Issuu on Google+

Reação Popular

04 de fevereiro de 2011 Ano 3 Edição Nº 149 R$: 0,50

O jornal que fala a sua língua

Marcia Rosa se reúne com ministro da Saúde e garante recursos para Cubatão Alexandre Padilha mandará equipe do Ministério para verificar melhor forma de atender a população da cidade Pág. 5

Novo Anilinas

Campeonato de Futebol Amador tem incrições abertas até o dia 28

Obras começam e devem ter primeira entrega ainda este ano

Taça Cidade de Cubatão, disputada há mais de 50 anos, reunirá 36 equipes nas categorias Amador, Pág. 7 Principal e Veterano

Pág. 5

Na luta pelos direitos dos moradores da Água Branca

Na ponta do lápis

Aprenda a gastar menos com material escolar na volta às aulas Pág. 5

O líder comunitário Ivan Hidelbrando conta histórias do bairro e defende as pessoas que lutam para não Pág. 4 serem despejadas pelo Estado

Cemitério Israelita revela parte triste da história da imigração no Brasil

Cursos de coral e artes cênicas são boas dicas para quem adora as artes Pág. 6

Pág. 6


2

Política

Reação Popular TRABALHO

OLHO VIVO Barba, cabelo… Na Câmara, ainda antes do início das sessões legislativas, os oposicionistas sofreram um corte em suas fileiras com a passagem de um vereador da oposição para a base governista.

…e Bigode Com esse reforço, os situacionistas garantem folgada margem nas votações. O comentário é que está fácil fazer barba e cabelo, porque o Bigode já foi feito.

Isso pode? Alemão, quando era presidente da Câmara, fez um contrato de locação de veículos por um valor considerado, no mínimo, uma afronta. A imprensa denunciou e o Ministério Público recomendou a suspensão do contrato. Será que tava caro?

Como é que pode? Agora, Donizete, o novo presidente, conseguiu reduzir o valor do contrato para menos da metade do custo original. Detalhe: a locadora é a mesma e os carros também são os mesmos. Será que tava caro, ou, de repente, ficou barato?

“Complexo do Alemão” Pelos bares, brincam que, com esse desfecho, Cubatão passa também a ter um “Complexo do Alemão”. No Rio de Janeiro, os bondes do tráfico perderam a guerra com a lei e também o controle do Complexo do Alemão. Um alto custo.

Crescimento contínuo da economia aponta para pleno emprego no país Desafio agora é qualificar a mão-de-obra e melhorar salários O mercado de trabalho no Brasil caminha a passos largos. Nos últimos oito anos, no governo do presidente Lula, quase 15 milhões de empregos foram criados. O fantasma do desemprego já não ronda o brasileiro. O país fechou 2010 com taxa de desocupação estimada em 5,3%, a menor desde março de 2002, quando teve início a medição da Pesquisa Mensal de Emprego (PME) pelo IBGE. A apresentação de baixos índices gera expectativa entre economistas sobre a possibilidade de o Brasil ter entrado em estado de pleno emprego. Tal fato se dá quando a oferta de trabalho se equilibra com a quantidade de trabalhadores disponíveis no merca-

do, ficando sem emprego somente quem não aceita o salário oferecido. Superado o desafio de acabar com os altos índices de desemprego, o Brasil agora tem a missão de qualificar a mão de obra. Isso porque, os setores que mais empregaram nos últimos anos são aqueles que pagam os menores salários e, ao mesmo tempo, cresceu a procura por profissionais mais preparados. De acordo com estimativas do Ministério do Trabalho, construção civil, comércio e ser viços terão demandas ainda maiores por trabalhadores nos próximos anos e o cuidado deve ser para não tornar o mercado vulnerável, mantendo o crescimento da economia.

Em Cubatão, o alto custo dos alugueis dos carros fizeram a lei impedir seu tráfego e o ex-presidente ganhar o seu próprio “Complexo do Alemão”. Entre bondes e carros, nos dois casos, ganhou a população.

Editora: Luciana Lane Valiengo - MTb 30.758/SP Departamento Comercial: Paulo Ricardo Hourneaux de Mendonça Colaboração: Christiane Castanheira e Alfredo Karras

Endereço: Rua 13 de Maio, 429, sala 21, Vila Nova, Diagramação: Luciana Lane Cubatão. Valiengo CEP: 11525-040 Todos os artigos assinados Telefones: são de responsabilidade de (13) 3324-0313/ 3372-7348 seus autores e não representam, necessariamente, a Tiragem: 10 mil exemplares opinião do jornal. E-mail: reacaopopular2@gmail.com

No balanço dos oito anos do governo Lula, foi contabilizada a criação de mais de 15 milhões de empregos

Ações do Governo Federal Pesquisa mostra mais postos estimulam crescimento de trabalho em Cubatão

“Complexo do Alemão” II

O Reação Popular é uma publicação semanal da 2L Fábrica de Idéias Comunicação Social Ltda. CNPJ - 09.142.963/0001-02 Circula em toda a Região Metropolitana da Baixada Santista.

04 de fevereiro de 2011

Para que o Brasil chegasse a um nível tão expressivo de trabalhadores empregados, sendo classificado como pleno emprego por alguns analistas, vários fatores foram fundamentais.  Dentre os principais estão a estabilidade econômica alcançada por meio de iniciativas do Governo Federal nos

mandatos do presidente Lula, a austeridade com que a crise econômica mundial foi tratada e o alto investimento nos meios de produção. Com isso, mais de 30 milhões de pessoas ascenderam à classe média, o que aumentou o poder de compra da população, gerando novos postos de trabalho.

Pegando carona no bom momento v iv ido pela e conom ia br a si lei r a , Cubatão não fica para trás quando o assunto é empregabilidade.  De acordo com informações do Ministério do Trabalho, por meio do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED), a cidade teve um saldo positivo de 1,8 mil trabalhadores empregados entre janeiro e novembro de 2010. Na comparação com o mesmo período do ano anterior, que teve saldo de 1,3 mil, o crescimento foi da ordem de 40%. Ao computar os dados, o CAGED leva em consideração informações repassadas pelos empregadores todos os meses. Dessa forma, é possível promover ações para beneficiar os desempregados. Um gra nde a liado

para a recolocação profissional dos cubatenses é o Posto de Atendimento ao Trabalhador (PAT), que tem como função encontrar profissionais habilitados que se encaixem nas vagas oferecidas pelas empresas. Segundo Alexandre Coelho, coordenador do PAT na cidade, a função do posto é fazer a “intermediação entre empresas com vagas em aberto e pessoas que estejam à procura de emprego”. O trabalho dá certo. Somente no ano passado, quase sete mil pessoas foram empregadas por meio do posto de Cubatão. Desse total, 85% ficaram em empresas da cidade e o restante nos demais municípios da Baixada Santista. Mais informações sobre o PAT no telefone (13) 3362-7800.

Cubatão aponta responsabilidade do Estado sobre a Ponte Preta, principal ligação entre dois bairros A Prefeita de Cubatão, Marcia Rosa, requisitou, em reunião do Conselho de Desenvolvimento da Baixada Santista (Condesb), que o Governo do Estado de São Paulo aja de maneira articulada com a cidade na busca uma solução para o problema da Ponte Preta. O local foi interditado no dia 31 de janeiro, por exigência da Justiça, mas os moradores derrubaram o muro que impedia a passagem. A Ponte Preta é a principal ligação entre os bairros

Água Fria e Pilões e está em péssimas condições. Como os dois bairros ficam em áreas de preservação ambiental, cujas responsabilidades são do Estado, a Prefeitura precisa de liberação estadual para realizar as obras de restauração, exigidas pelo Poder Judiciário. Além disso, a Prefeitura de Cubatão considera que essa situação mostra que o Estado possui responsabilidade sobre a ponte e sua restauração.


04 de fevereiro de 2011

Saúde

Reação Popular

3

APOIO FEDERAL

Prefeita Marcia Rosa obtém compromisso do ministério para melhorias na saúde em Cubatão

Ministro Alexandre Padilha vai enviar equipe para ajustar detalhes para realização das solicitações

A Prefeita Marcia Rosa reuniu-se em São Paulo com o Ministro da Saúde, Alexandre Rocha Santos Padilha, para buscar novos recursos para a cidade de Cubatão. No encontro, que aconteceu no Núcleo Estadual do Ministério da Saúde, a Prefeita solicitou apoio do Governo Federal para diversas obras na cidade, como a construção de um novo pronto socorro e as reformas da Policlínica e do pronto socorro. Segundo Marcia Rosa, Cubatão tem uma demanda elevada de atendimentos médicos devido aos milhares de trabalhadores das empresas que formam o Polo Industrial e também por conta das rodovias que cortam a cidade. Outro ponto levantado na reunião foi a necessidade de equipamentos de quimioterapia e radioterapia, de hemodiálise e câmara

hiperbárica (para o atendimento de queimados), além da ampliação do número de leitos nos hospitais do município, hoje com 160. O ministro se comprometeu a enviar, já na próxima semana, uma equipe de técnicos do Ministério da Saúde para verificar, junto à administração municipal, a forma mais eficaz de realizar o que foi solicitado. O combate à dengue também foi pauta da reunião. A Prefeita apresentou ao Ministro as ações realizadas em 2010 pelo município, como a contratação de 300 agentes que ajudaram na conscientização dos moradores. Estiveram presentes na reunião, o secretário Municipal de Saúde, Benito Martinez Gonzalez e o Presidente da Companhia Cubatense de Saneamento e Urbanização (Cursan), José Carlos Ribeiro.

COMBATE À DENGUE

Vigilância contra a doença diminui o risco de infecção para os moradores

Moradora ressalta importância da prevenção à dengue

A Prefeitura de Cubatão prossegue com as ações contra a proliferação do mosquito da dengue. Após terem atingido todos os bairros no ano passado, as ações de conscientização agora ocorrem em pontos estratégicos da cidade, como em comércios, áreas urbanas e indústrias. Os “agentes da dengue”, profissionais capacitados e treinados, passaram a utilizar desde fevereiro um novo tipo de larvicida líquido que mesmo utilizado em menor quantidade é mais eficaz que o anterior, em pó. O novo veneno acaba com as larvas ainda dentro dos ovos, impedindo a proliferação dos mosquitos. Sem efeito contra o ser humano, o produto

Na casa de dona Lealtina da Glória Agostinho Silva, moradora da Vila Paulista, a vigilância contra os focos de proliferação do mosquito da dengue é constante. Os agentes da Prefeitura visitaram sua casa em novembro do ano passado. “Eles foram muito simpáticos e educados, verificaram as calhas, geladeira, esgoto,

já é bastante utilizado nas regiões Norte e Nordeste do país. A inspeção casa a casa será retomada no final de fevereiro, período em que aumenta o número de casos. Entretanto, qualquer morador que perceber um

aumento de mosquitos, terrenos com acúmulo de lixo, oficinas abandonadas ou recipientes em locais públicos com o acúmulo de água pode ligar para o Disque Dengue (13) 33620932, que um agente será encaminhado.

Em 2011, foram registrados apenas dois casos, ainda não confirmados, de pessoas com sintomas de dengue. A Prefeitura intensificou o combate ao mosquito a partir de novembro mobilizando cerca de 300 agentes da dengue na cidade.

vaso sanitário e plantas aqui de casa”, conta. O cuidado de Lealtina não é sem razão: seu filho mais novo contraiu a doença em 2010. “Fui à casa dos vizinhos para ver se tinha algum foco, mas descobri que no campo onde ele joga futebol tinha lixo jogado e água acumulada. Deve ter sido lá”, conta.


4

Inclusão

Reação Popular

04 de fevereiro de 2011

ivan hidelbrando

“Pelo nosso direito de viver no bairro da Água Fria” Localizado no coração da Serra do Mar, o bairro da Água Fria, habitado por cerca de 1300 famílias, é caminho para muitas trilhas e cachoeiras. A beleza do local contrasta com a insegurança dos moradores, que temem ser despejados, uma vez que o governo do Estado planeja a implantação de um Jardim Botânico no local. Ivan Hidelbrando, 38 anos, é presidente da Sociedade de Melhoramento da Água Fria há 10 anos e é um dos líderes do movimento “Água Fria Urgente”, que uniu os moradores na luta pela garantia dos direitos dos cidadãos e pela urbanização do bairro. Reação Popular - Como era o bairro da Água Fria antigamente? Ivan Hidelbrando Quando eu cheguei aqui, há 27 anos, predominavam sítios na região. Havia apenas uma linha de ônibus e o pão e o leite eram vendidos de porta em porta por uma carrocinha. Já tínhamos energia elétrica, mas canalizávamos a água das nascentes de água límpida. Características de cidade do interior, bem diferente do que é hoje. RRP - Como surgiu a Sociedade de Melhoramento da Água Fria? Ivan - Na década de 1970 existia no bairro a “Sociedade de Melhoramento Caminho dos Trilhos e Adjacên-

cia”. Tinha esse nome porque a atual rua Elias Zarzur era conhecida como “rua dos trilhos”, por era onde passavam os trólebus. Quando eu era criança, via as reuniões deles e fui crescendo e tomando gosto pela luta por melhorias no bairro. Na década de 1990, nós já trabalhávamos pela comunidade e procuramos oficializar a associação para que ela se tornasse uma entidade de direito, foi quando registramos a Sociedade de Melhoramento da Água Fria. RRP - Q u a is s ão a s ações da Sociedade de Melhoramento para a comunidade? A entidade trabalha na área social, para ajudar os

moradores mesmo. Em parceria com a Prefeitura, nós oferecemos cursos profissionalizantes, com o trabalho dos professores da Fábrica da Comunidade, distribuímos leite em pó para crianças de seis meses a cinco anos de vida, e sopa diariamente. São 185 crianças cadastradas, 150 famílias que buscam sopa e cerca de 90 pessoas que participam dos cursos. Ajudamos também quando os moradores têm dificuldade para conseguir declaração de residência ou vagas em creches. RRP - Qual a importância do bairro da Água Fria para Cubatão? A Água Fria é um bairro

consolidado e sempre foi utilizado como passagem por todos que querem chegar às trilhas e às cachoeiras da Serra do Mar. É um bairro que tem história. O poeta Afonso Schimidt morou aqui. RRP - Como são as ações da Prefeitura no bairro? Além das parcerias de distribuição do leite e da sopa, a atual gestão da Prefeitura nos ajudou logo no inicio do mandato quando o pontilhão da entrada do bairro cedeu. A Prefeita Márcia Rosa nos atendeu prontamente, veio até o local e deu ordem para que os secretários resolvessem o problema, que foi solucionado com a construção de um muro de contenção.

RRP - Em relação à questão da construção do Jardim Botânico, como vocês se organizaram? Uma comissão de 8 líderes da Sociedade orga nizou o ma nifesto “Água Fria Urgente”, realizamos assembleias e recolhemos assinaturas dos moradores contra a desapropriação das casas. A Prefeitura foi cordial com a gente, nos atenderam e entenderam a nossa luta. Sempre estiveram disponíveis para nos ajudar, ao passo que o Estado simplesmente veio aqui no ano passado e bateu o pé dizendo que éramos invasores, que tínhamos que sair e não quiseram nem conversar.

Luta contra a desapropriação das casas no Água Fria continua em 2011 A principal preocupação dos moradores do bairro da Água Fria é a ameaça de serem despejados para que a região se torne um Jardim Botânico, como quer o Governo do Estado. De acordo com o projeto apresentado no ano passado, os moradores seriam

retirados gradativamente e passariam para unidades da CDHU (Companhia do Desenvolvimento Habitacional Urbano), pagando prestações por até 25 anos. A Prefeitura e a Sociedade de Melhoramento da Água Fria têm procurado marcar audiências com o governo

JUSTIÇA

OPORTUNIDADE

Convênio facilita atendimento jurídico para pessoas carentes A população carente de Cubatão contará com assistência jurídica gratuita. Até o fim do mês, Prefeitura e subsecção local da OAB vão firmar convênio. Pelo acordo, os honorários serão pagos pelo município. A assistência jurídica gratuita vai poder ser feita em juízo ou fora dele, mediante orientações e consultas. O convênio prevê a instituição de um plantão itinerante nos bairros. Os advogados atenderão somente causas cíveis, de família, do juizado especial, de infância e juventude. A Prefeitura está recebendo inscrições de advogados que queiram atender pelo convênio.

estadual para debater o projeto e buscar soluções, mas sem sucesso. “Continuamos na luta. Nosso objetivo é a urbanização e permanecer aqui sem atrapalhar o Jardim Botânico”, conta Ivan Hidelbrando, presidente da Sociedade de Melhoramento da Água Fria.

No final de 2010 o Governo do Estado solicitou que os moradores esperassem a transição de governadores para que o caso fosse resolvido. Este ano a Prefeitura apresentará um relatório para mostrar que o bairro não atrapalhará a construção do Jardim Botânico, já

Projeto Aprendiz de Olho no Futuro tem inscrições abertas até o próximo dia 28

O Centro de Aprendizagem Metódica e Prática Mário Santos, o Camp de Cubatão, abre inscrições para o Projeto Aprendiz de Olho no Futuro. As inscrições acontecem até o dia 28 deste mês. Só poderão se inscrever os nascidos em 1996 ou quem estiver cursando a 8º série do Ensino Funda-

mental em 2011 e, em 2012, vá cursar o 1º ano do Ensino Médio. Os documentos necessários para se inscrever são: uma foto 3x4, cópias do comprovante de residência em Cubatão, da certidão de nascimento, da cédula da identidade, do comprovante de ma-

tricula na Unidade de Ensino e do holerite/contracheque. O Camp tem como objetivo proporcionar aos jovens entre 14 e 18 anos dos setores mais carentes da comunidade o acesso ao trabalho, ao crescimento pessoal e social e ao exercício da cidadania.

que ocupa apenas 10% da área reservada pelo projeto. Para Ivan, a expectativa é de que sejam ouvidos pelo atual governador: “Ano passado não teve conversa, eles disseram que haveria interdição total e não escutaram nossos argumentos”.

Curiosidades do bairro Por que Água Fria? O bairro é chamado de Água Fria porque suas nascentes e das cachoeiras possuem uma temperatura mais baixa que em outros locais da cidade, segundo os moradores. Por estar próximo a rios e cachoeiras e pela quantidade de árvores, o clima do bairro é bem agradável. Trilhos do tempo A rua Elias Zarzur, antiga “Rua dos Trilhos”, era por onde passavam os trólebus. Nome antigo Na região havia uma grande plantação de bananas e, por isso, antes de ser “Água Fria” o bairro era conhecido como “Bananal”.

Parceria com a Extrafarma beneficia funcionários da Cursan Desde agosto de 2010, os 340 funcionários da Companhia Cubatense de Urbanização e Saneamento (Cursan), têm à sua disposição um convênio que possibilita um desconto de 5% em qualquer medicamento da drogaria. Os pagamentos também podem ser descontados em folha, em até 40 dias, dependendo da data da compra. Até o momento, cerca de 150 funcionários estão usufruindo dos benefícios. Os interessados devem procurar o departamento de Recursos Humanos da Cursan para que a empresa possa fazer a adesão e entrar em contato com a Farmácia para autorizar o desconto. As compras não podem comprometer mais de 30% do valor da renda. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (13) 3362-0806.


04 de fevereiro de 2011

Educação

Reação Popular

5

VOLTA ÀS AULAS

Especialista dá dicas de como economizar dinheiro na compra do material escolar

Educador financeiro, Reinaldo Domingos afirma que planejamento é fundamental nesse período A volta às aulas está chegando e os pais estão com a calculadora em mãos para saber o tamanho do buraco que os materiais escolares vão fazer no orçamento. A rea lidade é que grande parte da renda familiar tem sido destinada para a compra de cadernos, canetas e outros materiais exigidos pelas escolas. Se for mais de um filho, então, o sofrimento é ainda maior. Mas esse período não precisa ser de desespero. Basta atentar para as dicas de como fazer o dinheiro render. Reinaldo Domingos é educador financeiro e tem sugestões para a hora do aperto. Segundo ele, é bom verificar se sobrou algum material do ano anterior ou mesmo se to-

dos os itens da lista serão utilizados nos primeiros meses de aula. “Pergunte na escola se é necessário comprar todo o material ou se é possível que esse gasto se dilua durante o ano”, recomenda. Pesquisar preços, fugir das marcas mais caras, pedir descontos e fazer as compras sem a presença dos filhos também são práticas que podem reduzir significativamente os gastos. No entanto, uma das

tarefas mais importantes é o planejamento. Segundo o educador, os pais devem conversar bastante com os filhos sobre os gastos necessários e a possibilidade de economizar. Assim, todos saberão de onde vai sair o dinheiro do material. “Para uma compra bem sucedida é preciso saber se tem dinheiro pra comprar. Sem ele não dá pra comprar nada. Para se ter uma coisa, é preciso planejar”, afirma Domingos.

Dicas para economizar no material escolar Planejar gastos

Fugir de marcas caras

Recliclar materiais

Comprar sem as crianças

Comprar aos poucos

Pechinchar

Pesquisar preços

Comprar em conjunto

Distribuição de kits escolares aumenta economia Em época de pagamento de impostos, além das contas que ainda restaram do fim do ano e o início de ano letivo qualquer economia é bem-vinda. Para famílias de baixa renda que têm filhos nas escolas municipais de Cubatão, programas da Prefeitura aliviam a pressão.

É o caso da distribuição de kits com material escolar para alunos do Ensino Fundamental. Contendo cerca de 20 itens básicos para o dia-a-dia dos estudantes, gera uma economia de aproximadamente R$ 70, ou 13% do salário mínimo, para as famílias.

Cícera de Oliveira, mãe de Bruna, de 11 anos, sabe bem o impacto que esse dinheiro tem no bolso. “Para nós que somos assalariados, é uma grande ajuda. Se fosse comprar tudo, eu e minha filha teríamos gasto uma fortuna”, afirma. Para o educador finan-

ceiro Reinaldo Domingos, a iniciativa é importante. “No começo do ano, quando tem tanta conta pra pagar, qualquer economia é válida”, ressaltou. Além da distribuição de material escolar, a Prefeitura de Cubatão também fornece uniforme gratuitamente aos alunos.

novo parque

Prefeitura inicia obras do Parque Anilinas; investimento será superior a R$ 20 milhões As obras de revitalização completa do Parque Anilinas, no centro de Cubatão, foram reiniciadas no último dia 27 e deverão ser ter sua primeira parte entregue até o final deste ano. Neste momento, as obras do Parque estão em

fase preparatória, que compreende principalmente a demolição de estruturas antigas para a construção dos novos espaços. O projeto do Parque irá transformá-lo em um grande complexo de turismo, cultura e lazer, o que deverá atrair inú-

meros visitantes ao Município de Cubatão. Com custo estimado em mais de R$ 20 milhões, a reformulação arquitetônica será radical, mas as edificações históricas, como as casas da antiga Companhia Anilinas, serão preservadas. O

Parque irá contar com um avançado espaço multimídia, cinema e teatro, galeria de artes, academia, praça de alimentação, quadras poliesportivas, pistas de esportes radicais, jardins, espelho d’água, parque aquático e teleférico.

Camp e Vale Fertilizantes viram parceiros para promover inclusão social A Vale Fertilizantes acaba de estabelecer parceria com o Centro de Aprendizagem Metódica e Prática Mário dos Santos (Camp) e o Senai de Cubatão para a implantação do primeiro curso de qualificação profissional “Operador de Processos Químicos”. O curso é voltado a jovens carentes de 18 a 25 anos do município. A aula inaugural aconteceu na última terça-feira, 1º de fevereiro. A seleção dos 32 alunos foi realizada pelo Camp, de forma transparente, por meio de prova teórica. A Vale Fertilizantes não teve participação na escolha. Outros requisitos para participar do curso foram residir em Cubatão, ter concluído o Ensino Médio e ter sido aprovado nas avaliações socioeconômica e de habilidades. Os jovens beneficiados vão fazer o curso nas dependências do Senai e contar com o auxílio de um salário mínimo, como ajuda de custo. As turmas serão divididas em dois períodos, à tarde e noturno, num total de 600 horas de curso. Para receber o certificado, no final da formação, os alunos terão que manter frequência de, no mínimo, 75% e ter aproveitamento e rendimento de acordo com critérios estabelecidos pela ministradora do curso.


6

Cultura

Reação Popular

04 de fevereiro de 2011

MEMÓRIA

Um campo de história e segredo Cemitério Israelita é memória cruel da exploração das imigrantes judias

Ocupando uma área reservada do Cemitério Municipal, o Cemitério Israelita de Cubatão sempre esteve cercado de muros e mistérios. Localizado numa cidade que não possui uma comunidade judaica significativa, o lugar carrega uma parte importante da história da imigração no Brasil: a saga de centenas de imigrantes judias que vieram de países da Europa Oriental, como Rússia, Romênia, Ucrânia e Polônia, e que foram exploradas no Brasil como prostitutas. Estudos realizados pela historiadora Beatriz Kushnir, autora do livro “Polacas – Baile de Máscaras”, indicam que o Cemitério

Israelita cubatense deve ter recebido, predominantemente, mulheres exploradas sexualmente e de seus exploradores, os chamados cáftens, que, em sua maioria, também eram imigrantes judeus. Conhecidas como “polacas”, essas mulheres eram vítimas do preconceito das famílias judias tradicionais. Estudos indicam que as primeiras polacas chegaram ao Brasil por volta de 1867. “A comunidade judaica oficial discriminava as polacas. Prostituição não é crime, mas a cafetinagem é”, diz Beatriz. O túmulo mais antigo do Cemitério Israelita de Cubatão data da década de 1920. São, ao todo, 75 sepulturas,

sendo 55 de mulheres e apenas 20 de homens. “O número de mulheres que imigraram é mais alto e muitas não se casaram”, esclarece a historiadora. As mulheres oprimidas formaram a Sociedade Beneficente Israelita de Santos, como uma forma de ter força e perpetuar a sua cultura, já que muitas se casaram e tiveram filhos no Brasil. Segundo Beatriz, o cemitério foi uma dessas iniciativas. “Pelas leis judaicas, os suicidas e as prostitutas deviam ser enterrados junto a um muro de exclusão e, por ficar em má situação, construíam seus próprios cemitérios”, conta.

O campo santo estava inicialmente situado em Santos e foi transferido para Cubatão na década de 1955 devido a irregularidades jurídicas do terreno. No Brasil, há outro Cemitério Israelita em Inhaúma/RJ, também tombado pelo patrimônio histórico. Há um também em São Paulo e outros em algumas cidades litorâneas do Brasil. Além disso, existem quadras israelitas dentro de cemitérios católicos. O lugar destoa dos cemitérios tradicionais apenas pelo formato característico das lápides, que ostentam a estrela de David, dentro de uma percepção de necrópoles judaicas no estilo do Século XX.

Tombado em 2010, cemitério é patrimônio histórico de Cubatão Em agosto do ano passado, o Cemitério Israelita de Cubatão foi tombado pelo Condepac (Conselho de Defesa do Patrimônio Cultural de Cubatão). Segundo a historiadora Beatriz Kushnir, essa é uma medida fundamental para a preservação da memória da cidade: “O tombamento garante que o cemitério não seja alterado, que ninguém mais seja enterrado ali, torna o lugar um sítio histórico”. O de Cubatão foi o primeiro Cemitério Isaraelita do Brasil a ser tombado definitivamente pelo patrimônio histórico. Em 2007, o Cemitério Israelita de Inhaúma, no Rio de Janeiro, já havia sido tombado, mas adquiriu o status de definitivo apenas em outubro de 2010.

MÚSICA

Coral Canto Mágico tem inscrições no dia 15

Grupo de Capoeira Meninos Guerreiros participa do “I Encontro de Culturas Populares de Cubatão”, que contou ainda com expressões como o grafite, cordel, música e instalações artísticas.

ARTES Cênicas

No próximo dia 15, o Coral Canto Mágico fará inscrições para crianças e adolescentes entre 7 e 13 anos que queiram participar de aulas de preparação vocal, expressão corporal, técnicas cênicas, flauta doce e ensaios de repertório.

Serão 35 vagas para quem goste de música e tenha disponibilidade para ensaiar todas as terças e quintas-feiras, das 18h20 às 20h30. Não é preciso ter experiência com música ou com instrumentos musicais.

Atualmente, participam do Coral 65 componentes. Este ano, o “Canto Mágico” completa 17 anos. Durante sua história, cerca de mil crianças e adolescentes de todos os bairros de Cubatão já foram

beneficiadas. Para se inscrever, é necessário levar RG ou certidão de nascimento e comprovante de endereço ao Rotary Club de Cubatão, na Rua XV de Novembro, 90, na Vila Nova, das 18 às 19h.

GRATUITO

Inscrições para as Oficina Peça “Sobre Meninos, Mendigos e Poetas” será de Interpretação da Estação apresentada sábado no Teatro do Kaos Neste sábado, dia 5, os mo- de Teatro Amador de das Artes vão até dia 9 Vão até o dia 9 de fevereiro as inscrições para as Oficinas de Interpretação na Estação das Artes. A realização é da Flair Produções, que dará as aulas gratuitamente, na Estação das Artes, com apoio da Secretaria de Cultura. Serão 8 meses de aula abordando interpretação, canto, dança e manipulação de bonecos. As inscrições podem ser feitas na

própria Estação, na Av. Nove de Abril, 1208. Depois de se inscreverem, os interessados passarão por um teste de seleção que acontecerá dias 10 e 11 de fevereiro, no Bloco Cultural. Na conclusão das aulas, os alunos apresentarão o espetáculo “As aventuras de Tito e Clara”, um musical direcionado a crianças com até 9 anos de idade.

radores de Cubatão vão ter a oportunidade de prestigiar a peça “Sobre Meninos, Mendigos e Poetas”, do grupo Forfé. A entrada será gratuita. A apresentação ocorrerá no Teatro do Kaos, que fica na Praça Coronel Joaquim Montenegro, no Largo do Sapo, no Centro de Cubatão. Vencedor de cinco prêmios, entre eles o de “Melhor Espetáculo Adulto” na 13ª Edição do Festival

Cubatão (Festac), a peça faz parte da programação do projeto “Superação” que, entre outras atividades, oferece espetáculos para a comunidade. O projeto é patrocinado pela Petrobras e tem como objetivos a formação de atores e a formação de plateia para os espetáculos. Os moradores dos bairros Vila São José e Vila Natal contarão com transporte de ida e volta gratuito para as apresentações.


04 de fevereiro de 2011

Esportes 7

Reação Popular

FUTEBOL AMADOR

SANTOS

Tradicional torneio de Cubatão está com inscrições abertas

Diogo quer esquecer má fase e voltar ao auge

Prazo para as equipes termina em 28 de fevereiro A Taça Cidade de Cubatão, tradicional torneio de futebol amador que acontece há mais de 50 anos, está com inscrições abertas para mais uma edição. Para se inscrever, as equipes filiadas à Liga de Futebol Amador do município deverão acessar o endereço www.lfac.com.br e preencher o formulário até o dia 28 de fevereiro. Segundo o diretor técnico da Liga, Fábio Moreira, conhecido como Roxinho, o torneio deve durar um pouco mais do que o normal. “Geralmente ele acaba no aniversário de Cubatão, mas este ano vamos alongar e terminar depois de dois ou três meses da data de início”, disse. Ao todo, 36 equipes estão

aptas a participar do campeonato. Elas são divididas em três categorias, Amador, Principal e Veterano, de acordo com a idade dos jogadores. Os jogos são disputados entre times pertencentes à mesma categoria. “Após a inscrição, a tabela é montada por um programa de computador, de acordo com o número de inscritos e as categorias. A Liga é toda informatizada. Na tabela já sai o dia do jogo, o local e a súmula, inclusive com o nome dos jogadores”, comenta Roxinho. Para organizar a Taça Cidade, a entidade conta com o apoio da administração municipal, que viabiliza a realização de jogos e a contratação de árbitros.

“Faz quase 30 anos que jogo esse campeonato. Fui campeão diversas vezes. É ótimo poder encontrar os amigos, conversar e jogar nosso futebol”

Aloísio dos Anjos, 52 anos

Lula relembra origens no 1º de Maio, em SBC

Aos 23 anos de idade, Diogo é um jogador experiente. Com passagens pela Portuguesa, Olympiacos, da Grécia, e Flamengo, o atacante ganhou a bagagem necessária para conquistar a confiança do técnico Adílson Batista, do Santos.. Para o jogador, ter jogado campeonatos importantes, como a Copa da Uefa e a Liga dos Campeões da Europa, vai contar bastante a seu favor. “Eu adquiri uma experiência importante. Jo-

gar a Liga dos Campeões é diferente de tudo. O nível é muito forte. Agora, vou ter a chance de jogar a minha primeira Taça Libertadores. Espero ir bem.”, afirmou. O jogador pretende apagar a má fase vivida no ano passado, quando atuava pelo Flamengo, e voltar à sua grande fase. “Voltar ao futebol de São Paulo, atuando numa equipe forte, vai ser muito importante. Estou bem confiante”, concluiu.

sonho acabou

Eliminado da Libertadores, Corinthians sofre com protestos da torcida

Foto: Wilson Magão - PMSB

O ex-presidente Lula esteve no estádio 1º de Maio, em São Bernardo do Campo, no último dia 30. Na ocasião, viu o Corinthians, time do coração, empatar por 2x2 com a equipe local pelo Paulistão. Mesmo assim, torceu pelos dois, já que também se rende à cidade que o

projetou para o mundo. O reencontro com o estádio recém-reformado também marcou Lula porque foi lá que fez alguns de seus discursos entre 1970 e 1980, quando, ainda operário, lutava pelos direitos dos trabalhadores no movimento sindical.

Semes Corredores cubatenses conquistam ouro e bronze nos 10 Km Jovem Pan/Santos, na Praia Grande I Primeira prova do ano na Baixada Santista, os 10 Km Jovem Pan/ Santos foram realizados na Praia de Vila Guil he r m i n a , e m P r a i a Grande, reunindo mais de 1.500 atletas de várias regiões do Estado de Sâo Paulo. A competição, que está na sua segunda edição, foi realizada no final de janeiro. Pa r t ic ipa ndo c om apenas sete corredores, a equipe cubatense teve o campeão da prova, Daniel Ricardo Damásio,

que completou o percurso em 33 minutos e 43 segundos e, em 3º, outro cubatense, Elias Batista de Oliveira, com 34 minutos e 33 segundos. Quem também conseguiu bom resultado foi o novo atleta contratado para defender a Semes (Secretaria Municipal de Esportes e Lazer de Cubatão) Vinicius Fra ncisco Cr u z , que chegou em 5º lugar no geral masculino, com o tempo de 35 minutos e 25 segundos.

A cada edição da Taça Libertadores da América a torcida do Corinthians vive momentos de expectativa e desespero. Em 2010 não foi diferente. Com a promessa de planejamento da diretoria, os corintianos sonha-

ram em ver uma equipe destemida e vitoriosa. O sonho acabou na pequena cidade de Ibagué, na Colômbia, ao ser derrotado pelo Tolima por 2 x 0. Mais uma vez o Corinthians despede-se da competição internacional. O agravante, agora, foi não ter chegado nem à fase de grupos do

torneio, a demonstração de apatia e a aparente falta de vontade de jogadores e comissão técnica. Resultado, protestos e depredação na sede do clube, equipe fugindo de repórteres, reforços milionários chegando e o clube com um semestre inteiro ocioso pela frente.


8

Social

Ana Carolina Correia Rosa, que faz aniversário no próximo dia 13

Reação Popular

04 de fevereiro de 2011

Aniversariante do próximo dia 14, o cantor Anderson Borges, com o filho Bruno e Ana Paula Garcez

A fisioterapeuta Camila Galluzzi, aniversariante do próximo dia 09. Parabéns dos amigos e colegas de profissão Jéferson e Paola

Carlos Renato, com a esposa Cecília Lopes, que completa 36 anos no próximo dia 08

Renée de Moura, que comemora mais uma feliz primavera no próximo dia 07

Ao pequeno enxadrista cubatense Vinícius Oliveira, que aniversaria no próximo dia 18, os parabéns antecipados da mãe Silvanira, do pai Moacir e do irmão Ícaro. Para Maria Aparecida Costa, que também faz aniversário no dia 18, seu marido Natalino Ercílio deseja muita saúde e amor.

Aniversariante do próximo dia 09, Karla Hoppe, com a pequena Alice

Nathalia Oliveira, que festejou 15 anos na última quinta-feira, dia 03

Eduardo Tavares de Lima, que comemora mais uma primavera dia 12, com sua filha Ana Beatriz

Leonardo Alves (à direita), que no último dia 02 completou os seus 11 anos, ao lado do seu primo Denys Alves, pais e familiares no Rio de Janeiro

A presidente do Conselho Municipal da Condição Feminina, Genilde Spina, e Rafael de Barros, que completam mais um ano no próximo dia 11

Neste dia 1º de fevereiro, a comerciante do “Kompanhia do Café”, dona Teresinha Carvalho completou 54 anos e recebeu os parabéns de suas funcionárias Rogéria e Andréa

Alexandra Azevedo, a Leleo, que completou em grande estilo mais uma primavera no último dia 17, com uma linda festa havaiana, ao lado da amiga Zety


Reação Popular nº149