Page 1

Comunicando7 O

N e w s l e t t e r

d e d i c a d o

a o s

p a c i e n t e s

d o

D r .

R a ú l

E .

V a c c a r o

Outubro, 2012

Elemento Valioso ...Mas,...Quanto? Atr ibuindo Valores


Muitíssimo Valioso ... com certeza

Gengiva Inflamada Pode Aumentar O Risco De Câncer de Pâncreas. PROVIDENCE, RI, EUA: Nova pesquisa de os EUA reforça a sugestão de que há um mecanismo que liga as bactérias orais que causam a doença periodontal e câncer pancreático. Os cientistas descobriram que as pessoas com altos níveis de anticorpos contra bactérias patogênicas encontradas na cavidade oral tem um risco duas vezes maior de desenvolver câncer de pâncreas. No entanto, os níveis elevados de uma outra bactéria inofensiva na cavidade oral pode indicar uma redução no risco de desenvolver a doença. Para o estudo, pesquisadores da Universidade Brown, mediram 25 anticorpos patogênicos de bactérias orais comensais, em amostras de sangue de 405 pacientes com câncer de pâncreas e 416 controles e descobriram que os participantes apresentem altos níveis de anticorpos contra Porphyromonas gingivalis, uma bactéria que está implicada em algumas formas da doença periodontal, foram duas vezes mais propensos a desenvolver câncer pancreático do que os participantes com níveis mais baixos no sangue. Além disso, os investigadores examinaram a associação de câncer pancreático com bactérias não patogênicas orais e descobriu que os participantes com níveis mais elevados de anticorpos, em geral tinham um risco de 45 por cento mais baixo do que os participantes com níveis mais baixos global destes anticorpos. Assim, eles especulam que isso pode indicar uma resposta imune inata altamente ativa que é protetora contra o câncer.

Par a o estudo, pesquisadores da U n i v e r s i d a d e Segundo os pesquisadores, o estudo é o primeiro a testar se os para bactérias orais são indicadores de risco de câncer B r o w n , anticorpos pancreático. É o primeiro estudo a associar: A resposta imunológica às comensais, com o câncer de pâncreas. m e d i r a m 2 5 bactérias "O impacto da defesa imunológica contra ambos: Bactérias comensais e a n t i c o r p o s bactérias patogênicas, inegavelmente desempenham um papel", disse Izard, do Instituto Forsyth, em Cambridge, Massachusetts, que p a t o g ê n i c o s Jacques é a instituição colaboradora do estudo. "Precisamos investigar mais a das bactérias no câncer de pâncreas além do risco d e b a c t é r i a s importância associado", acrescentou. o r a i s Segundo os pesquisadores, o câncer de pâncreas é altamente letal e difícil de detectar. Ele mata a maioria dos pacientes dentro de c o m e n s a i s , e m muito seis meses do diagnóstico e é responsável por mais de 40.000 mortes a m o s t r a s d e por ano nos EUA apenas. dados do estudo foram obtidos a partir da Investigação Prospectiva s a n g u e d e 4 0 5 Os Europeia sobre Câncer e Nutrição projeto encomendado pela Agência para Pesquisa sobre Câncer e sua organização-mãe da p a c i e n t e s . Internacional OMS. É um grande estudo de dieta e saúde de mais de 520 mil pessoas em 10 países, dos quais mais de 380 mil histórias de saúde detalhadas e amostras de sangue estavam disponíveis para o presente estudo. - Página 1 -

Um sorriso bonito e saudável é o "car tão de visitas" de uma pessoa. E isso não é apenas uma teoria social, mas um fato comprovado pela pesquisa: Quem sorri, estimula a liberação de endorfinas no cérebro e serotonina, substâncias responsáveis pela sensação de prazer e felicidade. Essas substâncias, além de fornecer uma sensação de bem-estar, ativam o sistema imunológico. Esta resistência imunológica ajuda a prevenir doenças causadas por altos níveis de estresse, de acordo com um estudo realizado por professores Magalhães e Armindo Érico Freitas Castro, da U n i ve r s i dade F e r n an do Pe s s o a (UFP) do Por to (Por tugal). Um sorriso, além de belo e pessoal, influencia positivamente o contexto social de uma pessoa, "contagiando" todos os que vivem com ela. Sorria ! ! ! a Em uma pesquisa publicada no Jornal da Associação Paulista de Cirurgiões Dentistas, se entrevistou pacientes que tinham um ou mais dentes extraídos para determinar as conseqüências psicológicas de tais retiradas. Os pacientes responderam com frases como: "Quando você sorri, a primeira coisa que você vê são os dentes", "Dentes completam a per sonalidade", "Ninguém quer beijar alguém sem dentes", "Sem dentes sentia-me um zero à esquerda, não era capaz de tudo", "eu estou diferente", "Eu me senti como uma pessoa diferente, uma pessoa pior, amputada, incompleta, incapaz", "Eu me encolhia, não querendo que ninguém me visse"
 "Eu não queria olhar para mim, vivia fugindo do espelho para não ver este desastre . "Um dos dentistas que par ticipar am da pesquisa, comentou: "Ficar sem dentes parece levar a compor tamentos infantis. O paciente fica desampar ado, em silêncio, tenso e mesmo assim, toda a expressão dele parece estar se desculpando por não ter dentes. E quando a prótese é colocada e readquirir a confiança, o paciente, parece renascer. "


Comunicando 7

O

N e w s l e t t e r

ATUALIDADES:

d e d i c a d o

a o s

p a c i e n t e s

d o

D r .

R a ú l

E .

V a c c a r o

Outubro, 2012 Creme dental com novo sabor suprime o apetite por doces.

O AÇÚC AR NÃO É UM PRAZER INÓCUO UMA VEZ QUE O CONSUMO EXCESSIVO DE GLICOSE E DE FRUTOSE PODE LEVAR A DOENÇAS DENTÁRIAS, SOBREPESO OU OBESIDADE E C AUSAR VÁRIAS DOENÇAS METABÓLIC AS, INCLUINDO, A DIABETES . NUREMBERG, Alemanha: Uma

fabricante alemã de produtos de cuidados dentários desenvolveu um creme dental com sabor que reduz o desejo de uma pessoa por doces. O produto promete dentes saudáveis. Os usuários tem apenas que escovar três vezes por dia durante pelo menos três minutos, para se beneficiar com o produto, o que promove uma mudança na dieta e pode levar a perda de peso de até cerca de 7 kg. Segundo o Dr. Weiler, uma empresa recém fundada, os sabores naturais da pasta de dentes são responsáveis pelo efeito. Ao escovar, esses sabores desenvolvem e reduzem o desejo por doces significativamente, afirma a empresa.

significativamente reduzido, por doces. Alguns deles obtiveram uma redução de peso de até 6,8 kg dentro dos três meses, evitar doces, tornou-se mais fácil quando o creme dental foi utilizado regularmente. Segundo a empresa, os melhores resultados possíveis são obtidos quando os usuários escovarem três vezes ao dia, após cada refeição. Além disso, os usuários também podem escovar quando sentir um desejo por doces. "Um tubo de 100 ml deve durar pelo menos quatro ou cinco semanas, o que significa que o cliente vai precisar de cerca de 10 a 12 tubos em um ano", disse Cenk Özöztürk, diretor da Dr. Weiler. A partir de hoje, o creme dental será distribuído na Alemanha através de farmácias e consultórios ao preço de venda recomendado de € 14. O produto, estará inicialmente disponível com sabor de maçã e baunilha, também estará disponível em toda a Europa através de uma loja online. Segundo a empresa, mais produtos que utilizem este efeito - sabor estão sendo planejados. A Dr. Weiler foi fundada em março deste ano por Weiler, que tem sido um dentista praticante há mais de 20 anos e cujo objetivo é promover uma dieta mais saudável com menos açucarados para melhorar a saúde bucal na população em geral. "Nos últimos 50 anos, o consumo mundial de açúcar triplicou. Para muitas pessoas, esta é a razão de doenças dentárias e metabólicas, como obesidade e diabetes ", disse Weiler, que desenvolveu o creme dental em colaboração com sua esposa, que trabalhou na indústria de perfumes e cosméticos por muitos anos. ( by Dental Tribune International. ) Sept. 2012

"A vantagem do nosso produto é que ele preenche um nicho. Não estamos apresentando o centésimo creme dental mas um produto totalmente novo, que oferece benefícios inéditos adicionais para o cliente ", disse o Dr. Matthias Weiler, diretor executivo da Dr. Weiler. Um estudo randomizado, controlado por placebo e "cego", com 48 par ticipantes por mais de quatro semanas e um outro estudo aplicado ao longo de três meses com 36 pessoas, descobriram que 90 por cento dos par ticipantes relataram um apetite

90480 Nuremberg, Alemanha

Quase sempre que nos convencemos da necessidade de adquirir algum bem, pensamos no prazer que ele pode nos brindar. Mas, existem outros valiosos elementos que se não brindam prazer, ao menos nos fazem mais saudáveis.

As culturas são ricas em tradições e costumes presentes nas sociedades, muitas vezes norteados por credos diversos ( Leia-se filosofia, religião etc.) e a chamada sabedoria popular. O povo “sabe” o que é bom para ele.. E vá atrás, principalmente se podemos pagar pouco, ou mesmo p a g a r n a d a . Te m a t a l d a promoção, sabe? Então temos as posses, aquelas que dependendo do nossa idade e status social, devem existir em nosso entorno. Ai pagam-se certos preços e é quando muitas vezes justificamos certas atitudes. O status social é importante a muitos. Nos dias modernos de hoje as aparências tem menos peso e duram pouco, o que mais importa é a seu bem estar. *O autor do Newsletter não

Dr. Weiler GmbH - Página 2 -

endossa o produto, apenas comunica a existência do mesmo.


Comunicando 7 O

N e w s l e t t e r

SUA SAUDE:

d e d i c a d o

a o s

p a c i e n t e s

d o

D r .

R a ú l

E .

V a c c a r o

Outubro, 2012

V E G E T A I S C R U C Í F E R O S , I N C L U S I V E B R OTO S , AGRIÃO E RABANETE, TÊM SIDO SUGERIDOS COMO SENDO PROTETORES CONTRA VÁRIOS TIPOS DE CÂNCER, SEGUNDO AS MAIS NOVAS PESQUISAS DOS CIENTISTAS. RUGBY, UK: Em uma grande série de estudos realizados na Itália e na Suíça, os pesquisadores descobriram que pessoas que comem legumes verdes eram menos propensos a desenvolver câncer de boca. Consumir brócolis, couve-flor ou repolho pelo menos uma vez por semana reduzir o risco de desenvolver a doença em 17 por cento, o estudo revelou. Além disso, os pesquisadores de d i ve r s a s i n s t i t u i ç õ e s d e s a ú d e europeus observaram que uma dieta rica em vegetais reduziu s i g n i fi c a t i v a m e n t e o r i s c o d o s participantes de câncer de esôfago 28

por cento, colorretal e de mama em 17 por cento, e câncer de rim em 32 por cento, em comparação com homens e mulheres que não comeram vegetais verdes. Vegetais crucíferos, incluindo também brotos, agrião e rabanete, têm sido sugeridos como sendo de proteção contra vários tipos de câncer, segundo os cientistas. A fim de obter novas perspectivas sobre o seu papel, os investigadores estudar am 1468 canceres da cavidade oral e da faringe, 505 do esófago, 230 do estômago, 2.390 do colorectum, 185 do fígado, 326 do pâncreas, 852 do laringe, 3.034 da mama, 367 do endométrio, 1031 do ovário, 1294 da próstata e 767 do rim, com11.492 controles. "Cerca de um terço de todos os casos de câncer de boca podem estar ligados a uma dieta pouco saudável. A Fundação de Saúde Dental Britânica recomenda que as pessoas assegurar que eles comem uma dieta saudável e equilibrada com muitas frutas e legumes. Há também evidência crescente que o ômega-3, encontrado em peixes e ovos, podem ajudar a reduzir o risco de câncer de boca, como podem alimentos ricos em fibras: Como arroz integral, macarrão de trigo integral, nozes e sementes", disse Nigel Carter OBE, executivochefe da fundação.


- Página 3 -

a

O número de pessoas diagnosticadas com a doença cresce continuamente, acrescentou. Segundo a pesquisa GLOBOC AN OMS, quase 6.500 pessoas desenvolveram câncer de lábio, câncer da cavidade or al, nasofaringe e outras par tes não especificadas da faringe no Reino Unido em 2008.

O estudo foi publicado na edição de agosto da revista Annals of Oncology.

Comunicando 7  

Um sorriso bonito e saudável é o "cartão de visitas" de uma pessoa. E isso não é apenas uma teoria social, mas um fato comprovado pela pesqu...

Comunicando 7  

Um sorriso bonito e saudável é o "cartão de visitas" de uma pessoa. E isso não é apenas uma teoria social, mas um fato comprovado pela pesqu...

Advertisement