Issuu on Google+

Jornal Expert Sábado -26/10/2013- ValoR R$1,00

Santa Cruz viaja dividido para Belo Horizonte

Segundo diretor técnico Ataíde Macedo, CBF teve que mudar logística

Martelotte preferia enfrentar o Goiás completo

Enfrentar um Goiás retotalmente titular ou cheio de reservas?

Pato assume responsabilidade: 'Admito que errei'

O jogador foi muito

criticado pela torcida


Santa Cruz viaja dividido para Belo Horizonte Treino da manhã foi cancelado e delegação viajou dividido em cinco grupos

Segundo diretor técnico Ataíde Macedo, CBF teve que mudar logística O Santa Cruz mais uma vez foi obrigado a mudar os seus planos. O técnico Vica teve de cancelar o treino marcado para a manhã desta sexta-feira (25/10), no Arruda, quando pretendia realizar uma movimentação tática e de posicionamento. Tudo devido a logística da viagem para Belo Horizonte. Não foi possível a delegação embarcar no mesmo voo e o grupo teve de ser dividido em cinco. O primeiro embarcou às 12h30, enquanto o segundo grupo às 14h53. Um terceiro teve de ir de van para Maceió e de lá pegar o avião às 16h desta tarde para capital mineira. Outros dois, com membros da Comissão Técnica, seguem do Recife às 16h e 16h48. O tricolor enfrenta o Betim, neste domingo (27), no primeiro jogo das quartas de final da Série C do Brasileiro, na Arena do Calçado, na cidade de Nova Serrana, às 16h (horário do Recife). A volta será no dia 3 de novembro, no José do Rego Maciel. Os confrontos valem o acesso à Série B. O diretor técnico Ataíde Macedo adiantou que a Confederação Brasileira de Futebol (CBF), devido a problemas relacionados a indisponibidade de passagens para Minas Gerais, foi obrigada a mudar toda a logística. A primeira proposta seria de o Santa embarcar às 6h desta manhã de sexta-feira, mas com chegada prevista a Belo Horizonte apenas às 22h. A sugestão foi recusada porque o voo faria várias conexões. O time fará um treino, na manhã deste sábado (26), no CT do Atlético Mineiro. Após o almoço, a delegação segue para Nova Serrana.


Martelotte preferia enfrentar o Goiás completo Técnico do Náutico queria tirar proveito de enfrentar um adversário cansado

Enfrentar um Goiás retotalmente titular ou cheio de reservas? Por mais estranho que possa soar para o torcedor alvirrubro, o técnico Marcelo Martelotte afirmou nesta sexta-feira, após o treino-apronto no CT Wilson Campos, que prefere a primeira opção. Para ele, o fato de o Esmeraldino vir com uma equipe descansada será pior para o Náutico, domingo, na Arena Pernambuco. Após eliminar o Vasco em pleno Maracanã pela Copa do Brasil, e tendo o Flamengo como próximo adversário nas semifinais da competição, o técnico da equipe goiânia, Enderson Moreira, sinalizou que poupará para amanhã oito titulares por conta do jogo de ida na próxima quarta-feira. Entre os atletas que não enfrentarão o Timbu está Walter, que, machucado, ficará em Goiás em tratamento para tentar jogar contra o Fla. “A gente tem uma grande responsabilidade pela frente. Enfrentar um adversário que vem numa sequência muito boa de quatro vitórias seguidas na competição sempre é muito difícil”, começou a discursar o treinador, que explicou em seguida a sua teoria de optar por encarar o adversário completo: “Sem os titulares pode nos beneficiar porque os reservas não têm a mesma qualidade. Por outro lado, se a gente enfrentasse um Goiás completo, o time deles viria mais cansado. Agora não poderemos mais tirar proveito de eles terem vindo de uma decisão na última quinta-feira”, lamentou o treinador.


Pato assume responsabilidade: 'Admito que errei' O jogador foi muito criticado pela torcida porque tentou dar uma cavadinha, apostando que Dida cairia no canto

Por meio de uma nota oficial distribuída pelo Corinthians, Alexandre Pato quebrou o silêncio nesta sexta-feira. Horas antes de voltar à rotina do clube, o que fará no treino da tarde no CT do Parque Ecológico, o atacante se explicar por ter perdido a quinta e última cobrança da decisão por pênaltis que garantiu o Grêmio nas quartas de final da Copa do Brasil. "Aceito todas as críticas pelo meu erro. Mas quero deixar claro que não fui displicente ou relapso para a batida. Errei, sim, mas não fui dar cavadinha, nem tentar bonito. Tenham certeza de que estou tão p...da vida, chateado", escreveu Alexandre Pato, que assina o próprio comunicado. O jogador foi muito criticado pela torcida porque tentou dar uma cavadinha, apostando que Dida cairia no canto. Mas o goleiro, famoso pelo sua alta capacidade de defender pênaltis, esperou no meio e segurou a bola com tranquilidade. A crítica dos torcedores também é porque Pato teria deixado o gramado da Arena Grêmio sem demonstrar estar abalado com o erro que custou a eliminação na Copa do Brasil e a chance de estar na Libertadores do ano que vem. "Trabalhei muitos anos com o Dida. Eu tinha certeza de que ele sairia antes da minha batida, como fez nas outras quatro cobranças, tanto que ele não acertou o canto contra o Romarinho e o Alessandro. Sabendo disso, escolhi bater no meio do gol, para aproveitar a saída dele. Achei que essa era a melhor alternativa para marcar o gol", observou Pato, que jogou com Dida no Milan. Como Romarinho está suspenso e Guerrero acabou de passar por cirurgia, tudo indica que Alexandre Pato será titular no clássico contra o Santos, neste domingo, em Araraquara. O centroavante de 15 milhões de euros se diz pronto. "Sou homem, assumo minha responsabilidade e sigo à disposição do Corinthians para tentarmos terminar o ano melhor do que estamos. Porque o jogo coletivo é assim, quando perde, perdem todos. Quando ganha, ganham todos."



Jornal expert