Page 1

O discipulado e a família! BOLETIM INFORMATIVO- IIl /189 03 de Junho de 2012

UM IMPERATIVO DE JESUS Durante o mês de maio tivemos excelentes palestras a respeito da dinâmica familiar. Foram falas instruidoras, confortantes, seguras, com aspectos de advertência e esperança. Irmãos de nossa igreja estiveram presente, convidados também apareceram buscando aprender mais da proposta do Evangelho a respeito da vida familiar. Nós, eu e o pr Marcelo (Também palestrantes) muito agradecemos a disposição do irmão Luiz Ovando e da nossa irmã Rosilene Gisoato, que na inteireza de suas competências nos falaram de temas relevantes no dia a dia de uma fa-

mília. Nosso entendimento é que a vida com Cristo é refletida em todas as dimensões da existência humana, ou seja, seguir a Cristo nos leva a vivência de valores em todos âmbitos de nossa caminhada. Sem dúvida alguma, que na família é necessário mostrar os valores do Evangelho, não de maneira discursiva tão somente, muito menos de maneira cerimonial ou ritualista, mas de forma amorosa e fiel. Um discípulo de Jesus acaba sabendo no caminho com o Mestre que valores como amor, alegria, fidelidade, serviço, compaixão, tolerância, flexibilidade, equilíbrio, cuidado precisam ser administrados em boa dose a começar das pessoas que con-

Equipe Ministerial

Pr. Marcelo Moura da Silva

vivem conosco. Um discípulo de Cristo vai compreendendo que nas relações familiares o amor, a entrega, a esperança, o serviço abnegado, são as melhores mensagens a respeito da salvação em Cristo. Costumo afirmar que para entes queridos, integrantes de nossa família nuclear, e mesmo a ampliada, a mensagem do Evangelho precisa ser praticada em silêncio, sem pregações ou sermões. É a melhor maneira de apresentar o “plano de Salvação”. Essa é a nossa esperança! Que nossos filhos, cônjuges, paispossam ter experiências com Jesus, sentindo o desejo de segui-lO ao vê-lo em nossa maneira de viver. Vanilson Oliveira, Pr. Pr. Flavio Joade

Pastor Presidente

Missão Jd Noroeste

Pr. Vanilson de Oliveira

Pr. Adão José Pereira

Pastor Auxiliar

Pr. Walter Barbosa Pastor Emérito e Min. 3° Idade

Márcia Flores B. M.da Silva Ministra de Música

Ministro Capelão

Pr. Erick Fraiha Machado Pastor de Artes Michelle Xavier C. de Morais Ministra de Crianças

RUA: JOSÉ ANTÔNIO PEREIRA, 1951 – CENTRO – CAMPO GRANDE - MS. CEP 79010-190 CG-MS TEL: 3324- 6716 e-mail: /qibcg@hotmail.com/secretariaqib@gmail.com Site: www.quartabatista.org.br

Jesus deixou uma ordem: “fazei discípulos de todas as nações” (Mt 28,19a). Há um imperativo, fazei vós! Jesus atribuiu aos seus primeiros discípulos (vós) o desafio e a missão de levar outras pessoas a se tornarem seguidoras, alunas Dele. Este desafio se estende atemporalmente a todos nós que somos seus discípulos hoje. Nós somos responsáveis para realizar essa tarefa: fazer discípulos de todas as nações. O imperativo é para fazer discípulos. O discípulo é um aluno que aceita aprender com o

mestre na caminhada da vida. É um aluno tão ávido por aprender com o mestre e ter sua vida transformada pelos seus ensinos que se dispõe a viver com o professor para assumir os mesmos valores da sua vida. O discípulo deixava sua cidade, sua casa, seus amigos, seus afazeres para ter ampliada sua sabedoria e seu conhecimento e, consequentemente, ter sua vida melhorada, transformada. A busca era pela influência e pela sabedoria do mestre. A busca era por

uma vida feliz e mais consciente. Portanto, a missão de fazer discípulos inclui as seguintes ações: atrair, influenciar e ensinar pessoas pelo exemplo e pela intimidade à ponto destas desejarem aprender a viver com Jesus e como Jesus.A ordem de Jesus é inclusiva. Não existem restrições ou barreiras nacionalistas que impeçam a aproximação de Jesus, o Mestre. Não existe teologia de eleição preferencial a um povo, ou a uma nação, ou a um grupo qualquer. Todas as nações, todas as pessoas devem receber o convite para aprender de Jesus e viver com Ele e como Ele. A tarefa de fazer discípulos é inclusiva. Não admite preconceito nacional, racial ou teológico. Mas todos que se achegarem terão suas vidas mudadas e transformadas pelo Mestre.Você tem feito discípulos? Você tem atraído, influenciado e ensinado a alguém a viver com Jesus e como Jesus? Esta tarefa é nossa! Vamos obedecer? Marcelo Moura, Pr.

A igreja..

Aniversariantes

Avisos & agenda

O discipulado ...

P2

P2

P3

P4


AVISOS

A IGREJA QUE SOMOS

Paulo, sob inspiração divina ao escrever 2º Co 6.16 analisa o conceito de Igreja como povo de Deus, bem como a iniciativa de Deus na escolha das pessoas, ao criar um povo para Si. Somos, portanto escolhidos por Ele e, como crentes devemos estar buscando a unidade, que é a vontade declarada de Jesus para a Igreja. Somos um. Somos a Igreja. Deus disse: “Habitarei e andarei entre eles; serei o seu Deus e eles serão o meu povo”. A Igreja é, portanto o povo de Deus, o corpo de Cristo e o templo do Espírito Santo. Da leitura de 1º Samuel, 1º Pedro, Isaías e Paulo citados neste texto, extraímos lições importantes para a bus-

ca da unidade da Igreja e da União almejada: Não olhar os Irmãos pelas aparências mas sim, pelo seu interior, pelo que eles trazem dentro deles. Não cometer erros de auto valorização; não adquirir valor desmedido ao destaque; não ser intransigente a determinado ponto de vista, sem, contudo vontade de revê-lo. Reconsiderar. Ponderar. Ter equilíbrio. Em Isaías 53, assim é descrito Jesus: “Não tinha aparência e formosura. Olhamo-Lo, mas nenhuma beleza havia que nos agradasse. Era desprezado e Dele não fizemos caso”. Enquanto é comum nos fixarmos nas aparências, Deus se atém para o interior das pessoas. Não foi assim com Davi? (1º Sm 16.7-12 leiam por

Aniversariantes

03/06 - Camilio Azevedo Ferraz 9272-8373 09/06 - Ana Marcia de Oliveira 3026-6566 - 9609-0213

favor). A nossa Igreja, com a graça do Pai eterno e a colaboração e boa vontade dos Irmãos, tem trabalhado e conseguido a união. Com a soma dessas qualidades e virtudes buscamos o que Jesus nos ensina em 1º Pe 3.8-12 (leiam por favor): “Sejam todos fraternalmente amigos, misericordiosos, humildes uns com os outros, não pagando mal por mal ou injúria por injúria mas sim, bendizendo sempre, para isso fomos chamados”. Estejamos conscientes que o amor bíblico é a predisposição de alguém em buscar o bem de seu semelhante, a exemplo de que todos os atos de Deus são atos de amor! (Ir. Lincoln).

AÇÃO SOCIAL: Estamos solicitando roupas em boas condições de uso para a nossa Campanha do agasalho. PAM: O ministério de missões agradece a todos que contribuem com o PAM. Nosso objetivo é contribuir com um salário minímo para cada missionário. Neste mês de abril enviamos R$ 388,00, ainda não atingimos nossa proposta. Orem por estes missionário, contribuam, participem desta grande obra missionária. CHÁ DA COMUNHÃO: Venha tomar chá conosco após o culto noturno.

QIB

Escala de Serviço

EM AÇÃO

DOMINGO 09h00 – Culto de Adoração 10h00 – EBD 19h00 – Culto de Adoração SEGUNDA-FEIRA 19h00 – Ensaio do Coro TERÇA-FEIRA 15h00 – Reunião 3° Idade 19h 00 - Encontro Equipes de Louvor QUARTA-FEIRA 19h30 – Culto de Oração 19h30 – Ensaio Adoradores Kids SEXTA-FEIRA 18h00 - Reunião de Oração 19h00 - Reunião dos Adoles SÁBADO

14h00 – Ensaio do Louvor 14h00 - Ensaio Bless 16h00 – Ensaio do Teatro 16h00 - Ensaio Sândalo

ASSEMBLÉIA GERAL: Será relizada no próximo sábado ás 16 e 30 horas. PALESTRAS SOBRE FAMÍLIA: Na próxima quarta-feira teremos uma palestra com o Dr. Sergio Harfouche. Venha participar conosco e traga visitantes. PROJETO REDENÇÃO: O irmão Murilo começará um trabalho com moradores de rua no CETREMI toda quinta-feira das 19 horas às 19 e 30 h. Oremos por esse trabalho e se você quiser ajudar, procurar o Murilo.

RECEPÇÃO Hoje

MANHÃ Mario e Valdinéia

06/06 10/06

NOITE Veronica e Paulo Giuliano

Elieda e Rebeca

13/06

Renata e Erlon Elieda e Rebeca

ESTACIONAMENTO

Hoje

MANHÃ

NOITE

Ezerral

Rosinildo

06/06 10/06 13/06

Telmo Mario

Pr. Leonardo Holdem

Boletim de 03 de junho de 2012  

Boletim informativo da Quarta Igreja Batisa em Campo Grande