Page 29

Quando terminei, tirei algumas fotos antes de subir os setecentos degraus para o segundo andar e tomar um elevador até o topo. Saí do elevador com expectativa e fui direto para o corrimão. Quando olhei, não pude deixar de ofegar. Os guias não haviam mentido, a visão de Paris no crepúsculo era de tirar o fôlego. E mesmo que eu estivesse sozinha na cidade mais romântica do mundo, ela ainda estava cheia de beleza, história e cultura. Eu absorveria tudo, tanto quanto pudesse em uma semana, e não teria que me preocupar com o que alguém quisesse fazer a qualquer momento. Não haveria Tucker para me apressar através dos museus, porque ele não gosta de arte, ou revirar os olhos por ver mais uma catedral, ou bocejar durante uma ópera. Toda a cidade estava aos meus pés e tinha muito para oferecer. Para o inferno com o romance! Sentindo a minha nova atitude positiva, olhei para a minha esquerda, a tempo de ver um jovem casal tirando uma selfie de si mesmos e se beijando com a vista de Paris por trás deles. Os meus lábios caíram enquanto me afastava. Não, não se afaste. O amor deles não foi feito às custas do seu. Algumas respirações profundas depois, eu estava bem. Até sorri para eles. Vê? Eu consigo fazer isso. Para celebrar a paz com a minha primeira aventura como Mulher Independente, fui até ao bar e pedi champanhe e fiz um brinde silencioso. Por estar em Paris, um sonho que se tornou realidade. A minha garganta ainda estava formigando com as bolhas quando ouvi um suspiro e um murmúrio na multidão atrás de mim. Eu me virei e vi um jovem de joelho na frente de uma linda garota, cujas pontas dos dedos estavam pressionadas em seus lábios. Com os olhos arregalados, assisti enquanto o homem tirava uma caixa de anel do bolso do casaco e a abria. Meu Deus. Isso não pode estar acontecendo.

Profile for Raquel Gois

01 frenched série frenched 01 melanie harlow  

01 frenched série frenched 01 melanie harlow  

Advertisement