__MAIN_TEXT__
feature-image

Page 1

Pulo na Escola: Roteiro Projeto de Leitura Pulo do Gato

tradução

Cristiano Zwiesele do Amaral

Roteiro de leitura com questões norteadoras

Sobre o livro Um jovem procura um grande pintor na condição de aprendiz, mas, diante da humildade e generosidade do mestre, acaba por aprender mais sobre a vida, o tempo, a resiliência, a cumplicidade e o sentido da existência. Até ocupar o lugar do velho pintor. A perfeição, segundo ensina o mestre, é insuportável.

Temas diversidade cultural, aprendizado, cultura japonesa, infância e velhice, artes, adaptação, amadurecimento Gênero livro ilustrado; narrativa

1


Abordagem

"O aprendiz da imperfeição" aborda o sentido da vida, a dedicação do artista em aprimorar seu trabalho e a vaidade humana, que procura alcançar a ideia de perfeição. Além disso, a narrativa mostra a respeitosa relação entre aprendiz e mestre, questionando as diferentes formas de ser e de aprender de cada um, enfatizando a generosidade e a empatia no compartilhar de experiências.

Estrutura narrativa e linguagem

Um narrador que não participa da história dá voz a esse conto de sabedoria da cultura japonesa, ambientada, na maior parte do tempo, na casa do mestre pintor. A percepção do tempo acompanha o ritmo necessário para o autoconhecimento do aprendiz, o que, na narrativa, sugere o passar de anos de trabalho e convivência. Embora o conto envolva temas que provocam reflexões em leitores de qualquer idade, a linguagem é simples, concisa, sem ser infantil, principalmente nos diálogos e no vocabulário. A narrativa também pode ser percebida como um conto circular, uma história que evoca o ciclo da vida: quando o aprendiz se torna pintor, após a morte do mestre, um novo aprendiz bate à sua porta, e a mesma cena inicial se repete. No decorrer do enredo, desfilam figuras simbólicas da sociedade tradicional japonesa.

Ilustrações

As ilustrações remetem o leitor à estética visual e à cultura japonesa, explorando detalhes e texturas das gravuras tradicionais, além da presença da madeira e da cor dourada. A delicadeza dos gestos e das vestimentas, a beleza dos cenários internos e a marca da passagem das estações complementam a narrativa com poesia

Relações entre texto, imagem e projeto gráfico

Como estes três elementos dialogam?

Desde o formato do livro, o projeto gráfico acolhe a obra na sua complexa delicadeza de elementos. Há constantes referências à cultura japonesa, o que pode ser observado nas guardas a imitar antigas gravuras de aves típicas, os grows. Esses pássaros eram considerados sagrados na tradição japonesa, pois simbolizam paz e vida longa. 2


Outros elementos do livro têm como referência a cultura japonesa tradicional e o fazer artístico: a bandeira japonesa nas luminárias, a arquitetura da residência do mestre, os kimonos, os chawan com arroz e os quadros. Eles permitem o complemento entre o que o texto não conta sobre a cultura e o que a linguagem visual apresenta de novo para o leitor. Essa é a interação entre os aspectos da linguagem verbal e visual.

Conversa mediada entre leitores 1.O mestre pintor busca expressar em seu trabalho a beleza da vida, a perfeição da natureza e das pequenas coisas, o cultivo do belo e da paciência. O tempo e o poder não parecem lhe interessar, e sim a busca pelo que ainda não conseguiu realizar. De certa maneira o título já conta qual é a grande aprendizagem que o mestre passará para seu discípulo: a perfeição é insuportável. Como esse ensinamento pode ser compreendido pelos diferentes leitores? É mais fácil buscar a perfeição ou aceitar a imperfeição? 2. A relação entre personagens de diferentes gerações em um único cenário: um menino, no papel de aprendiz, e um homem mais velho, no papel de mestre, um cenário em que a natureza e a arte promovem muitas aprendizagens. Quais? O que os leitores aprenderam e aprendem com os mais velhos? 3. Conversem sobre a importância da relação entre gerações e como essa interação pode favorecer a construção de vínculos e o fortalecimento, por meio da experiência, a busca do equilíbrio e bem comum em situações adversas e inesperadas. 4. Algumas figuras emblemáticas da sociedade desejam possuir a obra perfeita do mestre: o imperador (autoridade suprema ), o rico comerciante (poder do dinheiro), a bela esposa de um nobre (representante da vaidade), um sacerdote (poder divino e inquestionável). Nenhuma tem sucesso. A decisão do mestre em repartir a obra mostra que ele não estava apegado à pintura nem ao poder do dinheiro e dos poderosos, mas ao seu próprio desenvolvimento como pessoa. Pesquisar ou recordar antigas histórias de sabedoria podem inspirar uma conversa entre os leitores sobre a importância da humildade de se colocar na condição de aprendiz. Para discutir: enquanto se vive, se aprende?

3


Diálogos entre livros

O SOL SE PÕE NA TINTURARIA YAMADA • CULTURA JAPONESA • INFÂNCIA E VELHICE • AMADURECIMENTO • FAMÍLIA

UMA PERGUNTA TÃO DELICADA • CONVIVÊNCIA • DIVERSIDADE • RELAÇÃO AFETIVA • AMADURECIMENTO

O MAR E OUTRAS COISAS DE QUE TAMBÉM ME LEMBRO • CONVIVÊNCIA GERACIONAL • PASSADO E PRESENTE • RELAÇÃO AFETIVA • AMADURECIMENTO

Roteiro de leitura produzido pela Editora Pulo do Gato todos os direitos reservados. Caso deseje utilizar em sala de aula ou outras situações didáticas, pedimos que os créditos sejam destacados devidamente: nome dos autores, tradutor e editora. www.editorapulodogato.com.br

4

Profile for Pulo do Gato

Roteiro de leitura: Aprendiz da imperfeição  

Roteiro de leitura: Aprendiz da imperfeição  

Advertisement

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded