Page 1


•Portugal  Localização  Indicadores sociais  Taxas  Pirâmide Etária •Uruguai  Localização  Indicadores sociais  Taxas  Pirâmide Etária •Japão  Localização  Indicadores sociais  Taxas  Pirâmide Etária •Arábia Saudita  Localização  Indicadores sociais  Taxas  Pirâmide Etária

Conjunto de todos os países Anexos


Portugal está situado a sudoeste da Europa, a sua capital é Lisboa, tem uma extensão territorial de 92.389km² e a sua moeda é o Euro.


Gráfico 1 - Pirâmide Etária de Portugal em 2010 Fonte: U.S. Census Bureau 95-99 75-79 Mulheres

55-59

Homens 35-39 15-19

600000 400000 200000

0

200000 400000 600000


Nesta pirâmide etária, podemos observar uma base mais estreita, que depois vai alargando e volta a diminuir, o que indica que a população portuguesa não é jovem e está cada vez mais envelhecida e que a percentagem de adultos é maior do que a de idosos e que esta é maior do que a de jovens. ÍNDICE


O Uruguai localiza-se na América do Sul e faz fronteira a Norte com o Brasil e a Sul e Oeste com a Argentina. É banhado a este pelo Oceano Atlântico, a sua capital é Montevideu, tem uma extensão territorial de 177.414 km² e o seu idioma é o Espanhol.


Gráfico 2 - Pirâmide Etária do Uruguai em 2010 Fonte: U.S. Census Bureau 95-99 75-79 55-59

Mulheres Homens

35-39 15-19

200000

100000

0

100000

200000


Nesta pirâmide etária podemos observar que a base é larga, e que a pirâmide vai ficando cada vez mais estreita, o que indica que a população do Uruguai é jovem mas a tendência é para envelhecer. Por enquanto, a percentagem de jovens é superior à dos idosos. ÍNDICE


O Japão localiza-se na Ásia Oriental e é banhado a Este pelo Oceano Pacífico. A sua capital é Tóquio, tem uma extensão territorial de 377.801 km² e o seu idioma é o japonês.


Japão tem: • Índice de desenvolvimento humano (2007) – 0,960 •Esperança média de vida (2007) – 83 anos •Taxa bruta de matrículas para todos os níveis de ensino (2007)-86,6%


Gráfico 3 - Pirâmide Etária do Japão em 2010 Fonte: U.S. Census Bureau 100+ 80-84 Mulheres

60-64

Homens 40-44 20-24 0-4 6000000 4000000 2000000

0

2000000 4000000 6000000


Nesta pirâmide etária, podemos observar que a base é estreita e que vai alargando, embora haja uma quebra de população aos 50 anos, o que indica uma população envelhecida e com tendência para envelhecer ainda mais. A percentagem de idosos é maior que a de jovens. ÍNDICE


A Arábia Saudita localiza-se na Península Arábica e é banhada pelo oceano Índico. A sua capital é Riad, tem um extensão territorial de 2.149.690km² e o seu idioma é o Árabe.


A Arábia Saudita tem: • Índice de desenvolvimento humano (2007) – 0,843 •Esperança média de vida (2007) – 73 anos •Taxa bruta de matrículas para todos os níveis de ensino (2007)- 78,5


Gráfico 4 - Pirâmide Etária da Arábia Saudita em 2010 Fonte: U.S. Census Bureau 100+ 85-89 70-74 55-59

Mulheres Homens

40-44 25-29 10-14

2000000

1500000

1000000

500000

0

500000

1000000

1500000


Como se pode observar, esta pirâmide etária tem uma base muito larga e um topo muito estreito, portanto a população da Arábia Saudita é muito jovem, com uma percentagem de jovens bastante superior à dos idosos. A tendência é para daqui a alguns anos, a população começar a envelhecer. ÍNDICE


Gráfico 5 - Evolução da população Fonte: U.S. Census Bureau 140000000 120000000 100000000 Portugal 80000000

Japão

60000000

Uruguai Arábia Saudita

40000000 20000000 0 1951 1961 1971 1981 1991 2000 2010 2015 2025


Podemos observar neste gráfico, em relação ao Japão, que a população cresceu mas chegou a um período em que parou e começou a decrescer. Isto é típico de um país já desenvolvido. Em Portugal a situação é semelhante, pois também é um país desenvolvido, mas a população portuguesa ainda não começou a diminuir, pois a taxa de crescimento natural ainda não é negativa. Quanto à Arábia Saudita, a população ainda está a crescer a um ritmo rápido, porque é um país ainda em desenvolvimento em que a taxa de crescimento natural é elevada como poderemos ver mais à frente. Em relação ao Uruguai, a população cresce, mas a um ritmo muito mais lento do que a Saudita, porque o Uruguai é um país emergente.


Grรกfico 6 - Taxas de Mortalidade Fonte: U.S. Census Bureau 35 30 25 Em permilagem

1991

20

2001

15

2010

10 5 0 Uruguai

Japรฃo

Portugal

Arรกbia Saudita


Como podemos ver no gráfico anterior, a taxa de mortalidade, regra geral, tem vindo a diminuir devido aos avanços da medicina e à melhor prevenção e divulgação de algumas doenças. No Uruguai, esta taxa tem vindo a diminuir pois como este é um país emergente a medicina até está bem desenvolvida. No Japão, a taxa está a aumentar, apesar de ainda se manter ao nível da dos outros países e do Japão ser um país desenvolvido. Isto acontece porque a população já está a envelhecer e até a diminuir. Como tal, existem mais idosos e como estes são o grupo que “mais morre”, fazendo aumentar a taxa de mortalidade. Em Portugal, a taxa é baixa e tem vindo a diminuir cada vez mais graças aos avanços da medicina e o facto deste ser um país desenvolvido. Na Arábia Saudita, a taxa de mortalidade é elevada devido a este ser um país ainda em desenvolvimento em que a medicina não está tão desenvolvida e a pobreza é muita.


Grรกfico 7 - Taxas de Crescimento Natural Fonte: U.S. Census Bureau 2.5 2

%

1.5

1991

1

2001

0.5

2010

0 -0.5 Uruguai

Japรฃo

Portugal

Arรกbia Saudita


A taxa de crescimento natural, nos países desenvolvidos, como o Japão e Portugal, tem vindo a diminuir, devido ao decréscimo da taxa de mortalidade (já falada anteriormente) e da taxa de natalidade. Portugal não tem uma taxa de crescimento natural negativa como a do Japão, mas também é baixa e com tendência a decrescer. No caso do Uruguai, que é um país emergente, neste caso, os dados são bastante semelhantes aos portugueses (valores baixos e com tendência a diminuir), mas isso justifica-se pelos emigrantes que chegaram a Portugal, principalmente no início do milénio. Nos países em desenvolvimento, como a Arábia Saudita, a taxa de crescimento natural é alta, embora já tenha começado a descer. Nestes casos, a taxa de mortalidade é elevada tal como a de natalidade.


Grรกfico 8 - Taxas de Mortalidade Infantil Fonte: U.S. Census Bureau 25 20

1991 15

2001

Em permilagem

2010

10 5 0 Uruguai

Japรฃo

Portugal

Arรกbia Saudita


Nos países em desenvolvimento, como a Arábia Saudita, a taxa de mortalidade infantil é muito elevada devido ao facto da medicina não estar muito bem desenvolvida. Nos países emergentes, como o Uruguai, a taxa de mortalidade infantil é elevada mas está a decrescer. O sistema de saúde está ainda a desenvolver-se e é por isso que a taxa está a diminuir. Nos países desenvolvidos, como o Japão e Portugal, a taxa de mortalidade infantil é baixa pois a medicina está desenvolvida. A tendência é para continuar a baixar.


Grรกfico 9 - Taxas de Natalidade Fonte: U.S. Census Bureau 30 25

1991 2001 2010

20 Em permilagem

15 10 5 0 Uruguai

Japรฃo

Portugal

Arรกbia Saudita


Nos países desenvolvidos, como o Japão e Portugal, a taxa de natalidade é baixa devido aos seguintes factores: a divulgação/utilização de contraceptivos; o elevado custo de vida (o que conduz a um número reduzido de filhos); a emancipação da mulher e a ausência de incentivos estatais. Nos países em desenvolvimento, como a Arábia Saudita, passa-se exactamente o contrário, em que a taxa de natalidade é elevada mas com tendência a diminuir. Nos países emergentes, como o Uruguai, existe um ponto médio em que os contraceptivos estão a ser divulgados e as mulheres estão a entrar para o mundo laboral. Portanto, a taxa de natalidade é média tem um ritmo descendente.


Grรกfico 10 - Taxa de Fecundidade Fonte: U.S. Census Bureau 4 3,5 3 2,5 Em permilagem

1991 2001

2 1,5 1

2010

0,5 0 Uruguai

Japรฃo

Portugal

Arรกbia Saudita


A taxa de fecundidade é directamente influenciada pela taxa de natalidade e por alguns dos seus factores. No Japão e em Portugal as taxas de fecundidade são baixas porque as pessoa casam e têm filhos mais tarde. Como consequência, o índice de renovação de gerações é baixo. No Uruguai as taxas de fecundidade são médias, mas têm tendência a diminuir. Na Arábia Saudita, as taxas de fecundidade são elevadas porque as pessoas casam mais cedo e têm mais filhos. Desta forma, as gerações garantem a sua renovação.


Em anos

Gráfico 11 - Esperança Média de Vida Fonte: U.S. Census Bureau 84 82 80 78 76 74 72 70 68 66

1991 2001 2010 2015 2025

Uruguai

Japão

Portugal

Arábia Saudita


A esperança média de vida é, geralmente, mais elevada nas mulheres do que nos homens. É influenciada pela qualidade de vida, o avanço da medicina, a alimentação e estabilidade político-social. Nos países desenvolvidos, é elevada - cerca de 80 anos. Nos emergentes, é um pouco mais baixa, isto é, cerca de 75 anos. Nos países em desenvolvimento, é de 70 anos. Regra geral, estes valores tendem a aumentar.

ÍNDICE


Informaçþes dos anexos retiradas do site: U.S. Census Bureau.


Nós analisámos os seguintes países: Japão, Portugal, Uruguai e Arábia Saudita porque os primeiros dois são países desenvolvidos, o Uruguai é um país emergente e a Arábia Saudita está em desenvolvimento. A economia do Uruguai é baseada principalmente na agricultura e no sector estatal. Segundo a Transparência Internacional, o Uruguai é classificado como o país menos corrupto da América Latina (juntamente com o Chile), com condições políticas e de trabalho entre as mais livres do continente. Portugal é um país essencialmente agrícola, destinando-se 75% da sua produção agrícola e pecuária à exportação. Destaca-se o cultivo de trigo e milho, sendo também importantes as produções de azeite, legumes e hortaliças. O Japão é presentemente a segunda economia mundial. No Japão existe uma profunda ética de trabalho, investimentos em alta tecnologia, redução de desperdício e reciclagem de materiais e de um orçamento relativamente baixo para a defesa. Na economia da Arábia Saudita a extracção e exportação do petróleo constitui a actividade económica mais importante, sendo a Arábia Saudita o maior produtor da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP), aumentando as suas exportações. Também são produzidas quantidades significativas de gás natural. Aprendemos muito com este trabalho e esperamos que tenham gostado.


http://www.ibge.gov.br/paisesat/main.php http://www.census.gov/ipc/www/idb/infor mationGateway.php http://esa.un.org/unpp/ Livro de Geografia


FIM

Trabalho realizado por:  Fernando Pires Nº8  Guilherme Matos Nº11  Mariana Sousa Nº21  Rafael Pires Nº29

População  

eprgjre+ghjersojh+rhbndfghnrdsio

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you