Page 1

mestre em estatísticas De vendedor de livros a um dos maiores conhecedores de estatística, cartografia e geografia da região. Este é Florêncio de Oliveira, funcionário público há 40 anos e todos dedicados ao IBGE. B3

MAURÍCIO BARRETO

o que (não) me pertence

A2

VITO DINIZ

soluções modernas

A2

ANDRÉ PINTO

potência para museus

B2

SILVANO MOTTA

na baixa temporada

B4

musculação e orientação Muito já foi dito, mas nunca é demais lembrar: musculação tem que ser orientada por profissionais do ramo. A5

QUO TIDIANO

DISTRIBUIÇÃO GRATUITA

FUNDADO EM 07 DE JANEIRO DE 2007 - ANO IV - NO 37

ABRIL DE 2010

SÃO JOÃO DA BARRA - RJ

CABRAL GOVERNADOR ESTEVE NO MUNICÍPIO PARA INAUGURAR MAIS UMA ESCOLA MODELO Com secretários, líder de governo na Câmara, aliados, o governador Sérgio Cabral inaugurou em SJB uma escola e lançou pedra fundamental de outra. A3

Jovens vão alçar novos voos com Aeródromo IMPLANTAÇÃO DA FUTURA ESCOLA DE PILOTAGEM SURGE COMO MAIS UMA OPORTUNIDADE PARA A JUVENTUDE Paulo S. Pinheiro

INICIATIVAS PRÊMIO “PREFEITO EMPREENDEDOR” DO SEBRAE DIA 10 DE MAIO O município de São João da Barra concorre a uma das nove vagas do estado para o nível nacional. O projeto apresentado foi o de incentivo ao cooperativismo que já encubou quatros novos negócios. A7

ESCOLA TÉCNICA MUNICIPAL DEVERÁ SER CONSTRUÍDA EM MENOS DE DOIS ANOS

DE VOLTA SERGINHO MIRANDA RETORNA ÀS ACADEMIAS COM O BOM E VELHO KARATÊ O professor voltou a dar aula em uma academia no centro de São João da Barra com proposta de outra também da sede, além do Centro Educacional Rico Talento. Grussaí é outro local onde Serginho também ministra aulas de karatê. O atleta é 2o Dan neste esporte, além de árbrito da Federação. A8

ESPORTES

cia Nacional de Aviação Civil (Anac). O Aeródromo possui área de manobra, área de estacionamento, hangar e base de comunicação. A inauguração veio com a boa notícia da implantação do curso de Pilotagem. A área foi cedida por meio de um contrato de comodato por período de cinco anos, renovável por mais cinco. A7

Uenf sediará Encontro de Economia Solidária e Tecnologias Sociais

CURSOS

Com o lançamento da pedra fundamental, a prefeita Carla Machado mostra que a qualificação será o grande meio para a inserção do sanjoanense no mercado de trabalho que surge a partir do Complexo Portuário e Industrial do Açu. A ideia é federalizar no futuro. A7

Inaugurado na localidade do Carrapicho, em Atafona, no dia 25 de abril, o Aeródromo Municipal possui 580 metros de comprimento, seis metros de largura, 18 metros de aduelas e seis metros de diâmetros, respeitando rigorosamente a legislação ambiental. O espaço já teve o requerimento de homologação enviado à Agên-

A Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro/UENF, através da Incubadora Tecnológica de Empreendimentos Populares (ITEP/PROEX), com patrocínio da Faperj, apoio

do Programa Rio Rural e outras instituições, organiza nos dias 18, 19 e 20 de maio, o II Encontro de Economia Solidária e a I Aldeia de Experiências Solidárias e Tecnologias Sociais. A6

Conselho de Defesa Civil se Codin vai ser Educação Patrimonial o passo inicial chega às escolas de SJB torna itinerante em SJB para Indústrias O Conselho Municipal de Defesa Civil visando buscar maior aproximação e resolução mais rápida de problemas na comunidade, tornou suas atividades ainda mais práticas

com uma atuação itinerante no município. A primeira reunião aconteceu no dia seis de abril, em Grussaí, e trouxe resultados positivos. A próxima é no dia quatro de maio no Açu. A6

Divulgação

A Companhia de Desenvolvimento Industrial do Estado do Rio de Janeiro (Codin) está autorizada a organizar o Distrito Industrial. A7

Escola Municipal Domingos Fernandes Educação da Costa mostra seus projetos para 2010 A Escola Municipal Domingos Fernandes da Costa (Dofec) propõe para o ano letivo de 2010 uma série de projetos que visam formatar o pensamento reflexivo de seus alunos. No dia

CULTURA

16 de abril a escola promoveu “A Marcha da Paz e Não à Violência” com aproximadamente 400 estudantes somando Dofec e Centro Educacional Rico Talento. B2

TURISMO

GASTRONOMIA

Como forma de compensação educativa, as empresas LLX e a Anglo American, em parceria com a secretaria municipal de Educação, implantaram no município o projeto

de Educação Patrimonial que percorre, nos meses de abril e maio, escolas da rede pública municipal de ensino do quinto distrito, com palestras enfocando arqueologia. B2

Alcimar Chagas lança livro sobre Economia

Publicação pretende direcionar ações municipais para alavancar o setor turístico no Estado. B4 Rondinelli brilha em sua estreia pelo ECSJB. A8

Filme “Depois” gravado em Atafona vai ser exibido em Londres. B1

Pratos com filé mignon vão bem em qualquer lugar. B4

O professor doutor da Universidade Estadual do Norte Fluminense, Alcimar Chagas, vai lançar seu livro “A economia Norte Fluminense: Análise da Conjuntura e Perspectivas”, no dia cinco de maio, às 17h, no Trianon, em Campos. O livro aborda temas que poderão subsidiar e auxiliar a execução de trabalhos de gestão tanto no setor público quanto privado, dando uma visão sobre os

acontecimentos econômicos do passado e a forte economia que chega com os novos empreendimentos e possíveis discussões sobre o assunto. Durante o lançamento do livro haverá debate com entidades renomadas da economia regional com o intuito de levantar perspectivas e os planejamentos que os municípios deverão aplicar para que o desenvolvimento tenha caráter de inclusão social. B2


OPINIÃO A-2 QUOTIDIANO

ABRIL DE 2010

vitodiniz.wordpress.com

EDITORIAL

soluções modernas BRUNO COSTA brunocostasjb@gmail.com

desorganização espacial gera violência urbana A gente que é raiz, que tem uma história com a cidade, nota a preocupação dos poderes constituídos com o crescimento acelerado que vai tomar conta de nosso cotidiano. E a grande questão é tentar mitigar ao máximo a violência que pode ser gerada a partir de tal fato. Lembro-me muito bem lá pelo final da década de 80, meu pai, amante da agricultura, apesar de não ter formação acadêmica aprendia com a vida a arte do plantio, tinha um pequeno terreno lá no final da Chatuba, bem lá no final mesmo, onde hoje está a rua Carlos Januário de Assis. O terreno ficava quase no entroncamento da referida rua com a estrada que hoje leva à usina de compostagem. Neste trajeto, ia vendo construções invadindo cercas, pitangueiras dando lugar a muros, sem qualquer planejamento estratégico. Acho que este vocabulário era pouco usual naquela época. Curtia muito fazer este percurso, pois de lá dava para ver grande parte do centro por ser um terreno mais elevado. Ficava me posicionando tendo como referência as igrejas. Aos poucos aquela paisagem foi se perdendo, as ruas se encurtando, e infelizmente nos dias atuais alguns focos direcionados de violência e drogas. Amigos nossos, de brincadeira de baleba, soltando pipa, brincando de pique, já não se encontram mais neste plano. É notório o direcionamento de tais brutalidades para localidades onde nunca se ouviu a palavra planejamento. Governos anteriores passaram e ignoraram. Recentemente no Carrapicho mais um jovem foi vítima da marginalização, ou seja, estava à margem da igualdade social. Pequenos focos encontramos em outras localidades. Sabe-se também que a grande maioria dos moradores destas localidades é de pessoas trabalhadoras e que buscam um lugar ao sol. Neste contexto, o poder público tem papel primordial na influência positiva das novas gerações. Tive a oportunidade de estar na inauguração do Aeródromo Municipal, no bairro do Carrapicho, em Atafona, e vi de perto a rotina de dezenas de crianças serem quebradas com o barulho e o sobe/desce dos ultraleves e monomotores. Fiquei sabendo que tem algumas vozes no vácuo falando bobagens sobre este projeto, mas esta oposição burra, que critica tudo, não tem mais vez. Acho que esqueceram da última eleição. Doce para a grande maioria e muito amarga para outros. O interessante foi que no meio daquela criançada encontrei o pequeno Otacílio, morador dali mesmo, e com apenas nove anos já fazia planos para seu futuro. Com o anúncio da escola de pilotagem queria ser um dos alunos da turma, mas ainda não sabia a idade mínima. O importante é abrir o leque de oportunidades para que haja a verdadeira inclusão social. Quando há inclusão social a violência e o tráfico não tem vez. Gerações ficaram perdidas há tempos, mas hoje surgem novas perspectivas com o Esporte Clube São João da Barra, com os cursos de qualificação, com a restauração de prédios históricos, introdução de tecnologia, com mais educação. Todos temos que dar a nossa contribuição para a criação de uma nova sociedade que surge, mas mantendo nossas raízes. Para tal, organização e planejamento devem andar de braços dados. Organizar o espaço e delinear os limites expansionistas de cada setor será fundamental para o nosso futuro. Demos as mãos para mitigar ao máximo os impactos negativos.

o que (não) me pertence MAURÍCIO BARRETO mauriciorbarreto@gmail.com

O papo, dia desses, durante uma viagem entre Campos e São João da Barra, era sobre livros. Conversa boa, em que eu e meu companheiro de trabalho e de página, Vito Diniz, falávamos sobre Armando Nogueira, recém-falecido e que havia sido tema de seu artigo para a edição daquele mês do Quotidiano. De imediato, lembrei das publicações que tenho do jornalista, todas reunindo crônicas esportivas, gênero que ele dominava como poucos e que passei a me aprofundar através de sua coluna na Grande Área, publicada no JB. Ainda sobre o assunto, falei de um livro de Armando, aliás, o primeiro que comprei, do mesmo gênero, intitulado O canto dos meus Amores. Por mais que tente, não consigo saber que fim levou. O mais provável é que eu tenha emprestado, sei lá a quem, para nunca mais ter de volta. Já era final da viagem, e nossa conversa tomou outro rumo, ou seja, dos livros, passamos a falar também de CD’s e outros pertences que acabamos emprestando para nunca mais ter acesso. Não devo ter muitos, mas alguns discos e livros meus devem avolumar ainda mais algumas es-

tantes alheias. Como não costumo pôr o meu nome em nada, admito que fica até difícil para a pessoa lembrar quem foi que emprestou. Azar nesse caso é o meu, que viramexe tenho saudades de um CD instrumental de Bossa Nova, de um livro sobre Atafona ou de um casaco verde que achava ser o mais legal e bonito que tive nos últimos anos. Como ninguém é perfeito e muito menos eu, enquanto solto os dedos nos teclados aqui nessa tarde meio cinzenta de final de abril, vou tentando fazer o caminho inverso e busco no fundo da minha memória algo que não é meu, mas que está em meu poder. Tarefa difícil? Que nada...Mas juro que por esses dias devolvo a coletânea de sambas enredo, da melhor qualidade, de meu irmão e que não canso de ouvir. O álbum de minha irmã, contendo dezenas de fotos de várias fases de nossas vidas, a preguiça não deixou que escaneasse para que volte para a dona. Mas prometo fazer isso em breve. Nesse caso, então, melhor que meus livros, de crônicas de Armando, sobre Atafona, o disco de Bossa Nova e meu velho casaco verde sejam bem aproveitados, afinal seriam uma boa pedida para esses dias amenos de outono.

JORNAL QUOTIDIANO Publicação da Editora Costa Sanjoanense CNPJ: 08.944.140/0001-20 Rua Barão de Barcelos, 32 - altos São João da Barra - RJ CEP: 28200-000

VITO DINIZ

Que o mundo mudou não é nenhuma novidade. Ao pensarmos nos nossos hábitos há 10 ou 20 anos, perceberemos que houve uma sensível alteração, não só pela nossa idade que avançou, mas também pelo microcosmo no qual vivemos, que vai se transformando, mais rápido ou mais lento, dependendo do ambiente e de nós mesmos. Se lembrarmos que há 50 anos o mundo sequer conhecia a informática, que as ligações telefônicas eram raras e difíceis e que a maioria das televisões eram em preto e branco, nos daremos conta de como o mundo mudou. A tecnologia introduziu uma série de coisas novas nas nossas vidas. Não falo dos eletroeletrônicos mais comuns, como torradeiras, ferros de passar roupa, liquidificadores, freezers, aparelhos de DVD e computadores; nem da internet, que nos possibilita percorrer o mundo sem sair do lugar; muito menos dos avanços científicos. Falo de coisas simples, como sabões biodegradáveis, garrafas PET, fraldas descartáveis, pilhas e uma simples caneta esferográfica. Tudo isso faz parte do mundo tecnológico em que vivemos, assim como o papel reciclado, as resinas sintéticas transformadas em tecido ou em sacolas, o asfalto produzido com sobras de pneus e os detergentes cuja matéria-prima básica é o óleo de cozinha coletado em restaurantes. O mundo tecnológico gerou, também, um mundo reciclável, reaproveitável, reutilizável, que transforma quase tudo em material novo e criativo. Não sou ambientalista, muito menos especialista em reciclagem, mas há cerca 12 anos, organizei um seminário focado no reaproveitamento de materiais. Desde o uso do lixo como fonte de energia até a transformação de garrafas PET em tecido para roupas, passando por uma infinidade de opções. Hoje, enquanto a fornecedora dos uniformes da seleção brasileira produz uma camisa confeccionada com material sintético, reciclado de garrafas plásticas, recebo um e-mail de uma estilista mineira, participante daquele evento: “Vito, veja só que maravilha. Aquele nosso embrião está gerando resulta-

dos práticos. Sinta-se um colaborador dessa ideia”. Ela se refere à transformação de pequenos pedaços de plástico em tecido. Naquela época observei que a idéia era boa, mas o material esquentava demais, quando estava calor e esfriava, quando estava frio, além de ser pouco maleável, o que em algumas situações, causava irritação na pele. Era necessário que houvesse maior ventilação, redução da espessura dos fios milimétricos e aumento no número de tramas, o que também tornaria o tecido mais leve. Trabalhou nisso por anos e conseguiu, finalmente, produzir um tecido tão maleável, resistente, leve e confortável quanto o de algodão. Hoje fornece esse tipo de tecido para empresas de material esportivo. Na maioria das cidades do mundo, o lixo é um dos mais graves problemas enfrentados pelo poder público. As preocupações com os “restos” são imensas. Começam com os riscos de proliferação de roedores e doenças, até a contaminação do solo, dos lençóis freáticos e outros danos ambientais. As soluções encontradas para a maioria dos lugares demandam grande investimento. Muitas comprovam sua eficácia, como em Tóquio, que construiu um bairro inteiro com material reciclado: aço, alumínio, vidros, plásticos e outros materiais, além do asfalto, são resultado do lixo coletado em toda a capital japonesa. A energia produzida nas usinas abastece cerca de 10 mil residências e um complexo esportivo público, que tem uma piscina com água tratada e aquecida. Soluções para o lixo podem existir em qualquer lugar, e os exemplos são muitos. Mas para que sua aplicação gere efeitos para a coletividade é necessário que a comunidade participe. Não adianta um ou outro participar da coleta seletiva, por exemplo, se a maioria não contribuir. O custo, nesse caso, não compensa o investimento. É uma prova que além de um mundo novo e tecnológico, precisamos de soluções modernas e uma vida coletiva mais participativa.

- JORNALISTA

silenomartinho@hotmail.com

SILENO MARTINHO

atraso e ignorância Jogador do América Mineiro, Wellington Paulo, foi suspenso pelo Tribunal de Justiça Desportiva, porque no meio de uma discussão durante uma partida de futebol, chamou o jogador adversário de “macaco”. Posteriormente, na partida entre Palmeiras e Atlético Paranaense o mesmo fato se repete. Flagrado pelas câmeras de TV, o atleta não teve como desmentir. Tal adjetivo reafirma mais uma vez que somos um país culturalmente preconceituoso. “Negão, fumaça, azul, marrom” são geralmente outros apelidos que usamos de modo pejorativo. Talvez “Pelé”, seja o único recebido com orgulho e simpatia. Quantas piadas conhecemos e repetimos? No mercado de trabalho, com raras exceções, ocupa sempre áreas de menor remuneração e funções menos qualificadas. Quando o país entra em processo recessivo ou quando alguma categoria profissional é atingida, os negros são os primeiros a conviverem com a dramática situação do desemprego e geralmente os últimos a conseguirem uma recolocação no mercado. A reprodução dessa situação se faz também em outros setores como educação, convívio social e religião o que impede a mobilidade social do negro, agravados pelos problemas históricos da raça e as dificuldades de acesso ao ensino superior, onde se fez necessário uma lei para fixar cotas de ingresso às universidades, gerando ainda mais preconceito. A grande realidade é que o país ainda não abriu as portas para as suas minorias e parece não saber como lidar adequadamente com esta questão, que é secular, pois a discriminação ocorre também em outros setores

como hotéis, bares, restaurantes, elevadores e até boates. Analisando, veremos que a raiz do preconceito reside na percepção de mundo através da nossa cultura, que está geralmente associada à história particular de cada grupo social, que emite pré-julgamento quase sempre negativo a respeito de pessoas ou grupos. Portadores do HIV, homossexuais, prostitutas e mulheres de baixa renda, também sofrem com a discriminação. A constituição de 1998 tornou crime o racismo, mas num país que tem a segunda maior população negra do mundo, a questão crucial é prover igualdade de oportunidades, quebrando paradigmas passados de geração em geração. Romper esse elo é fundamental para o surgimento de uma nova sociedade pautada no respeito aos direitos humanos, independente da etnia. A expressão usada pelos jogadores de futebol em momentos de stress demonstra que este elo ainda não foi quebrado. Sendo uma questão cultural, é na família e na sala de aula que a mudança começa. Educar para mudar. A melhor revolução é da educação. Portanto, é hora de analisar o que nossas crianças estão lendo e assistindo; quem são seus heróis e de que forma essas questões estão sendo tratadas. Se os heróis continuam sendo fabricados pela mídia, de olhos azuis e saindo dos BBBs, infelizmente os indicadores sociais não irão mudar. Continuaremos preconceituosos e patinando no atraso e na ignorância.

- PROFESSOR UNIVERSITÁRIO E CONSULTOR

JOSÉ RENATO

- JORNALISTA

Jornalista responsável: Edevigens Monteiro Cardozo REG: 5451-L24 F92 MTb Editor responsável: Bruno Costa Telefone: (22) 9832-3371 e-mail: jornalquotidiano@gmail.com

Quotidiano é uma antiga escrita da palavra cotidiano. Nosso jornal tem o intuito de levar informação verídica e de forma que o leitor possa refletir sobre os mais diferentes assuntos. As cores azul e vermelho são representativas do município de São João da Barra.


POLÍTICA

QUOTIDIANO A-3

ABRIL DE 2010

INAUGURAÇÃO - Município ganha outra escola-modelo e novas parcerias foram firmadas visando infraestrutura e desenvolvimento

Cabral traz todo seu poder político a São João da Barra Paulo S. Pinheiro

Governador Sérgio Cabral discursa ao lado da prefeita Carla Machado durante inauguração de escola em Atafona

O governador do Estado do Rio, Sérgio Cabral, esteve no município de São João da Barra para inaugurar uma escola-modelo em Atafona, obra que tem recurso estadual, além de, junto à prefeita Carla Machado e à reitora do IFF, Cibele Daher, lançar a pedra fundamental da futura instalação da Escola Técnica Municipal. Junto ao chefe do executivo estadual estavam seu vice Luiz Fernando Pezão, o líder do governo na Alerj, Paulo Melo, o presidente da Alerj e pré-candi-

dato ao senado, Jorge Picciani (PMDB), o pré-candidato do PT ao senado, Lindberg Farias, o presidente da Cedae, Wagner Victer, o deputado estadual e ex-secretário de estado de Agricultura, Christino Áureo, entre outras autoridades. Na ocasião, Cabral ressaltou o trabalho de recuperação da máquina do estado: “hoje estamos com as contas em dia, estamos com caixa, estamos realizando concurso público. Em apenas três anos e quatro meses convocamos mais professores

Lula é o líder com mais influência no mundo

Divulgação

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi eleito pela revista “Time” o líder mais influente do mundo em 2010. A sétima edição da lista das 100 pessoas mais influentes do mundo foi divulgada dia 28 de abril pela revista. A lista da “Times” é dividida em quatro categorias: líderes, heróis, artistas e pensadores. Lula lidera o ranking dos 25 líderes mais influentes do mundo. Em segundo está o presidente do conselho de administração da Acer, J. T. Wang. O presidente norte-americano Barack Obama só aparece em quarto lugar. “Lula é um autêntico filho da

classe trabalhadora latino-americana, que esteve preso uma vez por liderar uma greve”, afirma o cineasta Michael Moore, que se encarregou de elaborar um perfil do presidente para a revista em que destaca as conquistas de Lula para levar o seu país “ao Primeiro Mundo”. Entre os líderes em destaque também estão a ex- governadora do Alasca e ex-candidata republicana à vice-presidência, Sarah Palin; o diretor do FMI, Dominique Strauss-Kahn; os primeiros-ministros japonês e palestino, Yukio Hatoyama e Salam Fayyad, e o chefe do governo da Turquia, Recep Tayyip Erdogan.

que os últimos oito anos que me antecederam. Com as eleições na porta, o governador aproveitou a oportunidade para enfatizar o projeto de educação e inclusão digital de seu governo: “disponibilizamos laptops com internet banda larga para professores da rede estadual de ensino. Agora, vamos disponibilizar laptops para os mil melhores alunos de Matemática e Português, por série. Estamos colocando ar condicionado nas 19 mil salas de aulas do estado”.

RECURSOS Segundo Pezão, cada escola custou aos cofres do estado cerca 1,9 milhões de reais. A nova parceria prevê mais de seis milhões de reais que serão destinados para construção de mais escolas, praças, capela mortuária, creches, terminal rodoviário, além de outros setores públicos. Através de outro convênio, com o DER, o município vai ganhar melhoria em 13 quilômetros de vias.

Nova eleição E-mails falsos em 100 cidades utilizam a sigla do Brasil do Tribunal Em 5 de outubro de 2008 foram eleitos os prefeitos das 5.563 cidades brasileiras. Desse total, no entanto, os eleitores de pelo menos 100 municípios de 24 estados já voltaram, ou voltarão às urnas até junho deste ano, para escolher o novo chefe do Executivo municipal, porque o candidato mais votado teve o registro cassado pela Justiça Eleitoral. De acordo com a jurisprudência do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), quando o registro do candidato ao Executivo é cassado, os votos dados a ele são anulados. Dessa forma, se o candidato conseguiu mais de 50% dos votos válidos já no primeiro turno, o segundo colocado não pode assumir a vaga. A eleição é anulada e é marcado um novo pleito pelo Tribunal Regional Eleitoral do respectivo Estado. Minas Gerais é o Estado onde há o maior número de eleições suplementares já realizadas ou marcadas: 21. O número condiz com a realidade do estado.

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) informa que é falso o e-mail apócrifo que circula na internet, sobre suposta manipulação no sistema de votação das urnas eletrônicas que no Brasil é uma das mais seguras. Trata-se do chamado Hoax, definição de informática para e-mails apelativos cujo objetivo é espalhar boatos, lendas ou golpes sem veracidade. O argumento em que o texto é baseado parte de premissa falsa, de que seria possível o desenvolvimento de um software secreto malicioso para infectar as urnas eletrônicas, sem que esse fato seja detectado. O TSE destaca que a urna eletrônica está em utilização desde 1996 e que, nesses 14 anos, o sistema de votação revelou-se absolutamente seguro e passível de ser auditado para aperfeiçoamentos. Pesquisa de opinião pública realizada pelo Instituto Nexus logo após as eleições municipais de 2008 mostrou que 97% dos eleitores confiam na urna.

Plínio de Arruda será o candidato do PSol

Senador Dornelles pode ser vice de José Serra

O promotor público aposentado Plínio Arruda Sampaio, 79, foi eleito como o pré-candidato do PSOL à Presidência da República nas eleições deste ano. Sampaio recebeu todos os votos dos 89 delegados presentes à 3a Conferência Eleitoral Nacional. A decisão unânime confirma as expectativas criadas após a declaração de apoio da maioria dos parlamentares do partido à pré-candidatura de Plínio e as manifestações prévias de voto

O ex-governador mineiro Aécio Neves (PSDB) admitiu que tem conversado com o senador Francisco Dornelles (PP-RJ). O nome de Dornelles tem sido visto como plano B para vice do pré-candidato tucano José Serra caso Aécio não aceite mesmo o posto. Segundo Aécio, “não temos pressa nesse momento para essa questão do vice”. Três fatores centrais fazem de Dornelles uma opção para compor a chapa de Serra: a pro-

de pelo menos 78 dos 162 delegados eleitos nas conferências estaduais. Para Plínio, o debate socialista enfrenta um dos momentos mais difíceis de sua história no Brasil, diante da sacralização da figura de Lula no conjunto da população. “O desafio é criar o consenso entre os excluídos e consciência política para enfrentar o capitalismo”, disse. “Esta é uma hora histórica. Somos contra o sistema”, diz.

ximidade com Aécio e Minas Gerais, a atração do hoje neutro PP para a coligação de Serra e o consequente aumento no tempo de TV. A intermediação de Aécio pode facilitar um acordo. Serra participou no final do mês do “Encontro de Lideranças do Triângulo”, que, na prática, exaltou as pré-candidaturas de Serra e do governador mineiro Antonio Anastasia (PSDB). Cerca de 500 pessoas participaram do evento, em Uberlândia.

QUÓRUM

POLÍTICO

zevitor.blogspot.com

VISITAS

São João da Barra continua recebendo visitas ilustres. Mais uma vez o Governador Sérgio Cabral esteve no município. Veio inaugurar uma escola em Atafona. A Obra foi uma parceria do estado com o município, através do Padem.

VISITAS II

ZÉ VITOR

ILSAN NA CÂMARA

Depois de muita luta a exprimeira-dama de Campos, Ilsan Vianna (PDT), assumiu no lugar de Ederval Venâncio (PDT), na Câmara Campista. Com isso, a oposição ganha mais um reforço, passando ser 10 X 7 para o governo.

SERRA

O governador ressaltou, em seu discurso, a capacidade de administração da prefeita Carla. ”Dá gosto de vir a São João da Barra, o município esta muito bem administrado. Desde que eu era senador sou parceiro da prefeita Carla e quero continuar sendo por muito tempo.”

O presidenciável da PSDB, José Serra, está animadíssimo com os últimos números da corrida presidencial. O Ibope divulgou no último dia 21, que o tucano está com 35 %, 5% a mais que a ex-ministra Dilma. O PSDB acredita que com a entrada de Aécio Neves na chapa, essa diferença vai aumentar.

VISITAS III

VICE

MODELO

CIRO GOMES

Acompanhavam o Governador: o presidente da ALERJ e pré-candidato ao senado, Jorge Picciani (PMDB), o précandidato do PT ao senado, Lindberg Farias, o líder do governo na Alerj, Paulo Melo (PMDB), deputado estadual Christino Áureo (PMN) e o vice-governador Pezão. Aliás, todos os que discursaram fizeram questão de enfatizar o projeto da escola-modelo, segundo eles, tão belo quanto a de Cajueiro.

MODELO II

Para tal, o deputado estadual Paulo Melo (PMDB), que é marido da prefeita de Saquarema, Franciane Melo, pediu cópia do projeto ao autor, o arquiteto e secretário de Planejamento de São João da Barra, Victor Aquino. Se a moda pega, vamos exportar escolas.

ELOGIO

A prefeita Carla foi elogiada na tribuna da Câmara de Vereadores de Campos pela vereadora petista Odisséia Carvalho. A petista ressaltou a capacidade de trabalho e a seriedade de sua administração. O vereador Rogério Matoso (PPS), disse que a administração da prefeita Carla Machado é exemplo e que outros prefeitos a vissem como referência.

ARTICULADORA

Lindberg Farias (PT) e Jorge Picciani (PMDB), pré-candidatos ao Senado, andaram trocando farpas. As acusações foram pesadas de ambos os lados, e seria improvável vê-los num mesmo espaço. Na inauguração da escola de Atafona, estavam lado a lado. Mais um feito de Carla Machado, desta vez em nome da aliança PMDB-PT.

PAPAGAIO DE PIRATA

Para quem queria ver a prefeita Carla Machado pelo retrovisor, esta se saindo bem de papagaio de pirata.

NOVO PRESIDENTE

O PMDB de Campos tem novo presidente. Trata-se de Ivanildo Cordeiro, o Cordeirinho, ex-presidente da Fundação de Esportes no governo Mocaiber. Ivanildo durante anos foi assessor do ex-deputado Paulo Feijó.

Foi sob os gritos de “vice, vice”, que o ex-governador mineiro chegou ao lançamento da candidatura de José Serra. Aécio alterou o seu discurso, conhecido como conciliador, e partiu para o ataque. Disse que o PT foi contra a eleição de Tancredo e não apoiou o plano Real. O PSB decidiu em não lançar Ciro Gomes ao Planalto. Isso fez com o deputado atirasse para todos os lados. Disse que o PMDB esta repleto de desonestos, e que Michel Temer é o líder da quadrilha. Disse também que Lula não é Deus, ao tentar eleger Dilma.

CIRO GOMES II

Em seu site, Ciro diz: “minha lembrança mais grata vai para o simpatizante anônimo, para o brasileiro humilde, para a mulher trabalhadora, para os jovens, em nome de quem renovo meu compromisso de seguir lutando!”

DEBATE

O primeiro debate entre os presidenciáveis será no dia 25 de maio, promovido pela CNI. Na verdade, não será um debate, e sim um encontro onde os pré-candidatos serão sabatinados pelos industriais. O evento leva o nome de “Encontro da Indústria com os presidenciáveis”. Na televisão, o primeiro debate será na Band, no dia 5 de agosto.

DESPEDIDA I

A história política de São João da Barra se despediu de Zé Pinto, no dia 17 de abril. Ele era casado com Deny Machado de Souza e, portanto, tio da prefeita Carla Machado.

DESPEDIDA II

Zé Pinto foi vereador por cinco mandatos, quatro em São João da Barra (76, 82, 88 e 92) e um por São Francisco de Itabapoana (1996).

DESPEDIDA III

Ele viria a ser candidato a vice-prefeito na chapa encabeçada por Barboza Lemos, perdendo a eleição para Pedro Cherene e José Alexim.

DESPEDIDA IV

Zé Pinto deixa quatro filhos: Daniel, Denise, Gina e José Pinto Filho, o Pintinho, eleito vereador por SFI em 2000, 2004. Hoje é primeiro suplente naquele município.


Zé Ricardo

joão filiphe amaral

DEDETIZADOR Dedetização de marimbondos, cupins, baratas, pulgas, bichos de pé, formigas, carrapatos e ratos. Fazemos remoção de abelhas. Serviço em toda São João da Barra (22) 9983-1685

A-4 QUOTIDIANO

ABRIL DE 2010

K K C I C I L L C C o o n n

A ANIVERSARIANTE DE ABRIL, SÂMYLA MERLIM, AO ANIVERSARIANTE LADOADESTE COLUNISTA

03 - Luysa Amaral 04 - Shopia dos Santos Rezende 06 - Breno Costa 12 - André Souza 13 - Lis Peixoto 13 - Sâmila Merlim 16 - Willis Ferreira 17 - Carla Machado 17 - Paula Maron 17 - Pedro Lopes Amaral 22 - George Fruzzoni 25 - Lays Cajueiro 26 - Layra Rezende

as amigas Júlia e Laís

LUIZA MIRANDA

os amigos Jonyvan Bastos e Bruno Prudêncio no Ururau da Lapa

MUTIRÃO

Parabenizamos a prefeitura, a secretaria de Saúde, o NCZ, o GAP, o Aeródromo e outros parceiros pela ação de prevenção à dengue no dia 1o de maio. Isso é que é povo trabalhador!

A BELEZA DE GEAN CARLOS FERREIRA

toda exuberância da modelo Leany Sena

No dia 8 de maio acontece no Cine Teatro São João, às 19 horas, com entrada franca, o evento “Carreira Profissional”. Evento em homenagem ao Dia do trabalhador visando esclarecer aos jovens de São João da Barra sobre diversas profissões, suas características, a rotina de um profissional, satisfação pessoal x financeira e trazer informações para que tais jovens possam ter parâmetros para decidir sua futura carreira profissional.

Rogério Silva

Rogério Silva

A felicidade da debutante Lays Cajueiro

Layra Rezende é só sorrisos Rogério Silva

Rogério Silva

Lis Peixoto curtindo seu niver

Luysa Amaral curtindo seus 4 anos com os pais Vanessa e Jonathan Bicuí

Rogério Silva

MOTOCICLISMO Rolou nos dias 28, 29, 30 de abril e 1º e 2 de maio, mais um ENCONTRO NACIONAL DE MOTOCICLISTAS com atrações pra lá de agitadas. Mais uma vez a equipe MAR&MOTO junto nesse badalado sucesso em nossa city!!!

PRÊMIO Acontece no dia 07 de maio, às 19h, no Cine Teatro São João a entrega do PREMIO DESTAQUE JOVEM SANJOANENSE 2010, que terá recepção no clube FLUMINENSE com a banda ZONA SUL E DJs. Aí vai o site para votação www.premiodestaquejovem.com.br Votem e não percam a festa!!!

Rogério Silva

A grande festa de um aninho de Pedro Lopes Amaral para felicidade dos pais Perla e Ricardo Rogério Silva

A bela Paula Maron comemorando seus 2 aninhos. Felicidades para ela e para os pais Paulo e Swayny

CAFÉ De parabéns o profissional Gil Miranda pelo belo espetáculo que foi o Café Literário da festa da Penha, que com certeza ficará marcado na mente da população. Parabéns ao departamento de cultura!!!

Sophia dos Santos Rezende: beleza e ar angelical. Parabéns Lúcia e Raphael pela linda menina

SEMPRE UNIDOS OS AMIGOS DO GRUPO JOVEM RESGATE. É ISSO AÍ!!!

A BELA DAIANA RÉGIS mostrando todo o seu charme num click especial para a nossa coluna Top Young RAPIDINHAS DA CITY

MODA PRAIA & MODA FITNESS Rua Joaquim Thomaz de Aquino Filho, 100 - loja 2, Centro - São João da Barra/RJ rosangela@tech21.com.br

(22) 2741-1679

- A semana santa foi agitada para a galera que partiu em excursão para o CAMPING DO SIRI. Mais um ano ficou pequeno para a massa jovem que curtiu as noites capixabas. Ponto maior do camping o baile de máscaras e o lual aos fins de noite.

- Galera também saiu para o Sana para curtir as belas cachoeiras da Serra Fluminense. - Aniversariou no dia 13 a morenaça debutante Sâmyla Merlim que recebeu seus amigos e parentes em sua residência com uma belíssima festa organizada por sua querida mãe. Parabéns gatona!!! - Não poderia deixar de parabe-

nizar a pessoa mais especial na minha vida a minha queridíssima MAMY que completou mais um ano de vida no dia 27 onde foi festejado com um jantar em Família em sua house. Parabéns MÃE!!! - Bombou mais um ano na festa da Penha o CASSINO CASA SHOW com a equipe TREME TERRA que

fez o agito fica mais frenético todos os dias da festa e com atrações diferentes a cada dia. Parabéns a equipe que mostrou que faz acontecer!!! - Parabenizar também o jovem que vem se destacando na mídia de DJs, o amigo Willis Ferreira, que aniversariou no dia 16. Parabéns!!!

METAMORPHOSE

CHURRASCO A QUILO Tel.: (22)

R E S T A U R A N T E S E L F - S E R V I C E

2741-3639

A v. L i b e r d a d e , 7 7 - G r u s s a í São João da Barra - RJ

São João da Barra Shopping - Lojas 12 e 13 OUTONO/INVERNO

Tel:

2010

metamorphosesjb@gmail.com

|22| 2741-1626


JOVEM

musculação orientada QUOTIDIANO A-5

ABRIL DE 2010

A busca por resultados imediatos em relação ao corpo leva muita gente a pegar pesado nos exercícios, o que pode ser um grande risco para a saúde. Veja agora como obter o corpo esperado sem exceder os limites físicos. O primeiro pensamento que se deve ter é que exercícios por conta própria e aumento na carga de atividades só prejudicam o organismo, ao invés de acelerá-lo. As chances de contrair lesões e inflamações nos tendões são grandes e muito frequentes. A atenção deve ser redobrada quanto a possíveis dores musculares: caso aconteçam continuamente podem indicar possíveis contusões. Outra questão de suma importância é o monitoramento da frequência cardíaca e a pressão arterial. Neste ponto, uma avaliação médica é fundamental para delimitar os limites de cada pessoa em específico. Além de monitorar a saúde, os especialistas podem sugerir com base no estudo dos pacientes os melhores exercícios e atividades de acordo com o objetivo a ser atingido. Na hora de movimentar o corpo é fundamental ter sempre um profissional de educação física por perto, que além de orientar em relação à postura corporal pode dar excelentes dicas sobre intensidade e frequência dos exercícios. POR CONTA PRÓPRIA Atualmente, aumenta o número de praticantes de musculação que treinam por conta própria nas academias e em suas próprias residências, devido talvez a facilidade de aces-

so a algumas informações sobre treinamento adquiridas pela Internet ou pela vivência nas academias, onde já se possui um histórico passado da pratica de musculação. Porém, treinando por conta própria estes indivíduos deixam de contar com o auxilio e o conhecimento dos professores de educação física, e até colocam sua saúde e bem estar corporal em risco. O profissional de educação física tem um conhecimento de áreas especificas para atuação no treinamento corporal, como anatomia humana, fisiologia básica e fisiologia do exercício, biomecânica, treinamento desportivo, musculação, ginástica em academia, ginástica especial e corretiva, entre outras. E na hora de prescrever o treinamento de um aluno, este profissional utiliza todos estes conhecimentos para ajudar este aluno a atingir seus objetivos específicos, de forma segura e objetiva. Um fator de risco no treinamento sem orientação é o risco de lesões. As lesões podem ocorrer por gestos motores realizados incorretamente, onde as posturas incorretas colocam a coluna vertebral e as articulações em descompensação de cargas, gerando riscos de lesões articulares e desvios posturais da coluna; por excesso de sobrecarga de

peso, onde os músculos e tendões ficam submetidos a excesso de tensão, podendo haver lesões graves (nos músculos, tendões ou ligamentos) ou microlesões (pequenas rupturas nas fibras musculares) que comprometeriam os treinos seguintes, gerando uma quebra na rotina de treinamento; por sobrecarga na rotina de treino, onde se treina sem permitir que o corpo se recupere adequadamente, levando o corpo a fadiga e gerando assim, síndrome de supertreinamento (overtraining). Para evitar tais lesões devemos seguir algumas orientações que serão dadas pelo professor, quanto à forma de execução dos exercícios, para que estes sejam realizadas corretamente sem colocar a estrutura corporal em risco e mantendo o aluno apto para o treinamento sem que este fique acometido de dores na coluna e nas articulações. Orientações também quanto à sobrecarga de treino utilizada em cada exercício para que não haja a necessida-

de do aluno fazer “séries roubadas” (método de treino onde o aluno utiliza movimentos incorretos para vencer a resistência), colocando assim sua estrutura corporal em risco, e quanto a sobrecarga de treinamento diária e semanal, p ara que o aluno não entre em overtraning, e tenha perda de massa magra ou gera lesões por estresse físico. Uma boa orientação para evitar o overtraining seria um bom período de repouso e uma suplementação de anti-catabólicos ou BCAA. Como conclusão vemos que treinar por conta própria não traz muitos benefícios, uma vez que sem um acompanhamento profissional adequado demoramos a atingir nossos objetivos, ou pior, não conseguimos atingi-los. Os riscos de lesões são grandes, o que nos deixaria de fora do treinamento, nos forçando a passar por um processo de recuperação para reiniciarmos a pratica da atividade física.


A-6 QUOTIDIANO

Divulgação

CIDADES

REFLEXÃO. Universidade abre espaço para debates sobre avanços e desafios ligados à política de economia solidária

ABRIL DE 2010

MOEDA SOCIAL

Uenf sedia Economia Solidária e Tecnologias Sociais no mês de maio A Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro/UENF, através da Incubadora Tecnológica de Empreendimentos Populares (ITEP/PROEX), com patrocínio da Faperj, apoio do Programa Rio Rural e outras instituições, organiza nos dias 18, 19 e 20 de maio, o II Encontro de Economia Solidária e a I Aldeia de Experiências Solidárias e Tecnologias Sociais. O evento abre espaço para a reflexão sobre avanços e desafios ligados à política de economia solidária, com ênfase na análise da política nacional e estadual da economia solidária. Além de debater a importância do crédito e de inovação tecnológica para a área, haverá exposição de produtos de tecnologias

sociais, experiências bem sucedidas de crédito e microcrédito e a organização da primeira Feira de Trocas Solidárias dentro da Universidade. A I Aldeia de Experiências Solidárias e Tecnologias Sociais propõe refletir criticamente a relação entre tecnologias sociais, difusão e inclusão social de grupos ligados à economia solidária. Outra meta é mostrar produtos de tecnologias sociais já incorporadas pelos usuários da política de economia solidária e ampliar o engajamento de pesquisadoras nesta área. A Feira de Trocas Solidárias vai aproximar pequenos produtores do campo, artesãos, catadores, costureiras, bordadeiras e outros trabalhadores autô-

nomos com novas práticas de comercialização. Será utilizada uma moeda social que poderá ser adquirida com a troca de óleo de cozinha usado, latinha de alumínio, Tetra Pak e pet. O II Encontro de Economia Solidária estará voltado a discutir o momento da economia solidária no país e a importância da ampliação dos investimentos em tecnologias sociais como suporte à economia solidária. A programação contempla palestras, mesas-redondas, comunicações orais e banners. A Uenf busca aproximação de outras instituições que estão com resultados avançados e que possuem propostas que envolvem desde a difusão de soluções que melhorem a vida das camadas

marginalizadas à participação dessas camadas no desenvolvimento das tecnologias e uma abordagem não-capitalista. Para se inscrever o interessado deve procurar a ITEP/UENF até o dia 10 de maio de 2010 e contactar Janaína na sala 114 do Prédio E-1 (Administração/ Reitoria) ou pelo telefone (22) 2739-7335. O participante poderá oferecer produtos de artesanato (de preferência os reciclados e ou que usem matéria-prima derivada de atividades industriais como escama de peixe, fibras, pó de pedra), produtos da terra sem agrotóxico (orgânicos), geleias e conservas caseiras, lanches naturais, bordados e confecção.

Conselho Municipal de Defesa Civil se reúne dia quatro de maio no Açu Divulgação

Com o objetivo de buscar maior aproximação e resolução mais rápida de problemas na comunidade, a prefeitura de São João da Barra criou o Conselho Municipal de Defesa Civil que, recentemente, tornou suas atividades ainda mais práticas com uma atuação itinerante no município. A primeira reunião aconteceu no dia seis de abril, em Grussaí, e trouxe resultados positivos. Felício Valiengo, coordenador de Defesa Civil, explica que esta atuação dinamiza ainda mais o processo de resolução de problemas e demonstra maior interesse do setor público com a comunidade. “Esta aproximação só traz vantagens. A primeira reunião, em Grussaí, aconteceu na Associação de Moradores da Ilha de Grussaí (Amig) e foi muito gratificante. Pudemos estar frente a frente com a comunidade e observar de perto certos problemas, geralmente ligados

à questão do Meio Ambiente. Essas reuniões são interessantes, pois trazem à tona problemas que são de competência da Defesa Civil, e muita gente não sabe, além de questões que não são de nossa competência, mas que muita gente pensa que

Foi sancionada a Lei Ordinária 12219/2010, que estende ao Distrito Federal e aos municípios, a possibilidade de firmarem convênio com a União com o fim de obter recursos para investir no combate ao uso e tráfico de drogas. A nova Lei altera o artigo 73 da Lei 11343/2006, que previa essa prerrogativa apenas aos Estados. Agora, a União também pode destinar recursos diretamente a municípios para investirem em ações de combate ao tráfico, prevenção ao uso indevido de substâncias tóxicas e reinserção social de usuários e dependentes químicos. A Lei 12219 reforça o importante papel que os mucontatotêm na aplicação de nicípios

políticas de combate às drogas e pode reduzir focos de produção e consumo nas cidades. As diretrizes da lei como o perfil dos municípios, as contrapartidas e o fundo de financiamento já foram discutidos em Brasília. “Iremos reunir representantes do Ministério da Saúde, da Secretaria Nacional de Combate às Drogas, Ministério da Justiça, humanistas, profissionais de saúde, dentre outras pessoas envolvidas neste cenário” explica o deputado federal, Givaldo Carimbão (PSB/AL), presidente da subcomissão antidrogas. Estes recursos serão mais um apoio para combater o crescente número de jovens que se envolvem com drogas.

População vai ter direito de opinar sobre iniciativas de seu bairro

Nematóide da goiaba tem métodos e estudos de controle

O Fórum Permanente de Desenvolvimento Estratégico do Estado do Rio, formado pela Alerj e por mais 28 entidades e universidades, fez uma parceria com o Videolog e criou um espaço para que o cidadão apresente iniciativas e projetos que estão mudando o perfil de seu bairro, cidade ou estado. Para encaminhar o video, basta seguir as instruções que estão na página http://videolog.uol.com.br/ querodiscutiromeuestado. Com a difusão da tecnologia, a cada dia o cidadão amplia o seu poder e a possibilidade de gerar conteúdo. O objetivo do projeto é abrir um canal específico para que o cidadão mostre como enxerga a chegada do desenvolvimento e as mudanças que ele gera. A iniciativa se soma a outros espaços já criados pelo Fórum, como o site www.querodiscutiromeuestado.rj.gov. br e o www.rioemfoco.rj.gov. br, site oficial do programa de debates do Fórum na TV Alerj exibido todas as segundas-feiras, às 22h.

A secretaria de Agricultura de São João da Barra, Universidade Estadual do Norte Fluminense (Uenf), Fundação de Apoio à Pesquisa da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (Fapur) e produtores de goiaba estão otimistas em relação aos últimos resultados das pesquisas realizadas para controle do nematóide na goiabeira. O professor de Fitopatologia da Uenf, Ricardo Moreira de Souza, ministrou um minicurso sobre resultados de pesquisa e métodos de controle do nematóide da goiabeira, com a presença de diversos produtores de goiaba do município e profissionais do setor agrícola. Segundo Ricardo, depois de anos de pesquisa foram descobertos alguns araçás resistentes ao nematóide, fortalecendo a recomendação de se utilizar uma boa adubação (folhar ou de cobertura) na lavoura que tem o nematóide, fazer aplicação de matéria orgânica no solo e só plantar mudas certificadas. Divulgação

seria de responsabilidade deste órgão”, explica Valiengo. Entre as questões apontadas na reunião em Grussaí, foram colocados em pauta o uso da Lagoa de Grussaí, sua abertura para a pesca predatória e o seu desassoreamento. Será re-

alizada uma reunião por mês. A próxima está marcada para o dia quatro de maio, às 10h, na Associação de Moradores da Praia do Açu, no 5º Distrito. Em junho é a vez da localidade de Sabonete, na subprefeitura, no mesmo horário.

Norte Fluminense ganha Saneamento Coletivo Professores Recursos para municípios Telefones de Todas as microbacias abranPara Mofati essa aprovação se reúnem emergência gidas pela primeira etapa do é mais uma demonstração da visam combate às Drogas na Serrana programa Rio Rural, da se- importância e capacidade do nas escolas

As escolas de ensino fundamental e médio do Estado do Rio de Janeiro terão que afixar telefones de serviços de emergência em suas salas de aula. A medida é determinada pela Lei 5.687/10. O autor da norma, deputado etadual Alair Corrêa (PMDB), esclarece que o texto da nova lei estabelece que a lista de telefones contenha, necessariamente, os telefones da Defesa Civil, da Polícia Militar, da Polícia Civil, do Corpo de Bombeiros, do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência, do Disque-Denúncia e também das Delegacias Especializadas no Atendimento à Mulher.

Os professores de Geografia que quiserem discutir o ensino da disciplina em sala de aula podem se preparar para o I Encontro de Professores de Geografia da Região Serrana do Rio de Janeiro, que vai acontecer entre os dias 7 e 9 de maio. Com o tema “Geografia Escolar: Novas Teorias. Novas Práticas?”, educadores de diversas universidades vão repensar as metodologias de ensino utilizadas. O seminário será realizado na Faculdade de Filosofia de Santa Doroteia, em Nova Friburgo. Informações por www.ffsd.br ou pelo e-mail secretariadadirecao@ffsd.br

cretaria de estado de Agricultura, vão receber sistema de saneamento coletivo, como informa o secretário da pasta, Alberto Mofati, após reunião com representantes do Fundo Estadual de Conservação Ambiental e Desenvolvimento Urbano (Fecam), que aprovaram a liberação de R$ 9,3 milhões para a implantar o projeto. O saneamento coletivo irá beneficiar 45 núcleos habitacionais, atendendo a 6.644 famílias das regiões Norte e Noroeste Fluminense. A construção das unidades de tratamento de esgoto doméstico (fossas sépticas) evitará que os dejetos sejam lançados in natura nos córregos e rios, contaminando o ambiente.

programa de captar recursos para ações de sustentabilidade na zona rural. – A parceria com a Secretaria do Ambiente foi fundamental para a concretização do projeto, que vai utilizar recursos do Fecam dentro do programa – afirma. As fossas sépticas são estruturas necessárias às moradias, fundamentais no combate a doenças, verminoses e endemias. Elas diminuem o lançamento dos dejetos humanos diretamente na natureza. O seu uso é essencial para a melhoria das condições de higiene de populações rurais e da qualidade da água em localidades não servidas por redes de coleta pública de esgotos.


DESENVOLVIMENTO

QUOTIDIANO A-7

ABRIL DE 2010

NOVA ROTINA - Com o novo espaço, a localidade terá sua rotina quebrada e jovens poderão ter mais perto oportunidades antes jamais imaginadas

Inauguração do Aeródromo vai gerar novas oportunidades Foi inaugurado na localidade do Carrapicho, em Atafona, no dia 25 de abril, o Aeródromo Municipal. Com 580 metros de comprimento, seis metros de largura, 18 metros de aduelas e seis metros de diâmetros, respeitando rigorosamente a legislação ambiental, o Aeródromo já teve o requerimento de homologação enviado à Agência Nacional de Aviação Civil (Anac). O espaço possui área de manobra, área de estacionamento, hangar e base de comunicação. A área foi cedida em novembro do ano passado, por meio de um contrato de comodato, à Prefeitura de São João da Barra, por um período de cinco anos, renovável por mais cinco. Segundo Luiz Rocha Pereira, piloto e proprietário da área, hoje só dois aeródromos homologados funcionam no Estado, um em Maricá e outro em Três Rios. “A nossa homologação vai ser rápida. Seremos o terceiro aeródromo legalmente pronto para receber ultraleves e aviões de pequeno porte. Estamos apenas aguardando o prefixo da pista e qualquer aeronave dentro de nossos padrões poderá pousar aqui”, comemora. Luiz Rocha, que também é o piloto responsável pelo aeródromo, afirma que a prefeita Carla Machado nasceu para a construção de grandes

obras. “Ela é uma visionária. Demos o passo inicial para este diferencial econômico. Aqui poderemos acolher empresários de outros municípios e de outros estados. Tem um colega que saiu do Rio de Janeiro há uma hora e está aqui entre nós”, ressalta. Para a prefeita Carla Machado, este é um embrião para um empreendimento ainda maior no futuro. Na oportunidade, a chefe do executivo deu uma boa notícia para a população: “sempre nos preocupamos com qualificação e daremos mais um importante passo neste sentido com a criação de uma escola de pilotos com cursos básicos e avançados”. O pequeno Otacílio Neto, de apenas nove anos, já começa a sonhar e pretende alçar grandes vôos em seu futuro. “Achei tudo muito show. Se receber o convite para voar aceito na hora. Quando tiver idade para entrar na escolinha de pilotos eu vou entrar”, afirma o menino que teve sua rotina quebrada com subidas e descidas de ultraleves e monomotores. O piloto e promotor de Justiça, Marcelo Lessa, disse que o Aeródromo de São João da Barra será um ponto de referência, consolidando a vocação turística do município. “Além de entretenimento e lazer podemos focar em ações de saúde pública”, afirma.

Paulo S. Pinheiro

VIAJANDO - Otacílio Neto, de apenas nove anos, já sonha com voos e pretende ingressar na escola de pilotagem

NOVOS ARES

A rapidez da economia globalizada faz com que as pessoas tenham que se deslocar com mais agilidade. Com o aeródromo, a distância para o município vizinho de São Francisco de Itabapoana se resume a cinco minutos, para Campos dos Goytacazes apenas oito minutos e para o Rio de Janeiro cerca de uma hora. Um ultraleve custa entre R$20 mil e R$300 mil dependendo do equipamento. Em média uma aeronave deste porte tem condição de permanecer entre cinco e seis horas no ar.

ECONOMIA

Mercado de trabalho tem melhor índice desde 2003 O mercado de trabalho teve o melhor início de ano desde 2003, segundo dados da PME (Pesquisa Mensal de Emprego), divulgada pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). De janeiro a março, a taxa de desemprego média foi de 7,4%, bem abaixo dos melhores resultados verificados até então -- 8,6% no primeiro trimestre de 2009 e 8,4% nos três meses iniciais de 2008. Em março, a taxa de desocupação ficou em 7,6%, melhor resultado para o período desde o início da série histórica, em março de 2002. Em janeiro e fevereiro, foram observados também os melhores níveis no desemprego para os respectivos meses, mostrando que o mercado de trabalho está em um patamar diferente em relação aos anos anteriores. “Março é um período em que ainda há dispensas de trabalhadores temporários, e quando as pessoas costumam procurar emprego, após o período de férias e o Carnaval. Apesar de ter acelerado um pouco, considero que a taxa de desemprego apresenta estabilidade”, afirmou o coordenador da PME, Cimar Azeredo. A renda do trabalhador segue em ascensão. Em março, teve média de R$ 1.413,40, melhor resultado para o mês, desde o início da série. Foi o segundo melhor resultado, se forem analisados todos os meses da série histórica. A média de março fica bem próxima do desempenho de julho de 2002, que chegou a R$ 1.415,74. Foram criados 4,5 milhões de postos de trabalho desde o início da série, com elevação de 25,9%. Sobre março de 2009, houve crescimento de 43 mil vagas, alta de 1,1%.

QUALIFICAÇÃO

INDUSTRIAL

Escola Técnica Municipal fica pronta ano que vem A Escola Municipal de Ensino Técnico Profissionalizante de São João da Barra, que teve o lançamento da pedra fundamental no dia 28 de abril, com presença da prefeita Carla Machado, da reitora do IFF, Cibele Daher, do governador Sérgio Cabral e de diretores de campi, deverá ficar pronta em um ano e quatro meses assim que iniciarem as obras de construção. A escola, que já foi licitada, e utiliza recursos municipais, se localiza na BR-356, numa área de 90 mil metros quadrados com pequena área de restinga que será preservada. Serão construídas 15 salas de aula, 12 laboratórios, três micródromos, além de sala de administração, biblioteca, espaço esportivo e auditório. A previsão inicial é que a Escola Técnica

absorva 1200 alunos, com estrutura para aumentar em três vezes este número de estudantes. Em princípio a prefeita pretende implantar cursos na área de Siderurgia e Metalurgia, mas já prepara o espaço da “Antiga Tecex” para que os cursos comecem no segundo semestre deste ano. Na ocasião, Carla pediu ao governador que leve a proposta de federalização do espaço ao presidente Lula: “ a escola técnica vai ser de suma importância para a qualificação do sanjoanense e para que ele tenha oportunidade no mercado de trabalho que abre as portas com o Complexo Portuário e Industrial do Açu”. Tornando-se Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Fluminense (IFF) o custeio para a ser do governo federal.

INICIATIVAS

Prefeito Empreendedor conhecerá os nove do Rio A Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro e o Sebrae/RJ estão organizando a cerimônia da VI Edição do Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor, no dia dez de maio, às 13h30, no plenário Barbosa Lima Sobrinho, no Palácio Tiradentes. O Prêmio tem o apoio da Associação dos Municípios do Estado do Rio de Janeiro (Aemerj) Na ocasião, conheceremos os nove representantes do Estado na etapa nacional do programa que visa reconhecer os melhores projetos de estímulo ao surgimento e à sustentabilidade das micro e pequenas empresas nos municípios do Estado do Rio. São João da Barra participa do Prêmio através do Programa Municipal de Incentivo ao Cooperativis-

mo (Prominc) que já encubou quatro cooperativas (Arte Peixe, Arte Praia, Costurarte e Arte Beleza), inclusive a Arte Peixe durante a I Mostra de Desenvolvimento Regional promovida pelo ministério da Integração Nacional, foi considerada como uma das cinco melhores cooperativas do Brasil. Para dar assistência às cooperativas, a prefeitura implantou o projeto Empresa Legal, responsável pela orientação gratuita de negócios, abertura de empresas com contabilidade e assistência jurídica por um ano. O Sebrae esteve nos municípios visitando os projetos inscritos no Prêmio Prefeito Empreendedor para analisar a veracidade dos fatos relatados no formulário.

Codin será o órgão à frente do Distrito O governador Sérgio Cabral decretou no dia 26 de abril que a Companhia de Desenvolvimento Industrial do Estado do Rio de Janeiro (Codin) está autorizada a buscar acordos amigáveis antes ou após a propositura das ações de desapropriação referentes ao Distrito Industrial de São João da Barra, devendo, todavia, submeter tais minutas de acordo à prévia aprovação da Procuradoria Geral do Estado. O órgão foi escolhido por ter a experiência e a vocação estatutária para implantar distritos industriais estaduais, além do que, os termos do estatuto social da Companhia permitem que ela adquira e venda áreas que compõem seu ativo imobilizado, mediante autorização do Conselho de Administração. Estão previstos para o Distrito Industrial: duas siderúrgicas, duas automobilísticas, duas cimenteiras, polo metal-mecânico, dentre outras áreas que se referem à industrialização.

destaque

Chineses querem Rio e São João da Barra Se o Porto do Açu, em São João da Barra, é a porta para o comércio entre o Brasil e a China, o Rio de Janeiro é o Estado que vem conquistando a preferência do empresariado chinês e deverá receber a maior parcela dos investimentos previstos para os próximos anos. O anúncio foi feito pelo presidente da Câmara de Comércio da China, Zhang Yujing, durante a visita do vice-ministro de Comércio Exterior daquele país, Jiang Yaoping, às obras do porto. Já o vice-ministro destacou a importância das relações comerciais entre o Brasil e seu país, enquanto a prefeita Carla Machado abriu as portas para os investidores estrangeiros que queiram se instalar aqui. A tendência para os próximos anos é que o Estado do Rio receba mais investimentos estrangeiros, especialmente do país asiático. No primeiro trimestre deste ano, a China registrou o maior crescimento dentre todos os países em desenvolvimento, como lembrou a prefeita Carla Machado, ao falar para os cerca de 100 empresários que compuseram a comitiva do vice-ministro. A prefeita destacou a posição estratégica de São João da Barra e os investimentos que vem sendo realizados em infraestrutura e, diante de investidores dos setores de maquinário e energia, ressaltou a possibilidade de produção de energias alternativas, como a eólica, por exemplo, já que o município tem um dos ventos mais fortes do Estado. Segundo o secretário de Estado de Desenvolvimento Econômico, Júlio Bueno, o Rio de Janeiro está pronto para receber recursos da iniciativa privada, com uma infraestrutura capaz de absorver as empresas que pretendam se instalar aqui. Bueno lembrou que o Rio possui uma economia maior que a de países como o Chile e a Argentina, mesmo sendo um dos menores territórios da Federação: “temos a terceira maior população do País, com aproximadamente 16 milhões de pessoas e somos o segundo mercado consumidor, além de o segundo maior PIB do Brasil”, disse Bueno. Além disso, o Rio é um centro de excelência no desenvolvimento de pesquisa e tecnologia, possui seis portos – além do Porto do Açu, dois aeroportos internacionais, é o maior produtor de petróleo do Brasil – detendo mais de 80% da produção nacional, e possui um território propício à expansão industrial. Para o vice-ministro de Comércio Exterior da China, o equilíbrio da balança comercial é um dos pontos que incentivam os chineses a investir em território brasileiro. Ele destacou que não só investidores chineses estão descobrindo o Brasil, como o empresariado nacional também já identificou oportunidades em seu país.


ESPORTES A-8 QUOTIDIANO

ABRIL DE 2010

QUIZ ESPORTIVO

Divulgação

RAPHAEL PEREIRA

djraphaelpereira@gmail.com

ESTADUAL JUVENIL

A equipe Juvenil do Esporte Clube São João da Barra estreou na Competição no dia 25 de abril no CT do América contra a equipe do Mesquita e perdeu pelo placar de 5 a 0. Em sua segunda partida, contra o CFZ - o time do Zico, a equipe sanjoanense perdeu em casa por 3 a 0. Mesmo com os resultados adversos o treinador José Luiz “Cannigia” gostou do comportamento do time que teve menos de uma semana para treinar antes da estreia, já que a Federação antecipou o início da competição que só aconteceria no segundo semestre.

DANILO FAZ O QUE NEM PELÉ CONSEGUIU FAZER

O jogador sanjoanense Danilo Cintra continua arrebentando e se destacando por onde passa. Ele é o grande destaque do Quissamã na temporada e fez dois dos cinco gols do Quissamã contra a Cabofriense, e o segundo foi uma pintura, Danilo pegou a bola no meio campo, viu que o goleiro estava a adiantado e chutou por cobertura, um gol com letra maiúscula, que nem o Rei Pelé conseguiu fazer. Quem quiser conferir pode acessar www.fferj.com.br e buscar na galeria o vídeo do jogo entre Cabofriense e Quissamã.

OS MENINOS DA VILA

A equipe do Santos realmente está sobrando nesse início de temporada, dá gosto de ver a volta do futebol arte, moleque, alegre e empolgante. Liderado por Robinho e as jovens revelações do futebol brasileiro Neymar e Ganso, o time da Vila Belmiro encanta até mesmo os menos apaixonados pelo futebol. O time faz uma campanha excelente no Paulistão o que pode render à equipe comandada por Dorival Júnior o título Paulista de 2010.

CAMPEONATO SANJOANENSE EM MAIO

A Liga Sanjoanense de Desportos reuniu os presidentes dos clubes no início deste mês em sua sede para discutir sobre o início do Campeonato Sanjoanense de Futebol 2010. A data definida para início da competição foi 11 de maio com o jogo entre Chatuba e Quixaba - convidada pela Liga para substituir a tradicional equipe do América, que pediu licença e não irá participar do campeonato em 2010. Vale saber se os clubes estão em condições de cumprir as exigências que já foram traçadas pela prefeitura no ano passado, onde foi definido que seria limitado ou até proibida a participação de jogadores que não são de São João da Barra. A exigência visa incentivar que cada clube tenha trabalhos de divisão de base.

COMEMORAÇÃO - Rondinelli beija a camisa do Esporte Clube São João da Barra. Ele é um dos componentes principais da equipe que busca chegar à Segunda Divisão Carioca

Rondinelli brilha em sua estreia e dá vitória ao São João da Barra Não poderia ser melhor. Em sua estreia defendendo as cores do time de sua cidade, o camisa 10 do Esporte Clube São João da Barra, Rondinelli Sena, marcou dois gols na vitória por 3 a 2 sobre o Nova Cidade, de Nilópolis, no dia dois de maio, mantendo 100% de aproveitamento jogando em casa. O jogo foi o primeiro da segunda fase da Terceira Divisão do Estadual onde a equipe sanjoanense integra o grupo IV. Conhecido pelo potencial de seu chute, o “Rondigol” parece ter desenvolvido outra característica já que seus dois gols foram

de cabeça. As estreias dos zagueiros Ruan e Lirley e do meio-campista Leandro Sena, que jogou pela ala esquerda, também foram expressivas. Jogando em casa, o ECSJB venceu em casa o Heliópolis por 6 a 1, o Canto do Rio por 4 a 2, a ADI pelo placar de 2 a 1 e o Serra Macaense por 3 a1. Na segunda fase, além do Nova Cidade, São João da Barra joga contra o Serra Macaense e o Castelo Branco. Todas as equipes se enfrentam em sistema de turno e returno e as duas melho-

Serginho Miranda traz de volta o Karatê sanjoanense

Friburgo vê sua equipe rebaixada

Um dos maiores nomes do Karatê sanjoanense está de volta às academias: Serginho Miranda (33), que conquistou diversos títulos como competidor e como professor. Ele, que iniciou o esporte com dez anos, chegou à faixa preta em 1996 e ao 2º Dan em 2001. Como competidor Serginho foi três vezes campeão estadual, vice-campeão brasileiro com a seleção carioca de karatê e vice-campeão panamericano com a seleção brasileira em disputa no Uruguai. Seus títulos não param por aí: foi oito vezes campeão da “Copa Diga não às drogas”, cinco vezes campeão da “Copa Airton Senna”, quatro vezes campeão da “Copa Sanguedo de Karate-do e bicampeão do Troféu Teruô Furusho.

O Friburguense foi o segundo rebaixado para a Segunda Divisão do Campeonato Carioca. O time perdeu por 2x0 para o Duque de Caxias e terminou em último lugar no “Triangular da Morte”, que contou ainda com o Resende. A última vez que o Friburguense disputou a Segundona foi há 13 anos, em 1997. Naquela temporada, conquistou a competição e subiu para a elite, onde ficou até este ano. O Friburguense caiu com a seguinte escalação; Marcos, Sérgio Gomes, Cadão, Wallace (Gustavo) e Flavinho; Diego Guerra, Bidu, Marcelo (Miguel), Lucas e Gleison (Ziquinha); Hércules. O técnico foi Cleimar Rocha.

Fundou a academia “Equipe Sérgio Miranda de Karatê” contribuindo na formação de diversos jovens sanjoanense e foi um projeto que também obteve êxito: Campeão da Copa Cataguazes de Karatê, em Minas Gerais, tendo 15 alunos conquistado 20 medalhas na competição. Seus alunos ainda conquistariam três vezes a etapa estadual de Karatê em São João da Barra, um Intermunicipal de Karatê em Niterói e a Copa Cidade Arraial do Cabo. Com toda a experiência conquistada e tramitando como um campeão no meio do Karatê, Serginho foi mais além e se tornou um organizador de eventos esportivos: realizou três etapas do Circuito Estadual de Karatê

COPA DO MUNDO

Rossi afirma que Itália é favorita No que depender de Giuseppe Rossi, o Brasil não será a única seleção pentacampeã mundial depois da Copa do Mundo da África do Sul. O atacante ítalo-americano afirmou que a Itália é forte e brigará pelo quinto título, o segundo seguido. “Uma grande parte do nosso grupo jogou a Copa da Alemanha, em 2006. Eles sabem como lidar com a pressão de vencer uma competição com tanto prestígio. Se nós conseguirmos usar a experiência deles, teremos grandes chances de vencer novamente”, disse Rossi. Ironicamente, o fator que foi mais destacado por Rossi na equipe italiana é o que mais tem sido criticado pela impren-

Divulgação

sa local. Para muitos, jogadores como Pirlo, Gattuso, Buffon e Cannavaro já não têm mais condições de jogar uma Copa do Mundo.

em São João da Barra, três “Troféu Cidade São João da Barra”, duas “Copa Sanjoanense de Karatê” e duas “Copa Projex de Karatê”. Serginho Miranda, que é árbitro nacional de Karatê, também é o responsável pelo Karatê na região Norte e Noroeste Fluminense dentro da FKIRJ (Federação de Karatê Interestilos do Rio de Janeiro) órgão ligado a SKICB (Shotokan Karate-do Internacional Clube do Brasil). O professor voltou a dar aula em uma academia no centro de São João da Barra com proposta de outra também da sede, além do Centro Educacional Rico Talento. Grussaí é outro local onde Serginho também ministra aulas de karatê.

JIU-JITSU

Aliança vai lutar no RJ A equipe Aliança, de São João da Barra, vai representar o município no Campeonato Brasileiro Jiu-Jitsu nos dias 10 de maio - faixa branca à roxa; e 15 de maio - faixas marrom e preta; no Tijuca Tênis Clube, no Rio de Janeiro. O professor Cici vai competir na faixa preta e espera ter um bom resultado na comptição. Ele que é o criador do projeto “Saindo da rua”, iniciativa que visa direcionar o jovem para o Esporte, atualmente ministra aulas de jiujitsu na Associação Humanitária Geraldo Costa para 150 crianças carentes entre seis e 13 anos. Já os atletas Thiago, Elerson e Rogério aguardam liberação de documentação para participar do campeonato no dia 10.

res colocadas na soma de pontos avançam à terceira fase da competição. Na primeira fase, o ECSJB teve quatro vitórias, dois empates e duas derrotas, somou 14 pontos e obteve a classificação, chegando em segundo lugar no Grupo B que teve como primeiro colocado a equipe da Associação Desportiva Itaboraí (ADI) com 15 pontos. São João da Barra divide a primeira colocação do grupo IV com o Serra Macaense que venceu pelo mesmo placar o Castelo Branco.

PRÓXIMOS JOGOS 09/maio Nova Cidade x Serra Macaense Castelo Branco x ECSJB domingo, 15 horas 16/maio Serra Macaense x ECSJB domingo, 10 horas Nova Cidade x Castelo Branco domingo, 15 horas 20/maio Castelo Branco x Serra Macaense Nova Cidade x ECSJB quinta, 15 horas 23/maio Serra Macaense x Nova Cidade domingo, 10 horas ECSJB x Castelo Branco domingo, 15 horas 30/maio ECJSB x Serra Macaense Castelo Branco x Nova Cidade domingo, 15 horas Divulgação

Quissamã mantém invencibilidade O Quissamã vem fazendo uma excelente campanha na Segunda Divisão do Campeonato Estadual. O time, que foi campeão da Terceira Divisão em 2008, e chegou à fase final da Segundona no ano passado, caminha a passos largos rumo ao acesso à elite do futebol carioca. Com um elenco bem estrutura-

do, conta com três sanjoanenses: Fabrício - que está no time desde sua fundação; Thiaguinho - voltou à equipe depois de uma passagem pelo Cardoso Moreira; e Danilo Cintra - grande destaque da equipe na temporada. O técnico é o ex-jogador Paulo Marcos. A equipe está invicta e classificada para a próxima fase.

VÔLEI

Diogo Silva foi vice-campeão e melhor atacante da Superliga Em seu primeiro ano disputando a Superliga de Vôlei, a equipe mineira do Montes Claros chegou à final contra o poderoso time do Cimed de Florianópolis, que fez sua quinta final consecutiva. O jogo aconteceu no ginásio do Ibirapuera, em São Paulo, no dia 1o de maio, sábado, e deu o tetracampeonato à equipe catarinense. São João da Barra tem muito a comemorar, já que Diogo Silva, o camisa 7 da equipe mineira, filho dos sanjoanenses Célia e Paulo Cordeiro, além do vicecampeonato terminou como o melhor atacante da competição. Diogo foi, ainda, o quinto maior pontuador da competição. O atleta confirma já ter recebido diversas propostas de clubes

Alexandre Arruda/CBV

ATAQUE - Diogo Silva terminou a Superliga de Vôlei como melhor atacante do campeonato

nacionais e estrangeiros. Com 1,93 metros de altura e chegando a 3,45 metros quando ataca, Diogo, além do Montes Claros, defendeu no Brasil o Paulistano, o Banespa (atual Santander) e o

Santo André. Sua trajetória internacional passa pelo Nautico Hacoaj da Argentina, Lima do Peru, Galatasaray e SSK da Turquia, e as equipes italianas do Pallavolo Pineto e Nava Gioia del Colle.


CULTURA

QUOTIDIANO B-1

ABRIL DE 2010

JB Rocha

Realmente em evidência. São João da Barra passa a ser referência internacional também no cinema. O curta-metragem “Depois”, gravado nas ruínas do Pontal de Atafona pela conceituada Nonada Filmes, uma produtora independente de curtametragem, recebeu proposta para exposição da película numa renomada galeria de artes de Londres, o Camden Arts Centers. A produtora irá, ainda, fazer uma palestra e a exibição do curta na Universidade Central Saint Martins. “Depois” poderá ter participação também no European Film Festival, que ocorrerá no mês de maio, em diversas cidades da Europa, inclusive Londres. O diretor Gabriel Tupinambá está a caminho da capital inglesa para as exibições e para acertar a participação no festival. O filme conta a estória de um homem (Z) que sobreviveu ao fim do mundo, e que, caminhando a esmo pelo que restou do mundo, encontra dois sobreviventes. O cataclisma responsável pelo fim de tudo, ninguém sabe o que é. Guerra, apocalipse, catástrofe ecológica: o que quer que seja que ocorreu, deixou o mundo destruído, transformando tudo o que havia em grandes pilhas de escombros e algumas poucas ruínas que não vieram completamente ao chão. Nada que se planta semeia, e os mares também estão tóxicos. Além disso, o tempo parou: o sol não se mexe mais, permanecendo sempre ao meio dia. Em meio a isso tudo, Z encontra X e Y, dois sobreviventes do evento, mas muito diferentes entre si: Y é uma jovem que está decidida a se aventurar pelo mundo, atrás de sua família, no Espírito Santo, não deixando que nada a impeça – nem a possível companhia de Z – enquanto que, para X, um velho que antes era catador de lixo, sobrevivendo dos restos da sociedade, o fim do mundo não foi nada de novo. Para ele o fim do mundo já tinha acontecido há muito tempo. X abriga Z em seu pequeno casebre, em troca de que Z trabalhe para ele, aprendendo a catar coisas do lixo também. Com a chegada de Y, e o interesse de Z em ir embora com ela, a situação se torna tensa e tem um desfecho surpreendente. O cineasta e diretor Gabriel Tupinambá disse que a praia de Atafona possui um cenário perfeito para dar maior veracidade ao filme.

Filme “Depois” foi selecionado para um Festival em Londres e para uma exibição na Universidade Central Saint Martins

Atafona abre sua janela para Londres

QUER VENDER MAIS? QUER QUE SUA EMPRESA APAREÇA?

ANUNCIE AQUI! (22) 9277-2290

o diretor Gabriel Tupinambá nasceu em Maio de 1985, no Rio de Janeiro. Frequentou a Pontifícia Universidade Católica, onde estudou Literatura e Filosofia, se mudando em seguida para Londres. Lá foi aluno na Metropolitan Film School e na Central Saint Martins School of Art and Design, estudando Cinema e Belas Artes. Tendo escrito e dirigido todos os filmes realizados pela Nonada Filmes, além de contribuir com o roteiro ou conceitualização de outros projetos - como o premiado documentário para TV, Kubrick (2008) e o curta One Minute Guide to Planet Earth (2007) - Gabriel foi escolhido pela renomada produtora inglesa SHOTS como um dos mais promissores novos diretores em Londres, sendo incluído com o curta And the Colours Are Like Summer (2006) no DVD anual com os melhores trabalhos realizados no ano. Gabriel vem produzindo uma média de dois curtas por ano desde 2006, com ampla resposta em festivais pelo mundo, incluindo uma mostra especial com 7 dos seus filmes em 2009, no festival de cinema latino americano, NoSiesta Fiesta, em Tromsø, na Noruega.

equipe Atores: Álvaro Diniz Branca Messina Fabrício Boliveira Diretor: Gabriel Tupinambá 1° Assistente de Direção: Anna Costa e Silva 2° Assistente de Direção e Produção de Elenco: Gabriela Dumont Produção Executiva: Gabriel Tupinambá Direção de Produção: Thais de Queiroz Assistentes de Produção: Maya Süssekind Carolina Born Lucas Vasconcellos Produção de Elenco: Gabriela Dumont Diretor de Fotografia: Rodrigo Alayete Operador de câmera: Rodrigo Alayete


CULTURA

B-2 QUOTIDIANO

ABRIL DE 2010 Divulgação

ANDRÉ

São João da Farra

PINTO

causos duma cidade

andreambiental.blogspot.com

A confusão por conta de um macaco!

potência para museus

(parte 1)

por Reginaldo Terra

Rapaz, isso aconteceu há 20 anos. Nem me lembrava mais. Bem, sempre fui muito amigo de Pedro Junior, filho de Pedro Ferreira, e por ter este vínculo fui convidado para o aniversário de sua irmã Fabiana. O cara realmente é amigo de longa data e fui lá dançar valsa. Naquela época toda debutante cumpria este ritual. Além de mim, Fabrício Berto e Renato Machado – outros dois da turma que zoavam junto com a gente em São João da Barra na época, se fizeram presentes. A festa aconteceu em Campos, no salão de Argeu Buffet, que era o bambam-bam na área de eventos da região daquele período. A festa foi muito linda, bebemos muito e resolvemos sair para curtir o restante da noite em Campos. Fomos dar uma volta na cidade: eu, Fabrício, Renato, Pedro Júnior e tinha mais gente de quem não me recordo agora. Saímos no fusca prata de Pedro Ferreira portando um garrafão de vinho. Uma hora depois de percorremos diversas ruas campistas, isso lá por volta das duas da madruga, o pneu do carro fura. Isso aconteceu próximo ao antigo Palla Pizza, hoje Apallozza, esquina da Ouvidor com a Formosa. Aquela noite de sábado parecia que começava bem, com uma festa espetacular e terminaria mal com a gente bêbado e parado ali naquele ponto. O legal é que o carro tinha estepe, afinal Pedro era um cara prevenido, mas e cadê o macaco? Caraca, estava sem macaco. No auge do delírio alcoólico aqueles marmanjos pareciam viajar pelos cinemas se achando com a força de um superman. Estávamos tentando levantar o carro para que pudéssemos trocar o pneu. Mas realmente era algo impossível naquelas condições. O interessante é que enquanto os bobos tentavam dar um jeito naquela confusão, o senhor Renato Machado estava sentado na calçada. A gente pedia a ele para ajudar e nada. De repente surge um Chevette velho. No intuito de ajudar, Renato dá um salto e pula na frente do carro, correndo o risco de ser atropelado, e começa a gritar: Macaco! Macaco! Macaco! O motorista para o carro. Amigo, de repente desce um cidadão negro e pergunta com uma voz raivosa: Quem é o macaco? O cara partiu para cima de Renato que, por sinal, curou rápido aquele porre. Renato ficou branco e pedindo pelo amor de Deus, tentava se explicar. A sorte é que o cidadão viu o nosso desespero e emprestou um macaco. Voltamos para zoar tudo na noite campista e zoamos Renato Machado até hoje. Que sufoco!

Alcimar analisa a riqueza gerada a partir dos diversos setores econômicos regionais e lembra que existem poucos registros sobre o assunto

Sanjoanense lançará Livro sobre a Economia Regional O livro “A economia Norte Fluminense: Análise da Conjuntura e Perspectivas”, do sanjoanense Alcimar das Chagas Ribeiro será lançado no dia cinco de maio, às 17h, no Trianon, em Campos. O livro aborda temas que poderão subsidiar e auxiliar a execução de trabalhos de gestão tanto no setor público quanto privado. Publicado através de uma parceria entre a Uenf e o Centro de Informação e Dados de Campos (Cidac), o livro aborda o nível de investimento e a dependência da receita dos royalties para os nove municípios da região: Campos, Carapebus, Cardoso Moreira, Conceição de Macabu, Ma-

caé, Quissamã, São Fidélis, São Francisco e São João da Barra. “Com a instalação do Complexo Portuário do Açu, que tornará a região alvo de ambição de empresas de fora, há uma necessidade de se estabelecer uma estrutura e análises estratégicas dos processos econômicos de todos os municípios da região, beneficiando a administração de gastos e investimentos”, explica o professor Alcimar, que analisa tecnicamente a riqueza gerada a partir dos diversos setores econômicos regionais e lembra que existem poucos registros literários sobre a economia regional.

Educação Patrimonial é introduzida nas escolas A LLX e a Anglo American, em parceria com a secretaria municipal de Educação, implantaram no município o projeto de Educação Patrimonial que percorre, nos meses de abril e maio, escolas da rede pública municipal de ensino do quinto distrito. Englobam o projeto palestras enfocando arqueologia e populações indígenas, exposição de painéis sobre arqueologia, história regional e patrimônio histórico, além de oficinas direcionadas à cerâmica com base nas técnicas da população indígena pré-colonial.

O projeto é uma das ações mitigadoras e educativas relacionadas às intervenções arqueológicas realizadas no município em decorrência da instalação do Porto do Açu. O público alvo são alunos do sexto ao nono ano do ensino fundamental de cinco unidades escolares. Em relação às pesquisas arqueológicas na área do complexo do Açu, Nanci Vieira de Oliveira, arqueóloga responsável pela coordenação do projeto, informa que elas se encontram na etapa de prospecção intensiva.

Inscrições abertas para o Prêmio Cultura Viva Em sua terceira edição, o Prêmio Cultura Viva 2010 terá como tema “Cultura e Comunicação”. Serão destacadas 12 iniciativas culturais desenvolvidas por gestores públicos, grupos informais, organizações da sociedade civil e pontos de cultura. Os três primeiros vencedores nas quatro categorias devem receber R$ 40 mil, R$ 25 mil e R$ 15 mil, respectivamente. O Prêmio Cultura Viva tem por objetivo mobilizar, reconhecer e dar visibilidade a práticas culturais que ocorrem em todo o território brasileiro, de modo a favorecer o conhecimento da riqueza e da

diversidade cultural do país. As instituições interessadas em concorrer têm até o dia 31 de maio para inscrever suas ações comunicativas com conteúdos culturais. Esta edição pretende destacar as iniciativas culturais que estimulam a fluência comunicativa, como por exemplo, a expressão, o compartilhamento de informações e conhecimentos. O objetivo é estimular e dar visibilidade a iniciativas culturais que favoreçam a criação de situações comunicativas. Maiors informações pelo site www.premioculturaviva. org.br

Questões relativas a admissões, demissões e ocupações mais relevantes no setor trabalhistas, operações financeiras e gestão orçamentárias também são contempladas na obra. Durante o lançamento haverá uma mesa redonda para discutir a conjuntura e as perspectivas relacionadas à economia regional. Além de Alcimar, a mesa será formada por Eduardo Crespo (Fundecam), Ranulfo Vidigal (Cidac), Geraldo Coutinho (Firjan), Gilberto Soares Reis (Sebrae), Silvério de Paiva Freitas (pró-reitor de Extensão e Assuntos Comunitários da Uenf), Romeu Neto (IFF), José Luis Viana (UFF). O evento é aberto ao público. Divulgação

“Pretas por ter” se apresenta no Cine Teatro O espetáculo “Pretas Por Ter”, um sucesso de crítica e público, assistido por mais de 400 mil espectadores no Brasil, sobe ao palco do Cine Teatro São João nos dias 14, 15 e 16 de maio, às 20h30. Em cena três atores (Anderson Sarayva, Jomir Gomes e Weslley Brito) vivem três mulheres negras de mesma origem, porém de classes sociais diferentes, dividindo o local de trabalho. O conflito se estabelece no momento em que uma delas é indicada para assumir o posto de professora titular. O público que for assistir à peça vai poder comprar o ingresso com preço popular no primeiro dia de espetáculo (14), a R$5,00 mais um quilo de alimento. Para os outros dois dias, a meia entrada vai custar R$10,00 mais um quilo de alimento e a inteira R$20,00 mais um quilo de alimento. A realização do evento é da www.ciaderisos.com.br

Domingos Fernandes da Costa inicia seus projetos para o ano letivo de 2010 A Escola Municipal Domingos Fernandes da Costa (Dofec) propõe para o ano letivo de 2010 uma série de projetos que visam formatar o pensamento reflexivo de seus alunos. No dia 16 de abril a escola promoveu “A Marcha da Paz e Não à Violência” com aproximadamente 400 estudantes somando Dofec e Centro Educacional Rico Talento, que percorreram diversas ruas do centro da cidade.

Segundo a diretora da Dofec, Ângela Maria Ferreira da Costa, o encontro objetivou sensibilizar e conscientizar a população pela prática da paz e não à violência na escola, na família, no esporte e no próprio meio ambiente. Dentre os projetos previstos estão “Fiscais do Meio Ambiente”, “Encontros Reflexivos”,“Fotografias”, “Músicas na escola”, “Jogos Internos” e “Semana Pedagógica”.

Ângela afirma que a proposta é despertar um olhar crítico a respeito de temas relevantes, além de trabalhar com exposição de fotos, amostra de vários instrumentos musicais, conscientização e vigilância na questão da limpeza do ambiente escolar e nos bairros próximos. “Incentivar o esporte como instrumento de educação de qualidade e vida saúdável também é nosso foco”, finaliza.

Gratuitamente puder participar, semana passada, de um Programa Nacional de Qualificação dos Museus para o Turismo, evento promovido pelo Ministério do Turismo – Mtur- e o Instituto Brasileiro de Museus – IBRAM- no Museu Histórico Nacional, no centro do Rio de Janeiro, onde representei o nosso querido município de São João da Barra, como membro do Conselho Municipal de Cultura, ocupando a cadeira de Patrimônio Histórico. Também como profissional de turismo (Guia Regional) neste encontro, pude absorver e passar algumas experiências quanto à gestão dos museus internacionais e nacionais, por mim visitados em tempos variados, compartilhando nas oficinas, um espaço importante na troca de pensamentos e sugestões junto a museólogos, arqueólogos, operadores de turismo, agências de turismo, guias em turismo, bibliotecárias e outros profissionais, como instituições ligadas ao tema. Nas oficinas e apresentações públicas, durante os três dias, demonstrei aos representantes do MTur, IBRAM e presentes, o potencial que o nosso município tem para a criação futura de diversas espécies de museus, abrangendo muitas categorias que, sem dúvidas, se somariam aos atrativos turísticos locais já existentes e gerariam, por sua vez, rendas sustentáveis. O QUE PODERIA VIR A SER MUSEU EM SJB ? Começo mencionando a Casa da Câmara e Cadeia – prédio colonial - que está sendo restaurado pela Prefeitura Municipal de São João da Barra em parceria com o IPHAN. Este prédio estaria incluído, pela tipologia conceitual, como um “Museu Tradicional”, na subcategoria “Tradicional Ortodoxo”. O Solar do Comendador Andre Gonçalves da Graça (atual Fórum) também poderia estar enquadrado nesta categoria como um belo e imponente museu. Ambos poderiam ter réplicas de peças do período colonial e Imperial, assim como acervo de documentação histórica, citando como exemplo os processos judiciais de escravos, atas das Cias de Navegação sanjoanense e inventários de senhores de engenho (processos guardados hoje no Tribunal de Justiça) que residiram em nosso município. Em seguida, menciono o próprio Espaço da Ciência Maria de Lourdes Coelho Anunciação que poderia se tornar, dentro da categoria “Museu Tradicional”, um “Museu Exploratório” (subcategoria do tradicional), a exemplo do que acontece com o Museu Interativo de Astronomia no Rio Grande do Sul. O nosso Espaço da Ciência em breve abrigará um observatório astronômico em parceria com a Fundação CECIERJ, segundo sua coordenadora, Izabel Gregório. O nosso futuro Parque Estadual da Restinga de Iquipari, com as recentes descobertas arqueológicas da presença de restos mortais indígenas e de acessórios líticos variados à margem da lagoa de Iquipari, poderia ter parte de suas terras, “cientificamente escavadas”, transformadas em “Museu de Território” - que tanto desejam as entidades sanjoanenses ONG COCIDAMA e Portal Costa Doce de Turismo, para que se torne o “1º Museu Nacional do Homem da Restinga” - assim como existe o “Museu do Homem Americano” no Parque Nacional da Serra da Capivara, no Piauí. Não nos esqueçamos do sítio geopalentológico da Lagoa do Salgado, que também seria um ótimo “Museu de Território”. As ideias foram aplaudidas pelos museólogos do encontro... - GUIA EM TURISMO REGIONAL

GUSTAVO RIBEIRO

Pároco da Paróquia de São João Batista

ano sacerdotal Queridos leitores, paz e bem. Por ocasião dos 150 anos de morte de São João Maria Vianney, padroeiro de todos os sacerdotes, o nosso querido Papa Bento XVI, anunciou que de 19 de junho de 2009 a 19 de julho de 2010, fosse um ano especial dedicado a todos os Presbíteros, chamado de ano Sacerdotal, com tenra fidelidade de Cristo, fidelidade do Sacerdote. A palavra fidelidade tem dois significados fundamentais. O primeiro é o de constância e perseverança. O segundo é o de lealdade, retidão, o oposto de infidelidade e traição. O Apostolo Paulo já dizia: “as pessoas nos consideram como ministros de Cristos e administradores dos ministérios de Deus.

Ora, o que se exige dos administradores é que cada um se mostre fiel”. Estas palavras também nos remetem à exortação de Jesus: “qual é o administrador fiel e prudente que o senhor constituirá sobre o seu pessoal para dar um tempo oportuno a ração de trigo”. O serviço essencial que o sacerdote é chamado a oferecer a Cristo é continuar sua obra no mundo e dar visibilidade à sua presença invisível: “como o Pai me enviou, também eu vos envio”. A finalidade deste ano é ressaltar sempre a importância do papel e da missão do sacerdote na Igreja e em sociedade contemporânea, como também a necessidade de potencializar a formação permanente dos sacerdotes.


QUOTIDIANO B-3

ABRIL DE 2010

ENTREVISTA por Bruno Costa

FLORÊNCIO DE OLIVEIRA

TÉCNICO EM ESTUDOS E PESQUISAS ESTATÍSTICAS DO IBGE

um homem a serviço da estatística Com 40 anos dedicados a pesquisas, geografia e estatísticas, Florêncio de Oliveira se tornou uma referência na região quando se fala em Censo Aos 16 anos ele chegava a Campos dos Goytacazes como vendedor de livros sobre Saúde. O mineiro Florêncio de Oliveira iria retornar à Colatina, no Espírito Santo, depois da venda de livros, mas fixou sua vida em solo goitacá. Por aqui ele fez curso Técnico em Contabilidade e depois Ciências Contábeis na Cândido Mendes. A fase técnica e universitário se mesclavam ao trabalho em um dos órgãos de maior credibilidade no país, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Florêncio iniciou sua carreira como recenseador em 1970. No ano seguinte já era o revisor dos censos demográfico e econômico. Em 1972 entraria para o quadro permanente como agente de coleta. Dez anos depois se tornaria técnico em estudos e pesquisas estatísticas. Em 1991 se torna o Chefe da Agência IBGE-Campos e coordenador de área da Contagem de População de 1996 e do Censo 2000. Em 2001, a pedido, deixa a chefia e se torna técnico do IBGE, cargo que ocupa até os dias de hoje. Neste percurso, participou de vários cursos de cartografia, geodésia e geografia social. 1 – Como estão os preparativos para o Censo 2010 em São João da Barra? Toda a estrutura censitária já está montada, desde a base cartográfica – que contempla os seis distritos (Sede, Atafona, Grussaí, Degredo, Pipeiras e Barcelos), bem como o posto de coleta instalado no Rotary Club do município. O Agente Censitário Municipal (ACM) e os Agentes Censitários Supervisores (ACS) já foram contratados e estão em fase de pré-coleta de dados. Os recenseadores farão prova no dia 30 de maio. 2 – Tive a oportunidade de participar da Contagem de População de 1996 como recenseador e do Censo 2000 como supervisor. O que mudou de lá pra cá? Nas duas pesquisas utilizamos formulário de papel, mas com apuração através de escaner, diferentemente dos anos anteriores. Em 2007, última contagem da população brasileira, já usamos o PDA (computador de mão) na coleta de informações, facilitando e muito a apuração. Uma vez exportada

para o sistema, a contagem se torna automática, bem parecido com o utilizado no eleitoral. Em 2010 também utilizaremos o PDA e tudo será informatizado, desde o sistema de coleta quanto o posto. Não há aquela antiga supervisão, porque o trabalho é feito na pré-coleta. O próprio sistema do PDA informa se há erro. 3 – Toda a vez que falamos em censo o sanjoanense volta ao polêmico tema dos limites. É possível resolver este empecilho? O IBGE sempre fez a pesquisa

É bom citar que localidades como Flecheira, Azeitona, Capela de São Pedro, Quixaba, cemitério e campo de futebol de Barcelos, Roças Velhas são recenseadas e incluídas na população do município de Campos

censitária obedecendo rigorosamente os limites legais citados no decreto-lei 1056, de 31 de dezembro de 1943, que foi publicado no Diário Oficial do Rio de Janeiro no dia 1º de janeiro de 1944. Diante deste decreto a população recenseada está rigorosamente dentro deste espaço geográfico citado no referido decreto-lei. Por parte do IBGE não existe impasse. A norma institucional exige que cada pessoa residente seja recenseada e contada dentro de seu município. É bom citar que localidades como Flecheira, Azeitona, Capela de São Pedro, Quixaba, cemitério e campo de futebol de Barcelos, Roças Velhas são recenseadas e incluídas na população do município de Campos, pela base cartográfica do decreto-lei 1056. A lei no 59 complementar à Constituição do Estado, no que diz respeito a limites, possibilita que havendo instalado o litígio, se possibilita, por parte da Alerj, a criação

de uma Comissão de Arbitragem que visitaria os municípios envolvidos e levaria em conta aspectos como o lado histórico-social e o lado da escrituração de propriedades, além de outros itens relevantes para o julgamento final. Até hoje os municípios de São João da Barra e Campos dos Goytacazes levam em consideração o lado histórico, mas o IBGE cumpre a lei. 4 – Este censo vai ser de suma importância pela visível migração e pelos novos investimentos no município, além de o IBGE ser um órgão de referência para estudos envolvendo diversos indicadores, como o IDH. Como será o treinamento dos supervisores e recenseadores para a realização deste trabalho? O ACM e os ACS já foram treinados para a fase da pré-coleta, cadastrando todas as unidades prediais da área urbana do município. Nesta fase serão identificados os prédios residenciais e não-residenciais por tipo de estabelecimento. A pré-coleta pode ser aperfeiçoada na fase da coleta que inicia no dia 1º de agosto com recenseadores de casa em casa. Na pré-coleta será identificado se o logradouro tem pavimentação, meio-fio, calçada, arborização, acessibilidade, esgoto a céu aberto, lixão e bueiro, além de outras informações de alto nível. Depois o IBGE disponibiliza estes dados para as prefeituras. Os recenseadores farão treinamento em julho dentro do município e serão preparados para identificar as características de cada domicílio, número de pessoas residentes, identificar grau de escolaridade, nível de migração, trabalho e renda, fecundidade, nupcialidade. A população terá como data de referência aqueles que residiam da noite de 31 de julho de 2010 para 1º de agosto de 2010. 5 – Quantos profissionais vão trabalhar no censo em São João da Barra? Teremos um ACM, três ACS e 31 recenseadores. O Censo 2010, da jurisdição da Agência IBGECampos, será coordenado por Alan Aziz de Morais, Gerson Ferraz Filho e Antônio Carlos Figueiredo Salles. Minha função é estruturar a base territorial do censo.

6 – Voltamos aos seis distritos. Como você analisa este fato? Ficaram bem delineados? A Constituição Federal bem como a Estadual dizem que criar distritos é competência do poder municipal. Este fato também está contido na lei orgânica municipal. A lei 59 exige que o distrito criado deve ser publicado no Diário Oficial do Estado. São João da Barra cumpriu todos os requisitos da legislação em vigor e a base cartográfica para o censo deste ano já contempla cada um dos seis distritos do município. O tamanho de um distrito em quilômetros quadrados não é exigido o limite máximo e sua criação leva em conta o interesse em criá-lo. Achei interessante que não precisou mexer nos símbolos – bandeira e brasão. O recém-criado distrito de Cajueiro teve um pequeno empecilho já que a população da parte direita da BR-356 de quem vai de São João da Barra para Campos fará parte da população do distrito sede. Para tal, o distrito de Cajueiro vai ter a menor população do município. Se houver interesse em colocar os dois lados de Cajueiro, cortados pela rodovia federal, dentro do distrito de Cajueiro, o legislativo ou executivo terá que manifestar interesse neste sentido e alterar através de lei. 7 – O quinto distrito vai receber investimentos entre 40 e 50 bilhões de dólares com o Complexo Portuário e Industrial do Açu. Corremos o risco de uma nova emancipação? Como impedir tal fato? O IBGE não tem conhecimento de algum movimento político no sentido de emancipar o distrito de Pipeiras. Porém, existe histórico pelo Brasil afora de que determinados distritos tiveram crescimento populacional e econômico tão grandioso que surgiu a ideia de emancipação. A possibilidade de emancipação de Pipeiras um dia, existe, desde que seja de interesse da população eleitoral, inclusive garantida por lei. O município de Campos, por volta de 1980, teve vários movimentos de emancipação. Naquele momento o distrito de Italva pleiteou a sua emancipação, criou a comissão, foi feito plebiscito e se tornou um município pujante. Sabe-se que a partir daí o poder

“ ”

O IBGE não tem conhecimento de algum movimento político no sentido de emancipar o distrito de Pipeiras. Existe histórico pelo Brasil afora de que determinados distritos tiveram crescimento populacional e econômico tão grandioso que surgiu a ideia de emancipação.

executivo campista por interesse administrativo e também político transformou o 6º distrito (Guarus) em terceiro subdistrito do 1º distrito de Campos. Guarus, hoje, não tem como se emancipar. Só se pode emancipar um distrito, subdistrito nunca. No caso de Pipeiras, se os poderes acharem interessante, podem transformá-lo em subdistrito ou subdistritos. 8 – Na emancipação de 1996, que deu origem ao município de São Francisco de Itabapoana, foi notória a influência política, principalmente quando o município sede fica com apenas 1/3 do território. Qual foi o papel do IBGE neste episódio? Toda a vez que um distrito ou conjunto de distritos resolve se emancipar sabe-se que devem primeiro respeitar as exigências da Justiça Eleitoral e num determinado momento o IBGE é consultado para verificar se os limites dos distritos estão de acordo com o decreto-lei 1056 e leis posteriores. Os limites de Barra Seca, Itabapoana e Maniva tiveram seus limites respeitados, já que numa emancipação é impossível invadir espaço territorial de municípios vizinhos. O IBGE dá orientação no aspecto cartográfico. 9 – Em pleno século XXI você acha que ainda teremos problemas de cidadãos se negando a serem recenseados? Esta problemática afeta mais a área urbana

ou rural? A possibilidade de ficar alguém sem ser recenseado existe, mas não por omissão do recenseador que visita todas as unidades domiciliares do país. Se no período de 1º de agosto a 31 de outubro for impossível coletar informações dos moradores de determinada residência, esta será dada com fechada, mas será feito todo um esforço para tal fato não acontecer. Em São João da Barra não temos este problema já que o percentual em 2007 foi de 0,03%, o que não prejudica o resultado. 10 – O Censo sendo realizado de 10 em 10 anos não é um tempo muito longo? É. Sempre foi questionado e concordo, mas o IBGE realiza o censo intermediário cinco anos após o grande censo que fecha a década. Portanto, em 2015 temos a contagem de população para corrigir distorções, se houver. A grande novidade que o IBGE já pensa em introduzir em sua pesquisa populacional é um trabalho contínuo, ou seja, o município é recenseado a cada ano, mas no sistema de amostragem. 11 – Quais são os principais aspectos que você acha que vai mudar no perfil de São João da Barra a partir do censo deste ano? No que diz respeito a renda per capita teremos uma alta significativa, no aspecto demográfico já vamos sentir o crescimento populacional e a migração também será outro fator relevante. 12 – É verídica uma história de que empresários franceses estiveram no IBGE procurando informações sobre a Lagoa do Salgado? Você sabia que foi a partir daí que ficamos conhecendo toda a potencialidade da lagoa? Num certo momento o IBGE foi consultado sobre a lagoa Salgada, se ela estava em Campos ou em São João da Barra. Foi mostrado, então, para quem tinha interesse na época o mapa do limite legalmente constituído onde a lagoa fica 95% dentro de São João da Barra. Sabe-se que ela tem 17 tipos de sais diferentes para uso medicinal, cosméticos e outros diversos. Vieram para fins exploratórios.


TURISMO B-4 QUOTIDIANO

ABRIL DE 2010

SAMBAQUI

PUBLICAÇÃO ON LINE - A versão PDF do Caderno pode ser baixada em: http://www.scribd.com/doc/30514911/Caderno-de-Turismo-do-Estado-do-Rio-de-Janeiro

NO DELTA

Oscar Wagner

SILVANO MOTTA

silvanomotta.blogspot.com

na baixa temporada

Em São João da Barra, uma de suas grandes atrações turísticas é o Delta do Rio Paraíba do Sul, o segundo maior do Brasil e tombado pelo Inepac

Caderno de Turismo retrata setor no Estado Construído coletivamente e fruto de um amplo debate durante as reuniões mensais da Câmara Setorial de Cultura, Esporte e Turismo do Fórum Permanente de Desenvolvimento Estratégico do Estado do Rio de Janeiro, o Caderno de Turismo foi lançado no dia 28 de abril no plenário da Alerj. Coordenado pela Alerj, FecomércioRJ e Uerj, a obra agrega dados e quantifica o impacto da atividade turística na economia do estado. O documento reúne dados levantados pelo Núcleo de Estudos Econômicos do Sistema Fecomércio-RJ - que retratam em números a realidade de cada uma das nos-

sas 92 cidades e a sua infraestrutura no que diz respeito à atividade turística e a proposta do Departamento de Geografia da Uerj de mapear as atividades turísticas predominantes em cada uma das áreas, agrupando os municípios e classificando-os. O objetivo é que estas informações sirvam de base para orientar as ações dos legisladores e dos gestores públicos, auxiliando na identificação das condições para o desenvolvimento do turismo e definição de ações para cada um dos 92 municípios. Nas últimas duas páginas são apontadas ações para os próximos anos no que tange à adoção de políticas públicas para o

setor. Dentre elas estão a garantia do cumprimento do orçamento mínimo destinado ao turismo, a organização de um calendário de eventos do estado, o estímulo ao turismo rodoviário, a promoção de melhorias nas estradas e terminais rodoviários; e na sinalização das cidades e estradas para brasileiros e estrangeiros, o fomento ao desenvolvimento do turismo náutico (dos 92 municípios do estado, 25 estão na costa); o estímulo à formalização, a partir de uma campanha educativa direcionada aos donos de hotéis e pousadas e a adoção do turismo como tema transversal nas escolas técnicas, estaduais e municipais.

GASTRONOMIA

O verão mais uma vez foi um grande sucesso. O Carnaval recebeu milhares de pessoas. A Festa de Nossa Senhora da Penha atraiu, como de costume, diversos devotos e turistas para nosso município. Alguns empreendimentos estão satisfeitos. E depois? O que pensar sobre o período de baixa temporada? Alguns empresários, donos de pousadas e prestadores de serviços ficam desanimados por esta fase, que também se repete no mês de agosto e setembro em nossa região. Mas é justamente neste período que órgãos públicos, proprietários de hotéis, restaurantes, atrativos e as comunidades, devem colocar em prática a sua CRIATIVIDADE e principalmente lutar por um ideal em CONJUNTO. Para alguns hotéis e pousadas, é hora de abaixar os preços e procurar alternativas para tentar atrair os clientes, que diminuem bastante nessa época do ano, não só em nosso município, mas em todo o território brasileiro. Os empresários devem usar desde preços promocionais em suas diárias para atrair os hóspedes, até mesmo promover o turismo de negócios, uma forma de compensar com promoções para receber eventos. É o momento de divulgar novas promoções, firmar parcerias, trocar

ideias, realizar convenções e eventos. Assim, aprimora-se o conhecimento para elaborar novas fórmulas de atrair mais turistas, mas lembrando sempre da capacidade de carga. Respeitando nossos LIMITES, porque perdê-lo é pior do que perder alguns turistas. Aliás, o destino litorâneo continua sendo o mais procurado, mesmo que o número de clientes seja menor. Lembre-se: “Mineiro não fica sem praia!” Quanto ao órgão público pode desenvolver eventos para que a cidade receba turistas e distribua os mesmos para todos os empreendimentos. Por isso, é importante que os proprietários se unam para desenvolver atividades sociais e culturais, exposições, shows, festivais gastronômicos (utilizando os produtos nativos e tendo a oportunidade de mostrar os produtos da cidade). Criatividade e união é a chave do negócio. O turismo é um leque de oportunidades, mas só ganham aqueles que acreditam e não ficam parados. Pensem na quantidade de segmentos existentes atualmente: turismo de negócios, aventura, pesca, de saúde, intercâmbios para estudantes, gastronômico, religioso, ecoturismo, cultural, rural, entre tantos outros que estão sendo criados. Que venham os turistas!

RENILDO JUNIOR

Chefe de cozinha e instrutor do Restaurante Escola Cetep - São João da Barra juniorcarvalho06@hotmail.com

delícias com filé e frango

filé mignon à Gisela ingredientes 1 filé mignon inteiro 2 cabeças de alho 3 garrafinhas de mostarda pimenta do reino a gosto alecrim desidratado a gosto manjericão desidratado a gosto orégano desidratado a gosto 300g de presunto 300g de bacon em fatias 200g de queijo mussarela sal a gosto

modo de preparo Abra o filé ao comprido, como uma folha. Tempere com a mistura de alho batido, mostarda , ervas desidratadas e sal. Após, forre o filé com presunto, queijo e o bacon frito. Enrole-o e amarre-o com barbante de cozinha e eleve ao forno por 30 min. até selar. Tire-o do forno, corte-o em fatias grossas e sirva com salada de rúcula rasgada, mussarela de búfala, manga rosa à julienne, alface roxa, castanha de caju e azeite extra virgem a gosto.

O prazer proporcionado pela comida é um dos factores mais importantes da vida depois da alimentação de sobrevivência. A gastronomia nasceu desse prazer e constituiu-se como a arte de cozinhar e associar os alimentos para deles retirar o máximo benefício. Cultura muito antiga, a gastronomia esteve na origem de grandes transformações sociais e políticas. A alimentação passou por várias etapas ao longo do desenvolvimento humano, evoluindo do nômade caçador ao homem sedentário, quando este descobriu a importância da agricultura e da domesticação dos animais. A humanidade cedo se apercebeu das virtudes da associação de certas plantas aromáticas aos alimentos para lhes exaltar o sabor, contribuir para a sua conservação e permitir uma melhor e mais saudável assimilação por parte do corpo.

Frango à Stefany com molho de maracujá ingredientes 1k de coxa e sobrecoxa 200g de pimentões amarelo e vermelho 100g de cogumelos Sal a gosto 200g de queijo gorgonzola 100g de queijo parmesão ralado 300g damasco 4 limões 400g de presunto

modo de preparo Separe os ossos da sobrecoxa deixando-as com a pele. Tempere com sal, limão e pimenta do reino. Após, as recheie com o queijo gorgonzola, parmesão, presunto, os pimentões coloridos em tiras finas, o cogumelo em lâminas e o damasco à brunirei. Costure as pontas com palitos para não abrir, pincele as sobrecoxas com maionese e iorgute natural. Leve ao forno por 40 minutos. Preparo do molho de maracujá: Bata 4 maracujás no liquidificador, após passe em uma peneira fina,reserve. Faça um refogado de manteiga, uma colher de sopa de açúcar, uma cebola picadinha, gengibre a gosto. Após coloque no refogado o suco do maracujá,espere ferver,coloque uma garrafa pequena de leite de coco e engrosse com amido de milho. Sirva por cima do frango assado ou à parte.

QUOTIDIANO. Edição 37. 30/04/2010  

QUOTIDIANO. Edição 37. 30/04/2010

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you