Page 3

A cíclica busca pela Rota das índias Voltando um pouco, perto do ano 1100 a.C., surgiram as cruzadas como política de expansão da igreja católica, e os combatentes voltavam com as mãos cheias de riquezas para comercializar nas cidades europeias. Uma venda aqui e ali e nasceu a burguesia; guerra vai e guerra vem, chega a fome e a decadência sistêmica estimula a expansão pelos mares para uma possível nova entrada de riqueza. Quem nunca ouviu falar da grande corrida pela rota das Índias? Pois bem, aqui o nosso interesse é justamente nos fatores que contribuíram para o sucesso do comércio, a logística, a distribuição, o mercado e o diferencial da mercadoria. Mais alguns séculos rodaram, a civilização ocidental assistiu a épocas Luz, a revoluções e, de repente, os aglomerados urbanos cresceram e o artesão foi substituído pelo vapor. Desenvolvemos tecnologias para pro-

duzir em massa e o capital passou a fazer capital, chegamos aos Tempos Modernos. Em 1971, até os Estados perceberam que de nada valia guardar o ouro em cofre público e o padrão monetário estabelecido em Brentton Woods (1944) foi deixado de lado. E, justamente nos anos 70, o e-commerce nasce, possibilitado pelas tecnologias informacionais de EDI (Eletronic Data Interchange) e de EFT (Eletronic Fund Transfer), em que as ordens de compra e as faturas podiam ser enviadas digitalmente — depois disso, os cartões de crédito invadiram os mercados. Coincidência ou não, o e-commerce surgiu como um processo de vantagem comercial, um processo em que foi possível trocar informações financeiras digitalmente, reduzindo custos e crescendo a assertividade. O comércio eletrônico, então, pode ser utilizado no B2B. A nossa busca pela rota das Índias é ad infinitum no capitalismo, no entanto, quando a logística geográfica passa a ser uma commodity, outra Índia passamos a procurar.

E-commerce e a emulação das dinâmicas sociais

E-commerce e a emulaçã  

E-commerce e a emulação das dinâmicas sociais Por: Rodrigo Arrigoni

E-commerce e a emulaçã  

E-commerce e a emulação das dinâmicas sociais Por: Rodrigo Arrigoni

Advertisement