Page 1

Órgão Informativo da Associação Comercial e Industrial de Marília - Gestão 2012-15 - Abril/2014 - No. 20 - Ano 2

ACIM 80 ANOS

Prêmios adquiridos e expostos da “mega”campanha PARCERIA

Acim e Sebrae em 2014

Os onze prêmios envolvidos no primeiro sorteio do “Festival de Prêmios”, promovido pela Acim em comemoração aos 80 anos de fundação da entidade em 2014, já foram adquiridos e estão sendo expostos em locais estratégicos, como forma de estimular os consumidores a solicitarem os cupons para concorrerem ao sorteio do dia 14 de abril. Mais detalhes sobre o assunto nas páginas 13 e 15

Reunião realizada na sede da Acim com representantes do Escritório Regional do Sebrae de Marília definiu o calendário de atividades que será seguido neste ano de 2014. Mais detalhes sobre o assunto na página 04

VER PARA CRER

Dirigentes tomam conhecimento sobre programas

A diretoria da Acim esteve conhecendo as obras de tratamento de esgoto na Estação Barbosa, em desenvolvimento pela Prefeitura de Marília, considerada de grande importância

para o setor empreendedor da cidade. Da mesma forma, a diretoria esteve na Santa Casa de Marília conhecendo os projetos e os programas em desenvolvimento dentros das comemorações

dos 85 anos de fundação do hospital mariliense. Mais detalhes sobre estas duas visitas realizadas pela diretoria da Acim nas páginas 03 e 12, respectivamente.


Pág 02

Notícias da Acim

Opinião do Pr esidente Presidente Iniciamos um novo ciclo na história da Associação Comercial e Industrial de Marília com a realização da “mega” campanha promocional que sorteará 80 prêmios durante todo o ano de 2014, sendo o primeiro sorteio com onze prêmios no próximo dia 14. Digo novo ciclo, porque nunca na história da entidade se fez algo tão ambicioso, celebrando os 80 anos da entidade, sorteando 80 prêmios em que consumidores, comerciários e comerciantes serão os maiores beneficiados com o sorteio de prêmios que vai desde um carro e motocicleto zero quilômetros até televisores e tablets. Não é a questão apenas da quantidade de prêmios, pois a entidade já realizou campanhas com muito mais prêmios. O que chama a atenção no caso é o fato de que serão oito sorteios até dezembro, sendo que o comerciante participará de todos eles, e no último, concorrerá, inclusive, a um carro utilitário zero quilômetro, algo nunca feito na estória da entidade. Outra novidade é o fato de não ser programado nenhum jantar, festa, baile ou algo do gênero para se comemorar o aniversário da entidade, numa data emblemática que é os 80 anos, algo raro na cidade, tendo uma entidade

com tanto tempo de atividade. A comemoração será da maneira que o comerciante mais gosta: produzindo, vendendo e concorrendo a prêmios. Acredito que a campanha em desenvolvimento durante todo o ano proporcionará aumento no volume de vendas. E é aumentando as vendas que a diretoria da Acim acredita ser a melhor maneira de festejar os 80 anos de vida a serviço da comunidade empresarial de Marília. O maior presente que uma entidade séria, respeitada e digna representante da classe empreendedora pode oferecer aos associados é proporcionar condições para que os lojistas vendam mais. Tenho a absoluta certeza de que a celebração será durante todo o ano e acredito que a cada sorteio o próximo será maior e melhor, finalizando em dezembro, fechando o ciclo com a entrega de todos os prêmios, com 80 contemplados e se tudo transcorrer como planejado com lojas elevando o faturamento, crescendo, investindo, e proporcionando uma qualidade de vida melhor para os marilienses.

* Libânio Victor Nunes de Oliveira, presidente da Acim

Conheça a diretoria da Acim

Abril/2014

EXPEDIENTE NOTÍCIAS DA ACIM, é um órgão informativo oficial da Associação Comercial e Industrial de Marília. - Endereço para correspondência: Rua 24 de dezembro, 678 - Bairro Alto Cafezal - CEP 17.500-060 - Marília - São Paulo - Brasil - Site: www.acim.org.br - E-Mail: acim@acim.org.br - Telefone: (14) 3402 3301 Filiada a Federação das Associações Comerciais do Estado de São Paulo (Facesp) DIRETORIA EXECUTIVA: Presidente - Libânio Victor Nunes de Oliveira; 1º Vice-Presidente - Luiz Carlos de M. Soares; 2º Vice-Presidente Gilberto Joaquim Zochio; 1º Secretário - José Luis Leite; 2ª Secretária Regina Lúcia Ottaiano Losasso Serva; 1º Tesoureiro - Adriano Luiz Martins; 2ª Tesoureira - Ilma Maria Aires de Lucena; Coordenador SCPC - Carlos Francisco Bitencourt Jorge; Coordenador Acim-Med - João Gonçalves. CONSELHO FISCAL: César Jorge Elias José, Isaura Soares Saraiva, Manoel Batista de Oliveira. SUPLENTES - Carlos Cavalheire Bassan, José Roberto Guimarães Torres e Sandra Márcia Bouche Cardoso. CONSELHO CONSULTIVO: Odair Aparecido Martins (presidente), Roberto Borghette Mello (vice-presidente), Ailton Bezerra da Silva, Antonio Alpino Filho, Claudemir Torres Prizão, Dielson Morais Trindade, Eduardo Kiyoshi Kawakami, Hederaldo Joel Benetti, Humberto Ferreira da Luz, José Antonio Gasparini, José Raimundo Souza Azevedo, José Rubis Garla, Leonardo Kozo Sasazaki, Maria Tereza Amaro da Silva Marques, Mário Antonio Ferioli, Marli Aparecida Espadoto, Milton Tedde, Oswaldo Fernandes de Souza, Reinaldo Miguel, Rodrigo Cirino, Sandra Maria Benetti, Subhi Ahmad Khalil Abu Khalil, Wanderley Rossilho D´Avila e Wilson Mattar. SUPERINTENDENTE: José Augusto Gomes E-mail: j.guto@acim.org.br. EDIÇÃO E PRODUÇÃO: Eficaz Comunicação Empresarial S/C Ltda - Marília/SP E-mail: atendimento@eficaz.jor.br.

Luis Carlos Macedo Soares Primeiro Vice Presidente da Diretoria

Gilberto Joaquim Zochio Segundo Vice Presidente da Diretoria

TIRAGEM MENSAL: 2 mil exemplares gratuitos


Abril/2014

Notícias da Acim

Pág 03

TRATAMENTO DE ESGOTO

Diretoria visita obra na Estação do Barbosa Parte da diretoria da Associação Comercial e Industrial de Marília (Acim) esteve visitando as obras na Estação de tratamento Barbosa, sobre o afastamento e tratamento de esgoto, em desenvolvimento pela Prefeitura de Marília entre as três estações existentes na cidade: Barbosa, Pombo e Palmital. “É importante de além de ouvirmos falar, que a gente possa ver como estão as obras”, disse o presidente da Acim, Libânio Victor Nunes de Oliveira, que reuniu parte da diretoria para a visitação pública, acompanhado do vice prefeito Sérgio Lopes Sobrinho. “A realização do processo de tratamento de esgoto é fundamental para que a água retorne a natureza sem causar danos ambientais”, disse o vice prefeito ao justificar a visita. De acordo com as explicações dos técnicos do Departamento de Água e Esgoto de Marília (Daem) e da empresa de engenharia e infraestrutura OAS Engenharia SA, responsável pela execução de obras da construção civil pesada, atualmente, todo o esgoto produzido pela população de Marília é jogado “in natura” no Rio do Peixe e afluentes, contaminando a água e representando um risco a saúde pública. A falta de esgoto agrava o risco de inúmeras doenças, como:

poliomielite, hepatite A, giardíase, disenteria amebiana, diarreia por vírus, febre tifoide, febre paratifoide, diarreias e disenterias bacterianas (como a cólera), ancilostomíase (amarelão), ascaridíase (lombriga), teníase, cisticercose, filariose (elefantíase), esquistossomose, etc. “Para cada um real investido em afastamento e tratamento de esgoto, quatro reais são economizados na saúde”, afirmou o superintendente da Acim, José Augusto Gomes, ao ouvir as explicações feitas pelos técnicos. “Por ano no Brasil 700 mil pessoas são internadas por doenças vindas dos esgotos”, acrescentou Odair Aparecido Martins, presidente do Conselho Consultivo da Acim, presente na visitação. De acordo com os especialistas os principais benefícios do tratamento de esgoto para a cidade de Marília visam a redução da incidência de epidemias de febre tifoide, cólera, disenterias, hepatite infecciosa e inúmeros casos de verminoses, bem como a redução dos casos de mortalidade infantil; elevação da expectativa de vida da população, além da redução no número de pacientes na rede básica de saúde, consequentemente melhorando a qualidade e eficiência dos demais atendimentos. “Sem

contar o aumento do IDH que ajuda muito o município na captação de recursos”, destacou Libânio Victor Nunes de Oliveira ao lembrar que uma obra como esta aumenta a possibilidade do potencial de instalação de empresas e multinacionais no município, através da oferta de 100% do esgoto tratado. “O tratamento de esgoto ajudará no aumento do potencial de exportação dos produtos produzidos pela cidade, através da obtenção de selos verdes e de refer6encia internacional”, acrescentou o presidente da Acim. Para o secretário da diretoria da Acim, José Luis Leite, é preciso destacar os benefícios ao meio ambiente com a despoluição dos rios do Peixe, Pombo e todos os afluentes; retorno da vida aquática e reestabelecimento do ecossistema dos rios; redução dos gastos com tratamento de água para abastecimento da cidade e a utilização da água resultante do processo, que apesar de não ser potável, poderá ser utilizada para diversos fins, gerando economia e não afetando a natureza. “Uma obra fundamental em todos os sentidos”, avaliou o diretor da Acim, presente na visitação, que contou com as presenças de mais convidados e interessados em conhecer a obra.


Pág 04

Notícias da Acim

Abril/2014

EMPREENDEDORISMO

Acim e Sebrae definem ações para 2014 Representantes da Associação Comercial e Industrial de Marília (Acim) e do Escritório Regional do Sebrae de Marília estiveram reunidos na sede da associação comercial para a definição de atividades em conjunto que serão realizadas entre as duas instituições em 2014. “Inicialmente revisamos algumas ações que realizamos em 2013”, disse o presidente da Acim, Libânio Victor Nunes de Oliveira ao recepcionar Elton Aquinori Yokomizo e Priscila de Lucas Pinato, consultores do Sebrae-SP. No planejamento de ações o foco é trabalhar com os comerciantes associados da entidade e não associados, principalmente quanto a organização dos comerciantes na região central, shopping center, galerias e demais corredores comerciais da cidade. “O Sebrae sempre foi um excelente parceiro e sempre acrescentou sobremaneira nos conhecimentos de gestão e nas oportunidades de se ampliar os conhe-

cimentos gerenciais”, disse o presidente da Acim que sentiu-se satisfeito com o encontro realizado. “Essa parceria é interminável”, resumiu. O aniversário de 80 anos da Acim fez parte da pauta da reunião. O tema será utilizado para algumas atividades a serem definidas. “Uma data forte que chamará a atenção de qualquer ação”, explicou José Augusto Gomes, superintendente da Acim que elaborará juntamente com o pessoal do Sebrae atividades neste sentido que ainda serão previamente analisadas. O programa Café e Gestão, que foi realizado durante todo o ano de 2013, será descentralizado e realizado especificamente nas zonas sul e norte da cidade, com foco nos comerciantes daquelas regiões. “Pensamos em estender para a cidade de Vera Cruz que está começando a ter um centro comercial mais organizado”, comentou o dirigente da Acim em apoio aos comerciantes daquela cidade. A presença dos empre-

sários em feiras e missões também ficou acertada, principalmente do segmento de vestuário e confecção. “Temos um grupo muito forte neste sentido”, defendeu Libânio Victor Nunes de Oliveira. A carreta do Sebrae do programa “Loja Modelo”, estará na cidade de Marília dentro da programação de atividades em conjunto. Provavelmente no mês de novembro esta ação será realizada na cidade, quando será possível conhecer e saber as tendências na organização de lojas. “Continuaremos a trabalhar juntos na informação ao comerciante, com divulgações concentradas principalmente no sentido de chegar até aos associados da Acim, a maior quantidade possível de instrução de como gerenciar melhor uma loja”, disse o presidente da Acim que quer oferecer aos associados: cursos, treinamentos, capacitações e participações em eventos patrocinados pelo Sebrae-SP.


Abril/2014

Notícias da Acim

Pág 05

CARGA TRIBUTÁRIA

Acim é a favor da unificação do Pis e Confins O presidente da Associação Comercial e Industrial de Marília (Acim), Libânio Victor Nunes de Oliveira, se manifestou contrário ao aumento de mais de 100% na carga tributária para o setor de serviços. Segundo o dirigente mariliense é tardia a unificação do Pis/Cofins, uma ideia do governo há tempos e que se demorar muito será ineficaz. “Há outros projetos em estudo que tendem a aumentar a carga fiscal”, disse em tom de preocupação ao perceber que o governo tem sinalizado que pretende unificar as duas contribuições e acabar com regime cumulativo, o que deixou o setor de serviços em estado de alerta. “Infelizmente, no Brasil, a questão tributária é tratada por medida provisória, sem uma discussão com a sociedade”, acusou o dirigente ao afirmar que o que se sabe é que há inúmeros projetos de lei em tramitação no Congresso tentando aumentar tributos. “É o caso da taxação sobre os lucros distribuídos, em discussão na Câmara”, exemplificou. “Outro projeto que também tramita nessa casa legislativa propõe a criação de uma contribuição para a saúde”, apontou. “É preciso acompanhar essas iniciativas porque não há espaço para a ampliação da carga tributária”, reclamou ao lembrar que a sociedade, entretanto, parece mais alerta nesse sentido. Para Libânio Victor Nunes de Oliveira no início de 2013 a previsão era de uma queda na carga tributária de até meio ponto percentual, porém, o acompanhamento da arrecadação mês

Libânio Victor Nunes de Oliveira, presidente da Acim

a mês tem mostrado agora que, se de fato se consumar esse recuo, será inferior a esse valor no ano todo. “No ano passado, a carga fiscal correspondeu a 36,2% do Produto Interno Bruto (PIB)”, afirmou o dirigente mariliense. Sobre a demora na unificação dos dois impostos, Libânio Victor Nunes de Oliveira acredita que esteja faltando ao governo a iniciativa de simplificar as obrigações acessórias. “Com a obrigação de as empresas enviarem o Sped-Contribuições, por exemplo, deixa de ser necessária a entrega da Dacon (Demonstrativo de Apuração de Contribuições Sociais) e da DCTF (Declaração de Débitos e Créditos Tributários Federais)”, falou ao lembra que uma das promessas da Receita Federal, aliás, era extinguir várias obrigações, mas isso não ocorreu. “Vale lembrar que a Associação Comercial de São Paulo (ACSP) tem um estudo detalhado que propõe a simplificação, uma iniciativa que não implica em queda da

arrecadação para o governo”, destacou. Sobre a questão da sonegação fiscal, o presidente da Acim foi categórico que a sonegação é uma questão mundial e sempre vai existir. “No Brasil, essa prática tem caído sensivelmente”, acredita. “O último estudo do IBPT, feito em 2009, apontou que a evasão fiscal era de 25% do total de impostos arrecadados”, lembrou ao citar que em 2004, era de 32%. “Parece-me que a próxima pesquisa indica um percentual abaixo de 20%”, falou. “A política de desoneração fiscal é positiva para o País”, defendeu ao lembrar das vendas de automóveis e da linha branca que bateram recordes por conta das reduções dos impostos para o consumidor. “O que chama a atenção é que, apesar disso, a arrecadação de impostos não diminuiu”, afirmou ao acreditar isto pelo crescimento econômico havido no período e pela diminuição da informalidade.


Pág 06

Notícias da Acim

Abril/2014


Abril/2014

Notícias da Acim

Pág 07

RECUPERAÇÃO DE CRÉDITO

Evento para pessoas “superendividadas” Acontecerá no auditório da Associação Comercial e Industrial de Marília (Acim), no dia 29 de abril, terça-feira, as 19 horas, uma palestra sobre “Alternativas de recuperação de crédito para clientes super endividados”, com o advogado Marcelo de Souza Carneiro, atual gestor de procedimentos da Câmara Arbitral de Marília, fixada na sede da Acim. “Será uma excelente oportunidade para mostrar ao comerciante, como ele pode reaver um valor que considerava perdido”, disse o presidente da associação comercial, Libânio Victor Nunes de Oliveira que considera importante a intermediação entre credores e devedores. “Este é um processo delicado que precisa de ajuda profissional”, explicou o dirigente ao agendar o encontra para o final do mês que vem. De acordo com Marcelo de Souza Carneiro 91% dos processos envolvendo cobranças na Justiça passam mais de um ano em andamento na busca de uma solução. “O acordo é demorado e muitas vezes traumático”, co-

mentou o advogado e gestor de procedimentos da Câmara Arbitral de Marília que faz o trabalho de intermediação entre credores e devedores. “Qualquer uma das partes pode utilizar-se da câmara para reaver o crédito ou receber um débito antigo”, disse o dirigente ao destacar o trabalho da Câmara Arbitral de Marília que presta serviço dentro da sede da Acim. “Muitos empresários recorrem a câmara de intermediaçòes para recuperar valores que demorariam muito através das cobranças judiciais”, comentou ao destacar que toda e qualquer decisão da Câmara Arbitral de Marília é aceita legalmente na Justiça. Este será o segundo evento no sentido de orientar empresários com crédito a receber e clientes com débitos a pagar. Em novembro do ano passado encontro semelhante aconteceu em que muitas empresas de Marília recuperaram valores que consideravam perdidos. “Procuramos mostrar as metodologias mais atuais na área de cobrança, bem como a importância do

rigor na elaboração de um cadastro do cliente e a utilização de mecanismos como o Serviço Central de Proteção ao Crédito (SCPC) que é um dos mais eficientes no mercado”, disse Marcelo de Souza Carneiro. “Ninguém gosta de cobrar e muitas vezes até, por não gostar de cobrar o débito, deixam de receber caindo no esquecimento”, comentou. Segundo o advogado e gestor de procedimentos da Câmara Arbitral de Marília a atividade de cobrança dentro de uma empresa precisa ser vista pelo empresariado em geral, como um processo natural e normal, até como prospecção de venda. “Quando você dá oportunidade para o devedor de buscar uma solução, a empresa pode recuperar o crédito e obter um novo cliente”, argumentou Marcelo de Souza Carneiro ao lembrar que o evento que acontecerá na sede da Acim é gratuito para associados e os não associados pagam R$ 20,00 mais uma caixa de leite em pó para doação a uma instituição de caridade a ser escolhida pela diretoria da associação comercial.


Pág 08

Notícias da Acim

Abril/2014

ENTREVISTA

Atendimento pelo SUS é o que move a Santa Casa Detentor de muito respeito e credibilidade na cidade de Marília, o empresário e agropecuarista Milton Tédde vem se dedicando com muito entusiasmo em transformar a Santa Casa de Misericórdia de Marília em modelo de gestão e de serviço à saúde. Está muito próximo disso, pois, modelo de Gestão o hospital já conquistou o próprio espaço e está prestes a se tornar um modelo de atendimento, principalmente quando se refere ao Sistema Único de Saúde (Sus), que, segundo o provedor no segundo mandato, é a base do trabalho e da motivação da diretoria, médicos e funcionários do hospital. Na cidade de Marília Milton Tédde já esteve na presidência do Sindicato Rural de Marília, diretor do Marília Tênis Clube, da Associação Comercial, Curador da Santa Casa de Misericórdia, Legião Mirim, Lions Clube, Apae, Marília Atlético Clube, Sociedade Agropecuária de Marília, entre outras instituições marilienses, sempre como voluntário. Em 1961 abre com os irmãos a Casa das Casemiras que passou a se chamar Tedde Tecidos Finos a partir de 1965, vendendo somente tecidos; em 1971 abre a Tedde Confecções, no ramo de confecções; em 1980 a Tecidos Gaba atendendo tecidos de cama, mesa e banho, além das confecções em geral; em 1985 criou a Tedde Tecidos e Confecções, numa área de 1,2 mil metros quadrados e em 1990 a Tedde Moda Masculina, na Galeria Atenas, só com roupas masculinas. Vindo de Rincão, e descendentes de pais Sírios, Milton Tedde herdou do pai, Ignácio Miguel Tedde o dom do trabalho incansável e a organização e espírito de liderança da mãe, Barbara Gaba Tedde. Avesso à política partidária, Milton Tedde se considera mais mariliense do que muitos colegas. “Fiz uma opção de vida em nunca me envolver na política, mas ajudo a cidade que amo da melhor maneira que posso”, frisou o comerciante do ano de 1972, quando recebeu o título das mãos do, então, Ministro da Indústria e Comércio, Severo Gomes.


Abril/2014

Notícias da Acim

Como é ser provedor de um hospital que completa 85 anos de atividade? Não é uma tarefa fácil e exige muita dedicação, comprometimento e disciplina. É uma grande satisfação ocupar um cargo de tamanha importância para a instituição de forma direta e para a cidade de forma indireta, afinal, é um trabalho voluntário. A história que esta instituição representa é muito rica, o que me motiva a todos os instantes. A Santa Casa foi uma conquista da cidade em 1929 e chega aos 85 anos com muita tradição e responsabilidade, e principalmente de ter colaborado com o crescimento da cidade ao zelar pela saúde da população. Tenho muita felicidade em fazer parte da Santa Casa porque é possível trabalhar pelas pessoas que mais precisam, por meio do atendimento ao SUS (Sistema Único de Saúde). Essa é nossa motivação. Sob sua gestão qual foi o momento mais delicado que passou? Não houve um momento se quer que me tirasse o sono, mas quando assumi a provedoria, talvez tenha sido o momento mais preocupante, porque haviam muitas dívidas e as condições de recuperação ainda desconhecidas. Tínhamos cobranças judiciais, mas com muito trabalho, tranquilidade e pulso firme tudo foi sanado. Tivemos outro momento complicado no fim do governo municipal anterior, quando os repasses que eram feitos pelo Ministério da Saúde estavam sendo retidos por aquela administração, nos deixando em situação complicada. Tivemos muitas dificuldades em superar aquele momento, também. E a maior satisfação? A satisfação é diária, pelo que recebo de agradecimento e reconhecimento da população pelos bons serviços prestados na Santa Casa de Marília. Estou satisfeito todos os dias pela convivência com nossos funcionários, médicos, diretores e parceiros. A união deles, com a perseverança e o desejo de querer acertar para fazer da Santa Casa um hospital modelo, são as motivações que encontramos para manter o hospital funcionando cada vez melhor. O que representa a Santa Casa para a cidade de Marília? É o maior hospital filantrópico da região de Marília. Somos voltados para a alta complexidade, status que poucos hospitais paulista detém e se mantém. São realizadas todos os anos mais de dez mil cirurgias. Um volume muito grande e muito importante para a população, já que somos referenciados pelo SUS para 62 municípios, pela DRS (Direção Regional de Saúde) que reconhece a importância do hospital no centro oeste paulista. Hoje o nosso hospital não está limitado apenas na população de Marília, mas a mais de um milhão de pessoas que contam com a Santa Casa de Marília, que cresceu de tal maneira que não assiste apenas aos marilienses e sim para a todos os morados destas 62 cidades da região.

Pág 09

pode ser, porque qualquer um sabe da essência filantrópica do hospital. É maldade mesmo, em não reconhecer o trabalho feito pela Santa Casa de Marília. Mais de 70% do atendimento prestado aqui é pelo SUS. A grande diferença é que fazemos esses atendimentos pela regulação, que é feita pelas centrais da rede pública que pouca gente entende isso, sendo mais fácil dizer que a Santa Casa não atende pelo Sus. Qual o maior desafio da atual diretoria até o final desta gestão? Concluir a execução do Plano Diretor, com certeza. Vamos entregar o novo vestiário para os funcionários, o SND (Serviço de Nutrição e Dietética - Cozinha), a radioterapia, entre outras conquistas importantes. De que forma a comunidade de Marília pode e deve participar do hospital? Se informando sobre o que é feito na Santa Casa. A informação sobre a realidade do hospital ajudaria muito. Há um modelo de gestão sério e transparente, serviços de saúde de excelência e outros que só existem aqui, para atender uma ampla região. Acredito que a comunidade deve conhecer, valorizar e nos ajudar a divulgar isso. E o setor empresarial? Como ajuda e como poderia melhorar essa ajuda? O setor tem nos ajudado. Na reforma da "Ala D", na Hemodiálise, na Pediatria existem muitos investimentos de doações dos empresários. Poderia haver um incremento de novos doadores, ajudando com novos projetos, para que possamos ampliar ainda mais qualidade, modernizando o hospital. Há áreas da Santa Casa que ainda precisam ser melhorados e esse envolvimento poderia garantir mais velocidade nessa modernização. Ser uma instituição apolítica ajudou de que forma a entidade? Ajudou em tudo. O fato de sermos apolíticos nos deu tranquilidade para reivindicar as emendas de parlamentares de todos os partidos. Visitamos e estamos á disposição para receber todos os deputados que representam o Estado de São Paulo porque temos relevância regional. Nossa atuação vai muito além de Marília. Não nos envolvemos em questões políticas. Apoiamos, sempre dentro da legalidade e da ética, qualquer prefeito que estiver no cargo, legitimamente eleito. Dessa forma, temos mais condições de ajudar a população.

Como a Acim pode se envolver as causas da Santa Casa? A Acim pode ajudar de várias formas. Pode nos apoiar politicamente, com apoio popular e reunindo a classe produtiva à causa da Santa Casa. Pode nos ajudar quando lançamos uma nova campanha, se envolvendo no processo. Muitas empresas são nossas parcerias, algumas grandes organizações de fora de Marília, como são os casos da Avon e os restaurantes Porque as pessoas pensam que a Santa Casa não Mc' Donald. O empresário de Marília também pode atende o Sistema Único de Saúde? Acredito que há fazer um grande projeto pela Santa Casa. É só quesmuita desinformação. E, em parte, isso é intencional. Só tão de nos procurar e se envolver.


Pág 10

Notícias da Acim

Abril/2014


Abril/2014

Notícias da Acim

Pág 11

INADIMPLÊNCIA

Dívidas bloqueiam R$ 14 milhões de circulação A inadimplência gerada entre devedores no comércio de Marília superou a marca de R$ 14 milhões, fazendo com que o montante deixe de circular entre as lojas da cidade nos últimos cinco anos. “Valor considerável que cresce todo mês”, lamentou o presidente da Associação Comercial e Industrial de Marília (Acim), Libânio Victor Nunes de Oliveira, ao analisar estatística do Serviço Central de Proteção ao Crédito (SCPC), da associação comercial local, que monitora o valor acumulado nos últimos cinco anos, atingindo a marca de R$ 14.276.858,47. “Débitos pendentes na praça que prejudicam possíveis investimentos internos e externos do lojista”, comentou o dirigente ao lamentar o elevado valor envolvendo inadimplentes de Marília e região. De acordo com os dados do SCPC da Acim somente no mês de fevereiro surgiram 1.077 devedores sendo 702 do sexo feminino e 375 do sexo masculino. “Uma tendência mundial”, comentou o tesoureiro da Acim,

Adriano Luiz Martins, ao analisar os inadimplentes registrados, constatando que a idade entre 36 a 41 anos de idade (160 no total), são os que mais devem. “Acima desta idade, até os 47 anos foram apenas 110 dívidas registradas”, disse Adriano Luiz Martins ao notar que na soma dos últimos cinco anos (prazo limite para o registro de débitos), a faixa etária inadimplente passa a ser de 24 a 29 anos de idade, com um total de 4.803 devedores. “Ainda é mais prudente vender para consumidores entre 42 a 47 anos de idade”, brincou o tesoureiro ao verificar que esta faixa etária continua com menos devedores (3.618 nos últimos cinco anos). De 2009 a 2014 somam-se 42.570 devedores divididos entre os 27.233 do sexo feminino e os 15.337 do sexo masculino. “As mulheres continuam sendo mais impulsivas no momento da compra”, opinou Adriano Luiz Martins ao afirmar que as mulheres estão mais vulneráveis a inadimplência por se exporem mais. “Não tenho dúvidas de

que a mulher está muito mais a frente nas compras em geral do que os homens”, comentou o dirigente da Acim ao lembrar que as mulheres compram em supermercados, lojas, concessionárias, contratam serviços e muito mais. “O homem se expõe menos, e por essa razão, acredito serem menores os índices masculinos”, acredita ao verificar em ambos os casos, tanto na inadimplência de fevereiro como a do acumulado nos últimos cinco anos, um valor mais do que o dobro entre as mulheres ao invés dos homens. Na opinião de Libânio Victor Nunes de Oliveira o comerciante necessita criar meios de combater a inadimplência, consultando sempre os dados do SCPC da Acim nas vendas pelo crediário, além de criar cadastro próprio com informações atualizadas do cliente, ou então, utilizar-se da Câmara Arbitral para a negociação do débito pendente. “Dinheiro parado é dinheiro perdido”, disse o presidente da Acim ao sugerir ao comerciante que tome cuidado com a inadimplência.


Pág 12

Notícias da Acim

Abril/2014

SANTA CASA – 85 ANOS

Diretoria da Acim visita hospital e conhece planos Parte da diretoria da Associação Comercial e Industrial de Marília (Acim), esteve reunida na Santa Casa de Marília, a convite do provedor Milton Tedde, para conhecer as instalações do hospital bem como o modelo de gestão adotado como forma de recuperação administrativa da entidade de saúde. O encontro faz parte das atividades comemorativas dos 85 anos de fundação da entidade de saúde que é considerada como referência no centro oeste paulista. “A Santa Casa é uma das instituições mais antigas em funcionamento na cidade”, reconheceu Libânio Victor Nunes de Oliveira presidente da Acim. “Fiquei encantado com o que vi e ouvi sobre o hospital que é exemplo de boa administração”, falou ao elogiar diretores, funcionários e parceiros. Antes de visitar alguns setores do hospital os dirigentes da Acim assistiram a um filme sobre o hospital, bem como detalhes administrativos

através do provedor Milton Tedde e do diretor financeiro Sergio Stoppato Arruda. Atualmente a Santa Casa de Marília conta com 213 leitos, 1007 funcionários, 337 médicos no Corpo Clínico, e realiza por ano: 11.313 internações, 10.039 cirurgias, 35.509 atendimentos a pacientes por dia, 1466.794 atendimento ambulatoriais e 79.611 atendimentos no Pronto Atendimento (PA). “É importante que vocês saibam que 85% do atendimento do hospital, no ano passado foi através do convênio com o Sistema Único de Saúde”, disse Milton Tedde ao destacar os 125.254 atendimentos realizados pelo Sus. “Temos uma receita de R$ 77 milhões, sendo R$ 24,4 milhões somente com Recursos Humanos”, comentou o provedor da Santa Casa de Marília. Para Libânio Victor Nunes de Oliveira a visita foi oportuna no sentido de se conhecer melhor o potencial do hospital e verificar o elevado nível de gestão em que se encontra. “Fiquei

surpreso positivamente em perceber que o hospital está em boas mãos e sendo administrado por um grupo sério e muito comprometido”, reconheceu o presidente da Acim. “Não só o trabalho é sério como muito bem planejado e estruturado”, acrescentou o vice presidente da Acim, Gilberto Joaquim Zochio. “Sem contar a reformulação que foi feita e do profissionalismo em todos os sentidos”, frisou o secretário José Luiz Leite. “Apesar de toda a dificuldade ainda existe muito a ser feito e me parece que está caminhando para isso”, ressaltou o presidente do Conselho Consultivo Odair Aparecido Martins. “A administração é invejável e merece todo o nosso reconhecimento”, elogiou o tesoureiro da Acim, Adriano Luiz Martins. Na opinião do superintendente da Acim, José Augusto Gomes, a Santa Casa de Marília ousou em várias frentes de trabalho e acreditou no próprio potencial. “Uma instituição que se mantém sólida, coesa e com um plano diretor muito bem definido”, avaliou o dirigente da Acim. “Motivo de orgulho, afinal, o hospital é moderno, atualizado, bem preparado e muito bem equipado”, constatou o coordenador da Acim-Med, João Gonçalves. “Sem dúvida a Santa Casa de Marília cumpre o papel que lhe cabe que é de promover a saúde dentro dos princípios humanos, comprometimento social, excelência no trabalho dentro de uma ética admirável”, falou Libânio Victor Nunes de Oliveira que não conhecia os detalhes administrativos e tão pouco as obras que foram realizadas e as que estão em andamento. “Felizmente visito pouco o hospital”, disse em tom de brincadeira ao agradecer o convite para a diretoria da Acim conhecer melhor a entidade de saúde que completa 85 anos de prestação de serviço para 62 municípios do centro oeste paulista.

empreender - DEACIMSFILE MARÍLIA TOP MODA


Abril/2014

Notícias da Acim

Pág 13

ACIM 80 ANOS

Lojas já distribuem cupom para sorteio de prêmios Todas as lojas que participam da “mega” campanha promocional da Associação Comercial e Industrial de Marília (Acim), já estão distribuindo os cupons para o primeiro sorteio de prêmios que acontecerá dia 14 de abril quando serão sorteados um carro zero quilômetro e um refrigerador para os consumidores; um televisor de 32 polegadas e mais dois blueray’s para os comerciários e ainda um tablete para o comerciante. A campanha é a principal e única atividade da entidade em comemoração aos 80 anos de fundação, celebrada em 2014 com o sorteio de 80 prêmios até o final do ano. “Daí a importância do cupom estar devidamente preenchido e corretamente”, alertou o presidente da Acim, Libânio Victor Nunes de Oliveira ao informar que todos os campos do cupom necessitam ser preenchidos corretamente. Os prêmios envolvidos na campanha, já adquiridos, com investimento de R$ 97.713,00, sendo necessário ainda o pagamento de 20% com impostos, ou seja, mais R$ 19.542,60 num total de R$ 117.255,00, alguns estão expostos em locais estratégicos, como forma de estímulo para os envolvidos. “Estamos criando uma logística para atender o maior número possível de comerciantes envolvidos na campanha”, explicou o presidente da associação comercial ao dividir os prêmios entre serem expostos na sede da entidade como nas lojas participantes da campanha. “Havendo possibilidade temos a intenção de mostrar o que será sorteado”, falou o dirigente mariliense entusiasmado com a campanha que vai nesta primeira fase entre os dias 01 de

Sérgio Caires, Libânio Nunes e José Augusto, com o carro

março a 16 de junho com três sorteios nos dias: 14 de abril, 14 de maio e 16 de junho, os sorteios na primeira fase. Segundo Libânio Victor Nunes de Oliveira ao mostrar os prêmios as pessoas não só lembram de preencher os cupons, que são entregues a cada R$ 50,00 em compras na loja credenciada, como estimula o desejo de ganhar. “São excelentes prêmios que atrairão consumidores para as lojas devidamente sinalizadas como participantes da campanha”, acredita o presidente da Acim que esteve recentemente no Supermercado Amigão, colocando o carro zero quilômetro para ser exposto dentro da loja. “Uma campanha muito interessante e atrativa que certamente atrairá consumidores para a loja”, acredita Sérgio Caires, gerente geral do Amigão Supermercados que além de adquirir uma grande quantidade de cupons tem exposto o carro logo na entrada. “Quem entrar ou sair vai se

lembrar da campanha”, acredita o representante da loja que foi um dos primeiros a aderir a campanha promovida pela Acim. Ao preencher o cupom o consumidor deve escrever com letra bem legível os dados pessoais e responder a pergunta escrita com duas alternativas de respostas. O comerciário deve colocar o próprio nome no cupom para também concorrer ao prêmio, enquanto que a loja deve carimbar o nome do estabelecimento, para também participar do sorteio. “Isso é muito importante, porque, uma vez escrito errado ou faltando informação, o cupom é anulado sendo sorteado”, explicou José Augusto Gomes, superintendente da Acim ao informar todos os envolvimentos sobre a importância do preenchimento correto. “Haverá uma fiscalização séria neste sentido, para analisar cada cupom preenchido incorretamente”, falou.


Pág 14

Notícias da Acim

Abril/2014


Abril/2014

Notícias da Acim

Pág 15

ACIM 80 ANOS

Prêmios são expostos para estimular consumidores O carro zero quilômetro que será sorteado no próximo dia 14 de abril, no primeiro sorteio da campanha promocional da Associação Comercial e Industrial de Marília (Acim), em comemoração aos 80 anos de fundação da entidade na cidade, está sendo exposto em locais estratégicos com o objetivo de estimular os consumidores a solicitarem das lojas participantes da campanha, o cupom que dará direito a concorrer a cinco prêmios. Além do carro, o consumidor concorrerá a um refrigerador, uma máquina de lavar roupas, um televisor de 42 polegadas e outro televisor de 32 polegadas. “Além do Amigão Supermercados, a Casa Sol – Materiais para construção, também está expondo o carro da campanha”, disse o presidente da Acim, Libânio Victor Nunes de Oliveira ao acompanhar a instalação do carro nas lojas aderentes a campanha. O prêmio principal é apenas um dos 11 produtos a ser sorteado no dia 14 de abril, pois, além do consumidor o comerciário também concorrerá a cinco prêmios: um televisor de 32 polegadas e quatro aparelhos “Bluray”. “Vamos contemplar consumidor, comerciário e comerciante”, enfatizou Libânio Victor Nunes de Oliveira ao lembrar do diferencial da campanha que será o sorteio para o lojista, também. “O comerciante receberá um tablet”, anunciou o presidente da Acim que além de inovar com o sorteio de 80 prêmios durante o ano, contemplará o comerciante participante da campanha. “Para isso é preciso preencher corretamente o cupom que pergunta: Qual é a entidade que completa 80 anos e sorteia prêmios em 2014?”, explicou. “É preciso responder a pergunta e preencher todos os campos, inclusive os dados do consumidor, do vendedor e o nome da loja”, enfatizou. “O preenchimento incorreto ou incompleto, desclassificará o cupom”, disse Libânio Victor Nunes de Oliveira. Para o comerciante Daniel

Libânio Nunes, Daniel Alonso e José Augusto, com o carro

Alonso, proprietário da Casa Sol – Materiais para construção, ter o automóvel zero quilômetro sendo exposto na loja é motivo de orgulho e responsabilidade. “Não tenho dúvidas de que este prêmio atrai consumidores e naturalmente todos querem ganhar”, falou. “E o vendedor sendo premiado também, ele estimulará a entrega do cupom, acompanhará o preenchimento correto e torcerá para que o consumidor seja contemplado”, comentou o empresário. “E de quebra o comerciante que acredita na campanha receberá um tablet se o cupom sorteado for da loja dele”, completou o comentário. “Trata-se de uma campanha séria, correta e atrativa”, opinou. O regulamento da campanha que sorteará 80 prêmios até o mês de dezembro deste ano, sendo na primeira fase três sorteios: dias 14 de abril, 14 de maio e 16 de junho está impresso em cada cupom. “Todos os sorteios serão com 11 prêmios cada, sendo que no último o vendedor concorrerá a uma motocicleta zero quilômetro”, lembrou Libânio Victor Nunes de Oliveira que acredita ser a melhor maneira de celebrar os 80 anos de fundação da Acim. “No aniversário da Acim o comerciante é presenteado com aumento nas vendas”, falou o dirigente ao planejar a “mega” campanha com 80 prêmios alusivos aos 80 anos da entidade, que serão completados no dia 20 de agosto, no segundo semestre.

Bem Vindos Associados - Copmed artigos médicos e ortopédicos

- Maria Di Melo Artigos de vestuários e acessórios - Decell equipamentos de telefonia - João Jeans & Acessórios - Diks fábrica de prod. alimentícios - Vânia Loyola cortinas e decorações - Aquarela Fitas fabricação de produtos têxteis - Alfa Bordados - Marimetal Puxadores - Play Games - Mecânica São Gabriel - Galpão Móveis - Lírio Presentes


Pág 16

Notícias da Acim

Abril/2014

12ª JAPAN FEST

Acim estimula participação em festa popular A diretoria da Associação Comercial e Industrial de Marília (Acim), está estimulando o setor empresarial a participar de forma efetiva na 12ª Edição do Japan Fest, que acontece nos dias 3, 4, 5 e 6 de abril, nas dependências do Nikkey Club de Marília, que deverá reunir aproximadamente 70 mil pessoas este ano. “A realização da Japan Fest tem como objetivo divulgar e preservar a cultura e culinária japonesas, além de beneficiar as diversas entidades de nossa cidade”, disse o vice presidente do evento, Carlos Nakamura. “Além disso, a realização do intercâmbio cultural Brasil/Japão é outro foco do evento”, completou o dirigente que esteve reunido com o presidente da Acim, Libânio Victor Nunes de Oliveira para apresentar o plano de ação do mega evento cultural. De acordo com Carlos Nakamura existem várias formas de participação como: inserção em emissoras de TV, propagandas, outdoor, folder, faixas, telão, sinalização, som interno, aventais, bonés, camisetas, exposição, dentre outras ações que variam de R$ 400,00 a R$ 48.000,00. “O importante é que toda a cidade participe, afinal, é o nome da cidade que prevalece”, comentou Libânio Victor Nunes de Oliveira que considera importante a participação em atividades como esta. “Hoje, não tenho dúvidas, de que se trata da maior e mais com-

Reunião na sede da Acim debate a Japan Fest

pleta festa popular em nossa cidade, atraindo pessoal de toda a região”, disse o presidente da Acim que colocou a entidade associativa a disposição dos organizadores do evento para ajudar no que for possível, para atrair mais pessoas. Sendo a Japan Fest parte do calendário oficial do município de Marília e do Estado de São Paulo, a diretoria da Acim esteve presente no Marilia Shopping, dia 18 de março, as 19 horas, quando aconteceu a cerimônia de abertura oficial do evento, bem como estará no dia 03 de abril, as 19 horas, na abertura no local do evento nas dependências do Nikkey Clube de Marília. “Para nós da Acim é motivo de muito orgulho poder participar de evento tão grandioso”, agradeceu o presidente da Acim, Libânio Victor Nunes de Oliveira que convidará a diretoria da enti-

Troféu para a “O Circo” A diretoria da Associação Comercial e Industrial de Marília (Acim) produziu um novo troféu que foi entregue para o presidente do grupo “O Circo”, na abertura das festividades carnavalescas da cidade, com o tradicional desfile pelas ruas centrais da cidade, principalmente na Rua São Luiz, considerada a mais importante do comércio em geral. Desde 1997 a diretoria da Acim participa das festividades do desfile deste grupo que desenvolve um importante trabalho social na cidade. “Começou com uma diversão a mais, que já se tornou tradição e uma característica da entidade”, disse o superintendente da associação comercial, José Augusto Gomes, que ajudou na elaboração do troféu, sugerido pelo coordenador da Acim-Med, João Gonçalves, que propôs a participação na brincadeira na década de 90.

dade para participar dos eventos importantes relacionados a Japan Fest. Na opinião do superintendente da Acim, José Augusto Gomes, neste período de Japan Fest o comércio de Marília recebe um número considerável de visitantes que acaba investindo nas lojas da cidade, seja no comércio dos principais corredores como em shopping e galeria. “Sem contar restaurantes, postos de gasolina, hotéis e prestadores de serviço que acabam se envolvendo com o evento indiretamente”, disse o diretor da Acim que vem acompanhando todas as edições do evento e sentido esta reação entre os comerciantes da cidade. “O importante é que estejamos todos envolvidos na mesma direção, com foco na projeção de nossa cidade”, defendeu o superintendente da Acim.

Informativo 20 abril  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you