Page 1

Dicas para a prova

Redação PUC GOIÁS


A Prova


12

PROCESSO SELETIVO 2013/2 - SOCIAL REDAĂ‡ĂƒO EM LĂ?NGUA PORTUGUESA

ORIENTAÇÕES GERAIS HĂĄ, a seguir, duas propostas de produção de texto escrito, a partir da concepção de gĂŞneros textuais. Escolha uma delas e desenvolva o seu texto, em prosa, observando atentamente as orientaçþes que acompanham cada proposta. VocĂŞ deverĂĄ se valer das ideias presentes na coletânea desta Prova de Redação (mas sem fazer cĂłpia), bem como de seu conhecimento de mundo e dos fatos da atualidade. Observe que cada proposta se direciona para um gĂŞnero especĂ­fico de texto (artigo de opiniĂŁo e carta argumentativa). ‡Sua Prova de Redação deverĂĄ ter no mĂĄximo 30 linhas. ‡VocĂŞ deverĂĄ indicar o nĂşmero da proposta escolhida na Folha da Prova de Redação; se nĂŁo indicĂĄ-lo ou se a sua redação nĂŁo corresponder ao gĂŞnero textual exigido pela proposta escolhida, vocĂŞ serĂĄ penalizado(a). ‡Utilize o espaço destinado para rascunho. Ao final, transcreva o texto para a folha definitiva da Prova de Redação em LĂ­ngua Portuguesa no local apropriado, pois nĂŁo serĂŁo avaliados fragmentos de texto escritos em locais indevidos. ATENĂ‡ĂƒO Esta prova receberĂĄ pontuação ZERO caso a redação apresente: ‡Fuga ao tema; ‡ExtensĂŁo inferior a sete linhas; ‡Transcrição para a folha definitiva a lĂĄpis; ‡Letra ilegĂ­vel/incompreensĂ­vel; ‡Identificação do candidato fora do local apropriado, ou por meio de qualquer marca ou sinal que possibilite sua identificação; ‡Problemas sistemĂĄticos e graves de domĂ­nio da norma padrĂŁo que comprometam demasiadamente a compreensĂŁo do texto; ‡Sinais inequĂ­vocos de que seja cĂłpia, ainda que parcial, da coletânea apresentada, ou de outros textos. Observação: NĂŁo incorre no item anterior a transcrição de fragmentos de textos de terceiros, inclusive da coletânea, desde que usados como recurso de intertextualidade.

Não assine a Folha de Redação definitiva

Coletânea TEXTO 1 Corpos elÊtricos: do assujeitamento à estÊtica da existência

Richard Miskolci

[...] Quem nĂŁo tem um corpo bronzeado, malhado, “saSBEPw MJQPBTQJSBEPFTJMJDPOBEPĂ?WJTUPDPNPBMHVĂ?NRVF fracassou e isso explica o aumento nos casos de anorexia, CVMJNJB EJTUJNJBTFEFQSFTTĂœFT6NDPSQPJOBEFRVBEP nĂŁo apenas marca a maior parte da população como gorEB GFJBPVEJTGPSNF TFHVOEPPTQBESĂœFTNPEFMBSFTEF VNBFMJUF NBTUBNCĂ?NHFSBTVCKFUJWJEBEFTBVUPEFTUSVtivas em sua busca de adequação a qualquer custo. Em BMHVOTDBTPT PNFEPEBSFKFJĂŽĂ?PTVQFSBBUĂ?NFTNPPEFTFKPEFTPCSFWJWFS "QFTBSEFBQBSFDFSDPNPPPCKFUJWPĂžMUJNP OBWFSEBEF BBEFRVBĂŽĂ?PDPSQPSBMĂ?BTVQPTUBQPSUBEFFOUSBEB para o mundo da felicidade, compreendida como algo JOEJWJEVBMFVUJMJUĂˆSJP"TUĂ?DOJDBTEFUSBOTGPSNBĂŽĂ?PDPSQPSBM FNFTQFDJBMBDJSVSHJBFTUĂ?UJDB QSPNFUFNBTVQFração das fronteiras da ordem social. &NPVUSBTQBMBWSBT Ă?DPNPTFBERVJSJSVNBCEĂ™men semelhante ao de um ator famoso pudesse alçar um rapaz pobre da periferia ao estilo de vida glamouroso que associa a seu Ă­dolo. A busca da felicidade por meios voltados Ă adequação corporal baseia-se em uma dicotomia de exclusĂŁo e inclusĂŁo. Os excluĂ­dos, os pobres e infelizes, sĂŁo a grande maioria. A inclusĂŁo acenaria com a felicidade, o feito de cruzar a fronteira entre essas caUFHPSJBTCFMPFGFJPRVF OBWFSEBEF TĂ?PQPTJĂŽĂœFTTPDJBJT [...] .*4,0-$*  3JDIBSE %JTQPOĂ“WFM FN IUUQXXXTDJFMP CSQEGSFGWOBWOQEG"DFTTPFNKBO

TEXTO 2 Culto ao corpo: doença ou saúde?

-VJ[$PSUF[

[...] [...] Diziam os primeiros filĂłsofos: ÂŤMens sana in DPSQPSFTBOPx .FOUFTĂ?FNDPSQPTĂ?P )PKFB.FEJDJOB confirma: os exercĂ­cios fazem mais pela pessoa do que apenas melhorar o visual. Atuam reduzindo a pressĂŁo arterial, regularizando a atividade cardĂ­aca, diminuindo PTOĂ“WFJTTBOHVĂ“OFPTEFHMJDPTFFHPSEVSBT USJHMJDĂ?SJEFT  colesterol), reduzindo assim a mortalidade cardiovascular (por infarto, doenças coronarianas, hipertensĂŁo). "MĂ?N EJTTP  TĂ?P DPNQSPWBEBNFOUF CFOĂ?GJDPT QBSB B NFOUF  BKVEBOEP B NBOUFS B NFNĂ˜SJB F B DPPSEFOBĂŽĂ?P NPUPSB  BMĂ?N EF EJNJOVJS PT TJOUPNBT EFQSFTTJWPT $PNPPTBOUJHPT BDSFEJUBNPTRVFĂ?OFDFTTĂˆSJPVNDPSpo saudĂĄvel para manter uma mente saudĂĄvel, e a mĂ­dia UFNTFVQBQFMOBGPSNBĂŽĂ?PEBPQJOJĂ?PQĂžCMJDB"PNPTtrar pessoas saudĂĄveis, os meios de comunicação estimulam hĂĄbitos saudĂĄveis.


PROCESSO SELETIVO 2013/2 - SOCIAL ² MĂ˜HJDP RVF B NĂ“EJB OĂ?P PCKFUJWB VOJDBNFOUF jP CFN EB IVNBOJEBEFx 5VEP RVF NPTUSB  UFN P PCKFUJvo capitalista de vender imagem e estimular o consumo. Mas a sociedade pode tirar proveito disto em benefĂ­cio QSĂ˜QSJP  GJMUSBOEP BT JOGPSNBĂŽĂœFT ĂžUFJT F JHOPSBOEP BT que estimulam apenas o consumo.

13

TEXTO 5

$035&; -VJ[Revista Griffe. DisponĂ­vel em: http://revistagriffe.blogspot.com.br/2008/03/culto-ao-corpo-sadePVEPFOBIUNM"DFTTPFNKBO

TEXTO 3 Culto ao corpo, modernidade e mĂ­dia

"OB-ĂžDia de Castro

Entendida como consumo cultural, a prĂĄtica do iDVMUPBPDPSQPwDPMPDBTFIPKFDPNPQSFPDVQBĂŽĂ?PHFSBM  que atravessa todos os setores, classes sociais e faixas etĂĄrias, apoiada num discurso que ora lança mĂŁo da questĂŁo FTUĂ?UJDBFPSBEBQSFPDVQBĂŽĂ?PDPNBTBĂžEF$POUVEP TF enquanto preocupação geral o culto ao corpo estĂĄ presente para todos os segmentos sociais, a maneira como FMFTFSFBMJ[BOPJOUFSJPSEFDBEBHSVQPĂ?EJWFSTJGJDBEB" escolha da modalidade esportiva, da ginĂĄstica, da dança e da academia em que se praticarĂĄ estĂĄ associada, provavelmente, Ă s demais esferas da vida e Ă s demais escolhas realizadas no mercado de bens. [...] &TUBJEFJBOPTMFWBBQFOTBSRVFBJNBHFNEBKVWFOUVEF BTTPDJBEBBPDPSQPQFSGFJUPFJEFBMoRVFFOWPMWF BTOPĂŽĂœFTEFTBĂžEF WJUBMJEBEF EJOBNJTNPF BDJNBEF UVEP CFMF[BoBUSBWFTTB DPOUFNQPSBOFBNFOUF PTEJGFSFOUFT HĂ?OFSPT  UPEBT BT GBJYBT FUĂˆSJBT F DMBTTFT TPDJBJT  perpassando e compondo, de maneira diferenciada, diWFSTPTFTUJMPTEFWJEB&BGĂˆCSJDBEFJNBHFOToDJOFNB UW FQVCMJDJEBEFoUFN DFSUBNFOUF DPOUSJCVĂ“EPQBSBJTTP A associação entre a produção de imagens corporais pela mĂ­dia (com destaque para o cinema e a televisĂŁo) e a percepção dos corpos/construção de autoimagem, por parte EPTJOEJWĂ“EVPT Ă?Jmediata.

(DisponĂ­vel em: http://www.revide.com.br/blog/ carla-m/post/o-mundo-esta-ficando-muito-chato/ "DFTTPFNKBO

TEXTO 6

$"4530  "OB -Ă&#x17E;DJB EF -FDUVSBT &EVDBDJĂ&#x2DC;O 'Ă&#x201C;TJDB Z %FQPSUFT "Ă&#x2014;P  O  #VFOPT "JSFT  .BS DisponĂ­vel em: http://www.efdeportes.com. Acesso em: 31 KBO<"EBQUBEP> 

TEXTO 4 MĂ­dia e espetĂĄculo no culto ao corpo: o corpo miragem

Mirela Berger

[...] /PRVFTFSFGFSFĂ&#x2039;DVMUVSBEPDPSQPOBDPOUFNQPSBOFJEBEF  B JNBHFN Ă? DFOUSBM  QSJNFJSP QPSRVF UPEB cultura do corpo passa por imagens reais do corpo, proKFUBEBTDPNPFTQFUĂ&#x2C6;DVMPTF TFHVOEP QPSRVFBTJNBHFOT veiculadas pelos meios de comunicação sĂŁo indissociĂĄWFJTEFTUFQSPDFTTPEFEFTFKBSFDPOTUSVJSVNDPSQPJEFBM [...] (BERGER, Mirela. SINAIS â&#x20AC;&#x201C; Revista EletrĂ´nica â&#x20AC;&#x201C; $JĂ?ODJBT4PDJBJT7JUĂ&#x2DC;SJB$$)/ 6'&4 &EJĂ&#x17D;Ă?PO W PVU 2007, p. 121-160.)

(DisponĂ­vel em: http://profdamasceno.blogspot.com. br/2011/03/recordar-e-viver-o-culto-ao-corpo-ou.html. "DFTTPFNKBO


14

PROCESSO SELETIVO 2013/2 - SOCIAL

PROPOSTAS DE REDAĂ&#x2021;Ă&#x192;O ALTERNATIVA 1 â&#x20AC;&#x201C; ARTIGO DE OPINIĂ&#x192;O "SUJHPEFPQJOJĂ?PĂ?VNHĂ?OFSPEPEJTDVSTPBSHVmentativo, em que o autor expressa a sua opiniĂŁo sobre determinado tema, deixando bem marcada uma argumentação que sustente a defesa do ponto de vista apresentado. *NBHJOF RVF WPDĂ? GPJ DPOWJEBEP QPS VNB SFWJTUB de circulação nacional para escrever um artigo de opiniĂŁo, posicionando-se relativamente ao seguinte tema: Culto ao Corpo na Sociedade Contemporânea: SaĂşde ou Doença? Utilize a coletânea desta prova e seus coOIFDJNFOUPTQSĂ?WJPTTPCSFPUFNBFSFEJKBPTFVBSUJHP ALTERNATIVA 2 â&#x20AC;&#x201C; CARTA ARGUMENTATIVA Posicione-se em relação ao tema Culto ao Corpo na Sociedade Contemporânea: SaĂşde ou Doença? e escreva uma carta argumentativa, escolhendo uma das seguintes hipĂłteses: 4F WPDĂ? BDIB RVF P DVMUP BP DPSQP OB TPDJFEBEF DPOUFNQPSĂ&#x2030;OFBĂ?TJOĂ&#x2122;OJNPEFTBĂ&#x17E;EFFCFNFTUBSFRVF B NĂ&#x201C;EJB  OB NBJPSJB EBT WF[FT  BKVEB OB QFSDFQĂ&#x17D;Ă?P EPT benefĂ­cios do culto ao corpo, escreva uma carta ao autor EPUFYUP UFOUBOEPDPOWFODĂ?MPEJTUP 4F BPDPOUSĂ&#x2C6;SJP WPDĂ?BDIBRVFPDVMUPBPDPSQPOB TPDJFEBEFDPOUFNQPSĂ&#x2030;OFBĂ?UĂ?PFYBHFSBEPRVFQPEFQSPvocar doença, sobretudo, de natureza psĂ­quica, escreva uma carta ao autor do texto 2, argumentando sobre a sua posição.

NĂŁo identifique o remetente da carta


RASCUNHO - REDAÇÃO EM LÍNGUA PORTUGUESA

15


Expectativa da Banca Elaboradora


Alternativa A Artigo de Opinião Imagine que você foi convidado por uma importante revista de circulação nacional para escrever um artigo de opinião, posicionando-se relativamente ao seguinte tema:

Culto ao corpo na sociedade contemporânea: saúde ou doença? Na proposta de produção de texto, solicita-se ao candidato a elaboração de um artigo de opinião, tendo como situação discursiva o convite de uma revista de circulação nacional para que ele escreva seu artigo sobre o tema Culto ao corpo na sociedade contemporânea: saúde ou doença? Há uma coletânea que subsidia sua produção, a qual deverá, obrigatoriamente, ser usada em seu projeto textual. Espera-se que o candidato se coloque como um articulista que fala de um espaço de poder, mídia de circulação nacional, sabendo que seu texto terá, como leitor, um público heterogêneo em vários aspectos: idade, classe social, região, escolaridade, gênero etc. O candidato deverá se atentar para a especificidade desse interlocutor, configurando-se aí a situação de interlocução que deverá nortear a produção de seu artigo de opinião. Espera-se que o candidato se posicione como alguém que se vê motivado a externar seu ponto de vista e contra-argumentar com as vozes que não se coadunam com sua opinião, trazendo-as para dentro de seu texto e refutando-as com argumentação convincente. Além de definir um ponto de vista e apresentá-lo com clareza, deve também, o candidato, ser capaz de argumentar e persuadir seu interlocutor a concordar com sua opinião. Um de seus objetivos, na produção textual, é responder à pergunta tema: Culto ao corpo na sociedade contemporânea: saúde ou doença? Espera-se que, em sua abordagem, o candidato defina seu ponto de vista, na medida em que discute o tema e apresenta as divergentes opiniões presentes na sociedade. Também, deverá, no desenvolvimento de seu texto, trazer para o debate os elementos presentes na coletânea que corroboram com seu ponto de vista e, também, os elementos contrários, possibilitando comentários, análises, críticas e contrapontos a serviço do projeto de texto. Será fundamental a expressão do senso crítico, eventualmente, por meio de ironia e humor; argumentações coerentes e exploração dos recursos persuasivos. O candidato deverá valer-se dos argumentos e ideias presentes na coletânea e relacioná-los com seus conhecimentos prévios e nível de leitura, dando sustentação aos argumentos, com uso crítico das informações textuais e/ou extratextuais.


Alternativa B Carta Argumentativa Posicione-se em relação ao tema Culto ao corpo na sociedade contemporânea: saúde ou doença? e escreva uma carta argumentativa, escolhendo uma das seguintes hipóteses: a) Se você acha que o culto ao corpo na sociedade contemporânea é sinônimo de saúde e bem-estar e que a mídia, na maioria das vezes, ajuda na percepção dos benefícios do culto ao corpo, escreva uma carta ao autor do texto 1, convencendo-o disto. b) Se, ao contrário, você acha que o culto ao corpo na sociedade contemporânea é tão exagerado que pode provocar doença, sobretudo, de natureza psíquica, escreva uma carta ao autor do texto 2, argumentando sobre a sua posição. NÃO IDENTIFIQUE O REMETENTE DA CARTA Ao se colocar no lugar de um leitor atento e crítico dos textos publicados na mídia eletrônica, o candidato deverá escolher uma das hipóteses sugeridas na proposta e escrever uma carta argumentativa ao autor do texto escolhido. Caso escolha a hipótese a, deverá assumir o ponto de vista já definido e dirigir sua carta ao autor do texto 1, para convencê-lo de que a posição assumida por ele não condiz com a realidade, para isso deverá apresentar argumentos convincentes e persuasivos. Espera-se que discuta os argumentos do interlocutor, especialmente, a relação que ele aponta entre felicidade e corpo ideal; a exclusão dos que não estão dentro do padrão de beleza física exigido pela sociedade de consumo, levando a doenças psíquicas e a afirmação de que essas categorias belo e feio são, na verdade, posições sociais. Caso escolha a hipótese b, deverá assumir o ponto de vista já definido e dirigir sua carta ao autor do texto 2, para convencê-lo, com argumentos consistentes, de que, na contemporaneidade, há exagero no culto ao corpo que pode provocar doença, sobretudo, de natureza psíquica. Espera-se que apresente contra argumentação, especialmente, em relação aos benefícios da atividade física para a saúde do corpo e da mente e o papel da mídia na formação da opinião pública. Em ambos os casos, há a expectativa de que o candidato apresente um projeto textual coerente com a proposta e que atenda à estrutura da carta argumentativa. Além de apresentar comentários, análises, críticas e argumentações coerentes, o candidato deverá se atentar para o papel dos interlocutores pressupostos no gênero.


www.pucgoias.edu.br

Dicas de Redação  

Confira as dicas da Comissão de Admissão Discente e saiba tudo o que é levado em conta na avaliação feita pela Banca Examinadora.

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you