Page 1

Ano XVI / Nº 164 / JUL/AGO 13

Trilhas de Abreu e

RIO FORMOSO A Terra dos Manguezais

tradnews@yahoo.com.br

Lima Lazer para famílias e ações inovadoras

16 20


EDITORIAL

Andréa Mrtins Editora e publicitária responsável

EXPEDIENTE Diretor e Diretora Andréa Martins Jonaslista Responsável Alexandre Galvão | DRT/SP 38942 Colaboradores Ronaldo Alves, Sevé Rodrigues, Júlio Silva, Pepe Cal, Rachel Motta Fotos e capa Vagner Reis, Revista Trade News e PM Rio Formoso Diagramação Jonas Liberato Tiragem 13.000 exemplares Distribuição dirigida (gratuita) Revista Trade News (81) 3051.1081 | 8817.6613 tradnews@yahoo.com.br

Por que ocorrem tantos ataques de tubarão em Recife? Existem vários fatores que explicam esses ataques, mas os especialistas consideram que talvez o principal deles tenha sido a construção do porto de Suape, ao sul de Recife. Ele foi inaugurado em meados da década de 80, mas passou a funcionar a pleno vapor a partir dos anos 90 e com esse maior desenvolvimento do porto, a presença dos animais próximo à área dos banhistas nas praias do Recife tem ficado cada vez mais constante. E foi exatamente nessa última década, que começaram a explodir os ataques de tubarões nas praias metropolitanas de Recife - foram até agora 59 incidentes, causando a morte de 24 pessoas e trinta e cinco feridos. Diante desses fatos, o poder público e a sociedade civil vêm se organizando para evitar que os ataques continuem. Antes desse período, quase nenhum caso havia sido registrado na região. Segundo biólogos da UFPE parece haver uma correlação significativa entre vários fatores, para as ocorrências dos ataques, uma delas é número de navios do porto. Os tubarões reconhecidamente costumam seguir grandes embarcações, outros fatores como - dejetos jogados no mar, fases da lua e algumas condições climáticas, a influência dos ventos nas correntes marítimas atrai os tubarões. De acordo com os biólogos, que tem acompanhado de perto a situação, as principais espécies responsáveis pelos ataques são o tubarão-tigre (Galeocerdo cuvier) e o cabeça-chata (Carcharhinus leucas). As duas espécies são conhecidas pela ferocidade de seus ataques e pelo grande apetite. Mais vale lembrar, que esse tipo de animal não é carnívoro, ele morde não engole a carne humana. O Governo do Estado através dos órgãos competentes vem buscando soluções para evitar os ataques, uma delas foi a volta do Barco Sinuelo ao mar para fazer o monitoramento ao longo de 30 km da costa. Uma outra solução que deve ser implantada é a instalação de um tela com 400 metros de extensão e sete metros de altura, para criar uma área protegida na praia de Boa Viagem. A ideia vem do Instituto Praia Segura, formado por surfistas, médicos e empresários. Os primeiros testes estavam previstos para dezembro de 2012, mas, devido a mudanças na gestão de órgãos estaduais e federais, novas licenças foram exigidas. Segundo o Instituto, a instalação deve acontecer, após o último ataque ocorrido no último dia (22) que vitimou a jovem Bruna Gobbi de 18 anos. Segundo o coordenador do grupo, Sérgio Murilo Filho, a meta é promover o retorno dos esportes náuticos à região. “Seriam eventos pontuais. Nossa intenção não é instalar a tela e deixá-la ali”, explica. Essa estratégia é a única considerada viável pelo Comitê Estadual de Monitoramento de Incidentes com Tubarões (Cemit). “Essa proposta seria para os fins de semana. Depois, as redes devem ser retiradas”, diz Rosângela Lessa, presidente do Cemit. Enfim, quaisquer que sejam as soluções, elas devem ser urgentes e práticas, para que acontecem novas vitimas, em nossas praias.

Trade News

03


Alberto Feitosa é o novo presidente da CTI NE O secretário de turismo de Pernambuco Alberto Feitosa foi aclamado presidente da Fundação CTI NE, durante o 1°

escolha de Feitosa, foi o bom momento econômico e administrativo que vive o estado de Pernambuco.

Salão de Turismo Rota BR 101 NE realizado em Natal/RN.

O secretário Alberto Feitosa fica no cargo até Abril/2014, por

A aclamação se deu, durante uma reunião extraordinária,

isso, tem menos de 01 ano para conseguir colocar em prática

onde estiveram presentes os nove secretários de turismo do

todas as ações que lhe foram confiadas. Por ser De putada

nordeste brasileiro. A Fundação CTI NE, cuida dentre outras

Estadual licenciado, mesmo vai disputar novamente uma

coisas, dos interesses turísticos

cadeira da Assembleia Legislativa

deste pedaço do Brasil.

do Estado (PE) e por esse motivo se

O novo presidente tem, uma

desvincula da secretaria de turismo

missão árdua pela frente, já que

voltando a Assembleia. Após este

o momento econômico brasi-

período, assume a presidência o1°

leiro não é dos melhores. Vários

Vice-presidente, o secretário de tu-

projetos e ações terão que ser

rismo da Paraíba Renato Feliciano, o

desenvolvidos, para dar mais

mesmo terá ao seu lado o secretário

visibilidade e credibilidade ao

de turismo do Rio Grande do Norte

nordeste.

Renato Fernandes ficou como 2°

Dentre os projetos que devem ser colocados em prática, estão:

Renato Feliciano (PB), Alberto Feitosa (PE) e Renato Fernandes (RN)

A busca por novos recursos junto ao poder central; trabalhar o

Fazem parte da Fundação CTI NE os nove estados do NE -

turismo interno e a captação de novas malhas aéreas. Outras

Bahia, Alagoas, Pernambuco, Paraíba, Rio Grande do Norte,

ações e ideias devem acontecer, como: Um Guia da Rota 101;

Fortaleza, Piauí, Maranhão e Sergipe.

financiamentos na área da infraestrutura e a criação de fóruns e debates, para melhor posicionar o destino. Os demais secretários de turismo do nordeste, escolheram o secretário Alberto Feitosa por entender, que o mesmo reúne as principais características e condições para conseguir tocar os projetos acima citados. Outro fator que também pesou na

04

Vice-presidente.

Trade News

Presidente – Alberto Feitosa – Secretário de Turismo de PE 1°Vice-presidente – Renato Feliciano – Secretário de Turismo da Paraíba 2°Vice-presidente – Renato Fernandes – Secretário de Turismo do Rio Grande do Norte


Foto: Vagner Reis

RIO FORMOSO

A Terra dos Manguezais

Por: Alexandre Galvão

Outra espécie de mangue

Foto: Vagner Reis

O Município de Rio Formoso fica a 90 km da capital Recife. A cidade é um destino turístico importante dentro do Litoral Sul do Estado. Os 22 km de extensão de Rio Formoso levam você a desfrutar de um meio ambiente totalmente preservado, tudo isso, pra que você possa aproveitar um maravilhoso destino turístico. Além disso, a cidade tem uma importância estratégica para a economia pernambucana, por ter uma das principais usinas, a Cucaú, em funcionamento dentro do seu território. Apesar da proximidade com a capital, Rio Formoso é uma cidade relativamente pacata. É possível observar facilmente as pessoas curtindo a paz, a tranquilidade e aproveitando os encantos da cidade. Pode-se afirmar que Rio Formoso tem no seu povo sua maior riqueza, todos recebem de forma hospitaleira aqueles que visitam a cidade.

Foto: Vagner Reis

Manguezal

Economia A cidade tem um comércio bem estruturado e aproveita também o crescimento da economia para se expandir. São mais de 100 estabelecimentos, entre lojas, supermercados, pousadas, hotéis, restaurantes e muitos outros serviços que já podem ser vistos dentro do perímetro urbano. O Governo Municipal tem contribuído para esse crescimento, com ações importantes e investimentos diretos e, também, com apoio do Governo Estadual e Federal em vários setores.

Praia de Dona Inês

“Tem no seu povo sua maior riqueza” Trade News

05


Foto: Vagner Reis

A Usina Cucaú, através da produção dos derivados da cana-de-açúcar, ainda é a principal geradora de emprego e renda dentro do município, juntamente com o serviço público. A atividade turística é um dos setores, que também começa gerar renda e utilizar mão-de-obra dentro da cidade. Os diversos segmentos ligados ao setor já começam dar alguns bons passos e a ajudar o desenvolvimento econômico do município.

Administração Municipal Moinho de cana da Usina Cucaú

Desde 2009, quando a atual administração assumiu os destinos do município, estão sendo realizadas diversas e importantes ações para a promoção do desenvolvimento. A primeira e grande batalha foi incluir Rio Formoso no Território Estratégico de Suape com o objetivo de fazer com que o município acompanhasse a locomotiva econômica de Pernambuco, buscado expandir a fronteira da área do Porto que até então se estendia apenas até o município vizinho de Sirinhaém. Batalha travada e luta ganha. Com inúmeros esforços e agregando importantes aliados, o prefeito Hely Farias (PTB), conseguiu, junto ao Governo do Estado, que Rio Formoso passasse a ser partícipe nas ações de

Suape. Dois dos principais resultados foram: a abertura da oferta de trabalho para os cidadãos rio-formosenses e ainda as negociações com empresas interessadas em estabelecer polos industriais no município. Outra importante ação foi à instituição do Programa Nossa Safra, que por quatro anos consecutivos atendeu as famílias no período da entressafra da cana-de-açúcar. Esse programa beneficia trabalhadores rurais e os assentamentos rurais, com distribuição de sementes, aragem e sulco nos assentamentos e o pagamento mensal de um pequeno auxílio financeiro. A fim de conseguir mais verbas junto ao Governo Federal, em 2013, a Prefeitura Municipal teve que iniciar o

Usina Cacaú

6

Trade News

No distrito de Cucaú está localizada a Usina Cucaú implantada no antigo engenho de açúcar do mesmo nome, fundado por Francisco de Moura, antes da invasão holandesa. Foi edificada, em 1895, pela Companhia de Melhoramentos em Pernambuco. Muitas figuras ilustres fizeram parte como acionistas e diretores da Companhia, entre os quais, Manoel Borba e José Rufino Bezerra Cavalcanti, ambos governadores de Pernambuco, Arthur de Siqueira Cavalcanti Filho, Barão de Águas Claras, Oscar Bernardo Carneiro da Cunha, coronel Júlio de Araújo, João Cardoso Ayres. Atualmente a usina pertence ao Grupo Armando de Queiroz Monteiro. O primeiro difusor para extração do caldo instalado no Brasil foi adquirido pela empresa e instalado na usina Cucaú, no final do século XIX. A região onde estão situados os engenhos e a sede do distrito integraram o famoso Quilombo dos Palmares. A casa-grande e a capela do engenho Antas, pertencente à usina, foram tombados pelo Patrimônio Histórico e tem a guarda da usina Cucaú.


Visão panorâmica da cidade

parcelamento da dívida com o INSS, sendo esse valor descontado direto no repasse do FPM. Assim, não foi possível a realização do programa neste ano. Mas, com a regularização do débito, já se planeja para o próximo ano (2014) o retorno do programa municipal Nossa Safra, e com a promessa de uma volta ainda mais forte. Outro compromisso com o equilíbrio das contas públicas durante os 5 anos consecutivos da atual gestão é manter seu compromisso com o funcionalismo público, através do pagamento em dia dos salários, por respeito as leis trabalhistas, e ainda, com o adiantamento dos 50% do 13º no mês de junho. Outras ações e investimentos são realizados e desenvolvidos, como aqueles com educação, onde o município teve no ano de 2012 o maior resultado da Região no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB). Outra ação importante na área foi a reforma e ampliação na Escola Municipal Dr. Paulo Pessoa Guerra. Além disso, em parceria com o Governo do Estado, o município conquistou a Academia das Cidades, os calçamentos nos Distritos de Cucaú e Conceição e diversas ações que beneficiaram a popula-

Ginásio Cucaú

ção. Já no distrito de Cucaú, a Prefeitura Municipal realizou, com recursos próprios, a construção de uma quadra poliesportiva, de uma praça, e reformou o posto médico juntamente com outras ações estruturadoras. A Saúde é um dos setores em que mais se vem buscando a excelência nessa atual gestão. Mesmo com a escassez de médicos, problema que aflige a todo o país, a administração atual, vem buscando novas formas e recursos para atender a população. Dentre as diversas ações implantadas na saúde municipal a construção e a aparelhagem do posto médico Santa Edwiges (sede), foi fundamental para o atendimento não apenas aos moradores da localidade, mas também de outras áreas do município. Na Assistência Social, a Prefeitura vem realizando ações de estruturação e continuidade dos programas sociais para os munícipes, bem como, através de parceria com a CONAB, contribuindo com a distribuição de alimentos para as populações mais carentes. Todas estas ações são necessárias ao bem estar da população e com vistas ao bem receber, tão necessário ao desenvolvimento da atividade turística.

Escola Paulo Pessoa Guerra

Trade News

07


Turismo, Cultura e Diversão

Rio Formoso

Diversas visitas e passeios não podem deixar de serem feitos em Rio Formoso, entre eles: Conhecer os bem preservados rios e seus manguezais, os antigos casarios – que fazem parte da história local, as três principais Igrejas, a da Matriz de São José (padroeiro da cidade), a Igreja de Nossa Senhora do Rosário dos Pretos, e a Igreja de Nossa Senhora do Livramento, além do Centro Municipal Cultural que abriga um pequeno museu da cidade e a típica feira livre.

nome dos Pretos. Lá, por mais de 200 anos, é mantida a tradição da Irmandade do Rosário, que é composta por pessoas negras de ambos os sexos. As maiores atividades ocorrem principalmente em outubro, quando são celebradas as homenagens à santa protetora dos negros. Igreja Matriz de Sao Jose

Igreja Matriz de São José de 1637 Construída no local onde foi erguida uma capela sob a invocação de São José, a Igreja Matriz guarda ainda algumas características barrocas do período colonial. A Matriz passou por um incêndio e inúmeras reformas e por isso, perdeu caraterísticas da obra original. Localizada no centro da cidade, o templo é um ponto de encontro para todos que visitam o município. Igreja de Nossa Senhora do Rosário dos Pretos

Conta a tradição local, que esta igreja foi erguida em 1657, para atender os escravos. A construção se deu sob um terreno doado pelo então proprietário do Engenho Rio Formoso. Daí o Trade News


Foto: Vagner Reis

Igreja de Nossa Senhora do Livramento dos Pardos Uma belíssima edificação, datada do século XVII, foi construída e dedicada ao culto de Nossa Senhora do Livramento dos Pardos. Por conta do abandono e do passar dos anos, a edificação se transformou em ruina. Entretanto, após muita luta do povo fiel Santa protetora a igreja foi totalmente recuperada. Mesmo perdendo muito das características originais, a Igreja de Nossa Senhora do Livramento continua com uma beleza única. São realizados missas semanalmente, e em no dia 08 de setembro acontecem às festividades cultuadas a Santa protetora.

Uma curiosidade importante que podemos registrar sobre as três Igrejas situadas no município é que todas elas foram erguidas no período colonial, e obedeciam ao rigoroso sistema de separação racial existente na época. A Matriz de São José era para os ricos, brancos e senhores de engenho, a Igreja de Nossa Senhora do Livramento dos Pardos para as pessoas mestiças e a Igreja de Nossa Senhora do Rosário dos Pretos para os negros. Nossa Senhora do Rosário dos Pretos

Centro Municipal Cultural (Antiga Intendência) para os negros. No Centro Cultural está instalado um pequeno museu que resgata a história da cidade e do povo rio-formosense. O museu trás fotos e antigos artefatos, engenhos usados nas antigas fazendas, bem como raridades do período da Invasão Holandesa em 1633, a exemplo de duas balas de canhões e outras peças. Além de artigos que relatam a escravidão na região. Conhecer o museu é conhecer o passado vivo de Rio Formoso.

10

Trade News


Passeio pelo Rio Formoso conhecer atrativos como a lendária Pedra de Dona Inês, os Manguezais, Praia do Reduto e o Rio Arinquindá. O passeio pelo Rio Formoso tem duração média de 1h30. Durante o percurso você encontra um exuberante cenário formada pela grande diversidade de plantas do mangue, é sem dúvida uma belíssima paisagem que não se costuma ver em qualquer destino turístico. Rio Formoso

Também é muito fácil encontrar catadores de caranguejos, que tiram seu sustento através desse trabalho. Uma paisagem bucólica que vai lhes render magníficas recordações. A diversidade de espécies aquáticas no Rio Formoso é tamanha que se podem ver facilmente garças com voos rasantes em busca dos peixes que constantemente pulam fora da água. De forma sustentável, os pescadores realizam suas atividades e com eles as crianças banham-se em busca de lazer e diversão. O rio também serve como um corredor de transporte, vários barcos navegam levando pessoas, que moram em áreas ribeirinhas.

Praia da Pedra – Um marco do turismo local

– Conta à história que a pedra ficava no quintal de uma senhora chamada Inês, uma moradora que trabalhava encostada na pedra vendendo rendas, os gererês. Mas com o passar dos anos, o rio foi avançando e tomando conta da pedra. Com isso, ela foi obrigada a se retirar do local. Ao sair, Dona Inês teria tido a seguinte frase “Que jamais a maré cobriria a pedra, se isso acontece Rio Formoso se acabaria”. Para a alegria da cidade, isso nunca aconteceu, mesmo com as grandes cheias ocorridas na década de 70.

Praia do Reduto

Praia do Reduto - Lugar paradisíaco e tran-

quilo e que guarda a maior parte da história da cidade. Foi neste local que aconteceu a importante Batalha do Reduto, no ano de 1633, quando os holandeses tentaram dominar essa parte do estado. Praia da Pedra

Trade News

11


Foto: Vagner Reis

Batalha do Reduto - Em 1633, Rio Formoso

foi palco da resistência à invasão holandesa. Na localidade existia um Fortim de taipa, madeira e barro onde 20 soldados portugueses faziam a segurança da costa. No dia 07 de fevereiro 600 holandeses sob o comando de Sigsmund Von Schöpp e guiados por Domingues Fernandes Calabar, tentaram invadir a província de Pernambuco através de Rio Formoso. A história conta que os bravos soldados resistiram a 4 investidas, mas não conseguiram impedir a invasão, devido a forte artilharia e o maior número de soldados. Em 1900 foi erguido na parte alta da Praia do Reduto, um Cruzeiro em homenagem aos bravos soldados que participaram desta batalha.

O Manguezal – O manguezal de Rio Formoso

é um destaque no roteiro de quem visita o município. Foi através da diversidade da planta que o município passou a ser conhecida como a cidade dos manguezais. Mesmo dentro do perímetro urbano existe uma enorme quantidade de mangues, entre eles: o Mangue Vermelho, o Mangue Canoé, o Mangue Manso, e tantos outros. Rio Formoso possui um estuário, com cerca de 550 hectares de mangue, sendo considerado um dos mais preservados de Pernambuco.

Paraíso das Águas – Local com banho de

bica e piscinas naturais – o espaço é particular. A Trilha da Sapucaí contempla paisagens belíssimas e muita Mata Atlântica – Dentro do Paraíso das Águas encontra-se um local com o cômico nome de “Mijada do Abílio” – isso devido a uma queda d´água apelidado em homenagem a “Seu Abílio”, proprietário do local.

Pedra do Rei Midas – Fica na estrada do

Engenho Siqueira – Conta à lenda, que um morador do local, passava pela estrada do Engenho e encontrou uma pedra aberta, ao olhar para dentro da pedra viu um salão cheio de ouro, e da pedra saiu uma moça linda e lhe presenteou um pente. Ela lhe disse: - Passe esse pente três vezes no cabelo e não conte nada a ninguém. “Fazendo isso, volte e venha pegar o seu ouro”.

12

Trade News

Cruzeiro da Praia do Reduto

O morador seguiu sua jornada e ao chegar a um determinado local, bebeu e contou o ocorrido a várias pessoas, não cumprindo as instruções da moça. Após algumas horas, voltou para buscar o ouro, A moça então disse: Por você não ter cumprido a promessa de não contar nada a ninguém, ficará preso dentro da pedra. Então a pedra se fechou e quem passa pelo local, pode observar um rosto fixado na pedra. A face lá esculpida seria do morador preso no interior da pedra.

Casa grande do Engenho Pedra de Amolar – Esta é um importante exemplar co-

lonial, pertence à Usina Cucaú e está muito bem conservado, embora só existam atualmente a


Reis

Foto: Vagner Reis

cana. O conjunto é composto de casa-grande, capela, um armazém e casas de moradores.

Dica Gastronômica Pescado Cítrico com Arroz Del Mare: Um

prato delicioso acompanhado de arroz e salada. Esse não pode deixar de ser degustado por todos os que visitam a cidade.

Chácara do Bacalhau - Para os apreciado-

res do legítimo bacalhau do Porto, Rio Formoso reserva uma excelente opção na sua Zona Rural. O Restaurante Chácara do Bacalhau tem à frente, uma autentica portuguesa, que prepara e serve maravilhosos pratos da cultura portuguesa, tudo regado ao melhor vinho do Porto.

Cultura Diversas secretarias vêm trabalhando fortemente no resgate da cultura local, o principal objetivo é dar oportunidade as crianças do município para que elas tenham um contato direto com a história e a cultura local.

Fandangos – A Escola Municipal Pedro de Al-

Artesanato Local (cima) / Mangue Canoé (baixo)

Capela e a Casa-Grande. A Casa – Grande possui dois pavimentos, sendo que o segundo se caracteriza como uma mansarda. Para chegar lá, partindo da cidade de Rio Formoso, deve-se cruzar a PE-060 e seguir pela PE-073 na direção de Cucaú. A Casa-Grande está situada após 10 km de percurso do cruzamento e será avistada facilmente do lado direito da rodovia.

Engenho Pedra Amolar - Segundo o levan-

tamento histórico, o Engenho Pedra de Amolar foi fundado no século XVI para a produção de açúcar mascavo. No início do século XX, com o processo de formação de Usinas, este Engenho foi desmontado passando a ser fornecedor de

buquerque preserva essa importante e tradicional manifestação da cultura local. Os alunos da Unidade se apresentam vestidos de marinheiros numa bonita homenagem a Nossa Senhora.

Caboclinho – Outra escola municipal, a Dr.

Paulo Pessoa Guerra, também resgata a história do município mantendo um grupo de Caboclinho formado por seus alunos, numa homenagem ao saudoso Luiz Calça Estreita, já falecido brincante rio-formosense.

Artes plásticas – Tapeçaria, bordados, pintura

em tecidos, quadros a óleo entre tantos outros, congregam belíssimos trabalhos de artistas que emolduram uma riqueza de detalhes que impressiona. O artesanato local já é conhecido em eventos importantes do setor como FENNEART e Mãos de Minas (MG). Trade News

13


Grupo Cultural fundado em 2001, esta companhia de dança encanta a todos com suas apresentações. Seja com as danças folclóricas e populares, seja através da Quadrilha Junina Brincantes do Rio Verde, ou nas apresentações especificamente preparadas para eventos esportivos, religiosos e de rua. É, com certeza, um atrativo que deve ser visto em Rio Formoso.

Foto: Vagner Reis

Companhia Iombuguaçu de Arte e Cultura

História da Cidade Grupo Cultural Iombuguaçu de Arte e Cultura

Eventos: Dentre os principais eventos do município estão | Festa do Reduto (fevereiro) | Festas do Padroeiro São José (março) | Emancipação Política e Festejos Juninos (junho) | Festa de Nossa Senhora do Livramento (setembro) | Festa de Nossa Senhora do Rosário tubro) | Cavalgada dos Manguezais (novembro)

Foto: Vagner Reis

Foto: Vagner Reis

O município de Rio Formoso surgiu em terras de um engenho de açúcar do mesmo nome, onde, em 1637, foi construída uma capela sob a invocação de São José. O antigo distrito, pertencente ao município do Recife, foi criado a 04 de maio de 1840. Teve o predicamento de vila a 20 de maio de 1843 e sua sede foi elevada à categoria de cidade a 11 de junho de 1850. Conhecida como terra de homens destemidos, Rio Formoso se fez presente na história do país com participação importante na Resistência à Invasão Holandesa. O município foi palco da histórica Batalha do Reduto (século XVII), Guerra dos Mascates (XVIII) e da campanha pela Abolição da Escravatura (XIX). Administrativamente, a cidade é formada pelos distritos sede e Cucaú.

Portal de entrada da cidade

Casarios antigos

Significado do Nome A origem do nome do município vem do curso d´água que emoldura a região. Os índios tupis

Serviço:

se referiam ao importante rio como lobugussu,

Prefeitura Municipal de Rio Formoso

ou seja, grande rio verde. Por isso o município começou a ser chamado de Rio Formoso.

Rua Siqueira Campos, 100 Centro - Rio Formoso Telefone: (81) 3678-1134 Trade News

15


Trilhas:

Os encantos turísticos e históricos de Abreu e Lima

interessantes.

Jatobá e Rio Timbó. Cada uma tem sua peculiaridade e potencialidade, além de um lindo visual panorâmico. Todas as trilhas estão localizadas em uma área de preservação ecológica. A secretaria municipal de turismo e cultura através do secretário Wellington Tiago e sua equipe trabalham de forma incansável, para deixar as trilhas na melhor condição possível, e assim atender os turistas e moradores da região que visitam o local. Para isso, fechou parcerias com o IBAMA – Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis, o SINGTUR - Sindicato dos Guias de Turismo de Pernambuco e a Colônia dos Pescadores de Jatobá distrito da cidade. Estão sendo trabalhados de acordo com secretário duas vertentes: o Turismo Ecológico e Turismo Pedagógico “Devido às histórias e o grande potencial turístico das trilhas, acreditamos que essas duas vertentes, sejam inicialmente os mais recomendáveis, já que contamos com parcerias importantes. Com isso, Abreu Lima passa a fazer parte, de um grupo seleto de cidades com esse tipo de potencial”, afirmou Tiago.

Forno de Cal

Rio Timbó

As várias trilhas existentes no município são um belo exemplo, de que você não precisar ir longe, para desfrutar da natureza vivendo momentos de lazer, arte, cultura, aventura. Um fato bem interessante é que em algumas dessas trilhas, você vai encontrar vestígios marcantes da passagem dos holandeses nesta região. Esse novo atrativo turístico-cultural foi de chamado de Trilhas de Abreu e Lima. As três Trilhas que compõem o cenário turístico local receberam os nomes de: Ruínas de São Bento e Córrego do Ouro, Ruínas do Forno de Cal e Porto

Um dos maiores incentivadores de todo o projeto, foi o ex-prefeito Flávio Gadelha que não mediu esforços para que o projeto saísse do papel e torna-se uma realidade. O atual gestor do município o prefeito Marcos José também vem apostando e dando total apoio para o projeto, o mesmo enfatizou que essa vertente é importante para o desenvolvimento do município “Abreu e Lima é uma cidade diferente e muito importante para a região metropolitana. A vocação para o turismo sempre esteve presente, vamos continuar o trabalho, o turismo e a cultura são

A cidade de Abreu e Lima que fica na região metropolitana do Recife, para muitos é apenas uma cidade de passagem. Porém, você vai se surpreender com os encantos, as histórias e os atrativos turísticos e naturais existentes no município. Fundada há apenas 31 anos e com uma população aproximada de 100 mil habitantes, a cidade recebeu este nome em homenagem ao general, escritor, jornalista e político José Inácio de Abreu e Lima, conhecido como o “Inácio pernambucano”, que lutou quatorze anos ao lado de Simón Bolívar, um dos heróis da independência da Venezuela. Aparentemente Abreu e Lima mostra ser uma cidade apenas comercial e sem muito que mostrar. Mas ai é que você se engana, basta ter interesse e disposição, para conhecer e visitar as diversas histórias e encantos dessa cidade, que guarda trilhas e paisagens bem

16

Trade News


tantes e por isso, vamos continuar a apoiando projetos que mostre que temos história, cultura e atrativos turístico-naturais.”, afirmou Marcos. Conheça cada uma das Trilhas

Trilha Porto Jatobá ao Rio Timbó

Para quem quer experimentar as iguarias do local, a Colônia de Pescadores também oferece almoço regado a muito peixe e camarão. Se quiser levar um artesanato da região, o mais indicado é o que feito com a escama de peixe dentre os mais requisitados estão pulseiras, colares, brincos e pulseiras.

Trilha Ruínas de São Bento e Córrego do Ouro O caminho que leva você a Ruína do Forno de Cal é completamente coberto por vegetação típica da Mata Atlântica. O percurso tem 2,5 km e a trilha é também de grau fácil, com isso, você caminha tranquilamente por toda sua extensão.. Ao chegar as Ruínas, você vai encontrar um verdadeiro exemplar do século XVII em boas condições, principalmente o forno. O Forno do Cal fica localizado no estuário do Rio Timbó, destacou-se em meados do século passado produzindo cal para a lavoura de canade-açúcar. O forno representa um dos vestígios holandeses, quando da sua passagem na região.

Trilha da Ruína do Forno de Cal A Trilha começa exatamente nas Ruínas de São Bento, ponto mais alto da cidade e segue até a Colônia dos Pescadores, nesta trilha a história e a cultura se destacam. As Ruínas de São Bento é um marco da história na cidade. A igreja com estilo barroco foi fundada em 1660 é a principal atração deste percurso que tem 2,5 km e grau médio. Outro fator que não pode deixar de ser enaltecido é a visão

privilegiada do lugar. Belas imagens podem ser registradas, por toda a extensão da trilha. Uma das principais ações realizadas pela secretaria municipal foi à sinalização turística do local, já que boa parte do trajeto, já tinha sido pavimentada através de recursos do Prodetur I do Ministério do Turismo. Nas placas indicativas, constam várias informações como: grau de dificuldade, extensão em metros, localização e término da trilha.

Paisagem local

Atividades e Ponto de Apoio Atividades e ponto de apoio Em todas as trilhas é possível desenvolver atividades como: esportes náuticos, passeio de barco, canoagem, pesca artesanal e esportiva, trekking, mountain bike, motocross e etc. Para repor as energias gastas durante as trilhas, os turistas podem curtir o Bar da Piscina, um local bem familiar que conta com piscinas de diversos tamanhos e um

Foto: Setur PMAL

O ínicio desta Trilha se dá na Colônia Z-33, onde fica a Colônia dos Pescadores. Aqui os trilheiros terão 2 km de muita aventura e um contato direto com o trabalho realizado pelos pescadores da região. È indispensável o passeio pelo Rio Timbó aonde a paisagem é irresistível um verdadeiro privilégio, um conjunto de Garças brancas sobrevoam o rio num espetáculo maravilhoso. A trilha é de grau fácil.

Ciclistas conhecendo a Trilha

cardápio bem variado com: peixes, camarão, arrumadinho, ostras e sururu entre os outros. Você pode reservar seu espaço, o telefone do local é 81 8771-1374. Caso você queira agendar um grupo é só entrar em contato com a Secretaria de Turismo e Cultura do município pelo Telefone: 81 3542-1061 Ramal 236. O passeio conta com guias especializados do Singtur – Sindicatos dos Guias de Pernambuco. Serviço:

Ruínas de São Bento

Trilhas de Abreu e Lima Entradas pelas avenidas Brasil e Duque na BR 101 www.abreuelima.pe.gov.br

Trade News

17


Resort Praia dos Carneiros tem a maior tirolesa de PE São 700 metros de aventura, com uma vista privilegiada. No Litoral Sul de Pernambuco, ganhou no mês de março o, um mirante radical. Na área rural de Rio Formoso, a cerca de 5 km do centro da cidade, uma tirolesa, 108 metros acima do nível do mar, entrega ao turista uma vista, literalmente, de tirar o fôlego. No Resort Praia dos Carneiros, uma plataforma de Visão de cima da Tirolesa 20 metros de altura, com uma escada em espiral, é o ponto de partida para quem é adepto do turismo de São oito pessoas na equipe que faz funcionar a Vista aventura. No horizonte, o rio Ariquindá se encontra Carneiros, nome de batismo do projeto. Foram cerca com o mar de Carneiros. Parece pintura. O frio na barde dois meses e meio para a empresa de Santa Catariga se transforma em adrenalina quando o visitante, rina Guia Vertical implementar a estrutura no resort, munido dos equipamentos de segurança, quase comandado por portugueses, alemães e brasileiros. voa percorrendo um cabo de aço de 700 metros em A Associação Brasileira de Turismo de Aventura (Abedireção à plataforma de chegada, ainda no terreno do ta) deu o aval em relação aos equipamentos necesresort. sários. E, desde então, o resort vem recebendo uma Para o trajeto, capacete, cadeirinha, mosquetão, média de 25 pessoas por dia interessadas na descida. polias, cordas e paraquedas, para diminuir a velocidaNos finais de semana, esse número dobra. O valor de na chegada, que pode atingir até 80 km/h. Como para quem não está hospedado é de R$ 35, adulto, e medida de segurança, o recurso é obrigatório para R$ 20, criança. quem pesa mais de 80 kg. É simples: quanto maior o Antes focado no turismo internacional, quando os peso, maior a velocidade. A prática está aberta para europeus eram a maioria nos 40 cômodos do resort, crianças, sozinhas a partir dos seis anos, e adultos, já hoje em dia, os holofotes estão voltados ao público idosos. interno.

18

Trade News


Fotos: Festuris JPA

3º FESTIVAL DE TURISMO DE JOÃO PESSOA VAI HOMENAGEAR MULHERES ATUANTES NO TURISMO

27 e 28 de setembro de 2013 João Pessoa - Paraíba Este ano, o 3º Festival do Turismo de João Pessoa, que acontece nos dias 27 e 28 de setembro próximo, vai homenagear oito mulheres que têm contribuído com o crescimento do evento. Serão elas: Christiane Pereira (diretora Luck Receptivo); Elízia Lopes (presidente do João Pessoa Convention Bureau); Manuelina Hardman (coordenadora da Câmara do Turismo da Paraíba); Mônica Barros (diretora Regional do SESC-PB); Regina Amorim (gestora de Turismo do SEBRAE-PB); Ruth Avelino (presidente da PBTur); Simone Farret (diretora da Communicare) e Vera Lúcia (diretora de Educação Profissional do Senac-PB). O evento tem como objetivo reunir grupos hoteleiros, agências, operadoras, consolidadoras e secretarias de Turismo para promover a integração do setor e oferecer novos produtos ao mercado. O Festuris JPA engloba agências e operadoras de Alagoas, Bahia, Ceará, Maranhão, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte e Sergipe. Uma novidade esperada para esta 3ª edição é a rodada de negócios com operadoras de Turismo do Nordeste, coordenada pelo Sebrae-PB, que já vem trabalhando na formatação e organização do projeto desde o ano passado. O Festuris JPA acontece mais uma vez, no Cento de Convenções da capital. O diretor Comercial do Festival, Claudio Júnior, mostrou-se confiante na perpetuação do sucesso do evento, “Os números mostram que estamos no caminho certo, se compararmos ao ano anterior, quando tivemos a nossa 2°edição do evento e conseguimos passar a ser o maior evento do Nordeste em quantidade de agentes e operadores visitantes. Por isso, este ano aguardamos caravanas de 700 agentes e operadores visitando o evento, um crescimento de 29% em comparação aos 542 do ano passado. Para chegarmos a este numero pelo menos 12 operadoras nos 9 estados do Nordeste estão distribuindo os convites com direito a hospedagem e transfers” – disse Cláudio, que citou um dos motivos para

acreditar neste crescimento de 29% – “Este ano teremos uma rodada de negócio do Sebrae com foco nos produtos do Nordeste e presença do Aroldo Schultz, Gruilherme Paulus e Luis Paulo Lupa como palestrantes em nosso 3º Fórum Empresarial.” Nesta edição outros dois eventos acontecerão em pararelo com a Festuris JPA: o 3º Fórum Empresarial do Turismo de João Pessoa que contará com debates, painéis e apresentação dos líderes de determinados segmentos, e o 2º Forum Acadêmico de Turismo, que reunirá professores e estudantes de Turismo, com debates, painéis e apresentação de artigos. A rodada de negócios do SEBRAE e as atividades de capacitação também completam o Festuris JPA que terá a participação de mais de mil profissionais do Turismo, sendo 700 agntes de viagens. “Estamos articulando a vinda de palestrantes de nível internacional para esses eventos paralelos. Já temos confirmados para esta edição a presença de Guilherme Paulus e Aroldo Schultz. A cada ano o festival se torna mais profissional”, declarou Claudio Júnior. O espaço do Festival JPA também será ampliado. Já imaginando uma significante alta no número de presentes, Cláudio colocou a planta do evento como uma grande novidade. “Incluímos mais Salas de Capacitação e deslocamos o palco afastando mais dos estandes, com as atrações iniciando somente após final dos trabalhos. A geração de negócios entre estes mil profissionais do turismo (700 agentes/operadores + 300 expositores) sem qualquer interrupção ou barulho é o que buscamos. Ser o evento referência em reunir os principais profissionais de turismo do Nordeste é um sonho que – graças a Deus – temos conseguido compartilhar com centenas de parceiros envolvidos na formatação do mesmo”, completou.

Trade News

19


Fotos: Andrea Rêgo Barros / PCR

Lazer para famílias e ações inovadoras Secretaria de Turismo e Lazer faz balanço de seis meses de gestão, com destaque para Ciclofaixa e Recife Antigo de Coração

Fotos: Andrea Rêgo Barros / PCR

Em seis meses de gestão, a Prefeitura do Recife, por meio da Secretaria de Turismo e Lazer do Recife, já implantou alguns projetos que mudaram a cara da cidade, despertando a população para novas formas de entretenimento. A Ciclofaixa de Turismo e Lazer e o Recife Antigo de Coração vêm fazendo sucesso entre as famílias, que estão aproveitando a cidade ao ar livre nos domingos e feriados. A adesão já é imensa, mesmo com os dois projetos com apenas três meses de operação, pois os dois foram lançados no dia 24 de março. “É muito gratificante ver quantas famílias recifenses estão curtindo a cidade, descobrindo o Recife. Estamos em contato constante com a população, ouvindo as críticas e sugestões, tentando sempre aperfeiçoar nossas ações. Agora no mês de julho vamos lançar a terceira rota da Ciclofaixa”, afirma o secretário de Turismo e Lazer do Recife, Felipe Carreras. Além do lazer em família, a Ciclofaixa tem despertado a

20

Trade News

População utilizando a ciclofaixa

conscientização do papel da bicicleta no trânsito. “Quem passa a semana toda andando de carro e pega a bicicleta para curtir a Ciclofaixa, além da oportunidade que está tendo de ver a cidade por outros ângulos, começa a ver o ciclista de forma mais respeitosa no trânsito”, diz Carreras. Para conscientizar ainda mais o ciclista, a Secretaria de Turismo e Lazer lançou uma campanha educativa, para que a população também saiba utilizar, da melhor forma, as rotas da Ciclofaixa. Milhares de cartilhas educativas já foram distribuídas nos três pontos de aluguel de bicicletas (Parque da Jaqueira, Recife Antigo e Parque Dona Lindu). Como parte das ações educativas, foram sorteadas várias camisas da Ciclofaixa, através das redes sociais do projeto. Na frente, estampada a marca do projeto. Nas costas, frases educativas, como “Respeite a faixa de pedestres”, “A Ciclofaixa é mão dupla. Respeite”, “A pé, só se for acompanhando uma criança”, “Respeite os iniciantes e crianças”, “Respeite a velocidade na Ciclofaixa” e “Use equipamentos de segurança”. Para o secretário, a nova rotina aos domingos e feriados exige uma mudança de mentalidade, mas a semente plantada, da conscientização sobre o papel da bicicleta, vai render bons frutos à sociedade. Além de ser o ponto de convergência das rotas da Ciclofaixa, o Marco Zero, no Recife Antigo, também vem ganhando mais importância para o recifense como ponto de lazer. O projeto Recife Antigo de Coração, que vem sendo realizado no último domingo de cada mês, será ampliado para funcionar todos os domingos a partir de setembro. A ação promove a abertura do Bairro do Recife para a população, restringindo a entrada de veículos em algumas ruas. A população conta com 620 vagas de estaci onamento grátis, na Prefeitura do Recife, além de quatro vans que realizam o translado de forma gratuita até as ruas onde acontecem as atrações de lazer. O formato do projeto divide as atividades em três polos: infantil, cultural e esportivo. Uma das ações que


vem ganhando destaque no Recife Antigo de Coração é a volta do Dançando na Rua, com orquestras e dançarinos fazendo apresentações e convidando a população para dançar bolero, suingue, samba, salsa, merengue, tango, entre outros ritmos. O projeto Dançando na Rua foi sucesso na década de 90. O Recife Antigo de Coração também já promoveu uma exposição das fotos do perfil no Instagram, @euamorecife, no qual os usuários compartilham fotos tiradas na cidade. A exposição foi feita por uma hidrotela, uma cascata de água de 7,5x12 metros, montada no Canal do Porto do Recife. Outra ação que coloca o recifense mais em contato com a cidade é a Sensibilização Turística. O projeto tem como objetivo mobilizar a sociedade para conhecer a cidade através de passeios de ônibus e, também, roteiros a pé. “Dessa forma, queremos promover novas ideias e posturas sociais, para tornar o cidadão uma pessoa mais consciente de sua história e cultura. Ao participar do projeto, o recifense conhece melhor sua cidade e, consequentemente, também recebe melhor o turista” comenta Carreras. Os roteiros são realizados aos sábados, com as inscrições sempre nas manhãs das sextas-feiras. A procura é tanta que o mesmo roteiro é realizado dois sábados seguidos, já que as vagas são preenchidas rapidamente. Até agora, o projeto já apresentou roteiros que mostram as influências holandesa, judaica, bem como o circuito dos poetas, entre outros. Outra questão importante é o papel das comunidades na cadeia produtiva do setor. Tendência mundial do mercado de turismo, o turismo de base comunitária vai ganhar mais força na Bomba do Hemetério. A Prefeitura do Recife, através da Secretaria de Turismo e Lazer, vai promover ações para intensificar a identidade cultural e turística da comunidade. O secretário Felipe Carreras

esteve, no fim de maio, na comunidade e anunciou, aos moradores, a construção do Centro Cultural Seu Hemetério, a implantação de um Centro de Atendimento ao Turista (CAT) e a qualificação de idiomas (inglês e espanhol). De acordo com a consultora de Desenvolvimento Cultural do Instituto de Assessoria para o Desenvolvimento Humano (IADH) e do programa Bombando Cidadania, Karina Zapata, foi a primeira vez que um secretário de Turismo do Recife visitou a comunidade. “O turismo de base comunitária é uma forma de inclusão social e econômica, fortalecendo as comunidades e valorizando nossa cultura. É uma forma da população local ter participação direta na atividade turística de seu território, compartilhando experiências”, comenta Carreras. Tanto a qualificação de idiomas quanto a implantação do CAT na Bomba do Hemetério estão previstas para o primeiro semestre de 2014, visando a Copa do Mundo. Já a construção do Centro Cultural, para os ensaios dos grupos de dança, agremiações e demais atividades, deve acontecer até o fim de 2014. Além da Bomba do Hemetério, a Secretaria de Turismo e Lazer tem ações que também serão implantadas em Brasília Teimosa, Morro de Casa Amarela, Encanta Moça, Santo Amaro e Alto José do Pinho. Não apenas nas comunidades, a Secretaria de Turismo e Lazer também vem realizando ações visando a qualificação dos agentes do setor. O foco agora é a capacitação para melhorar o atendimento aos turistas que vão visitar a cidade durante a Copa do Mundo de 2014. Estão em andamento diversos cursos para qualificação profissional da cadeia produtiva do turismo. Em paralelo, já estão em andamento os serviços de confecção e instalação de 500 novas placas de sinalização turística do Recife, nos bairros de São José, Santo Fotos: Andrea Rêgo Barros / PCR

Bicicletas que podem ser alugadas

Basquete de Rua

Trade News

21


Fotos: Ivanildo Fonseca / PCR

Fotos: Andrea Rêgo Barros / PCR

Fotos: Paula Maestrali

Secretário Felipe Carreras apresentando a terceira rota da Ciclofaixa

Antônio, Boa Vista, Recife Antigo, Graças, Casa Forte, Jaqueira, Casa Amarela, Boa Viagem, Imbiribeira, Pina e arredores dos referidos bairros. Os Centros de Atendimento ao Turista (CATs) também estão passando por requalificação. “Para melhorar a qualidade do atendimento ao turista, vamos realizar uma seleção de profissionais para contratação de atendentes bilíngues, reforçando o quadro de recepcionistas e ampliando as possibilidades de extensão de horário de funcionamento”, explica o secretário. E por falar em Copa do Mundo, além da divulgação do destino Recife em feiras e eventos nacionais e internacionais para atração de mais turistas, a Secretaria de Turismo e Lazer realizou, durante os jogos da Copa das Confederações, uma ação em Fortaleza e Salvador, que também sediaram os jogos da competição e vão sediar os da Copa do Mundo da Fifa. O projeto intitulado “Recife Frevo e Bola no Pé” levou um pouco da cultura local às duas cidades. Envelopado com imagens e potenciais turísticos da cidade, os ônibus chamaram a atenção da população local e turistas. Os dois veículos percorreram mais de 3,5 mil quilômetros na BR-101 Norte e Sul. Ao todo, foram 12 dias de ação direta. “Como Salvador e Fortaleza são cidades próximas, nossa intenção foi atrair a população e também os turistas que virão assistir aos jogos da Copa do Mundo no Nordeste”, afirma o secretário de Turismo e Lazer, Felipe Carreras. Inédita, a ação levou uma seleção com muitos profissionais. Foram escolados integrantes de orquestra de frevo, passistas, bonecos gigantes, caboclinhos, caboclo de lança, chefe de cozinha com degustação, apresentador, fotógrafo com ação nas redes sociais. A ação contou com fantasias carnavalescas, figurinos esportivos, diário de bordo para imprensa e redes sociais on-line, distribui-

22

Trade News

ção de folhetos e tabela de jogos da Arena Recife, como também TVs de Led para apresentação de vídeos institucionais. E o São João encerrou o primeiro semestre com mais uma ação inovadora. A Secretaria de Turismo e Lazer, em parceria com a Fundação de Cultura, promoveu o primeiro concurso cultural “Eu amo minha rua”, para premiar a melhor decoração junina das ruas do Recife. Foram 72 ruas inscritas, e um total de 71.129 votos apurados através de votação popular por urnas eletrônicas e o hotsite do concurso. Das seis finalistas, a vencedora foi a rua José Austregésilo, no Arruda, que celebrou a noite de São Pedro, com um grande prêmio: um arraial, com estrutura de palco, som e iluminação, com um show de Cezzinha. “Estamos comemorando a participação de tantas ruas no concurso cultural. O São João é uma festa na qual a população se envolve bastante e queremos incentivar ainda mais nossas manifestações culturais. No fim do ano, no Natal, teremos uma nova edição do concurso”, comenta Carreras. Com o sucesso e grande repercussão das duas primeiras rotas da Ciclofaixa de Turismo e Lazer, a Secretaria de Turismo e Lazer inaugurou recentemente a terceira rota do programa com 9,7 km de extensão. A nova rota liga a Lagoa do Araçá ao Marco Zero, reforçando o local como ponto de convergência de toda a Ciclofaixa. Ao todo, a nova rota vai percorrer ruas e avenidas que passam por 17 bairros do Recife: Afogados, Boa Vista, Bongi, Coelhos, Derby, Ilha do Leite, Ilha do Retiro, Imbiribeira, Madalena, Mangueira, Mustardinha, Paissandú, Prado, Soledade, São José, Santo Antônio e Zumbi. Nesses bairros há uma população de 194,7 mil pessoas residentes, que serão diretamente beneficiadas.


Trade News

23


01 revista trade news n 164 jul ago 13  

Revista destinada ao turismo pernambucano

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you