Issuu on Google+

Gazeta Maiquiniquense

A EXPRESSÃO DA REALIDADE Maiquinique-Bahia – Ano III – Edição13 – Agosto de 2011 – Tiragem 800 exemplares

É O TERROR! PREFEITURA MANTÉM CONTRATO COM EMPRESAS FANTASMAS!

As denúncias se baseiam em supostas irregularidades na contratação de empresas fantasmas para a prestação de serviços em eventos, na saúde, e na aquisição de gêneros da (polêmica) merenda escolar.._________________________________________________________________________________ Pág. 5

MAIS DE R$230.000,00 PAGOS POR ANO A EMPRESAS FANTASMAS

C

LÍNICA MÉDICA A SAÚDE. CONTRATOS DE R$3.286,00 MENSAIS E NO LOCAL DA EMPRESA, UM POSTO DE SAÚDE PÚBLICO. Pág. 5

DIVERSAS IRREGULARIDADES NA PAVIMENTAÇÃO DE RUAS EM MAIQUINIQUE

MAIQUINIQUE AUMENTO DA CRIMINALIDADE ASSUSTA MORADORES Um aumento acentuado no número de furtos e roubos nos últimos meses em Maiquinique vem assustando os moradores da cidade, que apesar da crescente onda de crimes, ainda ostenta o “título de cidade pacata”.____Pág. 6 A CIDADE MST REALIZA PASSEATA EM MAIQUINIQUE PEDINDO PAZ E JUSTIÇA NO CAMPO O Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) de Maiquinique realizou no último dia 03, uma passeata pelas Ruas, Praças e Avenidas da cidade, pedindo Paz no Campo, e a revogação do Mandado de reintegração de posse das Fazendas Engazeira/Gameleira e Alegria._________________Pág. 4

O

calçamento de ruas é uma das ações das quais o governo municipal de Maiquinique mais se orgulha e glorifica. No entanto, apesar de a Prefeitura Municipal de Maiquinique ainda está tocando adiante o projeto de pavimentação, algumas vias maiquiniquenses que foram beneficiadas com o projeto já estão com o calçamento danificado. A maioria das ruas recém pavimentada os bloquetes de cimento estão simplesmente se desfazendo!______________________________Pag. 6

SOCIAL A HISTÓRIA DE UM VENCEDOR PEQUENO RESUMO DA TRAJETÓRIA DO SAUDOSO SENHOR ALMERINDO FERRAZ, DONO DE UM INCANSÁVEL ESPÍRITO DE LUTA E PERSEVERANÇA._______________Pag.8

Pag. 8

CONCURSO DE QUADRILHA AGITOU ESCOLAS DO MUNICÍPIO E ZONA RUAL O EVENTO OCORRIDO NOS DIAS 21 E 22 DE JULHO CONTOU COM A PARTICIPAÇÃO DE TODAS AS ESCOLAS MUNICIPAIS, E TEVE DISPUTA ACIRRADA_Pag.8

REFLEXÕES REALIZAMOS O FÓRUM E AGORA? No dia 8 de Junho aconteceu em nossa cidade o I Fórum Municipal de Segurança Pública. Mas, apesar das inúmeras proposições que foram colocadas em pauta nas discussões do Fórum, a população se viu decepcionada quanto as suas expectativas sobre o evento.____Pág. 7


E EDITORIAL

É

GAZETA MAIQUINIQUENSE PÁGINA 2

SENHOR ALMERINDO, EXEMPLO DE VIDA tos no ano de 1977 a 1982. Nesse período foi vice-presidente da Casa Legislativa de Maiquinique e também 1° secretario da mesma. Sempre estava aparte das leis, defendia criticava e dava suas opiniões como um veterano da política. Nos seus palanques da Vida discursava com firmeza e serenidade, despediu-se da política, honrando os seus eleitores. Com os Filhos formados e Esposa já trabalhando, Deus concedeu outro presente um neto, Lwanderson Ezequiel Brito dos Santos Ferraz, que foi criado por Almerindo e Nascimar. Agora sim sou capaz de fazer um relato fidedigno do que foi conviver com Almerindo Ferraz; meu pai, meu mestre, amigo, conselheiro, confidente. O homem que me ensinou o significado da humildade, da confiança, da honestidade. Foram meus pais que me ensinaram os valores de ser uma pessoa de caráter, da palavra empenhada, da paciência e do perdão. Princípios que moldam nossa personalidade e dignificam nossa existência. Foram eles que me ajudaram a escrever minhas primeiras palavras; incentivaramme e ensinaram-me a importância de adquirir cultura e conhecimento. Foram eles que me impulsionaram a galgar caminhos tortuosos e difíceis, mas capazes de realizar sonhos. E, por falar em sonhos, foram os meus pais que me ensinaram que querer é poder, bastando apenas fazer uso de uma receita simples: dedicação, esforço e perseverança. Dentre as várias homenagens que meu pai recebeu, em 01 de Outubro de 2007 foi condecorado com um Título de Cidadão Honorável em reconhecimento aos relevantes serviços prestados frente ao Legislativo na função de Vereador de Maiquinique. Eu Ezequiel tive o privilegio de conviver com ele 19 anos da minha vida, um tempo único, convivi com o homem mais encantador que um dia pude imaginar, com um pai exemplar, tempo de muitas alegrias e de tristezas. Com passar do tempo meu Pai Almerindo Ferraz deu uma recaída com o problema de coração, mas mesmo assim nunca deixou de fazer o seu papel de um pai amoroso com toda a sua dedicação sempre forte e otimista, sempre mostrando que era mais forte que a doença. Mas chega um momento que não podemos questionar a vontade de Deus o único que nos dar e tira o bem mais precioso que é a vida, e foi com muita tristeza e dor que no dia 10 de Maio de 2011 que toda nossa família se entristeceu... Perdemos uma pessoa querida e amada por todos os amigos que o conhecia; o meu Pai, meu herói Almerindo Ferraz dos Santos. Com muita emoção que termino essa resumida biografia, e quero fazer um apelo a você jovem ame teu pai e tua mãe, respeite-os e não tenham medo ou vergonha de dizer eu te amo, pois chega um momento que não estará mais perto de nós. Almerindo Ferraz do Santos foi velado na sua residência onde morou por 25 anos, deixando a esposa, dois filhos e quatro netos. Senhor Almerindo e Esposa: Foto: Arquivo da Família

com muito prazer e emoção que aceitei um pedido para que eu escrevesse uma sucinta biografia de meu pai, Almerindo Ferraz dos Santos. Como não poderia deixar de ser, seria impossível que minhas impressões de filho não ficassem impregnadas na narração desta fantástica trajetória; a história de vida daquele que um dia me ensinou o significado do que é realmente viver. Almerindo Ferraz dos Santos nasceu na cidade de Maiquinique – Bahia, no dia 09 de Outubro de 1941, o 3º filho de Corina Ferraz Vieira e Adilon Bispo dos Santos. Meu pai foi um menino criado na fazenda, com os pés no chão, ciente de suas dificuldades e da realidade que o cercava. Contou-me inúmeras vezes que mesmo diante das dificuldades sempre tinha tempo para dar Graças a Deus pela vida que levava, O tempo passou e quando seus 10 anos se completaram, ele saiu de sua casa para morar e trabalhar em uma pequena mercearia do seu tio, Dario Ferraz Vieira ali morou e conviveu ao lado dos filhos do senhor Dario Ferraz. Almerindo estudava em uma casa de uma família que ali morava perto. Mas a biografia de Almerindo Ferraz apenas se torna completa quando ele conhece, Nascimar dos Santos Brito Ferraz, que tornou a sua esposa. Ele casou com 28 anos, no dia 25 de Dezembro de 1969; na Igreja Católica Matriz de Maiquinique. A partir de então, a biografia de um se confunde com a biografia do outro, passam a fazer parte de uma mesma história. Quando casados comprou-lhe a venda do teu tio. Deus os abençoou com 2 filhos, sendo uma menina chamada Irinéia Carla Brito dos Santos e um menino Jerry Brito dos Santos. Ali trabalharam e viveram ao lado da esposa e filhos por 8 anos. Como era muito trabalhador, com recurso da pequena mercearia comprou o primeiro carro um Jeep 1974, com esse carro prestou vários serviços para com o povo que morava na região da Piabanha, local onde comprou uma parte de terra. Com a morte do teu Pai e tua Mãe, herdou-se também outra pequena parte de terra, trabalhou e com recurso próprio conseguiu ampliá-la. Almerindo deu o nome à fazenda de Veneza, em uma humilde Cede criou os filhos e com o passar do tempo os teus filhos foram crescendo e a preocupação de Almerindo era com os estudos dos filhos e da sua esposa, pois o ensino médio era à noite e não teria como eles retornarem a fazenda, pois a mesma ficava a 7 E EXPEDIENTE quilômetros da cidade de MaiquiniGazeta Maiquiniquense que. A solução foi mudar para a cidade. Comprou uma casa na Rua Blog: Maiquiniquevista.blogspot.com Zeferino Silveira Filho, muitos deE-mail: safios foram enfrentados; mas ele gazetamaiquiniquense@hotmail.com Diagramação: Rafael de Jesus sempre superou todos. Redação: Juliano Silveira Rafael de Jesus Como era muito querido por todos Fone: (77) 9117 8584 / 9117 8383 na zona rural e na cidade, ingresRua Hélio Silveira, 27 Bairro União Operária sou na política; candidatou-se a Maiquinique-BA vereador, e foi eleito com 186 fo-

Redigida por Lwanderson Ezequiel Brito dos Santos Ferraz, Filho e Neto de Almerindo Ferraz do santos (In memória)


RECLAME

GAZETA MAIQUINIQUENSE PÁGINA 3

MORADORES RECLAMAM DA QUALIDADE DA ÁGUA EM MAIQUINIQUE

O

s moradores de Maiquinique estão reclamando da má qualidade da água distribuída pela EMBASA. Segundo reclamações de alguns leitores do Gazeta Maiquiniquense e da nossa p á g i n a n a i n t e r n e t (Maiquiniquevista.blogspot.com), a água que sai das torneira estão com uma cor totalmente fora dos padrões, além de apresentarem cheiro estranho e alto teor de cloro. Estes fatos foram constatados por vários moradores de diferentes bairros do nosso município. Análises feitas pela própria EMBASA demostra anomalias na qualidade da água distribuída pela empresa em Maiquinique. As análises consultadas no site d a e m p r e s a (www.embasa.ba.gov.br) mostram que, a respeito da cor, foram apontadas diversas inconformidades nas amostras analisadas nos meses de fevereiro, abril e maio deste ano. O índice de turbidez também apontou ÁGUA, UM DIREITO DE TO- inconformidades, de cada 14 DOS amostras analisadas no mês de

maio, apenas 7 estavam dentro da normalidade. Foram apontadas também inconformidades quanto ao número de cloro residual e coliformes totais em algumas amostras. Vale lembrar que, na distribuição de água, por ser um serviço público de necessidade básica, a população paga apenas pelos serviços prestados, e não pela água em questão. Porém, esse serviço muitas vezes tem sido negligenciado, e nós, os contribuintes que pagamos um preço muito alto para usufruir desse serviço, somos logrados em nossos direitos. Ou seja, pagamos caro por um serviço “capenga”, e cheio de falhas que já deveriam ter sido resolvidas há muito. Desse modo, é necessário que a população cobre providências urgentes da Embasa para a solução desses e de outros problemas na distribuição de água em nosso município. É importante também que a população se reúna com seus representantes e proponham sugestões e cobrem deles soluções para resolvermos esse problema do fornecimento de água em Maiquinique.

A FORÇA DO POVO DE DEUS

S

Nunca na história de Maiquinique evento, social, político ou religioso, conseguiu reunir tantas pessoas em um só lugar, como a Festa Municipal dos Evangélicos. Nos dias de hoje, onde a violência, a corrupção, a criminalidade e as drogas assolam nossa cidade, parece até improvável que tantas pessoas se reúnam em nome de Deus. Mas, nos dias 20 e 21 do último mês de maio, mais uma vez a comunidade Evangélica e demais cidadãos de nossa cidade provaram que é sim possível um mundo melhor, mais humano, mais cristão, com “A PRESENÇA DE DEUS UNGINDO CADA UM DE NÓS”. Uma multidão de pessoas partiu de uma concentração no bairro Bela Vista, rumo às ruas de nossa cidade, até se encontrarem na Praça Wiliam Valadão, onde puderam prestigiar a maior festa popular de Maiquinique e declarar em um

grande uníssono: MAIQUINIQUE É DO SENHOR JESUS! A festa já está em sua 10ª Edição, e esse ano foi especial por que, além da presença garantida de vários cantores gospel de nossa terra, pode contar ainda com a presença do cantor Mattos Nascimento, que inclusive gostou da calorosa recepção dos nossos cidadãos, e prometeu durante o show que iria voltar. FOTO:MAURO MELODIA

e algum dia lhe perguntar: Qual o maior evento popular de sua cidade? Sem hesitar responda; A festa Municipal do Evangélico.

A festa serviu como um elo entre aqueles que ainda não são cristão e a oportunidade de ser salvo aceitando a palavra de Deus. Assim, o que restou foi à certeza de que os Maiquiniquenses, assim como todos os brasileiros, tem cada vez mais fé, independentemente das dificuldades diárias da vida. Parabéns a toda a comunidade evangélica organizadora do evento, e aos cidadãos que a prestigiaram e contribuíram para torna-la possível. MAIQUINIQUE É DO SENHOR JESUS!


Notícias

GAZETA MAIQUINIQUENSE PÁGINA 4

MOVIMENTO MST DE MAIQUINIQUE REALIZA PASSEATA PEDINDO PAZ E JUSTIÇA NO CAMPO FOTO:MAURO MELODIA

dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) mento para a efetividade da reforma agrária em nosso país, e O Movimento de Maiquinique realizou no último dia 03, uma passeata a sua grande influência na produção agrícola em nosso munipelas Ruas, Praças e Avenidas da cidade, pedindo Paz no Campo, e a revogação do Mandado de reintegração de posse das Fazendas Engazeira/Gameleira e Alegria. O movimento reuniu centenas de membros dos dois acampamentos do município e de municípios vizinhos, além de contar com a participação de autoridades políticas, membros da sociedade civil e representantes da impressa local. Durante a passeata, os trabalhadores pediram o apoio da comunidade e das autoridades constituídas no intuito de combater a violência e o preconceito da sociedade. Também clamaram por providência da polícia e da justiça quanto às denúncias de ameaças de morte que os mesmos vêm sofrendo por parte de alguns pecuaristas e latifundiários que são contra o movimento MST. Na oportunidade foram distribuídas centenas de cópias de uma CARTA ABERTA A SOCIEDADE, onde é apresentada uma síntese da história do movimento em nossa cidade, descrevendo os principais eventos ocorridos durante as ocupações (e não invasões), além de reforçar o pedido de apoio da nossa comunidade em prol do movimento MST.

cípio. O mesmo colocou ainda que um dos objetivos do movimento é fazer com que a terra cumpra com a sua função social, gerando emprego e renda para as famílias carentes, e também de ajudar no desenvolvimento da economia da cidade e do Estado com produção de alimentos e o combate a fome através do processo da agricultura familiar. Wiliam ressaltou também a importância da união do movimento, que hoje conta com mais de mil famílias assentadas na região, e que tem se engajado cada vez mais no movimento no intuito de fazer valer os seus direitos garantidos pela constituição. “O movimento é um movimento só [...] hoje nós temos mais de mil famílias assentadas nessa região, entre Maiquinique e Macaraní “ – Disse Wiliam.

O mesmo esclareceu ainda que o objetivo do movimento é apenas garantir os direitos do cidadão quanto à reforma agrária, e que o movimento repudia qualquer tipo de violência, prezando sempre pela paz e pelos princípios constitucionais. No fim da entrevista, Wiliam deixou ainda um convite à comunidade Maiquiniquense que compareça sempre que puder aos acamEm entrevista exclusiva ao jornal Gazeta Maiquini- pamentos para conhecerem um pouco mais de suas lutas e quense e ao Maiquinique Vista, o coordenador do movimen- sua história, e saber mais sobre a filosofia do movimento to em nossa cidade, Wiliam, falou da importância do moviMST, e suas reivindicações.


denúncias NOVAS DENÚNCIAS ENVOLVENDO A PREFEITURA DE MAIQUINIQUE GAZETA MAIQUINIQUENSE PÁGINA 5

M

ais uma denúncia envolvendo a prefeitura de Maiquinique. As denúncias se baseiam em supostas irregularidades na contratação de empresas fantasmas para a prestação de serviços de saúde e culturais, e para a aquisição de gêneros da (polêmica) merenda escolar. As denúncias foram feitas por moradores do município de Macaraní, cidade onde estariam instaladas as empresas, DJS COMÉRCIO DE ALIMENTOS LTDA, CLÍNICA MÉDICA A SAÚDE LTDA e a empresa de eventos LE PUBLICIDADE. Nossa reportagem resolveu ir a campo, e descobriu que todas as empresas mencionada nas denúncias acima simplesmente não existem nos endereços que constam nos contratos assinados com a prefeitura de Maiquinique.

NO LOCAL ONDE DEVERIA FUNCIONAR UMA EMPRESA DE DISTRIBUIÇÃO DE GÊNEROS ALIMENTÍCIOS, FUNCIONA HÁ MAIS DE 1 ANO UM SIMPLES RESTAURANTE.

A empresa DJS COMÉRCIO DE ALIMENTOS LTDA é a responsável pela distribuição de gêneros alimentícios para a merenda escolar, e, de acordo publicação no diário oficial da prefeitura nº 369 de 02 de março de 2011, a mesma recebe a quantia de R$ 134.820,00 pela distribuição desses gêneros. No entanto no local onde deveria está localizada a empresa (Rua Damásio Ferreira, nº 160, Macaraní-Ba), funciona há mais de um ano um restaurante (Restaurante Hércules), onde a proprietária do estabelecimento disse não ter conhecimento de nenhuma empresa de alimentos naquele endereço ou naquela localidade.

CLÍNICA MÉDICA A SAÚDE. CONTRATOS DE R$3.286,00 MENSAIS E NO LOCAL DA EMPRESA, UM POSTO DE SAÚDE PÚBLICO.

A empresa CLÍNICA MÉDICA A SAÚDE LTDA, é outra empresa FANTASMA constatada por nossa reportagem. A empresa que deveria prestar serviços de cçínica geral e ultrassonografia a serem realizados no HOSPITAL MUNICIPAL DE MAIQUINIQUE, recebe valores mensais entre R$

2.462,00 e R$ 3.286,00. No entanto, ao nos dirigirmos ao endereço onde deveria está localizada a referida clínica (Praça 03 de Abril, s/n, Bairro Marjorie Parque, MacaraníBA), nada encontramos. Perguntamos a alguns cidadãos, residente daquele local a respeito da tal clínica, e os mesmo disseram nunca ter existido clínica médica naquela localidade, com exceção de um posto de saúde pública (PSF).

Já a LE PUBLICIDADE LTDA, é uma empresa responsável pela prestação de serviços em eventos festivos realizados pela Prefeitura de Maiquinique, e vem consumindo uma exorbitante quantia na realização das festas populares e nossa cidade. A mesma deveria está localizada á Rua São Lourenço, nº 36, Centro, também na cidade de Macaraní-BA. Mas novamente nos deparamos com uma casa onde a moradora disse “não conhecer nenhuma empresa desse tipo” naquela localidade. Para o último evento realizado por essa empresa fictícia em nossa cidade, o São João, foram pagos inacreditáveis R$ 51.000,00 pela contratação das bandas que tocaram no evento, e absurdos R$ 26.950,00 pela contratação do Som! Vale salientar que, tanto a LE PUBLICIDAE e a DJS COMÈRCIO DE ALIMENOS LTDA, já foram alvo de denúncias no ministério público. Após termos comprovado estas denúncias enviadas a nós pelos cidadãos da cidade de Macaraní, colhemos diversas provas dessas irregularidades e estaremos encaminhando ao ministério público um dossiê contendo informações acerca desses absurdos tão gritantes, no intuito de que seja aberta uma investigação a fim de se apurar os fatos. O vereador Juliano Silveira (PDT) relatou que estará propondo na câmara a abertura de uma CPI para investigar as denúncias feitas pelo Jornal Gazeta Maiquiniquense.


A CIDADE AUMENTO DA CRIMINALIDADE ASSUSTA CIDADÃOS

GAZETA MAIQUINIQUENSE PÁGINA 6

M

aiquinique: Um aumento acentuado no número de furtos e roubos nos últimos meses em Maiquinique vem assustando os moradores da cidade, que apesar da crescente onda de crimes, ainda ostenta o “título de cidade pacata”. Nos últimos meses já foram registrados dezenas de roubos e pequenos furtos. Os ladrões não poupam nem os logradouros públicos, invadindo escolas e furtando diversos materiais e gêneros alimentícios. Os arrombamentos tem sido constantes nas últimas semanas, uma vez que o alvo preferido dos bandidos são as casas de moradores, que ficam vazias por ocasião de seus donos estarem viajando, ou trabalhando. Outra prática de crime que vem assustando a nossa cidade é o roubo de motos. A polícia se mostra ineficiente na intimidação aos ladrões, e

segundo alguns moradores, a partir das 0:00 horas não é mais possível ver qualquer policial nas ruas, ou a viatura fazendo a ronda noturna. O aumento do consumo de drogas também é um dos principais motivos para o aumento da criminalidade em nossa cidade. No entanto, não se observa nenhum programa público social de nossas autoridades, ou alguma ação enérgica da Polícia, para frear esse mal que “esta matando os nossos jovens”. A população reclama ainda que, a falta de uma guarda municipal em nosso município, contribui para a ação dos bandidos. Maiquinique possui vários guardas municipais aprovados em concurso público, e que estão ocupado funções inversas a sua profissão. É preciso que o poder público, e a câmara de vereadores revejam esse quadro, e elaborem um projeto para a ativação da guarda municipal, a fim de trazer mais segurança para os munícipes de nossa cidade.

DIVERSAS IRREGULARIDADES NA PAVIMENTAÇÃO DE RUAS

O

calçamento de ruas é uma das ações das quais o governo municipal de Maiquinique mais se orgulha e glorifica. No entanto, apesar de a Prefeitura Municipal de Maiquinique ainda está tocando adiante o projeto de pavimentação, algumas vias maiquiniquenses que foram beneficiadas com o projeto já estão com o calçamento danificado. É o caso da “7 de Abril”, no bairro Alto da Colina.

CARTÃO VERMELHO

C

artão Vermelho para a Prefeitura de Maiquinique que ofereceu uma premiação vergonhosa de apenas R$ 5.000 reais para o maior evento esportivo de nossa cidade, o

Em uma parte da citada rua os bloquetes tavo, que segundo as normas da ABNT, nas de cimento estão simplesmente se desfazen- NBR 9780 e NBR 9781 deveriam ter duração média de 10 anos, já se esfarelaram do. quase que por completo em pouco menos de 1 ano!

Devido ao fato de o calçamento, de péssima qualidade, está se desfazendo com a Para uma obra que está custando R$ mesma facilidade com que um comprimido efervescente se desmancha em um copo 780.000,00 mil (Fonte; portaldatrasnparend’água, a população em tom de deboche cia.gov.br) para os cofres públicos, os trabalhos deveriam ser melhores e com mais apelidou os calçamentos de “Sonrisal”. qualidade. Agora, pelo que se percebe terão Outra rua que também vem apresentando que fazer retoque, com o dinheiro que poproblemas é a Rua Zeferino Silveira, no deria ser usado para outra finalidade. Reentorno do colégio Altair Meira. Lá tam- cursos desperdiçados inescrupulosamente. bém a pavimentação com os bloquetes sex-

Campeonato Municipal de Futebol Amador, ao passo que gastou a exorbitante quantia de R$ 14.500,00 (Catorze mil e quinhetos reais) na contratação dos árbitros que apitarão os jogos. Parece piada, mas é a mais pura verdade; A premiação das equipes que, sem apóio ou patrocínio dão tudo de si para fazerem um campeonato dígno e a altura do nosso bom futebol, será quase 300% menor que o valor pago aos árbitros.


REFLEXOES

N

GAZETA MAIQUINIQUENSE PÁGINA 7

REALIZAMOS O FÓRUM, E AGORA?

o dia 8 de Junho aconteceu em nossa cidade o I Fórum Municipal de Segurança Pública. A população se reuniu em grande número na I Igreja Batista para debater e discutir assuntos relacionados à nossa segurança, e buscar meios alternativos para conter o aumento da violência e da criminalidade em nossa cidade. Apesar das inúmeras proposições que foram colocadas em pauta nas discussões do Fórum, a população se viu decepcionada quanto as suas expectativas sobre o evento, o que deixa claro o sentimento de desconfiança dos cidadãos quanto à eficiência e eficácia do Fórum em questão. Muitos munícipes definiram como “hipócrita” a atitude e a postura de alguns homens públicos, representantes do povo, diante das situações e circunstancias que antecederam a realização do fórum, e também durante os seus debates. Isso porque, diante do descrédito crescente da população em relação a administração pública de nosso município, os cidadão acreditam que muitos políticos estavam ali esperando apenas tirar algum proveito da situação. A situação foi de tamanho vexame para os nossos representantes legais que, o representante maior do Prefeito na câmara legislativa do município, o presidente Carlito Barbosa, fora VAIADO em coro pelo público presente. A parte isso, as tão esperadas e desejadas SOLUÇÕES, foram apenas poucos que propuseram. Uma frase da deputada estadual pelo Rio de Janeiro, Cidinha campos, resume muito bem as reais intensões dos nossos representantes com o fórum em questão. Durante um pronunciamento na assembleia legislativa do Rio ela declara que exis-

tem dois tipos de discursos: O DISCURSO A FAVOR OBRIGATÓRIO, e o CONTRA OBRIGATÓRIO. O A FAVOR OBRIGATÓRIO é quando a galeria está cheia e todo mundo quer agradar aqueles que foram lhes visitar. E o CONTRA OBRIGATÓRIO muitas vezes vem de reuniões “ocultas”, longe dos olhos da população. Foi o que aconteceu logo após o término do Fórum, onde algumas “autoridades” se dirigiram para a mansão do prefeito, para as suas reuniõezinhas secretas. Todos sabemos que existem figurinhas carimbadas da administração pública que não estão nem aí para a segurança de nossa cidade. Eles querem mesmo é ver o circo pegar fogo, pois para eles, quanto pior, melhor. Essas pessoas não vão ajudar Maiquinique. Quem pode ajudar nossa cidade na solução dessa problemática não são aqueles que nos levam ao aplauso fácil, mas sim aqueles que nos levam a uma mesa de discussão, em busca de alternativas efetivas. Foi isso o que propôs o Pastor Arnaldo, o Dr. Jesinho, o Dr. Gilmar e o vereador Juliano, ao sugerirem a criação de um Conselho Municipal Autônomo e independente. Talvez estes vocês não aplaudam, mas uma coisa é certa. Esta na hora de vocês amadurecerem. Por que enquanto uns querem encarar o problema de frente, discutir e procurar soluções, outros querem apenas ficar bem na foto, afinal, ano que vem é ano político, e os índices de rejeição estão altíssimos. Esse é o único caminho a se seguir, pois o resto caros leitores, É FOLCLORE!


COLUNA SOCIAL

GAZETA MAIQUINIQUENSE PÁGINA 8

H

á mais de oito anos, a primeira igreja batista vem desenvolvendo o projeto "dia batista de ação social". O dia batista de ação social é um programa de apoio e assistência à comunidade carente de Maiquinique, que procura assistir a comunidade menos favorecida em diversas áreas sociais; Do recreativo, com a distribuição de brinquedos e realização de brincadeiras para alegria geral da comunidade, ao clínico, com a presença de médicos para realização de consultas, dentistas e enfermeiros. Na oportunidade do evento a população também pode contar com a distribuição de cestas básicas, leite, pães e sopas, roupas, cobertores, calçados, etc. Esse é um projeto que conta com o empenho dos membros da Igreja, que incansavelmente estão sempre buscando se superar apenas pela motivação de ajudar e levar um pouco de esperança ao próximo. Esse projeto, com certeza, já ficou marcado na cidade, conquistando o respeito e a admiração de toda a comunidade Maiquiniquense e das cidades circunvizinhas, uma vez que ação tão bela como essa vem se

tornando referência para as demais igrejas da região.

CONCURSO DE QUADRILHA: ESCOLAS DERAM SHOW! ção do grupo de dança da Igreja Católica. Além das coreografias inovadoras das quadrilhas estudantis, outra apresentação chamou bastante atenção foram os figurinos das dançarinas. Estas capricharam nos vestidos e saias de renda, apresentando figurinos bastante característicos das coreografias apresentadas. FOTO:MAURO MELODIA

principalmente quando vemos o brilho nos olhos dessas crianças. Nesse trabalho, procuramos preservar a cultura popular, homenageando a festa do vaqueiro em nossa cidade, e isso foi reconhecido”. A gestora agradeceu ainda a comissão organizadora da festa pelo belíssimo trabalho que desempenharam. A Festa contou ainda com apresentaFOTO:MAURO MELODIA

scolas deram um verdadeiro show no concurso de quadrilha. O evento, aconteceu nos dias 21 e 22 de junho, na Praça Wiliam Valadão, e contou com a participação de todas as escolas municipais, incluindo o colégio Estadual Altair Meira. Duas escolas sagraram-se campeãs: A escola Nelson José Oliveira (zona urbana), e a escola Francisco Gobira (Pouso Alegre). Ambas deram um verdadeiro show de simpatia e alegria. As escolas concorreram em duas categorias: grupo A e B. Na primeira, competiram alunos do 1º ao 5º ano; na segunda, concorreram os alunos do 6º ao 9º ano e ensino médio. No grupo A, as escolas Nelson José Oliveira, Simões Filho e Edvaldo Flores conquistaram o 1º, 2º e 3º lugares, respectivamente. Já no Grupo B, as escolas Francisco Gobira, Nataniel Souza Silveira e Altair Almeida Meira ficaram com o 1º, 2º e 3º lugares, respectivamente. Muito emocionada, a diretora da Escola Nelson Oliveira, Monique Farias, disse que só tem a agradecer pelo o empenho dos alunos e o apoio das famílias das crianças, que colaboraram com a iniciativa há durante todos os ensaios. Ressaltou também que o sentimento que fica agora é a “Sensação de dever cumprido,

FOTO:MAURO MELODIA

E

PARABÉNS A TODAS AS ESCOLAS PARTICIPANTES!!!


GAZETA MAIQUINIQUENSE EDIÇÃO 13