Issuu on Google+

RP

Sandra de Sá é destaque de jantar beneficente do Fundo Social de Solidariedade

Reação Popular O jornal que fala a sua língua

29 de abril de 2011 - Ano 3 - Edição 161

R$: 0,20

Pág. 6

Saúde de Cubatão é eleita a melhor da Baixada Santista

Mesmo sem ajuda do Estado, serviço prestado na cidade tem aprovação de moradores e atrai gente de toda a região Derrotado nas urnas, Serra tem projetos aposentados por Alckmin na educação. E debandada de políticos do PSDB e do DEM não para Pág. 3

Prefeitura troca comida industrializada por refeições caseiras nas escolas

Pág. 5

Paixão de Cristo atrai 5.000 espectadores no Centro Social Urbano

Pág. 5

Troca de ingressos para o Concurso da Rainha Gay acontece de 16 a 18

Pág. 6


2 Política 2

Serviço Por Dilma Vana Roussef f

CONVERSE COM A PRESIDENTA Marcelo Nerivan de Paula, 31 anos, empresário de Palmas (TO) – O Brasil tem um dos mais altos custos de internet banda larga do mundo. A senhora acredita que, com o esforço do governo federal de universalização da internet, haverá possibilidade de o preço deste serviço baixar? Presidenta Dilma – Você tem razão, os serviços de internet ainda estão caros e lentos no Brasil. Mas estamos trabalhando para massificar o uso da banda larga no Brasil, a preços reduzidos. Por isso criamos o Programa Nacional de Banda Larga (PNBL). Determinei ao Ministério das Comunicações o máximo empenho na elaboração do programa para que, até 2014, seja oferecido acesso à internet banda larga com velocidade mínima de 1 megabit por segundo (Mbps) a um custo bem mais baixo. Sabemos que a expansão do acesso a este serviço estimula o desenvolvimento e a inclusão social e é também uma forma de combater as desigualdades no país. Queremos internet de alta velocidade para todos os brasileiros, sejam eles do campo ou das cidades, morem em bairros ricos ou nas periferias, cidades grandes ou pequenas. Isso significa conectar escolas e telecentros e, principalmente, fazer com que os serviços estejam disponíveis em todo o Brasil, a preços viáveis. Estamos elaborando também o terceiro Plano Geral de Metas de Universalização (PGMU), que estabelece, para as operadoras de telefonia fixa, as metas de expansão de suas redes e serviços. O PGMU, ao lado de outros instrumentos, poderá induzir a oferta de banda larga – no atacado e no varejo – a custos finais baixos e a velocidades bem superiores às que hoje estão disponíveis no mercado. Airton A. Zirondi, 50 anos, supervisor de Documentação Técnica de São Paulo (SP) – O governo Lula criou o Programa Luz para Todos, no qual me inscrevi, mas ainda não fui atendido. Gostaria de saber se a senhora vai dar continuidade a este programa. Presidenta Dilma – Sim, Airton. O Luz para Todos teve o prazo prorrogado para dezembro deste ano a fim de que as obras contratadas até outubro de 2010 sejam concluídas. Se o seu pedido satisfizer os critérios de atendimento, você receberá a energia elétrica dentro desse prazo. O programa foi lançado em 2003, quando eu era a ministra de Minas e Energia. Até março passado, foram beneficiados 13,6 milhões de pessoas, e até o final do ano mais 1,25 milhão serão atendidas. A eletrificação rural está permitindo aos beneficiados desde coisas simples, como tomar um copo de água gelada, assistir televisão, movimentar moinhos, fábricas caseiras, processadores de farinha de mandioca, além de tornar possível a realização de aulas noturnas em diversas localidades. Os milhões de brasileiros e brasileiras que ainda viviam nas trevas do século 19 estão sendo trazidos para o século 21. O governo federal arca com 72% dos custos da eletrificação e o restante é completado pelos governos estaduais e empresas de energia elétrica. Os coordenadores responsáveis por atender às demandas e por acompanhar o cumprimento das metas são os Comitês Gestores Estaduais. Para verificar a situação de seu pedido, entre em contato com o Comitê do seu Estado na página http://bit.ly/eVvGEH.

Reação Popular

11 de fevereiro de 2011 - Ano 3 - Edição 150

29 de abril de 2011 - Ano 3 - Edição 161

MOBILIZAÇÃO

Doentes de cama vão receber vacina contra a gripe em casa Força-tarefa contra a doença está programada para sábado; Cubatão terá 14 postos fixos e três volantes para imunizar grávidas, crianças e pessoas com mais de 60 anos No Dia de Mobilização Nacional contra a Gripe, Cubatão vai vacinar em domicílio os doentes acamados. O atendimento vai das 8h às 17h e será feito por meio de uma equipe volante. Além deles, poderão receber a dose contra as gripes comum e do tipo A (H1N1) mulheres grávidas, crianças entre seis meses e dois anos e pessoas com mais de 60 anos. A dose está sendo distribuída em 14 postos fixos e três volantes na cidade (leia a relação nesta página). A Secretaria Municipal de Saúde também orienta que trabalhadores da área da saúde, doentes crônicos e índigenas também sejam vacinados. A vacinação vai até o dia 13 de maio. Parte das vacinas foi fabricada no país, pelo Instituto Butantan. Segundo o governo federal, cerca de 5,5 milhões de paulistas devem ser imunizados. Quem costuma doar sangue só pode doar novamente 48 horas após tomar a vacina.

A presidenta Dilma Rousseff toma a vacina no lançamento da campanha contra a gripe

Postos de Vacinação 1.Posto Central de Vacinação Av. Martins Fontes, 132 – Vila Nova 2. UBS Vila São José Av. Bandeirantes, s/nº 3. UBS Jardim Casqueiro R. Espanha, 37 4. UBS Jardim Nova República R. Dep. Esmeraldo Tarquínio, s/nº 5. UBS Jardim 31 de Março Rua Antonio Simões de Almeida 6. USFC Jardim Caraguatá R. Dois, s/nº 7. UBS Centro Social Urbano (CSU) R. Salgado Filho, 249 – Pq. do Trabalhador – Jardim Anchieta

8. UBS Afonso Schimidt (Área 5) R. Manoel Leal, s/nº Jd. São Francisco 9. UBS Vila Natal R. dos Cravos, 331 10. USFC Vila dos Pescadores R. Santa Júlia, s/nº 11. USFC Cota 200 2ª Passarela da Via Anchieta km 50 12. USFC Cota 95 Faixa do Oleoduto – P. do Miranda 13. USFC Vale Verde R.Paulo Enos Pontes, s/nº 14. USFC Vila Esperança II (Caic) R. S. Franc. de Assis

Postos Volantes 1. Escola Rural (Cota 400) e Pilões 2. Cantinho dos Aposentados AV. Beira Mar s/nº – Jd. Casqueiro 3. Associação dos Moradores da Pedreira Mantiqueira Rodovia Cônego Domênico Rangoni

Vacinação de acamados em domicílio Sábado (30/4) Das 8h às 17h

Vagas disponíveis no PAT (22/4) Função

Vagas

Função

Vagas

Vagas

Função

Analista de processos pleno .................. 5

Lubrificador de máquinas ...................... 1

Operador produção ................................13

Carpinteiro ..............................................20

Manobreiro ............................................... 4

Operador retroescavadeira ...................01

Conferente portuário .............................. 5

Mecânico ................................................ 57

Pedreiro ...................................................28

Eletricista ...............................................25

Motorista ................................................54

Programador ............................................. 3

Encarregado de limpeza ......................... 4

Oper. máq. operatrizes ............................ 2

Projetista pleno ........................................ 1

Engenheiro de produtos .......................... 2

Oper. ponte rolante ................................10

Rasteleiro ................................................. 5

Engº de segurança do trabaho ............... 1

Operador “Bobcat” .................................. 1

Resgatista ..............................................10

Esmerilhador ..........................................22

Operador de manuseio ..........................10

Sinaleiro / Rigger ..................................15

Especialista proces. pleno ..................... 1

Operador máq. dobradeira ...................... 2

Soldador manutenção ........................... 76

Laboratorista ............................................ 2

Operador portuário .................................. 1

Sup. montagem/solda naval ................... 1

Líder equipe área de transportes ........... 1

Soldador de manutenção ........................ 1

Supervisor vias férreas ............................ 1

Perguntas para a seção “Conversa com a Presidenta” podem ser enviados para o e-mail redacaorp@yahoo.br com nome completo, idade, profissão, bairro e cidade. Serão enviadas para a assessoria da presidenta os e-mails encaminhados até a próxima segunda-feira (2/5).

Reação do leitor Minha história Meu primeiro emprego na indústria foi no governo de Juscelino Kubitschek, na área da Companhia Siderurgia Nacional (CSN). No governo de João Goulart trabalhei na Cosipa, hoje Usiminas. Com o governo militar de João Baptista Figueiredo, trabalhei como autônomo. Hoje tenho 76 anos e vi o Brasil mudar começando pelo governo do ex presidente Lula, que deixou a população mais tranquila. A certeza é de que sua sucessora, Dilma Rousseff continue o ótimo trabalho fazendo valer a sua competência. Moro há 52 anos em Cubatão e desejo a mesma sorte para nossa prefeita Márcia Rosa, que sempre apoiei e em quem confio. Nelson Pires, 76 anos, Cubatão, SP Cartas para a seção “Reação do Leitor” podem ser enviados para o e-mail redacaorp@yahoo.br com nome completo, idade, profissão, bairro e cidade. O Reação Popular é uma publicação semanal da 2L Fábrica de Idéias Comunicação Social Ltda. CNPJ - 09.142.963/0001-02 Circula em toda a Região Metropolitana da Baixada Santista. Endereço: Rua 13 de Maio, 429, sala 21, Vila Nova, Cubatão. CEP: 11525-040 Telefones: (13) 3324-0313/ 3372-7348 E-mail: reacaopopular2@gmail.com Tiragem: 10 mil exemplares

Editora: Luciana Lane Valiengo - MTb 30.758/SP Departamento Comercial: Paulo Ricardo Hourneaux de Mendonça Colaboração: Christiane Castanheira Projeto gráfico: Feberti Diagramação: Luciana Lane Vailengo Todos os artigos assinados são de responsabilidade de seus autores e não representam, necessariamente, a opinião do jornal.


Reação Popular

Cultura 3 3

Geral

11 de fevereiro de 2011 - Ano 3 - Edição 150

Mais empregos 29 de abril de 2011 - Ano 3 - Edição 161

Guerra entre Alckmin e Serra espirra na educação

Briga entre o governador e o seu antecessor ficou feia

Geraldo Alckmin foi eleito governador de São Paulo em 2010 com o discurso da continuidade. Era o que restava para o tucano, candidato derrotado à Presidência quatro anos antes, já que não apresentou programa de governo. Cinco meses depois de assumir o Palácio dos Bandeirantes, o eleitor começa a sentir o valor do cheque em branco passado para o peessedebista. Aos poucos, ele vai minando os programas de seu antecessor, José Serra, numa mostra de que, embora no mesmo partido, nem eles mesmos se entendem. O último projeto de Serra abandonado por Alckmin foi o de oferecer aulas extracurriculares de idiomas em escolas privadas a alunos da rede estadual, conforme reportagem do jornal “Folha de S.Paulo” publicada em 25/4. A ação, na verdade, expõe a falta de política do governo tucano para a educação. Na semana passada, o “Reação Popular” revelou as péssimas notas tiradas pelas escolas do

Estado no Idesp (Índice de Desenvolvimento de Educação do Estado de São Paulo), em que nenhuma das unidades de Cubatão havia atingido média 5 – uma delas nem sequer chegou a 1. A briga entre Alckmin e Serra pelo comando do PSDB ficou evidente desde a saída de seis vereadores de São Paulo do partido. Antes, o governador, que ainda não engoliu o apoio mascarado de Serra ao atual prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab nas eleições de 2008, já havia engavetado outras políticas do antecessor, como o pagamento de bônus aos professores, que será extinto a partir de 2012. Elogiados por José Serra, os dois professores na sala de aula foram criticados pelos atuais chefes da educação, que chamaram de “estagiário” o “professor auxiliar” – ele na verdade não pode nem mesmo se dirigir aos estudantes. A cada round, o perdedor parece ficar mais claro. Ele não é Alckmin ou Serra, mas o aluno da rede estadual.

BOA NOTÍCIA

Dilma abre 75 mil bolsas de estudos no exterior A presidenta Dilma Rousseff (PT) anunciou que vai conceder 75 mil bolsas de estudo no exterior para brasileiros até 2014. O número pode chegar a 100 mil se a iniciativa privada ajudar. Segundo o ministro da Educação, Fernando Haddad, hoje são oferecidas cerca de 6.000 bolsas para o exterior por ano. A prioridade, segundo Dilma, será para as ciências exatas, como en-

genharia e física. Estudantes que queiram fazer parte da graduação no exterior também serão beneficiados. Sobre as 25 mil bolsas que complementariam o anúncio, Dilma fez um apelo à iniciativa privada: “Eu acredito que o setor privado pode comparecer com uma ajuda aos estudantes brasileiros e ao Brasil, de forma que nos permita chegar a 100 mil bolsas em 2014”.

Montagem feita por GB

Governador tucano estende briga com antecessor para a rede de ensino e deixa alunos e educadores perdidos

As ideias de Serra abandonadas por Alckmin Logo ao assumir, extinguiu a Secretaria de Ensino Superior, criada por Serra

Vai cortar, em 2012, o pagamento de bônus e enfraquecer o sistema de meritocracia, instituídos pelo antecessor

Debandada sangra o PSDB paulista

Acabou com o programa que oferecia aulas extracurriculares de idiomas em escolas privadas a alunos da rede estadual

O PSDB vive um pesadelo. Não bastasse a série de tiros no pé dada por suas lideranças, o partido viu, na última semana, um grupo de seis vereadores da capital paulista deixarem a legenda. A revoada chegou a fundadores da sigla, como o ex-deputado

federal Walter Feldman e o ex-ministro Luiz Carlos Bresser-Pereira. Em todos os casos, os dissidentes reclamaram da guinada à direita do partido. Feldman culpou Alckmin e cinco secretários de Estado pela divisão. Os tucanos tiveram um

Chamou o segundo professor de Serra de estagiário

mês turbulento. Antes, Fernando Henrique Cardoso publicou um artigo em que abria mão do voto do povão. Na sequência, Aécio Neves, principal nome do partido para 2014, teve a carteira de motorista apreendida e se negou a fazer o teste do bafômetro no Rio.


4 4

Gente de Cubatão

11 de fevereiro de 2011 - Ano 3 - Edição 150

Reação Popular

Administração

29 de abril de 2011 - Ano 3 - Edição 161

ENTREVISTA

“A Prefeitura enxergou no comércio um parceiro para o desenvolvimento” Hermes Balula, 55 anos, proprietário do Chaveiro Universal Balula, foi reeleito presidente da Associação Comercial e Industrial de Cubatão (ACIC) para o biênio 2011/2012. À frente da entidade, ele almeja ampliar a participação da associação na vida social e política da cidade Reação Popular – Você é um empresário bem-sucedido na cidade. Como tenciona utilizar isso em favor da ACIC? Hermes Balula – Exerço a mesma atividade profissional que meu pai, Hilário Balula, exercia na cidade desde 1963. E toda aquela experiência foi passada para a família. Posteriormente, abri meu próprio chaveiro. Eu tinha a experiência profissional, mas a Cida (Aparecida Mesquita Balula, sua mulher) foi e é a grande responsável pelo fato de o empreendimento ser bem-sucedido. Ela sempre administrou o negócio com organização e muita dedicação. A fórmula do nosso sucesso foi o empreendimento continuar familiar. É essa filosofia que tento implantar na ACIC. Fazer com que os associados se sintam em família. RP – Você presidiu a entidade de 2009 a 2010 e foi eleito

A nova diretoria da ACIC Presidente – Hermes Balula (Chaveiro Universal Balula) Vice – Antônio Teixeira Gomes (100% Água) 1º Tesoureiro – Célio Lacerda (Cesla Comercial Elétrica) 2º Tesoureiro – Ernani Patrício da Silva 1ª Secretária – Vanessa Alves Mesquita (Terravam Construtora) 2ª Secretária – Gilda França Stramandinolli (Restaurante Nacional) Diretoria adjunta José Luiz Gonzales Alonso Sergio Augusto de Santanna Vanilson Roberto de Souza Mattos para o biênio 2011/2012. Ao que você credita isso? Balula Creio que tenha sido consequência de uma administração aprovada pelos comerciantes, por conta de um trabalho sério de fortalecimento do setor e da entidade. Quando assumi a presidência pela primeira vez, a ACIC tinha 196 associados. Hoje, possui 534. RP – Como foi viabilizado? Balula – Me associei à ACIC em 1980 e, desde 2006, faço parte da diretoria. Como presidente, dei continuidade e procurei ampliar o trabalho

de valorização desenvolvido pelos meus antecessores, intensificando as ações para atrair novos associados. Para isso, as parcerias foram fundamentais. Recebemos amplo apoio da administração municipal, que enxergou no comércio um parceiro importante para o desenvolvimento da cidade. RP — De que forma o poder público contribuiu para isso? Balula – Por meio de ações concretas, como o Pró-Comércio, o Pacto Pelo Emprego e, por fim, o Cartão Servidor Cidadão, que já injetou cerca

de R$ 40 milhões no comércio, alavancando a economia interna e gerando crescimento. Da mesma forma, o comércio é de fundamental importância para a cidade. A prefeita reconhece isso e hoje temos as portas abertas na Prefeitura e facilidade para dialogar com a administração, o que não ocorria antigamente. Em contrapartida, quando assinamos o pacto e firmamos as parcerias, nos comprometemos a contratar junto ao PAT, dando a nossa contribuição social. Estamos crescendo e proporcionando crescimento.

RP – Quais são os planos para os próximos anos? Balula – Nossa meta é ampliar as parcerias. Hoje temos parcerias amplas com o Sebrae para capacitação de funcionários, tanto no balcão quanto no atendimento externo e até em vitrinistas. Além disso, mantemos convênio também com a Unimonte para descontos nas mensalidades para comerciantes e funcionários terem acesso mais fácil ao ensino superior. Tudo isso vai ser ampliado e estendido. Outro objetivo é chegar ao final da gestão com ao menos mil associados.

RP — Você comentou que a ACIC pretende ampliar sua participação na vida social e política da cidade. Como? Balula – É certo que, quando um setor econômico como o comércio se organiza e cresce, contribui para o desenvolvimento e a cidade cresce também. Mas, como a época da fundação da ACIC, em 1974, quando, além de organizar os comerciantes, se engajar na luta pela volta da autonomia política, essa diretoria entende que a ACIC deva continuar a participar, a fomentar as discussões e a contribuir para os avanços políticos e sociais da cidade. Nossa voz precisa ser ouvida como agora está sendo. Hoje, possuímos uma sede própria com espaço social climatizado. Na posse dessa diretoria, em 7 de abril passado, entregamos um novo espaço, com ampliação do salão e área de lazer no pavimento superior.

O comércio é de fundamental importância para a cidade. A prefeita reconhece isso e hoje temos as portas abertas na Prefeitura e facilidade para dialogar com a administração, o que não ocorria antigamente.” Fazemos parte dessa sociedade e damos nossa parte. Se a chave do sucesso são as parcerias, elas estão sendo feitas com todos, poder público, instituições e com a comunidade. Juntos, somos muito mais fortes.


Reação Popular

Esporte Política 57 5

Cidade

8 de abril de 2011 - Ano 3 - Edição 158

Mais empregos 29 de abril de 2011 - Ano 3 - Edição 161

ORGULHO

Atendimento na maternidade do Hospital Modelo: saúde da cidade é a melhor da região

Saúde em Cubatão é considerada a melhor da Baixada, mesmo sem ajuda do Estado Bom atendimento no PS e no hospital puxaram o índice. Prefeitura começa a reformar mais duas UBSs na segunda

Cubatão recebeu o melhor índice de aprovação na saúde em pesquisa realizada pelo Ipat (Instituto de Pesquisas A Tribuna) divulgada no dia 24/4. O índice de aprovação do serviço foi de 23% para bom e ótimo — na Baixada Santista, a taxa foi de 10,3%. Para a secretária de Saúde, Jocelene Batista, o índice reflete a reestruturação iniciada no ano passado nas UBSs (Unidades Básicas de Saúde). “O que puxou a avaliação para cima foram os índices de atendimento do pronto-socorro e hospital. Temos essa questão um pouco mais

resolvida do que as outras cidades da Baixada Santista”, disse a secretária. A contadora Kelly Pires, 40, concorda com a pesquisa. Ela vem de Praia Grande para usar os serviços do Hospital Modelo de Cubatão. “O serviço é muito bom. Em Praia Grande, o serviço não é tão organizado como aqui”, disse. A boa avaliação dos serviços de saúde contrasta com o pouco caso do Governo do Estado com os pedidos da Prefeitura. Em março, o governador Geraldo Alckmin (PSDB) anunciou a construção de outra UBS em

Cubatão, mesmo com a prefeita Marcia Rosa pedindo a instalação de um AME (Ambulatório Médico de Especialidades), com equipamentos de eletrocardiograma, eletroencefalograma, ergometria, ultrassonografia, radiografia, mamografia, densitometria óssea e eletroneuromiografia. A artesã Ediane Soares, 37 anos, lamenta a decisão do governo. “A população tem essa necessidade. É muito importante para nós e desafoga os hospitais”, disse. A Prefeitura, no entanto, segue trabalhando. As UBSs da Ilha Caraguatá e da Área 5 começam a ser reformadas na segunda-feira (2/5). O atendimento será transferido para os prédios do Cras (na Ilha Caraguatá) e do centro

O Hospital Modelo. é um dos melhores da Baixada. Mas a cidade precisa de centros especializados”

comunitário (Área 5), sem sofrer alteração. A reforma das unidades da Vila dos Pescadores e da Vila São José deve ser iniciada assim que os centros comunitários desses bairros forem adequados. Até julho de 2012, todas as 13 UBSs estarão reformadas. “As reformas serão como um check-up estrutural. Hidráulica, elétrica e pintura serão refeitas, e problemas como infiltrações serão resolvidos. Estamos ainda em processo de seleção para novos funcionários, para aumentar a capacidade de atendimentos”, disse a secretária. “Temos que conscientizar as pessoas de que as UBSs têm papel fundamental para exames preventivos, e não apenas nas urgências.”

Hospital Modelo de Cubatão atrai pacientes até do Paraná

Cubatão vem melhorando o atendimento, está mais humanizado”

Raimundo Cardoso, 78 anos, aposentado

Muita gente de outras cidades vem para cá, até do Paraná. Tem um bom atendimento”

Bianca Neves, 23 anos, auxiliar administrativa

Samuel Lúcio de Souza, 69 anos, autônomo

PRATO DO DIA

Estudantes vão receber comida caseira

Reforço na merenda será sentido principalmente no almoço

A merenda distribuída em 21 escolas de Cubatão terão um gostinho melhor a partir de segunda (2/5). O cardápio passará a ser supervisionado por três nutricionistas contratadas pela Prefeitura. As refeições industrializadas passarão a ser caseiras.

A medida faz parte do PAI (Programa de Alimentação Integral). Nas escolas atendidas são fornecidas duas refeições diárias por período. No matutino, os alunos recebem café da manhã e almoço; à tarde, almoço e um lanche. A principal mudança está

no almoço. “Vamos trocar as sopas industrializadas, que contêm muito sódio e conservantes, por sopas com legumes frescos, macarrão e carnes”, diz a nutricionista Caroline Ribeiro, 24 anos, que aposta no programa como forma de melhorar a

alimentação dos alunos. Segundo a chefe do Serviço de Alimentação Escolar, Lucimar Lopes de Lacerda, a ideia é expandir esse tipo de alimentação para todas as unidades de educação da cidade, incluindo as estaduais, até o final de 2012.


6 6

Cultura

8 de abril de 2011 - Ano 3 - Edição 158

Reação Popular 29 de abril de 2011 - Ano 3 - Edição 161

MÚSICA

Jantar ao som de Sandra de Sá

Paixão de milhares

“Mãe” da música black brasileira será a principal atração de evento do Fundo Social de Solidariedade de Cubatão. Ingressos custam R$ 150 Se Tim Maia foi o pai da música black brasileira, Sandra de Sá, com certeza, é a mãe. E, parafraseando um de seus hits, ela jamais jogou fora no lixo essa relação. No sábado, a cantora será a principal atração da 8ª edição do jantar dançante do Baile do Fundo Social de Solidariedade de Cubatão. O evento acontece amanhã (30/4), a partir das 22h, em uma área em frente do Bloco Cultural Dr. José Edgard da Silva, no Paço Municipal. A renda obtida será destinada a entidades assistenciais.

No repertório, sucessos como “Olhos Coloridos” e “Bye Bye Tristeza”. O convite custa R$ 150 e dá direito a um lugar na mesa. Segundo a presidenta do FSS, Darcy Chumbo, restam poucos convites e o traje deve ser respeitado: longo para as damas e terno completo para os homens. A programação ainda inclui as bandas Nova Era e Rock Chanel. Convites pelo telefone (13) 3362-6550, das 14h às 17h, com Dulce Esteves.

Sandra de Sá é a principal atração de jantar beneficente

Roney Gomes interpreta Jesus Cristo na encenação da “Paixão, Morte e Ressurreição de Cristo”, na Sexta-feira da Paixão em Cubatão. A peça, apresentada ao ar livre no Centro Social Urbano (CSU), reuniu cerca de 5.000 pessoas neste ano.

Social

Amigos, voluntários e colaboradores da Associação em Defesa da Vida Animal de Cubatão (ADVAC) participaram de um delicioso almoço no dia 17 de abril, na Sociedade de Melhoramentos do Jardim Casqueiro (Someca)

Daniela Vieira completou 32 anos no último dia 20

Elaine França comemorou seus 19 anos, no feriado de 21 de abril, com seu namorado Renan

Aniversariante do dia 8, Sheyla Viana completa 28 anos

Valmir Araújo, dono da Pizzaria Kero Mais, no Jardim Casqueiro, aniversariante de 1/5, com os pais Antônio e Adélia. Parabéns da esposa Denise, dos filhos Thaís, Rodrigo e Thiago e da amiga Melissa Caldeira

Ariane (à esq.) comemora seus 20 anos, completados no dia 19 de abril, com a amiga Nayla

Allan — aqui com a mãe, Rosana Santana — comemorou 18 anos de muita alegria e amor com os familiares no último dia 20

A pequena e linda Ana Carolina Ribeiro dos Santos, filha do Serginho do PT de Cubatão, durante comemoração da Páscoa na Emei Elsa Virtuoso, em Santos

Janete Lima Pereira completa 48 anos na próxima segunda-feira, dia 2

Os pedagogos cubatenses Andressa e Eliel Freitas celebraram no ultimo dia 21, no Buffet Maranvale, em Praia Grande, sua festa de casamento

A cerimonialista e coreógrafa Gislaine Teixeira com as integrantes do Corpo Coreográfico Municipal, durante o Ato de Gestão Transparente, realizado na UME Martim Afonso no Jardim Nova República, em 17 de abril


Reação Popular

Esporte

Esporte

8 de abril de 2011 - Ano 3 - Edição 158

Mais empregos

29 de abril de 2011 - Ano 3 - Edição 161

7

LIBERTADORES

Vitória dá fôlego para semana de decisões

Ganso acertou vários chutes de fora da área e garantiu a vitória do Peixe

Depois de bater o América-MEX, Santos encara São Paulo por vaga na final do Paulista e o jogo de volta no México O Santos venceu no sufoco o América do México por 1 x 0, quarta (27/4) na Vila Belmiro. Com um gol de Ganso de fora da área aos 38min, o Peixe matou o jogo ainda no primeiro tempo. Neymar deu um susto nos torcedores ao sair mancando de campo nos últimos minutos da etapa final, depois de receber um pisão do volante

Layun, mas voltou a campo logo em seguida. Na semana que vem, o Peixe tem a vantagem do empate na partida de volta das oitavas de final da Libertadores contra o América. Se perder por 1 x 0, a partida vai para os pênaltis. Qualquer outra derrota por um gol de diferença classifica o Santos. O jogo acontece na terça-feira,

na cidade de Queretáro, no México. O vencedor encara o ganhador do confronto Cruzeiro x Once Caldas-COL nas quartas de final. O resultado dá tranquilidade para a semifinal do Paulistão contra o São Paulo, no sábado, em partida única no Morumbi, quando o técnico Muricy Ramalho deve ter o time completo.

VILA SÃO JOSÉ

“Velhinhos” do Timão goleiam em inauguração Fabinho Fontes, observado por Gilmar Fubá, tenta o chute

PALAVRAS CRUZADAS DIRETAS

www.coquetel.com.br

Acordo sobre o clima Epíteto de Helô assinado Pinheiro em 1997 Choupanas Galo da Madrugada

© Revistas COQUETEL 2011

Que não é nociva ou prejudicial

"O Colecionador de (?)", filme Siderúr- com Angelina Jolie gica Combate o proteciobrasileira nismo internacional

Mala, em inglês Prenome de Picasso

A classe dos excluídos (Econ.)

El. comp. de "isonomia": igualdade

Show (?): Desprovienvolve o do de senuso de tido (fig.) fogos de artifício

Forma do decote suave

Antílope semelhante à girafa

Única letra que recebe acento grave Inspetor (de escolas)

Quinhão (pl.) Rima com "dor"

Amon-(?). o deus-Sol do Egito Antigo

Palavra sagrada, na religião hindu

O homem das cavernas Bebida refrigerante Afecção dentária

Metal de moedas (símbolo) Rua (abrev.) A Capital da Valsa

Rede de TV fundada por Ted Turner O objeto como o bibelô

Vila São José ganhou por 2 x 1 do Parque Fernando Jorge. O campo ficará a disposição da comunidade, tem areia própria para competições, iluminação e drenagem, além de pintura verde, a cor oficial da cidade.

Perceptível; sensível Visconde de (?): Queima escreveu Tornozelo, "Inocên- em inglês cia" Brisa

Base do calendário Blusa unissex (?) Pitt, Meio (?) ator de meio cá: "Bastardos hesitante Inglórios" 11, em algarismos romanos

Amotinar; insurgir

CAMPANHA

37

BANCO

Mãe de Jesus (Bíblia)

Solução O O S M S C O S R A T R V O I G E L N O A D I X T I A

Doze times entram em campo no dia 15 de maio. Mas, em vez de uma partida de futebol convencional, os times estarão envolvidos na caça aos criadores do mosquito transmissor da dengue no bairro Água Fria. As inscrições pode ser feitas na sede da Sociedade de Melhoramentos do bairro, na Rua Elias Zarzur, 135. Mais informações podem ser conseguidas pelo telefone 9763-5310, com Ivan.

Negócio que possi- Saudação bilita ga- telefônica nhos ilícitos (bras.)

3/bag. 4/riad — text. 5/ankle — bedel. 6/mantra — taunay.

Bola contra dengue

Texto, em inglês

I A N C H O S E C N I U S A M O S A C N N R A T I R R C I A V L E A B R L T A R A T E M A R

Vieira, João Paulo e Pita, da primeira formação dos Meninos da Vila, de 1978, além de Serginho Chulapa. No lado corintiano, Biro-Biro, Célio Silva, Dinei e Gilmar Fubá. O time da capital venceu por 5 x 3. Na outra partida da tarde, o

Uma das funções do gari

O P C B A G R P A BL O P I R O T O C O S A T O C A D O B E D E L D E C O R I A D A P R E A N K T AU N A Y R E V O M A M A T A L O

Na inauguração do campo de futebol soçaite da Vila São José, em 21 de abril, 2.000 torcedores assistiram aos jogos de abertura entre os masters de Corinthians e Santos. O jogo dos veteranos contou com os santistas Toninho

Claudia Leitte, cantora de axé

Capital da Arábia Saudita


88 Política 8

Especial

8 dedeabril 11 fevereiro de 2011 de 2011 - Ano -3Ano - Edição 3 - Edição 158 150

Reação Popular

29 de abril de 2011 - Ano 3 - Edição 161 Registros dos primeiro cemitério da cidade, uma das raridades do acervo

“Só formam leitores os apaixonados por livros” Um passeio pela Biblioteca Municipal de Cubatão e seu acervo de 20 mil publicações, contação de histórias, peças de teatro e centenas de vidas transformadas por seus livros Ataíde, 10 anos, na volta da escola, entra na única construção do começo do século 20 que ainda existe na avenida Nove de Abril. “Ele que pediu para entrar aqui”, diz Guido Appugliese, 42, técnico de promoção social que acompanhava o garoto. Esse “aqui”, no caso, é a Biblioteca Municipal João Rangel Simões, instalada no mesmo prédio desde 1981. Lá, o menino e as centenas de pessoas que frequentam o local diariamente encontram um universo de pais, filhos, pesquisadores, poetas e leitores. Além de livros, o prédio abriga recitais de musica, saraus, rodas de leitura, peças de teatro e o acervo histórico. “Venho porque gosto de ler”, diz Ataíde, que levou “Soldadinho de Chumbo”. “No acervo vem pessoas com pesquisas mais específicas”, diz João Baptista, 48, pesquisador do acervo. De fotos a documentos históricos e curiosidades como o primeiro livro de registro do cemitério da cidade. A construção é de 1935, quando Cubatão ainda era um bairro de Santos. O prédio foi construído para ser a escola Júlio Conceição. Em

1949 foi empossada na escola a primeira Câmara Municipal eleita; dez anos, veio a Prefeitura. Políticos e estudantes conviviam no mesmo espaço. Antes de chegar ao prédio da Nove de Abril, a biblioteca, fundada em 1959, dividiu espaços com escolas e repartições públicas e passou pelo Parque Anilinas até chegar ao espaço que hoje ocupa. Trinta anos depois, os desafios são outros. “Se antes a biblioteca era apenas para colocar livros, hoje, com as novas linguagens, ela tem de se atualizar constantemente”, diz o chefe da divisão do arquivo histórico, Francisco Rodrigues Torres, 48 anos. Para o público infantil, existem passeios pelas instalações, contações de histórias e um acervo com mais de 2.000 livros infantis. “O retorno dos professores é ótimo”, diz a contadora de histórias Nalva Leal, 46 anos. O acervo é de aproximadamente 20 mil livros. Existem mais 4.000 nas três filiais — na UME José de Anchieta, no Jardim Casqueiro e no Anilinas, em reforma. No final de 2010, um grupo de poetas voluntários fundou a Sociedade dos Ami-

Pesquisadores trabalham no Acervo Municipal

gos da Biblioteca, a SAB. Organizam o projeto Rodas de Leituras mensalmente, com conversas sobre escritores, oficinas literárias, teatro e contação de histórias. Maio será a vez da obra da escritora goiana Cora Coralina. “Sinto que estamos formando leitores. Existem pessoas que moram aqui e nunca entraram na biblioteca. As pessoas despertam para uma coisa que sempre esteve ali, mas que não existia em suas vidas. Até pessoas que estão longe da escola passaram a frequentar”, diz Nalva. “Só formam leitores os apaixonados por livros.”

“As pessoas despertam para uma coisa que sempre esteve ali, mas que não existia em suas vidas”

A Biblioteca Municipal hoje; prédio já foi escola e prefeitura

A biblioteca em imagens 1935

1951

O prédio, localizado na avenida Nove de Abril, é construído para abrigar a primeira escola do então bairro santista de Cubatão

É encerrado o primeiro livro de registros do cemitério da cidade, que está até hoje na biblioteca. Os registros partem de 1901 até 1950

1950 Alunos da escola Júlio Conceição dividem o espaço com os primeiros vereadores eleitos da cidade

1961

Abel Tenório muda a sede da Prefeitura para o prédio. Dois anos depois, ele é assassinado num crime político até hoje sem solução

1970

A Prefeitura compra exemplares do Diário Oficial do Império do Brasil. No entanto, o livro mais raro é o de memórias da “História da Capitania de São Vicente”, de 1920

1981

Depois de migrar pela cidade, a biblioteca se instala permanentemente no prédio da avenida Nove de Abril


Reação Popular nº 161