Page 1

Para onde Seguem os Modelos de Qualidade em TI e Software: Relação entre os modelos CMMI, COBIT, ITIL e SPICE Jorge H C Fernandes Jhcf@cic.unb.br CIC-UnB / DIMAp-UFRN Setembro de 2004 Modelos de Qualidade em TI e Software: CMMI / SPICE / ITIL / COBIT. Jorge H C Fernandes. jhcf@cic.unb.br. CIC/UnB. 2004.


Em que se baseia a Qualidade? “Na percepção dos clientes quanto à adequabilidade do produto ou serviço, relativo às especificações originais” [American Society for Quality. http://www.asq.org] “Na habilidade de um produto ou serviço em satisfazer as necessidades declaradas ou implícitas do cliente” Modelos de Qualidade em TI e Software: CMMI / SPICE / ITIL / COBIT. Jorge H C Fernandes. jhcf@cic.unb.br. CIC/UnB. 2004.


Elementos de um sistema de qualidade [www.asq.org] • • • •

Gerência Clientes Desenho Compras (Relação de Troca) • Produção (Projetos e Operações) • Educação e Treinamento

• • • •

Gestão Participativa Estatísticas Tecnologia Custos da Qualidade • Auditoria • Melhoria Contínua

Modelos de Qualidade em TI e Software: CMMI / SPICE / ITIL / COBIT. Jorge H C Fernandes. jhcf@cic.unb.br. CIC/UnB. 2004.


Um Grande Problema… O que é que sua organização esta entregando? quem é o seu cliente? E o que ele deseja? Confusão entre Software, Sistema e Sistemas de Informação Modelos de Qualidade em TI e Software: CMMI / SPICE / ITIL / COBIT. Jorge H C Fernandes. jhcf@cic.unb.br. CIC/UnB. 2004.


// cria o tratador de evento para o botão "2" public class Calc { import java.awt.*; button_2.addActionListener(new private int estadoInteracao; import java.awt.event.*; java.awt.event.ActionListener() { private int operacaoSelecionada; public class CalcVisual extends Frame { public void actionPerformed(ActionEvent private long acumulador0;// Cria os painéis private long acumulador1;Panel panelTeclas = new Panel(); button_2_actionPerformed(e); private static final int NENHUMA Panel panelTeclasTopo = 0; = newbutton_9.setLabel("9"); Panel(); } private static final int SOMA Panel = 1;panelTeclasNumericas = new Panel(); button_soma.setLabel("+"); }); private static final int SUBTRACAO = 2; button_igual.setLabel("="); private static final int ACUMULANDO_0 // cria os gerenciadores = 0; de layout dos painéis // cria o tratador de evento para o botão "+" private static final int ACUMULANDO_1 BorderLayout BorderLayoutPrincipal = 1; = new BorderLayout(); button_soma.addActionListener(new public Calc() {} BorderLayout BorderLayoutTodasAsTeclas = new BorderLayout(); // adiciona alguns botões no painel de teclas superior java.awt.event.ActionListener() { long soma() { GridLayout gridLayoutClearCEBackSpace = new GridLayout(); gridLayoutClearCEBackSpace.setColumns(3); public void actionPerformed(ActionEvent operacaoSelecionada =GridLayout SOMA; gridLayoutTeclasNumericasEOperacoes = new GridLayout(); panelTeclasTopo.setLayout(gridLayoutClearCEBackSpace); estadoInteracao = ACUMULANDO_1; button_soma_actionPerformed(e); return acumulador0; // cria a área de display da calculadora panelTeclasTopo.add(buttonBackspace, null); } } TextField textFieldDisplay = new TextField(); panelTeclasTopo.add(buttonCE, null); }); long um() {return numeroDigitado(1);} panelTeclasTopo.add(buttonC, null); long dois() {return numeroDigitado(2);} // cria os botões da calculadora // cria o tratador de evento para o botão "-" long numeroDigitado(int valor) Button{ buttonBackspace = new Button(); button_subtracao.addActionListener(new if (estadoInteracao == ACUMULANDO_0) Button buttonC = new { Button(); // adiciona alguns botões no painel de teclas inferior { java.awt.event.ActionListener() acumulador0 = acumulador0 Button *buttonCE 10 + valor; = new Button(); gridLayoutTeclasNumericasEOperacoes.setRows(4); estadoInteracao = ACUMULANDO_0; Button button_0 = new Button(); public void actionPerformed(ActionEvent return acumulador0; Button button_1 = new Button(); gridLayoutTeclasNumericasEOperacoes.setColumns(5); button_subtracao_actionPerformed(e); } else if (estadoInteracao Button == ACUMULANDO_1) button_2 = new Button(); { gridLayoutTeclasNumericasEOperacoes.setHgap(4); } acumulador1 = acumulador1 Button *button_3 10 + valor; = new Button(); gridLayoutTeclasNumericasEOperacoes.setVgap(4); estadoInteracao = ACUMULANDO_1; Button button_4 = new Button(); }); return acumulador1; Button button_5 = new Button(); // cria o tratador de evento para o botão "*" } Button button_6 = new Button(); panelTeclasNumericas.setLayout(gridLayoutTeclasNumericasEOpe button_mult.addActionListener(new return 0; Button button_7 = new Button(); racoes); java.awt.event.ActionListener() { } Button button_8 = new Button(); panelTeclasNumericas.add(button_7, null); long igual() { Button button_9 = new Button(); public void actionPerformed(ActionEvent long resultado = 0; Button button_pontoDecimal =panelTeclasNumericas.add(button_8, new Button(); null); button_mult_actionPerformed(e); if (operacaoSelecionadaButton == SOMA) button_igual { = new Button(); panelTeclasNumericas.add(button_9, null); Modelos de Qualidade em TI e Software: SPICE / ITIL / COBIT. Jorge H C Fernandes. jhcf@cic.unb.br. CIC/UnB. 2004. } resultado = acumulador0 Button + acumulador1; button_soma =CMMI new /Button(); panelTeclasNumericas.add(button_divisao, null);

Software


Software • Conjunto organizado de instruções e descrições de dados • Escrito em uma (ou mais) linguagens compreensíveis por um sistema de computação

Modelos de Qualidade em TI e Software: CMMI / SPICE / ITIL / COBIT. Jorge H C Fernandes. jhcf@cic.unb.br. CIC/UnB. 2004.


Sistema • Conjunto de elementos interrelacionados que interagem no desempenho de uma função • Sistema econômico, de injeção eletrônica, digestivo, Biosfera • Sistemas computacionais – Solução de problemas – Entrada, processamento e saída de dados

Modelos de Qualidade em TI e Software: CMMI / SPICE / ITIL / COBIT. Jorge H C Fernandes. jhcf@cic.unb.br. CIC/UnB. 2004.


Sistemas de Informação HIS-20 Health Physics Information System (http://www.canberra.com)

O problema a ser solucionado é a sobrevivência organizacional www.smith.edu/libraries

Modelos de Qualidade em TI e Software: CMMI / SPICE / ITIL / COBIT. Jorge H C Fernandes. jhcf@cic.unb.br. CIC/UnB. 2004.


O Profissional de TI • Trabalha com sistemas de informação • O software é um artefato de grande importância – Mas não produz nada se o sistema não permitir

Modelos de Qualidade em TI e Software: CMMI / SPICE / ITIL / COBIT. Jorge H C Fernandes. jhcf@cic.unb.br. CIC/UnB. 2004.


A Solução Compreensão das diferenças entre software, sistemas e sistemas de informação, com aplicação de modelos de qualidade complementares em duas áreas Modelos de Qualidade em TI e Software: CMMI / SPICE / ITIL / COBIT. Jorge H C Fernandes. jhcf@cic.unb.br. CIC/UnB. 2004.


Duas Categorias de Modelos de Qualidade… • Qualidade de Software (e Sistemas) – SPICE/ISO-15.504 – CMMI®/CMM

• Qualidade de (Serviços) TI – COBIT – ITIL

Modelos de Qualidade em TI e Software: CMMI / SPICE / ITIL / COBIT. Jorge H C Fernandes. jhcf@cic.unb.br. CIC/UnB. 2004.


SPICE e ISO 15504 SPICE: Software Process Improvement and Capability dEtermination

Modelos de Qualidade em TI e Software: CMMI / SPICE / ITIL / COBIT. Jorge H C Fernandes. jhcf@cic.unb.br. CIC/UnB. 2004.


SPICE: Um Framework para a Avaliação Integrada de Processos de Software [SPICE 1] Process Is examined by

Identifies changes to

Identifies capability and risks of

Process Assessment leads to

Process Improvement

leads to motivates

Capability Determination

Modelos de Qualidade em TI e Software: CMMI / SPICE / ITIL / COBIT. Jorge H C Fernandes. jhcf@cic.unb.br. CIC/UnB. 2004.


Documentos Originais do Modelo SPICE [SPICE 1] Part 1

Part 9 Vocabulary

Concepts and Introductory Guide

Part 7 Guide for use in process improvement

Part 8 Guide for use in determining supplier process capability

Part 6 Qualification and training of assessors

Part 3

Part 4

Rating Processes

Guide to conducting assessment

Part 5 Construction, selection and use of assessment instruments and tools

Part 2 A model for process management

Modelos de Qualidade em TI e Software: CMMI / SPICE / ITIL / COBIT. Jorge H C Fernandes. jhcf@cic.unb.br. CIC/UnB. 2004.


SPICE Parte 1 : Conceitos e Guia Introdutório • Que deve usar? – Organizações que executam ou monitoram processos de software

• Propósitos – Avaliação e melhoria contínua de processos

• Estrutura – Avaliação de processos, PARA: • Determinar capacidade no atendimento a requisitos • Determinar melhorias a serem implantadas

Modelos de Qualidade em TI e Software: CMMI / SPICE / ITIL / COBIT. Jorge H C Fernandes. jhcf@cic.unb.br. CIC/UnB. 2004.


SPICE: Onde de aplica? SPICE pode ser usado processos para: por organizações – Aquisição envolvidas no: – Fornecimento – – – – –

Planejamento Gestão Monitoramento Controle e Melhoria de

– – – –

Desenvolvimento Operação Evolução e Suporte de software

Modelos de Qualidade em TI e Software: CMMI / SPICE / ITIL / COBIT. Jorge H C Fernandes. jhcf@cic.unb.br. CIC/UnB. 2004.


SPICE: Propósitos de Uso • Auto-compreensão do estado de processos de software • Auto-determinação de adequabilidade de processos para determinados (classe de) requisitos • Determinação da adequabilidade dos processos de uma organização (fornecedora) no atendimento a um (uma classe de) contrato particular Modelos de Qualidade em TI e Software: CMMI / SPICE / ITIL / COBIT. Jorge H C Fernandes. jhcf@cic.unb.br. CIC/UnB. 2004.


SPICE: Relacionamento com outros Padrões, Normas e Modelos • ISO-9000 – Modelo de garantia de qualidade de processos de software (não aborda melhoria)

• ISO-12207 – Catálogo de processos executados por organizações de software em um contexto de contratação (aquisição-fornecimento)

• CMMI+SCAMPI+ARC, do SEI/CMU – Modelo de qualidade aderente ao SPICE

Modelos de Qualidade em TI e Software: CMMI / SPICE / ITIL / COBIT. Jorge H C Fernandes. jhcf@cic.unb.br. CIC/UnB. 2004.


SPICE Parte 2 : Um Modelo para Gestão de Processos • Define como alcançar níveis de capacidade (gerencial) de processos, de 0 a 5, em • Cada nível é alcançado através do desempenho de PRÁTICAS GENÉRICAS, de um total de 26. – O Nível 1 é alcançado através do desempenho de PRÁTICAS BASE de PROCESSOS (35 processos, 197 Práticas Base) – Os níveis 2 a 5 incorporam os níveis inferiores + práticas genéricas do Nível

Modelos de Qualidade em TI e Software: CMMI / SPICE / ITIL / COBIT. Jorge H C Fernandes. jhcf@cic.unb.br. CIC/UnB. 2004.


Part 3 : Rating processes (Processos de Pontuação) • Define um conjunto de requisitos para Construção de Processos de Pontuação • Requisitos 1 Os resultados devem ser consistentes, repetíveis e representativos 2 A entrada de dados deve ser definida a priori 3 Um Lead Assessor deve assumir a responsabilidade pela qualidade dos resultados 4 Pontuação: Instâncias de processos, Componentes pontuáveis, escalas e ponderações 5 Registro de saída de dados Modelos de Qualidade em TI e Software: CMMI / SPICE / ITIL / COBIT. Jorge H C Fernandes. jhcf@cic.unb.br. CIC/UnB. 2004.


Part 4 : Guide to conducting assessment [SPICE 4] • Método para avaliação em times, que satisfaz os requisitos da Part 3 Reviewing the assessment input

Aligned to

Presenting assessment output

Selecting the Validating the sample Validating process the instances ratings Preparing for assessment Collecting and verifying information

Determining derived ratings Determining actual ratings

Assessment stages Modelos de Qualidade em TI e Software: CMMI / SPICE / ITIL / COBIT. Jorge H C Fernandes. jhcf@cic.unb.br. CIC/UnB. 2004.


Part 5 : Construction, selection and use of assessment instruments and tools • Define como montar instrumentos de avaliação, em papel ou computador, que incorporam uma série de indicadores de avaliação padronizados: – De gerenciamento de processos (26 práticas genéricas) – Caracterização de produtos de trabalho (109 diferentes produtos de trabalho) – Mapeamento de (35) processos para produtos de trabalho – Mapeamento de (197) práticas base para produtos de trabalho – Tabulação através de Indicadores de processos

• Define atributos de qualidade de instrumentos Modelos de Qualidade em TI e Software: CMMI / SPICE / ITIL / COBIT. Jorge H C Fernandes. jhcf@cic.unb.br. CIC/UnB. 2004.


Part 6 : Qualification and training of assessors • Define mecanismos para registro e validação do: – Treinamento – Experiência – Participação em avaliações e – Atividades Profissionais

• Exercidas pelos avaliadores, em especial do lead assessor. Modelos de Qualidade em TI e Software: CMMI / SPICE / ITIL / COBIT. Jorge H C Fernandes. jhcf@cic.unb.br. CIC/UnB. 2004.


Fluxo de Qualificação de Avaliadores Assessors

demonstrate their

results from

Competence

to carry out

Assessments

Knowledge of the software process Skills in technologies related to this standard Personal attributes which contribute to effective performance

is gained by

are gained by

Training Experience

are gained by are subject to

leads to to carryQualification out

Education

may lead to

Validation

Modelos de Qualidade em TI e Software: CMMI / SPICE / ITIL / COBIT. Jorge H C Fernandes. jhcf@cic.unb.br. CIC/UnB. 2004.


Part 7 : Guide for use in process improvement Método para aplicação do SPICE na gestão e implantação de melhorias de processos

Modelos de Qualidade em TI e Software: CMMI / SPICE / ITIL / COBIT. Jorge H C Fernandes. jhcf@cic.unb.br. CIC/UnB. 2004.


1

Examine organisation's needs

Organisation's needs Software process improvement request 8

Institutionalised improvements

Monitor performance

Identified scope and priorities

7

Improvement initiation

6

Re-assessment request

2

Confirm the improvement

Initiate process improvement

Implemented improvements

Preliminary process improvement programme plan

Analysed re-assessment results

3

Assessment request

Validated improvement results

Sustain improvement gains

4 Prepare and Analyse results conduct process Assessment and derive assessment results action plan

5

Implement improvements

Approved action plan

(Parts 3 and 4) current assessed capability

Industrial benchmarks

Practice descriptions from process model

(Part 8)

Process improvement programme plan for capability determination

Target capability profiles from capability (Part 2) determination Modelos de Qualidade em TI e Software: CMMI / SPICE / ITIL / COBIT. Jorge H C Fernandes. jhcf@cic.unb.br. CIC/UnB. 2004.


Part 8 : Guide for use in determining supplier process capability Método para usar o SPICE na definição e negociação de alvos de capacidade e gaps de processos Modelos de Qualidade em TI e Software: CMMI / SPICE / ITIL / COBIT. Jorge H C Fernandes. jhcf@cic.unb.br. CIC/UnB. 2004.


Target Capability

Specified Requirement

Process Capability Report Independent Assessment

Define Target Capability

Target Scope Target Capability

Analyse Risk

Proposed Capability, plus: Assessed Capability Process Improvement Plan Process Improvement Record Capability Shortfall Plan

Verify Proposed Capability

PCD Sponsor Organisation

Determine Proposed Capability

Assessed Capability

Assess Current Capability

SelfAssessment

Target Definition Stage

Response Stage

Verification and Risk Analysis Stage

Modelos de Qualidade em TI e Software: CMMI / SPICE / ITIL / COBIT. Jorge H C Fernandes. jhcf@cic.unb.br. CIC/UnB. 2004.


Transição do SPICE para a ISO-15504 • Um Framework Genérico para o Processo de Avaliação – Qualidade de Processos de Desenvolvimento de Software – Qualidade de Processos de Desenvolvimento de Sistemas

• Estrutura com Cinco Documentos

Modelos de Qualidade em TI e Software: CMMI / SPICE / ITIL / COBIT. Jorge H C Fernandes. jhcf@cic.unb.br. CIC/UnB. 2004.


Processo Genérico de Avaliação

Modelos de Qualidade em TI e Software: CMMI / SPICE / ITIL / COBIT. Jorge H C Fernandes. jhcf@cic.unb.br. CIC/UnB. 2004.


Um Novo Framework para Avaliação

Modelos de Qualidade em TI e Software: CMMI / SPICE / ITIL / COBIT. Jorge H C Fernandes. jhcf@cic.unb.br. CIC/UnB. 2004.


Requisitos de Modelos para Avaliação

Modelos de Qualidade em TI e Software: CMMI / SPICE / ITIL / COBIT. Jorge H C Fernandes. jhcf@cic.unb.br. CIC/UnB. 2004.


Desenvolvendo Novos Modelos de Avaliação

Modelos de Qualidade em TI e Software: CMMI / SPICE / ITIL / COBIT. Jorge H C Fernandes. jhcf@cic.unb.br. CIC/UnB. 2004.


Documentos com Estrutura Revisada

Modelos de Qualidade em TI e Software: CMMI / SPICE / ITIL / COBIT. Jorge H C Fernandes. jhcf@cic.unb.br. CIC/UnB. 2004.


SPICE Referências [SPICE 0] The SPICE Document Suite. http://www.sqi.gu.edu.au/spice/suite/ [SPICE 1] SPICE. Software Process Assessment – Part 1 : Concepts and introductory guide Version 1.00. 27pp. 1995. [SPICE 2] SPICE. Software Process Assessment – Part 2 : A model for process management Version 1.00. 1995. 114pp. [SPICE 3] SPICE. Software Process Assessment – Part 3 : Rating Processes - Version 1.00. 1995. 15pp. [SPICE 4] SPICE. Software Process Assessment – Part 4 : Guide to conducting assessments Version 1.00. 33pp. 1995. [SPICE 5] SPICE. Software Process Assessment – Part 5 : Construction, selection and use of assessment instruments and tools. Version 1.0. 1995. 132pp. [SPICE 6] SPICE. Software Process Assessment – Part 6 : Qualification and training of assessors. Version 1.00. 1995. 39pp. [SPICE 7] SPICE. Software Process Assessment – Part 7 : Guide for use in process improvement - Version 1.00. 1995. 60pp. [SPICE 8] SPICE. Software Process Assessment – Part 8 : Guide for use in determining supplier process capability - Version 0.03. 1995. 30pp. [SPICE 9] [ISO-15504 1] ISO/IEC JTC1/SC7 N2210. High Level Design for the Revision of ISO/IEC TR 15504:1998. 1999/10/07 Modelos de Qualidade em TI e Software: CMMI / SPICE / ITIL / COBIT. Jorge H C Fernandes. jhcf@cic.unb.br. CIC/UnB. 2004.


SPICE e ISO 15504 SPICE: Software Process Improvement and Capability dEtermination

Modelos de Qualidade em TI e Software: CMMI / SPICE / ITIL / COBIT. Jorge H C Fernandes. jhcf@cic.unb.br. CIC/UnB. 2004.


Modelo de Qualidade de Software e Sistemas CMMI速: Capability Maturity Model Integration

Modelos de Qualidade em TI e Software: CMMI / SPICE / ITIL / COBIT. Jorge H C Fernandes. jhcf@cic.unb.br. CIC/UnB. 2004.


O Labirinto de Frameworks de Qualidade de Processo

Modelos de Qualidade em TI e Software: CMMI / SPICE / ITIL / COBIT. Jorge H C Fernandes. jhcf@cic.unb.br. CIC/UnB. 2004.


Modelos de Qualidade em TI e Software: CMMI / SPICE / ITIL / COBIT. Jorge H C Fernandes. jhcf@cic.unb.br. CIC/UnB. 2004.


Modelo CMMI: Um Framework de Modelos • Guia de melhoria de processos e habilidades de organizações de engenharia • Visando gerenciar o desenvolvimento, aquisição e manutencão de produtos ou serviços tecnológicos • Representação Contínua ou em Estágios – Flexibiliza a ordem de melhoria das áreas de processos

• Disciplinas – Software, Sistemas, IPPD, Aquisição, Operações Modelos de Qualidade em TI e Software: CMMI / SPICE / ITIL / COBIT. Jorge H C Fernandes. jhcf@cic.unb.br. CIC/UnB. 2004.


CMMI: Componentes [CMMI 1]

Modelos de Qualidade em TI e Software: CMMI / SPICE / ITIL / COBIT. Jorge H C Fernandes. jhcf@cic.unb.br. CIC/UnB. 2004.


Capacidade versus Maturidade [CMMI 1]

Modelos de Qualidade em TI e Software: CMMI / SPICE / ITIL / COBIT. Jorge H C Fernandes. jhcf@cic.unb.br. CIC/UnB. 2004.


A Seqüência de Níveis de Capacidade Permite focar no amadurecimento da habilidade para executar, controlar, melhorar e demosntrar melhoria numa área de processo Modelos de Qualidade em TI e Software: CMMI / SPICE / ITIL / COBIT. Jorge H C Fernandes. jhcf@cic.unb.br. CIC/UnB. 2004.


A Seqüência de Níveis de Maturidade Estabelece platôs evolucionários de melhoria de processo, que estabiliza uma parte importante dos processos da organização Modelos de Qualidade em TI e Software: CMMI / SPICE / ITIL / COBIT. Jorge H C Fernandes. jhcf@cic.unb.br. CIC/UnB. 2004.


Categorias de Áreas de Processo • • • •

Process Management Processes Project Management Processes Engineering Processes Support Processes

Modelos de Qualidade em TI e Software: CMMI / SPICE / ITIL / COBIT. Jorge H C Fernandes. jhcf@cic.unb.br. CIC/UnB. 2004.


Process Management Processes • • • •

OPF - Organizational Process Focus OPD - Organizational Process Definition OT - Organizational Training OPP - Organizational Process Performance • OID - Organizational Innovation and Deployment Modelos de Qualidade em TI e Software: CMMI / SPICE / ITIL / COBIT. Jorge H C Fernandes. jhcf@cic.unb.br. CIC/UnB. 2004.


Basic Process Management Processes [CMMI 1]

Modelos de Qualidade em TI e Software: CMMI / SPICE / ITIL / COBIT. Jorge H C Fernandes. jhcf@cic.unb.br. CIC/UnB. 2004.


Advanced Process Management Processes [CMMI 1]

Modelos de Qualidade em TI e Software: CMMI / SPICE / ITIL / COBIT. Jorge H C Fernandes. jhcf@cic.unb.br. CIC/UnB. 2004.


Project Management Processes • PP - Project Planning • PMC - Project Monitoring and Control • SAM - Supplier Agreement Management • IPM - Integrated Project Management • RSKM - Risk Management • QPM - Quantitative Project Management Modelos de Qualidade em TI e Software: CMMI / SPICE / ITIL / COBIT. Jorge H C Fernandes. jhcf@cic.unb.br. CIC/UnB. 2004.


Basic Project Management Processes [CMMI 1]

Modelos de Qualidade em TI e Software: CMMI / SPICE / ITIL / COBIT. Jorge H C Fernandes. jhcf@cic.unb.br. CIC/UnB. 2004.


Advanced Project Management Processes [CMMI 1]

Modelos de Qualidade em TI e Software: CMMI / SPICE / ITIL / COBIT. Jorge H C Fernandes. jhcf@cic.unb.br. CIC/UnB. 2004.


Engineering Processes • • • • • •

RD - Requirements Development RM - Requirements Management TS - Technical Solution PI - Product Integration VER – Verification VAL - Validation

Modelos de Qualidade em TI e Software: CMMI / SPICE / ITIL / COBIT. Jorge H C Fernandes. jhcf@cic.unb.br. CIC/UnB. 2004.


Engineering Processes [CMMI 1]

Modelos de Qualidade em TI e Software: CMMI / SPICE / ITIL / COBIT. Jorge H C Fernandes. jhcf@cic.unb.br. CIC/UnB. 2004.


Support Processes • CM - Configuration Management • PPQA - Process and Product Quality Assurance • MA - Measurement and Analysis • DAR - Decision Analysis and Resolution • CAR - Causal Analysis and Resolution

Modelos de Qualidade em TI e Software: CMMI / SPICE / ITIL / COBIT. Jorge H C Fernandes. jhcf@cic.unb.br. CIC/UnB. 2004.


Basic Support Processes [CMMI 1]

Modelos de Qualidade em TI e Software: CMMI / SPICE / ITIL / COBIT. Jorge H C Fernandes. jhcf@cic.unb.br. CIC/UnB. 2004.


Advanced Support Processes [CMMI 1]

Modelos de Qualidade em TI e Software: CMMI / SPICE / ITIL / COBIT. Jorge H C Fernandes. jhcf@cic.unb.br. CIC/UnB. 2004.


Standard CMMI Appraisal Method for Process Improvement (SCAMPISM) v 1.1

Modelos de Qualidade em TI e Software: CMMI / SPICE / ITIL / COBIT. Jorge H C Fernandes. jhcf@cic.unb.br. CIC/UnB. 2004.


SCAMPI: O que é? [SEI 2] • Método de mensuração de qualidade padrão (benchmark) para modelos CMMI • Satisfaz os critérios – Appraisal Requirements for CMMI (ARC) • Método de avaliação classe A

– Métodos de avaliação ISO/IEC 15504 (SPICE)

• Aplicável em vários modos – Melhoria interna de processo – Determinação de capacidade externa • seleção de fornecedor • Monitoramento Modelos de Qualidade em TI e Software: CMMI / SPICE / ITIL / COBIT. Jorge H C Fernandes. jhcf@cic.unb.br. CIC/UnB. 2004.


SCAMPI: Contexto de Uso Appraises Reports Findings

Reports Rating

Requests Appraisal

Organizational Unit / Project

Lead Assessor Artifacts Appraisal Team

Tools

Needs Appraisal People

Processes

Sponsoring Organization

Modelos de Qualidade em TI e Software: CMMI / SPICE / ITIL / COBIT. Jorge H C Fernandes. jhcf@cic.unb.br. CIC/UnB. 2004.


SCAMPI: O que permite? • Avaliar pontos fortes e fracos de processos de engenharia de uma organização, conforme o modelo CMMI • Priorizar planos de melhoria de processos • Produzir escore de avaliação padronizada para níveis de capacidade e maturidade

Modelos de Qualidade em TI e Software: CMMI / SPICE / ITIL / COBIT. Jorge H C Fernandes. jhcf@cic.unb.br. CIC/UnB. 2004.


Conceitos Centrais • Agregação de evidência coletada através de observações (instrumentos, apresentações, documentos e entrevistas) • Transformações – Observações -> (coletadas) -> notas – Notas -> (analisadas) -> declarações de gaps ou forças na implementação de práticas – Declarações -> (refinadas) -> conclusões preliminares – conclusões preliminares -> (validadas) -> conclusões finais – conclusões finais -> (tabuladas) -> produção de escore

Modelos de Qualidade em TI e Software: CMMI / SPICE / ITIL / COBIT. Jorge H C Fernandes. jhcf@cic.unb.br. CIC/UnB. 2004.


SCAMPI: Fases do Processo 1: Plan and Prepare for Appraisal 1.1 Analyze Requirements 1.2 Develop Appraisal Plan 1.3 Select and Prepare Team 1.4 Obtain and Analyze Initial Objective Evidence 1.5 Prepare for Collection of Objective Evidence 2: Conduct Appraisal 2.1 Examine Objective Evidence 2.2 Verify and Validate Objective Evidence 2.3 Document Objective Evidence 2.4 Generate Appraisal Results 3: Report Results 3.1 Deliver Appraisal Results 3.2 Package and Archive Appraisal Assets Modelos de Qualidade em TI e Software: CMMI / SPICE / ITIL / COBIT. Jorge H C Fernandes. jhcf@cic.unb.br. CIC/UnB. 2004.


ReferĂŞncias [SEI 1] Software Engineering Institute. CMMISM for Systems Engineering/Software Engineering, Version 1.1, Continuous Representation (CMMI-SE/SW, V1.1, Continuous). 647pp. 2002. [SEI 2] Software Engineering Institute. Standard CMMI Appraisal Method for Process Improvement (SCAMPISM), Version 1.1: Method Definition Document. 245pp. December 2001. Modelos de Qualidade em TI e Software: CMMI / SPICE / ITIL / COBIT. Jorge H C Fernandes. jhcf@cic.unb.br. CIC/UnB. 2004.


Modelo de Qualidade de Software e Sistemas CMMI速: Capability Maturity Model Integration

Modelos de Qualidade em TI e Software: CMMI / SPICE / ITIL / COBIT. Jorge H C Fernandes. jhcf@cic.unb.br. CIC/UnB. 2004.


COBIT® Control Objectives for Information Technology Um Framework de Governança de TI concebido pela Information Systems Audit and Control Foundation [17] Modelos de Qualidade em TI e Software: CMMI / SPICE / ITIL / COBIT. Jorge H C Fernandes. jhcf@cic.unb.br. CIC/UnB. 2004.


Framework para Governanรงa de TI [8]

Modelos de Qualidade em TI e Software: CMMI / SPICE / ITIL / COBIT. Jorge H C Fernandes. jhcf@cic.unb.br. CIC/UnB. 2004.


O Cen谩rio Regulat贸rio-Tecnol贸gico de TI [5, 7, 8, 9, 10, 11, 12, 13, 14, 15, 16, 17] Information Technology Infrastructure Library - ITIL Control Objectives for Information Technology - COBIT COSO Framework for Internal Auditing

IT Governance EnterpriseGovernance

Sarbanes-Oxley Act

Business Processes Capability Maturity Models

OECD Corporate Governance Modelos de Qualidade em TI e Software: CMMI / SPICE / ITIL / COBIT. Jorge H C Fernandes. jhcf@cic.unb.br. CIC/UnB. 2004.


Objetivos do COBIT • Guia abrangente para usuários, auditores, gestores e donos de processos de negócios que permite a Governança de TI • Um meta-método (framework) para alinhar – Riscos de negócio – Necessidades de controle – Necessidades técnicas

• Visando a – Maximizar benefícios da TI – Capitalizar em oportunidades de TI – Ganhar vantagem competitiva em TI Modelos de Qualidade em TI e Software: CMMI / SPICE / ITIL / COBIT. Jorge H C Fernandes. jhcf@cic.unb.br. CIC/UnB. 2004.


Controles e Objetivos de Controle [1] • Controles – Políticas, procedimentos, práticas e estruturas organizacionais desenhadas para prover razoável garantia de que os objetivos de negócios serão alcançados e que eventos indesejados serão prevenidos ou detectados e corrigidos

• Objetivos de Controle – O que se alcanca quando os controles são implementados

Modelos de Qualidade em TI e Software: CMMI / SPICE / ITIL / COBIT. Jorge H C Fernandes. jhcf@cic.unb.br. CIC/UnB. 2004.


O COBIT Framework [4] Visão Executiva

COBIT Framework com Objetivos de Controle de Alto Nível

Guias Gerenciais

Modelos de Maturidade

Objetivos de Controle Detalhados

Fatores Críticos de Sucesso - CSF

Indicadores-Chave de Metas - KGI

Ferramentas de Implementação

Guias de Auditoria

Indicadores-Chave de Desempenho - KPI

Modelos de Qualidade em TI e Software: CMMI / SPICE / ITIL / COBIT. Jorge H C Fernandes. jhcf@cic.unb.br. CIC/UnB. 2004.


Framework COBIT

Objetivos de Controle de Alto Nível [1] • Definem 34 áreas de processos de TI, agrupadas em 4 domínios – – – –

PO - Planejamento e Organização AI - Aquisição e Implementação DS - Entrega e Suporte M - Monitoramento

• Garante a implementação de um sistema de controle adequado para o ambiente de TI através da análise de informações e recursos Modelos de Qualidade em TI e Software: CMMI / SPICE / ITIL / COBIT. Jorge H C Fernandes. jhcf@cic.unb.br. CIC/UnB. 2004.


Modelos de Qualidade em TI e Software: CMMI / SPICE / ITIL / COBIT. Jorge H C Fernandes. jhcf@cic.unb.br. CIC/UnB. 2004.


Quality

Em cada objetivo de controle a Informação deve ser Provida dentro de certos critérios [1] •

Security

• • •

Fiduciary

• •

Effectiveness – Informação deve ser relevante e pertinente aos processos de negócios bem como ser entregue com temporalidade, corretude, consistência, e usabilidade Efficiency – Informação deve ser provida com o uso de recursos da forma mais produtiva e econômica Confidentiality – Informação sensível deve ser protegida de acesso não autorizado Integrity – Informação deve ser precisa e completa, bem como sua validade deve estar em concordância com o conjunto de valores e expectativas do negócio Availability – Informação deve ser disponível quando requerida pelo processo de negócio agora e no futuro, e deste modo deve ser salvaguardada enquanto recurso Compliance – Informação deve estar em conformidade com leis, regulamentos, e arranjos contratuais qos quais os processos de negócios estão sujeitos Reliability of Information - Informação deve ser provida de forma apropriada, permitindo seu uso na operação da organização, na publicação de relatórios financeiros para seus usuários e órgãos fiscalizadores, conforme leis e regulamentos. Modelos de Qualidade em TI e Software: CMMI / SPICE / ITIL / COBIT. Jorge H C Fernandes. jhcf@cic.unb.br. CIC/UnB. 2004.


Recursos de TI [1] • Data: Objetos de dados, estruturados ou não (texto, gráficos, som, etc) • Application Systems: a soma de todos os procedimentos manuais e programados • Technology: hardware, sistema operacional, SGBDs, redes, multimídia, etc • Facilities: Infra-estrutura física e de suporte aos sistemas de informação • People: Habilidades dos empregados, disponibilidade e produtividade no planejamento, organização, aquisição, entrega, suporte e monitoramento de TI

Modelos de Qualidade em TI e Software: CMMI / SPICE / ITIL / COBIT. Jorge H C Fernandes. jhcf@cic.unb.br. CIC/UnB. 2004.


O Cubo COBIT [1]

Modelos de Qualidade em TI e Software: CMMI / SPICE / ITIL / COBIT. Jorge H C Fernandes. jhcf@cic.unb.br. CIC/UnB. 2004.


O Cubo COBIT (Detalhes) [1] Modelos de Qualidade em TI e Software: CMMI / SPICE / ITIL / COBIT. Jorge H C Fernandes. jhcf@cic.unb.br. CIC/UnB. 2004.


Guias Gerenciais: Elementos [2] • Balanced Scorecard de TI – FCS – Fatores Críticos de Sucesso – KGI - Indicadores Chave de Metas – KPI - Indicadores Chave de Desempenho

• Modelo de Maturidade

Modelos de Qualidade em TI e Software: CMMI / SPICE / ITIL / COBIT. Jorge H C Fernandes. jhcf@cic.unb.br. CIC/UnB. 2004.


318 Objetivos de Controle Detalhados [1]

Modelos de Qualidade em TI e Software: CMMI / SPICE / ITIL / COBIT. Jorge H C Fernandes. jhcf@cic.unb.br. CIC/UnB. 2004.


COBIT Generic Audit Guidelines [6] • Obtendo Compreensão dos Requisitos do Negócio, Riscos, Medidas de Controle declaradas – Entrevista e coleta de dados

• Avaliando adequabilidade dos controles declarados • Medindo Conformidade – Testando se os controles declarados funcionam como descritos, de forma consistente e contínua

• Comprovando que não há riscos dos objetivos de controle não serem alcançados – Executando técnicas analíticas e alternativas

Modelos de Qualidade em TI e Software: CMMI / SPICE / ITIL / COBIT. Jorge H C Fernandes. jhcf@cic.unb.br. CIC/UnB. 2004.


Ferramentas de Implementação [3] • Visão Geral • Amostra de apresentações e comunicações • Diagnósticos gerenciais • Diagnóstico de Controles de TI • Estudos de caso • Bechmarking Modelos de Qualidade em TI e Software: CMMI / SPICE / ITIL / COBIT. Jorge H C Fernandes. jhcf@cic.unb.br. CIC/UnB. 2004.


Referências 1. COBIT® 3rd Edition Control Objectives, IT Governance Institute, 2000. 2. COBIT® 3rd Edition Management Guidelines, IT Governance Institute, 2000. 3. COBIT® 3rd Edition Implementation Toolset, IT Governance Institute, 2000. 4. COBIT® 3rd Edition Framework, IT Governance Institute, 2000. 5. COBIT® 3rd Edition Executive Summary, IT Governance Institute, 2000. 6. COBIT® 3rd Edition Audit Guidelines, IT Governance Institute, 2000. 7. IT Control Objectives for SarbanesOxley, IT Governance Institute, 2004. 8. Board Briefing on IT Governance, 2nd Edition. IT Governance Institute, 2003. 9. COBIT ® MAPPING: Overview of International IT Guidance, IT Governance Institute, 2004.

10. Control Objectives for Enterprise Governance. IT Governance Institute, 1999. 11. Institute of Internal Auditors, COBIT Presentation, October 9, 2001. 12. Measuring and Improving Corporate IT Performance through the Balanced Scorecard, Wim Van Grembergen, 2000. 13. The Balanced Scorecard and IT Governance, Wim Van Grembergen,2000. 14. IS AUDITING GUIDELINE, IT GOVERNANCE DOCUMENT # 060.020.050. 2002. 15. Maximizing the Success of Chief Information Officers: Learning From Leading Organizations. GAO United States General Accounting Office Executive Guide, 2001. 16. OECD Principles of Corporate Governance. OECD. 2004. 17. Information Systems Audit and Control Foundation. www.isaca.org

Modelos de Qualidade em TI e Software: CMMI / SPICE / ITIL / COBIT. Jorge H C Fernandes. jhcf@cic.unb.br. CIC/UnB. 2004.


COBIT® Control Objectives for Information Technology Um Framework de Governança de TI concebido pela Information Systems Audit and Control Foundation [17] Modelos de Qualidade em TI e Software: CMMI / SPICE / ITIL / COBIT. Jorge H C Fernandes. jhcf@cic.unb.br. CIC/UnB. 2004.


ITIL® Information Technology Infrastructure Library Uma coleção das melhores práticas em Tecnologia da Informação, preparada pela OCG[OCG 1], do Governo do Reino Unido Modelos de Qualidade em TI e Software: CMMI / SPICE / ITIL / COBIT. Jorge H C Fernandes. jhcf@cic.unb.br. CIC/UnB. 2004.


Quebra-Cabeรงa de Perspectivas do Modelo ITIL [ITIL 1]

Modelos de Qualidade em TI e Software: CMMI / SPICE / ITIL / COBIT. Jorge H C Fernandes. jhcf@cic.unb.br. CIC/UnB. 2004.


Núcleo de Áreas Funcionais do ITIL Suporte a Serviços [ITIL 2] • Relacionadas com o usuário final – – – –

Função Birô de Serviço Gerência de Incidentes Gerência de Problemas Gerência de Configuração – Gerência de Mudança – Gerência de Liberação

Entrega de Serviço [ITIL 1] • Relacionadas com os clientes pagantes – Gerência de Nível de Serviço – Gerência de Disponibilidade – Gerência de Capacidade – Gerência de Continuidade de Serviço de TI – Gerência Financeira

Modelos de Qualidade em TI e Software: CMMI / SPICE / ITIL / COBIT. Jorge H C Fernandes. jhcf@cic.unb.br. CIC/UnB. 2004.


Processos e Funções de Entrega de Serviços [ITIL 1]

Modelos de Qualidade em TI e Software: CMMI / SPICE / ITIL / COBIT. Jorge H C Fernandes. jhcf@cic.unb.br. CIC/UnB. 2004.


Service Delivery Processes Model

Modelos de Qualidade em TI e Software: CMMI / SPICE / ITIL / COBIT. Jorge H C Fernandes. jhcf@cic.unb.br. CIC/UnB. 2004.


Processos e Funções de Suporte a Serviços [ITIL 2]

Modelos de Qualidade em TI e Software: CMMI / SPICE / ITIL / COBIT. Jorge H C Fernandes. jhcf@cic.unb.br. CIC/UnB. 2004.


Modelos de Qualidade em TI e Software: CMMI / SPICE / ITIL / COBIT. Jorge H C Fernandes. jhcf@cic.unb.br. CIC/UnB. 2004.


Outras Organizações que Adotaram o Modelo ITIL • ITILPeople [ITILPeople 1] • itSMF [itSMF 1] • Microsoft [MSFT 1] – Microsoft Operations Framework - MOF

• HP [HP 1] • IBM • British Standards Institute [BSI 1] Modelos de Qualidade em TI e Software: CMMI / SPICE / ITIL / COBIT. Jorge H C Fernandes. jhcf@cic.unb.br. CIC/UnB. 2004.


Modelos de Qualidade em TI e Software: CMMI / SPICE / ITIL / COBIT. Jorge H C Fernandes. jhcf@cic.unb.br. CIC/UnB. 2004.


Guia de Melhores Práticas nas Gerências Funcionais [ITIL 1, ITIL 2, MSFT 1]

Modelos de Qualidade em TI e Software: CMMI / SPICE / ITIL / COBIT. Jorge H C Fernandes. jhcf@cic.unb.br. CIC/UnB. 2004.


Função Birô de Serviços [ITIL 2, MSFT 1] • Realiza atendimento a usuários, clientes e pessoal interno da organização, atuando como primeiro ponto de contato do departamento de TI com seus clientes e usuários

Modelos de Qualidade em TI e Software: CMMI / SPICE / ITIL / COBIT. Jorge H C Fernandes. jhcf@cic.unb.br. CIC/UnB. 2004.


Gerência de Incidentes [ITIL 2, MSFT 1] • Restaura a operação normal de um serviço com o menor tempo possível, a fim de minimizar os aspectos negativos sobre a operação dos negócios e os melhores níveis de qualidade e disponibilidade de serviço Modelos de Qualidade em TI e Software: CMMI / SPICE / ITIL / COBIT. Jorge H C Fernandes. jhcf@cic.unb.br. CIC/UnB. 2004.


Gerência de Problemas [ITIL 2, MSFT 1] Minimiza o impacto de problemas gerenciais sobre a capacidade de negócios de uma organicação Se dá através da investigação, diagnóstico e solução de problemas

Modelos de Qualidade em TI e Software: CMMI / SPICE / ITIL / COBIT. Jorge H C Fernandes. jhcf@cic.unb.br. CIC/UnB. 2004.


Gerência de Mudanças [ITIL 2, MSFT 1] Garante que a todas as partes afetadas por uma mudança seja dada a oportunidade de acompanhar e entender os impactos da mudança Modelos de Qualidade em TI e Software: CMMI / SPICE / ITIL / COBIT. Jorge H C Fernandes. jhcf@cic.unb.br. CIC/UnB. 2004.


Gerência de Liberação (Release) [ITIL 2, MSFT 1] • Coordena e gerencia implantação de releases no ambiente em operação. • Planeja, testa e implementa mudanças • Implanta releases de forma controlada e sistemática

Modelos de Qualidade em TI e Software: CMMI / SPICE / ITIL / COBIT. Jorge H C Fernandes. jhcf@cic.unb.br. CIC/UnB. 2004.


Gerência de Configuração [ITIL 2, MSFT 1] Assegura que apenas componentes autorizados (itens de configuração software. Hardware, documentos, processos, procedimentos e outros ) são usados no ambiente de TI, e que todas as mudanças nestes componentes serão gravadas e rastreadas durante todo o cilo de vida do componente Modelos de Qualidade em TI e Software: CMMI / SPICE / ITIL / COBIT. Jorge H C Fernandes. jhcf@cic.unb.br. CIC/UnB. 2004.


Getting started

Gerência de Nível de Serviço [ITIL 1, MSFT 1] Permite ao departamento de TI entregar exatamente o que foi acordado com o cliente, além de garantir que os serviços são reconhecidos como benéficos para a organização.

Setup activities

Service catalog definition

Service level agreements definition

Service level monitoring

Service level reporting

Service level agreement review Modelos de Qualidade em TI e Software: CMMI / SPICE / ITIL / COBIT. Jorge H C Fernandes. jhcf@cic.unb.br. CIC/UnB. 2004.


Gerência de Disponibilidade [ITIL 1, MSFT 1] Realiza o design, implementação, mediçãoe gerenciamento da disponibilidade da infraestrutura de TI, para garantir que os requisitos de disponibilidade sejam constantemente satisfeitos Modelos de Qualidade em TI e Software: CMMI / SPICE / ITIL / COBIT. Jorge H C Fernandes. jhcf@cic.unb.br. CIC/UnB. 2004.


Gerência de Continuidade de Serviço de TI [ITIL 1, MSFT 1] Garante que qualquer serviço de TI é capaz de prover valor para seus clientes e usuários mesmo na situação em que as soluções de disponibilidade normais falharem Modelos de Qualidade em TI e Software: CMMI / SPICE / ITIL / COBIT. Jorge H C Fernandes. jhcf@cic.unb.br. CIC/UnB. 2004.


Gerência de Capacidade [ITIL 1, MSFT 1] Planeja, justifica e gerencia níveis apropriados de recursos necessários para uma dada solução de TI, evitando a falta ou o excesso de recursos Atuam em três áreas • Gerenciamento da capacidade de negócios • Gerenciamento da Capacidade de Serviços • Gerenciamento da capacidade de recursos Modelos de Qualidade em TI e Software: CMMI / SPICE / ITIL / COBIT. Jorge H C Fernandes. jhcf@cic.unb.br. CIC/UnB. 2004.


Gerência Financeira [ITIL 1, MSFT 1] Realiza a gestão dos recursos monetários da área de TI, no suporte ao alcance das metas organizacionais

Modelos de Qualidade em TI e Software: CMMI / SPICE / ITIL / COBIT. Jorge H C Fernandes. jhcf@cic.unb.br. CIC/UnB. 2004.


ReferĂŞncias [OCG 1] Office of Government Commerce. About ITIL. http://www.ogc.gov.uk/index.asp?id=1000367 [ITILPeople 1] ITILPeople.com. [itSMF 1] IT Service Management Forum (itSMF). http://www.itsmf.com/. [HP 1] HPL-2004-98. IT Service Management and IT Governance: Review, Comparative Analysis and their Impact on Utility Computing. 2004. [MSFT 1] Microsoft. Microsoft Operations Framework (MOF). www.microsoft.com/mof. [BSI 1] BS 15000 - The BS 15000 IT Service Management Standard. http://www.bs15000.org.uk/ [ITIL 1] Office of Government Commerce. ITIL Service Delivery 2.0. 2003. http://www.ogc.gov.uk/index.asp?id=1000364 [ITIL 2] Office of Government Commerce. ITIL Service Support 2.0, 2003. http://www.ogc.gov.uk/index.asp?id=1000364 Modelos de Qualidade em TI e Software: CMMI / SPICE / ITIL / COBIT. Jorge H C Fernandes. jhcf@cic.unb.br. CIC/UnB. 2004.


ITIL® Information Technology Infrastructure Library Uma coleção das melhores práticas em Tecnologia da Informação, preparada pela OCG[OCG 1], do Governo do Reino Unido Modelos de Qualidade em TI e Software: CMMI / SPICE / ITIL / COBIT. Jorge H C Fernandes. jhcf@cic.unb.br. CIC/UnB. 2004.


Discuss達o

Modelos de Qualidade em TI e Software: CMMI / SPICE / ITIL / COBIT. Jorge H C Fernandes. jhcf@cic.unb.br. CIC/UnB. 2004.


Discussão • Qual o Modelo mais importante para sua organização? – CMMI – ISO-15.504/SPICE – COBIT – ITIL

• Como integrar visões de qualidade em Software e Sistemas de Informação? Modelos de Qualidade em TI e Software: CMMI / SPICE / ITIL / COBIT. Jorge H C Fernandes. jhcf@cic.unb.br. CIC/UnB. 2004.


Para onde Seguem os Modelos de Qualidade em TI e Software: Relação entre os modelos CMMI, COBIT, ITIL e SPICE Jorge H C Fernandes Jhcf@cic.unb.br CIC-UnB / DIMAp-UFRN Setembro de 2004 Modelos de Qualidade em TI e Software: CMMI / SPICE / ITIL / COBIT. Jorge H C Fernandes. jhcf@cic.unb.br. CIC/UnB. 2004.


Modelos de qualidade de gestão de ti  
Advertisement
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you