Page 1

Portf贸lio 2012


A empresa O Radar China é uma consultoria e assessoria de comunicação, marketing e relações internacionais que garante o acesso aos consumidores chineses, permite conhecer o mercado e auxilia na atração de investimentos. Como? Ao promover produtos e serviços brasileiros na China e apontar as melhores estratégias de negócios. A empresa tem o braço de relações públicas e assessoria de imprensa, com o qual produz, edita e planeja conteúdo jornalístico para veículos de imprensa e mercado corporativo e trabalha com inteligência em internet, apoiando a inserção de marcas em solo chinês. A consultoria em relações internacionais, aliada à inteligência de mercado, fornece informação estratégica e diminuiu os riscos de negócios entre Brasil e China. Desenvolvem-se pesquisas qualitativas e quantitativas em diferentes designs e metodologias. Oferece análises compreensivas, estratégias criativas e consistentes e soluções pragmáticas. Somos o olhar brasileiro em solo chinês nas etapas de planejamento estratégico, implantação e acompanhamento posterior das ações.


Missão Somos os olhos do Brasil na China e da China no Brasil. Fortalecemos as relações entre os dois países com informações, assessoria e consultoria que facilitam a entrada e a relação de empresas e profissionais nestes mercados.


Valores Apostamos na informação como a melhor estratégia na competição internacional por mercados. Acreditamos na indústria brasileira como provedora de produtos de qualidade e no potencial do país para a atração de investimentos. Primamos pela informação adequada a ambas as culturas, para que as relações se tornem cada vez mais prósperas.

+ Criada em 2011, a empresa está presente no Brasil e na China Profissionais atuantes no mercado chinês desde 2007 Nossos clientes são empresas, organizações e iniciativas brasileiras e chinesas que desejam ingressar ou reforçar a presença na China e no Brasil.


Projetos em 2012 Dezembro Inteligência Comercial Cliente: Inex Marketing

Novembro Assessoria de Imprensa Cliente: CNA

Canal CCTV em espanhol entrevista a senadora Kátia Abreu

Estudo de inteligência de mercado a partir da aplicação de entrevistas em profundidade na China. O objetivo foi garantir as ferramentas e as respostas adequadas ao projeto idealização de uma marca na China.

Relações públicas e assessoria de imprensa para a Confederação Nacional da Agricultura e Pecuária (CNA) na abertura do escritório em Pequim. Foram cinco dias junto à comitiva da senadora Kátia Abreu. A coletiva de imprensa teve participação dos principais veículos chineses, como Xinhua, a rede de televisão CCTV, a Rádio Internacional da China e os jornais Diário do Povo e China Daily. O Estado de São Paulo, Folha de São Paulo, Reuters e EFE e The Washington Post foram outros dos veículos presentes.


Senadora Kátia Abreu e o embaixador brasileiro Clodoaldo Hugueney inauguram escritório com presidentes de federações. Abaixo, coletiva de imprensa. Fotos: Cauê Ferraz


Assessoria de Imprensa e Produção de Conteúdo Cliente: 3º Festival Brapeq de Cinema Brasileiro na China O 3º Festival Brapeq de Cinema Brasileiro na China teve assessoria de impresa e relações públicas do Radar China - no segundo ano consecutivo. Em 10 dias, houve 14 sessões em Pequim e Xangai. O canal de abrangência nacional CCTV 6 fez duas reportagens e a Shanghai TV, uma. Assinamos a produção de conteúdo para as versões online e impressas dos materiais de divulgação, o que incluiu site e redes sociais ocidentais, como Facebook, e chinesas, caso do Sina Weibo. O serviço foi prestado em mandarim, inglês e português. Na abertura, CCTV entrevista Fernanda Morena e Vera Zaverucha Encerramento destaca prêmio para o Palhaço, votos do júri e reação do público

www.brazilfilmfestchina.com


Júri, convidados e equipe do festival. Da esquerda para a direita: Raquel Martins (presidente da Brapeq), Valderval Oliveira (baterista, convidado para o show Mafaro), Beto Gauss (convidado, produtor de Matraga), Vera Zaverucha (diretora da Ancine), André Abujamra (convidado para o show Mafaro), Anamaria Boschi (curadora do festival), Hu Xudong (júri), Zhang Xiaobei (júri), Xie Xiaodong (júri), Vanessa Mastrocessário (produtora-executiva do festival), Fernanda Morena (produtora-executiva do festival), Bo Feng (júri), Janaína Silveira (Radar China)


Produção de Conteúdo

Reportagem de cinco páginas sobre o futebol chinês, assinada pela sócia do Radar China Janaína Silveira. Os principais clubes, a história da Liga Nacional, a situação dos brasileiros que jogam do outro lado do mundo. Um perfil sobre o mercado na China.

Sucessão na China: jogo de cartas marcadas dá nome à reportagem que explica o processo decisório do Partido Comunista Chinês quanto à escolha do novo presidente. Em novembro de 2012, Xi Jinping foi apontado sucessor de Hu Jintao (2003-2013).

A reportagem da Revista ESPN traz uma ficha técnica dos brasileiros em gramados chineses em 2012. Muriqui, no detalhe, é a estrela do Guangzhou Evergrande. Disponível apenas em edição impressa.


Outubro A festa para lançar a programação do 3º Festival Brapeq de Cinema Brasileiro na China ocorreu em 24 de outubro no bar Migas, em Sanlitun, principal bairro noturno na capital chinesa. O Radar China promoveu o evento entre a imprensa chinesa, estrangeira e brasileira com base na China e convidou a comunidade artística. O lançamento teve cobertura de jornais e de canal CCTV 6, com abrangência nacional.

Relações Públicas Cliente: Festival de Cinema Brasileiro na China CCTV 6 entrevista organizadoras e curadora

Raquel Martins (presidente da Brapeq), Tatiana Rosito (ministraconselheira da Embaixada do Brasil), Anamaria Boschi (curadora), Vanessa Masrocessário (diretoraexecutiva do festival), Débora Silva (diplomata) e Fernanda Morena (diretora-executiva do festival)


Tendências

Em Xangai, a sócia do Radar China Janaína Silveira falou sobre tendências de consumo do mercado chinês aos empresários integrantes de missão à China promovida pela Associação Brasileira de Calçados (Abicalçados).

Em Chapecó, a antiga sócia do Radar China Bruna Santos falou sobre Desafios e Oportunidades de Negócios com a China a empresários, em encontro na Universidade do Oeste de Santa Catarina (Unoesc).


Setembro Produção de conteúdo Cliente: Diário do Olivier

Olivier Anquier esteve na China para gravar uma série de oito episódios, divididos entre as cidades de Pequim, Chengjiapu, Xangai, Wuyuan, Macau e Hong Kong. O Radar China acompanhou bem de perto, com produção local para a Produtora Flint, que trabalha com Olivier. A direção é de Osmar Guerra, produção de Guilherme Vieira e as câmeras de Tadeu Bara e Marcelo Mauad. O francês Benoit Ferreux também atuou na produção. Na foto, também está Lao Cheng, que vive no sopé da montanha que leva ao trecho da Muralha da China em Chengjiapu.


Agosto Palestra Cliente: Mercomóveis 2012

A Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina (Fiesc) promoveu durante a Mercomóveis 2012, em Chapecó, o seminário “Oportunidades de negócios no mercado chinês para os móveis brasileiros”. O encontro recebeu empresários, expositores e visitantes para a palestra com a ex-diretora de Relações Internacionais da empresa Radar China, Bruna Santos (foto). A palestra foi motivada pelo estudo setorial encomendado pela Fiesc ao Radar China no primeiro semestre.


Junho Inteligência Comercial Cliente: Fiesc O Radar China realizou estudo sobre o mercado moveleiro na China e as tendências de compra entre os varejistas, atacadistas e consumidores chineses.

Produção de Conteúdo Cliente: Revista Ensino superior Reportagem conta como é o sistema de Ensino Superior nas principais cidades chinesas: Pequim, Xangai, além de Hong Kong.


Maio Apoio à Missão Cliente: Governo do RS

O Radar China garante apoio a duas missões distintas ao país asiático, a do vice-governador gaúcho, Beto Grill, e do Semesp (Sindicado das Entidades Mantenedoras de Estabelecimentos de Ensino Superior no Estado de São Paulo). Os serviços envolveram tradução, produção de fotos e reportagens. Abaixo, equipe do Semesp em universidade de Hong Kong.

Cliente: Semesp


Inteligência Comercial Cliente: Público Radar China

O Radar China lança o último panorama gratuito sobre setores da economia chinesa em 2012: um relatório ilustrado mostra como é a internet na China. Os chineses já somam mais de 500 milhões de internautas, e todos eles precisam obedecer à censura local, que restringe o acesso a conteúdos considerados inapropriados pelo governo e até a sites

comuns aos usuários ocidentais, como Facebook, Twitter e Youtube. Claro que eles têm seus clones na China. Ao longo do primeiro semestre, o Radar também lançou panoramas sobre vinhos, futebol e mercado de luxo na China. O material, em português e gratuito, está disponível para download no website www.radarchina.com.


Abril

Fotografia Cliente: CNA

A Confederação Nacional da Agricultura e Pecuária (CNA) fez uma viagem de cinco dias à China e o Radar garantiu a cobertura fototográfica. Foram visitados órgãos governamentais, instalações logísticas, como o Porto de Tianjin (na foto ao lado) e o Porto de Xangai (terceira foto da esquerda para a direta, abaixo), além do Foro Brasil China, entidade informal que reúne empresários brasileiros que atuem ou tenham negócios ligados ao país asiático.


Março

Conhecimento

A República Pop da China - Do Nihao ao Know How foi o encontro promovido pela Altos Eventos (foto) e o Radar China. Os temas foram arte, arquitetura, música, moda, internet e aspectos da cultura contemporânea chinesa. Na Expodireto-Cotrijal, o Radar China falou sobre o agronegócio chinês e as pontecialidades para os brasileiros. Em março também foram lançadas as sessões Radar Móvel, em que convidados escrevem no site do Radar China, e de entrevistas. O objetivo é ampliar o acesso ao conhecimento e às percepções de chineses, brasileiros ou falantes de português acerca do País do Meio.


www.radarchina.com

Fred Clementi (empresário), Paula Coruja (jornalista), André Abujamra (músico), André Klotzel (cineasta), Bruno Porto (designer), Leonardo Colucci (arquiteto, ao centro, no primeiro trio), Leones Severo (analista de mercado), Paulo Mancini (fotógrafo, o do meio na segunda foto do trio), Lijia Zhang (escritora), Walter Rodrigues (estilista), José Ricardo dos Santos Luz Jr. (advogado) e Manuel Lopes (professor) já contribuíram para o Radar China. Acese e saiba o que eles pensam, falam, entendem sobre o país asiático. Se quiser submeter seu texto para apreciação, entre em contato@radarchina.com.


Produção, Edição e Planejamento de Conteúdo Editorial :: Veículos de comunicação e mercado corporativo brasileiros :: Textos, áudios e fotos para veículos online e impressos, além de rádios :: Vídeos para mídias online no Brasil Clipagem :: Acompanhamento dos principais veículos e redes sociais

Branding :: Inserção de marcas brasileiras na China e chinesas no Brasil Inteligência em Internet :: Digital PR em redes sociais populares no Brasil e na China :: Mapeamento de o que é novidade nos mercados brasileiro e chinês :: Relatórios sobre respostas às ações na internet :: Elaboração de websites para empresas e ou eventos


Networking estratégico :: Identificação de principais parceiros nos mais diversos setores Apoio a Missões Políticas e Empresariais à China :: Acompanhamento do roteiro e produção de press releases, fotos e vídeos :: Orientação sobre a cultura de negócios :: Apoio de equipe de tradutores

Coolhunting :: Identificação de comportamentos e tendências na Ásia, em especial China :: Elaboração de materiais customizados, nos mais diversos setores, como moda, arquitetura, automobilístico, design de interiores, gastronômico, luxo, e voltados a diferentes segmentos


Análise de Conjuntura :: Relatórios sobre conjuntura econômica e política. Panorama amplo e analítico de dimensões políticas, sociais, financeiras e comerciais do Brasil e da China Análise Setorial :: Relação e posicionamento da empresa e setor no mercado :: Tendências de longo prazo, ante questões políticas e econômicas :: Impactos setoriais nos negócios em função da estrutura do mercado Estudos e Pesquisas de Mercado :: Elaboração de pesquisas para avaliar viabilidade de negócios e principais estratégias para conquistar os públicos chinês e brasileiro Feiras setoriais e multissetoriais :: Assessoria para participação em feiras como expositor ou visitante :: Relatórios com os principais lançamentos e possíveis fornecedores :: Representação de clientes em feiras no Brasil e na China


Clipping

Quando o Radar China foi notĂ­cia


21 de dezembro

No post de despedida como correspondente da China no blog Vista Chinesa, o jornalista Fabiano Maisonnave escreveu: “De Pequim, o Radar China traz uma proposta de explicar e analisar o país que tem tudo para dar certo”. O texto na íntegra está em http://vistachinesa.blogfolha.uol.com.br/2012/12/21/ate-logo-china/

14 de dezembro

Sara Bodowsky, apresentadora do programa Tudo+, da TVCom, conversou com a sócia do Radar China Janaína Silveira. Os temas foram oportunidades de negócios, a vida no país asiático e alguns projetos realizados pelo Radar em 2012. Em tempo: onde Janaína fala QingMing, entenda QiXi. Houve uma confusão entre os dois festivais chineses.


16 de novembro

A censura à internet na China é bastante discutida dentro e fora do país. Mas quem está longe, muitas vezes não sabe como funcionam os caminhos para barrar o fluxo de informação. A sócia do Radar China Janaína Silveira concedeu entrevista ao portal Terra e explicou estes processos. A maior parte do conteúdo que não chega aos internautas chineses é barrado pelo Great Firewall of China, os mecanismos governamentais de censura, cujo apelido faz referência à Grande Muralha, ou Great Wall, em inglês.

9 de outubro

Reportagem sobre mercado classe A na China fala sobre análise do Radar China, ao lembrar: “O grupo Euromonitor diz que o mercado de luxo na China vem superando o mercado mundial por estar se beneficiando de uma rápida ascensão da classe média e do rápido desenvolvimento da rede de distribuição de luxo. Tanto que a empresa Radar China, que atua na inserção de marcas brasileiras no mercado chinês, aposta que, hoje, a China é o país de maiores possibilidades para quem deseja vender luxo, conforto, prazer e status.”.


17 de setembro O Jornal do Comércio, de Porto Alegre, traz reportagem sobre as oportunidades para os móveis brasileiros no mercado chinês de luxo. A antiga sócia do Radar China Bruna Santos foi entrevistada e comenta as principais tendências deste mercado. Bruna informa: “Em 2011, cinco empresas brasileiras (duas catarinenses, uma gaúcha, uma paranaense e outra mineira) exportaram móveis para a China. O valor ainda foi pequeno, US$ 36,2 mil dólares, quase nada comparado aos US$ 91 milhões da Itália e aos US$ 88,9 milhões da Alemanha. Mas é um começo”.

31 de agosto

A revista IstoÉ discute as cidades fantasmas e o temor de uma bolha imobiliária na China. A ex-diretora de Relações Internacionais do Radar China, Bruna Santos, analisa: - O pouso suave é uma tentativa de frear o aumento e o estouro da bolha. O mundo olha para a China como um propulsor da economia e o principal temor é que o país não consiga sustentar a meta de pouso suave. Assim, caso haja um “pouso forçado” da economia – o que alguns especialistas já preveem – o alerta de uma forte recessão mundial vem por aí - diz Bruna.


31 de agosto

A palestra da ex-sócia do Radar China Bruna Santos na Mercomóveis 2012 foi tema de reportagem da Revista Portuária, de Santa Catarina. O encontro debateu as oportunidades de negócios para o setor moveleiro em uma eventual estratégia no mercado chinês.

28 de março O site As Patrícias divulgou o bate-papo organizado pelo Radar China e a empresa Altos Eventos em Porto Alegre sob cultura pop e a China Urbana e contemporânea. De quebra, ainda garantiram: o evento era imperdível para quem quisesse ver uma China sob um ângulo diferente, pelos olhos de quem vive por lá.


14 de março

O guia de eventos Cool Guide, que seleciona o que acontece em Porto Alegre em termos de networking, workshops e programas para quem quer angariar mais conhecimento, destacou o bate-papo feito pelo Radar China junto à empresa Altos Eventos como um dos pontos altos na capital gaúcha em 2012.

19 de fevereiro Carnaval pode ser a coisa mais comum do mundo para os brasileiros, mas em Pequim, muita gente não faz a mínima ideia de o que se passa no país trocipal. A sócia do Radar China Janaína Silveira foi entrevistada em reportagem do Global Times, jornal ligado ao governo e voltado a temas internacionais. “Conheço apenas festas em casas de amigos”, disse Janaína ao jornal, ao referir-se a Pequim. parties happening at friend’s houses,” said Janaína Silveira, a 34-year-old Brazilian who works in PR Confira no original, em in- in Beijing. “In Brazil we say the year only starts glês: “I only know of private after Carnival,” Silveira added.”


Quem faz o Radar

Janaína Silveira janaina@radarchina.com @chinainblog

Jornalista, mora em Pequim desde 2007, onde atuou por 3 anos na agência estatal de notícias chinesa Xinhua, principal braço midiático do governo. Está à frente do Radar China desde 2011. Da China, já colaborou para veículos brasileiros, como as revistas Piauí, Veja e Carta Capital. Do contato com os brasileiros que vivem e trabalham no país asiático e conhecendo as potencialidades do mercado chinês, percebeu que faltava apoio especializado e sob medida para que o Brasil e seus produtos, iniciativas e cultura conquistassem corações e mentes chineses. É a essa missão que ela se dedica agora, com afinco, bom humor e criatividade.


Por que Radar China? A relação Brasil-China é pautada por mitos, paradigmas e contradições. Uma empresa de comunicação, marketing e relações internacionais com cultura brasileira e com experiência em China pode ser decisiva para dirimir dúvidas, orientar procedimentos, evitar gafes e garantir o melhor entendimento possível entre as sociedades chinesa e brasileira - e vice-versa. Atentos aos movimentos nos dos países, propomo-nos a enfrentar a complexidade destas relações, respondendo com agilidade ao fluxo de informações e às constantes modificações de ideias, conceitos e cenários.

Mas afinal, o que é “falar português e entender o chinês?” É o que nos torna diferentes de todas as outras empresas ao atuarmos com informação, estratégia e inteligência sobre a China para o Brasil. Quer ver? :: Oferecemos SOLUÇÕES criativas e sob medida, garantindo resultados satisfatórios às realidades brasileira e chinesa :: Otimizamos o TEMPO e o DINHEIRO. Nosso atendimento é todo em português, facilitando a comunicação e o entendimento das necessidades do contratante :: Somos um FACILITADOR. Entendemos o desejo do cliente, conhecemos as estratégias corretas para o público chinês e assim, promovemos RESULTADOS :: Priorizamos o RELACIONAMENTO. Em um país onde as relações interpessoais são tão importantes quanto o contrato, o networking Radar China faz a diferença na hora de conquistar espaços, clientes e negócios.


Consultoria em comunicação, marketing e relações internacionais

contato@radarchina.com www.facebook.com/radarchina

www.twitter.com/radarchina


Portfólio Radar China 2012  

Projetos realizados em 2012 e a carta de serviços da empresa

Advertisement
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you