Page 1

N AV .

D

B

FE

RD

IN

AN

VI

AC AV A

R. J

OS É

FE

RR EI RA

JU

NI OR

DO

A

A

R. VI

CTO RS

EVE

ZAM

PER

LIM

Perspectiva interna da área da cantina, com o auditório suspenso.

RBU

TTI

RINO

Perspectiva a partir das ruas Victor Severino Zamperlim e Alcides Barbutti, onde está a entrada secundária.

Perspectiva da quadra poliesportiva coberta, aberta também aos moradores.

R. A

LCID E

S BA

Perspectiva a partir da rua Victor Severino Zamperlim, da entrada principal à escola.

Em uma cidade onde a indústria é tão presente e o ensino técnico tão reduzido, o projeto do Centro Educacional Tecnológico de Paulínia inclui o ensino médio regular no período matutino, cinco cursos técnicos concomitantes ou subsequentes ao ensino médio nos períodos matutino, vespertino e noturno e atividades voltadas para os moradores da região. Com turmas de ensino médio de 30 a 40 alunos e turmas dos cursos profissionalizantes técnicos de 15 a 20, o número total de alunos da escola é 240. Cada curso possui infraestrutuMatutino Vespertino Noturno ra básica recomendada pelo Ministério da Educação composta por laboratórios Ensino médio Meio Ambiente Reciclagem específicos e acervo especializado na Plásticos Petróleo e Gás Petroquímica biblioteca.

R.

LU Í

S

GA M

A

O local onde a escola está inserida é predominantemente residencial, mas acessível devido à proximidade com a avenida Ferdinando Viacava, atendida pelo sistema de transporte público municipal e intermunicipal. Uma característica identificada como potencialidade do local é o fato de ser utilizado diariamente como caminho de pedestres, o que foi mantido com o desenvolvimento do projeto da escola técnica.

R.

A implantação segue indiretamente as linhas dos limites do terreno e busca manter uma distância de 5 metros em relação às ruas. O acesso principal é voltado para a rua Victor Severino Zamperlim e é marcado pelo pavilhão com 30 metros de comprimento, sob o qual está a área de exposições, com acesso direto ao pátio interno. Ao atravessar todo o terreno, no lado oposto à entrada principal há o pátio de serviços para carga e descarga.

CL IO

D ÁU

A área voltada para a rua Luís Gama possui programa direcionado aos moradores do bairro, com salas comerciais, uma lanchonete, um playground e uma pista de skate. A partir desta área inicia-se o caminho de pedestres, que liga a rua Luís Gama à rua Victor Severino Zamperlim e possui passagem ininterrupta.

S

DO S TO

N SA

Vista aérea da seção externa do restaurante e do pátio interno.

R.

20o

20o

JO

20o

O CI FÁ

NI

BO O contorno da área de implantação do projeto é irregular e possui um ponto quase central.

C

B

D

IMPLANTAÇÃO

A partir deste ponto a forma da escola se desenvolve, ao traçar o prolongamento da reta existente.

Considerando a largura do prédio de 20 metros e uma distância agradável em relação ao passeio, traça-se uma linha perpendcular.

C 20o

20o

20o

1:500

A 20 metros de distância deste ponto acontece a inflexão em 20 graus.

CORTE GERAL A-A

CORTE GERAL B-B

Perpendicular a esta linha se desenvolve o terceiro pavimento e o volume do auditório, formando o pavilhão de entrada.

A quadra poliesportiva coberta, mais afastada do passeio, é perpendicular a este volume.

Perspectiva da área externa do restaurante

1:500

1:500

Salas ComerciaisSalas Comerciais Quadra de Esportes Quadra de Esportes Auditório Auditório Salas de Aula Salas de Aula Teórica Teórica Administração Administração Restaurante Restaurante Laboratórios específicosLaboratórios específicos Biblioteca Biblioteca

Perspectiva do pátio interno com o restaurante CORTE GERAL C-C

1:500

ENSINO PROFISSIONALIZANTE TÉCNICO: UMA PROPOSTA PARA PAULÍNIA Raíssa Armelin Lopes Orientadora: Profa. Dra. Ana Maria Reis de Goes Monteiro CORTE GERAL D-D

1:500

TFG 2016 | UNICAMP

1

4

Dezembro/2016


Parede em concreto aparente

N

Estrutura Metálica com pintura intumescente cor vermelha

Parede em concreto aparente

Tela metálica de aço inoxidável ELEVAÇÃO 1

1:250

GUARDA-VOLUMES Acesso Serviços

+2,65

5

+2,6

+2,65

Acesso Restaurante

Sanitário Masculino

Sanitário Feminino

5

+2,7

DML

52,50

CONTROLE DE ACESSO

Balcão de self service

+2,65

BALCÃO DE DISTRIBUIÇÃO

Refeitório

ÁREA EXTERNA DO RESTAURANTE

,85

+2

Preparação

DEVOLUÇÃO Louça 5

+3,0

Cozinha 5

+3,0

1:250 Vestiário Masculino

Vestiário Feminino

A quadra poliesportiva está um metro abaixo do nível da passagem de pedestres ao lado, o que cria perspectivas interessantes a quem passa. O fechamento com elementos vazados permite a segurança ao mesmo tempo em que mantem este contato visual entre as pessoas de dentro e de fora da quadra. Em uma das extremidades da quadra estão os vestiários, o depósito de materiais de limpeza e o depósito de materiais esportivos, 50 cm abaixo. Na outra extremidade está a cantina e o auditório elevado.

Congelador

Congelador

Congelador

Geladeira

Geladeira

Geladeira

Manutenção

Despensa

+3,05

5

+3,0

Depósito

VESTIÁRIOS NO SUBSOLO

Lixo

0

+3,0

PÁTIO DE SERVIÇOS

ENTRADA DE SERVIÇOS / CARGA E DESCARGA

DIAGRAMA DE FLUXOS NO RESTAURANTE

1:250

GSEducationalVersion

CORTE SETORIAL 1

PLANTA DO TÉRREO

1:250

1:25

ENSINO PROFISSIONALIZANTE TÉCNICO: UMA PROPOSTA PARA PAULÍNIA Raíssa Armelin Lopes Orientadora: Profa. Dra. Ana Maria Reis de Goes Monteiro TFG 2016 | UNICAMP

2

4

Dezembro/2016


Perspectiva interna do laboratório de solda.

Parede em concreto aparente

Estrutura Metálica com pintura intumescente cor vermelha

Perspectiva do terraço jardim no segundo pavimento.

Tela metálica de aço inoxidável +13,85

Pergolado com pintura cor vermelha e tela de aço inoxidável

+11,65

+8,65 +5,85

ELEVAÇÃO 2

+6,65

1:250

DETALHE LAJE MISTA COM STEEL DECK

1:10

N

PLANTA DO SEGUNDO PAVIMENTO

1:250

ENSINO PROFISSIONALIZANTE TÉCNICO: UMA PROPOSTA PARA PAULÍNIA Raíssa Armelin Lopes Orientadora: Profa. Dra. Ana Maria Reis de Goes Monteiro PLANTA DO PRIMEIRO PAVIMENTO

1:250

TFG 2016 | UNICAMP

3

4

Dezembro/2016


+13,97 +11,05

+8,05

+8,05

6,50

+5,05

+1,35

+13,85

+13,25 +10,95

+10,95

+8,05

+8,05

+5,05

+5,05

+10,95

+11,05

+8,05 +5,05

+5,05 +2,65

+1,35

+1,35

+1,35

+2,75

+3,05

+3,05

+1,35

+1,35

+1,35 +0,05

CORTE A-A

1:250

CORTE B-B

1:250

CORTE C-C

1:250

Perspectiva do pavilhão de entrada

Parede com elementos vazados

ELEVAÇÃO 3

Tela metálica de aço inoxidável

Estrutura Metálica com pintura intumescente cor vermelha

Tela metálica de aço inoxidável

Parede estrutural em concreto aparente

1:250

Estrutura Metálica com pintura intumescente cor vermelha

ELEVAÇÃO 4

Parede com elementos vazados

1:250

N

ENSINO PROFISSIONALIZANTE TÉCNICO: UMA PROPOSTA PARA PAULÍNIA PLANTA DO BARRILETE

1:250

PLANTA DE COBERTURA

1:250

Raíssa Armelin Lopes Orientadora: Profa. Dra. Ana Maria Reis de Goes Monteiro TFG 2016 | UNICAMP

4

4

Dezembro/2016

TFG 2016 UNICAMP - Ensino Profissionalizante Técnico: Uma Proposta para Paulínia - PRANCHAS  

Memorial: https://issuu.com/raissalopes/docs/tfg2016_raissa_final_issuu2 Pôster: https://issuu.com/raissalopes/docs/tfg2016_poster_raissa_fi...

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you