Page 1

INFORMATIVO Março 2012 No informativo de Fevereiro, fizemos menção a Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável, apelidada de Rio+20, que será sediada no Rio de Janeiro, e seu texto abordou alguns documentos importantes - como a Agenda 21, a Carta da Terra e as Convenções do Clima e da Diversidade Biológica que foram criados na ECO 92.

A Agenda 21 Global pode ser definida como um instrumento de planejamento para a construção de sociedades sustentáveis, em diferentes bases geográficas, que concilia métodos de proteção ambiental, justiça social e eficiência econômica. Trata-se de um modelo que preconiza satisfazer as necessidades presentes sem comprometer os recursos necessários à satisfação das gerações futuras, buscando atividades que funcionem em harmonia com a natureza e promovendo, acima de tudo, a melhoria da qualidade de vida de toda a sociedade. A Agenda 21 Local é o processo de planejamento participativo de um determinado território que envolve a implantação, ali, de um Fórum de Agenda 21. Composto por governo e sociedade civil, o Fórum é responsável pela construção de um Plano Local de Desenvolvimento Sustentável, que estrutura as prioridades locais por meio de projetos e ações de curto, médio e longo prazos. No Fórum são também definidos os meios de implementação e as responsabilidades do governo e dos demais setores da sociedade local na implementação, acompanhamento e revisão desses projetos e ações A Agenda 21 Brasileira é um instrumento de planejamento participativo para o desenvolvimento sustentável do país, resultado de uma vasta consulta à população brasileira. Coordenado pela Comissão de Políticas de Desenvolvimento Sustentável e Agenda 21 (CPDS) e construído a partir das diretrizes da Agenda 21 Global; foi entregue à sociedade, por fim, em 2002. Em sua segunda edição, a Agenda 21 Brasileira ressalta o seu caráter afirmativo, condizente com a legitimidade que adquiriu em virtude de ampla consulta e participação nacional e destacam algumas ações prioritárias: - o nível de consciência ambiental e de educação para que o conceito de sustentabilidade avance; - o conjunto do empresariado se posicione de forma proativa quanto às suas responsabilidades sociais e ambientais; - a sociedade seja mais participativa e que tome maior número de iniciativas próprias em favor da sustentabilidade; - a estrutura do sistema político nacional apresente maior grau de abertura para as políticas de redução das desigualdades e de eliminação da pobreza absoluta; - o sistema de planejamento governamental disponha de recursos humanos qualificados, com capacidade gerencial, distribuídos de modo adequado nas diversas instituições públicas responsáveis; - as fontes possíveis de recursos financeiros sejam identificadas em favor de programas inovadores estruturantes e de alta visibilidade. FONTE: Agenda 21 brasileira : ações prioritárias / Comissão de Políticas de Desenvolvimento Sustentável e da Agenda 21 Nacional. 2. ed. Brasília : Ministério do Meio Ambiente, 2004.

ELIZABETH LUIZA FERREIRA TAYAR Secretária e Coordenadora da Comissão de Meio Ambiente do Rotary Club RJ Rio Comprido - Distrito 4570 Pós Graduada em Educação Ambiental pela PUC RJ

Informativo da Comissão de Meio Ambiente do RCRJ Rio Comprido - Março 12  

Informativo da Comissão de Meio Ambiente do RCRJ Rio Comprido - Março 12

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you