Issuu on Google+


2

Reafrio em Foco - Maravilha/Santa Catarina

Expediente Publicação da Refribrasil Indústria e Comércio Ltda 10ª edição - novembro/dezembro - 2013 Rua Euclides Mário Canalle, 361, Bairro Nova Morada, Maravilha/SC – CEP 89874-000 Fone/Fax: (49) 3664-6100 - www.reafrio.com.br

PALAVRA DO GERENTE Ano de conquistas e expansão

Presidente Eduardo Miguel Simon eduardo.simon@grupomsimon.com.br Vice-presidente Darci Simon (Miguel) miguel@novaeraconstrutora.com.br Diretor Administrativo e Financeiro Ricardo André Konzen ricardo@reafrio.com.br Diretor Comercial e Marketing Vanderlei C. Feldmann vanderlei.feldmann@grupomsimon.com.br Diretor Industrial Vitor José Duranti vitor.duranti@reafrio.com.br Controladoria Alessandro Hansen Vargas alessandro.vargas@reafrio.com.br Gerente de Suprimentos e Conselho Fiscal Adriano Ricardo Réquia compras@reafrio.com.br Gerente Financeiro e Administrativo Ivete Jandrey ivete.jandrey@reafrio.com.br Gerente de Engenharia e Qualidade Rodrigo Borella engenharia@reafrio.com.br Gerente de Logística Rudimar Favero rudi@reafrio.com.br Gerente de Vendas Adriano Auler adriano.auler@reafrio.com.br Gerente de Produção 1 Reginson de Souza producao@reafrio.com.br Gerente de Produção 2 Admilson Bulgarelli producao2@reafrio.com.br Supervisora de Crédito e Faturamento Denise Heineck faturamento@reafrio.com.br Setor Pessoal Taisa Tatiana Morim taisa.morin@refrio.com.br Engenheiro de processo Celso Guerra celso.guerra@reafrio.com.br Supervisor Técnico Ademir Bone ademir.bone@reafrio.com.br

Investimento, desenvolvimento e sucesso. São essas palavras que ajudam a traduzir os últimos feitos de nossa empresa, a Reafrio. Ao longo deste ano, operacionalizamos várias estratégias, entre elas, constituímos a filial Norte, uma solução que busca cada Rodrigo Borella vez mais atender melhor as necessidades dos nossos clientes, Gerente de Engenharia e Qualidade com uma estrutura que vai oferecer, à pronta entrega, produtos e serviços de qualidade. Grandes parcerias foram criadas com fornecedores e clientes, negócios onde todas as partes convergem ganhando. Em nosso comércio exterior, a Reafrio ultrapassa fronteiras, com seus produtos chegando a diferentes países. Participamos das maiores feiras em nível mundial, trabalhos que buscam o que há de melhor em produtos, serviços e tecnologia. As equipes de trabalho continuam se completando com novos profissionais. Uma nova fase na área industrial acontece, com a formação de líderes de produção que irão trabalhar na melhoria contínua dos processos e na multiplicação do conhecimento e orientação na fábrica. Nossa equipe de engenharia se fortalece: hoje contamos com três engenheiros, um designer e dois técnicos trabalhando na melhoria dos processos de produção e desenvolvimento de novos produtos. Implantamos as operações com máquinas e equipamentos modernos, em uma estrutura fabril que atende às normas de segurança, ambientais e de saúde do trabalhador, responsabilidade com quem faz e comprometimento com a satisfação dos nossos clientes. Esta revista é nossa última edição do ano 2013. Estamos encerrando mais um ano ansiosos para entrarmos em 2014 com novidades surpreendentes.

Supervisor Reafrio RS/SC Giovani Damacena supervisor@reafrio.com.br Supervisor Reafrio SC/PR Clademir Michel Schuh supervisor2@reafrio.com.br Supervisor Reafrio PA/TO/MA João Batista Rocha supervisor3@reafrio.com.br Supervisor Reafrio GO Marlon Hubner Gonçalves supervisor4@reafrio.com.br

Um forte abraço e ótima leitura!

ÍNDICE

Supervisor Reafrio SP/MS Carlos Eduardo Molaia supervisor5@reafrio.com.br Supervisor Reafrio MG Ladislau Correia de Novaes Filho supervisor6@reafrio.com.br Supervisor Reafrio MT/RO/AC/AM Almir Batista da Silva supervisor7@reafrio.com.br Supervisor Reafrio Nordeste Ricardo Ferreira de Moraes supervisor8@reafrio.com.br Supervisor Reafrio MG/RJ/ES/BA José Alacrino Gonçalves supervisor9@reafrio.com.br

04

Produção mundial e nacional de leite - Parte I

08

Produtor paraguaio investe em equipamentos com a qualidade Reafrio

09

Líderes de fábrica são treinados na Reafrio

10

Primeira filial da Reafrio é inaugurada em Rondônia

Comercial Interno Tiago Gonçalves comercial.interno@reafrio.com.br Comércio Exterior Eddie Fernando Reis comex@reafrio.com.br Jornalista responsável Angela Batisti MTE 4555-SC Diagramação e projeto gráfico: Assessor de Marketing Giovar Juarez Garcia marketing@grupomsimon.com.br Impressão Arcus Indústria Gráfica

Novembro/Dezembro 2013


Reafrio em Foco - Maravilha/Santa Catarina

3

Cipa promove treinamento sobre EPI

A Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (Cipa) da Reafrio, em conjunto com o Serviço Especializado em Segurança e Medicina do Trabalho da empresa, realizou treinamento com o tema “Equipamento de Proteção Individual (EPI)”, no dia 31 de agosto. As instruções foram repassadas pelo técnico em Segurança do Trabalho, Alexandre Luis Rintzel, com a finalidade de treinar os trabalhadores da área de produção. Neste sentido, a equipe foi instruída quanto às maneiras corretas de utilizar os EPI´s; combate ao uso incorreto; aumento do conforto do trabalhador durante o uso; orientação na escolha correta e o intuito da utili-

zação dos EPI´s nas atividades realizadas na empresa. Além disso, os colaboradores foram treinados a efetuarem a limpeza e higienização dos equipamentos de proteção, a fim de garantirem maior durabilidade dos mesmos e a preservação da integridade física do trabalhador. De acordo com a diretoria 2013/2014 da Cipa, treinar o colaborador para suas atividades deve ser uma prática cotidiana. “A maneira mais eficaz de prevenir acidentes de trabalho se faz com uma política de segurança e saúde dos trabalhadores, que tenha por base o foco na realidade das atividades realizadas pelo trabalhador”, afirmam os integrantes. A utilização do EPI é

prevista pela Portaria do Ministério do Trabalho nº 3.214/1978, na norma regulamentadora 06. Cabe às empresas fornecerem os EPI´s de forma gratuita, em perfeito estado de conservação, de acordo com o risco a que o trabalhador está exposto. Da

mesma forma, é de responsabilidade do colaborador utilizar os equipamentos conforme estabelecido, além de conservá-los e guardá-los de forma apropriada, devendo comunicar ao empregador quando o material estiver impróprio para uso.

Maneiras eficientes de segurança no trabalho foram repassadas

Novembro/Dezembro 2013


4

Reafrio em Foco - Maravilha/Santa Catarina

Produção mundial e nacional de leite - Parte I

Rosangela Zoccal

Zootecnista pela Faculdade de Zootecnia de Uberaba Mestrado em Produção Animal pela Pontificia Universidad Católica de Chile Pesquisadora da Embrapa Gado de Leite - Área de Socioeconomia

Produção mundial Em 194 países há produção de leite, segundo dados da Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO). Em 2011, a produção somou 615 bilhões de litros de leite de vaca e mais 96 bilhões de litros de búfala, assim distribuídos: 37% na Ásia; 29% na Europa; 25% nas Américas; 5% na África e 4% na Oceania (Figura 1). A produção mundial de leite cresceu 6,7% nos últimos cinco anos, somando o leite de vaca e de búfala. A Europa manteve o volume próximo de 208 bilhões, considerando também 201 milhões de litros de leite de búfala. A Ásia, com 261 bilhões, cresceu 13,4% e é a região com maior produção de leite de bubalinos. Nas Américas são produzidos 179 bilhões de litros e o maior crescimento percentual foi na América do Sul, com 18,0%. Nesse mesmo período, na Oceania o volume produzido aumentou 7,1%, que equivale, aproximadamente, a dois bilhões de litros por ano (Figura 2).

Novembro/Dezembro 2013

Fígura 01 - Distribuição percentual da produção de leite nos continentes, 2011. Fonte: FAO, 2013.

Figura 2. Crescimento percentual do volume de leite nos continentes/regiões no período de 2007 a 2011. Fonte: FAO, 2013.


Reafrio em Foco - Maravilha/Santa Catarina

5

Os países que mais se destacaram em volume de leite em 2011 foram: Índia, com 122 bilhões de litros, sendo 57 bilhões de leite de vaca e 65 bilhões de búfala; os Estados Unidos, com 89 bilhões, é o maior produtor mundial de leite de vaca; a China, com 39 bilhões, aparece em seguida e, nesse país, três bilhões foram de leite de búfala; o quarto maior produtor mundial é o Paquistão, que tem 64% do leite oriundo dos bubalinos. O Brasil, que em 2011, produziu 32 bilhões de litros, não contabilizou o leite de búfala. Países como Rússia e Alemanha produzem volumes semelhantes ao Brasil. A França, que já foi considerada um dos grandes produtores mundiais de leite aparece na oitava colocação, seguida pela Nova Zelândia, com 18 bilhões. Reino Unido, Turquia, Polônia, Holanda, Argentina e a Ucrânia apresentam volumes que variam de 11 a 14 bilhões de litros e completam os quinze países com maior produção de leite (Figura 3).

Figura 3. Produção de leite em países selecionados, 2011. Fonte: FAO, 2013.

As regiões de maior densidade de produção de leite, segundo os dados disponibilizados pelo IFCN (International Farm Comparison Network), estão representadas na Figura 4. Em destaque estão sete regiões com volume superior a 25 mil litros por km2. Nos Estados Unidos estão localizadas duas dessas regiões. Vários países da Europa com alta produtividade formam a maior região produtora. Na Ásia, a maioria dos estados da Índia está em destaque e a outra região é formada por estados da China e Japão. Nova Zelândia e Sul da Austrália também apresentam alta densidade e na América do Sul foram destacadas principalmente o Estado de Santa Catarina e a região de Santa Fé, na Argentina.

Figura 4. Regiões de maior densidade da produção de leite no mundo, 2012. Fonte: IFCN, 2013

Os países que mais se destacam na quantidade produzida e a produção média de leite por animal ordenhado, em cada continente ou região, serão mencionados a seguir:

Novembro/Dezembro 2013


6

Reafrio em Foco - Maravilha/Santa Catarina

Ásia Fazem parte da Ásia 53 países e em todos eles ocorre a produção de leite, porém, três países – Índia, China e Paquistão – são responsáveis por 75% do volume total do continente (Figura 5). Incluindo o leite da Turquia, Japão, Uzbequistão, Irã e Cazaquistão, o volume produzido representa 90% do total. Israel, Arábia Saudita e Coreia são os países com atividade leiteira mais intensiva, considerando como indicativo a produtividade por animal, nesses países o índice é de aproximadamente 10.500 litros de leite/vaca/ano. O Japão, Chipre, Taiwan, Jordânia e Kuait possuem também pecuária leiteira desenvolvida, com produtividade média de 6.500 litros/ vaca/ano.

Figura 5. Produção de leite em países selecionados da Ásia, 2011. Fonte: FAO, 2013.

Europa Na Europa foram considerados 40 países com produção de leite, com volume total de 208 bilhões de litros. A Rússia, Alemanha e França são os maiores produtores, com 41% do leite. Outros cinco países que se destacaram em volume foram o Reino Unido, Polônia, Holanda, Ucrânia e Itália, que totalizaram 70% do leite produzido na Europa (Figura 6). A produtividade média dos países europeus é de 5.489 litros/vaca/ano, sendo de aproximadamente 8.200 litros/ vaca/ano na Dinamarca, Espanha e Finlândia. Outros sete países também possuem pecuária de leite desenvolvida, com produtividade entre 7.145 litros e 7.874 litros/vaca/ano, que foram a Alemanha, Reino Unido, Holanda, República Checa, Portugal, Estônia e Luxemburgo.

América No continente americano, foram produzidos 179 bilhões de litros de leite, sendo 54,4% oriundo no Norte, 8,9% na América Central e Caribe e 36,7% na América do Sul. Os Estados Unidos produziram 91,4% do volume total da América do Norte e a atividade tem desempenho semelhante nos Estados Unidos e Canadá, com índices de produtividade animal que variam de 8.700 litros a 9.700 litros/ vaca/ano. Na América Central e Caribe, com aproximadamente 16 mil toneladas, a maior produção ocorre no México, com 67,2% de todo leite da região e nesse país, a produtividade animal é de 4.500 L/v/a. Em Porto Rico, com volume de 380 milhões de litros anuais, a média de produção por vaca de 3.863 litros é superior aos demais países da região, onde a produtividade média é de 1.000 litros. No Brasil foram produzidos 48,9% de todo leite da América do Sul, seguido pela Argentina, Equador e Colômbia (Figura 7). O Uruguai, que atualmente é um grande exportador de produtos lácteos, produz aproximadamente 2,1 bilhões de litros e tem produtividade de 2.700 litros/vaca, que é inferior a Argentina (4.798 litros) e Equador (4.725 Novembro/Dezembro 2013

Figura 6. Produção de leite em países selecionados da Europa, 2011. Fonte: FAO, 2013.

litros), semelhante ao Chile (2.580 litros) e superior à média brasileira de 1.382 litros por vaca.

Figura 7. Produção de leite em países selecionados da América, 2011. Fonte: FAO, 2013.


Reafrio em Foco - Maravilha/Santa Catarina

7

África Os 53 países africanos com produção de leite totalizaram 31 bilhões de litros e os que mais se destacaram nessa atividade foram o Egito, Quênia e Etiópia, com volume semelhantes de 4 bilhões cada um. Em seguida aparece a África do Sul, com 3,2 bilhões (Figura 8). No Egito, a produção de leite de vaca foi de 2,9 bilhões de litros e a de búfala foi de 2,6 bilhões anuais. O país que mais se destacou em termos de produtividade animal foi a África do Sul, com 3.256 litros por vaca/ano e a Argélia, com 2.537 litros. Tunísia, Egito, Marrocos, Reunião e Líbia apresentaram valores entre mil e 1.600 litros/ano. Nos demais países a atividade desenvolvida apresenta média inferior a mil litros por ano.

Figura 8. Produção de leite em países selecionados da África, 2011. Fonte: FAO, 2013.

Oceania Fazem parte da Oceania 13 países, porém 99,7% da produção de leite do continente foram produzidos na Nova Zelândia (66,1%) e Austrália (33,6%), como se observa na Figura 9. A atividade leiteira desenvolvida na Nova Zelândia apresenta a produtividade média por animal de 3.712 litros/ano, que é inferior à média encontrada na Austrália, de 5.728 litros/ano, em decorrência principalmente do tipo de sistema de produção adotado, que privilegia o animal em pastagens. Figura 9. Produção de leite em países selecionados da Oceania, 2011. Fonte: FAO, 2013.

O mundo vivencia uma forte demanda por lácteos, provocando crescimento do volume de leite produzido, seja ele aumentando a produção por animal ou por área, principalmente nos países exportadores. Esse fato conduz a uma busca constante por maior competitividade e autossuficiência dos países. A estimativa de demanda para os próximos anos é de 20 bilhões de litros anuais.

Produção Nacional O leite brasileiro foi produzido principalmente nas Regiões Sudeste (11,6 bilhões de litros) e Sul (10,7 bilhões), totalizando aproximadamente 70% do total nacional. O Centro-Oeste foi responsável por 4,8 bilhões de litros, o Nordeste 3,5 bilhões e o Norte 1,7 bilhões de litros de leite (Figura 10). O crescimento da produção de leite tem ocorrido principalmente nas mesmas regiões onde tem apresentando melhores índices, com taxas maiores de aumento, ou seja, o leite no Brasil tem crescido mais nas regiões tradicionais de pecuária de leite.

Figura 10. Produção de leite nas regiões brasileiras, 2012. Fonte: IBGE/PPM.

Confira na próxima edição a parte final Novembro/Dezembro 2013


8

Reafrio em Foco - Maravilha/Santa Catarina

Recentemente, investiu-se em novos equipamentos com as marcas Reafrio e MX do Brasil

Produtor paraguaio investe em equipamentos com a qualidade Reafrio A cidade de Alto Parana, no Paraguai, foi o local escolhido pelo produtor Artur Carlos Caye para fixar residência e investir na produção de leite e cereais. No ano de 1977, ele saiu de Santa Rosa, no Rio Grande do Sul, em busca de novas oportunidades. Hoje, ele, a esposa Adelaide Zimmer Caye e o filho Marcelo André Caye Zimmer trabalham em uma área de 50 hectares no Distrito de Santa Rita. A propriedade divide-se entre a lavoura de milho e soja (20 hectares), a preservação da mata nativa (5ha) e a produção leiteira, com 25ha destinados à pastagem, silagem e instalações. Com 44 vacas atualmente, sendo

Novembro/Dezembro 2013

38 em lactação, é produzido um volume diário de 500 litros de leite. “A ideia é chegar em 60 a 70 vacas”, comenta Caye. A propriedade trabalha com inseminação artificial, empregando o uso de 35% de sêmen sexado e 65% de sêmen convencional. Toda a produção é entregue para a Cooperativa Colonias Unidas, onde recebem em torno de US$ 0,30 por litro. Segundo o produtor, a alimentação dos animais é feita com aveia e azevem na época de inverno. Já no verão, é utilizado tifton, Cameron e coast cross. Em ambas as estações, a silagem, a ração concentrada e o sal mineral fazem o complemento da

alimentação e garantem a boa produtividade. Pensando sempre em ampliar a produção e melhorar as condições de trabalho, Caye investiu, recentemente, em uma nova sala de ordenha. No espa-

ço, foram implantadas uma ordenhadeira canalizada de seis conjuntos, contenções e canzis com a marca MX do Brasil, além de um resfriador de leite a granel, de 2 mil litros meia cana, fabricado pela Reafrio.

Artur Carlos Caye, a esposa Adelaide e o filho Marcelo comandam a propriedade com 50 hectares


Reafrio em Foco - Maravilha/Santa Catarina

9

Líderes de fábrica são treinados na Reafrio Com o objetivo de capacitar todos os líderes de setor e oferecer conhecimento básico, teórico e prático, sobre gestão da produção, a Reafrio promoveu treinamento com os líderes de fábrica nos dias 11, 12, 18 e 19 de setembro, totalizando 16 horas/aula.

As informações foram repassadas pelo palestrante Ismar Moraes, abordando conteúdos como gestão de pessoas, gestão de processo, feedback, comunicação aberta, redução de custos e planejamento e controle da produção (PCP). Segundo Moraes, a meto-

Conhecimento teórico e prático foi repassado por Ismar Moraes

dologia do curso visou o entendimento dos participantes quanto ao trabalho em grupo, comunicação, planejamento, liderança, persistência e responsabilidade no ambiente de trabalho. Participaram os colaboradores Volmir Antonio Sansigolo, Gilberto Veiga

do Nascimento, Diego João Filipin, Vanderlei de Souza Leite, Julio Cesar Provin, Alex Sander Schulz, Norlei Schneider, Valmir Schul, Ademir Bone, Celmar Oldemburg, Vitor Duranti, Alexandre Luiz Rintzel, Luiz Lemes de Souza e Rafael Ricardo Pavi.

Trabalho em grupo e responsabilidade foram alguns dos fundamentos estudados

Novembro/Dezembro 2013


10

Reafrio em Foco - Maravilha/Santa Catarina

Jaru recebe a primeira filial da Reafrio O município de Jaru, em Rondônia, foi o escolhido para as instalações da primeira filial da empresa catarinense Reafrio, por comportar uma das maiores bacias leiteiras do país. Fundada em 2000, na cidade de Maravilha, a empresa fabrica resfriadores de leite, ordenhadeiras, tanques de coletas e bombas de transferência, sendo líder de vendas no mercado nacional. A inauguração da filial ocorreu no dia 9 de setembro, na sede do empreendimento, localizado na Rua Mato Grosso, 669, Setor 2. O corte oficial da fita foi realizado no final da tarde e prestigiado por lideranças e autoridades municipais. Na ocasião, a equipe da Reafrio apresentou as instalações e comentou que o local servirá como ponto de distribuição dos equipamentos de refrigeração de leite para todo o Estado de Rondônia.

Novembro/Dezembro 2013

Cerimônia marcou a instalação do novo empreendimento Após a visita às instalações, os convidados se dirigiram ao Spaço Sara Decorações, onde foi explanado acerca da história da empresa, com a presença da prefeita Sonia Cordeiro, autoridades e convidados da região. Segundo o coordenador da filial Norte, Fabrício Moratelli, a expectativa do sucesso nessa região é muito grande. “Jaru está em ascensão no mercado leiteiro. E nós estamos trazendo equipamentos de qualidade, para trazer mais tecnologia ao produtor leiteiro”, disse. Para o gerente de suprimentos e gerente da filial Norte, Adriano Ricardo Réquia, o principal objetivo da empresa é fomentar o mercado do Norte com produto de qualidade e à pronta-entrega. De acordo com ele, a receptividade dos munícipes foi um ponto

decisivo para a escolha da Reafrio: “Nós estamos muito orgulhosos de inaugurar nossa primeira filial e esperamos que o povo de Jaru também se orgulhe de nos receber aqui”. O diretor Comercial e de Marketing, Vanderlei César Feldmann, também representando o sócio presidente da empresa, Eduardo Miguel Simon, salientou que a Reafrio integra o Grupo MSimon, formado por 14 empresas em Santa Catarina e São Paulo. “Jaru deve sim comemorar esse momento de chegada da Reafrio. Hoje estamos implantando um centro de distribuição, mas, no futuro, pretendemos ter aqui uma unidade de fabricação avançada e assim gerar mais empregos e contribuir ainda mais com a economia local”, destacou. Conforme a prefeita Sonia, é gratificante ver mais essa empresa se instalar no município. “Será mais renda e

emprego para Jaru. Temos o privilégio de ter uma filial dessa empresa tão importante para o setor leiteiro. A nossa administração torce muito pelo sucesso e agradece a escolha da Reafrio”, comentou. O presidente da Câmara de Vereadores, Josemar da 34, salientou a necessidade da tecnologia para o produtor de leite. “Além da importância da Reafrio para a economia do município, a empresa também traz novas possibilidades aos nossos produtores e garante ainda mais o fortalecimento da produção leiteira da região”, finalizou o parlamentar. A equipe da Reafrio também esteve representada no ato pelo coordenador da filial Norte da Reafrio, Michel Lucca; o supervisor para os estados de Rondônia, Mato Grosso, Acre e Amazonas, Almir Batista da Silva; e o representante da Reafrio para Jaru e região, Reginaldo José da Silva.


Reafrio em Foco - Maravilha/Santa Catarina

Corte oficial da fita marcou a inauguração da primeira filial

Equipe apresentou as instalações do novo empreendimento

Gerente Réquia destacou o potencial leiteiro da região

Menção Honrosa foi entregue pela Reafrio aos coordenadores da filial Norte

11

Convidados tiveram a oportunidade de conhecer um pouco mais sobre a empresa

Autoridades, colaboradores e convidados foram recepcionados no Spaço Sara Decorações

Prefeita de Jaru, Sonia Cordeiro, agradeceu a escolha da empresa

Diretor Feldmann afirmou que a intenção é ampliar a atuação na região

Novembro/Dezembro 2013


12

Reafrio em Foco - Maravilha/Santa Catarina

Iniciativa da Cipa reduzirá em 90% o consumo de copos descartáveis Pensando em melhorar a qualidade de vida dos colaboradores, a equipe da Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (Cipa) da Reafrio está sempre em busca de novas soluções e, durante reunião mensal de planejamento, realizada no dia 30 de agosto, foi levantada mais uma ideia que irá beneficiar toda a empresa. Conforme a presidente da Cipa, Ivete Jandrey, a Reafrio disponibilizou, Novembro/Dezembro 2013

já no dia 2 de outubro, garrafinhas de água para que os colaboradores utilizem durante o expediente, eliminando todos os copos descartáveis e contribuindo para reduzir o lixo no meio ambiente. “A ideia surgiu do Alexandre, que é técnico em Segurança do Trabalho e membro da Cipa, então foi visto, discutido, pegamos autorização e aprovação do Eduardo Miguel Simon, que é o presidente

da empresa, e, juntamente com toda a diretoria, foi autorizada a fabricação das garrafinhas para estarmos distribuindo para cada um”, explica Ivete. Segundo o gerente de suprimentos da Reafrio, Adriano Ricardo Réquia, a empresa vinha consumindo, por mês, em torno de 5 mil copos descartáveis. Com essa iniciativa da Cipa, o número será reduzido em mais de 90%. “Hoje não é possível a re-

dução em 100% devido ao pessoal externo que frequenta a empresa, mas já com estes números temos a certeza de estarmos no caminho certo”, acredita. Durante a reunião, também foi repassada a programação da Cipa aos presentes e foram idealizadas duas urnas. Uma delas terá como foco recolher as sugestões dos colaboradores, que poderão colocar situações que estejam em desacordo ou pon-


Reafrio em Foco - Maravilha/Santa Catarina

13

Ideia de utilizar garrafas surgiu em reunião da Cipa

tos a serem melhorados. O objetivo é que essas ideias sejam analisadas pela equipe da Cipa e, conforme sua viabilidade, sejam colocadas em prática. Outra urna será utilizada para que os colaboradores sugiram frases referentes à segurança do trabalho. O intuito é que todo o mês seja eleita uma nova frase e o autor seja contem-

plado com um brinde surpresa. “A iniciativa é uma forma de renovar e conscientizar a segurança no trabalho”, ressalta a presidente da Cipa. Ações programadas para outubro Para o mês de outubro, a Cipa tem planejados dois eventos com a participação dos colaboradores. Um deles será voltado às doenças ocupacio-

Antes, empresa consumia cerca de 5 mil copos descartáveis por mês

nais, onde profissionais da área serão convidados para conversarem e esclarecerem dúvidas dos trabalhadores. O segundo será um treinamento de combate à incêndio. De acordo com Ivete, a equipe da Cipa já fez este treinamento e sentiu a necessidade de agregar o conhecimento a todos da empresa. “É de extrema importância que em caso

de emergência se tenha os conhecimentos necessários para minimizar quaisquer possíveis danos à estrutura e às pessoas do local de trabalho”, afirma. Ela destaca que a Cipa está sempre buscando melhorar a vida dos colaboradores, levando em conta todos os aspectos para que cada colaborador consiga desempenhar suas funções com segurança.

Urnas para sugestões e frases também foram colocadas à disposição

Novembro/Dezembro 2013


14

Reafrio em Foco - Maravilha/Santa Catarina

Participação da Reafrio na Expointer 2013 supera expectativas Realizada no período de 24 de agosto a 1º de setembro, a Expointer 2013, uma das mais importantes feiras de exposições do mundo, recebeu aproximadamente 385 mil visitantes no Parque de Exposições Assis Brasil, em Esteio (RS). A 36ª edição da feira levou a marca da sustentabilidade e irrigação como fatores que impulsionam a economia gaúcha, fortalecendo o projeto de desenvolvimento sustentado, e expôs as mais modernas tecnologias do campo, em termos de máquinas, equipamentos, genética de animais e soluções em geral. Em parceria com a Associação das Pequenas Indústrias Lácteas (Apil), a Reafrio pode destacar ainda mais sua marca, já reconhecida internacionalmente e considerada uma das melhores do país em seu segmento. De acordo com o supervisor da Reafrio para os estados do Rio Grande do Sul e Santa Catarina, Giovani Damacena, foi uma oportunidade para divulgar os produtos e fechar novos negócios. “Apesar de termos algumas dificuldades devido à chuva, os objetivos buscados junto à Expointer foram superados. A empresa conseguiu atingir números significativos e uma grande rede de contatos foi criada e renovada, o que, com certeza, se reverterá em vendas futuramente”, ressalta. Além dele, participaram da feira o supervisor de comércio exterior, Eddie Fernando Reis, e o representante comercial Valmir Dupont. O sócio presidente da Reafrio, Eduardo Miguel Simon, o sócio vice-presidente Darci Simon (Miguel), o diretor comercial e de marketing, Vanderlei César Feldmann, e o gerente comercial Adriano Auler também estiveram visitando os estandes.

Novembro/Dezembro 2013

Clientes puderam conhecer alguns produtos da empresa

Estande da Reafrio foi destaque na feira


Reafrio em Foco - Maravilha/Santa Catarina

15

World Dairy Expo: Feira nos Estados Unidos é prestigiada pela Reafrio Com o objetivo de buscar novas tecnologias e parcerias, além de agregar conhecimentos sobre o mercado mundial de lácteos, o sócio-presidente da Reafrio, Eduardo Miguel Simon, o diretor comercial e de marketing da empresa, Vanderlei César Feldmann, e o gerente de qualidade e engenharia, Rodrigo Borella, visitaram a feira World Dairy Expo. Realizada entre os dias 1º e 5 de outubro, em Madison, nos Estados Unidos, a World Dairy Expo é uma feira global voltada ao setor leiteiro, que possibilita a abertura de novos mercados, demonstrando ao público produtos e serviços inovadores, novidades em genética e pesquisas de ponta para a indústria de laticínios. Durante a passagem pelo país, a equipe da Reafrio também visitou propriedades leiteiras da região. Em um anúncio recente, a feira foi listada em oitavo lugar no ranking das Top 25. Nessa pesquisa, leva-se em conta o tamanho do evento em metros quadrados, o número de empresas expositoras, atendimento, crescimento da receita e os participantes por metro quadrado. No ano passado, a World Dairy Expo atraiu 71.788 participantes, 863 empresas expositoras e visitantes de 95 países.

Vanderlei César Feldmann, Eduardo Miguel Simon e Rodrigo Borella participaram do evento

Feira possibilita a abertura de novos mercados e o acesso a novidades em produtos, serviços e tecnologias Novembro/Dezembro 2013



Edicao 10