Page 1

zineA5 / 2008 / 01.


capa renatoreno

renato@nitrocorpz.com flickr.com/photos/renatinhobsf

cidade

Goiânia, Goiás, Brasil

biografia

Estudo Design Gráfico na UFG. Onde tive aula com os professores Marck e Greyner, também sócios do escritório Nitrocorpz. Incentivados por eles, N Design e vontade de aprender na raça. Juntei-me a mais alguns amigos de sala e formamos um coletivo chamado Bicicleta Sem Freio. Esse coletivo rendeu muito aprendizado e boas experiências, hoje faço estagio na Nitro. Estamos ai, aprendendo a viver de desenho.

técnica

Grafite, Nanquim, Photoshop. Ainda sou muito apegado a ilustração tradicional. Agora na Nitro, que passei a aprender técnicas mais digitais.

editorial

É. Há algum tempo se falava na elaboração de um zine para nossa faculdade, com o apoio do cadeg (centro acadêmico de design gráfico) elaborei a primeira edição do zine. Recebi muito material dos calouros, pelo yannick, mas minha má vontade de scannear todo material não permitiu que eles fossem publicados nesta primeira edição, mas alguns aparecerão aqui nas próximas. Sempre achei que os alunos precisavam de um meio pra mostrar seu trabalho. Esta é a intenção do zine. Esta edição é formada em sua maioria por desenhos e textos de amigos e conhecidos convidados, mas você pode (e deve) enviar seus trabalhos para as próximas edições (ver na contracapa).

rafael paranaíba queiroz presidente

Tem em mãos a primeira edição do zine A5. Realizado por estudantes de Design, era de se esperar algo com uma diagramação ótima, ou então inovadora. Mas o gosto pelo zine artesanal e por todo o caos que eles são nos atrai mais, do que o layout de uma revista, limpa, e direta. Você não vai encontrar algo caótico nessas páginas, mas também não é perfeito e preocupado com as regras de design. O mais importante aqui é se divertir. Tanto pra quem fez, quanto pra você que recebeu.

diogo honorato rustoff


e o medo de montanha russa? juniordish

e, vai doer? morrer, mã _Quando eu e. ão se assust _Vai. Mas n , e sc a n do se Como quan ce. ue se esque q r o é uma d oliveira

anamaria

brenda

Elas nos ouvem. Vem me friccionar/ esfregar os dentes nas paredes até que elas nos dêem ouvidos. Até trocar o sol da cortina. alguém nessa cidade sabe que existo em ruas de trigo? acenda o corpo e adormeça em meu alivio. Deixa eu sentir o cheiro de seu suspiro fresco. tão pudor minha menina em teu pudor de etanol. tende a desaparecer após deixar que vá. tudo é assim molhado em seu redor? cuide de mim babe, e lhe comprarei bulas de desligar cafeteiras solteiras. sorrindo atravessei a rua segurando teu fio de cabelo em meu pescoço como uma navalha seca, quase bela sorrindo...


lĂ­dialeal palomapasseto


augustozimiani


augustozimiani


estandelaupassos


ake

llem

rot

civ vin Ă­

ciu s

go n

tij o


Crônicas de câncer e cirrose por bruno mendonça

Blues da solidão O centro. Sempre gostei de caminhar por ali. Tinha uns cinco reais num bolso e uma carteira de cigarros no outro. Encontrei um bar que parecia ser tranqüilo. Estranho, mas tranqüilo. Lembrava-me um pub inglês, mas sem o charme britânico. Fedia, para falar a verdade. Sentei-me no balcão e pedi uma cerveja enquanto acendia meu cigarro. Bêbados e vagabundos, velhos companheiros. Metade de minha cerveja já ia quando uma mulher, possivelmente na casa dos trinta, sentou-se ao meu lado. Era relativamente bonita, tinha um belo par de pernas e cabelos castanhos. Mas uma coisa me incomodava: só havia um único seio, do lado direito. Ela também fumava. - Olá. Posso lhe pagar uma bebida? - Tudo bem. - Estava vendo você aqui no balcão. Me parecia triste. - Não gosto de pessoas. Ela calou-se por um instante e então pediu duas cervejas. Acendi outro cigarro e peguei a cerveja. - Qual o seu nome? - Faz diferença? - Por Deus! Nem ao menos seu nome vai me dizer? - Garota, existem duas alternativas: ou você me esquecerá nos próximos dois segundos ou nos próximos dois dias. Silêncio novamente. Dei outro trago e um gole na cerveja. O garçom me olhava com uma cara de poucos amigos enquanto ouvia o segurança expulsando dois bêbados do lugar. - ... e o isso depende de que? - Apenas de você. Ela me beijou. Um beijo molhado e com gosto de cerveja barata misturado a cigarros. Tinha um sabor estranho, pouco convencional. - Vamos ao meu apartamento, garota. Moro aqui perto. Paguei a minha cerveja e ela fez o mesmo. A noite estava relativamente fria, como é típico nessa época do ano. Caminhamos umas duas quadras até meu prédio, eu indo um pouco a frente dela. Não trocamos nenhuma palavra no caminho. Subimos as escadas e chegamos ao velho apartamento. Não era nada demais. Tinha uma “cozinha-sala de estar” e uma suíte. Fui até a cozinha e servi-me com uísque enquanto ela se sentava no microsofá da sala. Com um gesto ela me pediu o mesmo. Ia acender um cigarro, mas minha carteira estava vazia. - Me dê um cigarro. Entreguei-lhe a bebida, passei para o quarto e me sentei na cama. Acendi o cigarro. - Você é estranho. – disse ela enquanto vinha se sentar ao meu lado. - Não gosto de pessoas. Ela se levantou e foi ao banheiro. Demorou um pouco. Nesse meio tempo,


servi-me novamente com outra dose. Ela voltou e sentamo-nos nos mesmos lugares. Aquilo me incomodava. Aquele seio sozinho, dando um estranho volume do lado direito. - Você não vai falar nada sobre meu peito? - Me dê outro cigarro. Ficamos em silêncio por alguns minutos. Ela se esfregava em mim. Aquilo me incomodava. - Caramba! É o primeiro cara que não fala nada sobre meu peito! Vamos! Pegue! - Me dê mais um cigarro. Acendi. Ela passou alguns minutos falando coisas sobre seu mono-peito e minha sexualidade. Levantou-se, irada, e foi rumo à porta. Olhei a porta se abrindo a sua frente. - Espere! - ... agora não adianta mais, cara! - Me dê mais outro cigarro.


an de rs on fe rr ei ra


iuriaraĂşjo

renatoreno


jaderdemelo

leandroluiz


yannicktaillebois


yannicktaillebois


colaboração ilustração analinhares andersonferreira augustozimiani zimiani.com

brunomendonça

runegoblin.deviantart.com

capoluiz

flickr.com/photos/capoluiz

diogohonorato

flickr.com/photos/rustoff

estandelaupassos fotolog.com/estandelau

iuriaraújo

iuriaraujo.blogspot.com

jaderdemelo

hanisted.blogspot.com

leandroluiz palomapasseto

fotolog.com/para_loma

rafaelqueiroz renatoreno

flickr.com/photos/renatinhobsf

sophiapinheiro victorleal

hictorvector.blogspot.com

participe Envie seus desenhos, quadrinhos ou textos para zine@cadeg. org em preto e branco ou escala de cinzas com 150 dpi no caso de imagens. O título do e-mail deve ser ‘ZINE’. Sugestões de capa devem ter o assunto definido como ‘CAPA’.

contato envie suas críticas e sugestões para o e-mail zine@cadeg.org claro que isso não quer dizer que sua sugestão será atendida, ou que nos importamos com isso. acesse zine.cadeg.org

Não jogue em vias públicas. Informação reciclável.

viníciusgontijo yannicktaillebois

textos

brendaoliveira brunomendonça

runegoblin.deviantart.com

juniordish lídialeal

a ennãt o os mliam cacose.

diagramação rafaelqueiroz

agradecimentos diogohonorato yannicktaillebois

aiba

aran

elp rafa


Zine A5  

Zine desenvolvido na Faculdade de Artes Visuais/UFG.

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you