Issuu on Google+

 

RESULTANTES EM TRAJETÓRIAS CURVILÍNEAS

DESLOCAMENTO E ESPAÇO PERCORRIDO Nós aprendemos as acelerações centrípeta, responsável por mudar a direção da velô e a aceleração tangencial, responsável por mudar o módulo da velô. Agora iremos unificar o pensamento juntando as acelerações com a 2ª Lei de Newton (FRES = m . aRES ) e vamos determinar as resultantes em trajetórias curvilíneas. Observe, gatos e gatas nerds do QG :

#goNerds EXERCÍCIOS 01 - (CESESP-PE) Um caminhão transporta em sua carroceria uma carga de 2,0 toneladas. Determine, em newtons, a intensidade da força normal exercida pela carga sobre o piso da carroceria, quando o veículo, a 30 m/s, passa pelo ponto mais baixo de uma depressão com 300 m de raio. (g = 10 m/s2)

 


02 - A figura representa a seção vertical de um trecho de rodovia. Os raios de curvatura dos pontos A e B são iguais e o trecho que contém o ponto C é horizontal. Um automóvel percorre a rodovia com velocidade escalar constante. Sendo NA, NB e NC a reação normal da rodovia sobre o carro nos pontos A, B e C, respectivamente, podemos dizer que: a) NB > NA > NC b) NB > NC > NA c) NC > NB > NA d) NA > NB > NC e) NA = NC = NB

03 - Nina e José estão sentados em cadeiras, diametralmente opostas, de uma roda gigante que gira com velocidade angular constante. Num certo momento, Nina se encontra no ponto mais alto do percurso e José, no mais baixo. A roda gigante tem raio R = 20 m que gira com 4m/s e as massas de Nina e José são, respectivamente, MN = 60 kg e MJ = 70 kg. Calcule os módulos NN e NJ das forças normais que as cadeiras exercem, respectivamente, sobre Nina e sobre José no instante em que Nina se encontra no ponto mais alto do percurso e José, no mais baixo. DADO: aceleração da gravidade g = 10 m/s2

 


NINA

 

JOSÉ

04 - Um automóvel percorre uma curva circular e horizontal de raio 50 m à 54 km/h. Adote g = 10 m/s2. O mínimo coeficiente de atrito estático entre o asfalto e os pneus que permite a esse automóvel fazer a curva sem derrapar é: a) 0,25 b) 0,27 c) 0,45 d) 0,50 e) 0,54 05 - (UNIOESTE-PR) Na Fórmula Indy utilizam-se circuitos ovais com pistas super elevadas, isto é: inclinadas por um certo ângulo θ com relação à horizontal. Esta geometria garante que para uma curva com determinado raio de curvatura RC exista uma velocidade máxima de segurança VMAX com a qual um veículo não desgarra do asfalto, mesmo que seus pneus percam o atrito com a pista. Admitindo que em certo ponto da pista onde os veículos podem atingir VMAX = 360 km/h a inclinação seja θ = 30°, qual será a melhor aproximação para o raio de curvatura RC associado a esta região? Admita g = 10 m/s2. a) 577 m. b) 1154 m. c) 1414 m. d) 1732 m. e) 2000 m.

 


06 - O cesto da máquina de lavar roupas de uma família mede 50 cm de diâmetro. Durante o ciclo de centrifugação o coeficiente de atrito da roupa com a parede do cesto da máquina é constante e igual a 0,5. Calcule, em relação a esse ciclo de centrifugação, a velocidade de rotação mínima para que a roupa fique grudada à parede do cesto. 07 - Um motociclista no interior de um globo da morte, percorre uma trajetória perfeitamente circular. Sabendo que o raio da trajetória é de 3,6m, determine qual deve ser o modulo da velocidade mínima, em km/h, no ponto mais alto da trajetória, para que o motociclista não caia. Adote g=10m/s².

 


QUESTIONÁRIO CC11 – 7 QUESTÕES

 


QG Ao Vivo #2 - Material de Apoio