Page 1

quarta igreja batista Moisés. Parte 1.

boletim informativo

Boletim Informativo R. José Antônio Pereira, 1951 - Centro ano III Campo Grande - MS - 79010-190 (67) 3324-6716 10/03/2013

4 ª B a t i s t a d e i r m ã o p a r a i r m ã o

www.quartabatista.org.br

E Deus falou: “ Se você cresse em Moisés também creria em Mim; porquanto ele escreveu a

4 ª B a t i s t a m e d i t a

Meu respeito. E se você não crê nos seus escritos, como crerá nas Minhas Palavras? (Jo 5.46,47; Hb 3.2,5). Moisés escrevia diariamente o cotidiano das suas relações com Deus que ficaram para a posteridade. Os levitas depositavam esse patrimônio divino ao lado da Arca para serem lidos ao povo a cada 7 anos (Dt 31.9-13; 24-27; Êx. 17.14; 24.4; Nm 33.2). Moisés foi o maior vulto do AT (Adonai termo daquela época.). Superou a todos os profetas (Dt 43.10). A epopéia da sua vida dirigida por Deus, pela importância, ocupa a 7ª parte da Bíblia.

O privilégio de testemunhar.

Escreveu: o Pentatêuco (com exceção do Cap. 34 de Dt que foi complementado por Josué, face sua morte); o Salmo 90; o Cântico para o povo (Dt 32; Ap.15.3,4); a bênção de Moisés (Dt 33) e o Hino de Ação de Graças após à travessia do mar Vermelho (Êx.15). Quanto à autoria da “biografia”de Jó (Ez. 14.14-20), o 1º Livro escrito da Bíblia, estudiosos não são unânimes: uns atribuem a Moisés, outros a Jó, outros a Eliú (Cap. 32 de Jó). O versículo 15 do Salmo 90 nos permite refletir sobre a força do poder de Deus (onipotência) e o tamanho incomensurável da Sua benignidade: [ “Alegra-nos” (Dá-nos!) por tantos dias quantos nos tem afligido; por tantos anos quantos suportamos a adversidade!]. Deus através de Moisés nos ensinando a resgatar os reveses da vida (Sl. 90.15). E Ele nos afirmou posteriormente a sua posição em Joel 2.25-27: “Restituir-vos-ei os anos que lhes foram consumidos pelo devorador”. Acaso, com a finalidade de ajudar-nos mutuamente, poderemos unir esses ensinamentos de Deus e “acrescentá-los” em nossas orações diárias? Com fé, no intuito e na certeza absoluta de conseguirmos modificar todas as nossas vidas? O Irmão crê neste propósito? Atentemos para duas únicas situações que podem interromper a nossa fé: A 1ª é benígna: Cremos, pedimos e recebemos. Neste ato de receber a graça, a nossa fé cessa para esse objeto. Já a 2ª não: A manifestação da dúvida e da incredulidade, ou seja, receber as mentiras de Satanás e crer nelas, interrompe-se a fé. A mãe de Moisés, Joquebede, era também sua tia-avó pelo fato de seu pai Anrão ter casado com tia (Êx 6.20). Moisés e mais seus dois irmãos faleceram no mesmo ano: ele com 120 anos de idade; Arão seu Auxiliar com 123 e Miriam sua protetora e ajudadora, com 130 (Êx. 2.4,7,8). Glória e toda honra ao nosso Pai!

A. Lincoln.

4 ª B a t i s t ae d i f i c a

Estamos próximos da conclusão da 1ª etapa do projeto de construção! Glória a Deus! continuamos com o alvo mensal de R$ 15.000.00.Você pode contribuir colocando sua oferta específica nos envelopes (no item construção). Ore e contribua! Março 03/13- 4,12%

Temos um privilégio enquanto cristãos: contar aos outros “aquilo” que Deus fez em nossa vida. Aliás, as boas experiências da vida são melhor usufruídas quando podemos partilha-las com outros, ora contando, ora incluindo os demais em nossa experiência. Que experiência é esta? É a atitude de colocar diante da cruz o peso do nosso pecado e as algemas que nos prenderiam eternamente no inferno. É a atitude que desencadeia a paz com Deus; é a atitude de fé que desencadeia uma vida sem medo, sem prisões espirituais, sem a maldade característica do coração envenenado pelo pecado. Quem atravessa esta experiência encontra o amor que recebeu de Deus como única saída e caminho para viver daí para frente. Aí tudo muda. Quem convive com um discípulo de Jesus deve passa a entender o que é solidariedade, esperança, confiança, paciência e destemor. Suas atitudes não seguem a condução da maioria, não, segue a condução do que prescreve o Evangelho do Senhor. Esse discípulo tem a missão de contar como tudo isto começou e como viver em tais dimensões, quando inquirido e quando não inquirido. Essa missão cabe dentro das relações que vivemos mas deve se entender àqueles que não conhecemos. Deve englobar o mundo inteiro. Nesta perspectiva nossa agência missionária (Junta de Missões Mundiais)convoca todos a que testemunhemos do Evangelho de Jesus a todas as Nações. Eis o tema da campanha de 2013: “Testemunhe às Nações pelo poder do Espírito”. Muito apropriado o tema, sobretudo porque vem nos lembrar que essa missão só pode ser desenvolvida pela força e autoridade do Espírito Santo de Deus. Uma tarefa tão grande, uma missão tão intensa só pode ser desenvolvida pela força de Deus. Mas precisamos lembrar que, conquanto a força e poder vem de Deus, a tarefa e missão é nossa. O privilégio de testemunhar é nosso. Pensemos sobre nossa relação com o Espírito e sobre a nossa obediência ao seu mandamento: “testemunhe às nações”. Nesta reflexão, muitas surpresas podem calar em nosso coração as vozes proveniente do egocentrismo e por sua vez podemos ficar diante do compromisso que temos: falar do que aconteceu conosco, em qualquer momento e em todo lugar. VanilsonOliveira,Pr EQUIPE MINISTERIAL Marcelo M. da Silva Pastor Presidente Walter Barbosa Pastor Emérito e 3ª Idade

Vanilson de Oliveira Pastor Auxiliar Adão José Pereira Pastor Capelão

Márcia F.B.M. da Silva Ministra de Música Flávio Joade Pastor da Missão Noroeste

Erick Fraiha Machado Pastor de Artes Michelle X. C. de Morais Ministra de Crianças


quarta igreja batista

boletim informativo

4 ª B a t i s t ai n f o r m a

PIZZA

4 ª B a t i s t ae m a ç ã o

Hoje temos pizza em nossa cantina! Participe com sua família!

MANA À frente desse trabalho, voltado à arte da representação, temos Pr Éric e nossa irmã Ana Fraiha, que convidam os irmãos interessados à participar dos ensaios.

CAFÉ DA MANHÃ DA PÁSCOA Toda igreja está convidada para esse tradicional café de nossa igreja, mais informações com as irmãs Léia, Ana e Rose.

4 ª B a t i s t ar e a l i z a

4 ª B a t i s t ac o m e m o r a

DOMINGO 09h00 ‐ Culto 10h15 ‐ EBD 18h00 ‐ Mensageiras do Rei 19h00 ‐ Culto

14/03 – Vania Luiza Dobes 3325‐5868 ‐ 9984‐4088

SEGUNDA‐FEIRA 18h00 ‐ Reunião de Oração 19h00 ‐ Férias TERÇA‐FEIRA 15h00 ‐ Reunião da 3ª Idade 18h00 ‐ Reunião de Oração 19h30 ‐ Encontro Equipes de Louvor QUARTA‐FEIRA 19h30 ‐ Culto de Oração 19h30 ‐ Férias QUINTA‐FEIRA 18h00 ‐ Reunião de Oração 19h30 ‐ Pequenos Grupos SEXTA‐FEIRA 18h00 ‐ Reunião de Oração 19h30 ‐ Pequenos Grupos SÁBADO 14h00 ‐ Ensaio do Louvor 16h00 ‐ Ensaio do Teatro 17h30 ‐ Férias

FELIZ ANIVERSÁRIO

‘‘

Ensina-nos a contar os nossos dias de tal maneira que alcancemos corações sábios. Salmos 90:12

’’

Continuação... Quando falamos em ferramentas, logo nos vem à mente a tecnologia avançada dos tempos modernos, que não deixam de ser objetos valiosos que nos facilitam muito a vida, porém, como diz a escritora Lya Luft – “não substituem um bom professor” ( revista Veja 27|02|13). Portanto, as ferramentas que mencionamos no artigo anterior e que estão sendo apresentadas aqui, são diretamente ligadas a esse bom professor. Primeiramente, o que ensina deve ser dedicado ao aprendizado. Se o professor não for alguém esforçado, pesquisador, leitor da bíblia e de outros livros correlatos, esta sujeito à mesmice, sem motivação, levando, assim, seus alunos também ao desanimo. “E lá procurarão o Senhor, o seu Deus, e o acharão, se O procurarem de todo coração e de toda sua alma” (Deut. 4:29) Em segundo lugar, dedicado à reflexão. Depois da leitura, aquele que se identifica com o ministério do ensino precisa ser pessoa de meditação, de busca interior das verdades que estuda para melhor transmiti‐las. “O meu coração medita, e o meu espírito pergunta” (Salmo77: 6a). Em terceiro lugar, dedicado a comunhão com Deus. Procura o auxílio de Espírito santo para frutificar o amor, a alegria, a paz, a paciência, a bondade, a fidelidade, a fé, a mansidão, e a temperança. (Gálatas 5:22). Logo, o bom professor deve ser pessoa de oração. “A Ele orará, e Ele o ouvirá, e você cumprirá os seus votos.” (Jó 22: 27). Em quarto lugar, o bom professor não pode e nem deve ficar sozinho e isolado. Precisa do contato com outros professores para troca de idéias e experiências. A comunhão com Deus e com nossos irmãos nos enriquece, fortalece e nos ajuda a crescer, sendo pessoas melhores. “Sejam completamente humildes e dóceis, e sejam pacientes, dando suporte uns aos outros. Façam esforço para conservar a unidade do Espírito pelo vínculo da paz.” (Efésios 4:2,3) Finalmente, preocupados com o bom andamento e funcionamento da maior e melhor Escola do mundo, a EBD da nossa igreja, nossos pastores e líderes, dedicam‐se ao ensino dos nossos professores, trazendo estudos prévios das lições no último sábado de cada mês. Essa iniciativa tem abençoado os professores tanto no aprendizado, como na comunhão. Professor venha! Não perca essa oportunidade, pois, você não só será abençoado, como também será benção para os outros. Amém! Irmã Cida S. Ribeiro

Boletim de 10 de março de 2013  

Boletim Informativo da Quarta Igreja Batista em Campo Grande - MS

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you