Page 1

O SHOW TEM 26+Monet+JULHO


PARA SABER O QUE ROLA POR TRÁS DAS CORTINAS DE UM MUSICAL DA BROADWAY, VISITAMOS OS SETS DE FILMAGENS DA SEGUNDA TEMPORADA DE SMASH E ENTREVISTAMOS O ELENCO, QUE CONTA COM ANJELICA HUSTON E DEBRA MESSING. FALCATRUAS, INVEJA E TALENTO NÃO VÃO FALTAR! por Raquel Temistocles, de Nova York*

QUE CONTINUAR JULHO+Monet+27


ABREM-SE AS CORTINAS E ilumina-se o palco. Norma Jean, mais conhecida como Marilyn Monroe, entra em cena com seus cabelos loiros e curvas acentuadas. Da sua boca sai uma voz poderosa e uma canção emocionante. Do outro lado do palco, uma Marilyn mais alta e mais magra dá um show de sensualidade. Duas atrizes, um papel. Esse é o drama da série musical Smash, que chega à segunda temporada ainda sem resolver o dilema da anterior: quem faz melhor a loira definitiva de Quanto Mais Quente Melhor? A atriz Megan Hilty interpreta Ivy Lynn, a veterana no ramo que faz de tudo (até dormir com o diretor) para se destacar nos palcos. Ela disputa com Katharine McPhee, ex-American Idol e intérprete de Karen Cartwright, a novata na Broadway que conquista a todos com sua doçura. Em visita ao set de filmagens e entrevista com os atores da série, uma coisa ficou clara: se o quesito para escolher a Marilyn do espetáculo Bombshell fosse a simpatia, desculpe desapontá-los, mas Hilty ganharia disparado. Até Katharine reconhece. “Eu nunca interpretaria Marilyn Monroe. Eu deixaria isso para Megan Hilty. Não acho que tenho o corpo dela, sou mais alta que ela. E para mim sempre foi sobre tentar conseguir captar a sua essência, que é o que eu mais amava sobre Marilyn. Sua essência doce e sexy, sem saber que era sexy”. Com um sorriso de orelha a orelha, Megan em nada se parece com a carrancuda Ivy Lynn. A atriz SMASH chegou às locações em Nova Jersey, nos I A PARTIR DO DIA 21, EUA, logo cumprimentando a todos e se DOMINGOS, 21H, servindo no bufê destinado aos jornalisSTUDIO UNIVERSAL, 138 tas na hora do almoço. Durante as entre-

BROADWAY X TV

Muitos desses artistas começaram primeiro nos palcos da Broadway para depois se tornarem sucesso nas telinhas

Christine Baranski > Muitos a conhecem como Diane Lockhart de The Good Wife, mas a atriz começou a carreira na Broadway em 1980. Até hoje, já ganhou dois Tony Awards (premiação dos melhores do teatro nos EUA) por The Real Thing, em 1984, e por Rumors, em 1989.

28+Monet+JULHO

Cynthia Nixon > A Miranda de Sex and the City é figura conhecida nos palcos. Ela já estrelou mais de dez produções, sendo a mais conhecida o drama Rabbit Hole, peça que rendeu ao escritor David Lindsay-Abaire um Prêmio Pulitzer, e pela qual Cynthia levou um Tony em 2006.

Jane Krakowski > A estrela da comédia 30 Rock começou na Broadway aos 18 anos. De lá para cá não parou mais. Krakowski interpretou Carla na peça Nine, papel que lhe rendeu um Tony em 2003. Sua última peça foi Damn Yankees, ao lado de Sean Hayes.


Gente nova no pedaço – Na foto maior, as novas adições do elenco de Smash: Jeremy Jordan como o problemático compositor e ator Jimmy Collins, e Andy Mientus como seu melhor amigo, o escritor Kyle Bishop. Abaixo, Jennifer Hudson como a sensação da Broadway Veronica Moore e sua pupila, Karen Cartwright (Katharine McPhee). Ao lado, Karen em um número musical

vistas, respondeu a todas as perguntas sem a antipatia que é tão característica na sua personagem na primeira temporada. Katharine McPhee, por outro lado, deixou transparecer o lado diva, sempre arrumando os cabelos, dando respostas diretas, e deixando claro que, ali, a estrela do show é ela. Não é por menos, na segunda temporada a sua personagem consegue o tão sonhado papel, mas abre mão e o acaba trocando por outro em um circuito de teatro menos conhecido, tudo por amor. Eacompetição, que antes era para ver quem faria Marilyn, é agora para saber qual espetáculo é o melhor: Bombshell ou Hit List. Com a nova peça, surgem novos atores, novas músicas

Jim Parsons > É difícil imaginar Parsons como alguém diferente do nerd Sheldon Cooper de The Big Bang Theory. Mas o ator fez bonito na nova versão da peça Harvey em 2012, na qual interpretou Elwood P. Dowd, um homem que tem um amigo imaginário.

“Definitivamente sinto que a briga de egos é uma constante em qualquer mídia em que você está, seja na TV, no cinema ou no palco”, afirma Debra Messing

Kathy Bates > Uma das atrizes mais aclamadas do cinema e da TV, Kathy Bates estrelou a peça Come Back to the Five and Dime, Jimmy Dean, ao lado da cantora Cher no início dos anos 80. Mas foi com a peça ‘night, Mother que recebeu o Tony de Melhor Atriz em 1983.

Patrick Wilson > Bem antes de estrelar as séries Angels in America e A Gifted Man, Patrick Wilson se revelava como ator de musicais na Broadway. Ele começou em 1996, e entre seus principais trabalhos nos palcos estão as peças All My Sons, Oklahoma! e The Full Monty.

JULHO+Monet+29


Bastidores do show – Acima, Anjelica Huston como Eileen Rand, que nesta temporada chega a perder por um momento o posto de produtora de Bombshell, e o ator Jack Davenport como Derek Wills, que abrirá mão de Marilyn para dirigir Hit List. Ao lado, Megan Hilty soltando a voz como Ivy Lynn

gosto de desafios”, contou a eterna Morticia Adams e filha de um dos maiores diretores da história do cinema, John Huston. Desafios esses que Smash também enfrentou. A série lutou muito para conseguir ser renovada para a segunda temporada, e nisso obteve sucesso (porém, sem garantir um terceiro ano). O que veremos agora é um novo rumo da história com outros personagens, as participações, e até mais números musicais por episódio com canções conhecidas em vez de somente composições originais. Versões de Death Cab for Cutie, Frank Sinatra e Radiohead são exemplos do que vem por aí. “Acho que a temporada é muito forte, e espero que as pessoas vejam isso. Nós temos uma linha forte, em que você tem Bombshell tentando ir para a Broadway com alguns solavancos, e, em seguida, você vê esse novo grupo musical que começa a ser revelado. Sinto que, com o progresso dos episódios, esses dois caminhos vão se encontrando cada vez mais e isso é muito emocionante”, disse o produtor-executivo Joshua Safran, que trouxe a experiência de Gossip Girl para Smash. “O que fiz foi buscar mais jovens para o elenco, porque os musicais significam muito para os jovens, eles baixam músicas, e eles conhecem músicas.” Com tanto empenho para deixar a série mais atrativa para o público, só nos resta esperar o espetáculo começar. Quebrem as pernas! *A jornalista viajou a convite do canal Universal

Matthew Morrison e Lea Michele > Os queridinhos de Glee não aprenderam a cantar nos ensaios do New Directions. Apesar de ter ganhado destaque com o papel de Rachel na série teen, a atriz já tinha feito um longo caminho na Broadway. Ela começou em 1995 na peça Les Misérables. Depois fez Ragtime, Fiddler on the Roof, The Light in the Piazza e Spring Awakening. Já Morrison, que estreou nos palcos em Footloose, fez carreira em grandes musicais, como The Rocky Horror Show e Hairspray.

30+Monet+JULHO

Sean Hayes > O ator de Will & Grace, que participará da segunda temporada de Smash, é noviço na Broadway, mas já conseguiu impressionar. Professor de piano antes da fama, ele estreou nos musicais em 2010 na peça Promises, Promises, pela qual foi indicado ao Tony Awards.

FOTOS: DIVULGAÇÃO

e participações especiais. Liza Minelli e Jennifer Hudson chegarão para mostrar como é que se faz quando o quesito é soltar o vozeirão. Junto com elas, os atores Jeremy Jordan e Andy Mientus. Jordan, aliás, é o destaque do ano. Ele será uma revelação para o teatro e o par romântico de Karen – e pelo jeito como ele e Katharine McPhee se olhavam e completavam frases um do outro durante a entrevista, podemos garantir que química não será um problema. Nessa temporada, o drama aumenta enquanto acompanhamos o caminho de uma peça até chegar ao Tony Awards (cerimônia que premia o melhor do teatro dos EUA) e o início de um musical, desde a sua concepção. Seguindo a mesma linha do ano anterior, a base da série continua sendo muita competição e falcatrua. “Nunca fiz Broadway. Mas definitivamente sinto que a briga de egos é uma constante em qualquer mídia, seja na TV, no cinema ou no palco. Você investe muito em tudo o que você está fazendo, e é difícil ser criticado, mas também acho que é perigoso ser excessivamente elogiado. Então, resumindo, são águas perigosas”, disse Debra Messing, conhecida pela saudosa série Will & Grace, que agora encarna uma roteirista que sempre mistura problemas pessoais com negócios. Perigoso ou não, Anjelica Huston aceitou o desafio e há dois anos vive a produtora Eileen. “Me deixaram cantar em alguns episódios e tem sido muito divertido para mim, porque é algo que eu realmente não tinha feito antes e

O show tem que continuar monet 124 julho2013  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you