instituição Financeira

78

Líder do Segmento Automotivo

44

Líder em Supermercado  

80

Líder em Consórcio

Líder Empresa mais Admirada para Trabalhar

82

Líder em Construção Civil

Líder em Tecnologia da Informação

84

Líder em Tecnologia/Segurança da informação

50

Líder em Indústria de Aves

86

Líder em Operações de Logística

52

Líder em Associativismo de Supermercado

88

54

Líder do Ano

90

40

46 48

Benjamin Baptista Filho Beto Venturim

Cezar Augusto Roncetti Decio Luiz Chieppe Eduardo Couto

Elder Elias Marim

Gilberto Carreta Barros Guilherme Gomes Dias

Marcos Guerra

Riguel Chieppe

Robson Subtil de Amorim Rodrigo Barbosa Gomes Rodrigo Dessaune

Sidemar Acosta

Líder em Alimentos/ Líder em Café Torrado Moído

Tadeu Zanoteli

Líder em Empreendimento Logístico/Loteamento

Valdecir Torezani


Apoiar as pequenas empresas é criar grandes oportunidades para o Espírito Santo.

Para crescer, todo negócio e todo empreendedor precisa de apoio e incentivo. E este é o trabalho do Governo do Estado por meio da ADERES: criar um ambiente favorável ao desenvolvimento das MICRO E PEQUENAS EMPRESAS locais, investindo na ECONOMIA SOLIDÁRIA e na INTEGRAÇÃO REGIONAL para gerar mais oportunidades para os capixabas.

www.aderes.es.gov.br

GOVERNO DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO Secretaria de Desenvolvimento


Editorial

Expediente

QUE OS LÍDERES FORMEM

novos líderes

6

2016

Presidente do Grupo Buaiz Américo Buaiz Filho Diretor-geral da Rede Vitória Fernando Machado

Fernando Machado Diretor-geral da Rede Vitória

ste ano de 2016 tem sido par-

E

Ser líder exige muito dessas pes-

ticularmente difícil. Mas, pelo

soas. Elas carregam responsabilida-

menos, parou de piorar. A ten-

des e expectativas, são tidas como re-

dência é de que a partir deste mês de

ferência e têm carreiras que são exem-

agosto, retomemos o crescimento, em

plos a serem seguidos.

virtude das novas medidas econômicas

Nós, da TV Vitória / Record, ficamos

e, com isso, o cenário mude. Tanto o

muito felizes de sermos, já há 16 anos,

Brasil quanto o Espírito Santo precisam

o canal de reconhecimento e premia-

voltar a fazer parte da geração de ri-

ção desses líderes. Por meio do progra-

queza no mundo, mas isso só é possível

ma Negócios de Sucesso, compartilha-

com organização política e econômica.

mos muitas histórias inspiradoras, re-

No caso do Espírito Santo, felizmen-

velamos os bons exemplos desses líde-

te, temos muita sorte de termos um go-

res e mostramos bons referenciais que

verno organizado e responsável, que

tornam o cenário empresarial do nos-

tem servido de exemplo, inclusive, para

so Estado mais rico e profícuo.

outros estados e também para o país.

Neste ano, a eleição dos líderes

Nossa retomada precisa mesmo de lí-

empresariais bateu todos os recor-

deres fortes e comprometidos. Aliás,

des: foram mais de 2,5 milhões de

torna-se uma exigência que aqueles

votos. Esse número tão expressivo

que nos governam saibam exercer a

só poderia ser conseguido por uma

liderança de forma coerente e nos co-

rede de comunicação que, como di-

loquem novamente no rumo.

zemos, é a cara da gente e que pro-

No meio empresarial não é dife-

duz sete horas diárias de conteúdo

rente. Os 41 líderes eleitos neste ano

regional, além de acompanhar todos

demonstram como ter e agir com bri-

os investimentos em jornalismo feito

lhantismo mesmo em tempos de de-

pela Rede Record.

sacerto. A tarefa deles não é fácil, mas

Orgulhamo-nos muito do que so-

louvável, afinal, conduzem organiza-

mos. E orgulhamo-nos muito dos líde-

ções que se destacam em seus seg-

res que reconhecemos e premiamos.

mentos, estão à frente de entidades

Espero que todas essas lideranças pro-

e ainda são reconhecidos líderes por

duzam ainda mais líderes, e que nosso

seus liderados e também outros mem-

Estado e o Brasil sejam muito benefi-

bros da sociedade.

ciados por elas.

Revista Prêmio Líder Empresarial 2016

Superintendente comercial e de marketing Geraldo Vimercati Superintendente de operações e artístico Silvio Roberto Gerente administrativa e de mídia Giselle Alves Gerente comercial da TV Vitória e Folha Vitória Davi Wescley Gerente comercial da Jovem Pan Gustavo Faleiro Coordenador comercial do Folha Vitória Bruno Marques Rabello Gerente da Central Integrada de Jornalismo da Rede Vitória Alexandre Carvalho Apresentador do programa Negócios de Sucesso Wesley Sathler

www.realizaeditora.com.br contato@realizaeditora.com.br (27) 3314-5117 | (27) 3024-3355 Diretor Eder Mota Jornalista responsável Ariani Caetano (MTB-ES 2420) Projeto gráfico e editoração Link Editoração Impressão Gráfica e Editora GSA


Apresentação

LÍDERES

modernos N

o comando de “Negócios de

fácil. Mas encolerizar-se com a pes-

Sucesso”, programa que há

soa certa, no grau certo, no momen-

18 anos conhece e reconhe-

to certo, pela razão certa e da forma

ce a liderança empresarial capixaba

8

certa – isso não é fácil”.

e, diga-se neste momento, atração da

Os homens e mulheres que terão,

TV Vitória que deu origem ao prêmio

a partir deste instante, sua história

Líder Empresarial, tenho me surpre-

de sucesso sendo lida por você, lei-

endido com a qualidade de nossas li-

tor, são pessoas que entenderam que

deranças. Digo isso baseado nas si-

foi-se o tempo em que, quando éra-

tuações adversas que os líderes têm

mos perguntados sobre o que é lide-

enfrentado, como comandantes te-

rança, a resposta imediata era “sa-

nazes em mar revolto.

ber mandar”. Hoje em dia, liderar é

Quem suportaria empreender num

saber construir uma equipe. Essa é

país que tem uma carga tributária tão

uma das principais características de

feroz e, na maioria das vezes, injusta,

um líder moderno.

como a nossa? Quem teria ânimo para

Vale lembrar que o reconhecimen-

liderar uma equipe com leis que tra-

to desses personagens aqui mos-

tam o empresário como se ele fosse

trados não foi feito por mim e mui-

um senhor de engenho ou um capa-

to menos por eles. Essa turma de

taz? Quem gostaria de lidar com uma

vencedores passou por algumas im-

burocracia que oferece entraves diá-

portantes etapas para chegar a es-

rios e novos a cada passo do empre-

tas páginas. Identificação feita por

endedor? Pois a resposta está nestas

um colegiado que se encontrou re-

páginas. São pessoas que aprende-

gularmente na sede da Rede Vitó-

ram de que são feitos os líderes de

ria de Comunicação para debates,

fato e de direito.

estudos e reflexões sobre os líderes

A palavra liderança define o pro-

capixabas. Uma vez concluída a es-

cesso da influência que se tem so-

colha dos nomes por esse colegia-

bre as outras pessoas, incentivando-

do (formado por representantes do

-as de modo a trabalharem com en-

meio empresarial, imprensa e outros

tusiasmo por um objetivo comum. É

segmentos da sociedade), a votação

saber dominar primeiro a si mesmo e

online no Folha Vitória, acompanha-

aos próprios sentimentos, como bem

da pela empresa de auditoria Baker

disse o filósofo Aristóteles: “Qual-

Tilly, finalizou o processo. Com vo-

quer pessoa pode encolerizar-se. É

cês, os vencedores!

Revista Prêmio Líder Empresarial 2016

Wesley Sathler Apresentador do programa Negócios de Sucesso


Revista Prêmio Líder Empresarial 2016

9


Artigo

A TRAVESSIA

N

10

este persistente cenário de

a educação, com foco nos ensinos

turbulência, para fazermos

fundamental e médio.

uma travessia que preser-

A crise em nosso Estado também

ve o essencial de nossas conquistas

vem de longe, oriunda de irresponsa-

e ainda nos prepare para o pós-cri-

bilidades recorrentes registradas nos

se, é preciso investir em muito tra-

primeiros anos desta segunda década

balho orientado por resultados, agin-

do século XXI. Ilustro com quatro fa-

do com a lucidez tão bem expressa

tos: a folha de pagamento do governo,

no pensamento do escritor Antoine

que era de R$ 260 milhões em 2010,

de Rivarol: “o mais difícil em tempos

já consumia R$ 430 milhões mensais

conturbados não é cumprir o dever,

em 2015. Em 2010, os repasses men-

mas identificá-lo”.

sais aos outros poderes e instituições

Foto: Leonardo Duarte - Secom

capixaba

Nesse sentido, constituímos uma

públicas eram de R$ 83 milhões; em

agenda fundamental de três pontos:

2015, chegaram a R$ 145 milhões. A

a reconquista e manutenção cotidia-

Secretaria do Tesouro Nacional reve-

na do controle das contas públicas

la que, entre 2012 e 2014, as despe-

capixabas, combinada com a imple-

sas correntes ou contínuas cresce-

mentação de programas inovadores

ram R$ 2,7 bilhões, enquanto a re-

nas áreas social e de gestão, princi-

ceita líquida ampliou-se em apenas

palmente; a ação para dinamizar, in-

R$ 880 milhões. Ao assumirmos, o

Ocupação Social, entre outros), no

crementar e ampliar os investimen-

montante de dívidas herdadas e não

combate à corrupção, gestão fiscal,

tos nas terras capixabas, e, diferen-

empenhadas pelo governo anterior

desenvolvimento econômico susten-

temente dos mandatos anteriores,

era da ordem de R$ 307,3 milhões.

tado, mobilidade humana, recupera-

em razão do crítico cenário brasileiro,

Nesse cenário crítico, potenciali-

o exercício de um ativismo nacional

zado pela situação nacional, desde

em prol de uma pauta que recoloque

o primeiro dia de trabalho à frente

Ou seja, temos clareza do dever

o país nos trilhos.

ção e preservação ambiental e segurança hídrica, entre outros.

do Executivo, tomamos medidas vi-

de casa, e estamos executando essa

Vivendo as mazelas de uma cri-

sando à redução dos gastos e à re-

tarefa orientados por um objetivo

se econômica e ético-política gesta-

tomada do equilíbrio financeiro-or-

maior, qual seja, fazer a travessia des-

da por uma sucessão de equívocos

çamentário, além de mudanças na

te momento crítico, com equilíbrio e

de longa data, o país, para sair da

gestão administrativa.

senso de prioridade, trabalhando por

inércia, deve priorizar a reorganiza-

Assim como 2015, este 2016 está

um Espírito Santo digno da grandeza

ção das contas públicas, essencial à

sendo um ano com seguidas quedas

de nosso povo e da riqueza de nos-

credibilidade; modernizar os marcos

reais na receita de caixa. Mas este ce-

sos potenciais.

regulatórios para a atração de ca-

nário não nos desanima. Pelo contrá-

pitais privados para obras de infra-

rio, estamos trabalhando com ener-

estrutura e também para o negócio

gia e disposição, constituindo ações

de petróleo e gás; retomar amplas

de vanguarda e paradigmáticas para

reformas estruturantes, e qualificar

o Brasil na área social (Escola Viva,

Revista Prêmio Líder Empresarial 2016

Paulo Hartung Economista, governador do Estado do Espírito Santo (2003-2010 / 2015-2018)


Artigo

A VEZ DOS

estadistas E

m pouco mais de 60 dias do

abolição da escravidão no momen-

governo interino do presiden-

to mais tenso da Guerra Civil Ame-

te Michel Temer, o Brasil tem

ricana. Convicto de que era o certo a

vivido um clima de otimismo e espe-

fazer, não hesitou em negociar com

rança não apenas pela recuperação

aliados e adversários.

da economia, mas com a possibilida-

É hora de o Brasil seguir ca-

de de ver avançar propostas há mui-

minho semelhante. No âmbito do

to tempo engavetadas, seja por fal-

Ministério da Indústria, Comércio

ta de coragem ou pura má vontade

Exterior e Serviços, que eu cos-

de colocá-las em prática.

tumo chamar de “a casa do setor

De forma bastante objetiva, o país

produtivo brasileiro”, temos al-

só se modernizará se encarar com

guns desafios que ora dependem

firmeza quatro reformas estruturais:

exclusivamente do nosso esforço,

previdenciária, trabalhista, tributária

ora dos colegas de Esplanada e do

e política. Não são temas simples de

Congresso Nacional.

lidar, haja vista os inúmeros interes-

Ao assumir essa missão no dia 13

ses (legítimos ou não) envolvidos. Mas

de maio, pedi aos técnicos da Pasta

não há caminho alternativo. Basta de

que me apresentassem medidas de

remendos institucionais.

ação rápida para facilitar a vida do

Há algum tempo eu venho di-

empresário brasileiro, muitas vezes

Está provado que o Brasil encon-

zendo que nosso país carece de lí-

demonizado por posições ideológi-

trou seu rumo. Agora é preciso que

deres que pensem não apenas nas

cas ultrapassadas que não deram

o Senado confirme definitivamente

próximas eleições, mas nas futuras

certo em lugar nenhum do mundo.

o impeachment de Dilma Rousseff

gerações. Estadistas algumas vezes

Repito: modernizar o Brasil é ques-

para o país deslanchar de vez e re-

sacrificam dividendos eleitorais em

tão de sobrevivência.

tomar o crescimento. Qualquer coisa

vista de defender aquilo em que acre-

Não há melhor programa social

que acontecer diferente disso será

ditam, aquilo que é necessário para

que o emprego. Não é punindo a

uma catástrofe para a nação. Toc,

determinado momento, mesmo que

classe empresarial que vamos avan-

toc, toc na madeira.

sejam medidas impopulares.

çar. Ao contrário: quanto mais ela for

O ex-presidente dos Estados Uni-

valorizada e menos penalizada com

dos Abraham Lincoln é um excelente

impostos, normas regulamentadoras

exemplo. Após ser reeleito e ter al-

e obrigações acessórias, haverá mais

cançado uma popularidade inédita,

investimentos e consequentemente

arriscou tudo para ver aprovada a

mais e melhores empregos.

Marcos Pereira Advogado, ministro da Indústria, Comércio Exterior e Serviços e presidente nacional do PRB licenciado Revista Prêmio Líder Empresarial 2016

11


Artigo

A NECESSIDADE DE LÍDERES

que nos representem

O

Prêmio Líder Empresarial, há

diversas áreas, no campo político ou

16 anos, é realizado pela TV

empresarial, que comecem a tradu-

Vitória / Record com o ob-

zir, de alguma forma, os anseios da

jetivo de identificar e reconhecer as

sociedade; que sejam, em suas atitu-

práticas de liderança dos capixabas

des e naquilo que propõem, exemplos

em diversos segmentos. Por si só li-

que merecem ser seguidos.

derar equipes, entidades e empre-

Há um círculo vicioso que precisa

sas em momentos de adversidade já

ser quebrado para sairmos do vazio

é algo digno de reconhecimento. En-

do “eu não sigo porque não tenho a

tretanto, ao falarmos sobre lideran-

quem seguir” e do “eu não proponho

ça, creio que há muito para refletir.

porque não tenho o que propor”. É

Dentre as muitas definições de

nessa enrascada que estamos no

líder que eu conheço, a de que mais

mundo atual. E, aproveitando-se dela,

gosto é esta: líder é aquele que tem

muitos têm construído seus discur-

seguidores. Ora, ninguém é líder de

sos apenas para atender as necessi-

si mesmo e, por isso, para ser reco-

dades do outro, mas sem qualquer

nhecido como tal, ele precisa ser re-

aderência nem com o que se pensa.

ferência para alguém com suas ideias,

Considero essas pessoas pseudo-

projetos e pensamentos.

12

líderes. São pessoas sedutoras, que

É bom que se diga também que

estão a reboque das circunstâncias e

liderança constitui um poder. Não

não pensam para além da superfície.

um poder que alguém simplesmen-

Quando você sustenta uma liderança

entendermos o que é e como se cons-

te tem, mas sim um poder que lhe é

não no que se é e no que pensa, mas

titui a liderança e, segundo, surgirem

conferido justamente por esses se-

apenas baseada no que o outro quer

lideranças com uma representativi-

guidores, que veem em determinada

ouvir, você está sendo um líder sedu-

dade legítima, verdadeira, coerente e

pessoa um exemplo a ser seguido.

tor. Quando o que você prega não é

persistente. Se não for assim, vamos

O que temos observado, entretan-

uma crença nem para você mesmo,

continuar assistindo à glória e derro-

to, não só no Brasil, mas também em

quando não se está respaldado em

cada dos pseudolíderes e à socieda-

todo o mundo, é que faltam figuras

um projeto verdadeiro, a liderança

de sem ter a quem seguir.

que nos representem. Faltam pessoas

não passa de falácia.

Que surjam, portanto, novos líde-

com as ideias, projetos e pensamen-

Os verdadeiros líderes se engran-

res. Que nasçam a partir dos exem-

tos que a sociedade espera. O que

decem com o tempo. São aqueles

plos do Prêmio Líder Empresarial

há são potenciais seguidores que não

que hoje são ainda maiores do que

lideranças comprometidas em pro-

seguem ninguém porque não identi-

em suas épocas. Há, por outro lado,

por, em influenciar, em se tornarem

ficam em líder algum propostas que

aqueles que nós mesmos vimos des-

exemplos para os seguidores que hoje

os unifiquem, que deem a eles a ideia

pontar e, depois, diminuir. Teriam sido

não têm a quem seguir.

de futuro, consistência e honestidade.

estes líderes de fato?

Esse é um dilema muito forte.

Nossa crise de representativida-

Precisamos de pessoas, nas mais

de só será vencida quando, primeiro,

Revista Prêmio Líder Empresarial 2016

Américo Buaiz Filho Presidente do Grupo Buaiz


Artigo

NO MEIO DA CRISE,

tinha uma caixa de engraxate

C

ausa estranheza àqueles

para continuar a investir. Na Record,

que visitam meu escritório

assim como fizemos em 2008, nós

ver uma caixa de engraxa-

decidimos não participar dessa onda

te, objeto que guardo como lembran-

de pessimismo. Brincamos que aqui

ça da minha infância. Eram tempos

a nossa crise não tem o “s”, a solu-

difíceis, e eu saía às ruas lustrando

ção é “crie”!

sapatos para aumentar o orçamen-

Não há razão para paralisar os

to da família. Ela está ali diariamen-

negócios. Investimos em parcerias

te a me lembrar que as dificuldades

que estão mudando a forma de fa-

sempre vão existir, mas que pode-

zer TV no Brasil. Cortamos custos e

mos superá-las.

ganhamos qualidade. E se o mercado

Vez por outra, quando a crise

publicitário está reticente, é hora de

econômica nos surpreende, eu olho

negociar, flexibilizar e oferecer pro-

para a caixa e lembro que no mun-

dutos irresistíveis.

do dos negócios, e em televisão, não

Em 2016, a Record, por exemplo,

é diferente, só é possível sobreviver

estreou novelas e realities e estará

com boas doses de otimismo e deter-

nas Olimpíadas. Em agosto, entra no

minação. O empresariado brasileiro

ar o talk-show com Fábio Porchat e

sabe disso melhor do que ninguém.

nosso jornalismo não para de ganhar

Curiosamente, nasci poucos dias

prêmios! Nosso recado ao mercado é

depois do primeiro aniversário da che-

claro: trabalhamos para voltar a cres-

barato em frente à TV é a garantia

gada da TV ao Brasil. São mais de 50

cer. Não é uma missão impossível,

de sucesso nos negócios.

anos vivendo o crescimento da tele-

como mostram os números.

A receita está pronta e nós segui-

visão e as transformações do país,

A TV ainda é o veículo mais po-

mos à risca todos os passos. Nos seis

com todos os altos e baixos de uma

deroso do país e não perdeu espa-

primeiros meses de 2016, segundo

economia que nos desafia.

ço com a internet. Uma pesquisa

dados do Kantar Ibope Media, a Re-

Vivi o suficiente para saber que

do Sesc realizada em 2014 mostrou

cord foi a emissora que mais cresceu

nas crises é possível crescer, que

que 62% dos brasileiros só assistem

na média dia (7 horas à meia-noite),

elas nos fortalecem. Talvez por isso

a canais abertos. Não por acaso, o

com um aumento de audiência de

a televisão brasileira seja conside-

veículo recebeu 53% das receitas

17% no Painel Nacional de Televisão

rada uma das melhores do mundo.

de publicidade em 2015, segundo o

(PNT). Eu vejo esses números, olho de

Nossa criatividade está acima das

Kantar Ibope Media.

novo para minha caixa de engraxate

oscilações do mercado.

E se o telespectador tem menos

É tempo de olhar para o futuro,

dinheiro no bolso, nem isso nos de-

e falando diretamente sobre televi-

sanima. Porque historicamente nes-

são, as perspectivas são animadoras.

ses momentos a audiência aumenta

Claro que não basta ter otimismo,

consideravelmente. A conquista por

é preciso planejamento e coragem

esse público que busca um lazer mais

e me pergunto: mas não tinha uma crise no meio do caminho?

Walter Zagari Vice-presidente comercial da Rede Record Revista Prêmio Líder Empresarial 2016

13


Artigo

INCENTIVO ÀS

A

nualmente, a Rede Vitória

pretende ultrapassá-los, sem espa-

realiza a entrega do Prê-

lhar pânico entre os colaboradores.

mio Líder Empresarial, um

Além disso, os melhores CEOs ante-

merecido reconhecimento do talen-

cipam o que pode dar errado e pre-

to, da competência e do comprome-

param suas empresas para isso. As

timento dos líderes do Espírito Santo

pessoas confiam em quem fala a ver-

para a construção de um Brasil me-

dade, ainda que sejam más notícias.

lhor e mais competitivo. Já são 16

Por reunirem essas e outras ca-

anos homenageando homens e mu-

racterísticas de liderança, os empre-

lheres que obtiveram êxito nos ne-

sários capixabas que se destacaram

gócios, uma iniciativa muito impor-

durante o ano em seus segmentos

tante e que a CDL Vitória faz ques-

merecem as nossas congratulações.

tão de parabenizar.

Mas precisamos também reconhe-

O líder é uma espécie de funcio-

cer os novos líderes, empresários

nário “chave”, aquele que atua dire-

que estão nos setores de material

tamente sobre a equipe de trabalho

de construção, de confecção e de

e que contribui para fazer do clima

cama, mesa e banho, apenas para

organizacional um ambiente sempre

citar alguns exemplos.

produtivo ao grupo e, consequentemente, ao andamento do negócio.

14

Foto: Gabriel Lordêllo - Mosaico Imagem

novas lideranças

São profissionais atualizados, proativos, que sabem incentivar a sua

Podemos compará-lo a um ma-

equipe e possuem um perfil de ino-

um importante incentivo para esses

estro regendo a sua orquestra. Ele

vação. Ágeis, antenados e com sede

empresários corajosos e arrojados.

precisa conhecer seus músicos, o

de informações e novidades, esses

Aproveito, então, para parabenizar

potencial de cada um, precisa dar o

novos líderes têm se mostrado ca-

os grandes líderes do comércio, dos

tom, coordenar e sincronizar todos

pazes de gerenciar organizações e

mais jovens aos mais experientes, que

os instrumentos, motivar e inspirar

liderar projetos grandiosos. São inte-

merecem ser muito valorizados. Afi-

os músicos para darem o melhor de si

ligentes, autoconfiantes e possuem

nal, eles encabeçam o setor que é um

e trabalharem em equipe para apre-

aquele brilho nos olhos quando fa-

dos maiores empregadores do país e

sentarem uma linda sinfonia.

lam do seu negócio.

que participa decisivamente do de-

Em momentos de crise econômi-

Nesse cenário, penso que o Prê-

senvolvimento econômico do Brasil.

ca, uma liderança competente é ain-

mio Líder Empresarial, diante da

Para vocês, todos os meus aplausos!

da mais importante, principalmente

sua grande relevância, deveria con-

para conseguir comunicar quais são

templar também essas novas lide-

os desafios da companhia e como ela

ranças de outros segmentos. Seria

Revista Prêmio Líder Empresarial 2016

Cláudio Sipolatti Presidente da CDL Vitória


Artigo

EM TEMPOS DE CRISE, MAIS DO QUE NUNCA,

liderar é preciso A

vocação para liderar é im-

revelam a atuação perniciosa de

portante atributo capaz

supostos “líderes”, que atuam e/ou

de auxiliar na construção

atuaram de modo incompatível com

do destino de corporações e de vi-

a ética. Julgaram, erroneamente,

das humanas, em suas diferentes

que poderiam se esconder por trás

esferas de inserção. Sem lideran-

de suas decisões e de suas práticas.

ça genuína, que inspire a trajetó-

O líder de uma instituição é, em

ria das instituições e da sociedade

última instância, quem a represen-

rumo ao desenvolvimento, a huma-

ta. Representar alguém – pessoa fí-

nidade não avança.

sica ou jurídica, pública ou privada

Liderar é, antes de qualquer

– é tarefa que exige retidão e mui-

coisa, inspirar semelhantes a se

ta transparência. Agir em nome de

movimentarem em algum sentido,

outrem, na busca do seu aperfeiço-

em busca de determinado resul-

amento e do seu avanço, significa

tado. Para tanto, é preciso que as

atuar de maneira clara, exercendo

ações de um líder sejam substan-

diariamente a difícil atribuição de

cialmente compatíveis com os pro-

fazer escolhas que se compatibili-

pósitos e os objetivos da instituição

zem com as reais necessidades da-

que é comandada.

quele que é representado.

As acentuadas crises econômica

Para além da probidade imanente

e política que atualmente vivencia-

ao exercício de uma autêntica lide-

“fora do quadrado”) de lidar com os

mos no país decorrem da assunção

rança, liderar, nos dias atuais, exi-

desafios que o momento apresenta.

de posições de lideranças, no se-

ge, ainda, grande dose de ousadia,

E determinação, para perseguir com

tor público e no setor privado, sem

de criatividade e de determinação.

entusiasmo os objetivos estipulados.

lastro no fundamento precípuo que

Ousadia, para quebrar paradigmas

Em tempos de crise, mais do que

sustenta o papel de um verdadeiro

que não mais se justificam e que se

líder: a ética.

revelam obsoletos e inservíveis nas

Os tristes capítulos que vêm dia-

atuais coordenadas de tempo e de

riamente sendo agregados à história

espaço. Criatividade, para construir

do já tão calejado Estado brasileiro

novas possibilidades (que estejam

nunca, liderar é preciso!

Cristiane Mendonça Secretária de Estado da Fazenda Revista Prêmio Líder Empresarial 2016

15


Artigo

LIDERANÇA EXIGE

coragem e otimismo A

s crises econômicas fazem

atual gestão. Desde janeiro de 2015,

parte da história da huma-

o planejamento e a responsabilidade

nidade. Analisando o con-

com o dinheiro público norteiam as

texto, certamente lembraremos de ou-

decisões do governo estadual, que

tros momentos em que os preços su-

readequou o orçamento, reduziu car-

biram, o desemprego disparou e orga-

gos comissionados, cortou gastos

nizações tiveram que fechar as portas.

não essenciais, renegociou contra-

Então, se a crise faz parte da nos-

tos e elegeu prioridades para manter

sa vida, não há saída: precisamos

o equilíbrio fiscal e a qualidade dos

aprender a lidar com ela. Dentro das

serviços prestados à população. Essa

organizações, é o líder que guia essa

atuação acontece de forma transpa-

aprendizagem. Ele deve ter coragem

rente, sempre informando à socieda-

dragagem do Porto de Vitória são al-

de tomar as decisões rapidamente,

de os desafios e as ações necessárias

guns exemplos. Neste ano, o Espírito

mesmo que as manchetes sejam ne-

para manter salários e contas em dia.

Santo já atraiu investimentos priva-

gativas. O líder precisa passar otimis-

Para atrair investimentos, o Esta-

dos de mais de R$ 608 milhões com

mo para a equipe, reforçando diaria-

do está melhorando o ambiente de

a implantação das fábricas da Placas

mente que crises passam um dia.

negócios. Estimular, acompanhar e

do Brasil, Oxford e da Agrale, com a

Outro ponto importante nesse

contribuir para o avanço da agenda

indústria Carvalho Cosméticos e com

contexto é a comunicação. Em tem-

de obras de infraestrutura logística;

o Centro de Distribuição Arezzo. Na

pos de muita apreensão, é necessá-

promover a desburocratização de

área de parcerias público-privadas, o

ria uma comunicação firme, clara e

processos de abertura e ampliação

Estado se prepara para firmar parceria

segura com os funcionários. As notí-

de empresas; oferecer programas de

para universalizar o serviço de coleta

cias, boas ou ruins, e os rumos que a

incentivo modernos e transparentes;

e tratamento de esgoto de Vila Velha.

organização seguirá devem ser infor-

intensificar a diplomacia ativa com a

Isso demonstra que, apesar da

mados pela liderança, não pela im-

realização e recepção de missões em-

severa crise que atinge o país, o Es-

prensa ou pelas conversas informais.

presariais internacionais, e incentivar

pírito Santo é um dos estados mais

Delegar atividades também é cru-

parcerias público-privadas estão entre

atrativos no Brasil, o que só é pos-

cial. Mais do que em qualquer outro

as diretrizes da Secretaria de Estado

sível por termos lideranças fortes

momento, em um cenário de crise, o

de Desenvolvimento para ampliar a ge-

e dispostas a enfrentar desafios e

líder deve cuidar do que realmente

ração de emprego, de renda e de mais

a aproveitar as oportunidades que

importa, do que é mais estratégico,

qualidade de vida para os capixabas.

eles oferecem.

delegando as demais atividades para outros profissionais.

16

Nesse sentido, alguns resultados começam a aparecer. Obras impor-

No âmbito da administração pú-

tantes para a logística do Estado es-

blica, a postura da liderança deve ser

tão sendo retomadas pelo governo

a mesma e vem sendo adotada pela

federal. O Aeroporto de Vitória e a

Revista Prêmio Líder Empresarial 2016

José Eduardo Faria de Azevedo Secretário de Estado de Desenvolvimento


Artigo

LIDERANÇA E

competitividade

O

desenvolvimento regional

modelo que apostou na subvenção

equilibrado é resultado da

e subsídio para crescer.

soma do trabalho conjun-

Exemplo desse novo caminho é a

to da cultura empreendedora com o

adesão ao Criatec III, fundo de in-

ativismo governamental. Por meio de

vestimentos em participações (FIP),

mecanismos inovadores, o surgimen-

por meio do qual é possível identifi-

to de grandes grupamentos susten-

car o potencial de crescimento das

táveis é plausível e, ao mesmo tem-

empresas e financiá-las, adquirindo

po, pode agregar atratividade à re-

um percentual de participação no

gião, inclusive para suportar empre-

negócio. Os FIPs têm um terreno

endimentos estruturadores de outros

fértil para se desenvolver em solo

estados ou países.

capixaba pelo potencial de startups

Esse resultado só se consegue

e incubadoras existentes e cadeia

com liderança e desenvolvimento de

de fornecedores das empresas ân-

competências. É preciso melhorar a

coras capixabas.

competitividade sistêmica de empre-

Outra oportunidade que mere-

endimentos e de economias locais,

ce destaque é o comércio exterior.

aliada à melhoria da infraestrutura e

No cenário de desvalorização do

ao mapeamento das regiões com suas

Real, exportar voltou a ser uma ati-

potencialidades e diferenciais. Esse

vidade atraente. Produtos locais que

quebra-cabeça, quando organizado,

antes não tinham como serem ex-

cria uma integração da sociedade em

portados, agora estão em busca de

busca de seu desenvolvimento.

novos mercados.

Estamos vivendo um momento

Temos a matéria-prima e as fer-

delicado em nossa economia, mas

ramentas para criar oportunidades

essa transformação é um sonho

e inovar no Espírito Santo. Isso sig-

possível. E um dos agentes para

nifica que estamos em uma busca

transformar essa ideia em realida-

constante pela eficiência e produti-

de é o Bandes, um banco que busca

vidade, eliminação de desperdícios

resultados, sem perder o olhar para

e obstáculos burocráticos e novas

os anseios da população capixaba.

soluções financeiras, especialmente

Aqui não há receio de se moder-

com as parcerias público-privadas e

nizar, de se reinventar. Por isso, o

nas modelagens capazes de viabili-

banco buscou alternativas operacio-

zar projetos estratégicos. O desafio

nais para elevar a utilização de fon-

do Bandes, portanto, é ser um ban-

tes externas de recursos, visando à

co de soluções de financiamento

superação das limitações impostas

para o desenvolvimento em rede do

pelas atuais fontes e ao declínio do

Espírito Santo.

Aroldo Natal Silva Filho Diretor-presidente do Banco de Desenvolvimento do Espírito Santo (Bandes)

Revista Prêmio Líder Empresarial 2016

17


Artigo

TEMPO DE

oportunidades

A

crise econômica brasileira

ter que lidar com maior responsa-

tem sido desafiadora para

bilidade com o orçamento familiar

todos os setores da eco-

e a organização de suas despesas,

nomia e para a população como um

evitando, dessa forma, contrair dí-

todo. Enfrentamos a maior recessão

vidas e realizar gastos supérfluos,

do país desde os anos 30, durante o

e, ao mesmo tempo, exercitando a

período da Grande Depressão.

consciência sobre a importância do

A ineficiente administração da máquina pública, os altos níveis de

trutura familiar.

corrupção, a grande desigualda-

O Espírito Santo em Ação, ten-

de econômica e os altos índices de

do como base o Plano Estratégico

analfabetismo, dentre várias outras

ES 2030, aponta os caminhos que

mazelas sofridas pela população

a sociedade precisa percorrer, de

brasileira, funcionam como grandes

forma engajada, para que o Espírito

barreiras a serem vencidas na tarefa

Santo alcance o patamar esperado

de se promover a construção de um

de estado inovador, dinâmico e sus-

futuro mais promissor para o Brasil.

tentável, contando para isso com os

No Espírito Santo, infelizmente,

segmentos público, privado, tercei-

o cenário também não é de grande

ro setor e a sociedade civil.

otimismo. A produção industrial, por

Os empresários, para a susten-

pois todos ganham com uma educa-

exemplo, apesar de ter apresentado

tação dos negócios em meio à crise,

ção de alta qualidade. Afinal, não há

crescimento de 3,8% em maio deste

revisam seus planejamentos e inves-

desenvolvimento econômico susten-

ano, está bem abaixo do esperado, já

timentos e buscam por estratégias

tável sem uma sociedade intensiva

que, em comparação com o mesmo

de diferenciação e, portanto, gran-

em capital humano desenvolvido.

período do ano anterior, caiu 18,9%,

des inovações poderão surgir em

Grandes nações enfrentaram

como mostram os dados do IBGE.

períodos conturbados como este,

momentos históricos críticos e evo-

Esse resultado levou a reboque toda

favorecendo o desenvolvimento tec-

luíram de forma surpreendente gra-

a economia, provocando uma queda

nológico e social futuro.

ças à educação. Ainda temos muito

de mais de 14% do PIB capixaba no primeiro trimestre de 2016.

18

planejamento para sustentar a es-

Portanto, apesar das dificuldades

para aprender e avançar nesse cam-

do cenário atual, é preciso exercitar

po. Para isso, no entanto, é neces-

A crise, no entanto, também

o pensamento criativo e continuar

sário abrir mão da zona de conforto

pode ser utilizada como um mo-

a trilhar os rumos que nos levarão

para possibilitar o surgimento de no-

mento de aprendizado. É em meio

ao desenvolvimento econômico e

vas estratégias e o engajamento da

a dificuldades econômicas que nos

social, reforçando com ênfase que

sociedade neste importante desafio:

deparamos com a necessidade de

a educação é um dos pilares mais

educar para desenvolver.

reduzir os gastos, de ter uma visão

importantes para o alcance desse

estratégica de longo prazo e de agir

objetivo. A educação de crianças

de forma mais planejada. A popu-

e jovens é a principal ferramenta

lação, de uma forma geral, passa a

transformadora de uma sociedade,

Revista Prêmio Líder Empresarial 2016

Aridelmo Teixeira Presidente do Espírito Santo em Ação


Artigo

O PAPEL DO TELEJORNALISMO

da Record

T

udo aquilo que o telejornalismo

os profissionais passam por constan-

mostra, diariamente, na veicu-

tes transformações, em busca de esta-

lação de seus programas, par-

belecer novamente os deveres sociais

te de questões de extrema relevância e

que diferenciam o jornalista dos demais

reflexão para os profissionais que estão

produtores, que agora também exer-

envolvidos na produção das matérias e

cem funções que outrora eram reser-

reportagens: o que o público conside-

vadas apenas aos profissionais da área.

Os mais modernos profissionais

ra realmente importante e o que evi-

As novas tecnologias digitais, além

possuem hoje formação multimídia e

dentemente as pessoas querem e ne-

de criarem novos problemas no cam-

sabem trabalhar com todos os meios

cessitam saber, todos os dias.

po comunicacional, modernizaram

e ferramentas disponíveis, além de in-

O público consumidor de infor-

aspectos dentro de discussões sobre

terpretarem a informação e colocá-la à

mação e televisão está cada vez mais

problemas antigos. Questões como

disposição, sempre de forma criativa.

exigente. E quer mesmo participar de

o tratamento de vídeos, a autoria de

A busca e a defesa contínua de

uma forma mais ativa da produção do

reportagens e a reutilização de ima-

valores como credibilidade, idonei-

conteúdo jornalístico.

gens são algumas das realidades que

dade e transparência na divulgação

foram atualizadas dentro do dia a dia

dos principais fatos que acontecem

dos profissionais de TV.

e influenciam no comportamento da

Com o crescimento das novas mídias e a popularização das redes sociais, fatos e imagens ganham repercussão

Mas todo o cuidado é pouco, já que

sociedade brasileira, que sempre ba-

instantânea, independentemente de

as redes sociais são facilmente usadas

lizaram a realização do trabalho dos

qualquer preocupação com a apuração

para divulgar e disseminar informações

melhores profissionais do jornalismo,

de suas origens e veracidade.

falsas ou banais. O cenário de revolta

norteiam também a ação dos profis-

Vídeos são postados com facili-

e indignação da sociedade civil com

sionais de telejornalismo da Record,

dade e ganham massificação ime-

o momento político da nação reforça

que têm consciência da sua real impor-

diata, pelas mais diversas razões. As

esse tipo de comportamento.

tância como transformadores sociais.

modernas produções de programas

Na semana de votação na Câma-

Recentemente, a reportagem es-

de TV exibem o seu conteúdo e dão,

ra dos Deputados sobre o prossegui-

pecial “As eternas escravas”, exibida

assim, uma nova dimensão à análise

mento do processo de impeachment

no programa Repórter Record Inves-

e ao acompanhamento das notícias.

de Dilma Rouseff, três de cinco notí-

tigação, conquistou o Prêmio Inter-

Chefes de reportagem, pauteiros,

cias das mais compartilhadas sobre

nacional de Jornalismo Rei da Espa-

redatores e repórteres têm que estar

o assunto no ambiente do Facebook

nha na categoria de Televisão. Para a

cada vez mais antenados e sintoniza-

eram totalmente inverídicas.

nossa felicidade e orgulho, o júri do

dos, para que possam editar o conte-

De toda forma, a chegada das no-

concurso destacou a elegância da

údo informativo de cada jornada, com

vas mídias e dos novos formatos re-

linguagem visual e a capacidade de

rapidez, responsabilidade e eficiência,

presenta também mais agilidade na

resumir múltiplos problemas sociais

sem perderem os principais compro-

captação das informações.

em uma reportagem.

missos do jornalismo verdade, que são

A forma de fazer jornalismo mu-

Resultados como esse refletem e

a credibilidade e a legitimidade daqui-

dou, e o cenário atual se ampliou ra-

evidenciam o significado maior do pa-

lo que está sendo mostrado.

dicalmente. Com toda essa interativi-

pel que desempenhamos e pelo qual

Com todo esse avanço tecnológico

dade, praticamente imediata, tornada

iremos sempre lutar.

e o surgimento de tantos novos siste-

possível com as redes sociais e com a

mas facilitadores de acesso e criação

maior participação do público, pode-

de conteúdo, através da internet, os

mos observar mudanças no papel do

próprios princípios éticos que envolvem

jornalista diante das novas tecnologias.

20

Revista Prêmio Líder Empresarial 2016

Douglas Tavolaro Vice-presidente de Jornalismo da Rede Record


TEGMA GESTÃO LOGÍSTICA ÁREAS DE ATUAÇÃO:

TRANSPORTE

ARMAZENAGEM

GESTÃO

ATENDEMOS SUAS NECESSIDADES LOGÍSTICAS ATRAVÉS DE 2 UNIDADES DE NEGÓCIOS:

Logística de Veículos Há mais de 45 anos, líder no mercado de transporte de veículos zero-quilômetro, executamos os seguintes serviços para a indústria automotiva:

v Transferência Rodoviária e Distribuição de veículos zero-quilômetro; v Gestão de pátios; v Armazenagem de veículos; v PDI (Pre Delivery Inspection); v Centro de serviço Automotivo Multimarcas. Logística Integrada

Atuamos como Provedor Logístico Integrado em todas as etapas da Cadeia de Suprimentos em:

v Transporte: Transferências FTL, Distribuição B2B, Milk Run, Cross Docking e Operações Retroportuária; v Armazenagem: Alfandegada, Filiais, Geral e Serviços Conexos; v Gestão: Estoques, Embalagens, Transporte e Operações In House. TGMA3

Conheça nossa linha completa de serviços acessando nosso site:

www.tegma.com.br


Artigo

ACREDITE, A TV VAI

V

22

amos aos fatos: a televisão

em que todo mundo participa da

ainda é o veículo número

mesma conversa.

um na preferência dos con-

O conteúdo televisivo também

sumidores para se manter informa-

é responsável por pautar assuntos

do. Uma pesquisa mundial realizada

e discussões reverberados em re-

pelo Instituto Nielsen em 2014, com

des sociais. Na mesma pesquisa da

30 mil pessoas em 60 países, mos-

Nielsen, 40% dos brasileiros afirmam

trou que a TV é o veículo preferido

interagir com outras mídias enquan-

em todas as faixas etárias: 84% dos

to assistem à televisão e, ainda, 32%

baby boomers, 75% da geração X e

gostam de estar atualizados sobre

62% da geração Y. Com esses nú-

os programas de TV para maior in-

meros na mão, não dá para negar o

teração na internet. A Record já

quanto ela é importante para a so-

percebeu esse movimento e, cada

ciedade e anunciantes.

vez mais, o portal da emissora, o R7,

Mais do que um canal para di-

investe na replicação do conteúdo

vulgar seus produtos, as empre-

da TV com enquetes nessas novas

sas sabem que a melhor forma

mídias e aplicativos.

para construir imagem é a TV. Por

Sem sombra de dúvida, a televi-

isso, os anunciantes investem cada

são tem poder de engajar e apaixo-

vez mais no meio porque o retor-

nar sua audiência. Dessa forma, não

no é garantido.

há espaço mais favorável ao suces-

Foto: Edu Moraes

continuar na sala

Esta “senhora” com mais de

so de uma campanha do que a TV.

já vai começar. E na hora do inter-

100 anos vive de (boas) narrativas.

Vão-se alguns anos ainda até que ela

valo, todos ficaremos em silêncio

Ela conta histórias o tempo todo:

seja destronada por outras mídias.

para ver a publicidade brasileira,

no telejornal, no esporte, nos pro-

Até lá, todos trabalharão de forma

uma das mais criativas do mundo.

gramas de auditório, nas novelas

integrada, com conteúdo diferen-

e nos reality shows. O ser huma-

te e complementar. Por isso, pode

no vive de conversas e “causos”,

garantir seu lugar no sofá, chamar

e a televisão é o ponto de contato

amigos e familiares que o programa

Revista Prêmio Líder Empresarial 2016

Hilton Madeira Diretor de Marketing da Rede Record


Patrocinador

FUNDOS DE INVESTIMENTOS:

uma alternativa para o futuro das empresas Inovar em políticas e se estruturar para contribuir com ativismo na superação da crise e no incentivo à inovação, dinâmica, crescimento e competitividade de setores econômicos têm sido a tônica do Banco de Desenvolvimento do Espírito Santo (Bandes) nos últimos meses.

O

banco capixaba vem acreditando em uma alternativa para diversificar o apoio

a empresas de vários segmentos, por em Participações (FIP). A modalidade se distingue do crédito tradicional, onde uma empresa gestora do

Foto: Sagrilo

meio dos Fundos de Investimento

fundo identifica o potencial de crescimento de um negócio e adquire um percentual de suas ações. Ou seja, o fundo prospecta empresas e entra como sócio acionista, oferecendo ca-

24

Tipos de fundos

pital, gestão, estratégia e governan-

aproximando de empresas gestoras

ça para alavancar o negócio de for-

e trabalhando em parcerias, espe-

A proposta é que o Bandes foque

ma rápida e estruturada.

cialmente para sensibilização, am-

a atuação em fundos do tipo Seed

Para o diretor-presidente do ban-

pliação da cultura local de merca-

Money ou capital semente, Venture

co capixaba, Aroldo Natal Silva Filho,

do de capitais e do processo de in-

Capital e Private Equity. Essas ex-

que tomou posse em julho, o banco

vestimento e desinvestimento dos

pressões são relacionadas ao volu-

está pronto para oferecer novas so-

fundos em empresas de diferentes

me de investimento e/ou conforme a

luções de desenvolvimento. “Aqui te-

setores econômicos”, ressalta Eve-

fase de desenvolvimento da empresa.

mos a matéria-prima e as ferramen-

raldo Colodetti, diretor de Crédito e

tas para criar e inovar oportunidades

Fomento do Bandes.

Os fundos de Seed Money se voltam para empreendimentos em

para o Espírito Santo. As soluções de

A estimativa é de que os fundos

fase inicial, às vezes ainda ideias ou

financiamento para empresas capixa-

tenham cerca de R$ 13 bilhões em re-

startups em fase de incubação ou de

bas, como as linhas de apoio à eco-

cursos disponíveis para investimentos

aceleração. Já os fundos de Ventu-

nomia verde e à economia criativa,

como sócios de empresas, com alto

re Capital se voltam para empresas

o fomento ao comércio exterior e os

potencial de crescimento e rentabi-

com formação empresarial, mas ain-

fundos de participação em investi-

lidade. “Há efetiva participação do

da buscando comprovar o potencial

mentos já são realidade no Bandes.”

fundo na gestão da empresa, com

de crescimento dos negócios. Em

“O Bandes atua como cotista dos

tempo previamente definido para o

terceiro, os fundos de Private Equity

fundos e como articulador e inter-

desinvestimento e com a vantagem

têm como foco empresas maduras

mediador desses investimentos em

dos próprios sócios originais adqui-

em fase de reestruturação, consoli-

empresas capixabas. Estamos nos

rirem as ações”, completa Everaldo.

dação ou expansão do seu negócio.

Revista Prêmio Líder Empresarial 2016


Patrocinador

NOVIDADES

saborosas Uma longa trajetória de sucesso, uma das marcas mais admiradas pelo capixaba e uma história construída com muita dedicação. Assim é a Chocolates Garoto, que completa 87 anos neste mês de agosto.

S

ão quase nove décadas de liderança, e ser líder não é para qualquer empresa. Exige um

posicionamento diferenciado. E a Garoto é assim, marca presença, realiza sonhos, encanta as pessoas e é orgulho para quem está ao seu redor. A inovação contínua é destaque na Garoto. Inovação esta que retrata que, mesmo com décadas de presença no mercado, a organização está sempre jovem e se renovando. Sabe o que isso significa? Que a empresa busca a qualidade em seus produ-

O lançamento possui mais leite em

ainda mais seu portfólio, como o Ba-

tos, o bem-estar para as pessoas e a

sua formulação quando comparado

ton Creme. Com a versão chocolate

valorização do relacionamento com

à versão tradicional de Baton Ao Lei-

ao leite com recheio ao leite, o novo

seu consumidor.

te e mantém a porção de 16 gramas,

Baton Creme ganhou mais leite que a

ideal para o consumo das crianças.

versão tradicional: o recheio traz 40%

Como exemplo de renovação do seu portfólio e em busca de produ-

O Baton Creme Morango vem para

de partes de leite, que se juntam ao

tos que atendam às expectativas

incrementar a linha, que já possui os

que já compõe a massa de chocolate,

do consumidor, a Garoto anunciou

tradicionais Baton Chocolate ao Lei-

reformulada no ano passado. O pro-

uma novidade saborosa neste ano:

te e Baton Branco e também o Baton

duto chegou representando a entrada

a famosa marca Baton lançou a ver-

Creme com recheio ao leite. Assim

da marca no segmento de recheados

são Creme Morango, combinando o

como os outros produtos da marca,

e, além da venda em displays de 30

tradicional chocolate ao leite com

o Baton Creme Morango traz uma

unidades de 16 gramas e de quatro

dois ingredientes valorizados pelas

identidade visual especial: o “O” da

unidades, passou a integrar a famo-

mães e apreciados pelas crianças:

palavra Baton desenhado de forma

sa Caixa Amarela Garoto.

leite e morango.

a demonstrar o recheio e o envoltó-

Além disso, a famosa marca Ta-

Trata-se de um lançamento pio-

rio em rosa, cor fortemente associa-

lento lançou o sabor Doce de Leite.

neiro no mercado, com diferencial

da com leite acrescido de morango,

Com um sabor tipicamente brasileiro,

devido à adição da fruta. Ao degus-

para facilitar a identificação e dife-

o novo Talento Doce de Leite chegou

tar o produto, é possível sentir os

renciação pelos consumidores nos

fazendo a combinação perfeita entre

pedacinhos de morango: serão utili-

pontos de venda.

o chocolate branco e o doce de leite,

zadas mais de 100 toneladas desse

No ano passado, a Garoto inseriu no

adicionado ao tablete de 90 gramas

ingrediente anualmente na produção.

mercado novidades que enriqueceram

em deliciosos pedacinhos crocantes. Revista Prêmio Líder Empresarial 2016

25


Patrocinador

A IMPORTÂNCIA DA SEGURANÇA DAS

informações para as empresas Em tempos de constantes avanços tecnológicos e ataques cibernéticos cada vez mais fortes e segmentados, garantir que os dados estejam bem guardados é fundamental para a reputação, o desempenho e o crescimento das empresas, garante Rodrigo Dessaune, presidente da ISH Tecnologia.

S

e por um lado a internet re-

infraestrutura cibernéticas, o primei-

volucionou positivamente as

ro passo para mitigar possíveis pro-

formas de as empresas tra-

blemas para a segurança da infor-

balharem e interagirem com o mer-

mação, ou seja, de todo tipo de dado

cado, por outro abriu as portas para

que esteja armazenado de modo di-

riscos antes inimagináveis para a sua

gital nas empresas, é mapear os ris-

reputação, operação e desenvolvi-

cos. “Para isso é preciso realizar uma

mento. Isso porque as corporações,

pesquisa interna para avaliar todos os

que sempre tiveram diversas fon-

pontos de insegurança, que vão des-

tes de geração de informações para

de a fragilidade dos sistemas até o

seus clientes, fornecedores e par-

comportamento dos colaboradores,

ceiros, passaram a fazer o tráfego e

que devem ser constantemente trei-

o armazenamento desses dados no

nados”, ressalta.

universo online, um ambiente que exige proteção.

Outro ponto fundamental é manter os softwares dos dispositivos ele-

Não à toa a segurança da informa-

trônicos da empresa sempre atuali-

ção vem se consolidando como um

zados. Segundo Rodrigo, se os fabri-

dos principais focos de investimen-

cantes disponibilizam uma atualiza-

to das empresas: os ataques ciber-

ção do sistema, isso foi feito por uma

néticos praticados por hackers são

questão de segurança. “Sempre que

crescentes em todo o mundo e cada

é descoberta uma vulnerabilidade, os

vez mais fortes e segmentados. Além

fabricantes dos softwares oferecem

disso, boa parte dos roubos e perdas

correções que devem ser feitas rapi-

de informações se concentra dentro

damente, pois a comunidade hacker

das próprias empresas, por funcio-

também está ciente. É preciso enten-

nários ou terceirizados que abriram

der que é mais fácil e barato prevenir

um e-mail que não deveria ter sido

do que se recuperar de uma crise de

aberto ou até mesmo forneceram

segurança”, destaca.

uma informação que não poderia ter sido dada. De acordo com Rodrigo Dessau-

26

Brasil no topo do ranking de ataques

ne, presidente da ISH Tecnologia,

O Brasil está entre os cinco países

empresa capixaba que oferece so-

que mais praticam ataques ciberné-

luções integradas de segurança e

ticos, assim como os Estados Unidos,

Revista Prêmio Líder Empresarial 2016

a Rússia, a China e a Coreia do Norte. Em determinados aspectos, o Brasil está até na frente, como no caso do Internet Banking. Entre os ataques mais comuns estão o phishing, quando os hackers tentam pegar senhas de banco por e-mail, e o ransomware, quando os dados do computador e do celular são sequestrados e criptografados, e para devolvê-los é necessário pagar um “resgate”. “A segurança da informação precisa ser levada a sério pela alta direção das empresas. Muitos empresários veem o assunto como um custo e não como um investimento. O bem físico é sempre bem protegido, enquanto o patrimônio intangível muitas vezes é deixado de lado. Mas vale reforçar que garantir a segurança dos dados é aspecto fundamental para a reputação, o desempenho e o crescimento das empresas”, finaliza Rodrigo.


Patrocinador

TEGMA GESTÃO LOGÍSTICA FORTALECE

atuação no Espírito Santo Um dos principais operadores logísticos do Brasil, empresa mantém no estado capixaba maior Clia do país.

C

om mais de 46 anos de atu-

às necessidades de cada operação

ação, a Tegma é uma das

de forma personalizada, mobili-

principais empresas de lo-

zando inteligência e equipamentos

gística do Brasil e líder nacional no

logísticos customizados, inclusive

transporte de veículos zero quilôme-

para exportações.

tro. No Espírito Santo desde 2002, a

Ainda no Espírito Santo, possui

Tegma opera em Cariacica o maior

pátios para armazenagem de máqui-

Centro Logístico e Industrial Adua-

nas e equipamentos em geral, mais

neiro (Clia) do Brasil, com 730 mil m²

de 16 mil vagas de veículos impor-

de área total, sendo 350 mil m² de

tados e nacionais, armazéns cober-

área alfandegada. O centro movimen-

tos devidamente verticalizados, área

ta cerca de 500 contêineres mensais.

específica para cargas de alto valor

Gennaro Oddone, diretor-presidente da Tegma Gestão Logística (Foto: divulgação/Tegma)

O Clia em Cariacica conta com

agregado (cofres), câmaras clima-

Sobre a Tegma

áreas retroportuárias para serviços

tizadas padrão Anvisa e total aten-

A Tegma Gestão Logística é uma das

de armazenagem geral e alfandega-

dimento ao compliance juntamente

principais empresas de logística do

da, transporte portuário e transferên-

com a Secretaria da Receita Federal.

Brasil e uma das poucas do setor

cia de produtos, além da gestão de

“A Tegma iniciou suas atividades

listadas na Bovespa (categoria Novo

estoques de mercadorias diversas.

como uma empresa de transporte e

Mercado). Está presente em todo o

Atende também operações com foco

hoje atua como um player estratégi-

território nacional, possui 40 unida-

nos canais B2B e e-commerce e tem

co em logística para seus clientes. A

des, 1.884 equipamentos próprios

forte presença nas áreas de bens de

companhia oferece uma gama com-

e de terceiros, além de contar com

consumo, eletroeletrônicos, cosmé-

pleta de soluções que vai muito além

uma área de 1.7 mil m² em pátios e

ticos, alimentos e medicamentos.

das etapas básicas da cadeia logística,

área coberta de 115 mil m². Oferece

Com 200 colaboradores, a uni-

como a gestão do estoque integrada

uma linha completa de serviços com

dade da Tegma no Espírito Santo

ao transporte e entrega final”, afirma

foco nas áreas de gestão logística,

oferece um amplo portfólio de ser-

Gennaro Oddone, diretor-presidente

transporte e armazenagem geral

viços e se diferencia por atender

da Tegma Gestão Logística.

e alfandegada. Revista Prêmio Líder Empresarial 2016

27


Patrocinador

TECNOLOGIA A

serviço da saúde Focada em inovação, Unimed Vitória acaba de lançar um aplicativo que traz agilidade e comodidade ao cliente, além de oferecer mais um canal de comunicação com a operadora.

P

ara fortalecer o relaciona-

substituir a versão “física” do cartão

mento com o cliente e ofere-

quando necessário.

cer mais agilidade e acessibi-

O aplicativo Unimed Vitória con-

lidade a diversos conteúdos e servi-

ta também com o atendimento Fale

ços, a Unimed Vitória acaba de lan-

Conosco integrado ao Whatsapp.

çar o aplicativo Unimed Vitória.

“Por meio do chat, é possível tirar

A ferramenta permite que os

dúvidas sobre perda do cartão, re-

324 mil clientes tenham em mãos,

emissão de boletos, autorizações,

na tela do celular, todo o conteúdo

entre outras. Já no ícone Destaques

do site da cooperativa, com acesso

e Notificações, o cliente recebe avi-

facilitado a notícias e orientações,

sos, como, por exemplo, o Alerta de

guia médico, serviços, publicações,

Internação, que informa ao usuário

fale conosco, entre outros.

quando ele possui uma solicitação de

“Investir em nossa gestão, inova-

internação aprovada”, explica Márcio.

ção e tecnologia com foco na quali-

Essas e muitas outras funcionali-

dade de vida, na satisfação e no bem-

dades tecnológicas, focadas na pra-

-estar dos clientes é um compromisso

ticidade, agilidade e satisfação dos

que assumimos a cada dia. O aplicati-

clientes Unimed Vitória, estão aces-

vo representa mais um avanço tecno-

síveis na nova plataforma digital da

lógico com o objetivo de facilitar pro-

cooperativa, que está disponível para

cessos e contribuir para que o cliente

os sistemas Android e iOS.

Unimed Vitória esteja cada vez mais

28

informado e mais bem assistido”, ex-

Outros aplicativos

plica Márcio de Oliveira Almeida, di-

Tecnologia e inovação a serviço da

Com o aplicativo Viver Gestante,

retor-presidente da Unimed Vitória.

saúde têm sido uma busca constan-

cada grávida tem acesso fácil e rápi-

Para garantir a segurança na uti-

te da Unimed Vitória, que já possui

do a informações importantes sobre

lização, o aplicativo conta com token

em seu portfólio dois aplicativos: o

sua gestação. As futuras mamães re-

eletrônico de autenticação, que per-

aplicativo para Cooperados, lança-

cebem na tela do celular notificações

mite que os sistemas de autoriza-

do ano passado, com conteúdo ex-

sobre seus próximos agendamentos,

ção da operadora utilizem o código

clusivo para médicos, e o aplicativo

alertas das consultas e cursos e ain-

em seus processos de elegibilidade.

Viver Gestante, criado recentemen-

da têm a sua disposição um chat que

Além disso, a ferramenta oferece

te para as gestantes do Viver Bem,

funciona de segunda à sexta-feira,

um cartão eletrônico, disponibiliza-

programa de promoção de saúde

das 8 às 18 horas, para tirar dúvidas

do na tela do aparelho, que poderá

da cooperativa.

com enfermeiras do programa.

Revista Prêmio Líder Empresarial 2016


Uma educação inovadora e de excelência: uma busca permanente.

Alexandre Nunes Theodoro Líder Empresarial do Ano na categoria Ensino Superior

Pela 7ª vez, nosso superintendente recebe o prêmio de Líder Empresarial do Ano. O trabalho de uma equipe comprometida e o sucesso de alunos e egressos são os pilares que sustentam esse reconhecimento e sua liderança na educação capixaba. Por tudo isso, agradecemos!

faesa.br

Faesaoficial

Faesa_oficial

VITÓRIA E CARIACICA

Revista Prêmio Líder Empresarial 2016

29


LÍDER HOMENAGE ADO

JAIR

Coser

UNICAFÉ

N

atural de Itaguaçu, no Es-

APRENDIZADOS E ENSINAMEN-

pírito Santo, e economis-

TOS: “Procuro passar aos liderados

ta, Jair Coser é fundador

as coisas positivas da vida com muita

e presidente da Unicafé Cia de Co-

dedicação ao trabalho. Nunca convivi

mércio Exterior e também da Uni-

ou aprendi com grandes líderes, mas

café Agrícola. Com toda a vida de-

admiro muito as pessoas que têm su-

dicada ao café, sua grande paixão,

cesso na vida.”

é o responsável direto pelos negó-

ESTILO DE LIDERANÇA: “Meu estilo

cios das empresas.

é bastante simples: ouvindo as pessoas, para isso nascemos com duas ore-

30

QUEM É VOCÊ: “Sou pessoa de ori-

lhas. Uso minha liderança aprendendo

gem humilde, extremamente sim-

sempre e conversando muito com to-

ples, profissionalmente rigoroso e

dos. Sempre há pessoas interessantes.”

muito disciplinado. Minha carreira

INSPIRAÇÃO: “Admiro muito o

foi construída de muito trabalho

Papa Francisco, que foi pessoa mui-

desde pequeno. Muito pobre, tra-

to pobre na infância, foi porteiro de

balhava de dia e estudava à noite.”

boate e se tornou um papa moderno

SER LÍDER: “Ser líder não é nada

e extremamente popular.”

excepcional, é coisa natural, acon-

REALIZAÇÕES E DESAFIOS: “Mi-

tece na vida, com muita dedicação

nha maior realização foi, apesar de

ao trabalho e carinho. O líder se tor-

ser de origem muito pobre, chegar

na melhor, entretanto, enfrentado

a maior exportador de café do Bra-

desafios, vencendo as dificuldades,

sil e do mundo.”

ouvindo os semelhantes. Os lide-

SONHOS: “Não tenho sonhos, tenho

rados o enxergam pelos bons atos

recebido da vida muito mais do que

praticados, sucessos, simplicidade

preciso e mereço. Sou uma pessoa

e dedicação aos negócios.”

extremamente otimista e feliz.”

Revista Prêmio Líder Empresarial 2016


OUSADIA, TALENTO E PERSISTÊNCIA.

Revista Prêmio Líder Empresarial 2016

31


Foto: Cloves Louzada

LÍDER EM TRANSPORTE DE CARGAS

ADILSO GOMES

de Assis

TRANSPOSUL TRANSPORTES

A

tua diretor-geral da Trans-

APRENDIZADOS E ENSINAMEN-

posul Transportes, Adilso

TOS: “Lutar sempre pelos seus ide-

Gomes de Assis foi, duran-

ais, acreditando que o amanhã é

te 30 anos, representante comercial

sempre melhor.”

de grandes empresas do Rio Grande

ESTILO DE LIDERANÇA: “Traba-

do Sul e Minas Gerais. Nascido em

lhar sempre com liberdade com os

Alegre, começou a trabalhar aos 13

colegas, pois esse é o caminho mais

anos. Foi garçom, mecânico, zelador

curto para conhecer seus liderados.”

e vendedor. Em Vitória desde 1984,

INSPIRAÇÃO: “Todos que traba-

trabalhou como vendedor e fundou

lham e que gostam do que fazem,

a empresa que comanda atualmente.

como, por exemplo, Antônio Ermírio de Moraes.”

QUEM É VOCÊ: “Sou otimista sempre,

DESAFIOS E REALIZAÇÕES:

acreditando que posso fazer mais.”

“Educar todos os meus filhos, ter

SER LÍDER: “É trabalhar em equipe,

a família maravilhosa que tenho

dando liberdade para a criatividade

e continuar educando aqueles

de cada um, cobrando resultados. É

que me rodeiam.”

conquistar a harmonia e o desempe-

SONHOS: “Continuar trabalhando e

nho dos seus liderados. Sem equipe

que consigamos atravessar esses mo-

não existe liderança.”

mentos tão difíceis para nosso setor.”

34.22% de votos

Adilson da Silva Simões TRANSILVA LOG

33.11%

Antônio Fiorot

TRANSPORTADORA FIOROT

32.67%

32

Revista Prêmio Líder Empresarial 2016


Foto: Cloves Louzada

LÍDER EM EMPRESA CONFORMADORA DE AÇO

ALEXANDRE ALVES

Barbosa

DISTRIFERRO

A

lexandre Alves Barbosa é

reconhecimento e autocrítica nos

fundador e gerente-ge-

seus momentos de falha.”

ral da Distriferro, empre-

APRENDIZADOS E ENSINAMEN-

sa conformadora de aço presente no

TOS: “Aprendi e ensino que encantar

mercado há 22 anos. Antes dela, pas-

o cliente dá lucro e que é preciso ofe-

sou por outras experiências, em ne-

recer a ele um pouco mais a cada dia.”

gócios sempre da área do comércio,

ESTILO DE LIDERANÇA: “Pulso fir-

como material de construção, com-

me com foco em alta produtividade.”

pra e venda de veículos, bar, lava a

INSPIRAÇÃO: “Ninguém específi-

jato e uma venda de produtos horti-

co, porém vários outros líderes que,

frutigranjeiros. Montou a Distriferro

como eu, com pouco estudo e pou-

em 1994 e desde então tem focado

cas alternativas, tiveram que agarrar

apenas nesse negócio, dirigindo-o e

com unhas e dentes as oportunida-

destacando-o no mercado.

des para conseguirmos crescer um pouco a cada dia.”

34

39.87% de votos

QUEM É VOCÊ: “Enérgico, detalhista

REALIZAÇÕES E DESAFIOS: “Criar

e rigoroso com controle de qualidade.”

os filhos dentro da empresa e man-

SER LÍDER: “Um líder precisa pre-

tê-los motivados para algumas dé-

servar e manter a equipe sempre

cadas a mais da Distriferro.”

motivada e saber explorar o que

SONHOS: “Passar com segurança a

35.95%

tem de melhor. Precisa ter con-

administração para os filhos e dar lu-

Carlos Frechiani Neto

fiança e segurança nas diretrizes

gar às ideias novas. Trabalhar mais 20

e objetivos, sinceridade, firmeza,

anos com menor rigidez de agenda.”

24.18%

Revista Prêmio Líder Empresarial 2016

Brendo Matheus Bremenkamp

CASA DO SERRALHEIRO

DIAÇO


Foto: Sagrilo

LÍDER EM ENSINO SUPERIOR

ALEXANDRE NUNES

Theodoro

FA E S A

S

uperintendente institucional

riscos. É essencial que respeite os ou-

da Faesa, Alexandre Nunes

tros para ser respeitado, saiba ouvir

Theodoro é graduado em Ad-

e conversar e tenha capacidade de

ministração, com especializações em

decidir com estabilidade emocional.”

Gestão e Educação. Como acadêmi-

APRENDIZADOS E ENSINAMEN-

co, atua na pós-graduação como pes-

TOS: “Tenho a oportunidade de con-

quisador e professor em Planejamen-

viver e ler sobre bons líderes. O que

to e Gestão Educacional. É um estu-

sempre me chama atenção é o nível

dioso da legislação da Educação Su-

de conhecimento que têm sobre o

perior com diversos cursos de aper-

que fazem, a forma como enfrentam

feiçoamento na área.

as dificuldades e o equilíbrio entre o

Também já atuou como presidente

profissional e pessoal. O que tenho

do Sindicato das Escolas Particulares

tentado mostrar a nossa equipe é

de Ensino do Espírito Santo (Sinepe/

que é preciso ter conhecimento do

ES) e foi membro do Conselho Esta-

seu trabalho, ser ético e observador;

dual de Educação do Espírito San-

conhecer o que nos move, levantar

to. Participa ativamente do Espírito

todos os dias e ir trabalhar para al-

Santo em Ação, onde foi presidente.

cançar seus resultados, sem perder

35.56% de votos

o equilíbrio do profissional e pessoal.”

36

QUEM É VOCÊ: “As definições ten-

ESTILO DE LIDERANÇA: “Busco

dem a ser limitantes diante da com-

constantemente ser um líder ins-

plexidade e das possibilidades do ser

pirador, transparente, acessível e

humano. Acredito que na vida é pre-

comprometido com minha equipe e

ciso coerência entre o que se pensa, o

com os resultados que devemos al-

que se diz e o que se faz. Procuro ser

cançar juntos.”

coerente. A disciplina também é uma

INSPIRAÇÃO: “Minha maior inspi-

característica que procuro alimentar.”

ração ainda é meu pai, um homem

SER LÍDER: “Um líder deve ter mo-

sonhador, visionário, idealizador e,

tivação, empatia, autoconfiança, sen-

acima de tudo, com alta capacidade

de objetivos claros, com alta capa-

sibilidade, autoconhecimento, conhe-

de realização. Ensinou-me a ter fé e,

cidade de realização, independente

cimento, disciplina, foco e amor pelo

por meio dela, desenvolver a paci-

mente dos desafios estabelecidos.”

que faz. O líder precisa ser ético, ob-

ência, a perseverança e a coragem

SONHOS: “O sonho, seja ele qual

servador, saber influenciar as pesso-

necessárias para desafiar as dificul-

for, realiza-se a partir das pequenas

as e se relacionar com os outros, ser

dades e realizar os grandes sonhos.”

ações diárias. Ter diariamente no-

amigo e comprometido com a organi-

REALIZAÇÕES E DESAFIOS:

vos sonhos e a capacidade de reali-

zação e ainda não ter medo de correr

“Manter uma equipe unida, em torno

zar todos eles.”

Revista Prêmio Líder Empresarial 2016

Sebastião Estevam Receputi NOVO MILÊNIO

32.53%

Rodrigo Biazon ESTÁCIO

31.91%


LÍDER EM NOVOS INVESTIMENTOS

ALTAF

Hossain

E S TA L E I R O J U R O N G A R AC R U Z

A

te do Estaleiro Jurong Ara-

QUEM É VOCÊ: “Honestidade, tra-

cruz, uma subsidiária bra-

balho duro e comprometimento com

sileira do Grupo Sembcorp Marine

a nossa empresa resumem a minha

(SCM) de Cingapura. Engenheiro e

crença principal.”

arquiteto naval, passou a maior par-

SER LÍDER: “É buscar construir

te de sua vida profissional no SCM,

confiança e pensamento positivo

na área de construção naval e enge-

junto aos integrantes da equipe,

nharia, construindo sua carreira em

mesmo nos momentos em que o

gerenciamento de projetos.

negócio não está necessariamente

ltaf Hossain é o presiden-

Com mais de 20 anos no grupo,

indo bem. Na minha vida profissio-

já ocupou o cargo de gerente-geral

nal, conheci integrantes de equi-

do Estaleiro Tuas no Jurong Shipyard,

pes de diferentes origens culturais

onde entrou em 1995, como gerente

e educacionais. Aprendi o quão dife-

de Reparação. Lá esteve em vários

rente eles trabalham, mas que eles

cargos posteriormente, incluindo

podem alcançar seus objetivos. Em

gerente-geral adjunto (Project Ma-

um ambiente multinacional, temos

nagement Office) no PPL Shipyard

que entender isso. Além disso, um

Pte Ltd de Cingapura.

verdadeiro líder deve ser adaptá-

Possui mestrado em Engenha-

38

34.41% de votos

vel às mudanças.”

ria Mecânica, com especialização

APRENDIZADOS E ENSINAMEN-

em Arquitetura Naval e Engenharia

TOS: “Nós, no Grupo Sembcorp Mari-

Gelson Luiz Zardo

Marinha, pelo Instituto de Pesquisa

ne, gostamos de dar o exemplo. Por-

Naval da Universidade Técnica de

tanto, a maioria dos nossos líderes

33.55%

Gdansk, na Polónia. É membro exter-

são do tipo que colocam a mão na

no do Royal Institute of Naval Archi-

massa, ou seja, ‘hands-on’.”

tects de Londres e da Sociedade de

REALIZAÇÕES E DESAFIOS: “Es-

Arquitetos Navais e dos Coordena-

peramos que o nosso investimento no

dores Marinhos de Cingapura. Tam-

Espírito Santo seja bem-sucedido no

bém gerenciou numerosos contratos

longo prazo e que o Estaleiro Jurong

de construção de plataforma de pe-

Aracruz (EJA) possa contribuir para

tróleo e projetos de FPSO.

o bem-estar da comunidade.”

Revista Prêmio Líder Empresarial 2016

MARCOPOLO / VOLARE

Eduardo Hummes WEG

32.04%


Revista Prêmio Líder Empresarial 2016

39


LÍDER DAS MAIORES EMPRESAS DO ESPÍRITO SANTO

BENJAMIN

Baptista Filho

A R C E LO R M I T TA L T U B A R ÃO

F

ormado em Engenharia Meta-

ESTILO DE LIDERANÇA: “Eu sem-

lúrgica, Benjamin Baptista Fi-

pre trabalhei em equipe, nunca traba-

lho iniciou a carreira na Com-

lhei sozinho. Sempre busquei motivar

panhia Siderúrgica Nacional (CSN),

minhas equipes, buscando reconhe-

no Rio de Janeiro. Posteriormente, foi

cer o esforço que está sendo feito e

gerente de vendas da Usiba (hoje do

ter muita tranquilidade. Eu acho que

Grupo Gerdau), onde ficou por três

a maioria dos líderes tem uma quali-

anos. Atualmente, é CEO da Arcelor-

dade instintiva, natural, uma maneira

Mittal Tubarão e presidente e CEO

mais holística de entender o todo.”

da ArcelorMittal Brasil. Na empresa,

INSPIRAÇÃO: “Meu pai foi meu

onde ingressou em 1983, também

grande líder. Ele foi profissional de

foi gerente de exportação, gerente-

carreira da CSN, começou lá como

-geral de vendas, diretor de desen-

engenheiro e finalizou a carreira

volvimento e comercial e vice-pre-

como presidente. A siderurgia está

sidente comercial.

no meu DNA, e ele sempre foi o meu maior exemplo de líder. Mas eu tive

40

34.74% de votos

QUEM É VOCÊ: “Sou um pai de fa-

outros, como o Dr. Arthur Gerhardt,

mília realizado e um profissional de

que é uma pessoa que eu respeito e

carreira. Sempre estudei muito, co-

admiro muito e diria que é um dos

mecei a trabalhar muito cedo no ramo

responsáveis pela criação da Arce-

de produção de aço e hoje colho os

lorMittal Tubarão, e José Armando

Dalton Dias Heringer

frutos do meu esforço e dedicação.”

Campos, com quem trabalhei direta-

32.48%

SER LÍDER: “É ser o treinador do

mente durante 17 anos e ainda hoje,

time, o maestro da orquestra. O lí-

porque ele é o presidente do nosso

der deve ter uma visão mais ampla

Conselho de Administração.”

SONHOS: “Eu não tenho mais ne-

de todos os cenários. Obviamente

REALIZAÇÕES E DESAFIOS: “No

nhum sonho profissional. Já estou

deve conhecer o negócio, mas tem

âmbito pessoal, ter criado uma fa-

com 62 anos, daqui a pouco está na

que ter uma visão do todo. É a pes-

mília, com três filhos, todos pesso-

hora de dar oportunidade a uma ge-

soa que mostra os caminhos ou, pelo

as do bem. Profissionalmente, eu

ração mais nova. Eu venho preparan-

menos, tem a visão de mais médio

tenho uma ligação muito forte com

do a minha aposentadoria já há al-

e longo prazos para orientar. Prin-

a ArcelorMittal Tubarão. Eu cheguei

gum tempo, e é possível que depois

cipalmente, deve saber motivar as

aqui no início, em março de 1983, e

de sair daqui eu possa participar de

pessoas pelo seu exemplo e de for-

foi um grande desafio começar essa

algum Conselho de Administração.

ma voluntária. Líder é aquele que

operação e conseguir transformar

Pessoalmente, desejo ir para Pedra

tem a capacidade de motivar, mo-

um negócio que não existia em um

Azul. Tenho uma casa lá, vou ficar

ver, convencer, guiar. ”

negócio de sucesso.”

mais próximo da família e jogar golfe.”

Revista Prêmio Líder Empresarial 2016

Marcelo Strufaldi Castelli FIBRIA

32.79% FERITILIZANTES HERINGER


Revista Prêmio Líder Empresarial 2016

41


Foto: Cloves Louzada

LÍDER EM INSTITUIÇÃO FINANCEI RA

BENTO

Venturim

SICOOB

O

42

presidente do Sicoob ES,

equipe. O líder precisa ser presente

Bento Venturim, é advoga-

e adotar atitudes especiais que sur-

do e empresário do agro-

preendam as pessoas.”

negócio. Certificado pelo Instituto

APRENDIZADOS E ENSINAMEN-

Brasileiro de Governança Corporati-

TOS: “Aprendi que líder tem de ouvir

va (IBGC), integra o Conselho Con-

e de escutar, ser maleável quando

sultivo Nacional do Ramo Crédito da

necessário, ser exemplo. Aos lidera-

Organização das Cooperativas Brasi-

dos, além de passar o que aprendi,

leiras (OCB). Além do Sicoob ES, pre-

procuro transmitir confiança, segu-

side o Fundo Garantidor do Coope-

rança, desapego e cumprimento dos

rativismo de Crédito (FGCoop), o Si-

propósitos e das metas.”

coob Norte e o Centro de Desenvolvi-

ESTILO DE LIDERANÇA: “Além

mento Tecnológico do Café (Cetcaf).

de ter capacidade de delegar, estou

42%

de votos

Bento nasceu em Conceição do

sempre aberto para ouvir sugestões.

Castelo e cresceu seguindo os passos

Outro aspecto preponderante no meu

do pai, Euzaudino Venturim, mem-

estilo é a minha conduta ética. Minhas

29.05%

bro de uma cooperativa agropecu-

atitudes sempre foram compatíveis

Guilherme Gomes Dias

ária em Venda Nova do Imigrante.

com minhas palavras. Por isso, as

Em São Gabriel da Palha, integrou a

pessoas confiam nas minhas opini-

28.94%

Cooabriel, cooperativa de cafeicul-

ões e nas minhas decisões.”

tores. Atua no cooperativismo como

INSPIRAÇÃO: “No cooperativismo,

país. Na vida pessoal, conquistei tudo

dirigente desde 1980.

um líder que me inspira é Roberto

o que esperava. Considero desafiador

Rodrigues, coordenador do Centro

vencer crises sucessivas na economia

QUEM É VOCÊ: “Sou uma pessoa

de Agronegócio da Fundação Getulio

nacional e mundial e continuar cres-

dedicada ao trabalho, que acredita

Vargas e embaixador especial da FAO

cendo e contribuindo para o êxito de

nos valores do cooperativismo e da

para o Cooperativismo. O empresário

empresas e de famílias, como temos

família e que se empenha para que

Jorge Paulo Lemman é outra pessoa

feito por meio do Sicoob.”

os princípios do compartilhamen-

merecedora da minha admiração. E

SONHOS: “Ampliar ainda mais a

to proporcionem condições de vida

desde sempre, meu pai, já falecido,

abrangência do Sicoob, para que mais

melhores para a sociedade.”

e minha mãe, Josefina Paste Ventu-

pessoas tenham acesso aos produ-

SER LÍDER: “Cabe ao líder condu-

rim, de 91 anos, em quem continuo

tos e serviços tipicamente bancários

zir e estimular os profissionais para

me espelhando.”

com custos mais acessíveis do que os

que eles atuem com foco no cresci-

REALIZAÇÕES E DESAFIOS: “A

do mercado. Pessoalmente, espero

mento da organização sem perder

principal realização da minha vida

continuar a ver meus filhos e netos

de vista o bem-estar coletivo. Saber

é participar da construção do maior

com saúde, e que se mantenham no

delegar é fundamental, pois motiva a

sistema de cooperativas de crédito do

caminho da virtude.”

Revista Prêmio Líder Empresarial 2016

Tarcísio Luiz Dalvi

CAIXA ECONÔMICA FEDERAL

BANESTES


tommasi.com.br

Chefe, parabéns por ser um grande líder Homenagem de toda equipe Tommasi ao Dr. Henrique Tommasi. Eleito Líder Empresarial 2016 no segmento Laboratórios de Análises Clínicas.

Central de atendimento: 27 3381.3884 @tommasilab

/tommasilaboratorio Revista Prêmio Líder Empresarial 2016

43


LÍDER EM SUPERMERCADO

CEZAR AUGUSTO

Roncetti

SUPERMERCADO OK

F

ormado em Administração

SER LÍDER: “É fazer um bom tra-

de Empresas, Cezar Augus-

balho em equipe, conseguir formar

to Roncetti é diretor-geral do

uma equipe competente, ser alguém

Supermercado OK, responsável pela

acessível, que ouça opiniões. É fazer

área comercial e a operação das lo-

o seu trabalho com amor, competên-

jas. Sua primeira experiência no ramo

cia, ética, honestidade e visar sem-

foi em 1981, quando gerenciou a ter-

pre ao crescimento da sua equipe.”

ceira loja do Roncetti, no bairro do

APRENDIZADOS E ENSINAMEN-

Ibes, em Vila Velha. Em 1984, pas-

TOS: “Aprendi a ser apaixonado pelo

sou a trabalhar na matriz, onde era

que faço. Busco passar a todos essa

responsável pelo setor de compras,

paixão pelo varejo.”

pelo mix de produtos e participava di-

ESTILO DE LIDERANÇA: “Consi-

retamente da compra de terrenos e

dero-me um líder participativo, que

projetos das novas lojas da empresa.

trabalha junto com os funcionários.”

Entre 1995 a 1997, Cezar também

INSPIRAÇÃO: “Pessoas que cres-

foi presidente da Associação Capixa-

ceram através do seu trabalho e es-

ba de Supermercados (Acaps).

forço, como Abilio Diniz (Pão de Açú-

34.68% de votos

car), Sam Walton (Wallmart) e Jorge

44

QUEM É VOCÊ: “Nasci e fui criado

Paulo Lemann (Ambev).”

no comércio junto com o meu pai.

REALIZAÇÕES DE DESAFIOS:

Sérgio Carone

No início, morávamos em um peque-

“Montar novamente uma rede de su-

no prédio empresarial com a loja no

permercados e conseguir estar em

33.93%

térreo. Sou apaixonado pelo comércio

destaque nesse setor.”

varejista, convivi e convivo com isso

SONHOS: “Continuar trabalhando

todos os dias da minha vida.”

no mundo do varejo, que tanto amo.”

Revista Prêmio Líder Empresarial 2016

SUPERMERCADO CARONE

Luiz Coelho Coutinho

SUPERMERCADO EXTRABOM

31.4%


Revista Prêmio Líder Empresarial 2016

45


LÍDER DE EMPRESA MAIS ADMIRADA PARA TRABALHAR

DECIO LUIZ

Chieppe

ÁGUIA BRANCA

D

46

ecio Luiz Chieppe é presi-

trono, apenas dando ordens. É ne-

dente da Holding do Grupo

cessário interagir constantemente

Águia Branca e do Conselho

com as pessoas, alinhar metas, pro-

de Administração da Águia Branca

cessos e ações. Isso faz com que as

Participações. É ainda membro do

pessoas produzam mais e melhor e

Conselho de Acionistas do Grupo

se sintam bem. Agindo dessa forma,

Águia Branca e dos conselhos da Vix

o bom líder tem, inclusive, o reconhe-

Logística e da Azul Linhas Aéreas.

cimento do próprio time.”

Sua trajetória profissional no Gru-

APRENDIZADOS E ENSINAMEN-

po Águia Branca teve início em 1978.

TOS: “Antes de atuar profissional-

Filho de um dos fundadores do gru-

mente, convivi com meu pai e tios,

po, Vallecio Chieppe, Decio tem 56

que possuem um estilo de lideran-

anos, é casado e tem um casal de fi-

ça bem parecido com aquele que

lhos. Executivo mais velho da segunda

pratico hoje. A veia básica de lide-

geração da família que está à frente

rança que imprimo na empresa veio

dos negócios do Grupo Águia Branca,

de família e se sustenta nos valores

vivenciou desde pequeno a trajetó-

sobre os quais erguemos e consoli-

ria de pai e tios à frente da empresa.

damos nossa empresa, dentre eles a

Decio é conhecido como um exe-

importância do respeito às pessoas,

cutivo visionário, dedicado e justo.

ética profissional, busca pelo desen-

Assumiu a holding num momento

volvimento sustentável e integração

Marcelo Strufaldi Castelli

delicado da economia, mas coman-

com a comunidade. A empresa se

31.83%

da o time com foco permanente em

aprimorou, mas os ensinamentos que

superação, inovação e crescimen-

nos foram passados pelos primeiros

to sustentável. É exigente, mas não

líderes continuam fazendo parte de

centralizador. Delega e confia na

nossa essência.”

mercado. Quem imaginava que aquela

equipe e reconhece a importância

INSPIRAÇÃO: “Meu pai é minha

pequena empresa nascida em Cola-

de cada pessoa que veste a cami-

fonte de inspiração! Eu acompanhei

tina, no interior do Espírito Santo, há

sa da empresa.

boa parte de sua vida, cresci ven-

70 anos, fosse se transformar num

34.91% de votos

Fabio Costa da Silva Brasileiro VALE

33.26% FIBRIA

do-o trabalhar, a forma interessan-

grupo desse porte, que emprega mais

SER LÍDER: “A principal função de

te como lidava com as pessoas. Não

de 13 mil pessoas e tem papel no de-

um bom líder é escolher bem seu

há dúvidas de que aquela experiência

senvolvimento do Espírito Santo e de

time, prepará-lo, motivá-lo e desafiá-

me inspirou para seguir em frente.”

todas as pessoas que trabalham co-

-lo continuamente. No mercado atual

REALIZAÇÕES: “É uma satisfação

nosco? Minha principal expectativa é

não existe mais espaço para aquele

ver o quanto o Grupo Águia Branca

ver esse trabalho tendo continuidade

‘líder’ que vive encastelado em seu

cresceu, evoluiu e se destacou no

e chegando às próximas gerações.”

Revista Prêmio Líder Empresarial 2016


A melhor parte da vida é compartilhar.

sicoobes.com.br

O Sicoob faz parte de um dos movimentos que mais crescem no planeta, a economia colaborativa. É uma instituição que já nasceu diferente: foi criada para unir pessoas que queiram compartilhar sonhos, prosperidade, esperança. Um lugar onde a diferença não está no discurso, mas na essência. Que não busca simplesmente grandes transações, mas novas relações. Onde você participa dos resultados, e é parte de algo maior. Venha para um mundo onde você é essencial. Revista Prêmio Líder Empresarial 2016

O Sistema Sicoob ES é composto pelas seguintes cooperativas: Sicoob Sul-Litorâneo, Sicoob Sul, Sicoob Leste Capixaba, Sicoob Centro-Serrano, Sicoob Norte, Sicoob Sul-Serrano, Sicoob Credirochas e Sicoob Credestiva. Central de Atendimento Sicoob - 0800 642 0000 | Ouvidoria - 0800 725 0996 | Deficientes auditivos ou de fala - 0800 940 0458

47


LÍDER EM TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

EDUARDO

Couto

TOTVS

F

48

ormado em Economia pela

liderados. Sua vaidade não pode ser

PUC-MG, pós-graduado em

maior do que a vaidade de influenciar

Gestão de Negócios e Tecno-

os outros positivamente, contribuindo

logia da Informação pela FGV-RJ e

para o engrandecimento do indivíduo

com MBA Executivo pela FDC-MG,

e da sociedade. Ele deve ser lembrado

Eduardo Couto exerce atualmente o

por suas ações pautadas na ética, nos

cargo de CEO da Totvs Espírito San-

bons costumes e no respeito às leis.”

to e Norte Fluminense e é sócio-di-

APRENDIZADOS E ENSINAMEN-

retor da Totvs Bahia.

TOS: “Todos os líderes que eu tive ti-

34.95% de votos

Em 2009 adquiriu a filial da Totvs

nham algo em comum: sabiam o que

no Espírito Santo, tornando-se um

queriam, tinham foco e objetivos bem

franqueado. Expandiu a atuação da

claros. Não se deixavam contaminar

empresa também para o norte flu-

por novos desafios que apareciam e

minense, com uma filial em Campos.

que não estavam alinhados com suas

Em 2013, adquiriu a operação da Totvs

metas. Eles sabiam dizer não.”

na Bahia, com escritórios em Salva-

ESTILO DE LIDERANÇA: “Sou um

33%

dor e Ilhéus. A operação atualmen-

líder bastante descentralizador, foca-

Antônio Vazzoler Neto

te emprega diretamente mais de 200

do em resultados. Dou liberdade para

32.06%

profissionais e atende mais de 1 mil

cada um exercer suas habilidades com

clientes com os softwares de gestão.

foco no cumprimento das metas. Não

Carlos Augusto Ferreira de Almeida

MD SISTEMAS (SÊNIOR)

LEX DATA

gosto muito de controle, busco o en-

executivo foi fantástica. Como empre-

QUEM É VOCÊ: “Uma pessoa muito

tendimento e procuro dar o caminho

endedor, também não posso reclamar,

acelerada e focada nos objetivos, que

a ser seguido. Gosto de trabalhar com

meu negócio cresceu, emprego muita

tenho bem definidos no curto, médio

pessoas motivadas, de bem com a

gente, pago todos os impostos, não

e longo prazo. Sei para onde quero

vida, que têm prazer em trabalhar na

faço nada ilegal e, no final, tenho lu-

ir. Dou muito valor ao meu tempo,

profissão que escolheram.”

cro. Conquistei o amor da mulher da

detesto fazer qualquer coisa duas

INSPIRAÇÃO: “Me inspiro no pre-

minha vida, tenho filhos maravilho-

vezes e procuro sempre fazer tudo

sidente da Totvs, Laercio Cosentino.

sos, uma família que sempre sonhei.”

com qualidade.”

Ele tem uma grande habilidade para

SONHOS: “Ver meus filhos encami-

SER LÍDER: “É inspirar admiração

tratar com gente, é um visionário, tem

nhados na vida, formados e realizados

nos outros pelas coisas que realiza,

uma capacidade incrível de aglutinar

profissionalmente, fazer meu suces-

exemplos que deixa, atitudes que

pessoas em torno de um objetivo.”

sor na empresa e ver meus negócios

toma, palavras que escreve, caráter e

REALIZAÇÕES E DESAFIOS: “Mi-

prosperarem. Quero continuar dedi-

ética que emprega em suas atitudes.

nha vida sempre andou para frente,

cando tempo a minha família e curtir

O sucesso de um líder é ver o cresci-

sempre um dia foi melhor do que o ou-

mais a minha fazenda, onde pretendo

mento profissional e pessoal dos seus

tro. Minha carreira profissional como

viver depois de aposentado.”

Revista Prêmio Líder Empresarial 2016


LÍDER EM INDÚSTRIA DE AVES

ELDER ELIAS

Marim

PROTEINORTE (KIFRANGO)

C

50

açula de 12 irmãos, Elder

agem da mesma forma. Não adianta

Elias Marim aprendeu a

ter discurso e não demonstrá-lo no

trabalhar brincando. Antes

dia a dia. Um líder precisa transmi-

mesmo de completar oito anos, já

tir confiança, segurança e ser firme

acompanhava o pai na mercearia de

quando for preciso.”

secos e molhados no interior de Co-

APRENDIZADOS E ENSINAMEN-

latina. O primeiro trabalho veio quan-

TOS: “Pesquisar, procurar ter um

do ele já tinha 12 anos, em uma ofici-

conhecimento amplo, ler muito, se

na mecânica de um dos irmãos, onde

informar inteiramente sobre a ativi-

limpava peças e ajudava os mecâni-

dade em que está inserido. Também

cos. Dos 14 aos 19 anos, trabalhou

é importante observar as tendências

de novo com o pai, em uma merce-

nacionais e mundiais. Ser persistente,

Aderval Casagrande

aria; dos 19 aos 22, atuou em outras

humilde, determinado e ter vontade

33.63%

empresas da família. Em 1979, os ir-

de melhorar sempre.”

mãos ofereceram a ele a administra-

ESTILO DE LIDERANÇA: “Sou do

ção de um novo empreendimento em

tipo acessível e gosto de delegar ta-

Linhares no ramo da avicultura, e até

refas. Acredito no potencial das pes-

hoje Elder está na Proteinorte, agora

soas. Vibro com as vitórias e ajudo a

no cargo de diretor-superintendente.

superar dificuldades.”

sentido. Só que já estávamos inseri-

34.5%

de votos UNIAVES

Ricardo Magno Valadares Goastico KAJORY

31.87%

INSPIRAÇÃO: “Meu grande profes-

dos no negócio com compromissos

QUEM É VOCÊ: “Uma pessoa co-

sor foi meu pai. Desde que comecei

financeiros e altos investimentos. Fo-

mum, que procura aprender sem-

a trabalhar com ele observava suas

ram 10 anos nessa situação até nos

pre e se atualizar, acompanhando a

atitudes. Devo a ele as minhas maio-

estabelecermos. Para superar essa

evolução das pessoas e situações.”

res lições de vida, como ética, cará-

etapa confusa e difícil, foi preciso

SER LÍDER: “Um líder é aquele que

ter, respeito, amor ao próximo e visão

muita determinação e dedicação.

inspira as pessoas; alguém que é res-

empreendedora.”

Nós estávamos fortes na obrigação

peitado e seguido por seus princípios

REALIZAÇÕES E DESAFIOS:

de vencer os obstáculos. Provamos

e exemplos. Para ser um bom líder é

“Quando começamos o negócio, não

que a cultura do frango no Estado é

necessário respeitar as diferenças e

havia a cultura de criar frango no Es-

possível e muito viável.”

acreditar no potencial das pessoas.

pírito Santo. Por conta disso, nossa

SONHOS: “Ver a Proteinorte cres-

Um bom líder faz com que sua equi-

maior dificuldade era não ter com

cer ainda mais, com uma liderança

pe se torne eficaz sem depender da

quem buscar consultoria sobre as me-

forte. Na minha vida pessoal, meu

presença dele. Um líder precisa ser

lhores práticas. Quando buscávamos

sonho é ver meus filhos realizados,

referência, não só no lado profissio-

informações, diziam que o município

meus netos crescendo com saúde

nal, mas também no pessoal. As pes-

de Linhares não era lugar para criar

e estar sempre bem-disposto para

soas respeitam aqueles que falam e

frango e argumentavam coisas sem

curtir minha família.”

Revista Prêmio Líder Empresarial 2016


Cartão BNDES Banestes. As melhores condições para você investir e sua empresa crescer.

Até R$ 1 milhão de crédito pré-aprovado*

Taxas reduzidas e fixas até o fim do pagamento

3 a 48 meses para pagar

Transações online através do portal do BNDES

Uma solução de crédito do banco que tem tudo que seu negócio precisa e que está sempre perto de você.

*crédito sujeito à análise.

Fale com seu gerente. É simples, é rápido. Acesse: www.banestes.com.br/cartaobndesbanestes /banestes

@banestes_sa

SAC: 0800 727 0474 | Ouvidoria Geral: 0800 727 0030 Deficientes auditivos ou de fala: 0800 282 3030


LÍDER EM ASSOCIATIVISMO DE SUPERMERCADO

GILBERTO CARRETTA

Barros

M U LT I S H O W

P

residente da Multishow Su-

em conjunto, ajudando aqueles que

permercados Associados,

tenham dificuldade em acompanhar

Gilberto Carretta Bastos co-

o grupo. As pessoas precisam ver o lí-

meçou a trabalhar no comércio em

der como um exemplo a ser seguido.

1979, aos 13 anos, quando tomava

Quando uma equipe sonha em igua-

conta de uma quitanda que o pai ha-

lar-se ao líder, em suas virtudes e ap-

via adquirido. Depois, passou a atuar

tidões, e superá-lo em suas limitações

em uma mercearia, que cresceu e se

e defeitos, conseguimos conquistar

tornou um supermercado do qual era

corações e mentes e sermos reconhe-

sócio. Gilberto saiu dessa sociedade e

cidos como uma liderança positiva.”

formou outra, um novo supermerca-

APRENDIZADOS E ENSINAMEN-

do, em Fundão, que foi filiado à Mul-

TOS: “Aprendi e passo adiante valo-

tishow Supermercados Associados.

res como fé, transparência, confiança

Na Multishow, Gilberto foi dire-

52

33.69% de votos

mútua e trabalho, muito trabalho.”

tor-secretário e diretor comercial

ESTILO DE LIDERANÇA: “Agrega-

por vários mandatos. Hoje, é presi-

dor e conciliador, mas sem abrir mão

dente da associação, que reúne 59

dos desafios estabelecidos em con-

33.61%

associados, em 35 municípios do Es-

junto. Gasto mais tempo na persua-

pírito Santo. Entre suas atribuições

são do que nas críticas; no estímulo

Gilberto de Eça Rabelo Filho

no cargo estão desenvolver pessoas,

do que nas dificuldades; no sucesso

definir metas, trabalhar os valores da

do que nos fracassos.”

rede, reconhecer e recompensar as

INSPIRAÇÃO: “João Francisco Pine-

competências e, claro, ser exemplo.

do Kasper, pela seriedade, competên-

João Luiz Doriguete

CENTRAL DE COMPRAS

REDE SHOW

32.69%

cia, responsabilidade e empenho que

SONHOS: “Ver minha família vivendo

QUEM É VOCÊ: “Um homem temen-

exerce em seu trabalho no que diz

o amor de Deus, unida em um mesmo

te a Deus, com princípios religiosos,

respeito ao associativismo. Ele é um

propósito e vivendo o mesmo obje-

morais e cívicos. Sou dedicado à famí-

homem de profundo conhecimento

tivo a cada dia para sermos pessoas

lia, à vida profissional e à espiritual.”

na área de associação.”

melhores. Na carreira, ser um líder

SER LÍDER: “Um bom líder é aquele

REALIZAÇÕES E DESAFIOS: “Ter

melhor, para atender às expectati-

que consegue motivar suas equipes e

vida dedicada à família, pois ela é a

vas dos associados no respeito, na

fazê-las se superarem na busca dos

base para todo o homem ter suces-

confiança, na dedicação, no compa-

objetivos comuns. Também se preocu-

so na sua vida profissional, material,

nheirismo e também crescer profis-

pa com o crescimento de todos, procu-

emocional, sentimental, espiritual. E

sionalmente através da capacitação

rando otimizar as aptidões e virtudes

o desafio é procurar ser um melhor

e conhecimento. Vivemos apren-

de cada um. Constrói os princípios e

pai de família e um melhor profis-

dendo a cada dia, e o conhecimento

valores que devem nortear o trabalho

sional a cada dia.”

não ocupa lugar.”

Revista Prêmio Líder Empresarial 2016


Revista Prêmio Líder Empresarial 2016

53


LÍDER DO ANO

GUILHERME

Gomes Dias

BANESTES

G

raduado em Economia pela

compartilhados. As pessoas traba-

Ufes e doutor pela UFRJ,

lham melhor se houver um horizon-

Guilherme Gomes Dias é di-

te ou perspectiva de futuro minima-

retor-presidente do Banco do Estado

mente delineado.”

do Espírito Santo (Banestes) e mem-

APRENDIZADOS E ENSINAMEN-

bro do Conselho Diretor da Federa-

TOS: “Há um ensinamento atribuído

ção de Bancos do Brasil (Febraban).

a Sócrates, filósofo grego, em que

Há 32 anos, atua nas áreas de Econo-

ele teria dito ‘só sei que nada sei’. O

mia, Finanças e Planejamento.

ponto central dessa frase é que nin-

No Banestes desde 2013, Guilher-

guém é portador de uma verdade

me está engajado na tarefa de tor-

absoluta. Por mais que acumulemos

ná-lo mais competitivo e atuante. E

experiência e conhecimento, esta-

já tem obtido importantes avanços e

remos sempre aprendendo, e prin-

vitórias à frente da instituição, mes-

cipalmente com as outras pessoas.

mo num ambiente de severa crise

Creio que a liderança também é um

econômica. Atualmente, o Banestes

atributo que depende de aprendiza-

apresenta excelentes indicadores de

do e trabalho contínuo.”

desempenho econômico-financeiro

INSPIRAÇÃO: “É inevitável citar

e uma contínua ampliação e melho-

Fernando Henrique Cardoso. Não

Fabio Costa da Silva Brasileiro

ria da carteira de produtos e servi-

creio que haja muitos exemplos no

20.53%

ços aos clientes.

mundo de pessoas que foram capazes de influenciar o meio em que

54

20.87% de votos

VALE

Étore Cavallieri IMETAME

QUEM É VOCÊ: “Sou capixaba, nas-

viveram antes, durante e depois do

19.64%

cido em Vitória há 55 anos, e econo-

exercício do poder político. Como

Camerino Casotti Filho

mista por formação e opção profis-

intelectual, formou e influenciou

19.54%

sional. Casado com a Lenize, que é

muitas gerações. Como presiden-

periodontista. E temos um filho, tam-

te, liderou um ciclo de mudanças e

bém Guilherme. Nas horas de lazer,

modernização do Brasil muito raro

gosto de praticar esportes, ir à praia,

em nossa história. E como ex-presi-

ler e viajar, mas principalmente de

dente, creio que os fatos dispensam

estar em casa com a família.”

qualquer comentário, principalmen-

ciclo no setor público, como condi-

SER LÍDER: “O exercício de lide-

te quando comparamos com outros

ção inevitável para buscar novos de-

rança é criar um ambiente cola-

ex-presidentes.”

safios e experiências, o que deverá

borativo na organização, de modo

SONHOS: “Do ponto de vista pro-

resultar no desenvolvimento de pro-

que se possa canalizar a energia

fissional, creio que em algum mo-

jetos próprios ou em organizações

das pessoas para objetivos e metas

mento do futuro devo encerrar meu

do setor privado.”

Revista Prêmio Líder Empresarial 2016

BIANCOGRÊS

Marcelo Strufaldi Castelli FIBRIA

19.42%


䔀洀 甀洀 爀愀椀漀 搀攀 ㈀㔀 欀洀 搀漀 挀漀洀瀀氀攀砀漀 瀀漀爀琀甀爀椀漀 搀漀  䔀猀瀀爀椀琀漀 匀愀渀琀漀Ⰰ 漀 吀攀爀挀愀 攀猀琀 椀渀猀琀愀氀愀搀漀 攀洀 甀洀愀 爀攀愀 搀攀  㔀㌀  洀椀氀 洀눀Ⰰ 搀漀猀 焀甀愀椀猀 ㌀㌀  洀椀氀 洀눀 猀漀 搀攀 爀攀愀  愀氀昀愀渀搀攀最愀搀愀⸀ 伀 吀攀爀挀愀 漀瀀攀爀愀 挀漀洀 琀漀搀漀猀 漀猀 爀攀最椀洀攀猀  愀搀甀愀渀攀椀爀漀猀 攀猀瀀攀挀椀愀椀猀⸀ 匀甀愀 攀猀琀爀甀琀甀爀愀 挀漀渀猀椀猀琀攀 搀攀 瀀琀椀漀 瀀愀爀愀 愀爀洀愀稀攀渀愀最攀洀 搀攀  ㈀㐀 洀椀氀 瘀攀挀甀氀漀猀Ⰰ 㐀  洀椀氀 洀눀 搀攀 爀攀愀 挀漀戀攀爀琀愀 挀漀洀 挀漀昀爀攀  瀀愀爀愀 瀀爀漀搀甀琀漀猀 搀攀 愀氀琀漀 瘀愀氀漀爀 愀最爀攀最愀搀漀Ⰰ 瀀琀椀漀 搀攀  洀愀焀甀椀渀愀猀Ⰰ 爀攀愀 挀氀椀洀愀琀椀稀愀搀愀Ⰰ 愀爀洀愀稀洀 最攀爀愀氀 挀漀洀  攀猀琀爀甀琀甀爀愀 瘀攀爀琀椀挀愀氀椀稀愀搀愀 攀 愀最漀爀愀 愀 攀洀瀀爀攀猀愀 挀漀渀猀琀爀甀椀甀 漀  愀爀洀愀稀洀 瀀愀爀愀 瀀爀漀搀甀琀漀猀 焀甀洀椀挀漀猀Ⰰ 切渀椀挀漀 攀洀 爀攀愀  愀氀昀愀渀搀攀最愀搀愀 搀漀 䔀猀瀀爀椀琀漀 匀愀渀琀漀⸀ 䌀漀渀 䌀漀渀琀愀洀漀猀 挀漀洀 攀焀甀椀瀀攀 攀猀瀀攀挀椀愀氀椀稀愀搀愀Ⰰ 最愀爀愀渀琀椀渀搀漀  爀愀猀琀爀攀愀戀椀氀椀搀愀搀攀 搀漀猀 瀀爀漀搀甀琀漀猀 挀漀洀 漀 猀椀猀琀攀洀愀 圀䴀匀⸀   吀漀搀愀猀 愀猀 攀琀愀瀀愀猀 搀漀猀 瀀爀漀挀攀猀猀漀猀 昀漀爀愀洀 攀氀愀戀漀爀愀搀愀猀 攀  瀀愀搀爀漀渀椀稀愀搀愀猀Ⰰ 漀 焀甀攀 氀攀瘀漀甀 漀 吀攀爀挀愀 愀 瀀愀爀琀椀挀椀瀀愀爀 搀漀  瀀爀攀洀椀漀 䌀伀䴀倀䔀吀䔀 ጠ䔀匀 Ⰰ 挀漀渀焀甀椀猀琀愀渀搀漀 漀 渀瘀攀氀 洀愀椀猀  愀氀琀漀Ⰰ 漀 琀爀漀昀甀 伀甀爀漀⸀ 䔀 瀀漀爀 攀猀猀攀 洀漀搀攀氀漀 搀攀 最攀猀琀漀 漀  吀攀爀挀愀 攀猀琀 瀀愀爀琀椀挀椀瀀愀渀搀漀 搀漀 瀀爀攀洀椀漀 一愀挀椀漀渀愀氀⸀

Revista Prêmio Líder Empresarial 2016

55


LÍDER EM LABORATÓRIO

HENRIQUE

Tommasi

L A B O R ATÓ R IO TO M M A S I

F

ormado pela Faculdade Nacio-

tive a necessidade do trabalho, com

nal de Farmácia da Universi-

dedicação e busca constante de co-

dade do Brasil, com especia-

nhecimento e aprimoramento. Aos

lização nas áreas de microbiologia

liderados, ensino a sonhar sempre,

médica, bioquímica, toxicologia, bro-

em busca de suas realizações.”

matologia e química orgânica, Hen-

ESTILO DE LIDERANÇA: “Acredi-

rique Tommasi é sócio fundador da

tar e se fazer acreditar, por mais que

Sociedade Brasileira de Análises Clí-

passemos por problemas e crises, afi-

nicas, delegado da sociedade por 30

nal somos uma empresa de 54 anos

anos e presidente do Grupo Tomma-

no mercado, ora como sobrevivente,

si, que abrange as empresas Tomma-

ora como ganhadora. Eu me conside-

si Laboratório, Criobanco, Tommasi

ro um líder simples, fortemente de-

Importadora e Tommasi Ambiental.

terminado, criador de desafios para mim e para meus liderados.”

56

QUEM É VOCÊ: “Me considero uma

INSPIRAÇÃO: “Minha mãe foi mi-

pessoa simples, de fácil relaciona-

nha grande inspiradora e motivadora

mento, determinado e sonhador.”

quando me ensinou a sonhar.”

SER LÍDER: “É relacionar-se bem

REALIZAÇÕES E DESAFIOS: “As

com os liderados, inspirando-os e

empresas que implantei são uma rea-

motivando-os nos processos de evo-

lização. O desafio é sobreviver a este

lução, dando oportunidade de cresci-

país de tantos desacertos e descaso

mento e aquisição de conhecimentos

com sua população.”

nas suas áreas de trabalho. Para ser

SONHOS: “São muitos ainda, den-

Fernando Pretti

líder é preciso ter simplicidade, uma

tre eles ser um bom tocador de sax,

boa dose de humildade, criatividade

continuar trabalhando da forma que

33.92%

e disposição de aprender sempre.”

faço hoje, enquanto Deus me der bom

APRENDIZADOS E ENSINAMEN-

tempo. Sou um homem de fé e me

TOS: “Aprendi com os líderes que

sinto realizado trabalhando.”

Revista Prêmio Líder Empresarial 2016

34.09% de votos

LABORATÓRIO BIOCLÍNICO

Francisco Paiva LABORTEL

31.99%


Revista Prêmio Líder Empresarial 2016

57


LÍDER REVELAÇÃO

IVA

Martins

C A R VA L H O C O S M É T I C O S

A

empresária Iva Martins ini-

emocional para conduzir sua equipe.”

ciou sua vida profissional

APRENDIZADOS E ENSINAMEN-

aos 13 anos de idade, como

TOS: “Aprendi que o sucesso do lí-

operária. Realizando seu sonho com

der está na capacidade de gerir e

perseverança, foco e determinação,

orientar sua equipe, estando apto

graduou-se em Administração de Em-

para resolver problemas, motivar e

presas. Atuou em diversos setores e

trabalhar junto.”

atualmente é gestora na indústria de

ESTILO DE LIDERANÇA: “Meu es-

cosméticos Carvalho.

tilo de liderança é arrojado, dinâmico e intenso. Busco extrair de meus

58

QUEM É VOCÊ: “Sou empreendedora

gestores e suas equipes o grau má-

e visionária, tenho profunda paixão

ximo de excelência na execução de

pelo que faço. Sou persistente, dis-

suas tarefas. Sou uma líder pioneira,

ciplinada e estou sempre em busca

gosto de novos projetos, novas expe-

de novos conhecimentos.”

riências e novas possibilidades. Não

SER LÍDER: “Ser líder não é uma ta-

tenho medo do fracasso.”

refa fácil. Um dos principais segre-

INSPIRAÇÃO: “Minha inspiração

dos, na minha opinião, é ser um mo-

sempre foram meus sonhos e o de-

delo a ser seguido pela equipe. Se as

sejo de realizá-los.”

atitudes do líder forem inspiradoras,

REALIZAÇÕES E DESAFIOS: “Ter

a equipe seguirá seu exemplo. Além

iniciado minha carreira como operá-

disso, o que torna um líder melhor é

ria e hoje ser CEO de três indústrias.”

sua habilidade em saber o momento

SONHOS: “Contribuir com o mer-

certo para seguir a razão ou a emo-

cado de cosméticos, assumindo o

33.36%

ção e ser capaz de se adaptar às mu-

compromisso de garantir a excelên-

Casemiro Alves

danças constantes. O líder deve ser

cia e a credibilidade na execução dos

servidor e ter disponibilidade física e

nossos serviços.”

Revista Prêmio Líder Empresarial 2016

33.85% de votos

Netto Soares

32.79%


Revista Prêmio Líder Empresarial 2016

59


LÍDER EM INDÚSTRIA DE PROCESSAMENTO DE CARNES

JOSÉ CARLOS CORREA

Cardoso

COFRIL

J

60

osé Carlos Correa Cardoso,

SER LÍDER: “É tratar as pessoas

de 54 anos, é casado e pai de

como gostaria de ser tratado, buscar

três filhos. Principal executivo

sempre uma convivência harmonio-

da Cofril, no cargo de presidente, in-

sa no meio em que vive, mantendo

terage cotidianamente com as equi-

a firmeza nas decisões. Com isso,

pes de liderança em todas as frentes

você acaba sendo enxergado como

de trabalho. Na função, acompanha

um líder de verdade. O líder precisa

de perto todas as atividades, estan-

fazer-se respeitar pelo exemplo, ser

do presente fisicamente pelo menos

verdadeiro nos relacionamentos com

uma vez por semana nas unidades

todos que o cercam. Com essas atitu-

dos abatedouros, indústrias e gran-

des, ele consegue ser reconhecido.”

jas. Além disso, faz os acompanha-

APRENDIZADOS E ENSINAMEN-

mentos administrativo/financeiro, co-

TOS: “Aprendo sempre com os no-

mercial e de gestão de pessoas com

vos relacionamentos. E digo sempre

reuniões semanais com os principais

para minha equipe de líderes para agi-

executivos dessas áreas.

rem com a equipe de trabalho deles

37.15%

de votos

Sua formação se deu na práti-

espelhando a forma como ajo, com

ca, sempre atuando como principal

firmeza, porém com respeito e com-

condutor dos negócios da empresa.

preensão. Assim, as pessoas também

33.56%

O desenvolvimento das atividades e

vão respeitá-los e proporcionar os

as novas parcerias agregadas ao lon-

resultados de que precisam.”

Edilson de Siqueira Varejão Júnior

go de 30 anos foram fazendo José

ESTILO DE LIDERANÇA: “Me con-

Carlos aprender cada vez mais, e até

sidero um líder verdadeiro, que age

Arthur Coutinho FRISA

MAFRICAL

29.29%

hoje há para ele grandes aprendiza-

com naturalidade, simplicidade.

dos com os episódios que ocorrem

Acho que essas são minhas princi-

caseira para uma indústria com visão

dentro da empresa.

pais características.”

de crescimento. As dificuldades ini-

INSPIRAÇÃO: “Tenho aprendido

ciais foram grandes, porém supera-

QUEM É VOCÊ: “A boa convivência no

sempre com as pessoas com as quais,

das ao longo do tempo com persis-

mundo dos negócios requer uma pos-

de um modo ou outro, me relacio-

tência e muito trabalho. A maior re-

tura balizada pela ética e respeito nas

no. São os exemplos que me fazem

alização é ver hoje a Cofril com mais

parcerias, seja com sua força de tra-

aprender, até mesmo os daqueles lí-

de 1 mil colaboradores, com abate

balho, fornecedores ou clientes. Dessa

deres que só conheço pelas notícias,

mensal de aproximadamente 15 mil

forma, você consegue a reciprocida-

pelos feitos e realizações.”

suínos e bovinos em suas duas uni-

de, o que poderá fazer que seja bem-

REALIZAÇÕES E DESAFIOS: “Cer-

dades de abatedouro e produzindo

-sucedido. Assim procuro agir e pau-

tamente, o maior desafio foi a deci-

2 mil toneladas/mês de derivados de

tar minhas ações e relacionamentos.”

são de sair de uma produção quase

suínos e bovinos.”

Revista Prêmio Líder Empresarial 2016


Revista Prêmio Líder Empresarial 2016

61


LÍDER EM INDÚSTRIA DE LATICÍNIOS

JOSÉ

Carnieli

VENEZA

A

62

dministrador de empresas

o respeito, saber onde termina o meu

e bacharel em Direito, com

direito e começa o do outro. Está per-

pós-graduação em Admi-

dendo espaço o líder que fala e não

nistração Estratégica e Metodologia

faz. O líder deve ser multifuncional,

do Ensino Superior, José Carnieli é di-

aprender várias funções, e não uma

retor-presidente da Veneza (Coope-

apenas. Além disso, hoje o líder tem

rativa Agropecuária do Norte do Es-

que fazer junto, ser amigo, solidário,

pírito Santo), onde iniciou sua carreira

partilhar, falar e ouvir; tem que fazer

profissional em 1974, como funcioná-

parte, não ser parte.”

rio. Atualmente, como gestor da co-

ESTILO DE LIDERANÇA: “Tenho

operativa, Carnieli é responsável por

uma coerência de vida familiar e pro-

gerenciar os mais de 1.500 produto-

fissional. Sempre procurei praticar

res de leite associados e quase 500

aquilo que defendo e prego. Estou

funcionários diretos.

sempre conectado ao que está ao

37.15%

de votos

meu redor. Sou determinado, cria-

Arthur Coutinho

QUEM É VOCÊ: “Brasileiro, casado,

tivo e com uma percepção afinada.

33.56%

administrador e advogado. Profis-

Além do mais, estou sempre me atu-

sional carismático, empreendedor,

alizando, interagindo e participando

aglutinador empático, envolvente e

de tudo que faz parte da minha vida

dinâmico, com forte poder de mobili-

familiar e profissional.”

zação, integração, iniciativa, liderança

REALIZAÇÕES E DESAFIOS: “No

e, principalmente, grande capacidade

âmbito profissional, ser reconhecido e

de trabalho árduo e desafiante, com

respeitado. No âmbito pessoal, man-

bom poder de comunicação didática

ter firme meu casamento, com meus

e expressão pedagógica. Compro-

filhos já formados e encaminhados.”

metido com valores éticos, morais,

SONHOS: “O sucesso de qualquer

familiares. Preconizo a coerência,

negócio está em saber manter uma

e carácter. Na Veneza, quero encon-

criatividade, percepção e inovação.

discrição dos fatos e realizações. Mas

trar caminhos para sua continuidade.

Aceito desafios e busco resultados.”

a verdade é que não tenho nenhu-

No mais, que eu possa ser lembrado

SER LÍDER: “No passado, o poder

ma vaidade pessoal, quero mesmo é

como um bom exemplo de vida fami-

estava com quem tinha posses, hoje

manter firme os valores em que acre-

liar e profissional, num país onde os

está com quem tem conhecimento.

dito e que, de certa forma, orientam e

valores morais e os bons costumes

Hoje para ser respeitado tem que dar

conduzem as pessoas de bom senso

estão sendo preteridos.”

Revista Prêmio Líder Empresarial 2016

FRISA

Edilson de Siqueira Varejão Júnior MAFRICAL

29.29%


LÍDER EM INDÚSTRIA DE RAÇÃO ANIMAL

LAERT

Malini

N U T R I AV E

N

atural de Santa Teresa, La-

possuir características de persona-

ert Malini é diretor-geral da

lidade e de competência. Acredito

Nutriave, empresa que pro-

que indivíduos que já possuem as

duz e comercializa mais de 200 pro-

características natas têm maior faci-

dutos para cães, gatos, peixes, pás-

lidade para se desenvolverem como

saros, aves, suínos, equinos, bovi-

líderes, porém sempre é necessário

nos, caprinos, ovinos e suplemen-

algum aprendizado das característi-

to mineral. A empresa, que é líder

cas técnicas. E os que não possuem

no Espírito Santo e está presente

essas características necessitam de

em todas as regiões do Brasil, foi

maior esforço para se desenvolverem

fundada em 1991, conta atualmen-

como líderes.”

te com mais de 500 funcionários e

ESTILO DE LIDERANÇA: “Desde

tem a expectativa de manter a lide-

o início da Nutriave, sempre procu-

rança no mercado capixaba, estan-

rei investir em pessoas e processos,

do entre as melhores do segmento

buscando entregar com qualidade

no Brasil, por meio de novos produ-

o que produzimos e produzir com

tos e inovações, buscando atender

qualidade o que entregamos. É ne-

a alta demanda do mercado.

cessário sempre trabalhar com pru-

35.45% de votos

dência, buscando dialogar com toda

64

QUEM É VOCÊ: “Vivo em função do

a equipe e tomando decisões rápi-

bem-estar da minha família e sou um

das e precisas. Gosto de envolver

empresário determinado. Busco de-

minha equipe nas tomadas de deci-

senvolver meu trabalho de forma hu-

sões, pedindo opinião e dividindo as

manizada e procuro agregar a minha

responsabilidades.”

organização pessoas com o mesmo

INSPIRAÇÃO: “Não tenho um

perfil de respeito, dedicação e com-

exemplo único de líder, acredito e pra-

promisso com o que faz.”

tico o tipo de liderança democrática.”

SER LÍDER: “O bom líder tem ca-

DESAFIOS E REALIZAÇÕES: “De-

entusiasmo e a força para continuar

risma, comprometimento, determi-

safios não faltam ao empresário no

desenvolvendo meu trabalho com

nação, caráter, criatividade, perse-

Brasil, com tantas alterações na eco-

ética, determinação e competência.”

verança, empatia, dedicação, since-

nomia. O maior desafio na minha car-

SONHOS: “Meu sonho profissional

ridade e transparência. A liderança

reira foi enfrentar os planos econô-

é ver a Nutriave entre as melhores

é a habilidade de atrair, desenvolver,

micos com inflação alta e congela-

empresas de ração do Brasil. E meu

motivar e reter pessoas com seus ta-

mento de preços. E minha maior re-

sonho pessoal é ver meus filhos dan-

lentos em uma equipe com o mesmo

alização é olhar para trás e ver que

do continuidade e expandindo cada

objetivo. Para isso, se faz necessário

passei por isso tudo sem perder o

vez mais a empresa.”

Revista Prêmio Líder Empresarial 2016

Volkmar Berger

NUTRIVITA NUTRIMENTOS VITÓRIA

33.03%

Arno Potratz COOPEAVI

31.52%


Foto: Cloves Louzada

LÍDER EM ESCRITÓRIO DE ADVOCACIA

LUCIANO

Machado MACHADO, MAZZEI & PINHO ADVOGADOS ASSOCIADOS

L

68

uciano Machado é advogado,

resultados planejados, reconhecer os

mestre na área de concentra-

méritos dos seus liderados, acreditar

ção Direito e Economia, presi-

na inteligência coletiva e saber ouvir

dente do Instituto Brasileiro de Exe-

os seus subordinados.”

cutivos de Finanças (Ibef/ES), con-

APRENDIZADOS E ENSINAMEN-

selheiro federal da Ordem dos Ad-

TOS: “Aprendi que é necessário ter

vogados do Brasil pela OAB/ES, pro-

coragem, paixão, envolvimento, von-

fessor de Direito (licenciado), mem-

tade de vencer, fazendo mais e me-

bro da Comissão Nacional de Socie-

lhor. Tento passar a minha história

dade de Advogados da OAB e da Co-

de vida, minhas derrotas e vitórias.”

missão Nacional de Direito Ambien-

ESTILO DE LIDERANÇA: “Eu tenho

tal da OAB e sócio da Machado, Ma-

o hábito de interagir com a equipe

zzei & Pinho Advogados Associados,

e com as pessoas individualmente,

onde atua na área do direito empre-

gosto de encorajar a participação

sarial, que envolve o direito contra-

dos envolvidos na tomada de deci-

tual, societário do consumidor e civil.

são e estou sempre preocupado com

Marcio Brotto de Barros

o trabalho de cada um e da equipe

33.29%

33.45% de votos

BERGI ADVOGADOS

QUEM É VOCÊ: “Eu sou um advo-

como um todo. Penso que sou um lí-

gado e construí toda minha vida em

der democrático.”

torno disso. Sou disciplinado, estu-

INSPIRAÇÃO: “Eu carrego comigo

dioso, uma pessoa que gosta de viver

o exemplo de três nomes que muda-

em família, fazer amigos e aproveitar

ram o curso da História. A humani-

a vida. Profissionalmente, sou muito

dade assistiu à luta de Mandela para

exigente, organizado, dedicado, fo-

libertar o seu povo; à persistência e

meu primeiro diploma. Depois de um

cado no que faço e gosto de buscar

disciplina de Abranham Lincoln na

tempo na profissão, iniciei uma nova

bons resultados.”

defesa dos direitos civis norte-a-

etapa na minha vida, montei o meu

SER LÍDER: “O bom líder é aquele

mericanos, e, hoje, assiste à visão, à

próprio escritório de advocacia. São

que chama para si a responsabilida-

paixão, à consciência e ao senso de

realizações que refletem na vida in-

de de enfrentar e dar soluções aos

justiça do Papa Francisco, que traz

teira. E tudo que eu puder fazer para

problemas. O líder deve conhecer a

para a modernidade a autoridade

ajudar as pessoas a chegar onde che-

sua profissão, o trabalho que executa

moral que rege o mundo, indepen-

guei, eu farei.”

e as pessoas no ambiente profissio-

dentemente de credos.”

SONHOS: “Conseguir transferir,

nal. O bom líder é aquele que conse-

REALIZAÇÕES E DESAFIOS: “Vim

para todos aqueles que quiserem

gue inspirar e passar confiança para

de uma família modesta, estudei em

ter sucesso na vida, um pouco do

os outros e deve ter a capacidade

escola pública. Meu primeiro desafio

que aprendi: uma vida de trabalho,

de estimular sua equipe a buscar os

foi passar no vestibular e conseguir

muito estudo e comprometimento.”

Revista Prêmio Líder Empresarial 2016

Marcellus Ferreira Pinto

FERREIRA PINTO ADVOGADOS ASSOCIADOS

33.26%


LÍDER EM INDÚSTRIA MOVELEIRA

LUIZ

Rigoni

RIMO

D

iretor-presidente da Móveis

as pessoas e colocá-las no lugar que

Rimo, Luiz Rigoni comanda

se sentem mais satisfeitas e produ-

uma empresa que tem 400

tivas. O líder deve ser paciente, mas

colaboradores e que produz móveis

severo com suas funções, dando tra-

inovadores com qualidade e preços

tamento igualitário aos comandados,

competitivos, vendidos para todo o

e ser um exemplo.”

Brasil e também exterior.

APRENDIZADOS E ENSINAMEN-

Luiz começou a trabalhar desde

TOS: “Meus pais, os meus melhores

muito pequeno como ajudante de

líderes, me ensinaram de tudo. Tive

marcenaria. Com o tempo, passou

outros bons exemplos, mas um que

a dirigir parte da empresa com os

me marcou muito foi quando, ao fazer

irmãos, até que, em 1989, fundou a

a carteirinha de estudante de Con-

Rimo, uma das poucas indústrias com

tabilidade, o saudoso diretor leu em

ISO integrada 9.001/14.001.

voz alta, quase em tom de juramento: ‘lá os fortes chegaram, os fracos

70

34.85%

QUEM É VOCÊ: “Sou administrador

desistiram e os covardes nem ten-

de empresas de fato e também com

taram’. Para meus liderados, tento

formação acadêmica. Gosto muito

passar um pouco disso.”

do que faço e tenho sempre ânimo

ESTILO DE LIDERANÇA: “Sou obje-

para colaborar com o social e ins-

tivo, claro e lidero pelo exemplo. Sou

tituições que procuram melhorar

companheiro, paciente e inovador.”

o nosso setor e também a socieda-

INSPIRAÇÃO: “Acho que sou um

de, em especial nossos colaborado-

pouco egoísta quanto a esse aspec-

res. Procuro ter atitudes éticas em

to, olho muito para o que eu quero

tudo que me rodeia para me sentir

e sonho, que é melhorar sempre a

e dormir bem.”

empresa e seus produtos e atender

SER LÍDER: “Liderar é um dom que

cada vez melhor nossos clientes e

todos têm, uns mais, outros menos,

colaboradores.”

vender para todo o Brasil e exportar.

mas podemos exercitá-lo muito, pou-

REALIZAÇÕES E DESAFIOS: “Ter

Começamos a Rimo com 12 colabo-

co ou nada, afinal somos diferentes,

a família que eu tenho. No âmbito dos

radores e seis pequenas máquinas.

graças a Deus. Ser líder é quando

negócios, ter mudado para Vitória em

Hoje, 27 anos depois, contamos com

você consegue alavancar em tudo,

1976 para trabalhar administrando

20 mil metros quadrados de galpões

desde os negócios até as relações

uma empresa e fazendo faculdade;

e 400 colaboradores.”

com amigos, gerando ambientes

ter comprado uma grande empresa

SONHOS: “Melhorar cada vez

propícios para todos caminharem.

que estava parada, administrá-la jun-

mais a empresa e passá-la para

Ser líder é respeitar, saber abordar

to com a família e tê-la feito chegar a

meus sucessores.”

Revista Prêmio Líder Empresarial 2016

de votos

Miguel Fernando Bassini DANÚBIO

33.09% Dilmar Simonetti SIMONETTI

32.05%


Foto: Cloves Louzada

LÍDER EM REDE DE FARMÁCIAS

MARCELO

Frisso

R E D E FA R M E S

F

ormado em Administração, com

SER LÍDER: “Amar conviver com

pós-graduação em Marketing

pessoas, trocar experiências, não

e Varejo de Pequenas Empre-

gostaria de viver sozinho.... Minha

sas e mestrado em Economia Empre-

esposa diz que eu só ando em ‘ban-

sarial, Marcelo Frisso é proprietário

do’. Sempre estou envolvendo mais

de farmácia há 20 anos e presidente

pessoas, seja no trabalho, seja na

da Rede Farmes, em segundo man-

vida pessoal. Para liderar é preciso

dato. Antes disso, foi associado e di-

conhecimento, paciência e acredi-

retor de Marketing da rede. Atual-

tar sempre. É matar um leão por dia,

mente, também é secretário do Sin-

mas não pode se abalar, tem que se-

dicato do Comércio Varejista de Me-

guir em frente.”

dicamentos do Espírito Santo (Sinco-

APRENDIZADOS E ENSINAMEN-

faes), há oito anos.

TOS: “Honestidade e respeito. O maior desafio de uma líder é agre-

72

36%

de votos

QUEM É VOCÊ: “Um líder nato, pois

gar, isso nem sempre é fácil. O ver-

consigo agregar pessoas, na família,

dadeiro líder não procura o sucesso

entre os amigos e no trabalho. Adoro

ou o dinheiro propriamente dito. Não

Delci Pereira da Silva

estar rodeado de pessoas, compar-

que não queira, mas isso acontece

tilhando e sempre aprendendo coi-

naturalmente. O verdadeiro líder se

32.51%

sas novas. Sou uma pessoa que foge

orgulha de poder auxiliar seus lide-

um pouco do politicamente correto,

rados a prosseguirem e crescerem.

não gosto muito de clichês. Moro

Esse é o êxtase do líder.”

no mesmo lugar desde sempre, sou

INSPIRAÇÃO: “Meus pais são meus

apaixonado por Itaquari e Cariacica,

eternos exemplos de honestidade,

SONHOS: “Para a carreira, deixar

frequento os mesmos lugares, ouço

trabalho e respeito.”

fluir com muito trabalho. Na vida,

sempre as mesmas músicas e tenho

REALIZAÇÕES E DESAFIOS: “Che-

além do bem-estar dos meus filhos,

junto com meu irmão e amigos de in-

gar onde cheguei já é uma realiza-

sonho que a Boa Vista volte a ser

fância uma banda, e não abro mão

ção. Não tenho muitos planos, deixo

campeã depois de dois anos sem tí-

para tocar em outra. Sou torcedor as-

as coisas fluírem, mas sempre com

tulo! Que o Fluminense e a Desportiva

síduo do Fluminense e da Desportiva

o pé no chão. Criar meus filhos tem

me deem um pouco mais de alegria,

e não assisto a outros jogos que não

sido o maior desafio, não é fácil.

que a nossa banda venha deslanchar

forem desses dois times. Sou apaixo-

Com adolescentes nos dias de hoje,

e que possamos viver em um mun-

nado por Carnaval e conselheiro da

não se pode descuidar. Só quando

do com mais liberdade, porém com

Escola de Samba Boa Vista – aliás,

eles estiverem formados e com suas

responsabilidade, menos violência,

a Boa Vista nasceu na mesma rua e

próprias rendas, acho que estarei

mais tolerância e uma vida melhor

no mesmo dia que eu.”

mais aliviado.”

para os cariaciquenses.”

Revista Prêmio Líder Empresarial 2016

FARMÁCIA MÔNICA

Isaac Costa Cabral PREÇO BAIXO

31.49%


PREPARE-SE! Vem aí um empreendimento líder na Grande Vitória com vista para o mar.

Valdecir Torezani

Como ganhador do Prêmio Líder Empresarial no segmento Imobiliária, recomendo conhecer de perto o nosso projeto.

2121-8989 99818-7117 Revista Prêmio Líder Empresarial 2016

73


LÍDER EM PLANO DE SAÚDE

MÁRCIO DE OLIVEIRA

Almeida

UNIMED VITÓRIA

M

árcio de Oliveira Almeida é

ESTILO DE LIDERANÇA: “Me con-

formado em Medicina pela

sidero um líder de posicionamento

Emescam e especialista em

firme, mas que valoriza a interação

Ginecologia e Obstetrícia pela Uni-

com toda sua equipe. Sou aberto e

versidade Federal do Espírito Santo.

acessível a diálogos e sugestões e

Atua como professor de Ginecologia

acredito que esse tipo de relação,

e Obstetrícia na Emescam e ingres-

onde há participação, fortalece uma

sou na gestão da Unimed Vitória em

gestão. Acredito que minha maior

1995, como diretor administrativo.

qualidade é gerenciar pessoas e ti-

Posteriormente, ocupou as diretorias

rar delas o seu potencial.”

de Mercado e de Provimento de Saú-

INSPIRAÇÃO: “Meu avô materno,

de da cooperativa e, em 2011, assu-

pessoa simples do interior e com

miu a Presidência. Em 2015, foi ree-

grande sabedoria, teve grande influ-

leito para mais quatro anos de man-

ência na minha formação. Na minha

dato. Além de diretor-presidente da

profissão de médico, Dr. Perácio Lora

Unimed Vitória, atua profissionalmen-

Soares e Dr. Antonio Chambô Filho

te como Ginecologista e Obstetra.

tiveram papel fundamental na minha vida. Na gestão, o meu grande

74

36.64% de votos

QUEM É VOCÊ: “Sou apaixonado

amigo e companheiro Dr. Alexandre

pela profissão e atribuo as realiza-

Augusto Ruschi Filho foi, sem dúvi-

ções na carreira à dedicação e ao

da nenhuma, o grande exemplo de

amor pelo o que faço. A minha es-

liderança que procurei seguir. Todos

Maely Coelho

sência é de médico.”

esses líderes tinham um atributo em

SER LÍDER: “O papel do líder é se

comum: muita dedicação ao que fa-

32.18%

empenhar para manter uma equipe

zem. Isso faz a diferença.”

coesa, comprometida, capaz de en-

REALIZAÇÕES E DESAFIOS: “Me

tender os desafios como oportunidade

sinto realizado por ter constituído

de crescimento e sucesso conjunto. É

uma família unida que se manteve

dele o papel de estimular a inovação

presente em todas as minhas con-

meus pais, o que me fez virar chefe

e a criatividade e motivar os demais.

quistas. Sou realizado também como

de família muito cedo.”

Os liderados precisam enxergar um

profissional médico, por desempe-

SONHOS: “Como todo pai, sonho em

bom exemplo no líder, vê-lo como al-

nhar meu trabalho com paixão e es-

ver meu filho se tornar um homem

guém que os estimule positivamente.”

tar à frente da gestão de uma coope-

respeitado. Na minha vida profis-

APRENDIZADOS E ENSINAMEN-

rativa tão forte no mercado como a

sional, seguir em frente nas minhas

TOS: “Aprendi e passo adiante dedica-

Unimed Vitória. Quanto aos desafios,

atividades como médico e ver uma

ção, amor e empenho no que eu faço.”

certamente foi a perda precoce dos

Unimed ainda mais forte.”

Revista Prêmio Líder Empresarial 2016

MEDSÊNIOR

Walter Dalla Bernardina SÃO BERNARDO SAÚDE

31.17%


70 anos Grupo Águia Branca Em algum momento, nossos caminhos se encontram.

Completar 70 anos é ter muitas histórias para contar. São essas histórias que nos inspiram a inovar e crescer ainda mais. Trilhamos muitos caminhos, estamos em muitos lugares, e sempre com você. gab.com.br

75


LÍDER EM FEDERAÇÃO PATRONAL

MARCOS

Guerra

FINDES

M

arcos Guerra é industrial

estar perto, acompanhar processos

desde 1978, casado, pai de

e observar detalhes. O líder precisa

dois filhos e morador de

ser confiável e acessível. Quando o

Colatina. Iniciou sua carreira empre-

liderado confia em alguém, se dispõe

endedora aos 19 anos, tornando-se

a contribuir para sua gestão, doando

diretor-presidente do Grupo Guer-

tempo e ideias. O bom líder não pode

mar e um dos fundadores do Sindi-

ter medo de dizer ‘não’, mas, com

cato da Indústria do Vestuário de

diálogo sincero, deve alertar sobre

Colatina (Sinvesco).

a viabilidade das ações e construir

35.72%

Sempre dedicado ao associativis-

caminhos que possibilitem o atendi-

mo, atua junto à Federação das In-

mento das demandas apresentadas.”

dústrias do Estado do Espírito Santo

INSPIRAÇÃO: “Aprendi muito com

(Findes) há mais de duas décadas. É

todas as pessoas com quem convi-

presidente da entidade desde 2011,

vi. Confesso que não costumo me

tendo sido reeleito ao cargo por una-

inspirar em um nome, mas busco

nimidade em 2014, ficando à frente

bons exemplos ao meu redor. Estou

Julio da Silva Rocha Junior

da Federação até 2017. Em 2015, foi

sempre ouvindo atento, aprendendo

empossado também como presidente

com a história de vida das pessoas,

32.58%

do Conselho Deliberativo do Sebrae

e replicando o que absorvi na minha

no Espírito Santo (2015-2018).

empresa, na minha casa ou nas insti-

de votos

FAES

Jerson Antônio Pícoli FETRANSPORTES

31.7%

tuições onde atuo voluntariamente.”

76

QUEM É VOCÊ: “Sou uma pessoa

REALIZAÇÕES E DESAFIOS: “Su-

simples, de bem com a vida, alguém

peramos desafios diariamente, en-

trazendo novas expectativas para

dedicado ao trabalho, mas que gos-

tão, o maior desafio é sempre nos

famílias inteiras.”

ta de passar tempo de qualidade ao

prepararmos para o que ainda está

SONHOS: “Pessoalmente, meu so-

lado da família e dos amigos. Sou

por vir. Do ponto de vista das reali-

nho é envelhecer com saúde, ao

um líder servidor, sempre disposto

zações, tenho a felicidade de poder

lado da família, sendo sempre uma

a ouvir, pensar soluções, desenvol-

contribuir voluntariamente para a

voz ativa na luta pelo Espírito Santo.

ver projetos e auxiliar as instituições

transformação da economia capixaba

Quero deixar um legado para nossa

onde sou voluntário.”

e para a geração de novas oportuni-

indústria, para nosso Estado e, por

SER LÍDER: “O bom líder precisa sa-

dades por meio da Findes. É gratifi-

que não, para o desenvolvimento do

ber ouvir. Por meio do diálogo, pode-

cante levar uma unidade ao interior,

país. Vivemos um momento desafia-

mos conhecer as reais necessidades

formar um jovem, vê-lo conseguir

dor, mas é preciso sonhar e trabalhar

dos liderados e, com visão holística,

seu primeiro emprego na indústria

por um Brasil cada vez mais forte,

enxergar soluções que estejam den-

e notar a melhoria na qualidade de

relevante, com trabalho digno e ho-

tro da própria instituição. É preciso

vida que esse ciclo acaba criando,

nesto para todos.”

Revista Prêmio Líder Empresarial 2016


LÍDER DO SEGMENTO AUTOMOTIVO

RIGUEL

Chieppe

GRUPO ÁGUIA BRANCA

R

iguel Chieppe é formado

SER LÍDER: “O bom líder é aquele

em Administração de Em-

que abre espaço para os liderados

presas com especialização

opinarem, que cria ambientes par-

pela Northwestern Kellogg, Estados

ticipativos e conduz para uma con-

Unidos. Integrante da segunda ge-

vergência objetiva de ações voltadas

ração da família que fundou o Grupo

para metas e resultados. Acredito

Águia Branca, Riguel iniciou suas ati-

na liderança pelo exemplo. O bom

vidades no grupo em 1984, como au-

líder sempre ouve sua equipe, pon-

xiliar administrativo no Departamen-

dera e conduz para a busca das me-

to de Recursos Humanos. Em segui-

lhores soluções.”

da, assumiu a mesma função no De-

APRENDIZADOS E ENSINAMEN-

partamento Financeiro, onde chegou

TOS: “Os líderes que já tive me ensi-

ao cargo de supervisor.

naram que liderança não é da boca

de votos

Em 1988, foi para São Paulo, onde

para fora, que devemos liderar pelo

atuou como auditor e consultor na

exemplo, buscar sempre a eficiên-

Trevisan Associados por dois anos.

cia, a objetividade, o foco e, assim,

Retornando ao Espírito Santo, e tam-

fazer com que os liderados sigam

bém ao grupo, assumiu funções de ge-

o exemplo. Também aprendi com o

rência e diretoria. Em 1993, quando o

japonês o conceito do Kaizen, que

Grupo Águia Branca implantou a nova

significa ‘mudança para melhor’. É

estrutura, Riguel assumiu a Diretoria

a filosofia de melhoria contínua na

motivados a continuar desempenhan-

da Divisão Comércio, que abrigava a

vida, seja pessoal, familiar, social ou

do um bom trabalho em busca da

Kurumá, revenda de veículos Toyota, e

profissional.”

sustentação econômica e do cresci-

a Vitória Diesel, que comercializa veí-

INSPIRAÇÃO: “Minha maior ins-

mento das empresas.”

culos comerciais Mercedes-Benz. Em

piração é o meu pai, Aylmer Chie-

SONHOS: “Do ponto de vista empre-

21 anos, a Divisão Comércio saiu de

ppe. Mas aprendo todos os dias e

sarial, quero continuar trabalhando

duas empresas para mais de 30 con-

admiro meus líderes Nilton e Decio

para o crescimento das empresas,

cessionárias presentes nos estados

Chieppe, ex e atual presidente do

gerando empregos e atendendo às

do Espírito Santo, Minas Gerais, Rio

Grupo Águia Branca.”

necessidades dos nossos clientes

José Braz Neto GRUPO LIDER

32.96%

Marcelo Sartório PRIME

31.52%

REALIZAÇÕES E DESAFIOS: “As-

por produtos e serviços de qualidade.

sumir a Divisão Comércio do gru-

Como pessoa e profissional, quero po-

QUEM É VOCÊ: “Sou casado, mineiro

po com duas empresas e 100 fun-

der contribuir para construir um país

de nascimento e capixaba por ado-

cionários e conduzir ao que somos

mais justo, com oportunidades para

ção. Vim para o Espírito Santo em

hoje, com mais de 30 empresas e

mais pessoas e fazer com que o Brasil

1982 e aqui construí família e car-

1.800 funcionários. Hoje, procura-

alcance todo o potencial que tem de

reira dentro do grupo.”

mos manter o ritmo com funcionários

ser um lugar melhor para se viver.”

de Janeiro, Paraná e Santa Catarina.

78

35.53%

Revista Prêmio Líder Empresarial 2016


INDÚSTRIA NAVAL COMPROMISSO COM O DESENVOLVIMENTO Projetado e construído para atender aos mais modernos padrões mundiais em tecnologia naval e offshore, o Estaleiro Jurong Aracruz (EJA) une a expertise do grupo Sembcorp Marine, de Cingapura, ao compromisso com o desenvolvimento socioeconômico capixaba.

www.jurong.com.br

Liderança Mundial, Comprometimento Local.


ROBSON SUBTIL DE

Amorim

Foto: Cloves Louzada

LÍDER EM CONSÓRCIO

C O N S Ó R C IO V I WA

R

80

obson Subtil de Amorim, di-

perseverante, motivada, ousada e

retor da Consórcio Viwa, uma

empreendedora, que sempre acre-

das empresas do Grupo Coi-

dita no potencial e no lado positivo

35.12%

mex, começou sua vida profissional

das pessoas.”

ajudando o pai em um pequeno co-

SER LÍDER: “O bom líder tem a ca-

mércio. Aos 18 anos foi trabalhar no

pacidade de incentivar o desenvolvi-

Banco Nacional e, por conta disso, pas-

mento das habilidades das pessoas,

sou a ter contato com o Grupo Coimex

sabe ser humilde, busca o aprimora-

e foi convidado a atuar nele em 1978.

mento constante na direção benéfi-

Passou pela área administrativa do

ca e motivadora, tem autoconfiança,

grupo e pela Locadora Viwa antes de

iniciativa, sabe interagir, é empre-

32.79%

ingressar como gerente de uma das

endedor, demonstra e tem controle

Lúcio Soares Rocha

equipes de vendas do Consórcio Viwa,

sabendo delegar, é um observador

32.08%

em 1994. Posteriormente, Robson as-

imparcial, se adapta, sabe ouvir para

sumiu a Diretoria Administrativa e Fi-

mediar conflitos, se comunica com

nanceira e, desde 2007, é ele quem li-

clareza, tem caráter exemplar e sabe

INSPIRAÇÃO: “Jesus Cristo é o

dera diretamente as áreas comercial,

desenvolver talentos para identificar

maior exemplo de líder, porque ele ain-

administrativa e financeira da empresa.

de votos Anderson Rodrigues

CONSÓRCIO EMBRACON

CONSÓRCIO PREMIER

e formar novos líderes.”

da se mantém encantando, ensinando

Formado em Administração de

APRENDIZADOS E ENSINAMEN-

e envolvendo todo tipo de pessoa.”

Empresas e pós-graduado em Fi-

TOS: “Aprendi e tento transmitir a

REALIZAÇÕES E DESAFIOS: “Os

nanças, Auditoria e Controladoria

busca constante de alternativas para

grandes desafios e as realizações

(FAC) pela FGV, por meio da MMu-

transformar as ameaças em opor-

foram, e ainda são, superar as ad-

rad, Robson atualmente representa

tunidades, identificar e trabalhar os

versidades e quebrar as barreiras

a Associação Brasileira das Admi-

pontos forte e fracos, desenvolver

nas empresas e procurar reinventar

nistradoras de Consórcios (Abac),

novos projetos, ousar, motivar, pla-

o modelo de trabalho. No âmbito

como diretor, no Espírito Santo, da

nejar, traçar e acreditar nas metas e

familiar é manter sempre a família

Regional Sudeste II.

objetivos, sempre com envolvimento

unida, em harmonia, com muita fé e

e participação de todos.”

a satisfação de ver meus filhos, ne-

QUEM É VOCÊ: “Uma pessoa dedi-

ESTILO DE LIDERANÇA: “Deter-

tos e todos os familiares realizados.”

cada à família, ao trabalho, aos ami-

minado e com foco em um plano

SONHOS: “Trabalhar muito para

gos, que sempre procura tratar com

de vida familiar e profissional com

alavancar cada vez mais o Consór-

igualdade todas as pessoas e busca

orientação para os resultados. Sei

cio Viwa no mercado e ajudar meus

novos desafios para a vida pessoal,

me expressar com clareza e objeti-

filhos e familiares em seus atuais e

profissional e também para todos

vidade, motivando e estimulando to-

futuros negócios, para que todos te-

que estão presentes no meu dia a dia.

dos na busca pela superação, sendo

nhamos sempre uma vida bastante

Sou uma pessoa ética, responsável,

autêntico e ético.”

ativa e de sucesso.”

Revista Prêmio Líder Empresarial 2016


LÍDER EM CONSTRUÇÃO CIVIL

RODRIGO BARBOSA

Gomes

GRAND CONSTRUTORA

R

odrigo Barbosa Gomes é di-

ter uma simplicidade aguçada para

retor-presidente da Grand

nunca esquecer que você é líder por

Construtora. Economista

ter muitas características positivas,

formado pela Universidade Federal

mas não todas.”

do Espírito Santo, montou sua pri-

APRENDIZADOS E ENSINAMEN-

meira empresa aos 26 anos de ida-

TOS: “Um líder em especial me en-

de, e há 19 atua no ramo da constru-

sinou a construir, a planejar e a exe-

ção civil. Ex-sócio de uma consagra-

cutar ao seu modo, mas o maior en-

da construtora do mercado capixa-

sinamento que ele me deu foi o de

ba, atuou como diretor de Produção

entender as pessoas em suas diver-

e foi peça fundamental da gestão e

sidades, limitações e capacidades.

desenvolvimento da empresa. Nos

Isso foi há 19 anos e até hoje divul-

três últimos anos à frente da Grand

go a gratidão que tenho a esse líder

Construtora, teve como principal de-

pelo aprendizado.”

safio o posicionamento dessa nova

ESTILO DE LIDERANÇA: “Irra-

empresa no mercado.

diar confiança, honestidade, clareza

66.18% de votos

e equilíbrio o tempo todo. Um líder

82

QUEM É VOCÊ: “Sou casado e pai

tem como desafio incentivar cada

José Luis Galvêas Loureiro

de três filhos, tenho costumes sim-

liderado a dar sempre o seu melhor,

ples e prazer de trabalhar. Nos tem-

motivando e mostrando a cada um a

18.37%

pos livres, estou quase sempre com

importância da sua contribuição no

a família. Gosto muito de viajar, co-

resultado final da empresa.”

nhecer lugares novos, bons restau-

INSPIRAÇÃO: “Cada um traça uma

rantes. No campo profissional, sou

meta de vida que pode ser de tama-

focado, busco obter o resultado al-

nho variado, que pode ou não ser con-

REALIZAÇÕES E DESAFIOS: “Meu

mejado principalmente na troca de

quistada, mas isso não é o mais im-

maior desafio na carreira foi perder

ideias, na metodologia de trabalho e

portante. O que importa de verdade

a minha característica centralizado-

na logística.”

é dar sempre o melhor de si, sempre

ra. Descentralizando, e com a equipe

SER LÍDER: “Um bom líder é a so-

perseguir seus sonhos, suas metas.

acreditando, vi as realizações apare-

matória de muitas características po-

É inevitável, porém, ver aspirações

cerem de forma sistemática e satis-

sitivas. Vou citar três, que, para mim,

de outros empreendedores que, no

fatória, a ponto de, mesmo nestes

são de grande relevância: ter boas

auge dos seus 80 ou 90 anos, traba-

dois anos de crise, estarmos traba-

ideias, acreditando nelas, planejando-

lham efusivamente em cima de no-

lhando entusiasticamente no pro-

-as e executando-as; ter capacidade

vos projetos na busca de resultados

cesso de transformação do tama-

de convencimento de toda a equipe,

para os próximos 10 anos. Isso real-

nho da empresa e na singularidade

pois sozinho nada se transforma, e

mente me inspira.”

de sua atuação.”

Revista Prêmio Líder Empresarial 2016

CONSTRUTORA GALWAN

Valtair Torezani

ARGO CONSTRUTORA

15.45%


LÍDER EM TECNOLOGIA / SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO

RODRIGO

Dessaune

ISH BRASIL

F

ormado em Administração

Ele precisa ser próximo, tolerante a

com pós-graduações pela

falhas e acessível a todos, a qual-

UFF e FGV, Rodrigo Dessau-

quer momento, trabalhando com

ne é CEO e presidente do Conselho

uma equipe de indivíduos que ad-

da ISH Tecnologia. Dentre suas prin-

mire pessoal e profissionalmente.

cipais responsabilidades está manter

Deve ser uma pessoa transparente,

a trajetória de crescimento acelerado

aberta a mudanças e evolução e que

da empresa e sua posição entre os

esteja sempre a par dos desejos dos

líderes nacionais em seu segmento.

clientes, os quais, por sua vez, são o

Emancipado aos 16 anos para

fim maior da empresa.”

montar sua primeira empresa no

APRENDIZADOS E ENSINAMEN-

setor de tecnologia da informação,

TOS: “Delegação e acompanhamen-

Rodrigo já atuava informalmente

to. Não é possível ter tempo para

desde os 15, com captura e comer-

tudo, mas a responsabilidade final

cialização de peixes ornamentais.

é sempre sua!”

Atuou também por alguns anos no

ESTILO DE LIDERANÇA: “Questio-

setor de extração e beneficiamen-

nador do status quo, além de facili-

to de rochas ornamentais e depois

tador e indutor da inovação.”

como gerente de Informática do Se-

INSPIRAÇÃO: “Stephen William

brae/ES, de onde saiu para fundar a

Hawking, que, mesmo com restrições

ISH Tecnologia.

físicas severas, mudou a forma de o mundo ver o universo.”

84

QUEM É VOCÊ: “Uma pessoa in-

REALIZAÇÕES E DESAFIOS:

quieta, que olha sempre para o fu-

“Meus filhos e ter participado, há

turo e gosta de estar entre pessoas

20 anos, da criação de uma empresa

interessantes.”

que hoje é referência nacional em se-

SER LÍDER: “É aquele que con-

gurança da informação, networking,

segue inspirar seus colaboradores

datacenter e inovação, em um Es-

a desempenhar suas funções com

tado onde não havia ‘cultura’ so-

visão de futuro, responsabilidade,

bre o assunto.”

evolução pessoal e felicidade, de

SONHOS: “Sempre que olhar para

forma que acordem com vontade

trás não me arrepender por deixar

de irem trabalhar na segunda-feira.

de ter feito alguma coisa.”

Revista Prêmio Líder Empresarial 2016

34.34% de votos

Marco Antônio Malini Lamego

SPASSU INFORMÁTICA

33.52%

Giovani Borgo Sardi SLE

32.13%


Revista Prêmio Líder Empresarial 2016

85


LÍDER EM OPERAÇÕES DE LOGÍSTICA

SIDEMAR

Acosta

TERCA

A

trajetóoria de Sidemar

criativo também é fundamental para

Acosta no Grupo Cotia co-

as decisões difíceis e os improvisos.”

meçou em 1994, quando

APRENDIZADOS E ENSINAMEN-

ele veio de São Paulo para o Espírito

TOS: “Aprendi a me comunicar, a ser

Santo para atuar na empresa. Pós-

honesto, ter confiança e compromis-

-graduado em Gestão de Logística

so, ser criativo, positivo, valorizar e

e mestrando em Administração pela

ouvir o próximo. Busco passar aos

Fucape, Sidemar trabalhou também

meus liderados conhecimento, com-

na joint venture entre o Grupo Co-

petência e humildade.”

tia e a Penske Logistic, formando a

ESTILO DE LIDERANÇA: “Saber se

Cotia Penske, e na matriz da Penske

comunicar de forma clara e objetiva,

Logistic, nos Estados Unidos, para

assim a produtividade é garantida.

especialização voltada para a logís-

O senso de humor também é muito

tica de grandes empresas. Dirigiu a

importante, mesmo nos momentos

logística da Cotia Penske e em 2005

difíceis. A vida tem seus momentos

retornou ao Espírito Santo para diri-

de crise, mas cabe ao líder trans-

gir o Grupo Cotia. Em 2007, tornou-

mitir confiança aos seus liderados

-se também diretor da empresa Bra-

e ter motivação para não desistir e

sil Supply e em 2008, diretor-supe-

seguir em frente.”

rintendente da Cotia Armazéns Ge-

INSPIRAÇÃO: “Minha inspiração de

rais S/A – Terca, cargo que ocupa até

vida é o meu pai, por ser um homem

os dias atuais.

honesto, conselheiro, muito família e um grande empreendedor. Uma gran-

86

34.56% de votos

Gennaro Oddone

TEGMA GESTÃO LOGÍSTICA

QUEM É VOCÊ: “Uma pessoa extre-

de inspiração para minha carreira foi

33.42%

mamente exigente e determinada.

o ‘Modelo Lean’ da Toyota.”

Renata Campos Kollgen

Sou equilibrado, objetivo e amigo.”

REALIZAÇÕES E DESAFIOS: “Ter

SER LÍDER: “Um bom líder deve

32.02%

formado os meus dois filhos e ter al-

ser otimista e ter atitudes positivas,

cançado o cargo de diretor-superin-

tornando o ambiente leve e produti-

tendente na maior empresa de solu-

vo. Ele deve dar o exemplo, demons-

ções em logística do Espírito Santo

para aproveitar a aposentadoria. Ver

trando a todo instante comprometi-

são algumas realizações. Entre os de-

uma estrutura de portos que atenda

mento com o fluxo do negócio que

safios estão prosseguir como líder e

às demandas do comércio interna-

gerencia. Deve saber valorizar o seu

contribuir para o avanço do comércio

cional do Espírito Santo, com o que

liderado no momento certo e recom-

exterior no Estado.”

temos de mais moderno em uso nos

pensar pelo bom desempenho, além

SONHOS: “Participar de um triatlo,

meios da navegação, considerando

de saber dar e receber feedback. Ser

ter netos, viajar e ter muita saúde

todos os tipos de carga.”

Revista Prêmio Líder Empresarial 2016

SILOTEC


LÍDER EM ALIMENTOS / LÍDER EM CAFÉ TORRADO E MOÍDO

TADEU

Zanoteli

BUAIZ ALIMENTOS

T

88

oda a vida profissional de Ta-

da empresa, mercado e equipe são a

deu Zanoteli se deu no Grupo

base do sucesso para você ter uma

Buaiz. Ingressando em 1976,

gestão comprometida.”

como office boy, atuou também no

APRENDIZADOS E ENSINAMEN-

setor de Faturamento e na Refinaria

TOS: “Aprendi a respeitar as hierar-

Aliança, que era do grupo. No Café

quias, ter um relacionamento pessoal

Numero Um, onde ingressou em 1986,

e profissional que possa dar baga-

foi assistente comercial, gerente co-

gem para representar sua empresa

mercial, superintendente de vendas e

nas federações, sindicatos e princi-

de Marketing e superintendente co-

palmente junto aos seus clientes.”

mercial e de Marketing. Atualmente,

INSPIRAÇÃO: “Em primeiro lugar,

ocupa o cargo de diretor comercial

meu pai, Américo Zanoteli, que foi

da Buaiz Alimentos.

sinônimo de dedicação e fidelida-

ALIMENTOS

34.98% de votos

Ana Paula Villasch VILLONI

33.12%

de em tudo que fez, e também Ayr-

Antonio Carlos de Freitas

QUEM É VOCÊ: “Nasci em 25 de ja-

ton Sena, que me motiva muito no

31.9%

neiro de 1958, em Colatina. Sou ca-

meu dia a dia.”

sado com Sandra Mazzega Zanoteli,

REALIZAÇÕES E DESAFIOS: “Den-

tenho dois filhos, Leonardo e Lucas,

tre as realizações, continuar fazen-

e moro em Vila Velha. Sou adepto à

do o melhor para o crescimento de

atividade física, principalmente as

todas as pessoas que fazem parte

corridas matinais na orla. Adoro uma

do meu cotidiano e vencer os desa-

praia, gosto de jogar bola e curtir mi-

fios que estão por vir. O casamento

nha família e amigos.”

do meu filho foi muito marcante na

SER LÍDER: “É ter o comprometi-

minha vida. Agora falta apenas o do

mento de todos os envolvidos para

filho mais novo.”

que se possa alcançar as metas e ob-

SONHOS: “Não tenho propriamen-

jetivos traçados pela empresa. Res-

te um sonho de vida e carreira. Vou

peito, integridade, sabedoria, paci-

continuar vivendo como se fosse o

ência e amor devem ser atributos de

último dia da minha vida e procurar

um líder. Além disso, conhecimento

motivos para ser feliz.”

Revista Prêmio Líder Empresarial 2016

USINA PAINEIRAS

CAFÉ TORRADO E MOÍDO

35.07% de votos

Sérgio Tristão CAFUSO

33.7% Egídio Malanquini CAFÉ GLÓRIA

31.22%


Hoje é um bom dia Para moderNizar a gestão da sua emPresa.

Nossas soluções em software de gestão, produtividade e Colaboração podem traNsformar o seu NegóCio hoje. A sua empresa pode ser mais eficiente, rentável e competitiva. Nossas soluções em tecnologia colocam você no controle da sua operação, reduzindo custos e tornando o seu dia a dia mais ágil, simples e conectado. Deixe a TOTVS pensar o seu negócio junto com você.

Competitive-se Com totvs. Pensando juntos, fazemos melhor.

0800 70 98 100

www.totvs.com

THiNK ToGeTHer


VALDECIR

Torezani

Foto: Cloves Louzada

LÍDER EM EMPREENDIMENTO LOGÍSTICO / LOTE AMENTO

UNIVERSAL

O

empresário Valdecir Tore-

nunca está pronto, mas existem vá-

zani é diretor-presidente do

rias características que aperfeiçoam

Grupo Universal, que con-

um líder, como saber promover um

templa as empresas Imobiliária e

bom ambiente de trabalho, identificar

Construtora Universal, Tomazini Em-

talentos e potencializar os melhores

preendimentos Imobiliários e Uni-

atributos de cada colaborador indi-

verso Empreendimentos. Além dis-

vidualmente em prol do sucesso da

so, é sócio-administrador das empre-

empresa. O líder deve ser enxergado

sas Torezani Construtora e Eventos

como um aliado na rotina de traba-

e Lazer Torezani.

lho, precisa ser amigo, confiar e ter

Possui ainda cargos nos órgãos

espírito de equipe.”

ligados ao setor imobiliário do Espí-

APRENDIZADOS E ENSINAMEN-

rito Santo. É, por exemplo, diretor do

TOS: “Aprendi com os líderes que

Sindimóveis/ES, da Ademi/ES (sendo

tive que, independentemente do per-

representante da região de Cariaci-

fil econômico e financeiro, transpa-

ca), do Cindes e diretor conselhei-

rência, honestidade e credibilidade

ro do Creci/ES.

devem estar presentes em qualquer

35.02% de votos

negócio empresarial.”

90

QUEM É VOCÊ: “Sou capixaba, na-

ESTILO DE LIDERANÇA: “Eu sem-

tural de Boa Esperança, tenho 63

pre estimulo a equipe a fazer o que

anos, sou casado, pai do Junior e

tem que ser feito com entusiasmo.

do Miguel Torezani. Sou empresá-

Considero meus colaboradores mi-

rio, de bem com a vida, fundador da

nha família e sempre os recompenso

Imobiliária Universal, empresa que

pelos bons resultados.”

muito me orgulha de estar em seu

INSPIRAÇÃO: “Ao longo dos anos

comando desde 1975. Flamenguis-

tive excelentes referências profissio-

ta, esportista e praieiro, nunca perdi

nais. Uma delas foi Américo Buaiz.

grandiosas ou pequenas. Comemorar

uma boa piada!”

Ele ajudou a construir a história do

os 41 anos da Imobiliária Universal é

SER LÍDER: “Em primeiro lugar, um

nosso estado, sempre teve suas con-

uma grande realização. Fazer a em-

líder tem que se preocupar com o

vicções voltadas para o bem coletivo

presa crescer de forma sólida e sus-

bem-estar de seus colaboradores,

e, por isso, construiu uma história di-

tentável nos dias atuais é um desafio.”

afinal pessoas felizes produzem muito

ferenciada, tornando-se um grande

SONHOS: “Que o Universal continue

mais. É importante validar as pessoas,

líder empresarial.”

sendo um grupo de sucesso, traba-

identificar suas qualidades, desenvol-

REALIZAÇÕES E DESAFIOS: “Dia-

lhando com foco no cliente, desenvol-

ver novas competências. Liderar é es-

riamente faço reflexões e agrade-

vendo projetos de loteamentos melho-

tar em constante aprendizado. Você

ço todas as realizações, sejam elas

res a cada empreendimento lançado.”

Revista Prêmio Líder Empresarial 2016

Rodrigo Otavio Amaral Maia

LOG LOGÍSTICA / MRV

34.78%

Alexandre Schubert VTO

30.2%


LÍDER EM HOSPITAL

ANTÔNIO ALVES BENJAMIM H O S P I TA L M E R I DIO N A L

Neto

Remegildo Gava Milanez

33.03%

32.19%

de votos

Freitas Raphael Brotto

Leonardo Sá Cavalcanti

33.26%

32.9%

SHOPPING VITÓRIA

LÍDER EM OPERAÇÃO PORTUÁRIA / ÓLEO E GÁS

ERNST

Koopman

B R A Z S H I P P I N G MA RÍ TI MA

33.05%

Soares

35.54% de votos

Sabrina Costa Ramalho

32.94%

31.51%

NISSAN KOBE

35.76%

LÍDER EM EMPRESA DE SEGURANÇA

de votos

Zigone Pedro Delfino

Rony Carneiro Doolor

32.2%

32.04%

GRUPO SEI

Revista Prêmio Líder Empresarial 2016

PEIÚ TERMINAL PORTUÁRIO

Celso Duarte da Silveira VITORIAWAGEN

92

de votos

33.23%

CVC

PROSEGUR

33.72% Fabiana Scopel

LÍDER EM CONCESSIONÁRIA DE AUTOMÓVEIS

JOSÉ LEANDRO

SHOPPING PRAIA DA COSTA

Rodrigo B. Tramontana VOL LOGISTICS

FRANCISCO DE ASSIS

HOSPITAL METROPOLITANO

33.84%

LÍDER EM SHOPPING CENTER

SHOPPING VILA VELHA

de votos

Helio Barroso dos Reis

VITÓRIA APART HOSPITAL

DANIEL VIEIRA

34.77%

NYGER


Revista Prêmio Líder Empresarial 2016

93


35.92%

LÍDER FEMININA

JULIANA BRAZ

de votos

Canedo

GRUPO LIDER

Emar Batalha

Cristina Fontes

32.24%

31.84%

EMAR BATALHA

37.14%

LÍDER EM EMPRESA AMBIENTAL

MARIALVA LYRA DA

de votos

Silva

B R A S I L A M B I E N TA L

Gustavo L. Almenara Ribeiro

Marco Antônio Valente

33.03%

29.83%

MARCA AMBIENTAL

CORPUS

33.44%

LÍDER EM ROCHAS ORNAMENTAIS

MAURÍCIO

de votos

Toledo

TOLEDO MINERAÇÃO

Paulina Dantas

Geraldo Santana Machado

33.34%

33.22%

ANTOLINI DO BRASIL

GSM GROUP TRACOMAL

35.55%

LÍDER EM SINDICATO PATRONAL

de votos

PAULO ALEXANDRE GALLIS

P. Baraona

SINDUSCON

Manoel de Souza Pimenta Neto

Fábio Tadeu Zanitti

33.66%

30.79%

SINDFER

SINVESCO

LÍDER EM INDÚSTRIA DE BEBIDAS

ROBERTO SIMÃO

Kautsky

REFRIGERANTES COROA

Revista Prêmio Líder Empresarial 2016

38.76% de votos

João Gilberti Sartório

Juliana Sartorio

31.3%

29.94%

REFRIGERANTES UAI

94

GRUPO INCOSPAL

CERVEJA EXPERTA


Na cidade somos todos pedestres.

Os novos SUVs da Mercedes-Benz. Explore ao máximo todos os territórios. Conheça também os novos GLC e GLE Coupé.

MercedesBenzBrasil Consulte condições no concessionário para os veículos da marca Mercedes-Benz expostos acima, com ano de fabricação/ modelo 2016/2016, para consumidores do Estado do Espirito Santo. Frete incluso para retirada na concessionária onde foi realizada a compra. Pintura metálica inclusa. Site www.mercedes-benz.com.br. Central de Relacionamento com o Cliente: 0800 970 9090. www.vitoriamotors.com.br. Vitória Motors é uma empresa do Grupo Águia Branca.

The best or nothing.

Av. Nossa Sra. da Penha, 1331 - Santa Lúcia, Vitória - ES - (27) 2125-6000Revista - vitoriamotors.com.br/mercedes Prêmio Líder Empresarial 2016

95


A GENTE ACREDITA NO SEU SUCESSO.

O Bandes está de portas abertas para receber você e oferecer soluções de financiamento para o seu empreendimento. É crédito com condições atrativas e sem a necessidade de abrir conta, ter movimentação ou usar outros produtos. O Bandes acredita em você e foca nas potencialidades regionais para articular atividades produtivas e fomentar a geração de emprego e renda. Investindo em alternativas para o desenvolvimento do Espírito Santo e trabalhando com parcerias, o Bandes sempre tem a melhor solução de crédito pra você. Procure o Bandes e veja tudo o que ele pode fazer por você e por seu negócio. Bandes. Soluções de financiamento para o desenvolvimento em rede do Espírito Santo. 96

Bandes Atende Ouvidoria: 0800 283Prêmio 4202Líder Empresarial 2016 Revista 27 3331-4444 bandes.com.br | bandes@bandes.com.br | facebook.com/bandesonline

Profile for Realiza Editora

Revista do Prêmio Líder Empresarial 2016 | Edição 5  

Histórias de sucesso dos líderes que estão em primeiro lugar no Espírito Santo.

Revista do Prêmio Líder Empresarial 2016 | Edição 5  

Histórias de sucesso dos líderes que estão em primeiro lugar no Espírito Santo.

Advertisement