Page 1

O TEXTO É LONGO, MAS, VOU PROVAR QUEM É QUE ESTÁ MENTINDO. LEIA COM ATENÇÃO. As informações que publico aqui, eu obtive da seguinte forma: 1. 2. 3. 4.

Visitei o site: https://www.convenios.gov.br/portal/acessoLivre.html Cliquei em Consultar Proponente; Escolhi a BA, e o município IRECE. Cliquei em CONSORCIO DE DESENVOLVIMENTO SUSTENTAVEL DO TERRITORIO DE IRECE

Esta pesquisa no site me mostrou tudo que era necessário saber sobre o que andou acontecendo sobre o cancelamento do Convênio, que, Ray Cruz Novais, agência, ou inocente útil ao grupo político interessado, anda a espalhar que é de responsabilidade do Luizinho Sobral o cancelamento do Referido Convênio. Não! Não é! E depois de você acessar ou ler isto você também vai entender quem são os culpados do cancelamento do Convênio. O Luizinho Sobral é o Presidente do Consórcio. E o consórcio tem os seguintes membros.

Tá no site do Sincov na parte de Dados. 1. Depois eu cliquei em Convênios, Consultar Convênios/Pré-Convênios. 2. Escolhi o Estado da Bahia, Escolhi o Município Irecê 3. Depois cliquei no CONSORCIO DE DESENVOLVIMENTO SUSTENTAVEL DO

TERRITORIO DE IRECE 4. Na lista, cliquei no Convênio 759540/2011

Ai, apareceu os dados sobre o CANCELAMENTO.


Quando digo que esta gente é desonesta intelectual; mentirosa; meticulosa; metódica é que os conheço. Trabalhei com esta gente por algum tempo, para saber como é que eles agem; como é que vivem; como se ajuntam para manchar honras, sujar reputações; condenar pessoas ainda que inocentes para obter proveitos, e vou provar o que vos escrevo. Todos aqui já leram a NOTA TÉCNICA do cancelamento. Mas, quantos já leram o OFICIO DE CANCELAMENTO CONVÊNCIO IRECÊ? Sabem por que ninguém leu, nem sabem de sua existência? Porque se tivessem lido saberiam, que o Luizinho Sobral lutou com unhas e dentes; argumentou; enviou documentos; tentou de tudo que podia para evitar o cancelamento. Aos fatos. Lembro que a Camilla Batista escreveu isto abaixo, em que marco de vermelho a mentira que o Oficio desmente.

Veja o que diz o Oficio do MDS


Quem era o prefeito em 2012? Estava lisinho e tudo em ordem? Quem é que mente? Quem é que diz a verdade? Camilla Batista ou o Relatório do MDS? É culpa do Luizinho Sobral? Quando começou o governo de Luizinho Sobral, no mês de Fevereiro, o MDS entrou em contato veja como está escrito:

Já no governo de Luizinho Sobral como prefeito de Irecê, e, como PRESIDENTE do consórcio. Marco em vermelho para destacar duas coisas. A frase: “foi novamente solicitada a atualização dos referidos sistemas” – é pela primeira vez, uma referência ao Prefeito Luizinho Sobral. Segundo, de outubro de 2012 até fevereiro de 2013 contando todos os dias foram exatamente 100 DIAS. Mas, sabem o que mais? Luizinho Sobral foi eleito PRESIDENTE do CONSÓRCIO dois dias antes. Ah! Como é fácil DESMENTIR essa gente! Depois disto! Ou seja, depois que Luizinho Sobral entrou no comando, eis o que o MDS diz no documento


Claro como a luz do sol. Segundo diz o relatório do MDS, as coisas começaram a andar mesmo foi depois que o Luizinho Sobral começou a gerenciar o troço. È só ler o documento para entender. Mas, ocorreram Os problemas de 2013 Depois de todos os esforços do Luizinho Sobral à frente do Consócios eis os problemas que existiam em 2013.

Quem é que deveria inserir os Relatórios Trimestrais de Acompanhamento no sistema? Era o presidente do Consórcio? Evidente que não! Isto é a tarefa de quem foi contratada para isto? Não sei se é a pessoa de Camilla Batista, mas, mostro esta imagem que é do texto que ela escreveu:


Para mim, minha opinião, é que ela está envolvida na questão. Tem culpa nesta história. Foi contratada para certa atividade, e não o fez, agora acusa o Presidente do Consórcio; O MDS reclama que falta, exatamente o que ela diz que fez? Para mim, é muito suspeito! Novamente: quem é que mente? Ela que diz que fez ou o MDS que diz que não tem documentação comprobatória inserida no sistema. Além disso, ocorreram uma gritaria só, quando houve demissões. Disseram que era perseguição politica. Mentira também. Foi por incompetência. Não vou jogar pedra em Camilla Batista e afirmar categoricamente, que é, em última instância, em todas as instâncias, em último caso, ela a culpada. Tive acesso a este documento assinado pelo José das Virgens que diz o seguinte:


Eu pergunto, e quem souber, e puder responder, que o faça: 1) Quem é o coordenador Geral? 2) Quem é o Gerente Administrativo 3) Quem são os 5 articuladores de campo? 4) Quem são os 28 técnicos de campo? É essa gente, em última caso, quem deixou de fazer suas tarefas. São eles quem não fizeram o que deveriam ter feito? E não fizeram por que? Quando eu receber estes nomes, eu vos garanto que o item 10 do relatório, será melhor esclarecido. E depois eu vos digo. Veja o que marco no texto abaixo.

1 – Presidente Dutra. Os buracos foram feitos há mais de 1 ano. Logo 2013 – 1 = 2012. Quem era o prefeito? Quem era o Presidente do Consórcio? José das Virgens Dourado. Presidente Dutra faz parte do Consórcio. Quem é que representa a cidade no Consórcio? O prefeito. Quem deveria responder por isto? O Prefeito de Presidente Dutra. Mas, para o MDS, o responsável pelo Consórcio, e quem responde pelo consórcio é o presidente, que é Luizinho Sobral. Ou seja, um dos membros do consórcio deixou de cumprir suas atividades e tarefas, e, quem é responsabilizado é o presidente. Entenderam ou preciso desenhar? Cimento vencido. Como é que explicaremos esta equação? Buracos feitos. Cimentos comprados.Ah! Tá ali: faltou pagar os pedreiros.Que está nos termos do convênio que é responsabilidade do Consórcio. Mas, teriam que pagar sem que estivessem trabalhando? Afinal, paralisaram por falta de pagamento ou porque não trabalharam nem venderam, logo não tinham o que receber? Não ficou claro esta situação. E, convenhamos, quem é que reclama que uma CTPS ficou 15 dias no escritório? Só este povo de Presidente Dutra?


Eu já sabia. Repetir as palavras de Camilla Batista: “..., deixamos o consórcio com a prestação de contas em dia durante o processo de transição sem lisura alguma (sic)”

Não é o que Luizinho Sobral informou ao MDS. Se houve mudança apenas na administração do consórcio, quem é que tinha a senha de acesso ao SICONV? Foi demitido? Esqueceu a senha? E, não esquecer, que a situação contábil, foi o que fez o TCM rejeitar as contas do governo de José das Virgens. Observo que os problemas foram mesmo referentes ao período em que José das Virgens era o presidente do Consórcio. Tá marcado em vermelho. Nem tem o que discutir. Não tem! Se o José das Virgens tem documentos contrários, que vá à justiça. E, penso que o Luizinho Sobral e o Ministério Público deva entrar com representação contra José das Virgens com IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA.

Mentiras sobre o cancelamento do consórcio irece  
Advertisement