Issuu on Google+

ENTENDA OS FENÔMENOS ONDULATÓRIOS A PARTIR DA PIPOCA DE MICRO-ONDAS

POR QUE O SEU CELULAR PERDE O SINAL DENTRO DO ELEVADOR?

+CURIOSIDADES +DICAS +QUESTÕES +INTERATIVIDADE


editorial móveis a partir de aplicativos como o QR Code Reader. A interatividade vai levá-los a lugares que nem imaginam! Espero que possamos trabalhar juntos ao longo dos próximos meses e ajudá-lo a conquistar a vaga daquela sonhada universidade. Algo me diz que este é o seu ano, tal como está sendo o deste jornal. Acredito, por isso afirmo: lembre que você pode! Professor Ivys Urquiza

SAIBA MAIS DO IVYS Numa manhã de maio de 2009, a maior parte de meus alunos já tinha ouvido falar sobre o Exame Nacional do Ensino Médio, o Enem. Sabia que era um exame aplicado aos alunos concluintes do Ensino Médio com o objetivo de aferir a qualidade da formação dos alunos nas escolas brasileiras. Até aí, tudo bem! Mas quando o governo federal propôs às universidades públicas que adotassem o Enem como forma de acesso às suas vagas, houve um reboliço entre os jovens estudantes. “Como assim vão mudar as regras do jogo justo no momento em que vou fazer vestibu-

2

lar?”, era a queixa mais frequente. Foi acompanhando as angústias e expectativas dos alunos em escolas, cursinhos e redes sociais nesses últimos quatro anos, que me vi desafiado a preparar um informativo companheiro do estudante em sua caminhada de preparação, em Física, para o ENEM e também para os vestibulares tradicionais. O SAIBA MAIS é fruto desse insight! Em suas mãos, você encontrará uma ferramenta de estudo, que também é uma chave para conteúdos digitais. Os códigos de barras (QR Code) espalhados pelo jornal podem ser decodificados por aparelhos

EXPEDIENTE Diretor-Executivo: Ivys Urquiza Jornalista Responsável: Rafael Barreto (DRT 1312/AL) Projeto Gráfico e diagramação: Michel Rios Fotografia: Juliana Sousa Anúncios e sugestões: (81) 8744-8251 e (82) 9662-0031 Impressão: Jornal do Commercio Tiragem: 20.000 exemplares E-mai: saibamais@fisicatotal.com


FÍSICA TOTAL VAI OFERECER 80 VIDEOAULAS DE FÍSICA PARA O ENEM Professor Ivys Uquiza comanda projeto que conta com site, redes sociais e canal no YouTube Após 21 anos de sala de aula, o professor Ivys Urquiza resolveu ampliar as fronteiras no ensino de Física. Estudou mercado, consultou profissionais de referência, sondou estudantes, conheceu a interatividade, montou equipe e, por fim, desenvolveu uma plataforma multimidiática. Tudo isso para oferecer aos candidatos do Enem e de vestibulares tradicionais as melhores condições de aprendizagem dentro da chamada cybercultura. Trata-se do Projeto Física Total, que vai da produção audiovisual às redes sociais. O principal produto do projeto é uma série de 80 videoaulas do conteúdo de Física cobrado em processos seletivos. Mecânica, Termologia, Óptica, Ondulatória, Eletricidade e Moderna serão os campos trabalhados até outubro em apresentações dinâmicas e cheias de dicas. Para cada

videoaula, o professor disponibiliza um resumo do conteúdo apresentado e uma lista de questões. As mais difíceis são respondidas em novos vídeos equivalentes a revisões das aulas. Ivys também tira dúvidas nos comentários das postagens do projeto no YouTube. “É importante que o estudante se inscreva no nosso canal para acompanhar as atualizações e saberem, em primeira mão, quando uma videoaula nova vai ao ar”, disse o professor, que disponibilizará para o público simulados periódicos. PÍLULAS DE FÍSICA Os conteúdos também estão disponíveis no site do projeto que, além de material e vídeos, conta com editais e provas das edições anteriores do Enem para os usuários inscritos. A página representa uma evolução do blog Física para o Novo Enem, que obteve mais de 200 mil acessos entre 2011 e 2012. No ano passado, a revista eletrônica InfoENEM elegeu o blog como uma das 10 melhores páginas de

Física do país, tornando-se, inclusive, site de referência em buscas pelo Google sobre a preparação na disciplina para o exame. No Física Total, os estudantes vão encontrar as “pílulas” de Física que mais se destacaram no blog. O projeto e o professor também estão presentes no Facebook e no Twitter. Já são milhares de curtidores inscritos na fanpage do Física Total, que ganhou em maio um parceiro de peso: o Projeto Medicina (www. facebook.com/projetomedicina). Nas redes sociais, são compartilhados materiais de estudos, dicas, curiosidades e pensamentos que motivam o estudante a seguir com os estudos em casa. Como diz o professor, “Física é a palavra; Total, a dimensão”.

www.facebook.com/fisicatotal

www.youtube.com/user/fisicatotal

www.twitter.com/fisica_total

3


Shutterstock

Teoria

O QUE OS FENÔMENOS ONDULATÓRIOS TÊM A VER COM SUA PIPOCA DE MICRO-ONDAS? Aquecimento dos alimentos pelo forno de micro-ondas, comunicação entre celulares e percepção da fala pelo ouvido comum. O que há em comum entre essas três ações? Pense um pouco antes de continuar a leitura. Um dos conteúdos que mais se destacou nas recentes provas do ENEM foram os fenômenos ondulatórios. Em todos os exames realizados de 2009 a 2012, pelo menos um item abordou os fenômenos, às vezes, até mais de um deles na mesma edição. Este tópico, normalmente estudado no 2º ano do Ensino Médio, merece bastante atenção. Entre os vários fenômenos ondulatórios, destaca-se a ressonância. Pode-se dizer que dois sistemas estão em ressonância quando trocam energia por oscilarem com a mesma frequência. Se eu falo e você me escuta, por exemplo, seu tímpano está em ressonância (tem a mesma frequência) com minhas pregas vocais. Da mesma forma, quando você recebe uma ligação pelo celular, escuta sua estação de rádio favorita ou assiste ao seu programa predileto pela TV, os elétrons da antena do apare-

4

lho que você está utilizando (celular, rádio, televisor) estão em ressonância com os elétrons da antena transmissora do sinal percebido por seu aparelho. O transmissor emite ondas eletromagnéticas. O fenômeno volta a acontecer no preparo daquela deliciosa pipoca de micro-ondas. No eletrodoméstico, as moléculas de água no milho, tal como qualquer outro alimento colocado ali dentro, estão em ressonância com as micro-ondas emitidas pelo aparelho. Por isso que o forno leva esse nome. FREQUÊNCIA NATURAL Quando um som apresenta a frequência natural de um objeto, as partículas que o compõem estão com a mesma frequência do som produ-

zido. Isso pode acontecer em várias situações, como naquele “soco no estômago” que você recebe quando está perto de um trio elétrico devido ao barulho de alguns instrumentos de percussão. Ao absorver a energia, as moléculas do objeto aumentam a amplitude de suas vibrações, o que pode provocar seu colapso. Talvez você já tenha visto algo parecido num programa de TV onde convidados tentam quebrar taças usando o som agudo de suas vozes. É bem provável que você, puxando pela memória, liste outras situações onde a ressonância aparece. Pense um pouco sobre isso. Sempre que uma questão apresentar o fenômeno da ressonância, automaticamente, lembre das frequências iguais, ok?


Questões QUESTÃO 01: A genciana que cresce no Cabo da Boa Esperança, na África do Sul, produz pólen comestível. Os estames oferecem este pólen amarelo no interior de tubos ocos que a maioria dos insetos não consegue alcançar. Um certo tipo de abelha, no entanto, ganhou o nome de “ordenhadeira” porque, ao fazer suas asas vibrarem mais lentamente que o normal, provocam a emissão do pólen em jatos através de um orifício no topo dos tubos. O mesmo efeito se obtém usando um diapasão que vibre com frequência idêntica a das asas da abelha. O fenômeno físico relacionado ao fato descrito é: a. Efeito Doppler

d. Refração

b. Ressonância

e. Batimento

c. Reverberação

QUESTÃO 02: Imagine as imagens a seguir: Na primeira, estão os principais instrumentos de corda de uma orquestra. Em seguida, imagem de um modelo de guitarra com captação elétrica. Como é possível perceber, diferente dos instrumentos acústicos, o corpo da guitarra não costuma ser arredondado. Isso acontece porque o corpo de instrumentos acústicos faz a amplificação dos sons produzidos neles. O formato arredondado visa: a. Melhorar a estética, deixando o instrumento ainda mais bonito. b. Permitir que o corpo do instrumento entre em ressonância com um número maior de frequências. c. Compensar o formato longilíneo da corda e, com isso, possibilitar a amplificação dos sons produzidos nela. d. Possibilitar um melhor apoio por parte do músico, facilitando o manuseio do instrumento. e. Diferenciar os instrumentos acústicos (arredondados) dos elétricos (não arredondados) numa apresentação musical.

QUESTÃO 03: Todo corpo capaz de vibrar ou oscilar tem frequência natural de oscilação, quer seja ele uma lâmina de aço, um copo de vidro, um automóvel, quer seja uma ponte. Se uma fonte oscilante tiver a mesma frequência que a frequência natural de um corpo, este pode atingir o colapso. Foi o que aconteceu com a ponte de Tacoma em 1940 nos Estados Unidos, que caiu após tanto balançar. Sobre este fenômeno, é correto afirmar: a. Não há relação alguma entre as frequências da fonte oscilante e a frequência natural do corpo, que possa ocasionar o colapso. b. É devido à superposição de ondas que a frequência da fonte oscilante pode atingir a frequência natural do corpo, e este entrar em colapso. c. É devido à interferência das ondas que a frequência da fonte oscilante pode atingir a frequência natural do corpo, e este entrar em colapso. d. Quando a fonte oscilante tem frequência igual à frequência natural do corpo, este entra em ressonância. e. O colapso acontece devido ao efeito Doppler.

QUESTÃO 04: O som de determinada frequência, emitido por uma trombeta, é capaz de quebrar uma taça de vidro. A taça, antes de quebrar, oscila na mesma frequência do som emitido pelo instrumento musical. O fenômeno físico relacionado a esse evento é

a. Interferência

d. Refração

b. Ressonância

e. Reflexão

c. Difração

SAIBA MAIS NO YOUTUBE

1B/2B/3D/4B

conhecido por:

5


Shutterstock

Teoria

A GAIOLA DE FARADAY E O SINAL DO CELULAR Ao imaginar uma viagem de avião, talvez uma das coisas mais assustadoras seja passar por uma nuvem onde ocorre uma tempestade elétrica. A imagem acima representa o risco de uma descarga atingir um avião em pleno voo. Já se perguntou o porquê de pessoas dentro do avião não serem atingidas pela descarga elétrica? A Gaiola de Faraday é a resposta. Gaiola de Faraday é todo espaço envolvido por uma casca metálica. É importante lembrar que, nos condutores, o excesso de carga, após o equilíbrio eletrostático, concentra-se na sua superfície externa. Graças a essa característica dos condutores, o que se encontra no interior de uma Gaiola de Faraday não corre risco

6

de ser eletrocutado. Um carro, uma caixa metálica, uma gaiola metálica de passarinhos ou um elevador são exemplos de Gaiolas de Faraday. O estudante também deve atentar para o fato que, no interior de uma gaiola em equilíbrio eletrostático, não há influência de campo elétrico externo e, por isso, ondas eletromagnéticas não se propagam de fora para dentro da gaiola. Lembre-se de que as ondas são compostas por campos elétrico e magnético oscilantes. Sem campo elétrico não há onda eletromagnética. A esse fenômeno damos o nome blindagem eletrostática. Veio à mente alguma situação onde isso ocorre em seu dia a dia? Isso mesmo! Dentro de elevadores o sinal da operadora do seu celular fica ruim

ou até mesmo fora de área. Se uma questão abordar isso, o que você deve lembrar? GAIOLA DE FARADAY Em condutores elétricos, as cargas se distribuem na superfície externa. Não há corrente elétrica em seu interior, nem influência de campos elétricos externos. MICHEL FARADAY (1791-1867) Físico e químico inglês, é considerado um dos cientistas mais influentes de todos os tempos. Suas contribuições mais importantes e seus trabalhos mais conhecidos estão intimamente conectados com fenômenos da eletricidade, eletroquímica e do magnetismo.


Questões

QUESTÃO 01: Em um dia de tempestade, com muitos raios, um leitor do jornal Saiba Mais procura abrigo para se proteger e estudar Física. Dos possíveis abrigos abaixo, em qual deles o estudante estará certamente protegido da ação dos raios? a. Uma tenda de plástico.

d. Uma caixa, grande, de papel.

b. Uma caixa, grande, de madeira.

e. Uma redoma de concreto

c. Um automóvel.

QUESTÃO 04: Duas irmãs que dividem o mesmo quarto de estudos combinaram de comprar duas caixas com tampas para guardarem seus pertences dentro de suas caixas, evitando, assim, a bagunça sobre a mesa de estudos. Uma delas comprou uma metálica, e a outra, uma caixa de madeira de área e espessura lateral diferentes para facilitar a identificação. Um dia as meninas foram estudar para a prova de Física e, ao se acomodarem na mesa de estudos, guardaram seus celulares ligados dentro de suas caixas. Ao longo desse dia, uma delas recebeu ligações telefônicas, enquanto os amigos da outra tentavam ligar e recebiam a mensagem de que o celular estava fora da área de cobertura ou desligado. Para explicar essa situação, um físico deveria afirmar que o material da caixa, cujo telefone celular não recebeu as ligações é de: a. Madeira, e o telefone não funcionava porque a madeira não é um bom condutor de eletricidade. b. Metal, e o telefone não funcionava devido à blindagem eletrostática que o metal proporcionava. c. Metal, e o telefone não funcionava porque o metal refletia todo tipo de radiação que nele incidia. d. Metal, e o telefone não funcionava porque a área lateral da caixa de metal era maior. e. Madeira, e o telefone não funcionava porque a espessura desta caixa era maior que a espessura da caixa de metal.

QUESTÃO 03: Durante uma tempestade, um raio atinge um ônibus que trafega por uma rodovia. Pode-se afirmar que os passageiros: a. Não sofrerão dano físico em decorrência deste fato, pois os pneus de borracha asseguram o isolamento elétrico do ônibus. b. Serão atingidos pela descarga elétrica, em virtude da carroceria metálica ser boa condutora de eletricidade. c. Serão parcialmente atingidos, pois a descarga será homogeneamente distribuída na superfície interna do ônibus. d. Não sofrerão dano físico em decorrência deste fato, pois a carroceria metálica do ônibus atua como blindagem. e. Não serão atingidos, pois os ônibus interurbanos são obrigados a portar um para-raios em sua carroceria.

QUESTÃO 02: Um estudante precisa guardar um novo aparelho de medidas para protegê-lo de campos elétricos externos. Entre a série de recipientes apresentados abaixo, qual deles deve ser o escolhido e por quê? a. Uma caixa de isopor, pois o isopor é mau condutor elétrico. b. Uma caixa de madeira, pois a madeira é isolante elétrico. c. Uma caixa metálica, pois o metal é bom condutor elétrico. e. Uma caixa metálica, pois o metal é bom condutor térmico.

SAIBA MAIS NO FACEBOOK

1C/2C/3D/4B

d. Uma caixa de madeira emborrachada, por não ser condutora elétrica

7


INSCREVA-SE

GRATUITAMENTE www.youtube.com/fisicatotal DICAS ENEM 80 VIDEOAULAS LISTA DE EXERCÍCIOS

Física TOTAL

www.facebook.com/fisicatotal

@fisica_total

www.twitter.com/fisica_total

W W W. F I S I C AT O TA L . C O M PARCEIROS DO SAIBA MAIS

www.edusampaio.com

www.youtube.com/nerckie

www.biologiatotal.com.br

www.projetomedicina.com.br


Saiba Mais