Issuu on Google+

QUANDO O TWITTER FOI LANÇADO, EM 2006, A MAIOR PARTE DAS PESSOAS NÃO ENTENDIA QUAL A UTILIDADE DO MICROBLOG. CINCO ANOS DEPOIS, MAIS DE 145 MILHÕES DE USUÁRIOS RESPONDEM À MESMA PERGUNTA: “O QUE ESTÁ ACONTECENDO?”, PRINCIPALMENTE QUANDO ESTÃO DE FRENTE PARA A TELEvISÃO

TV Em 140 caRacTERES por sarah mund e raquel temistocles ilustração fábio lucca

40+monet+março

96Twitter.indd 40

15/2/2011 17:30:05


marรงo+monet+41

96Twitter.indd 41

15/2/2011 17:30:06


m

UITo maIS Do QUE

revelar o que você está fazendo, pensando ou o que está acontecendo ao seu redor, o Twitter já provou ser uma poderosa ferramenta de interação. o que pode soar repetitivo ao se falar de mídias sociais, mas diferentemente de outros serviços existentes na internet, os escassos cento e quarenta caracteres disponíveis para postagens podem alçar grandes voos, como prova a repercussão dos conteúdos que são transmitidos pela televisão. a exibição do episódio final da última temporada da série Lost nos Estados Unidos, no dia 23 de maio de 2010, gerou nada mais nada menos que 437.613 menções no Twitter, segundo dados levantados pela revista americana Fast Company. “antes, a conversa era restrita à sala ou no máximo comentava-se no dia seguinte com os amigos do trabalho. agora, a conversa é imediata, as reações são em tempo real e você pode acompanhar tudo ao vivo”, analisa o colunista ale rocha, que escreve sobre a programação da televisão para diferentes veículos. E quem está de olho em toda essa movimentação são os canais. a tão sonhada interatividade parece ser mais concreta que nunca. Com tentativas que datam desde antes da invenção do aparelho de TV em cores, em 1954, como leitura de cartas durante os programas até votações via telefone, as emissoras e canais sempre buscaram uma forma eficaz de se relacionar com o público. E eles podem estar bem próximos de alcançar esse objetivo, graças ao crescimento do acesso à internet. Cada vez mais pessoas assistem televisão ao mesmo tempo em que estão conectadas à internet. Somente nos Estados Unidos, mais de 4 milhões de pessoas acessaram o Twitter via aparelhos celulares mensalmente durante o ano

SIGam-mE OS BONS

N

ão são só os artistas e os canais de Tv que estão ligados no fenômeno Twitter. A NET também entrou na onda e conta com dois perfis para ficar em contato com público e clientes. Enquanto o @NEToficial faz promoções, dá dicas da programação e conta curiosidades sobre celebridades e atrações, o @NETatende funciona como mais um canal de atendimento ao consumidor, que pode fazer reclamações, tirar dúvidas e buscar informações sobre todos os serviços oferecidos. E a comunicação não acontece em mão única. A prova de que há um time ouvindo o que está rolando na twittosfera foi a inclusão do canal ESPN HD na grade da NET a pedidodosclientes:“Nãotínhamosprevisão paraincluirocanal,mascomomuitosclientesestavamfazendoessepedidopelo Twitter,passamosasolicitaçãoparaopessoaldaprogramaçãoeconseguimos trazerocanalparaagrade”,revelaErnaniCarneiroSilvaJunior,umdos responsáveispeloconteúdodivulgadonoendereçodaempresanaredesocial.

42+monet+março

96Twitter.indd 42

15/2/2011 17:30:15


FOTOS: AFP E DIVULGAÇÃO

Bombando na TV. E na rede – Da esquerda para a direita, os assuntos que viraram trending topics: os deslizamentos de terra ocorridos em janeiro na região serrana do Rio de Janeiro; o final da série Lost, depois de seis anos de mistérios; a expulsão de Felipe Melo no jogo da Seleção Brasileira contra a Holanda, na Copa do Mundo, em julho de 2010; e a transexual Ariadna, que, mesmo com campanha a seu favor no serviço de microblog, não conseguiu escapar da eliminação do BBB 11

de 2010, de acordo com pesquisa da ComScore, empresa especializada em análise de mercado digital. Isso sem contar os usuários que acompanham suas contas através de computadores, totalizando os 145 milhões de perfis cadastrados no Twitter. Um mercado capaz de fazer crescer os olhos de qualquer empresa do ramo televisivo. Não foi à toa que o canal americano MTV instalou um telão no Nokia Theater, onde a cerimônia de premiação do Video Music Awards de 2010 foi realizada, transmitindo em tempo real os 2,3 milhões de comentários relacionados ao prêmio postados na rede social. A inovação garantiu não só 11,4 milhões de espectadores, como dobrou a audiência da atração, se comparada ao ano de 2006. No Brasil, a situação não é diferente. Os canais, principalmente os da TV por assinatura, já estão atentos a

essa tendência mundial. A Nickelodeon apostou em uma estratégia parecida, e durante a exibição dos Meus Prêmios Nick 2010 conseguiu mil novos seguidores no Twitter ao comentar simultaneamente as atrações e detalhes dos bastidores. Já o Multishow experimentou uma interatividade fundamental para a correção de um problema na transmissão do show do grupo de rock Radiohead, realizado no Brasil em março de 2009. Ao notar um número crescente de reclamações sobre o áudio da apresentação, a equipe técnica foi avisada e o problema corrigido. Tendo a segunda maior população da rede social, o que representa 8,8% dos usuários do Twitter, os brasileiros são responsáveis por uma intensa atualização dos trending topics, a lista dos assuntos mais comentados no menor espaço de tempo. Grande parte desses tópicos está relacionada a conteúdos transmitidos pela televisão. Alguém se lembra da expulsão de Felipe Melo no jogo da Seleção Brasileira contra a Holanda na Copa do Mundo de 2010? O feito do jogador se tornou um dos assuntos mais comentados em todo o mundo no dia seguinte. Na ocasião, o Twitter acabou se tornando palco de uma grande conversa coletiva, “porque na internet todos nós somos interagentes, não somos só receptores de conteúdo. Nós somos, o tempo todo, criadores em potencial”, esclarece Sérgio Amadeu, sociólogo e doutor em Ciência Política. Essa movimentação foi percebida recentemente na campanha realizada pelos fãs do programa Big Brother Brasil para a permanência da transexual Ariadna na casa do reality show. O próprio diretor da atração, José Bonifácio Oliveira, mais conhecido como Boninho, comentou em sua conta no Twitter sobre a tentativa frustrada dos internautas em evitar a eliminação da participante. A rede social ainda não tem o poder de influenciar diretamente a televisão, mas as emissoras estão ligadas no que acontece e tentam se adaptar ao desejo do público. “Ele ainda não consegue mudar a trama da novela, mas já consegue assisti-la de outra forma, conversando com outras pessoas, tendo outras percepções”, acredita Ale Rocha. Já deu para perceber que essa interação dos telespectadores, com os canais e entre si, está mudando a forma de se assistir à televisão. E para quem está pensando que Twitter é só distração, saiba que o serviço pode ser usado como uma ferramenta de ajuda humanitária. Foi o que aconteceu quando os programas jornalísticos começaram a relatar os deslizamentos de terra decorrentes das fortes chuvas ocorridas na região serrana do Rio de Janeiro, em janeiro deste ano. As pessoas se mobilizaram não só para socorrer as vítimas, como para divulgar locais para doações de suprimentos para os desabrigados da tragédia. Como tudo na internet, o Twitter pode ser usado só para brincadeira, mas também para assunto sério. ■ SIGA A MONET NO TWITTER,

@revistamonet

MARÇO+MONET+43

96Twitter.indd 43

15/2/2011 18:51:13


TV em 140 caracteres - Monet 96