Revista Team 87

Page 1

Agor aaPol et t iOdont ol ogi aof er ece Odont opedi at r i acom pr evençõese t r at ament ospar acr i ançaseadol escent es. CLARI TAS,novoespaçodebel ezanasce em Bal neár i oCambor i ú.

Ni v al doe Re nat iVi e i r a

Tr adi çãoeexel ênci anocomando daCasadaCar neAveni da.


Cont at o:( 48)32090002/( 48)998030002 Rua, Tenet eSi l vei r a,713/sal a02 -Fl or i anópol i s-SC


Co n t a t o :( 4 7 )3 0 5 6 5 1 5 1/( 4 7 )9 9 9 0 7 -5 2 5 2 Ru a ,2 . 5 0 0n º5 0 5s a l a0 7-Ba l n e á r i oCa mb o r i ú-S C

www. auddi oapar el hos audi t i v os . com. br



C A I G T U O IPRE @ SIG A ES T S N E ES

S E S D E O CIAIS R NAS

PARCELAMOS EM 10X SEM JUROS NO CARTÃO DE CRÉDITO

(47)3367-0285

AV. BRASIL, 1854 - BALNEÁRIO CAMBORIÚ WWW.GUIPRESENTES.COM.BR


A FIBRA MODELADORA E MODELAGEM EXCLUSIVA

SÃO ALIADAS PARA GARANTIR O ALINHAMENTO DEFINITIVO DE SUA SILHUETA, ALÉM DE

ATIVAR A CIRCULACÃO E MELHORAR O ASPECTO DA PELE.

@YANGBALNEARIO (47) 98875.7490 AV. BRASIL, 1135 CENTRO BALNEÁRIO CAMBORIÚ




INGRESSO E ACESSO EXCLUSIVO PARA O BLUE PARK INCLUSO NA DIÁRIA

F.¨U °‫ژ‬%CAFÉ DA MANHÃ INCLUSO

PRAIA COM ONDAS E PISCINAS TERMAIS

2 CORTESIAS PARA CRIANÇAS COM ATÉ 8 ANOS

RECREAÇÃO ADULTO E INFANTIL

/hoteismabu

Avenida das Cataratas, 3175 Foz do Iguaçu - PR

hoteismabu.com.br


I mpl ant esDent ár i os , Lent esdeCont at oDent al dePor c el ana, Har moni z aç ãoFac i al , Or t opedi a, Or t odont i a,Pr ót es eDent al T r at ament odeCanal c om Mi c r os c ópi oEl et r ôni c o

Nos s aequi pecont acom t ecnol ogi adepont apar agar ant i rum di agnós t i co compl et oeum t r at ament odequal i dade.Al ém di s s o,t odososes peci al i s t ass ão at ual i z adoscom asmai sr ecent est écni casdaodont ol ogi a.

Pol e t t i Odont ol ogi aE s pe c i a l i z a da


Ag o r aaP o l e t t i Od o n t o l o g i ao f e r e c eOd o n t o p e d i a t r i a c o mp r e v e n ç õ e set r a t a me n t o sp a r a c r i a n ç a sea d o l e s c e n t e s . Dr .Raf aelPol et t i CRO SC7319 Es peci al i s t aem pr ót es ee i mpl ant esdet ár i os

Sai baquandol ev aros eufi l hoaodent i s t a Ent r e oscui dadosque ospai spr eci s am t ercom s eusfi l hos pequenos ,as aúdebucaléum dospr i nci pai sas pect osques e dev el ev arem cons i der açãonodes env ol v i ment odacr i ança. Des deosanosi ni ci ai sdev i da,av i s i t ar egul araodont opedi at r i a dev ef az erpar t edar ot i nadospequenos .

Hor á r i odea t e ndi me nt o: da s8hà s12heda s14hà s19h

Av . Al v i nBa ue r , 130-Ce nt r o| Ba l ne á r i oCa mbor i ú, S C F one : 47. 33619564/Wha t s a pp: ( 47) 997001055




Venha viver bons

momentos com a gente!

Hospede-se conosco!

Royal Plaza Hotel Rio Branco nº 519, Centro - Apucarana/PR (43) 3162-1000 | (43) 3423-0760

Hotel Mosteiro São José Rua Buarque de Macedo nº 3590, Centro - Garibaldi/RS (54) 3462 1703

Pampulha Design Hotel Av Otacilio Negrão de Lima nº 16.410, Pampulha - Belo Horizonte/MG (31) 3505-9464

CHA Prime Hotel Rua Joao Negrao nº568, Bairro: Centro - Curitiba/PR (41) 3206-9478 | (41) 99231-7652

CHA Mime Hotel Rodovia BR 470 - Km 58 nº 4095, Badenfurt - Blumenau/SC (47) 3144-8989 | (47) 99121-7186


Cl ar i t as

dol at i m:oquebr i l ha. Nodi a30deabr i lde2022,um nov oes paç odebel ez a nas c e,em Bal neár i oCambor i ú. A pr of i s s i onale Sóc i a pr opr i et ár i aVi v i ann Cav ï c hi ol i , c om 12anosdeex per i ênc i anaár eadaes t ét i c aebel ez a, dec i di uc r i arum es paç oc ol abor at i v o par a poderuni r pr of i s s i onai s empr eendedor as e mel horat enders uas c l i ent es c om v ar i edade de pr oc edi ment os , uni ndo c onf or t oequal i dade. Venha c onhec er es s e nov o es paç o ac onc hegant e epr epar adopar amel horl heat ender .

Est ét i caav ançada /Mi cr opi gment açãomoder na/ Desi gndesobr ancel has Ext ensãoeLi f t i ngdeCí l i os /Al ongament odeunhas/Mani cur eePedi cur e Semi j ói as/Cur sosper sonal i zados

4799666. 1 17 4

c l ar i t as _es t ét i c a

RuaJ amai c a,Nº84-Naç ões/Bal n. Cambor i ú-SC




Sandr aTomi o

COMO QUEBRAR O CI CLO DO DESAPRENDI ZADO

PROFESSI ONAL& BUSI NESS AND EXECUTI VE COACH

Depoi s de doi s anos de pandemi a quando pai s, pr of essor es e al unos vi ver am f or a da nor mal i dade, r et or namos par a a escol a e per cebo que há da par t e dos al unos uma gr ande f al t a de mot i vação que ger a desr espei t o e desor dem na sal a, que ger a bai xos í ndi ces de apr endi zado, que ger a despr epar o i nt el ect ualque ger a bai xo desempenho que ger af al t a de mot i vação que ger a desr espei t o. . . e esse ci cl o não saudável se r epet e at é que possamos quebr ál o. Da par t e dos pr of essor es não são pequenos os desafios:mant eroi nt er esseeoengaj ament odosal unos em sal a de aul a; di ficul dade em desenvol ver um pl anej ament o das aul as de acor do com os si st emas adot adospel asescol as;f al t adesegur ançapar aapl i car novosmét odoset ecnol ogi a;compet i rcom cel ul ar ese apps;sal aschei ase mui t asvezesf al t a de r ecur sose mui t a bur ocr aci a ( ou ser i a bur r ocr aci a?) Comopr of essor a,seiquenãodevemosnosl evarpel a bi r r a,pel ai r r i t açãooupel odesâni mo.Quandot emosa educação como met a, l i mpamos o excesso e penei r amos o que é essenci al . Pr eci samos ser di sr upt i vos e i ral ém dos mur os dos col égi os.T emos nossasdor eseadoréumaescol aquandoent endemos que pr eci samos dosar nossas emoções e nosso conheci ment o assumi ndo em sal a de aul a o papelde medi ador . Não somos gar çons par a ser vi rt udo de bandej a,t ambém nãoéocaso. T oda apr endi zagem deve serat i va e est arat i vo não si gni ficanecessar i ament eest arsemexendoouf azendo um gameoumani pul andoal gumacoi saot empot odo.O al unopodeest arf azendoumal ei t ur aat i vaouest arat i vo em uma aul a exposi t i va t r ocando i déi as,si mpl esment e compr omet i docom seuapr endi zado. I nf el i zment e nossos mat er i ai s ai nda pr opõem uma apr endi zagem cont eúdi st aef r agment ada que par ece não serr el evant e par a os al unos e a Base Naci onal Comum Cur r i cul ar( BNCC)apr esent a as pr emi ssas de umaeducaçãoi nt egr alepr opõeot r abal hopormei odo desenvol vi ment o de compet ênci as t ai s como: pensament o ci ent í fico cr í t i co e cr i at i vo; r eper t ór i o cul t ur al ; comuni cação mul t i f ocal ; cul t ur a di gi t al ( compr eender ,desenvol vere cr i art ecnol ogi a) ;pr oj et o de vi da; ar gument ação; aut oconheci ment o e aut ocui dado al ém de r esponsabi l i dade e ci dadani a. Ent ão t odos pr eci samos evol ui r , i novar .

Os pr of essor es t ambém pr eci sam desenvol ver suas pr ópr i as compet ênci as e agi rde f or ma coer ent e com el as,poi s mui t o do que os al unos apr endem vem da r el ação que est abel ecem com seus docent es e do exempl o que el esdão.“ Pr át i caspedagógi cas”devem t era cl ar ai nt enção de pr omovero cr esci ment o dos est udant esem t odasassuasdi mensões.Mui t asescol as j ár eal i zam ações dessa nat ur eza i nt ui t i vament e.No ovocaumai nver sãodaant i gal ógi ca ent ant o,aBNCC pr em si t uaras compet ênci as ger ai s( ci t adas)não como al goadi ci onaloucompl ement aresi m comodi r ei t odos est udant es e pr opósi t os pr i mor di ai s da educação bási ca. Por t ant o quer i dos col egas pr of essor es apesar de acr edi t ar na cor r esponsabi l i dade i nevi t ávelde pai s, fil hosal unos,pr of essor ese t odososat or esda escol a nessa mi ssão de quebr aro ci cl o do desapr endi zado, cabeanóspr ofissi onai sdaeducação,i nt enci onal ment e i ni ci ar o pr ocesso.Chega de r el ações de caos e t empest uosas ent r e al unos e pr of essor es.Chega de pr of essor es doent es e al unos medí ocr es. Háquesecr i aropor t uni dadespar aqueosest udant es vi venci em exper i ênci asquedesenvol vam seui nt el ect o, mast ambém suasemoções,seur eper t ór i ocul t ur al ,seu agi rno mundo.Como docent es pr eci samos par t i rde onde os al unos est ão ( aval i ação di agnóst i ca) ,dei xar cl ar oosobj et i vospar aqueapr endam aseaut oaval i ar em r el ação aonde quer emos chegare pr epar araul as memor ávei s,com or denação da sal a de aul a afim de obt er most ur masengaj adasepar t i ci pat i vas.Par at ant o t or nasef undament alaut i l i zaçãodemet odol ogi asmai s cont ext ual i zadaseem al gunsmoment out i l i zarr ecur sos di dát i cosmai sadequados.

Sandr aT omi o( Ki dcoach) ( Cent r odeEst udosSandr aT omi o) Cont at o:47989131717/473360. 3237/sandr at omi ocoach@gmai l . com


Osqueconfiam noSenhorsãocomoomont eSi ão, quenãosepodeabal ar ,masper manecepar asempr e. Sal mo125: 1

RuaS í r i a, 42| 33674297


c

a

p

a

T r adi ç ãoxEx c el ênc i a Quem sãoNi v al doeRenat i Vi ei r a? Ni val doénat ur al deCambor i ú,cr esceueest udounest a agr adável ci dade, e em 1976 vei ot r abal har em Bal neár i oCambor i ú.Renat inat ur aldeI t aj aí ,semudou par aBal neár i oem 1968,ocasalseconheceuem 1976, cur sandoosegundogr auecasar amseanosdepoi sem 1980,dest ecasament onascer am doi sfil hos,Car ol i nee Br uno.Nest a época o casalt r abal hava no comer ci o l ocalel aem I t aj aíeel eem Bal neár i o. Quando de f al a em Casa da Car ne Av eni da ,l ogo pensamosem ex cel ênci anoquesef az.Deondev ei o est apai x ão? Em 1982compr amosumapequenavenda,er acomo chamavamseasmer cear i asdaépoca,desdeent ãoo Ni val do t eve a necessi dade de apr endera t r abal har com car nes,depoi sdemui t oest udo,cur sosemui t a dedi cação, t or nouse um apai xonado por est e segment o gast r onômi co.Por est a pai xão em 1988 sur gi u at r avés da nossa uni ão agor a t ambém empr esar i alaCasadaCar neAveni da. A uni ão e a cumpl i ci dade nest a empr esa é al go admi r áv el ,qualogr andesegr edopar aconci l i arf amí l i a eot r abal ho? Comosempr ef omosum casalmui t ouni doeambosda ár eacomer ci al ,uni mosnossasf or ças,el ecui dandoda par t edascar neseeunapar t eadmi ni st r at i va,com o passardosanosnossosfil hosest i ver am j unt osnest e t r abal hot ãosi gni ficant epar at odosnós,apoucot empo mi nhafil har esol veual çarnovosvoosseaf ast andoda empr esa. Qualogr andedi f er enci aldaCasadaCar neAv eni da? Acr edi t oqueest er amoempr esar i al émui t oexi gent e,no sent i do de f or ça, t empo, dedi cação, cui dado e empenho e i sso é nossa pr i or i dade a gr ande r ecompensa,é verseu t r abal ho f ei t o ser vi ndo e sat i sf azendo as necessi dades de cada cl i ent e.


c

a

Como empr es ár i os da ár ea da gas t r onomi a,c omo é c omemor ar34anosdeCas adaCar neAv eni da? Émui t agr at i fi cant es aberquef az emospar t edahi s t ór i a des t aamadaci dadeedecent enasdef amí l i asquenel a habi t am,quant osmoment oses peci ai spodemosaj udar ar eal i z ar ,quant osani v er s ár i os ,cas ament os ,al moçose j ant ar escomemor at i v os ,t udoi s s of azpar t edonos s o l egado . T enho gr ande car i nho pori númer os cl i ent es hoj echegandocom s eusfi l hosem nos s oes t abel eci ment osqueadécadasat r ás v i nham acompanhando s euspai sehoj es ãoacompanhadospors eusfi l hos , i s s o não t em pr eço,s ó nos da a cer t ez a que a ex cel ênci aeat r adi çãot em quees t arpr es ent espar a s empr eem nos s ocomer ci o. Os enhorNi v al doamadaraul ass obr ec or t eseaf i nspar a osnov osgas t r ônomosdanos s ar egi ão,qualadi c aque quer em dei x arpar aosnov osChef squees t ãos ur gi ndo nomer c adoenos s osl ei t or esquet enham es t es onho? Ver dade,amooquef aço. Em t odas as ár eas e s egment os pr ofi s s i onai s que opt ar em t em quet ermui t adedi cação,daromel horde s i ,pors uamar ca,eor gul har s es empr edel a.T r abal har com osal i ment os ,pr epar araspor ções ,f az ers empr e t udoi s s opens andonaqual i dadeenas at i s f açãoque s eut r abal hov ai pr opor ci onaracadaum,i s s opar ami m éum at odeamor .T udoequal quercoi s aquef orf az er em s ua v i da r eal i z e com mui t o cui dado e pai x ão. QueDeusnosabençoecom mui t as aúdeeamor !

RuaS í r i a, 42| 33674297

p

a




TopTeam

Par queCambor i úr evol uci onacom um novoj ei t o demor ar ,deest údi ohi ght echaamecent er . O mer cadodei móvei st em at r aí doager açãoYcom asnovassol uçõesque vão desde t ecnol ogi as cont r ol adasporapl i cat i vo,ser vi çospar a mobi l i dadeur banasust ent ávelei novaçõespar a obemest ar .O concei t oédaOr gana EcoEmpr eendi ment osedaar r oj adaPZ Empr eendi ment os,quei novanoset orde i móvei saot r azert ecnol ogi acombi nada com ar t eesust ent abi l i dade.

A empr es ar i a Manoel a Mi k us com, Fel i pe Fr aga (Pi l ot os t ock car ) ,J ana Fer r onat oeJ ul i ani Ti bol l anodi a06/ 03 domi ngonoAut ódr modeCur i t i bana cor r i dadaSt ock car .

Osf ãsde Zé Ramal ho j á podem comemor ar . Par acel ebr aros45anosdecar r ei r a,ocant or par ai banoseapr esent ar ánoExpocent r oJúl i o Tedesco,noBai r r oNovaEsper ança,Bal neár i o Cambor i ú com o t our Show dos Sucessos. Apr esent açãoacont ecedi a05deagost o,com i ngr essosàvendapel osi t eI ngr essoNaci onal .

O ar r ai aldaÓt i caGuiPr esent esest ádandooquef al ar nosúl t i mosdi as.Al ém dasgost osur asedosdescont osa i nfini dade de peças mar avi l hosas da col eção out onoi nver noest ãoi mper dí vei s,eaequi pedaOt i caest áde par abénscomosempr e,superf er as. . .


Osens ai osf ot ogr áfi cosdanov acol eçãodas Loj asTi cek tes t ãoum ar r as o,cadapeçade dei x ars eusmodel osai ndamai sl i ndose es t i l os os .Par abénspr aant enadaChanl ei e equi pe.

A est i l i st a Si l vana Schat t ,que comemor ou nova i dadeápouco,apr ovei t ouaf est i vi dadepar adarum pul i nhoem NovaYor kesei nt ei r ardasmai snovas t endenci as do seu r amo,e cl ar o comemor ou em gr ande est i l o com seus amor es est e novo ci cl o. Par abénsami gavocêémui t oespeci al .


ABONO SALARI AL O Abono Sal ar i al é um benef í ci o anual no val or máxi mo de um sal ár i o mí ni mo vi gent e na dat a do pagament o e est á assegur ado aos t r abal hador es que r ecebem em médi a at é doi s sal ár i os mí ni mos de r emuner ação mensal de empr egador es cont r i bui nt es do PI S ou do PASEP , t enham exer ci do at i vi dade r emuner ada pel o menos dur ant e 30 di as no anobase e est ej am cadast r ados há pel o menos 5 anos no PI SPasep ou no Cadast r o Naci onal de I nf or mações Soci ai s( CNI S) . VALORDOABONO SALARI AL O val or do Abono Sal ar i al cor r esponde ao val or do sal ár i omí ni mo di vi di do por 12 e mul t i pl i cadopel aquant i dadedemesest r abal hados. Consi der ando que o val or do Sal ár i oMí ni mo no ano de 2022 é de R$ 1. 212, 00, abai xo const a oval oranualdoabonosegundoaquant i dadedemesest r abal hadosem 2021.

QUEM TEM DI REI TOAOABONO SALARI AL: Est arcadast r adonoPI S/ PASEPounoCNI Shápel omenosci ncoanos; T ert r abal hadopar aempr egador esquecont r i buem par aPI SouPASEP; T err ecebi doat é2sal ár i osmí ni mosmédi osder emuner açãomensalnoper í odo t r abal hado; T erexer ci do at i vi dade r emuner ada,pel o menos30 di as,consecut i vosou não,no anobase consi der ado par a apur ação; T erseusdadosi nf or madospel oempr egadorRAI SounoeSoci al . QUEM NÃOTEM DI REI TOAOABONO SALARI AL: Empr egado( a)domést i co( a) ; T r abal hador esr ur ai sempr egadosporpessoaf í si ca; T r abal hador esur banosempr egadosporpessoaf í si ca; T r abal hador esempr egadosporpessoaf í si caequi par adaaj ur í di ca.


COMO EFETUARO SAQUE Par at r abal hador escadast r adosnoPI S: 1-Consul t arcal endár i odepagament os a)Ver i ficaradat adepagament odoAbonoSal ar i al ,quevar i adeacor docom omêsde ani ver sár i odot r abal hador . 2–Ver i ficaroval orar eceberat r avés: a)daCar t ei r adeT r abal hoDi gi t al ; b)doender eçoel et r ôni co-ht t ps: / / ser vi cos. mt e. gov . br / #/ l ogi nf ai l ed/ r edi r ect =t r abal hador ; c)doT el ef one158. 3–ReceberoAbonoSal ar i al CANAI SDEPREST AÇÃO *Web:O AbonoSal ar i alest ar ádi sponí velnasuacont acor r ent eoupoupança.Casoi ssonão ocor r a,vocêpoder ár eal i zarumaTEDpar aacont adoseubanconost er mi nai sde bb. com. br / pasepounasagênci asdoBancodoBr asi l . aut oat endi ment o,nosi t ewww. *Pr esenci al :Par asacaroAbonoSal ar i alem umaagênci adaCai xaEconômi caFeder al ,você vaipr eci sarde:Document odei dent i ficaçãoofici alcom f ot oeNúmer odoCPF . *Par asacaroAbonoSal ar i alnoscai xasel et r ôni cosdaCai xa,nascasasl ot ér i casounos cor r espondent esbancár i osdaCai xa,vocêvaipr eci sardo:Car t ãoSoci al . Ost r abal hador esquenãopossuem cont a,dever ãosacaroAbononoscor r espondent es bancár i os. FONTE:ht t ps: / / www. gov . br / pt br / ser vi cos/ r eceber oabonosal ar i al

47. 3367-0165 Av .Cent r al ,700-1ºandar-Cent r o Bal nár i oCambor i ú-SC


AFI LI ADA

CULTURA

A TV Li t or alPanor amaquet odosconhecem est á compl et ando1 8ANOSNO AR eagor aéTVC PANORAMA. A TVC PANORAMA j ár evel ougr andespr of i ssi onai ser ecebeupr êmi os deI MPORTÂNCI A ESTADUALporsuas PRODUÇÕESJORNALI STÍ CAS. Dur ant eest el ongot empo,aTVC PANORAMA col eci onaAÇÕESSOCI AI SqueORGULHAM A NOSSA GENTEcomo,asFESTASDEDI CADAS ASCRI ANÇASCARENTESDA NOSSA REGI ÃO EOSSONHOSDENATAL.Sãot ant as hi st ór i asquepr eci sar í amosMAI S1 8ANOSpar acont ar ,poi s,oNOSSO DNA ÉSOCI AL. São1 8ANOSNO AR par avocêeporvocê,eacr edi t em,vem MUI TO MAI SPOR AI .

SomosaTVC!Somosf ei t osPRA VOCÊ; )

6

43. 3

APP


Est epr ofissi onalér esponsávelporgr andepar t edot r abal honaár ea dasaúde,execut andoamai or i adasaçõeshospi t al ar eseat enção bási ca.Ger ando a mel horqual i dade possí velde at endi ment o ao paci ent e.El eér esponsávelporcui dardepessoas,éumapr ofissão nobr e,deext r emai mpor t ânci apar aasoci edade OsT écni cosem enf er magem sãoessenci ai sdent r odosi st emade saúde,afinalsãoel esqueest ãopr esent esdur ant et odoot r at ament o depaci ent es:desdeomoment odaent r adaat éodeal t aemui t as vezest ambém f or adoambi ent ehospi t al ar .Al ém docont at odi r et o com enf er mos,esses pr ofissi onai st ambém f azem a “ pont e de comuni cação”ent r e out r os membr os da equi pe hospi t al ar ,como enf er mei r os,fisi ot er apeut asemédi cos. Ressal t amosai mpor t ânci adopr ofissi onaldeEnf er magem eT écni co em enf er magem dent r odocont ext odasaúde,par t i ndodopr i ncí pi o dequeocui dardoserhumanoexi ge,necessar i ament e,um ol har par aadi mensãot ot aldoser ,i ncl usi vedesuaessênci aexi st enci al . Segundoabr asi l ei r aDr a.WandaHor t a,enf er magem é“ aci ênci aea ar t edeassi st i roserhumano( i ndi ví duo,f amí l i aecomuni dade) ,no at endi ment odesuasnecessi dadesbási cas” .Ousej a,oenf er mei r o assumeum papelcadavezmai sdeci si voepr oat i vonoqueser ef er e ài dent i ficação dasnecessi dadesde cui dado da popul ação,bem como na pr omoção e pr ot eção da saúde dosi ndi ví duosem suas di f er ent esdi mensões. Cui dardeumapessoaédi f er ent edet r at ál a.Ambosost r abal hossão ext r emament ei mpor t ant es,por ém apr i nci palf unçãodot écni coem enf er magem écui dardospaci ent es.Esseser vi çoenvol vededi cação, pr eocupaçãoezel opel asi t uaçãodoi ndi ví duoqueseencont r acom l i mi t ações,sej am el asemoci onai souf í si cas.

Casovocêj ápossuai nt er esse pel obemest areasaúdede t er cei r os,essecur sot écni col he dar áaopor t uni dadede t r ansf or marem pr ofissãoasua vocação,poi snapr át i ca,t odoo seut r abal hoser ávol t adopar aa r ecuper açãodaspessoas.

OT écni coem enf er magem ér esponsável ,j unt oaout r ospr ofissi onai s comomédi cos,enf er mei r osefisi ot er apeut as,pel aadmi ni st r açãode r emédi os,cur at i vos,dent r eout r asat r i bui ções,sempr epensandona mel hor adopaci ent e.

Venhas erum T éc nc i oem Enf er magem.






&

I NSTI TUTO

ESCOLA TÉCNICA PROFISSIONALIZANTE Bal neár i oCambor i ú Bl umenau Ti mbó Ri odosCedr os Cent r al deat d:47 . 999724434/47 . 32649361

Técni coem Enf er magem Mat r í cul asAber t as