Page 1

Colatina, 15 de novembro de 2011

CONTOS BARZÍSTICOS

MULTADO NÃO É MONTADO No Bairro Maria Ismênia, em Colatina, mora um velinho simpático, chamado Vicente Garbini, que tem como ofício fazer pequenos carretos em sua Pampa Ford, ano 86. Muito ativo para quem já ultrapassou os 80 anos, Garbini costuma protagonizar situações que acabam entrando para o anedotário, enriquecendo as conversas nos bares e esquinas do bairro.

Uma delas aconteceu há alguns anos, quando Garbini vinha de Vitória para Colatina, dirigindo um fusquinha de sua propriedade. Em determinado trecho da BR 101, ao se impacientar com uma fila de carros a sua frente, resolveu ultrapassá-los a toda velocidade, sem saber que mais adiante a Polícia Rodoviária Federal vigiava os mais apressadinhos. Parado pela patrulha, o guarda foi logo exigindo: -Seus documentos e a documentação do carro.


-Pois, não. - Atendeu Garbini. -Muito bem, ‘seu’ Vicente, o senhor está... -Ô, cara, de onde você me conhece? – Perguntou ao guarda que acabara de ler seu nome no documento. -O senhor está multado. - Avisou o policial, sem dar atenção à surpresa de Garbini. -E tô montado mesmo... Esse fusca é jóia! Anda muito e nunca me deixou não mão. Garbini chegou a Colatina com uma multa a pagar e sem saber de onde aquele guarda rodoviário o conhecia.

CONTOS BARZÍSTICOS  

MULTADO NÃO É MONTADO

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you