Page 130

CAPÍTULO

15

Dan pensou que Nellie fosse mata-los. Nunca tinha visto o rosto dela naquele tom de vermelho antes. — Vocês fizeram o quê? — Ela andava de lá para cá no minúsculo quarto do hotel. — Duas horas, vocês disseram. Duas horas. E eu fiquei parada na frente do hotel, tipo, infinito, e vocês não vieram. Vocês não ligaram. Eu achei que vocês tinham morrido! Ela sacudia enfaticamente o iPod, e os fones soltos dançavam pelo ar. — Nosso telefone não funcionou — Amy disse num tom inocente. — Tivemos um contratempo — Dan acrescentou. — Tinha uma granada de concussão, uma betoneira e uma pilha. E um pão. Dan tinha quase certeza de que aquilo cobria todos os detalhes importantes, mas Nellie parecia não ter entendido. — Comecem do começo — ela disse. — E chega de mentiras. Talvez tenha sido só porque estava cansado demais para mentir, mas Dan contou a ela a história inteira, até mesmo sobre as 39 pistas, enquanto Amy complementava os detalhes que ele esquecia. — Então vocês quase morreram — Nellie disse numa voz baixinha. — Aqueles cretinos iam jogar cimento em vocês. — Talvez fosse só um cimentinho — Dan disse. — Vocês lembram o que estava escrito na lápide? — Nellie perguntou. Dan não sabia nada de francês, mas memorizara automaticamente as palavras da placa de mármore, e as repetiu para Nellie.

Profile for Rafaela Dal Pontte

01 - 39 clues - O labirinto dos ossos - Rick Riordanr  

01 - 39 clues - O labirinto dos ossos - Rick Riordanr  

Advertisement