Page 92

Benjamin Franklin ainda estava na tela — a mensagem secreta era um rabisco borrado e confuso sob a luz roxa. — Quando Franklin já estava bem velhinho — disse Amy —, foi embaixador dos Estados Unidos em Paris. Ele estava trabalhando num tratado de paz para pôr fim à Guerra da Independência e tinha uma casa num lugar chamado Passy. Todos os franceses o tratavam como se ele fosse uma estrela de rock. — Na França eles tratam velhos gordos como estrelas de rock? — Como eu disse, Franklin era famoso no mundo inteiro. Ele curtia filosofia e gostava de festas e de todo tipo de... coisas francesas. Enfim, a mensagem secreta dizia que ele estava indo embora de Paris, nao é? A data da carta era 1785. Tenho quase certeza de que esse é o ano em que ele deixou a França e voltou para os Estados Unidos. Então ele estava deixando alguma coisa para trás Paris. — Alguma coisa que dividiu o clã dele — disse Dan. — E isso que o verso quer dizer, não é? Você acha que ele estava falando sobre os clãs dos Cahill? — E possível. — Amy torceu o cabelo. — Dan, aquilo que eu disse antes... não quero desistir de verdade. Só estou com medo. Dan concordou com a cabeça. Ele não queria admitir, mas o homem de preto e a explosão também o tinham deixado perturbado. — Está bem. Temos que seguir em frente, não é? — Não temos escolha — concordou Amy. Antes que eles chegassem à sarjeta, a porta do carro se abriu de repente. Nellie veio andando até eles, com um dos fones de ouvido ainda pendurado. Ela levantou o celular como se fosse jogá-lo neles. — Adivinhem só — ela disse. — Eu acabei de receber uma mensagem do Serviço Social de Boston! Amy ficou boquiaberta. — O que você disse a eles? — Nada ainda. Estou esperando a superexplicação ótima de vocês! — Nellie, por favor — pediu Dan. — Precisamos da sua ajuda. — Vocês estão sendo procurados! — Nellie gritou. — Sua tia nem sabe

Profile for Rafaela Dal Pontte

01 - 39 clues - O labirinto dos ossos - Rick Riordanr  

01 - 39 clues - O labirinto dos ossos - Rick Riordanr  

Advertisement